SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 42
Baixar para ler offline
Por Evaí Oliveira
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
2
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
Conceitos
Fonema e letra
Número de fonemas e número de letras
Classificação dos fonemas > Vogais, Semivogais e
Consoantes
Encontros vocálicos > Ditongo, Tritongo e Hiato
Encontro consonantal
Dígrafo
Sílaba > Divisão silábica e Sílaba tônica
Ortofonia > Ortoépia, Plural metafônico e Prosódia
 Fonética: é a área responsável pelo estudo dos
sons da fala.
 Fonologia: é a ciência que estuda o ponto de
vista funcional dos fonemas ( / ) de uma língua.
 Fonema: é a menor unidade sonora que entra
na constituição das palavras.
3
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
 Os fonemas estabelecem a diferenciação entre
uma palavra e outra da língua.
 Veja:
 Ao se alterar apenas uma letra das palavras,
formaram-se novas palavras com significados
totalmente diferentes. Por isso, /c/, /m/, /l/, /d/ e
/f/ são fonemas da Língua Portuguesa, pois são
capazes de distinguir uma palavra da outra.
4
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
Cama Mama Lama Dama Fama
Fonema é a unidade sonora;
Letra é a unidade gráfica.
5
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
Um fonema pode ser representado:
 por duas letras juntas:
Exemplos: carro - nosso - guerra - quente - canto
 por letras diferentes:
Exemplos: gigante - jiló - casa - exato
6
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
 Uma letra pode representar mais de um fonema.
A letra x tem várias utilizações na escrita; sendo
assim, há diversos fonemas que são representados
pela letra.
Exemplos: fixação /ks/, exame /z/, enxame /x/.
 A letra h não representa fonema, quando se
encontra em início de palavras:
Exemplos: hoje – hélice
7
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
 Numa palavra, nem sempre há correspondência entre
o número de letras e o número de fonemas.
Exemplos:
Na palavra riqueza, temos:
 7 letras: r-i-q-u-e-z-a
 6 fonemas: /r/ /i/ /k/ /e/ /z/ /a/
Já na palavra liberdade, temos:
 9 letras: l-i-b-e-r-d-a-d-e
 9 fonemas: /l/ /i/ /b/ /e/ /r/ /d/ /a/ /d/ /e/
8
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
 O número de letras e o de fonemas de uma
palavra podem ocorrer de três formas diferentes:
9
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
Número de letras
igual
ao de fonemas
Número de letras
maior
ao de fonemas
Número de letras
menor
ao de fonemas
Exemplos:
maciça (6 l; 6 f)
aquático (8 l; 8 l)
roxo (4 l; 4 f)
Exemplos:
assassino (9 l; 7 f)
esquema (7 l; 6 f)
cachorrinho (11 l; 8 f)
Exemplos:
oxítona [x=ks] (7 l; 8 f)
táxi [x=ks] (4 l; 5 f)
tórax [x=ks] (5 l; 6 f)
Os fonemas são classificados em três
grupos:
 1. Vogais
 2. Semivogais
 3. Consoantes
10
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
São fonemas que resultam da livre passagem da
corrente de ar pela boca, ou pela boca e pelas
cavidades nasais.
 Exemplos: ca-dei-ra, vi-da, i-lu-mi-na-do
Observações:
 1. Uma vogal sozinha pode constituir a sílaba;
 2. Não há sílaba sem vogal;
 3. Não há sílabas com duas vogais.
11
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
 Os sons i e u, quando acompanham outra vogal
numa mesma sílaba, são as semivogais. As letras
E e O também serão semivogais quando forem
átonas, acompanhando outra vogal.
 Exemplos:
12
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
cá-rie tou-ro mãe pão
/i/ é semivogal
/e/ é vogal
/o/ é vogal
/u/ é semivogal
/a/ é vogal
/e/ é semivogal
/a/ é vogal
/o/ é semivogal
São os fonemas que representam os sons que
saem pela boca, com algum obstáculo do ar
proveniente dos pulmões durante a produção do
som.
Exemplos:
 i-lu-mi-nar
 o-pi-ni-ão
 a-dap-ta-dos
13
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
As vogais e as semivogais podem aparecer
juntas em um único grupo sonoro, formando os
encontros vocálicos.
Esses grupos classificam-se em:
 Ditongos
 Tritongos
 Hiatos
14
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
É o encontro de uma vogal e uma semivogal na
mesma sílaba.
 Exemplos:
15
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
Noite Gratuito Aurélio
/o/ é vogal
/i/ é semivogal
/u/ é vogal
/i/ é semivogal
/i/ é semivogal
/o/ é vogal
Crescente Decrescente
É formado por semivogal e
vogal, nessa ordem.
É formado por vogal e
semivogal, nessa ordem.
Exemplos:
á-gua, con-tí-nuo,
me-mó-ria
Exemplos:
fei-xe, mu-seu, moi-ta
16
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
É o encontro de semivogal, vogal e
semivogal, nesta ordem, na mesma sílaba.
Exemplos:
 de-si-guais
 U-ru-guai
 sa-guão
17
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
É formado por duas vogais que ficam em
sílabas diferentes.
Exemplos:
 ri-acho
 to-a-lha
 pi-a
18
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
É agrupamento de duas ou mais consoantes numa
palavra, na mesma sílaba ou não.
 Exemplos:
19
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
Mesma sílaba Sílabas diferentes
bl: blo-co gl: gló-ria bd: ab-di-car lg: fol-ga
cl: cla-mor pr: pre-to bs: sub-so-lo rt: for-te
dr: vi-dro tr: tro-no ct: as-pec-to tm: rit-mo
fl: flau-ta vr: pa-la-vra dm: ad-mi-tir tn: ét-ni-co
É o agrupamento de duas letras que representam
um só fonema.
 Os dígrafos podem ser consonantais ou
vocálicos.
20
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
Consonantais Vocálicos
ch: bicho sc: nascer am: samba an: lanche
gu: guitarra sç: desça em: tempo en: sendo
lh: coelho ss: nosso im: simpatia in: fincar
nh: manha xc: exceção om: compra on: conto
qu: maquete xs: exsudar um: chumbo un: assunto
rr: torre
 1. Os dígrafos ch, lh, gu e qu são inseparáveis
na divisão silábica.
Exemplos: ma-cha-do, co-lher, se-guin-te
 2. Os dígrafos rr, ss, sc, sç, xc e xs são
separados na divisão silábica.
Exemplos: mar-re-co, as-sei-o, pis-ci-na, cres-ça,
ex-ce-to, ex-su-dar.
21
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
É o conjunto de fonemas
pronunciados em uma única
emissão de voz.
22
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
Classificação Quantidade de
sílabas
Exemplos
Monossílaba 1 fé, mês
Dissílaba 2 tem-po, gen-te
Trissílaba 3 pro-du-to, ár-vo-re
Polissílaba 4 ou mais ir-res-pon-sá-vel,
ca-rac-te-rís-ti-ca
23
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
Na divisão silábica, há determinadas regras a
serem seguidas.
 a. Não se separam as vogais de ditongos e
tritongos.
Exemplos: pai-xão, i-guais
 b. Separa-se o ditongo do hiato, quando
aparecem juntos.
Exemplos: mei-a, boi-a, sa-iu
24
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
 c. Separam-se as vogais dos hiatos.
Exemplos: mo-í-do, ba-ú
 d. Separam-se as vogais dos dígrafos rr, ss, sc,
sç, xc.
Exemplos: bar-ro, pas-so, as-cen-der, des-ço, ex-
ce-len-te
25
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
 e. Não se separam os dígrafos lh, nh, ch, gu, qu.
Exemplos: ga-lho, vi-nho, cha-ma, guer-ra, bos-
que
 f. Não se separam da sílaba anterior as
consoantes que não forem seguidas de vogal.
Exemplos: ap-to, fleug-ma, ad-mis-são
26
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
 g. Não se separam os encontros consonantais
que iniciam palavras.
Exemplos: gno-mo, pneu-má-ti-co
 h. Os prefixos (des-, in-, sub-) desmembram-se
para formar outra sílaba, quando seguidos de
vogal.
Exemplos: de-su-ni-ão, i-ne-vi-tá-vel, su-ben-ten-
der
27
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
É a sílaba pronunciada com maior
intensidade.
 Observação: A sílaba tônica, às vezes, é
acentuada, às vezes, não.
28
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
a. oxítonas: quando a sílaba tônica (mais forte) é a
última:
 Exemplos: será, você, vapor, guaraná
b. paroxítona: quando a sílaba tônica é a penúltima:
 Exemplos: difícil, hífen, carinho, agasalho
c. proparoxítona: quando a sílaba tônica é a
antepenúltima:
 Exemplos: pântano, mágico, límpido, escândalo
29
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
Observação:
 A maior palavra da língua portuguesa é
pneumoultramicroscopicossilicovulcanoconiótico
(46 letras), nome de uma doença pulmonar aguda
causada pela aspiração de cinzas vulcânicas.
30
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
 É a parte da gramática que estuda a pronúncia
correta das palavras.
Observação: Ortofonia: do grego orthós - direito +
phoné - som.
 A ortofonia divide-se em ortoépia (ou ortoepia) e
prosódia.
31
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
 Estuda a pronúncia correta das
palavras.
 Ao errar a pronúncia, comete-se
a cacoépia.
32
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
Pronúncia
correta
Pronúncia que
deve ser evitada
Pronúncia
correta
Pronúncia que
deve ser evitada
abóbada abóboda Estrangeiro estrangero
asterisco asterístico Estupro estrupo
advogado adevogado Mendigo mendingo
bandeja bandeija Meritíssimo meretíssimo
beneficente beneficiente Meteorologia metereologia
bugiganga bungiganga Mortadela mortandela
cabeleireiro cabelereiro Privilégio previlégio
caramanchão carramanchão Reivindicar reinvindicar
caranguejo caragueijo Seja seje
disenteria desinteria Sobrancelha sombrancelha
empecilho impecilho Umbigo imbigo
33
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
Pronúncia correta Pronúncia correta
E aberto E fechado O aberto O fechado
cervo acervo Inodoro algoz
coeso alameda Ocre bodas
flagelo alveja Probo desporto
groselha espelha Remoto poça
servo interesse Senhora torpe
34
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
 Nossa língua possui inúmeras palavras
que mudam o timbre da vogal tônica ao
serem pluralizadas.
 No singular, o O tem som fechado (ô) e,
no plural, torna-se aberto (ó).
35
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
 aposto / apostos
 caroço /caroços
 choco / chocos
 corcovo / corcovos
 despojo / despojos
 destroço /
destroços
 esforço / esforços
 fogo / fogos
 forno / fornos
 fosso / fossos
 globo / globos
 grosso / grossos
 imposto / impostos
 jogo / jogos
 miolo / miolos
 morto / mortos
 novo / novos
 olho / olhos
 osso / ossos
 ovo / ovos
 poço / poços
 porco / porcos
 porto / portos
 posto / postos
 povo / povos
 reforço / reforços
 socorro / socorros
 tijolo / tijolos
 torto / tortos
 troco / trocos
 troço / troços
36
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
 Todas as palavras terminadas em -oso e
em -posto sofrem metafonia no plural.
Exemplos:
 amistoso / amistosos
 bondoso / bondosos
 corajoso / corajosos
 teimoso / teimosos
 disposto / dispostos
 preposto / prepostos
37
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
 Estuda a correta posição da sílaba
tônica das palavras.
 Ao erro de acentuação tônica de uma
palavra, dá-se o nome de silabada.
38
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
OXÍTONAS PAROXÍTONAS PROPAROXÍTONAS
cateter âmbar fluido aeródromo Andrógino
condor avaro gratuito Aerólito Êxodo
Gibraltar austero Hosana Álcool Hipódromo
hangar batavo ibero Bígamo Horóscopo
mister boêmia meteorito crisântemo Idólatra
Nobel estratégia perito Égide Périplo
novel exegese pudico Êmbolo Protótipo
ruim filantropo recorde Lêvedo Vândalo
sutil filatelia rubrica Pântano Zéfiro
39
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
 Observação: Algumas palavras admitem dupla
pronúncia, ambas consideradas corretas.
Vejam os exemplos abaixo:
40
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
acróbata e
acrobata
chipanzé e
chimpanzé
hieróglifo e
hieróglifo
radioatividade e
radiatividade
assobiar e
assoviar
cotidiano e
quotidiano
Madagáscar e
Madagascar
tesoura e tesoira
bêbado e bêbedo catorze e quatorze ortoépia e ortoepia xérox e xerox
boêmia e boemia hidroelétrica e
hidrelétrica
projétil e projetil zângão e zangão
 BECHARA, Evanildo. Moderna gramática da língua portuguesa. 37. ed. Rio de
Janeiro: Editora Nova Fronteira, 2009.
 BECHARA, Evanildo. O que muda com o novo acordo ortográfico. Rio de Janeiro:
Nova Fronteira, 2008.
 CUNHA, Celso; CINTRA, Luís F. Lindley. Nova gramática do português
contemporâneo. 5. ed. Rio de Janeiro: Lexicon, 2008.
 FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Novo dicionário Aurélio da língua
portuguesa. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1975.
 LOPES, Karolina. Minimanual de gramática. São Paulo: DCL, 2010.
 MARTINO, Agnaldo. Português esquematizado: gramática, interpretação de texto,
redação oficial, redação discursiva. São Paulo: Saraiva, 2012.
 MARTINS, Dileta Silveira; ZILBERKNOP, Lúbia Scliar. Português Instrumental. 20.
ed. Porto Alegre: Editora Sagra Luzzatto, 1999.
 MESQUITA, Roberto Melo. Gramática da língua portuguesa. 10. ed. São Paulo:
Editora Saraiva, 2009.
 SARMENTO, Leila Lauar. Gramática em textos. 2. ed. rev. São Paulo: Moderna,
2005.
41
www.normativagramatica.blogspot.com.br/
42
www.normativagramatica.blogspot.com.br/

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Dígrafo e encontro consonantal
Dígrafo e encontro consonantalDígrafo e encontro consonantal
Dígrafo e encontro consonantalRosana Mayer
 
VariaçãO LinguíStica
VariaçãO LinguíSticaVariaçãO LinguíStica
VariaçãO LinguíSticaElza Silveira
 
Fonética e fonologia
Fonética e fonologiaFonética e fonologia
Fonética e fonologiaDiego Prezia
 
17 divisão silábica
17   divisão silábica17   divisão silábica
17 divisão silábicamarcelocaxias
 
Sinônimos, Antônimos, Honônimos, Parônimos, Polissemia
Sinônimos, Antônimos, Honônimos, Parônimos, PolissemiaSinônimos, Antônimos, Honônimos, Parônimos, Polissemia
Sinônimos, Antônimos, Honônimos, Parônimos, Polissemiaefcamargo1968
 
Concordancia verbal e nominal
Concordancia verbal e nominalConcordancia verbal e nominal
Concordancia verbal e nominalRebeca Kaus
 
Formação das palavras
Formação das palavrasFormação das palavras
Formação das palavrascolveromachado
 
Linguagem verbal e não verbal, sincrética com imagens e mensagens subliminares
Linguagem verbal e não verbal, sincrética com imagens e mensagens subliminaresLinguagem verbal e não verbal, sincrética com imagens e mensagens subliminares
Linguagem verbal e não verbal, sincrética com imagens e mensagens subliminaresJoyce de Oliveira
 
Estrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavrasEstrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavrasKeu Oliveira
 

Mais procurados (20)

Dígrafo e encontro consonantal
Dígrafo e encontro consonantalDígrafo e encontro consonantal
Dígrafo e encontro consonantal
 
Fonética & fonologia
Fonética & fonologiaFonética & fonologia
Fonética & fonologia
 
Letra e fonema
Letra e fonemaLetra e fonema
Letra e fonema
 
Gramática.Noções Básicas
Gramática.Noções BásicasGramática.Noções Básicas
Gramática.Noções Básicas
 
Substantivo
SubstantivoSubstantivo
Substantivo
 
VariaçãO LinguíStica
VariaçãO LinguíSticaVariaçãO LinguíStica
VariaçãO LinguíStica
 
Acentuacao
AcentuacaoAcentuacao
Acentuacao
 
FIGURAS DE LINGUAGEM
FIGURAS DE LINGUAGEM FIGURAS DE LINGUAGEM
FIGURAS DE LINGUAGEM
 
Fonética e fonologia
Fonética e fonologiaFonética e fonologia
Fonética e fonologia
 
17 divisão silábica
17   divisão silábica17   divisão silábica
17 divisão silábica
 
Sinônimos, Antônimos, Honônimos, Parônimos, Polissemia
Sinônimos, Antônimos, Honônimos, Parônimos, PolissemiaSinônimos, Antônimos, Honônimos, Parônimos, Polissemia
Sinônimos, Antônimos, Honônimos, Parônimos, Polissemia
 
Concordancia verbal e nominal
Concordancia verbal e nominalConcordancia verbal e nominal
Concordancia verbal e nominal
 
Formação das palavras
Formação das palavrasFormação das palavras
Formação das palavras
 
Classes de palavras
Classes de palavrasClasses de palavras
Classes de palavras
 
VERBOS - 7 ANO.pptx
VERBOS - 7 ANO.pptxVERBOS - 7 ANO.pptx
VERBOS - 7 ANO.pptx
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Linguagem verbal e não verbal, sincrética com imagens e mensagens subliminares
Linguagem verbal e não verbal, sincrética com imagens e mensagens subliminaresLinguagem verbal e não verbal, sincrética com imagens e mensagens subliminares
Linguagem verbal e não verbal, sincrética com imagens e mensagens subliminares
 
Ortografia – Uso De X E Ch
Ortografia – Uso De X E ChOrtografia – Uso De X E Ch
Ortografia – Uso De X E Ch
 
A prosódia
A prosódiaA prosódia
A prosódia
 
Estrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavrasEstrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavras
 

Destaque

Encontros Vocálicos Ditongo, hiato e tritongo
Encontros Vocálicos Ditongo, hiato e tritongoEncontros Vocálicos Ditongo, hiato e tritongo
Encontros Vocálicos Ditongo, hiato e tritongoPaulo Alves de Araujo
 
A 1 fonética
A 1   fonéticaA 1   fonética
A 1 fonéticacientia
 
1. fonologia acentuação e ortografia
1. fonologia acentuação e ortografia1. fonologia acentuação e ortografia
1. fonologia acentuação e ortografiaIvana Mayrink
 
Aula fonologia e acentuação
Aula fonologia e acentuaçãoAula fonologia e acentuação
Aula fonologia e acentuaçãoCurso Letrados
 
ColocaçãO Pronominal
ColocaçãO PronominalColocaçãO Pronominal
ColocaçãO Pronominalguest0cbfe
 
Acentuação gráfica.
Acentuação gráfica.Acentuação gráfica.
Acentuação gráfica.Ney Brito
 
Encontros vocálicos e palavras para montagem de painel
Encontros vocálicos e palavras para montagem de painelEncontros vocálicos e palavras para montagem de painel
Encontros vocálicos e palavras para montagem de painelPaulo Alves de Araujo
 
Fonética, Divisão Silábica, Acentuação e Estrutura e Formação de Palavras
Fonética, Divisão Silábica, Acentuação e Estrutura e Formação de PalavrasFonética, Divisão Silábica, Acentuação e Estrutura e Formação de Palavras
Fonética, Divisão Silábica, Acentuação e Estrutura e Formação de PalavrasFaell Vasconcelos
 
Acentuacao grafica regras basicas proparoxitonas, paroxitonas, oxitonas e mon...
Acentuacao grafica regras basicas proparoxitonas, paroxitonas, oxitonas e mon...Acentuacao grafica regras basicas proparoxitonas, paroxitonas, oxitonas e mon...
Acentuacao grafica regras basicas proparoxitonas, paroxitonas, oxitonas e mon...Emerson Assis
 
A Pontuação
A PontuaçãoA Pontuação
A Pontuaçãojomadeira
 
Encontros vocálicos (2)
Encontros vocálicos (2)Encontros vocálicos (2)
Encontros vocálicos (2)Lakalondres
 
Avaliação de português 2º bim
Avaliação de português  2º bimAvaliação de português  2º bim
Avaliação de português 2º bimKelry Carvalho
 
Acentuação gráfica
Acentuação gráficaAcentuação gráfica
Acentuação gráficaPabllo Vieira
 
Oxítona paroxítona proparoxitonas tonicidade das palavras
Oxítona paroxítona proparoxitonas tonicidade das palavrasOxítona paroxítona proparoxitonas tonicidade das palavras
Oxítona paroxítona proparoxitonas tonicidade das palavrasNisio Jose pereira
 
Fonética e fonologia
Fonética e fonologia Fonética e fonologia
Fonética e fonologia Ana Vogeley
 

Destaque (20)

Encontros Vocálicos Ditongo, hiato e tritongo
Encontros Vocálicos Ditongo, hiato e tritongoEncontros Vocálicos Ditongo, hiato e tritongo
Encontros Vocálicos Ditongo, hiato e tritongo
 
A 1 fonética
A 1   fonéticaA 1   fonética
A 1 fonética
 
Ditongos e hiatos
Ditongos e hiatosDitongos e hiatos
Ditongos e hiatos
 
Revisão gramatical 1
Revisão gramatical 1Revisão gramatical 1
Revisão gramatical 1
 
1. fonologia acentuação e ortografia
1. fonologia acentuação e ortografia1. fonologia acentuação e ortografia
1. fonologia acentuação e ortografia
 
ortografia
ortografiaortografia
ortografia
 
Aula fonologia e acentuação
Aula fonologia e acentuaçãoAula fonologia e acentuação
Aula fonologia e acentuação
 
ColocaçãO Pronominal
ColocaçãO PronominalColocaçãO Pronominal
ColocaçãO Pronominal
 
Acentuação gráfica.
Acentuação gráfica.Acentuação gráfica.
Acentuação gráfica.
 
Colocação Pronominal
Colocação PronominalColocação Pronominal
Colocação Pronominal
 
Encontros vocálicos e palavras para montagem de painel
Encontros vocálicos e palavras para montagem de painelEncontros vocálicos e palavras para montagem de painel
Encontros vocálicos e palavras para montagem de painel
 
Aula de verbos 5º ano
Aula de verbos  5º anoAula de verbos  5º ano
Aula de verbos 5º ano
 
Fonética, Divisão Silábica, Acentuação e Estrutura e Formação de Palavras
Fonética, Divisão Silábica, Acentuação e Estrutura e Formação de PalavrasFonética, Divisão Silábica, Acentuação e Estrutura e Formação de Palavras
Fonética, Divisão Silábica, Acentuação e Estrutura e Formação de Palavras
 
Acentuacao grafica regras basicas proparoxitonas, paroxitonas, oxitonas e mon...
Acentuacao grafica regras basicas proparoxitonas, paroxitonas, oxitonas e mon...Acentuacao grafica regras basicas proparoxitonas, paroxitonas, oxitonas e mon...
Acentuacao grafica regras basicas proparoxitonas, paroxitonas, oxitonas e mon...
 
A Pontuação
A PontuaçãoA Pontuação
A Pontuação
 
Encontros vocálicos (2)
Encontros vocálicos (2)Encontros vocálicos (2)
Encontros vocálicos (2)
 
Avaliação de português 2º bim
Avaliação de português  2º bimAvaliação de português  2º bim
Avaliação de português 2º bim
 
Acentuação gráfica
Acentuação gráficaAcentuação gráfica
Acentuação gráfica
 
Oxítona paroxítona proparoxitonas tonicidade das palavras
Oxítona paroxítona proparoxitonas tonicidade das palavrasOxítona paroxítona proparoxitonas tonicidade das palavras
Oxítona paroxítona proparoxitonas tonicidade das palavras
 
Fonética e fonologia
Fonética e fonologia Fonética e fonologia
Fonética e fonologia
 

Semelhante a Conceitos básicos de fonética e fonologia

1ª ano -Fonética e Fonologia.pdf
1ª ano -Fonética e Fonologia.pdf1ª ano -Fonética e Fonologia.pdf
1ª ano -Fonética e Fonologia.pdfValdimiro Cardoso
 
Letras e fonemas
Letras e fonemasLetras e fonemas
Letras e fonemasalereis
 
vocalico consonantal digrafo.pptx
vocalico consonantal digrafo.pptxvocalico consonantal digrafo.pptx
vocalico consonantal digrafo.pptxDani Malta
 
Lingua portuguesa teoria e testes
Lingua portuguesa teoria e testesLingua portuguesa teoria e testes
Lingua portuguesa teoria e testesDaniele Costa
 
Apostila De Portugues Especifico Concurso
Apostila De Portugues Especifico ConcursoApostila De Portugues Especifico Concurso
Apostila De Portugues Especifico Concursomauricio souza
 
Guia prático nova ortografia pg10
Guia prático   nova ortografia pg10Guia prático   nova ortografia pg10
Guia prático nova ortografia pg10kisb1337
 
1ª série E. M. - Fonética
1ª série E. M. - Fonética1ª série E. M. - Fonética
1ª série E. M. - FonéticaAngélica Manenti
 
Sons fonemas e letras [modo de compatibilidade]
Sons fonemas e letras [modo de compatibilidade]Sons fonemas e letras [modo de compatibilidade]
Sons fonemas e letras [modo de compatibilidade]Marcy Gomes
 
Gramática da Carochinha 1º CICLO.pdf
Gramática da Carochinha 1º CICLO.pdfGramática da Carochinha 1º CICLO.pdf
Gramática da Carochinha 1º CICLO.pdfEliana Oliveira
 
Acordo ortográfico slides
Acordo ortográfico slidesAcordo ortográfico slides
Acordo ortográfico slideshomago
 
Reforma ortográfica
Reforma ortográficaReforma ortográfica
Reforma ortográficamfmpafatima
 

Semelhante a Conceitos básicos de fonética e fonologia (20)

1ª ano -Fonética e Fonologia.pdf
1ª ano -Fonética e Fonologia.pdf1ª ano -Fonética e Fonologia.pdf
1ª ano -Fonética e Fonologia.pdf
 
Letras e fonemas
Letras e fonemasLetras e fonemas
Letras e fonemas
 
vocalico consonantal digrafo.pptx
vocalico consonantal digrafo.pptxvocalico consonantal digrafo.pptx
vocalico consonantal digrafo.pptx
 
Encontros vocálicos
Encontros vocálicosEncontros vocálicos
Encontros vocálicos
 
Fonologia
FonologiaFonologia
Fonologia
 
Exercícios com questões sobre
Exercícios com  questões sobreExercícios com  questões sobre
Exercícios com questões sobre
 
Fonética e fonologia
Fonética e fonologiaFonética e fonologia
Fonética e fonologia
 
Lingua portuguesa teoria e testes
Lingua portuguesa teoria e testesLingua portuguesa teoria e testes
Lingua portuguesa teoria e testes
 
Apostila De Portugues Especifico Concurso
Apostila De Portugues Especifico ConcursoApostila De Portugues Especifico Concurso
Apostila De Portugues Especifico Concurso
 
Guia prático nova ortografia pg10
Guia prático   nova ortografia pg10Guia prático   nova ortografia pg10
Guia prático nova ortografia pg10
 
1ª série E. M. - Fonética
1ª série E. M. - Fonética1ª série E. M. - Fonética
1ª série E. M. - Fonética
 
Acordo ortográfico (1)
Acordo ortográfico (1)Acordo ortográfico (1)
Acordo ortográfico (1)
 
Sons fonemas e letras [modo de compatibilidade]
Sons fonemas e letras [modo de compatibilidade]Sons fonemas e letras [modo de compatibilidade]
Sons fonemas e letras [modo de compatibilidade]
 
Gramática da Carochinha 1º CICLO.pdf
Gramática da Carochinha 1º CICLO.pdfGramática da Carochinha 1º CICLO.pdf
Gramática da Carochinha 1º CICLO.pdf
 
Acordo ortográfico slides
Acordo ortográfico slidesAcordo ortográfico slides
Acordo ortográfico slides
 
Marcio ufms
Marcio  ufmsMarcio  ufms
Marcio ufms
 
Sons e letra 1
Sons e letra 1Sons e letra 1
Sons e letra 1
 
Reforma ortográfica
Reforma ortográficaReforma ortográfica
Reforma ortográfica
 
Apostila de-portugues-
Apostila de-portugues- Apostila de-portugues-
Apostila de-portugues-
 
FONÉTICA E FONOLOGIA
FONÉTICA E FONOLOGIAFONÉTICA E FONOLOGIA
FONÉTICA E FONOLOGIA
 

Mais de Evaí Oliveira

Questões de Literatura - ENEM 2011
Questões de Literatura - ENEM 2011Questões de Literatura - ENEM 2011
Questões de Literatura - ENEM 2011Evaí Oliveira
 
Questões de Literatura - ENEM 2010
Questões de Literatura - ENEM 2010Questões de Literatura - ENEM 2010
Questões de Literatura - ENEM 2010Evaí Oliveira
 
Questões - termos da oração
Questões - termos da oraçãoQuestões - termos da oração
Questões - termos da oraçãoEvaí Oliveira
 
Conto - Segredos do Mar
Conto - Segredos do MarConto - Segredos do Mar
Conto - Segredos do MarEvaí Oliveira
 
Conto - O Ganhador da Promoção
Conto - O Ganhador da PromoçãoConto - O Ganhador da Promoção
Conto - O Ganhador da PromoçãoEvaí Oliveira
 
Caso 01: Morta pela boca
Caso 01: Morta pela bocaCaso 01: Morta pela boca
Caso 01: Morta pela bocaEvaí Oliveira
 
Variedades na comunicação oral
Variedades na comunicação oralVariedades na comunicação oral
Variedades na comunicação oralEvaí Oliveira
 
Castro Alves - O Poeta dos Escravos
Castro Alves - O Poeta dos EscravosCastro Alves - O Poeta dos Escravos
Castro Alves - O Poeta dos EscravosEvaí Oliveira
 
PCNs de Língua Portuguesa
PCNs de Língua PortuguesaPCNs de Língua Portuguesa
PCNs de Língua PortuguesaEvaí Oliveira
 
Estrutura e Funcionamento dos Níveis e Modalidades de Ensino
Estrutura e Funcionamento dos Níveis e Modalidades de EnsinoEstrutura e Funcionamento dos Níveis e Modalidades de Ensino
Estrutura e Funcionamento dos Níveis e Modalidades de EnsinoEvaí Oliveira
 
Biografia de Padre António Vieira
Biografia de Padre António VieiraBiografia de Padre António Vieira
Biografia de Padre António VieiraEvaí Oliveira
 
Questões de Língua Portuguesa de Vestibulares - Módulo 2
Questões de Língua Portuguesa de Vestibulares - Módulo 2Questões de Língua Portuguesa de Vestibulares - Módulo 2
Questões de Língua Portuguesa de Vestibulares - Módulo 2Evaí Oliveira
 
Questões de Língua Portuguesa de Vestibulares - Módulo 1
Questões de Língua Portuguesa de Vestibulares - Módulo 1Questões de Língua Portuguesa de Vestibulares - Módulo 1
Questões de Língua Portuguesa de Vestibulares - Módulo 1Evaí Oliveira
 
Questões de Língua Portuguesa de Vestibulares - Módulo 3
Questões de Língua Portuguesa de Vestibulares - Módulo 3Questões de Língua Portuguesa de Vestibulares - Módulo 3
Questões de Língua Portuguesa de Vestibulares - Módulo 3Evaí Oliveira
 
Pronomes de tratamento
Pronomes de tratamentoPronomes de tratamento
Pronomes de tratamentoEvaí Oliveira
 
Questões - Regência Verbal e Nominal
Questões - Regência Verbal e NominalQuestões - Regência Verbal e Nominal
Questões - Regência Verbal e NominalEvaí Oliveira
 

Mais de Evaí Oliveira (20)

Questões de Literatura - ENEM 2011
Questões de Literatura - ENEM 2011Questões de Literatura - ENEM 2011
Questões de Literatura - ENEM 2011
 
Questões de Literatura - ENEM 2010
Questões de Literatura - ENEM 2010Questões de Literatura - ENEM 2010
Questões de Literatura - ENEM 2010
 
Questões - termos da oração
Questões - termos da oraçãoQuestões - termos da oração
Questões - termos da oração
 
O Golpe da Raposa
O Golpe da RaposaO Golpe da Raposa
O Golpe da Raposa
 
Conto - Segredos do Mar
Conto - Segredos do MarConto - Segredos do Mar
Conto - Segredos do Mar
 
Conto - O Sequestro
Conto - O SequestroConto - O Sequestro
Conto - O Sequestro
 
Conto - O Ganhador da Promoção
Conto - O Ganhador da PromoçãoConto - O Ganhador da Promoção
Conto - O Ganhador da Promoção
 
A Reunião dos Gatos
A Reunião dos GatosA Reunião dos Gatos
A Reunião dos Gatos
 
Caso 01: Morta pela boca
Caso 01: Morta pela bocaCaso 01: Morta pela boca
Caso 01: Morta pela boca
 
Variedades na comunicação oral
Variedades na comunicação oralVariedades na comunicação oral
Variedades na comunicação oral
 
Castro Alves - O Poeta dos Escravos
Castro Alves - O Poeta dos EscravosCastro Alves - O Poeta dos Escravos
Castro Alves - O Poeta dos Escravos
 
PCNs de Língua Portuguesa
PCNs de Língua PortuguesaPCNs de Língua Portuguesa
PCNs de Língua Portuguesa
 
Incentivo à Leitura
Incentivo à LeituraIncentivo à Leitura
Incentivo à Leitura
 
Estrutura e Funcionamento dos Níveis e Modalidades de Ensino
Estrutura e Funcionamento dos Níveis e Modalidades de EnsinoEstrutura e Funcionamento dos Níveis e Modalidades de Ensino
Estrutura e Funcionamento dos Níveis e Modalidades de Ensino
 
Biografia de Padre António Vieira
Biografia de Padre António VieiraBiografia de Padre António Vieira
Biografia de Padre António Vieira
 
Questões de Língua Portuguesa de Vestibulares - Módulo 2
Questões de Língua Portuguesa de Vestibulares - Módulo 2Questões de Língua Portuguesa de Vestibulares - Módulo 2
Questões de Língua Portuguesa de Vestibulares - Módulo 2
 
Questões de Língua Portuguesa de Vestibulares - Módulo 1
Questões de Língua Portuguesa de Vestibulares - Módulo 1Questões de Língua Portuguesa de Vestibulares - Módulo 1
Questões de Língua Portuguesa de Vestibulares - Módulo 1
 
Questões de Língua Portuguesa de Vestibulares - Módulo 3
Questões de Língua Portuguesa de Vestibulares - Módulo 3Questões de Língua Portuguesa de Vestibulares - Módulo 3
Questões de Língua Portuguesa de Vestibulares - Módulo 3
 
Pronomes de tratamento
Pronomes de tratamentoPronomes de tratamento
Pronomes de tratamento
 
Questões - Regência Verbal e Nominal
Questões - Regência Verbal e NominalQuestões - Regência Verbal e Nominal
Questões - Regência Verbal e Nominal
 

Último

HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdfSandra Pratas
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoJayaneSales1
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evoluçãoprofleticiasantosbio
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfceajajacu
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e Américawilson778875
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptxRomero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptxLuisCarlosAlves10
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMHenrique Pontes
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesGilbraz Aragão
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTEJoaquim Colôa
 
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdfmúsica paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdfWALDIRENEPINTODEMACE
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil
19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil
19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do BrasilMary Alvarenga
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 

Último (20)

Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e América
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptxRomero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das Religiões
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
 
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
 
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdfmúsica paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
 
19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil
19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil
19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 

Conceitos básicos de fonética e fonologia

  • 2. 2 www.normativagramatica.blogspot.com.br/ Conceitos Fonema e letra Número de fonemas e número de letras Classificação dos fonemas > Vogais, Semivogais e Consoantes Encontros vocálicos > Ditongo, Tritongo e Hiato Encontro consonantal Dígrafo Sílaba > Divisão silábica e Sílaba tônica Ortofonia > Ortoépia, Plural metafônico e Prosódia
  • 3.  Fonética: é a área responsável pelo estudo dos sons da fala.  Fonologia: é a ciência que estuda o ponto de vista funcional dos fonemas ( / ) de uma língua.  Fonema: é a menor unidade sonora que entra na constituição das palavras. 3 www.normativagramatica.blogspot.com.br/
  • 4.  Os fonemas estabelecem a diferenciação entre uma palavra e outra da língua.  Veja:  Ao se alterar apenas uma letra das palavras, formaram-se novas palavras com significados totalmente diferentes. Por isso, /c/, /m/, /l/, /d/ e /f/ são fonemas da Língua Portuguesa, pois são capazes de distinguir uma palavra da outra. 4 www.normativagramatica.blogspot.com.br/ Cama Mama Lama Dama Fama
  • 5. Fonema é a unidade sonora; Letra é a unidade gráfica. 5 www.normativagramatica.blogspot.com.br/
  • 6. Um fonema pode ser representado:  por duas letras juntas: Exemplos: carro - nosso - guerra - quente - canto  por letras diferentes: Exemplos: gigante - jiló - casa - exato 6 www.normativagramatica.blogspot.com.br/
  • 7.  Uma letra pode representar mais de um fonema. A letra x tem várias utilizações na escrita; sendo assim, há diversos fonemas que são representados pela letra. Exemplos: fixação /ks/, exame /z/, enxame /x/.  A letra h não representa fonema, quando se encontra em início de palavras: Exemplos: hoje – hélice 7 www.normativagramatica.blogspot.com.br/
  • 8.  Numa palavra, nem sempre há correspondência entre o número de letras e o número de fonemas. Exemplos: Na palavra riqueza, temos:  7 letras: r-i-q-u-e-z-a  6 fonemas: /r/ /i/ /k/ /e/ /z/ /a/ Já na palavra liberdade, temos:  9 letras: l-i-b-e-r-d-a-d-e  9 fonemas: /l/ /i/ /b/ /e/ /r/ /d/ /a/ /d/ /e/ 8 www.normativagramatica.blogspot.com.br/
  • 9.  O número de letras e o de fonemas de uma palavra podem ocorrer de três formas diferentes: 9 www.normativagramatica.blogspot.com.br/ Número de letras igual ao de fonemas Número de letras maior ao de fonemas Número de letras menor ao de fonemas Exemplos: maciça (6 l; 6 f) aquático (8 l; 8 l) roxo (4 l; 4 f) Exemplos: assassino (9 l; 7 f) esquema (7 l; 6 f) cachorrinho (11 l; 8 f) Exemplos: oxítona [x=ks] (7 l; 8 f) táxi [x=ks] (4 l; 5 f) tórax [x=ks] (5 l; 6 f)
  • 10. Os fonemas são classificados em três grupos:  1. Vogais  2. Semivogais  3. Consoantes 10 www.normativagramatica.blogspot.com.br/
  • 11. São fonemas que resultam da livre passagem da corrente de ar pela boca, ou pela boca e pelas cavidades nasais.  Exemplos: ca-dei-ra, vi-da, i-lu-mi-na-do Observações:  1. Uma vogal sozinha pode constituir a sílaba;  2. Não há sílaba sem vogal;  3. Não há sílabas com duas vogais. 11 www.normativagramatica.blogspot.com.br/
  • 12.  Os sons i e u, quando acompanham outra vogal numa mesma sílaba, são as semivogais. As letras E e O também serão semivogais quando forem átonas, acompanhando outra vogal.  Exemplos: 12 www.normativagramatica.blogspot.com.br/ cá-rie tou-ro mãe pão /i/ é semivogal /e/ é vogal /o/ é vogal /u/ é semivogal /a/ é vogal /e/ é semivogal /a/ é vogal /o/ é semivogal
  • 13. São os fonemas que representam os sons que saem pela boca, com algum obstáculo do ar proveniente dos pulmões durante a produção do som. Exemplos:  i-lu-mi-nar  o-pi-ni-ão  a-dap-ta-dos 13 www.normativagramatica.blogspot.com.br/
  • 14. As vogais e as semivogais podem aparecer juntas em um único grupo sonoro, formando os encontros vocálicos. Esses grupos classificam-se em:  Ditongos  Tritongos  Hiatos 14 www.normativagramatica.blogspot.com.br/
  • 15. É o encontro de uma vogal e uma semivogal na mesma sílaba.  Exemplos: 15 www.normativagramatica.blogspot.com.br/ Noite Gratuito Aurélio /o/ é vogal /i/ é semivogal /u/ é vogal /i/ é semivogal /i/ é semivogal /o/ é vogal
  • 16. Crescente Decrescente É formado por semivogal e vogal, nessa ordem. É formado por vogal e semivogal, nessa ordem. Exemplos: á-gua, con-tí-nuo, me-mó-ria Exemplos: fei-xe, mu-seu, moi-ta 16 www.normativagramatica.blogspot.com.br/
  • 17. É o encontro de semivogal, vogal e semivogal, nesta ordem, na mesma sílaba. Exemplos:  de-si-guais  U-ru-guai  sa-guão 17 www.normativagramatica.blogspot.com.br/
  • 18. É formado por duas vogais que ficam em sílabas diferentes. Exemplos:  ri-acho  to-a-lha  pi-a 18 www.normativagramatica.blogspot.com.br/
  • 19. É agrupamento de duas ou mais consoantes numa palavra, na mesma sílaba ou não.  Exemplos: 19 www.normativagramatica.blogspot.com.br/ Mesma sílaba Sílabas diferentes bl: blo-co gl: gló-ria bd: ab-di-car lg: fol-ga cl: cla-mor pr: pre-to bs: sub-so-lo rt: for-te dr: vi-dro tr: tro-no ct: as-pec-to tm: rit-mo fl: flau-ta vr: pa-la-vra dm: ad-mi-tir tn: ét-ni-co
  • 20. É o agrupamento de duas letras que representam um só fonema.  Os dígrafos podem ser consonantais ou vocálicos. 20 www.normativagramatica.blogspot.com.br/ Consonantais Vocálicos ch: bicho sc: nascer am: samba an: lanche gu: guitarra sç: desça em: tempo en: sendo lh: coelho ss: nosso im: simpatia in: fincar nh: manha xc: exceção om: compra on: conto qu: maquete xs: exsudar um: chumbo un: assunto rr: torre
  • 21.  1. Os dígrafos ch, lh, gu e qu são inseparáveis na divisão silábica. Exemplos: ma-cha-do, co-lher, se-guin-te  2. Os dígrafos rr, ss, sc, sç, xc e xs são separados na divisão silábica. Exemplos: mar-re-co, as-sei-o, pis-ci-na, cres-ça, ex-ce-to, ex-su-dar. 21 www.normativagramatica.blogspot.com.br/
  • 22. É o conjunto de fonemas pronunciados em uma única emissão de voz. 22 www.normativagramatica.blogspot.com.br/
  • 23. Classificação Quantidade de sílabas Exemplos Monossílaba 1 fé, mês Dissílaba 2 tem-po, gen-te Trissílaba 3 pro-du-to, ár-vo-re Polissílaba 4 ou mais ir-res-pon-sá-vel, ca-rac-te-rís-ti-ca 23 www.normativagramatica.blogspot.com.br/
  • 24. Na divisão silábica, há determinadas regras a serem seguidas.  a. Não se separam as vogais de ditongos e tritongos. Exemplos: pai-xão, i-guais  b. Separa-se o ditongo do hiato, quando aparecem juntos. Exemplos: mei-a, boi-a, sa-iu 24 www.normativagramatica.blogspot.com.br/
  • 25.  c. Separam-se as vogais dos hiatos. Exemplos: mo-í-do, ba-ú  d. Separam-se as vogais dos dígrafos rr, ss, sc, sç, xc. Exemplos: bar-ro, pas-so, as-cen-der, des-ço, ex- ce-len-te 25 www.normativagramatica.blogspot.com.br/
  • 26.  e. Não se separam os dígrafos lh, nh, ch, gu, qu. Exemplos: ga-lho, vi-nho, cha-ma, guer-ra, bos- que  f. Não se separam da sílaba anterior as consoantes que não forem seguidas de vogal. Exemplos: ap-to, fleug-ma, ad-mis-são 26 www.normativagramatica.blogspot.com.br/
  • 27.  g. Não se separam os encontros consonantais que iniciam palavras. Exemplos: gno-mo, pneu-má-ti-co  h. Os prefixos (des-, in-, sub-) desmembram-se para formar outra sílaba, quando seguidos de vogal. Exemplos: de-su-ni-ão, i-ne-vi-tá-vel, su-ben-ten- der 27 www.normativagramatica.blogspot.com.br/
  • 28. É a sílaba pronunciada com maior intensidade.  Observação: A sílaba tônica, às vezes, é acentuada, às vezes, não. 28 www.normativagramatica.blogspot.com.br/
  • 29. a. oxítonas: quando a sílaba tônica (mais forte) é a última:  Exemplos: será, você, vapor, guaraná b. paroxítona: quando a sílaba tônica é a penúltima:  Exemplos: difícil, hífen, carinho, agasalho c. proparoxítona: quando a sílaba tônica é a antepenúltima:  Exemplos: pântano, mágico, límpido, escândalo 29 www.normativagramatica.blogspot.com.br/
  • 30. Observação:  A maior palavra da língua portuguesa é pneumoultramicroscopicossilicovulcanoconiótico (46 letras), nome de uma doença pulmonar aguda causada pela aspiração de cinzas vulcânicas. 30 www.normativagramatica.blogspot.com.br/
  • 31.  É a parte da gramática que estuda a pronúncia correta das palavras. Observação: Ortofonia: do grego orthós - direito + phoné - som.  A ortofonia divide-se em ortoépia (ou ortoepia) e prosódia. 31 www.normativagramatica.blogspot.com.br/
  • 32.  Estuda a pronúncia correta das palavras.  Ao errar a pronúncia, comete-se a cacoépia. 32 www.normativagramatica.blogspot.com.br/
  • 33. Pronúncia correta Pronúncia que deve ser evitada Pronúncia correta Pronúncia que deve ser evitada abóbada abóboda Estrangeiro estrangero asterisco asterístico Estupro estrupo advogado adevogado Mendigo mendingo bandeja bandeija Meritíssimo meretíssimo beneficente beneficiente Meteorologia metereologia bugiganga bungiganga Mortadela mortandela cabeleireiro cabelereiro Privilégio previlégio caramanchão carramanchão Reivindicar reinvindicar caranguejo caragueijo Seja seje disenteria desinteria Sobrancelha sombrancelha empecilho impecilho Umbigo imbigo 33 www.normativagramatica.blogspot.com.br/
  • 34. Pronúncia correta Pronúncia correta E aberto E fechado O aberto O fechado cervo acervo Inodoro algoz coeso alameda Ocre bodas flagelo alveja Probo desporto groselha espelha Remoto poça servo interesse Senhora torpe 34 www.normativagramatica.blogspot.com.br/
  • 35.  Nossa língua possui inúmeras palavras que mudam o timbre da vogal tônica ao serem pluralizadas.  No singular, o O tem som fechado (ô) e, no plural, torna-se aberto (ó). 35 www.normativagramatica.blogspot.com.br/
  • 36.  aposto / apostos  caroço /caroços  choco / chocos  corcovo / corcovos  despojo / despojos  destroço / destroços  esforço / esforços  fogo / fogos  forno / fornos  fosso / fossos  globo / globos  grosso / grossos  imposto / impostos  jogo / jogos  miolo / miolos  morto / mortos  novo / novos  olho / olhos  osso / ossos  ovo / ovos  poço / poços  porco / porcos  porto / portos  posto / postos  povo / povos  reforço / reforços  socorro / socorros  tijolo / tijolos  torto / tortos  troco / trocos  troço / troços 36 www.normativagramatica.blogspot.com.br/
  • 37.  Todas as palavras terminadas em -oso e em -posto sofrem metafonia no plural. Exemplos:  amistoso / amistosos  bondoso / bondosos  corajoso / corajosos  teimoso / teimosos  disposto / dispostos  preposto / prepostos 37 www.normativagramatica.blogspot.com.br/
  • 38.  Estuda a correta posição da sílaba tônica das palavras.  Ao erro de acentuação tônica de uma palavra, dá-se o nome de silabada. 38 www.normativagramatica.blogspot.com.br/
  • 39. OXÍTONAS PAROXÍTONAS PROPAROXÍTONAS cateter âmbar fluido aeródromo Andrógino condor avaro gratuito Aerólito Êxodo Gibraltar austero Hosana Álcool Hipódromo hangar batavo ibero Bígamo Horóscopo mister boêmia meteorito crisântemo Idólatra Nobel estratégia perito Égide Périplo novel exegese pudico Êmbolo Protótipo ruim filantropo recorde Lêvedo Vândalo sutil filatelia rubrica Pântano Zéfiro 39 www.normativagramatica.blogspot.com.br/
  • 40.  Observação: Algumas palavras admitem dupla pronúncia, ambas consideradas corretas. Vejam os exemplos abaixo: 40 www.normativagramatica.blogspot.com.br/ acróbata e acrobata chipanzé e chimpanzé hieróglifo e hieróglifo radioatividade e radiatividade assobiar e assoviar cotidiano e quotidiano Madagáscar e Madagascar tesoura e tesoira bêbado e bêbedo catorze e quatorze ortoépia e ortoepia xérox e xerox boêmia e boemia hidroelétrica e hidrelétrica projétil e projetil zângão e zangão
  • 41.  BECHARA, Evanildo. Moderna gramática da língua portuguesa. 37. ed. Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira, 2009.  BECHARA, Evanildo. O que muda com o novo acordo ortográfico. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2008.  CUNHA, Celso; CINTRA, Luís F. Lindley. Nova gramática do português contemporâneo. 5. ed. Rio de Janeiro: Lexicon, 2008.  FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Novo dicionário Aurélio da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1975.  LOPES, Karolina. Minimanual de gramática. São Paulo: DCL, 2010.  MARTINO, Agnaldo. Português esquematizado: gramática, interpretação de texto, redação oficial, redação discursiva. São Paulo: Saraiva, 2012.  MARTINS, Dileta Silveira; ZILBERKNOP, Lúbia Scliar. Português Instrumental. 20. ed. Porto Alegre: Editora Sagra Luzzatto, 1999.  MESQUITA, Roberto Melo. Gramática da língua portuguesa. 10. ed. São Paulo: Editora Saraiva, 2009.  SARMENTO, Leila Lauar. Gramática em textos. 2. ed. rev. São Paulo: Moderna, 2005. 41 www.normativagramatica.blogspot.com.br/