SlideShare uma empresa Scribd logo
Faculdade Integrada Brasil Amazônia - FIBRAFaculdade Integrada Brasil Amazônia - FIBRA
LETRAS LICENCIATURALETRAS LICENCIATURA
Prof. Ewerton AlvesProf. Ewerton Alves
NOVA ORTOGRAFIA OFICIAL
1
O Alfabeto BrasileiroO Alfabeto Brasileiro
O conjunto das letras recebe o nome de
alfabeto ou abecedário. O alfabeto da
língua portuguesa é constituído de 26
letras agora incluindo K,W E Y.
MAIÚSCULAS:
A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S
T U V W X Y Z.
Minúsculas:
a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w
x y z.
2
Observação:Observação:
As letras K, W e Y devem ser apenas
escritas em casos especiais, como:
Na grafia de abreviaturas e símbolos,
bem como em palavras estrangeiras de
uso internacional:
K (potássio), Kg (quilograma), Yakisoba,
Watt, e em derivados de nomes próprios
estrangeiros: Kantismo, darwinismo,
byroniano.
3
Dígrafo ou diagramaDígrafo ou diagrama
Dígrafo é o conjunto de duas letras que
representa um único fonema. Há dois em
português:
Dígrafo consonantal
Dígrafo vocálico
4
Nova ortografia oficialNova ortografia oficial
 Dígrafo consonantal: ocorre quando duas letras representam
um fonema consonantal.
 Ex. ch: chave, chaminé, china.
 lh: malha, milho, colher.
 nh: banha, rainha, ganhar.
 rr: carro, barro, correio
 ss: massa, massagem, assitência
 sc: nascer, crescer, descer.
 sç: nasça, cresça, desça.
 xc: excesso, excelência, exceção.
 gu: guerra, sangue, guia.
 qu: querer, aqui, quiosque.
5
Nova ortografia oficialNova ortografia oficial
Dígrafo vocálico: ocorre quando as letras
m e n aparecem no final da sílaba. Nesses
casos, elas indicam que a vogal anterior é
nasal.
Ex. am, an: tampa, bambu, canta, panda.
 em, en: sempre, tempo, tenda, lenço.
 im, in: limpo, timbre, índia, pintor.
 om, on: compre, lombo, onda, bonde.
 um, un: cumprir, bumbum, anúncio.
6
Classificação dos FonemasClassificação dos Fonemas
A) VOGAIS: som que resulta da livre
passagem de corrente de ar pela boca,
sem obstrução nenhuma. Na língua
portuguesa a vogal é a base da sílaba.
Ex. a, e, i, o,u como em cama, Pelé, palito.
B) CONSOANTES: fonemas que, em sua
articulação, resultam de alguma obstrução
encontrada pela corrente de ar.
7
Exemplos de consonantes:Exemplos de consonantes:
B, c, d, f, g, h, j, k, l, m, n, lh, nh, rr, ss etc.
Ex. dedo, gato, jiló, chapéu, carro, massa.
Obs.: os fonemas consonantais só
conseguem formar sílabas quando
acompanhados de uma vogal.
Ex. : pá, Sol, mar, céu, mel, pau, sossego.
8
Nova Ortografia oficialNova Ortografia oficial
C) SEMIVOGAIS: são fonemas cuja
articulação se assemelha à das vogais, mas
não funcionam como base de sílaba,
apoiando-se sempre em uma vogal para
com esta formar sílaba. São
representadas, geralmente, pelas letras i e
u, mas em algumas palavras podem ser
representadas pelas letras e e o (o a
nunca representa semivogal).
9
Exemplos de Semivogais.Exemplos de Semivogais.
Ex. lei, cárie, coisa, lousa, mãe, pão,
chão.
Obs.: em lei, mãe, pão e chão, temos
apenas uma sílaba e as vogais são,
respectivamente, e, a, a, a e as
semivogais são respectivamente, i, e, o e
o.
10
Conceito de Sílaba.Conceito de Sílaba.
Sílaba é o grupo sonoro formado por um
ou mais fonemas, pronunciado em uma
única expiração. Lembre-se que toda
sílaba tem por base uma vogal; portanto,
não há sílaba sem vogal.
Ex. Ma / ca / co (três sílabas)
 (três expirações)
11
Quanto ao número de sílabas:Quanto ao número de sílabas:
As palavras se classificam em:
a) Monossílabas: formadas por uma única sílaba.
b) Dissílabas: formadas por duas sílabas.
c) Trissílabas: formadas por três sílabas.
d) Polissílabas: formadas por mais de 3 sílabas.
Monossílabos podem ser:
Átonas: pouca intensidade; o, lhe, me, a, se, te.
Tônicos: forte intensidade, tem acentuação
própria; lá, pá,pé, má, pôs, tu, mim.
12
Quanto à posição da sílaba tônica.Quanto à posição da sílaba tônica.
Quanto à posição da sílaba tônica as
palavras classificam-se em:
a) Oxítonas: quando a sílaba tônica é a última
da palavra; ma-ra-cu-já, va-ta-pá, mu-ru-ci.
b)Paroxítonas: quando a sílaba tônica é a
penúltima sílaba da palavra; já-ne-la, his-tó-
ria, po-lí-cia, ca-ne-ta.
c) Proparoxítonas: quando a sílaba tônica é a
antepenúltima sílaba da palavra; sí-la-ba, tô-
ni-ca, gra-má-ti-ca, ma-te-má-ti-ca.
13
Encontros vocálicos.Encontros vocálicos.
É o agrupamento de vogais e semivogais
em uma mesma sílaba ou em sílabas
separadas. Há três tipos:
I. Ditongo: encontro, numa mesma sílaba,
de uma vogal e uma semivogal, ou vice-
versa.
II.Ditongo crescente: quando a semivogal
vem antes da vogal.
III.Ditongo decrescente: quando a vogal
vem antes da semivogal.
14
Encontros vocálicos.Encontros vocálicos.
I. Tritongo: encontro, numa mesma sílaba,
de uma semivogal com uma vogal e uma
semivogal, nessa ordem.
II. Hiato: encontro imediato de duas
vogais, cada uma delas, evidentemente,
numa sílaba diferente.
15
Exemplos:Exemplos:
Ditongo crescente:
Ex. glória, Lúcia, tênue.
Ditongo decrescente:
Ex. pai, Laura, chapéu.
Tritongo:
ex. Uruguai, enxaguou, averiguei.
Hiato:
Ex. ra-iz, sa-ú-de, Lu-a-na.
16
Encontros ConsonantaisEncontros Consonantais
É o encontro de consoantes num mesmo
vocábulo.
Ex. prato, trigo, advérbio, corte, psique.
Pra-to, tri-go, ad-vér-bio, cor-te, psi-que.
Encontro consonantal perfeito> pra-to, tri-go,
psí-que.
Encontro consonantal imperfeito> ad-vér-bio,
cor-te.
17
Divisão Silábica.Divisão Silábica.
A divisão de sílaba é feita com base na
soletração. Usa-se o hífen para marcar a
separação silábica, mas preste muito
atenção ao translineamento das palavras
ao escrevê-las no final da margem.
Convém, no entanto, observar as
seguintes regras para uma correta
separação de sílabas.
18
Divisão silábica: regras práticas.Divisão silábica: regras práticas.
1) Não se separam os ditongos e os tritongos:
 au-ro-ra, Pa-ra-guai, ou-ro, de-lí-cia.
2) Não se separam os dígrafos ch, lh, nh, gu, qu:
 a-che-gar, fi-lho, ga-li-nha, fo-gue-te, e-qui-va-ler.
3) Separam-se as vogais que formam Hiato:
 sa-í-da, ra-i-nha, sa-ú-de, mo-i-nho, ba-ú.
4) Se um vocábulo coincidir sua terminação com o
hífen, deve-se repetir este na translineação da linha
seguinte.
 ... Ao finalizar a massa da Lasanha, desligue
micro- -ondas por uns 15 minutos antes de servir...
19
5) sempre se separam as vogais idênticas e os
dígrafos rr, ss, sc, sç e xc.
 ca-a-tin-ga, Sa-a-ra, car-ro, as-sei-o, as-cen-ção,
ex-ce-ção, des-ça.
6) Não se separam os encontros consonantais
perfeitos (consoante + L ou consoante +R).
 a-bra-sar, li-vrei-ro, a-plau-so, a-bla-ção.
7) os demais encontros consonantais devem ser
separados.
 in-dig-no, af-ta, op-ção, rit-mo, in-te-lec-ção.
20
OBRIGADO!!!OBRIGADO!!!
21

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Acentuação gráfica
Acentuação gráficaAcentuação gráfica
Acentuação gráfica
Mara dalto
 
Verbos regulares e irregulares
Verbos regulares e irregularesVerbos regulares e irregulares
Verbos regulares e irregulares
patrícia silva
 
Vozes verbais 8 ano
Vozes verbais 8 anoVozes verbais 8 ano
Vozes verbais 8 ano
Flávio Ferreira
 
58119906 slide-sintaxe-da-oracao-periodo-simples
58119906 slide-sintaxe-da-oracao-periodo-simples58119906 slide-sintaxe-da-oracao-periodo-simples
58119906 slide-sintaxe-da-oracao-periodo-simples
felipe789
 
Concordancia verbal e nominal
Concordancia verbal e nominalConcordancia verbal e nominal
Concordancia verbal e nominal
Rebeca Kaus
 
Semântica
SemânticaSemântica
Semântica
Cláudia Heloísa
 
Generos e tipos textuais ppt
Generos e tipos textuais pptGeneros e tipos textuais ppt
Generos e tipos textuais ppt
pnaicdertsis
 
Tipos e Formas de frase
Tipos e Formas de fraseTipos e Formas de frase
Tipos e Formas de frase
Rosalina Simão Nunes
 
Substantivo slide
Substantivo slideSubstantivo slide
Substantivo slide
Andreia Berto
 
Encontros vocálicos
Encontros vocálicosEncontros vocálicos
Encontros vocálicos
Graziela Pimentel
 
Português- Artigo e Numeral
Português- Artigo e NumeralPortuguês- Artigo e Numeral
Português- Artigo e Numeral
Jaicinha
 
Dígrafo e encontro consonantal
Dígrafo e encontro consonantalDígrafo e encontro consonantal
Dígrafo e encontro consonantal
Rosana Mayer
 
Sinônimos e antônimos
Sinônimos e antônimosSinônimos e antônimos
Sinônimos e antônimos
Persalde Santiago
 
Produção de Texto
Produção de TextoProdução de Texto
Produção de Texto
Editora Moderna
 
Aula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuaçãoAula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuação
Péricles Penuel
 
Conjunções
ConjunçõesConjunções
Conjunções
guest6e3949
 
Pronomes
PronomesPronomes
Pronomes
Rita Tramonte
 
Sinônimos, antônimos, parônimos, homônimos
Sinônimos, antônimos, parônimos, homônimosSinônimos, antônimos, parônimos, homônimos
Sinônimos, antônimos, parônimos, homônimos
Helia Coelho Mello
 
Concordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adrianaConcordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adriana
Lucilene Barcelos
 
Gramática.Noções Básicas
Gramática.Noções BásicasGramática.Noções Básicas
Gramática.Noções Básicas
Rosalina Simão Nunes
 

Mais procurados (20)

Acentuação gráfica
Acentuação gráficaAcentuação gráfica
Acentuação gráfica
 
Verbos regulares e irregulares
Verbos regulares e irregularesVerbos regulares e irregulares
Verbos regulares e irregulares
 
Vozes verbais 8 ano
Vozes verbais 8 anoVozes verbais 8 ano
Vozes verbais 8 ano
 
58119906 slide-sintaxe-da-oracao-periodo-simples
58119906 slide-sintaxe-da-oracao-periodo-simples58119906 slide-sintaxe-da-oracao-periodo-simples
58119906 slide-sintaxe-da-oracao-periodo-simples
 
Concordancia verbal e nominal
Concordancia verbal e nominalConcordancia verbal e nominal
Concordancia verbal e nominal
 
Semântica
SemânticaSemântica
Semântica
 
Generos e tipos textuais ppt
Generos e tipos textuais pptGeneros e tipos textuais ppt
Generos e tipos textuais ppt
 
Tipos e Formas de frase
Tipos e Formas de fraseTipos e Formas de frase
Tipos e Formas de frase
 
Substantivo slide
Substantivo slideSubstantivo slide
Substantivo slide
 
Encontros vocálicos
Encontros vocálicosEncontros vocálicos
Encontros vocálicos
 
Português- Artigo e Numeral
Português- Artigo e NumeralPortuguês- Artigo e Numeral
Português- Artigo e Numeral
 
Dígrafo e encontro consonantal
Dígrafo e encontro consonantalDígrafo e encontro consonantal
Dígrafo e encontro consonantal
 
Sinônimos e antônimos
Sinônimos e antônimosSinônimos e antônimos
Sinônimos e antônimos
 
Produção de Texto
Produção de TextoProdução de Texto
Produção de Texto
 
Aula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuaçãoAula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuação
 
Conjunções
ConjunçõesConjunções
Conjunções
 
Pronomes
PronomesPronomes
Pronomes
 
Sinônimos, antônimos, parônimos, homônimos
Sinônimos, antônimos, parônimos, homônimosSinônimos, antônimos, parônimos, homônimos
Sinônimos, antônimos, parônimos, homônimos
 
Concordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adrianaConcordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adriana
 
Gramática.Noções Básicas
Gramática.Noções BásicasGramática.Noções Básicas
Gramática.Noções Básicas
 

Semelhante a Nova ortografia oficial

Apostila De Portugues Especifico Concurso
Apostila De Portugues Especifico ConcursoApostila De Portugues Especifico Concurso
Apostila De Portugues Especifico Concurso
mauricio souza
 
Apostila de-portugues-
Apostila de-portugues- Apostila de-portugues-
Apostila de-portugues-
Terezinha Côgo Venturim
 
Fonética
FonéticaFonética
Fonologia
FonologiaFonologia
1. fonologia acentuação e ortografia
1. fonologia acentuação e ortografia1. fonologia acentuação e ortografia
1. fonologia acentuação e ortografia
Ivana Mayrink
 
Gabarito aula 01 beckman lp
Gabarito aula 01 beckman lpGabarito aula 01 beckman lp
Gabarito aula 01 beckman lp
Wellington Moreira
 
Sons e letras 2
Sons e letras 2Sons e letras 2
Sons e letras 2
nixsonmachado
 
1ª série E. M. - Fonética
1ª série E. M. - Fonética1ª série E. M. - Fonética
1ª série E. M. - Fonética
Angélica Manenti
 
Lp 1 aula becmann
Lp 1 aula becmannLp 1 aula becmann
Lp 1 aula becmann
Wellington Moreira
 
apostila alfacon de portugues para concursos
apostila alfacon de portugues para concursosapostila alfacon de portugues para concursos
apostila alfacon de portugues para concursos
Giselle Braz
 
Ortografia e acentuação
Ortografia e acentuaçãoOrtografia e acentuação
Ortografia e acentuação
Solange Mendes
 
vocalico consonantal digrafo.pptx
vocalico consonantal digrafo.pptxvocalico consonantal digrafo.pptx
vocalico consonantal digrafo.pptx
Dani Malta
 
Fonologia
FonologiaFonologia
Fonologia
Andriane Cursino
 
ACENTUAÇÃO.pptx
ACENTUAÇÃO.pptxACENTUAÇÃO.pptx
ACENTUAÇÃO.pptx
JessicaFlorentino4
 
Resumão de português
Resumão de portuguêsResumão de português
Resumão de português
Camilla Gagliardi dos Santos
 
1 fonética
1 fonética1 fonética
1 fonética
Jackelini Muzy Vaz
 
Aula 1 lp em
Aula 1   lp emAula 1   lp em
Aula 1 lp em
Walney M.F
 
Fonética e Fonologia
Fonética e FonologiaFonética e Fonologia
Fonética e Fonologia
Marcos Feliciano
 
Plural dos substantivos
Plural dos substantivosPlural dos substantivos
Plural dos substantivos
Liliane França
 
Letras e fonemas
Letras e fonemasLetras e fonemas
Letras e fonemas
alereis
 

Semelhante a Nova ortografia oficial (20)

Apostila De Portugues Especifico Concurso
Apostila De Portugues Especifico ConcursoApostila De Portugues Especifico Concurso
Apostila De Portugues Especifico Concurso
 
Apostila de-portugues-
Apostila de-portugues- Apostila de-portugues-
Apostila de-portugues-
 
Fonética
FonéticaFonética
Fonética
 
Fonologia
FonologiaFonologia
Fonologia
 
1. fonologia acentuação e ortografia
1. fonologia acentuação e ortografia1. fonologia acentuação e ortografia
1. fonologia acentuação e ortografia
 
Gabarito aula 01 beckman lp
Gabarito aula 01 beckman lpGabarito aula 01 beckman lp
Gabarito aula 01 beckman lp
 
Sons e letras 2
Sons e letras 2Sons e letras 2
Sons e letras 2
 
1ª série E. M. - Fonética
1ª série E. M. - Fonética1ª série E. M. - Fonética
1ª série E. M. - Fonética
 
Lp 1 aula becmann
Lp 1 aula becmannLp 1 aula becmann
Lp 1 aula becmann
 
apostila alfacon de portugues para concursos
apostila alfacon de portugues para concursosapostila alfacon de portugues para concursos
apostila alfacon de portugues para concursos
 
Ortografia e acentuação
Ortografia e acentuaçãoOrtografia e acentuação
Ortografia e acentuação
 
vocalico consonantal digrafo.pptx
vocalico consonantal digrafo.pptxvocalico consonantal digrafo.pptx
vocalico consonantal digrafo.pptx
 
Fonologia
FonologiaFonologia
Fonologia
 
ACENTUAÇÃO.pptx
ACENTUAÇÃO.pptxACENTUAÇÃO.pptx
ACENTUAÇÃO.pptx
 
Resumão de português
Resumão de portuguêsResumão de português
Resumão de português
 
1 fonética
1 fonética1 fonética
1 fonética
 
Aula 1 lp em
Aula 1   lp emAula 1   lp em
Aula 1 lp em
 
Fonética e Fonologia
Fonética e FonologiaFonética e Fonologia
Fonética e Fonologia
 
Plural dos substantivos
Plural dos substantivosPlural dos substantivos
Plural dos substantivos
 
Letras e fonemas
Letras e fonemasLetras e fonemas
Letras e fonemas
 

Último

O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
sjcelsorocha
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
samucajaime015
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
AntonioLobosco3
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
FernandaOliveira758273
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Marília Pacheco
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 

Último (20)

O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 

Nova ortografia oficial

  • 1. Faculdade Integrada Brasil Amazônia - FIBRAFaculdade Integrada Brasil Amazônia - FIBRA LETRAS LICENCIATURALETRAS LICENCIATURA Prof. Ewerton AlvesProf. Ewerton Alves NOVA ORTOGRAFIA OFICIAL 1
  • 2. O Alfabeto BrasileiroO Alfabeto Brasileiro O conjunto das letras recebe o nome de alfabeto ou abecedário. O alfabeto da língua portuguesa é constituído de 26 letras agora incluindo K,W E Y. MAIÚSCULAS: A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z. Minúsculas: a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z. 2
  • 3. Observação:Observação: As letras K, W e Y devem ser apenas escritas em casos especiais, como: Na grafia de abreviaturas e símbolos, bem como em palavras estrangeiras de uso internacional: K (potássio), Kg (quilograma), Yakisoba, Watt, e em derivados de nomes próprios estrangeiros: Kantismo, darwinismo, byroniano. 3
  • 4. Dígrafo ou diagramaDígrafo ou diagrama Dígrafo é o conjunto de duas letras que representa um único fonema. Há dois em português: Dígrafo consonantal Dígrafo vocálico 4
  • 5. Nova ortografia oficialNova ortografia oficial  Dígrafo consonantal: ocorre quando duas letras representam um fonema consonantal.  Ex. ch: chave, chaminé, china.  lh: malha, milho, colher.  nh: banha, rainha, ganhar.  rr: carro, barro, correio  ss: massa, massagem, assitência  sc: nascer, crescer, descer.  sç: nasça, cresça, desça.  xc: excesso, excelência, exceção.  gu: guerra, sangue, guia.  qu: querer, aqui, quiosque. 5
  • 6. Nova ortografia oficialNova ortografia oficial Dígrafo vocálico: ocorre quando as letras m e n aparecem no final da sílaba. Nesses casos, elas indicam que a vogal anterior é nasal. Ex. am, an: tampa, bambu, canta, panda.  em, en: sempre, tempo, tenda, lenço.  im, in: limpo, timbre, índia, pintor.  om, on: compre, lombo, onda, bonde.  um, un: cumprir, bumbum, anúncio. 6
  • 7. Classificação dos FonemasClassificação dos Fonemas A) VOGAIS: som que resulta da livre passagem de corrente de ar pela boca, sem obstrução nenhuma. Na língua portuguesa a vogal é a base da sílaba. Ex. a, e, i, o,u como em cama, Pelé, palito. B) CONSOANTES: fonemas que, em sua articulação, resultam de alguma obstrução encontrada pela corrente de ar. 7
  • 8. Exemplos de consonantes:Exemplos de consonantes: B, c, d, f, g, h, j, k, l, m, n, lh, nh, rr, ss etc. Ex. dedo, gato, jiló, chapéu, carro, massa. Obs.: os fonemas consonantais só conseguem formar sílabas quando acompanhados de uma vogal. Ex. : pá, Sol, mar, céu, mel, pau, sossego. 8
  • 9. Nova Ortografia oficialNova Ortografia oficial C) SEMIVOGAIS: são fonemas cuja articulação se assemelha à das vogais, mas não funcionam como base de sílaba, apoiando-se sempre em uma vogal para com esta formar sílaba. São representadas, geralmente, pelas letras i e u, mas em algumas palavras podem ser representadas pelas letras e e o (o a nunca representa semivogal). 9
  • 10. Exemplos de Semivogais.Exemplos de Semivogais. Ex. lei, cárie, coisa, lousa, mãe, pão, chão. Obs.: em lei, mãe, pão e chão, temos apenas uma sílaba e as vogais são, respectivamente, e, a, a, a e as semivogais são respectivamente, i, e, o e o. 10
  • 11. Conceito de Sílaba.Conceito de Sílaba. Sílaba é o grupo sonoro formado por um ou mais fonemas, pronunciado em uma única expiração. Lembre-se que toda sílaba tem por base uma vogal; portanto, não há sílaba sem vogal. Ex. Ma / ca / co (três sílabas)  (três expirações) 11
  • 12. Quanto ao número de sílabas:Quanto ao número de sílabas: As palavras se classificam em: a) Monossílabas: formadas por uma única sílaba. b) Dissílabas: formadas por duas sílabas. c) Trissílabas: formadas por três sílabas. d) Polissílabas: formadas por mais de 3 sílabas. Monossílabos podem ser: Átonas: pouca intensidade; o, lhe, me, a, se, te. Tônicos: forte intensidade, tem acentuação própria; lá, pá,pé, má, pôs, tu, mim. 12
  • 13. Quanto à posição da sílaba tônica.Quanto à posição da sílaba tônica. Quanto à posição da sílaba tônica as palavras classificam-se em: a) Oxítonas: quando a sílaba tônica é a última da palavra; ma-ra-cu-já, va-ta-pá, mu-ru-ci. b)Paroxítonas: quando a sílaba tônica é a penúltima sílaba da palavra; já-ne-la, his-tó- ria, po-lí-cia, ca-ne-ta. c) Proparoxítonas: quando a sílaba tônica é a antepenúltima sílaba da palavra; sí-la-ba, tô- ni-ca, gra-má-ti-ca, ma-te-má-ti-ca. 13
  • 14. Encontros vocálicos.Encontros vocálicos. É o agrupamento de vogais e semivogais em uma mesma sílaba ou em sílabas separadas. Há três tipos: I. Ditongo: encontro, numa mesma sílaba, de uma vogal e uma semivogal, ou vice- versa. II.Ditongo crescente: quando a semivogal vem antes da vogal. III.Ditongo decrescente: quando a vogal vem antes da semivogal. 14
  • 15. Encontros vocálicos.Encontros vocálicos. I. Tritongo: encontro, numa mesma sílaba, de uma semivogal com uma vogal e uma semivogal, nessa ordem. II. Hiato: encontro imediato de duas vogais, cada uma delas, evidentemente, numa sílaba diferente. 15
  • 16. Exemplos:Exemplos: Ditongo crescente: Ex. glória, Lúcia, tênue. Ditongo decrescente: Ex. pai, Laura, chapéu. Tritongo: ex. Uruguai, enxaguou, averiguei. Hiato: Ex. ra-iz, sa-ú-de, Lu-a-na. 16
  • 17. Encontros ConsonantaisEncontros Consonantais É o encontro de consoantes num mesmo vocábulo. Ex. prato, trigo, advérbio, corte, psique. Pra-to, tri-go, ad-vér-bio, cor-te, psi-que. Encontro consonantal perfeito> pra-to, tri-go, psí-que. Encontro consonantal imperfeito> ad-vér-bio, cor-te. 17
  • 18. Divisão Silábica.Divisão Silábica. A divisão de sílaba é feita com base na soletração. Usa-se o hífen para marcar a separação silábica, mas preste muito atenção ao translineamento das palavras ao escrevê-las no final da margem. Convém, no entanto, observar as seguintes regras para uma correta separação de sílabas. 18
  • 19. Divisão silábica: regras práticas.Divisão silábica: regras práticas. 1) Não se separam os ditongos e os tritongos:  au-ro-ra, Pa-ra-guai, ou-ro, de-lí-cia. 2) Não se separam os dígrafos ch, lh, nh, gu, qu:  a-che-gar, fi-lho, ga-li-nha, fo-gue-te, e-qui-va-ler. 3) Separam-se as vogais que formam Hiato:  sa-í-da, ra-i-nha, sa-ú-de, mo-i-nho, ba-ú. 4) Se um vocábulo coincidir sua terminação com o hífen, deve-se repetir este na translineação da linha seguinte.  ... Ao finalizar a massa da Lasanha, desligue micro- -ondas por uns 15 minutos antes de servir... 19
  • 20. 5) sempre se separam as vogais idênticas e os dígrafos rr, ss, sc, sç e xc.  ca-a-tin-ga, Sa-a-ra, car-ro, as-sei-o, as-cen-ção, ex-ce-ção, des-ça. 6) Não se separam os encontros consonantais perfeitos (consoante + L ou consoante +R).  a-bra-sar, li-vrei-ro, a-plau-so, a-bla-ção. 7) os demais encontros consonantais devem ser separados.  in-dig-no, af-ta, op-ção, rit-mo, in-te-lec-ção. 20