SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 25
“ Oficinas de Produção de Textos II”
[object Object],[object Object]
[object Object]
[object Object]
[object Object]
Objetivos Gerais :   ,[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],Objetivos Gerais :
“ Gêneros discursivos”  (Mijaíl Bakhtin - 1995)  "Todas as esferas da atividade humana, por mais variadas que sejam, estão sempre relacionadas com a utilização da língua. Não é de se surpreender que o caráter e os modos dessa utilização sejam tão variados como as próprias esferas da atividade humana".
"Em todas as esferas da atividade humana, a utilização da língua realiza-se em formas de enunciados (orais e escritos), concretos e únicos. Os gêneros primários – ligados às relações cotidianas (conversa face a face, linguagem familiar, cotidiana etc.); esses gêneros são os mais comuns no dia a dia do falante e os secundários – mais complexos (discurso científico, teatro, romance etc.), referem-se a outras esferas de interação social, mais bem desenvolvidas".
“ Os gêneros são aprendidos no curso de nossas vidas como participantes de determinado grupo social ou membro de alguma comunidade".
“ Um texto acadêmico pressupõe um tipo de leitor que adota procedimentos específicos de leitura, estabelecendo um ambiente também específico para o processo de construção de sentidos a partir desse tipo de texto. Esses textos exigem uma leitura mais lenta, mais cuidadosa, reflexiva, aprofundada e crítica".
Estratégias de ensino-apredizagem   Oficina:  Conjunto de práticas organizadas, não para transmitir informações sobre algo, mas para  ensinar a fazer  esse algo.
Recursos  Portfólio - Pasta processo de ensino -aprendizagem   Portfólio  (Murphy, S.): Coleção organizada e planejada de trabalhos produzidos pelo(s) aluno(s), ao longo de um determinado período de tempo, de forma de poder proporcionar uma visão alargada e detalhada dos diferentes componentes do seu desenvolvimento  cognitivo, metacognitivo e afetivo.
[object Object],[object Object]
Princípios do “Processo de ensino - aprendizagem”  •  Ênfase no crescimento do aluno em várias áreas do currículo. •  Processo durante um período de tempo. •  Evolução a longo prazo. •  Constante monitorização do processo. •  Avaliação do trabalho pelo aluno, colegas e professor. •  Ênfase no processo.
Autoavaliação   •  Aprendiz é gestor da sua aprendizagem (learning-coach).  •  Monitorização do seu próprio progresso (estabelecendo prioridades, planejando, revendo o progresso e estratégias,  mudando o caminho).  •  Revisão pelos colegas. •  Feedback do professor.
Como começar uma “ Pasta processo ” de ensino -aprendizagem - Quem eu sou? - Bem-vindo ! O meu nome é ... estudo .... Desde que era muito novo, foi sempre a minha paixão... Estudei... - Oficina Nº:  Título
-  Inclui:  Anotações pessoais, experiências de aula, trabalhos, controles de aprendizagem, conexões com outros temas fora da escola, imagens, roteiro, relatórios, avaliações, exercícios de fixação, comentários sobre uma aula ou temática, auto-avaliações, etc.
Tudo isso proporciona evidências dos conhecimentos que foram sendo construídos, as estratégias utilizadas para aprender e a disposição de quem o elabora para continuar aprendendo.  Também materiais de outras pessoas: de colegas, do professor, de outros professores, de livros, de jornais, de revistas, etc.
- Todo o que você ache bom de ser incluído...
Segundo Freire (1996: 96):
“ Ensinar exige criticidade, ter uma postura de curiosidade e inquietação indagadora e dicernidora.  Ensinar exige ética, e estética , a prática educativa tem a obrigação moral de ser um testemunho rigoroso de decência e de pureza,  o professor  não pode estar longe ou fora da ética por ser  portador do caráter formador ,  o ensino dos conteúdos não podem estar alheios a formação moral do educando...”
“ Pensar certo é fazer certo...” “ Ensinar exige risco, aceitação do novo e rejeição a qualquer forma de discriminação".
“ O bom professor  é o que consegue, enquanto fala, trazer o aluno até a intimidade do movimento do seu pensamento.  Sua aula  é assim  um desafio  e não uma cantiga de ninar.  Seus alunos cansam , não dormem. Cansam  porque acompanham as idas e vindas de seu pensamento , surpreendem suas pausas, suas dúvidas, suas incertezas”.
Vamos trabalhar juntos?

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Práticas de Leitura e Práticas de Produção de texto
Práticas de Leitura e Práticas de Produção de textoPráticas de Leitura e Práticas de Produção de texto
Práticas de Leitura e Práticas de Produção de texto
Fernanda Tulio
 
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
Ðouglas Rocha
 
Sequencia didatica _fabulas
Sequencia didatica _fabulasSequencia didatica _fabulas
Sequencia didatica _fabulas
Professora Cida
 
Itinerário Formativo "ORALIDADE E PRODUÇÃO ESCRITA: AS REPRESENTAÇÕES DO EU"
Itinerário Formativo "ORALIDADE E PRODUÇÃO ESCRITA: AS REPRESENTAÇÕES DO EU"Itinerário Formativo "ORALIDADE E PRODUÇÃO ESCRITA: AS REPRESENTAÇÕES DO EU"
Itinerário Formativo "ORALIDADE E PRODUÇÃO ESCRITA: AS REPRESENTAÇÕES DO EU"
Paula Meyer Piagentini
 
Generos e tipos textuais ppt
Generos e tipos textuais pptGeneros e tipos textuais ppt
Generos e tipos textuais ppt
pnaicdertsis
 
Projeto de leitura para o 3º bimestre
Projeto de leitura para o 3º bimestreProjeto de leitura para o 3º bimestre
Projeto de leitura para o 3º bimestre
heliane
 
Exemplos de Artigo de Opinião
Exemplos de Artigo de OpiniãoExemplos de Artigo de Opinião
Exemplos de Artigo de Opinião
7 de Setembro
 

Mais procurados (20)

Práticas de Leitura e Práticas de Produção de texto
Práticas de Leitura e Práticas de Produção de textoPráticas de Leitura e Práticas de Produção de texto
Práticas de Leitura e Práticas de Produção de texto
 
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
 
Sequencia didatica _fabulas
Sequencia didatica _fabulasSequencia didatica _fabulas
Sequencia didatica _fabulas
 
Itinerário Formativo "ORALIDADE E PRODUÇÃO ESCRITA: AS REPRESENTAÇÕES DO EU"
Itinerário Formativo "ORALIDADE E PRODUÇÃO ESCRITA: AS REPRESENTAÇÕES DO EU"Itinerário Formativo "ORALIDADE E PRODUÇÃO ESCRITA: AS REPRESENTAÇÕES DO EU"
Itinerário Formativo "ORALIDADE E PRODUÇÃO ESCRITA: AS REPRESENTAÇÕES DO EU"
 
Produção de Texto
Produção de TextoProdução de Texto
Produção de Texto
 
Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola LêProjeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
 
ProjetFábula: Projeto fábulas
ProjetFábula: Projeto  fábulas ProjetFábula: Projeto  fábulas
ProjetFábula: Projeto fábulas
 
Oficina de descritores português 9º ano
Oficina de descritores português 9º anoOficina de descritores português 9º ano
Oficina de descritores português 9º ano
 
MODELO DE Projeto literatura na escola
MODELO DE Projeto  literatura na escolaMODELO DE Projeto  literatura na escola
MODELO DE Projeto literatura na escola
 
Exemplo de Relato Pessoal
Exemplo de Relato PessoalExemplo de Relato Pessoal
Exemplo de Relato Pessoal
 
Fábulas 1
Fábulas 1Fábulas 1
Fábulas 1
 
Fábulas
FábulasFábulas
Fábulas
 
Generos e tipos textuais ppt
Generos e tipos textuais pptGeneros e tipos textuais ppt
Generos e tipos textuais ppt
 
Projeto de leitura para o 3º bimestre
Projeto de leitura para o 3º bimestreProjeto de leitura para o 3º bimestre
Projeto de leitura para o 3º bimestre
 
Contos para o ensino médio
Contos para o ensino médioContos para o ensino médio
Contos para o ensino médio
 
Projeto literatura de cordel
Projeto literatura de cordelProjeto literatura de cordel
Projeto literatura de cordel
 
Carta Pessoal
Carta PessoalCarta Pessoal
Carta Pessoal
 
Fichas de acompanhamento de estágio em letras lingua portuguesa e suas liter...
Fichas de acompanhamento de estágio em letras lingua portuguesa e suas liter...Fichas de acompanhamento de estágio em letras lingua portuguesa e suas liter...
Fichas de acompanhamento de estágio em letras lingua portuguesa e suas liter...
 
Buriti port 5 ano
Buriti port 5 anoBuriti port 5 ano
Buriti port 5 ano
 
Exemplos de Artigo de Opinião
Exemplos de Artigo de OpiniãoExemplos de Artigo de Opinião
Exemplos de Artigo de Opinião
 

Destaque

Projeto ProduçãO De Textos
Projeto ProduçãO De TextosProjeto ProduçãO De Textos
Projeto ProduçãO De Textos
guest67b92
 
Atividades lúdicas interpretação e produção de texto
Atividades lúdicas interpretação e produção de textoAtividades lúdicas interpretação e produção de texto
Atividades lúdicas interpretação e produção de texto
Silvana Pinto
 
Trabalho de português - textos e poesias Geanne e
Trabalho de português - textos e poesias Geanne eTrabalho de português - textos e poesias Geanne e
Trabalho de português - textos e poesias Geanne e
wandelvarela
 
Aula
AulaAula
Aula
tvf
 
PROEJA-FIC - Trabalhando o Universo de Jovens e Adultos na EJA e PROEJA - EME...
PROEJA-FIC - Trabalhando o Universo de Jovens e Adultos na EJA e PROEJA - EME...PROEJA-FIC - Trabalhando o Universo de Jovens e Adultos na EJA e PROEJA - EME...
PROEJA-FIC - Trabalhando o Universo de Jovens e Adultos na EJA e PROEJA - EME...
Alexandre da Rosa
 
Sequenciadidaticapoesia130709093055phpapp01
Sequenciadidaticapoesia130709093055phpapp01Sequenciadidaticapoesia130709093055phpapp01
Sequenciadidaticapoesia130709093055phpapp01
Maria Rosilene
 
Portfolio Do Aluno Workshop
Portfolio Do Aluno WorkshopPortfolio Do Aluno Workshop
Portfolio Do Aluno Workshop
Antero
 

Destaque (20)

Oficina de produção de texto aula 1
Oficina de produção de texto   aula 1Oficina de produção de texto   aula 1
Oficina de produção de texto aula 1
 
Oficina de produção de texto
Oficina de produção de textoOficina de produção de texto
Oficina de produção de texto
 
Produção e revisão de textos
Produção e revisão de textosProdução e revisão de textos
Produção e revisão de textos
 
Produção de Texto
Produção de Texto Produção de Texto
Produção de Texto
 
Projeto ProduçãO De Textos
Projeto ProduçãO De TextosProjeto ProduçãO De Textos
Projeto ProduçãO De Textos
 
Plano de aula / Produção de textos: reportagem
Plano de aula / Produção de textos: reportagemPlano de aula / Produção de textos: reportagem
Plano de aula / Produção de textos: reportagem
 
Atividades lúdicas interpretação e produção de texto
Atividades lúdicas interpretação e produção de textoAtividades lúdicas interpretação e produção de texto
Atividades lúdicas interpretação e produção de texto
 
Apostila gêneros textuais 4º ano
Apostila gêneros textuais  4º anoApostila gêneros textuais  4º ano
Apostila gêneros textuais 4º ano
 
Trabalho de português - textos e poesias Geanne e
Trabalho de português - textos e poesias Geanne eTrabalho de português - textos e poesias Geanne e
Trabalho de português - textos e poesias Geanne e
 
Aula
AulaAula
Aula
 
Psicologia da educação
Psicologia da educaçãoPsicologia da educação
Psicologia da educação
 
PROEJA-FIC - Trabalhando o Universo de Jovens e Adultos na EJA e PROEJA - EME...
PROEJA-FIC - Trabalhando o Universo de Jovens e Adultos na EJA e PROEJA - EME...PROEJA-FIC - Trabalhando o Universo de Jovens e Adultos na EJA e PROEJA - EME...
PROEJA-FIC - Trabalhando o Universo de Jovens e Adultos na EJA e PROEJA - EME...
 
Sequenciadidaticapoesia130709093055phpapp01
Sequenciadidaticapoesia130709093055phpapp01Sequenciadidaticapoesia130709093055phpapp01
Sequenciadidaticapoesia130709093055phpapp01
 
1 encontro pacto matematica
1 encontro pacto matematica1 encontro pacto matematica
1 encontro pacto matematica
 
Mandalas de Gratidão
Mandalas de GratidãoMandalas de Gratidão
Mandalas de Gratidão
 
éTica e formação profissional
éTica e formação profissional   éTica e formação profissional
éTica e formação profissional
 
Etica e cidadania lps
Etica e cidadania   lpsEtica e cidadania   lps
Etica e cidadania lps
 
As cores e as palavras
As cores e as palavrasAs cores e as palavras
As cores e as palavras
 
Projeto contos de arrepiar...
Projeto contos de arrepiar...Projeto contos de arrepiar...
Projeto contos de arrepiar...
 
Portfolio Do Aluno Workshop
Portfolio Do Aluno WorkshopPortfolio Do Aluno Workshop
Portfolio Do Aluno Workshop
 

Semelhante a Oficinas de produção de textos ii

Projeto Carta do Leitor
Projeto Carta do LeitorProjeto Carta do Leitor
Projeto Carta do Leitor
Ana Luiza Lima
 
Slides planejamento escolar
Slides planejamento escolarSlides planejamento escolar
Slides planejamento escolar
Ananda Lima
 
Vol2 linguaestrangeira
Vol2 linguaestrangeiraVol2 linguaestrangeira
Vol2 linguaestrangeira
Claudio Luis
 
Projeto Araribá Plus: Lançamento
Projeto Araribá Plus: LançamentoProjeto Araribá Plus: Lançamento
Projeto Araribá Plus: Lançamento
Kátia Dutra
 
Projeto de Leitura - " Vidas Secas"
Projeto de Leitura - " Vidas Secas"Projeto de Leitura - " Vidas Secas"
Projeto de Leitura - " Vidas Secas"
Cirlei Santos
 

Semelhante a Oficinas de produção de textos ii (20)

Slides leitura
Slides leituraSlides leitura
Slides leitura
 
A construção da identidade pedagógica uff
A construção da identidade pedagógica uffA construção da identidade pedagógica uff
A construção da identidade pedagógica uff
 
REFLEXÃO CRITÉRIOS AVALIAÇÃO
REFLEXÃO CRITÉRIOS AVALIAÇÃOREFLEXÃO CRITÉRIOS AVALIAÇÃO
REFLEXÃO CRITÉRIOS AVALIAÇÃO
 
Cap 9 Kamila.pptx
Cap 9 Kamila.pptxCap 9 Kamila.pptx
Cap 9 Kamila.pptx
 
O professor reflexivo (em parceria com Cristiane Oliveira, Kátia Henriques, L...
O professor reflexivo (em parceria com Cristiane Oliveira, Kátia Henriques, L...O professor reflexivo (em parceria com Cristiane Oliveira, Kátia Henriques, L...
O professor reflexivo (em parceria com Cristiane Oliveira, Kátia Henriques, L...
 
O Professor Reflexivo
O Professor ReflexivoO Professor Reflexivo
O Professor Reflexivo
 
Projeto Carta do Leitor
Projeto Carta do LeitorProjeto Carta do Leitor
Projeto Carta do Leitor
 
255 4
255 4255 4
255 4
 
Livia copesbra
Livia copesbraLivia copesbra
Livia copesbra
 
Ciclo de encontros
Ciclo de encontrosCiclo de encontros
Ciclo de encontros
 
Projeto educacional
Projeto educacionalProjeto educacional
Projeto educacional
 
Slides planejamento escolar
Slides planejamento escolarSlides planejamento escolar
Slides planejamento escolar
 
Vol2 linguaestrangeira
Vol2 linguaestrangeiraVol2 linguaestrangeira
Vol2 linguaestrangeira
 
Vol2 linguaestrangeira
Vol2 linguaestrangeiraVol2 linguaestrangeira
Vol2 linguaestrangeira
 
Conceitos fundamentais _educação_ensino...stela miller
Conceitos fundamentais _educação_ensino...stela millerConceitos fundamentais _educação_ensino...stela miller
Conceitos fundamentais _educação_ensino...stela miller
 
Workshop I
Workshop IWorkshop I
Workshop I
 
TCC - Estilos de Aprendizagem
TCC - Estilos de AprendizagemTCC - Estilos de Aprendizagem
TCC - Estilos de Aprendizagem
 
Lançamento Projeto Araribá
Lançamento Projeto Araribá Lançamento Projeto Araribá
Lançamento Projeto Araribá
 
Projeto Araribá Plus: Lançamento
Projeto Araribá Plus: LançamentoProjeto Araribá Plus: Lançamento
Projeto Araribá Plus: Lançamento
 
Projeto de Leitura - " Vidas Secas"
Projeto de Leitura - " Vidas Secas"Projeto de Leitura - " Vidas Secas"
Projeto de Leitura - " Vidas Secas"
 

Mais de Lorena Vanesa Duthil

Mais de Lorena Vanesa Duthil (20)

Paulo Freire "Primera Carta - Pedagogía de la Indignación"
Paulo Freire "Primera Carta - Pedagogía de la Indignación"Paulo Freire "Primera Carta - Pedagogía de la Indignación"
Paulo Freire "Primera Carta - Pedagogía de la Indignación"
 
Consignas dictadas en el taller del jueves 25 de Octubre 2018
Consignas dictadas en el taller del jueves 25 de Octubre 2018Consignas dictadas en el taller del jueves 25 de Octubre 2018
Consignas dictadas en el taller del jueves 25 de Octubre 2018
 
Liliana Sanjurjo "Volver a pensar la clase"
Liliana Sanjurjo "Volver a pensar la clase"Liliana Sanjurjo "Volver a pensar la clase"
Liliana Sanjurjo "Volver a pensar la clase"
 
Consignas de trabajo del taller del 13 de septiembre de 2018
Consignas de trabajo del taller del 13 de septiembre de 2018Consignas de trabajo del taller del 13 de septiembre de 2018
Consignas de trabajo del taller del 13 de septiembre de 2018
 
Programa Técnicas Narrativas Audiovisuales II_2016 - 2019
Programa Técnicas Narrativas Audiovisuales II_2016 - 2019 Programa Técnicas Narrativas Audiovisuales II_2016 - 2019
Programa Técnicas Narrativas Audiovisuales II_2016 - 2019
 
Power de recuperación del recorrido de la Práctica Profesional II socializada...
Power de recuperación del recorrido de la Práctica Profesional II socializada...Power de recuperación del recorrido de la Práctica Profesional II socializada...
Power de recuperación del recorrido de la Práctica Profesional II socializada...
 
Consigna Trabajo Final - Coloquio Final Obligatorio
Consigna Trabajo Final - Coloquio Final ObligatorioConsigna Trabajo Final - Coloquio Final Obligatorio
Consigna Trabajo Final - Coloquio Final Obligatorio
 
"Tercera Carta" Paulo Freire
"Tercera Carta" Paulo Freire"Tercera Carta" Paulo Freire
"Tercera Carta" Paulo Freire
 
"Terceira Carta" Paulo Freire
"Terceira Carta" Paulo Freire"Terceira Carta" Paulo Freire
"Terceira Carta" Paulo Freire
 
"Primera Carta" Paulo Freire
"Primera Carta" Paulo Freire"Primera Carta" Paulo Freire
"Primera Carta" Paulo Freire
 
"Primeira Carta" Paulo Freire
"Primeira Carta" Paulo Freire "Primeira Carta" Paulo Freire
"Primeira Carta" Paulo Freire
 
Pautas para el Diseño de Clases Alternativas
Pautas para el Diseño de Clases AlternativasPautas para el Diseño de Clases Alternativas
Pautas para el Diseño de Clases Alternativas
 
Isidro Moreno "Historia y discurso Hipermedia"
Isidro Moreno "Historia y discurso Hipermedia"Isidro Moreno "Historia y discurso Hipermedia"
Isidro Moreno "Historia y discurso Hipermedia"
 
Consigna domiciliaria Práctica Profesional II_31 08_2017
Consigna domiciliaria Práctica Profesional II_31 08_2017Consigna domiciliaria Práctica Profesional II_31 08_2017
Consigna domiciliaria Práctica Profesional II_31 08_2017
 
Consigna de trabajo domiciliario - Taller 24 de agosto de 2017
Consigna de trabajo domiciliario - Taller 24 de agosto de 2017Consigna de trabajo domiciliario - Taller 24 de agosto de 2017
Consigna de trabajo domiciliario - Taller 24 de agosto de 2017
 
Marcel Martin "El lenguaje del Cine" Capítulos 1 y 2 (Técnicas Narrativas Aud...
Marcel Martin "El lenguaje del Cine" Capítulos 1 y 2 (Técnicas Narrativas Aud...Marcel Martin "El lenguaje del Cine" Capítulos 1 y 2 (Técnicas Narrativas Aud...
Marcel Martin "El lenguaje del Cine" Capítulos 1 y 2 (Técnicas Narrativas Aud...
 
La política del maestro ignorante: la lección de Ranciere - Alejandro Cerletti
La política del maestro ignorante: la lección de Ranciere - Alejandro CerlettiLa política del maestro ignorante: la lección de Ranciere - Alejandro Cerletti
La política del maestro ignorante: la lección de Ranciere - Alejandro Cerletti
 
Pinturas para el trabajo práctico
Pinturas para el trabajo prácticoPinturas para el trabajo práctico
Pinturas para el trabajo práctico
 
Planos angulos composición conceptos basicos para camara ii
Planos angulos composición conceptos basicos para camara iiPlanos angulos composición conceptos basicos para camara ii
Planos angulos composición conceptos basicos para camara ii
 
Manual básico de técnica cinematográfica y dirección de fotografía capítulo...
Manual básico de técnica cinematográfica y dirección de fotografía   capítulo...Manual básico de técnica cinematográfica y dirección de fotografía   capítulo...
Manual básico de técnica cinematográfica y dirección de fotografía capítulo...
 

Último

PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
carlaOliveira438
 

Último (20)

ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxSismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptxCONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
 

Oficinas de produção de textos ii

  • 1. “ Oficinas de Produção de Textos II”
  • 2.
  • 3.
  • 4.
  • 5.
  • 6.
  • 7.
  • 8. “ Gêneros discursivos” (Mijaíl Bakhtin - 1995) "Todas as esferas da atividade humana, por mais variadas que sejam, estão sempre relacionadas com a utilização da língua. Não é de se surpreender que o caráter e os modos dessa utilização sejam tão variados como as próprias esferas da atividade humana".
  • 9. "Em todas as esferas da atividade humana, a utilização da língua realiza-se em formas de enunciados (orais e escritos), concretos e únicos. Os gêneros primários – ligados às relações cotidianas (conversa face a face, linguagem familiar, cotidiana etc.); esses gêneros são os mais comuns no dia a dia do falante e os secundários – mais complexos (discurso científico, teatro, romance etc.), referem-se a outras esferas de interação social, mais bem desenvolvidas".
  • 10. “ Os gêneros são aprendidos no curso de nossas vidas como participantes de determinado grupo social ou membro de alguma comunidade".
  • 11. “ Um texto acadêmico pressupõe um tipo de leitor que adota procedimentos específicos de leitura, estabelecendo um ambiente também específico para o processo de construção de sentidos a partir desse tipo de texto. Esses textos exigem uma leitura mais lenta, mais cuidadosa, reflexiva, aprofundada e crítica".
  • 12. Estratégias de ensino-apredizagem Oficina: Conjunto de práticas organizadas, não para transmitir informações sobre algo, mas para ensinar a fazer esse algo.
  • 13. Recursos Portfólio - Pasta processo de ensino -aprendizagem Portfólio (Murphy, S.): Coleção organizada e planejada de trabalhos produzidos pelo(s) aluno(s), ao longo de um determinado período de tempo, de forma de poder proporcionar uma visão alargada e detalhada dos diferentes componentes do seu desenvolvimento cognitivo, metacognitivo e afetivo.
  • 14.
  • 15. Princípios do “Processo de ensino - aprendizagem” • Ênfase no crescimento do aluno em várias áreas do currículo. • Processo durante um período de tempo. • Evolução a longo prazo. • Constante monitorização do processo. • Avaliação do trabalho pelo aluno, colegas e professor. • Ênfase no processo.
  • 16. Autoavaliação • Aprendiz é gestor da sua aprendizagem (learning-coach). • Monitorização do seu próprio progresso (estabelecendo prioridades, planejando, revendo o progresso e estratégias, mudando o caminho). • Revisão pelos colegas. • Feedback do professor.
  • 17. Como começar uma “ Pasta processo ” de ensino -aprendizagem - Quem eu sou? - Bem-vindo ! O meu nome é ... estudo .... Desde que era muito novo, foi sempre a minha paixão... Estudei... - Oficina Nº: Título
  • 18. - Inclui: Anotações pessoais, experiências de aula, trabalhos, controles de aprendizagem, conexões com outros temas fora da escola, imagens, roteiro, relatórios, avaliações, exercícios de fixação, comentários sobre uma aula ou temática, auto-avaliações, etc.
  • 19. Tudo isso proporciona evidências dos conhecimentos que foram sendo construídos, as estratégias utilizadas para aprender e a disposição de quem o elabora para continuar aprendendo. Também materiais de outras pessoas: de colegas, do professor, de outros professores, de livros, de jornais, de revistas, etc.
  • 20. - Todo o que você ache bom de ser incluído...
  • 22. “ Ensinar exige criticidade, ter uma postura de curiosidade e inquietação indagadora e dicernidora. Ensinar exige ética, e estética , a prática educativa tem a obrigação moral de ser um testemunho rigoroso de decência e de pureza, o professor não pode estar longe ou fora da ética por ser portador do caráter formador , o ensino dos conteúdos não podem estar alheios a formação moral do educando...”
  • 23. “ Pensar certo é fazer certo...” “ Ensinar exige risco, aceitação do novo e rejeição a qualquer forma de discriminação".
  • 24. “ O bom professor é o que consegue, enquanto fala, trazer o aluno até a intimidade do movimento do seu pensamento. Sua aula é assim um desafio e não uma cantiga de ninar. Seus alunos cansam , não dormem. Cansam porque acompanham as idas e vindas de seu pensamento , surpreendem suas pausas, suas dúvidas, suas incertezas”.