PreparatóRio 23 05

3.937 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.937
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
44
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

PreparatóRio 23 05

  1. 1. epaulodesouza Assessoria e Consultoria Educacional epaulodesouza@yahoo.com.br 8846-7621 PREPARATÓRIO PARNAMIRIM Educação Infantil, Anos iniciais do Ensino Fundamental e Didática Τεχνή διδακτική Local: Escola Cooperativa (COEDUC) Natal, RN - 2009
  2. 2. Didática (primeiras aproximações) Didática A palavra didática (didáctica) vem da expressão grega Τεχνή διδακτική (techné didaktiké), que se pode traduzir como arte ou técnica de ensinar. A Didática é a parte da pedagogia que se ocupa dos métodos e técnicas de ensino destinados a colocar em prática as diretrizes da teoria pedagógica. A didática estuda os processos de ensino e aprendizagem. O educador Jan Amos Komenský, mais conhecido por Comenius, é reconhecido como o pai da Didática Moderna e um dos maiores educadores do século XVII.
  3. 3. Os elementos da ação didática são:  o professor,  o aluno,  a disciplina (matéria ou conteúdo)  o contexto da aprendizagem,  as estratégias metodológicas.
  4. 4. Fundamentos da Educação Disciplinas:  História da Educação  Filosofia da Educação  Sociologia da Educação  Psicologia da Educação  Política da Educação  Metodologia de Pesquisa Educacional  Didática
  5. 5. Teorias educacionais  “pedagogia tradicional”  “pedagogia renovada”  “tecnicismo educacional”  teorias crítico-reprodutivistas  “pedagogia libertadora”  “pedagogia crítico-social dos conteúdos”
  6. 6. Educação Escolar atual  As transformações tecnológicas em aumento exponencial estão exigindo da Educação escolar a formulação de sucessivas e constantes modificações nas propostas pedagógicas vigentes, bem como dos métodos de ensino.  O momento atual pode ser considerado como um divisor de águas para os métodos de ensino, ultrapassando os tradicionais e consolidando os novos, que por sua vez precisam de constante desenvolvimento, devida interação entre os educandos e o mundo, que interferem no processo de aprendizagem.  Embora em muitas partes do mundo ainda existam dificuldades no ensino e no partilhamento da informação, estas já estão sendo vencidas principalmente nos grandes centros onde existem maiores condições de acesso à informação e à cultura escolarizada.
  7. 7. Legislação Educacional: Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – Nº 9394/96  Art. 2º A educação, dever da família e do Estado, inspirada nos princípios de liberdade e nos ideais de solidariedade humana, tem por finalidade o pleno desenvolvimento do educando, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho.  Art. 3º O ensino será ministrado com base nos seguintes princípios:  I - igualdade de condições para o acesso e permanência na escola;  II - liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar a cultura, o pensamento, a arte e o  saber;  III - pluralismo de idéias e de concepções pedagógicas;  IV - respeito à liberdade e apreço à tolerância;  V - coexistência de instituições públicas e privadas de ensino;
  8. 8.  VI - gratuidade do ensino público em estabelecimentos oficiais;  VII - valorização do profissional da educação escolar;  VIII - gestão democrática do ensino público, na forma desta Lei e da legislação dos sistemas  de ensino;  IX - garantia de padrão de qualidade;  X - valorização da experiência extra-escolar;  XI - vinculação entre a educação escolar, o trabalho e as práticas sociais.
  9. 9. Parâmetros Curriculares Nacionais  A psicologia genética propiciou aprofundar a compreensão sobre o processo de desenvolvimento na construção do conhecimento.  A pesquisa sobre a psicogênese da língua escrita chegou ao Brasil em meados dos anos 80 e causou grande impacto, revolucionando o ensino da língua nas séries iniciais e, ao mesmo tempo, provocando uma revisão do tratamento dado ao ensino e à aprendizagem em outras áreas do conhecimento.
  10. 10.  contrário de uma concepção de ensino e aprendizagem como um processo que se desenvolve por etapas, em que a cada uma delas o conhecimento é “acabado”  visão da complexidade e da provisoriedade do conhecimento  objeto de conhecimento é “complexo” de fato e reduzi-lo seria falsificá-lo; de outro, porque o processo cognitivo não acontece por justaposição, senão por reorganização do conhecimento
  11. 11.  Função Social da Escola  Concepções de aprendizagem e de ensino, conteúdos e objetivos do ensino, relação professor-aluno, planejamento, relação escola-sociedade, ser humano  Projeto político pedagógico  Mundo contemporâneo, complexidade  Importância da educação escolar e da formação contínua dos profissionais da educação
  12. 12. Projeto político pedagógico  Compartilhado: construção coletiva  Latin projectu, projicere: lançar para adiante. Plano, intento, desígnio. Empreendimento  Supõe rupturas: dimensão política se cumpre na qualidade da dimensão pedagógica  Intencionalidade, reflexão  qualidade: formação do cidadão participativo, crítico  Princípios: igualdade, qualidade, gestão democrática, liberdade
  13. 13. “ A liberdade é sempre liberdade para algo e não apenas liberdade de algo. Se interpretarmos a liberdade apenas no estado arbítrio, definimos de modo negativo. A liberdade é uma relação e, como tal deve ser continuamente ampliada. O próprio conceito de liberdade contém o conceito de regra, de reconhecimento, de intervenção recíproca. Com efeito, ninguém pode ser livre se, em volta dele, há outros que não o são!” (Agnes Heller, 1982)
  14. 14.  O que sabemos da estrutura pedagógica?  Que tipo de gestão está sendo praticada?  O que queremos e precisamos mudar na escola?  Qual o cronograma previsto?  Quem o constitui e qual a lógica interna?  Quais as funções educativas predominantes?  Como são vistas a constituição e a distribuição do poder?  Quais os fundamentos regimentais?
  15. 15.  Construção de competências profissionais: (capacidade de mobilizar diferentes conhecimentos – teóricos e experienciais – para responder aos diferentes desafios apresentados pelo exercício da profissão)  Trabalhar em equipe, ler e escrever, refletir sobre a prática, primar pela ética, utilizar os recursos tecnológicos
  16. 16. Paulo Freire (Recife, 19 de setembro de 1921 — São Paulo, 2 de maio de 1997)  A educação já foi tida como mágica, podia tudo, e como negativa, nada podia. Chegamos à humildade: ela não é a chave da transformação da sociedade.  Um dos grandes pecados da escola é desconsiderar tudo com que a criança chega a ela. A escola decreta que antes dela não há nada.  Criar o que não existe ainda deve ser a pretensão de todo sujeito que está vivo.

×