SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 37
Baixar para ler offline
COMO MONTAR E GERIR UMA
 EMPRESA NA VISÃO DE UM
   EMPRESÁRIO JÚNIOR
quatro
• O Brasil é hoje um dos           países com maior
  número      de    empreendedores    do    mundo.
  Até 2016, o país deverá receber aproximadamente
  250 bilhões de dólares em investimentos.
  Nesse contexto, são crescentes as oportunidades
  para profissionais dispostos a assumir riscos em
  direção à autonomia profissional e ao sucesso
  financeiro.
• Jéssica de Pádua Arruda – Bolsista de Ensino, Pesquisa e
  Extensão da PROGRAD/UPE; Monitora da disciplina de
  Administração Mercadológica da UPE; Ex-Presidente da UPE
  Consultoria Jr./ Gestão 2011; Experiência de dois anos em
  Empresa Júnior e experiência de três anos e meio na
  Administração de Empresas com foco na aplicação de
  Estratégias para Recuperação e Aumento do lucro.


          Graduanda de Administração de Empresas
                Universidade de Pernambuco
10 pecados mortais para os empreendedores
    Conheça os principais deslizes cometidos na hora de abrir um negócio e como se proteger –
                                      Fonte: Revista Exame



1. Não ter capital
2. Misturar despesas pessoais e empresariais
3. Não ter capacidade administrativa
4. Escolher mal o sócio
5. Errar no mix de produtos
6. Escolher um ponto ruim
7. Desconhecer o mercado
8. Apostar em modismos
9. Operar na ilegalidade
10. Não ser empreendedor
O que você precisa
            saber para iniciar bem
• Abrir e gerir uma empresa exige um conjunto de
  habilidades e conhecimentos. É preciso entender
  o mercado, o público que se deseja atingir e
  planejar bem o negócio.

• Uma boa gestão considera estratégias de
  marketing, um fluxo de caixa controlado e passa
  também por muita criatividade e inovação.
• Mais de 50% de todas as pequenas
  empresas fecham as portas até o quarto
  ano de vida, sendo que 27% só duram um
  ano. (Fonte: IBGE)

• Estatísticas mostram que um plano de
  negócios bem escrito, pode aumentar
  drasticamente suas chances de sucesso.
  (Jornal O Globo)


• Falta de planejamento é a causa número
  um para o fracasso das novas pequenas
  empresas. (Fonte: Dunn and Bradstreet)
Despertando o espírito
              empreendedor

• O futuro da empresa depende dos cuidados de seu dono.
  O perfil e o talento do futuro empresário são
  fundamentais para o sucesso do negócio.

• Ter um espírito criativo e pesquisador é uma das
  qualidades fundamentais de um empreendedor. A
  essência do empresário de sucesso é a busca de novos
  negócios e oportunidades, além da preocupação com as
  necessidades dos clientes e a melhoria dos produtos e
  serviços.
Tipos de empreendedorismo
        • O empreendedor corporativo (intra-
          empreendedor ou empreendedor interno);

        • O empreendedor startup (que cria novos
          negócios/empresas) e pode ser também um
          empreendedor individual;

        •    O empreendedor social (que cria
            empreendimentos com missão social), são
            pessoas que se destacam onde quer que
            trabalhem.
Franchising

•   Outra forma de abrir negócio é comprar uma franquia de alguma dessas
    marcas famosas que não faltam compradores.

•   Imagine você abrir seu próprio McDonald's, Bob´s, Calvin Klain, Hollister,
    Boticário, CNA ou BR Mania. Para fazer isso, você tem de comprar a franquia
    dessas empresas.

•   Pense em franquia como um pagamento a alguém por suas estratégias de
    negócio, de marketing, operacional e pelo uso do nome. A franquia é
    basicamente isso: você estabelece uma relação com um negócio de sucesso
    para que possa usar seus sistemas e capitalizar sobre uma marca já existente
    para obter um rápido retorno sobre seu investimento. Você está usando o
    sistema e o nome patenteados deles e administrando o negócio sob as
    regras deles.
Startups
• As startups, empresas de base tecnológica,
  que criam produtos ou serviços inovadores
  em um ambiente de altíssimo risco, podem
  faturar milhões em um período curto.
FUNDAMENTAL SABER:
• Antes de dar entrada na papelada para abrir o negócio, o empreendedor
  precisa saber se seu negócio é viável. Para isso, deve coletar informações,
  que darão subsídio à elaboração do PLANO DE NEGÓCIOS, documento
  que ajuda a tornar a empresa realidade.

• O futuro empresário deve realizar uma PESQUISA DE MERCADO,
  identificando o melhor local para abrir o empreendimento e quem são
  seus concorrentes, fornecedores e consumidores e quais suas
  necessidades. O levantamento desses dados é um passo importante, que
  ajuda a solidificar o projeto.

• Esta etapa ajuda ao empreendedor a conhecer o mercado, PLANEJAR
  BEM A EMPRESA, enxergar as oportunidades de negócio, saber quanto
  deverá dispor para iniciar o projeto e compreender como a economia
  poderá afetar a iniciativa.
Etapas para abrir um negócio
1. PLANEJAMENTO - PLANO DE NEGÓCIOS

 Conceito do negócio
 a. Missão;
 b. Nome da empresa;
 c. Descrição geral de Produto/ serviço;
 d. Porte da empresa;
 e. Localização.

 Perfil do empreendedor
 a. Formação e qualificação
 b. Motivação
 Análise estratégica
 a. Análise de oportunidades, ameaças, pontos fortes e fracos que
   influenciam o negócio;
 b. Análise do ramo de atividades e situação atual do mercado;
 c. Análise da concorrência;
 d. Definição estratégica do negócio.

 Plano de Marketing
 a. Segmentação
 b. Descrição do mercado-alvo
 c. Posicionamento
 d. Estratégia de marketing
    i. Produto ou serviço
    ii. Preço
    iii. Distribuição
    iv. Promoção
 Organização e estrutura do negócio
 a. Descrição das funções principais da empresa (diretoria)
 b. Estrutura organizacional da empresa (organograma)
 Recursos humanos
 a. Plano de necessidade de pessoal (quadro);
 b. Descrição de cargos e competências desejadas;
 c. Política de recrutamento e seleção de pessoal;
 d. Remuneração, Política salarial e Benefícios.
 Operações
 a. Localização/ arranjo físico
 b. Recursos necessários
    i. Insumos, instalações, equipamentos, mão-de-obra etc.
 c. Fornecedores
 d. Informações adicionais (opcional)
    i. Considerações técnicas/ especificações de Produto/ Serviço
    ii. Impactos ambientais
    iii. Controle de estoques
    iv. Controle de qualidade
    v. Sistema de transporte

 Projeções econômico-financeiras
 a. Planilha de investimento inicial;
 b. Necessidade de capital de giro para primeiro mês de funcionamento;
 c. Orçamento
    i. Orçamento de operação para o primeiro trimestre
2. DOCUMENTAÇÃO
Adaptado para o Novo Código Civil, Lei 10.406 de 10/01/2002.


  1) Quem fará parte da empresa e qual será a Razão Social?
• Se você será o único integrante da empresa você será classificado como
  EMPRESÁRIO. Neste caso o nome da empresa será o seu nome.
  Exemplo: JOSÉ LUIZ DA SILVA

   Portanto no exemplo o nome da empresa poderá ser:
   J. L. DA SILVA. Deste modo, você poderá adicionar a atividade principal no
   final do nome empresarial.
   Exemplo: JOSÉ LUIZ DA SILVA RESTAURANTE ou J. L. DA SILVA RESTAURANTE


            OBS: O empreendedor individual – pode regularizar-se através da
                                 internet.
       Caso contrário a empresa pode ser denominada
    LIMITADA. Neste caso a responsabilidade de cada
    sócio é restrita ao valor de suas quotas, mas todos
    respondem solidariamente pela totalidade do capital
    social.


    Exemplo: RESTAURANTE SILVA LTDA
    Note que a abreviatura de limitada (LTDA) deverá
    fazer parte do nome empresarial.
• Documentação necessária:
  Cópia CPF. Autenticada de todos os sócios
  Cópia do R.G. autenticada de todos os sócios
  Cópia autenticada da Certidão de emancipação no caso de menor
  de 18 e maior de 16.
  Cópia do IPTU do imóvel
  Cópia do comprovante de endereço da empresa e de todos os
  sócios.
  Vistoria Sanitária (se a empresa manipular produtos alimentícios)
  Laudo da CETESB (se a empresa for enquadrada como indústria)
  Laudo do Corpo de Bombeiros
 Registro da empresa:
  1.1) O Contrato Social. (no caso de empresa Limitada)
  1.2) Junta Comercial
  2) Receita Federal
  3) Posto Fiscal (Secretaria da Fazenda Estadual)
  4) Prefeitura Municipal
COMO GERIR A EMPRESA
• Recursos Humanos;
• Administração Financeira;
• Estratégias
BASE DA ADMINISTRAÇÃO

          Planejamento



Direção                  Controle



           Organização
CICLO BÁSICO DE PLANEJAMENTO
     DENTRO DA EMPRESA


                ESTRATÉGICO




       TÁTICO            OPERACIONAL
RECURSOS HUMANOS
• 1. Contratos, documentações de registro e organização do pagamento
  dos funcionários;

• 2. Avaliação e desempenho – acompanha e desenvolve os integrantes de
  uma organização através do mapeamento de seus resultados, seguindo do
  estabelecimento de um plano de ação que favoreça a melhoria das
  atividades realizadas;

• 3. Descrição de cargos e análise – é um método utilizado para “medir” a
  importância de cada cargo, assim como listar as atividades e
  responsabilidades de cada função. Auxiliando na hora de definir o perfil do
  profissional para propósitos como recrutamento e seleção, promoção e
  treinamento;

• 4. Comunicação;

• 5. Treinamento
ESTRATÉGIAS
• Estratégia segundo (Mintzberg) trata-se da "
  Forma de pensar no futuro, integrada no
  processo decisório, com base em um
  procedimento formalizado e articulador de
  resultados”.

I. Estratégia Empresarial;
II. Estratégia de Marketing
Administração Financeira

• Segundo Groppelli e Nikbakht, finanças é a aplicação de
uma série de princípios econômicos financeiros para
maximizar a riqueza ou o valor total de um negócio;

• Segundo Gitman, é a arte e a ciência da gestão do
dinheiro;

• A gestão Financeira permite nos beneficiar da
compreensão do campo de finanças e entender melhor
como a empresa funciona, e com essas informações
admite tomar melhores decisões.
• Alguns Relatórios Contábeis, são essenciais para
  melhor verificar a situação da empresa e assim
  obter a uma resposta concreta para poder
  realizar investimentos ou modificações
  estratégicas. São eles:

             • Balanço Patrimonial;
                     • DRE;
    • Análise das Demonstrações Financeiras;
                • Fluxo de Caixa;
Balanço Patrimonial
• O Balanço Patrimonial reflete a posição
  financeira em determinado momento é
  constituído de duas colunas.

• Ativo;
• Passivo e;
• Patrimônio liquido.
Exemplo

               Ativo                          Passivo e PL

Caixa                   10.000     Fornecedores        200.000
Dup. A Receber          40.000     Empréstimos a Pagar 40.000
Estoque                 50.000     Salários a Pagar     60.000
Máquinas               100.000     Capital Social      200.000
Terrenos               200.000
Títulos a Receber      100.000


   Total                 500.000      Total                  500.000
Ativo                                        Passivo
Circulante - bens                            Circulante - Obrigações
Dinheiro e aquilo que será transformado      exigíveis.
em dinheiro rapidamente.                     Obrigações que serão pagas
                                             rapidamente no curto prazo
Não circulante - Direitos
Representado por bens e direito. Espera-se   Não Circulantes
muito tempo para receber e normalmente       Demora-se muito tempo para
não se vende, pois é para uso próprio.       pagar as Obrigações.

                                             Patrimônio Líquido
                                             Normalmente não precisa
                                             pagar, enquanto a empresa
                                             estiver em continuidade.
Ativo                                        Passivo
Circulante                                   Circulante
São contas que estão constantemente em       São Obrigações exigíveis a curto prazo.
movimento.
                                             Não Circulante
Não Circulante                               São Obrigações exigíveis a Longo prazo.
Compreende todas as contas que não           - Exigível a longo Prazo
obterá receita rapidamente.                  Serão liquidadas em prazo superior a um
-Realizável a Longo Prazo                    ano.
-Empréstimos ou adiantamentos às             Patrimônio Liquido
sociedades.                                  São os Recursos do Proprietário aplicados
-- Investimentos                             na empresa.
São as participações em outras
sociedades.
-Imobilizado
São direitos que tenham por objetivos
bens corpóreos (palpáveis) destinado a
atividade fundamental da empresa.
-Intangível
-São Direitos que tenha por objetivos bens
incorpóreos, os quais não se podem tocar.
Fluxo de Caixa
• De Forma Condensada, indica a origem de
  todo o dinheiro (Receita), bem como as
  aplicações (Despesas) e ainda o resultado do
  Fluxo Financeiro – Lucro ou Prejuízo.
• É uma Ferramenta indispensável para a
  tomada de decisões.

• Modelos:
FLUXO DIÁRIO
FLUXO SEMANAL
FLUXO DE CAIXA                              FLUXO ANUAL
Itens                               Ano 0         Ano 1          Ano 2          Ano 3          Ano 4          Ano 5
Entradas
* Receitas de vendas                              1.080.000,00   1.090.800,00   1.101.708,00   1.112.725,08   1.123.852,33
* Valor residual                                                                                                 33.500,00
TOTAL DAS RECEITAS                                1.080.000,00   1.090.800,00   1.101.708,00   1.112.725,08   1.157.352,33
Saídas
* Mão-de-obra direta                               223.200,00     223.200,00     223.200,00     223.200,00     223.200,00
* Mão-de-obra indireta                              54.465,60      54.465,60      54.465,60      54.465,60      54.465,60
* Matéria-prima                                    120.000,00     120.000,00     120.000,00     120.000,00     120.000,00
* Despesas Administrativas                           3.600,00       3.600,00       3.600,00       3.600,00       3.600,00
* ICMS                                                   0,00           0,00           0,00           0,00           0,00
* Cofins                                                 0,00           0,00           0,00           0,00           0,00
* PIS                                                    0,00           0,00           0,00           0,00           0,00
* IPI                                                    0,00           0,00           0,00           0,00           0,00
* ISS                                                    0,00           0,00           0,00           0,00           0,00
* SIMPLES                                           21.600,00      21.816,00      22.034,16      22.254,50      23.147,05
* Comissões                                              0,00           0,00           0,00           0,00           0,00
* Frete                                                  0,00           0,00           0,00           0,00           0,00
* Despesas Variáveis                                16.200,00      16.200,00      16.200,00      16.200,00      16.200,00


TOTAL DAS DESPESAS                                 439.065,60     439.281,60     439.499,76     439.720,10     440.612,65
LUCRO OPERACIONAL                                  640.934,40     651.518,40     662.208,24     673.004,98     716.739,68
* Depreciação                                        6.300,00       6.300,00       6.300,00       6.300,00       6.300,00
* Juros de financiamento                                 0,00
LUCRO ANTES DO IMP. DE RENDA                       634.634,40     645.218,40     655.908,24     666.704,98     710.439,68
* Aliquota de Imposto de Renda                      95.195,16      96.782,76      98.386,24     100.005,75     106.565,95
* Adicional sobre o LAIR                            39.463,44      40.521,84      41.590,82      42.670,50      47.043,97
* Aliquota da Contribuição social                   57.117,10      58.069,66      59.031,74      60.003,45      63.939,57
LUCRO DEPOIS DO IMP. DE RENDA                      442.858,70     449.844,14     456.899,44     464.025,29     492.890,19
* Depreciação                                        6.300,00       6.300,00       6.300,00       6.300,00       6.300,00
* Amortização
* Financiamento                            0,00
* Despesas pré-operacionais                0,00
* Investimento Total                  65.000,00
* Capital de giro                     36.588,80
FLUXO DE CAIXA LÍQUIDO              -101.588,80    449.158,70     456.144,14     463.199,44     470.325,29     499.190,19
O Fluxo de Caixa Permite:
• Antecipar decisões sobre a falta/sobra de
  dinheiro;
• Escolher melhor tipos/prazos de investimento;
• Planejar prazos de pagamentos e recebimentos;
• Saber o melhor momento para repor estoques;
• Avaliar o melhor momento para fazer promoções;
• Reter     e   operar    capital   de    terceiros
  (fornecedores);
• Avaliar o impacto de aumento nas vendas.
RESULTADOS OPERACIONAIS
        MENSAIS
Discriminação                            Números
1. Faturamento Previsto                  R$ 9.000,00
2. Custos Fixos                          R$ 1.140,00
3. Custos Variáveis                      R$ 290,00
4. Custos Totais                         R$ 1.430,00
5. Lucro Previsto                        R$ 1270,00
6. Lucratividade                           14,11%
7. Margem (em Geral, 30% sobre o Fat.)   R$ 2.700,00
8.Faturamento de Equilíbrio              R$ 4.766,40
9. Investimento Inicial                  R$ 9.350,00
10. Payback (invest. Inicial/ lucro)     7,36 meses
11. Taxa de Retorno (margem ou lucro/    13,58%
Invest. Total)
OBRIGADA!!!
jessica_de_padua@hotmail.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

01. Debora Miceli - Marketing Pessoal: Aula 01
01. Debora Miceli - Marketing Pessoal: Aula 0101. Debora Miceli - Marketing Pessoal: Aula 01
01. Debora Miceli - Marketing Pessoal: Aula 01Debora Miceli
 
Relacionalmento interpessoal
Relacionalmento interpessoalRelacionalmento interpessoal
Relacionalmento interpessoalLeandro Lopes
 
Marketing pessoal e profissional
Marketing pessoal e profissionalMarketing pessoal e profissional
Marketing pessoal e profissionalJoão Rafael Lopes
 
Introdução ao marketing
Introdução ao marketingIntrodução ao marketing
Introdução ao marketingThayse Beckner
 
Aula 1 Economia e Mercado Global
Aula 1 Economia e Mercado GlobalAula 1 Economia e Mercado Global
Aula 1 Economia e Mercado GlobalLuciano Cavalcante
 
Palestra: Os Novos Paradigmas de Comunicação Interna na era da hiperconectivi...
Palestra: Os Novos Paradigmas de Comunicação Interna na era da hiperconectivi...Palestra: Os Novos Paradigmas de Comunicação Interna na era da hiperconectivi...
Palestra: Os Novos Paradigmas de Comunicação Interna na era da hiperconectivi...La Gracia Design
 
O Perfil do Profissional no Atual Mundo do Trabalho
O Perfil do Profissional no Atual Mundo do TrabalhoO Perfil do Profissional no Atual Mundo do Trabalho
O Perfil do Profissional no Atual Mundo do TrabalhoSilvia Fleming
 
Slides Palestra - Marketing Pessoal
Slides Palestra - Marketing PessoalSlides Palestra - Marketing Pessoal
Slides Palestra - Marketing PessoalCaput Consultoria
 
COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL _ Aula 1 - Comunicação
COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL _ Aula 1 - ComunicaçãoCOMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL _ Aula 1 - Comunicação
COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL _ Aula 1 - ComunicaçãoFábio Nogueira, PhD
 
Palestra motivacional
Palestra motivacionalPalestra motivacional
Palestra motivacionalFernando Lima
 
Técnicas de Vendas
Técnicas de VendasTécnicas de Vendas
Técnicas de Vendaselbaiano
 
Comunicação: O Processo De Comunicação
Comunicação: O Processo De ComunicaçãoComunicação: O Processo De Comunicação
Comunicação: O Processo De ComunicaçãoAdm Pub
 

Mais procurados (20)

01. Debora Miceli - Marketing Pessoal: Aula 01
01. Debora Miceli - Marketing Pessoal: Aula 0101. Debora Miceli - Marketing Pessoal: Aula 01
01. Debora Miceli - Marketing Pessoal: Aula 01
 
Gestão empreendedorismo
Gestão empreendedorismoGestão empreendedorismo
Gestão empreendedorismo
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismo
 
Relacionalmento interpessoal
Relacionalmento interpessoalRelacionalmento interpessoal
Relacionalmento interpessoal
 
Marketing pessoal e profissional
Marketing pessoal e profissionalMarketing pessoal e profissional
Marketing pessoal e profissional
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismo
 
Introdução ao marketing
Introdução ao marketingIntrodução ao marketing
Introdução ao marketing
 
Inteligencia emocional no trabalho
Inteligencia emocional no trabalhoInteligencia emocional no trabalho
Inteligencia emocional no trabalho
 
Aula 1 Economia e Mercado Global
Aula 1 Economia e Mercado GlobalAula 1 Economia e Mercado Global
Aula 1 Economia e Mercado Global
 
Palestra: Os Novos Paradigmas de Comunicação Interna na era da hiperconectivi...
Palestra: Os Novos Paradigmas de Comunicação Interna na era da hiperconectivi...Palestra: Os Novos Paradigmas de Comunicação Interna na era da hiperconectivi...
Palestra: Os Novos Paradigmas de Comunicação Interna na era da hiperconectivi...
 
O Perfil do Profissional no Atual Mundo do Trabalho
O Perfil do Profissional no Atual Mundo do TrabalhoO Perfil do Profissional no Atual Mundo do Trabalho
O Perfil do Profissional no Atual Mundo do Trabalho
 
Slides Palestra - Marketing Pessoal
Slides Palestra - Marketing PessoalSlides Palestra - Marketing Pessoal
Slides Palestra - Marketing Pessoal
 
COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL _ Aula 1 - Comunicação
COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL _ Aula 1 - ComunicaçãoCOMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL _ Aula 1 - Comunicação
COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL _ Aula 1 - Comunicação
 
Palestra motivacional
Palestra motivacionalPalestra motivacional
Palestra motivacional
 
Comunicação não violenta
Comunicação não violentaComunicação não violenta
Comunicação não violenta
 
Técnicas de Vendas
Técnicas de VendasTécnicas de Vendas
Técnicas de Vendas
 
Motivação
MotivaçãoMotivação
Motivação
 
Palestra motivacional
Palestra motivacionalPalestra motivacional
Palestra motivacional
 
Plano de negócio
Plano de negócioPlano de negócio
Plano de negócio
 
Comunicação: O Processo De Comunicação
Comunicação: O Processo De ComunicaçãoComunicação: O Processo De Comunicação
Comunicação: O Processo De Comunicação
 

Destaque

Empresa junior
Empresa juniorEmpresa junior
Empresa juniorventurojr
 
Começando uma Empresa Jr
Começando uma Empresa JrComeçando uma Empresa Jr
Começando uma Empresa JrKenneth Corrêa
 
Apresentação empresa junior
Apresentação empresa juniorApresentação empresa junior
Apresentação empresa juniorWillValero
 
Apresentação Movimento Empresa Júnior
Apresentação Movimento Empresa JúniorApresentação Movimento Empresa Júnior
Apresentação Movimento Empresa JúniorUgor Silva
 
Como criar sua Empresa Júnior
Como criar sua Empresa Júnior Como criar sua Empresa Júnior
Como criar sua Empresa Júnior Álvaro Barbosa
 
Trabalho finaceiro e economico
Trabalho finaceiro e economicoTrabalho finaceiro e economico
Trabalho finaceiro e economicophilipe21
 
Apresentação em ppt: Orgulho de Ser Empresário Junior UFV - Pedro Augusto "Bo...
Apresentação em ppt: Orgulho de Ser Empresário Junior UFV - Pedro Augusto "Bo...Apresentação em ppt: Orgulho de Ser Empresário Junior UFV - Pedro Augusto "Bo...
Apresentação em ppt: Orgulho de Ser Empresário Junior UFV - Pedro Augusto "Bo...CEEMPRE
 
Publish Personal Essays: 19 Websites and Magazines to Pitch (The Write Life)
Publish Personal Essays: 19 Websites and Magazines to Pitch (The Write Life)Publish Personal Essays: 19 Websites and Magazines to Pitch (The Write Life)
Publish Personal Essays: 19 Websites and Magazines to Pitch (The Write Life)The Write Life
 
2013 11-26-de-empreendedor-a-empresario
2013 11-26-de-empreendedor-a-empresario2013 11-26-de-empreendedor-a-empresario
2013 11-26-de-empreendedor-a-empresarioRoberto C. Mayer
 
Velocidade, agilidade e criatividade para empreender
Velocidade, agilidade e criatividade para empreenderVelocidade, agilidade e criatividade para empreender
Velocidade, agilidade e criatividade para empreenderMarcelo Pimenta (menta90)
 
Movimento Empresa Junior: cortando caminhos para alcançar o sucesso
Movimento Empresa Junior: cortando caminhos para alcançar o sucessoMovimento Empresa Junior: cortando caminhos para alcançar o sucesso
Movimento Empresa Junior: cortando caminhos para alcançar o sucessoCEEMPRE
 
Apresentação processo seletivo supervisor operacional
Apresentação processo seletivo supervisor operacionalApresentação processo seletivo supervisor operacional
Apresentação processo seletivo supervisor operacionalWalther Freitas
 
Como conectar uma rede Wifi na Moderninha Wifi
Como conectar uma rede Wifi na Moderninha WifiComo conectar uma rede Wifi na Moderninha Wifi
Como conectar uma rede Wifi na Moderninha WifiPagSeguro UOL
 
BI - Business Inteligence
BI - Business InteligenceBI - Business Inteligence
BI - Business InteligenceAna Paula Aires
 
Apresentação sul consulting consultoria & marketing
Apresentação sul consulting consultoria & marketingApresentação sul consulting consultoria & marketing
Apresentação sul consulting consultoria & marketingNivaldo Coletti
 

Destaque (20)

Empresa junior
Empresa juniorEmpresa junior
Empresa junior
 
Manual para criação de empresas juniores em universidade e faculdades
Manual para criação de empresas juniores em universidade e faculdadesManual para criação de empresas juniores em universidade e faculdades
Manual para criação de empresas juniores em universidade e faculdades
 
Empresa júnior
Empresa júniorEmpresa júnior
Empresa júnior
 
Começando uma Empresa Jr
Começando uma Empresa JrComeçando uma Empresa Jr
Começando uma Empresa Jr
 
Apresentação empresa junior
Apresentação empresa juniorApresentação empresa junior
Apresentação empresa junior
 
Apresentação Movimento Empresa Júnior
Apresentação Movimento Empresa JúniorApresentação Movimento Empresa Júnior
Apresentação Movimento Empresa Júnior
 
Como criar sua Empresa Júnior
Como criar sua Empresa Júnior Como criar sua Empresa Júnior
Como criar sua Empresa Júnior
 
Trabalho finaceiro e economico
Trabalho finaceiro e economicoTrabalho finaceiro e economico
Trabalho finaceiro e economico
 
Apresentação em ppt: Orgulho de Ser Empresário Junior UFV - Pedro Augusto "Bo...
Apresentação em ppt: Orgulho de Ser Empresário Junior UFV - Pedro Augusto "Bo...Apresentação em ppt: Orgulho de Ser Empresário Junior UFV - Pedro Augusto "Bo...
Apresentação em ppt: Orgulho de Ser Empresário Junior UFV - Pedro Augusto "Bo...
 
Publish Personal Essays: 19 Websites and Magazines to Pitch (The Write Life)
Publish Personal Essays: 19 Websites and Magazines to Pitch (The Write Life)Publish Personal Essays: 19 Websites and Magazines to Pitch (The Write Life)
Publish Personal Essays: 19 Websites and Magazines to Pitch (The Write Life)
 
2013 11-26-de-empreendedor-a-empresario
2013 11-26-de-empreendedor-a-empresario2013 11-26-de-empreendedor-a-empresario
2013 11-26-de-empreendedor-a-empresario
 
Velocidade, agilidade e criatividade para empreender
Velocidade, agilidade e criatividade para empreenderVelocidade, agilidade e criatividade para empreender
Velocidade, agilidade e criatividade para empreender
 
Movimento Empresa Junior: cortando caminhos para alcançar o sucesso
Movimento Empresa Junior: cortando caminhos para alcançar o sucessoMovimento Empresa Junior: cortando caminhos para alcançar o sucesso
Movimento Empresa Junior: cortando caminhos para alcançar o sucesso
 
Apresentação processo seletivo supervisor operacional
Apresentação processo seletivo supervisor operacionalApresentação processo seletivo supervisor operacional
Apresentação processo seletivo supervisor operacional
 
Apresentação MEJ Roraima
Apresentação MEJ RoraimaApresentação MEJ Roraima
Apresentação MEJ Roraima
 
Metodologia Tcc Digelza 9 6 08
Metodologia Tcc Digelza 9 6 08Metodologia Tcc Digelza 9 6 08
Metodologia Tcc Digelza 9 6 08
 
Como conectar uma rede Wifi na Moderninha Wifi
Como conectar uma rede Wifi na Moderninha WifiComo conectar uma rede Wifi na Moderninha Wifi
Como conectar uma rede Wifi na Moderninha Wifi
 
BI - Business Inteligence
BI - Business InteligenceBI - Business Inteligence
BI - Business Inteligence
 
Apresentação sul consulting consultoria & marketing
Apresentação sul consulting consultoria & marketingApresentação sul consulting consultoria & marketing
Apresentação sul consulting consultoria & marketing
 
Empresário individual pp
Empresário individual ppEmpresário individual pp
Empresário individual pp
 

Semelhante a Palestra como montar e gerir uma empresa na visao de um empresario junior

Conceitos fundamentais em empreendedorismo.pptx
Conceitos fundamentais em empreendedorismo.pptxConceitos fundamentais em empreendedorismo.pptx
Conceitos fundamentais em empreendedorismo.pptxRicardo Santos
 
O plano de negócio - visão geral.pptx
O plano de negócio - visão geral.pptxO plano de negócio - visão geral.pptx
O plano de negócio - visão geral.pptxRicardo Santos
 
Planejamento de negocios 2013 apostila.3
Planejamento de negocios 2013   apostila.3Planejamento de negocios 2013   apostila.3
Planejamento de negocios 2013 apostila.3Silvina Ramal
 
Plano de negócios 1
Plano de negócios 1Plano de negócios 1
Plano de negócios 1Yzes Araujo
 
Plano de negócios abnt
Plano de negócios abntPlano de negócios abnt
Plano de negócios abntMilton Lopes
 
Constituição de uma empresa
Constituição de uma empresaConstituição de uma empresa
Constituição de uma empresasankif
 
Aprendendo a empreender com o Sebrae
Aprendendo a empreender com o SebraeAprendendo a empreender com o Sebrae
Aprendendo a empreender com o SebraeÓscar Curros
 
Como Abrir uma Empresa
Como Abrir uma EmpresaComo Abrir uma Empresa
Como Abrir uma EmpresaÉrico Machado
 
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Plano de Negócios
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Plano de NegóciosAula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Plano de Negócios
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Plano de NegóciosProf. Leonardo Rocha
 
Papo de Mentor ABMEN em Taubaté-SP - Por que muitas startups falham? Dicas ...
Papo de Mentor ABMEN em Taubaté-SP  -  Por que muitas startups falham? Dicas ...Papo de Mentor ABMEN em Taubaté-SP  -  Por que muitas startups falham? Dicas ...
Papo de Mentor ABMEN em Taubaté-SP - Por que muitas startups falham? Dicas ...Nei Grando
 
Empreendedorismo teleaula 5_temas_6e7
Empreendedorismo teleaula 5_temas_6e7Empreendedorismo teleaula 5_temas_6e7
Empreendedorismo teleaula 5_temas_6e7Elizabeth Custodio
 
Palestra freemind.ruy
Palestra freemind.ruyPalestra freemind.ruy
Palestra freemind.ruyoficinamkt
 
Técnico em administração empreendedorismo
Técnico em administração empreendedorismoTécnico em administração empreendedorismo
Técnico em administração empreendedorismoLuís Roberto de Toledo
 

Semelhante a Palestra como montar e gerir uma empresa na visao de um empresario junior (20)

Conceitos fundamentais em empreendedorismo.pptx
Conceitos fundamentais em empreendedorismo.pptxConceitos fundamentais em empreendedorismo.pptx
Conceitos fundamentais em empreendedorismo.pptx
 
O plano de negócio - visão geral.pptx
O plano de negócio - visão geral.pptxO plano de negócio - visão geral.pptx
O plano de negócio - visão geral.pptx
 
Planejamento de negocios 2013 apostila.3
Planejamento de negocios 2013   apostila.3Planejamento de negocios 2013   apostila.3
Planejamento de negocios 2013 apostila.3
 
Plano de negócios 1
Plano de negócios 1Plano de negócios 1
Plano de negócios 1
 
Plano de negócios abnt
Plano de negócios abntPlano de negócios abnt
Plano de negócios abnt
 
1519678804ebook_plano_de_negocios_smallv3.pdf
1519678804ebook_plano_de_negocios_smallv3.pdf1519678804ebook_plano_de_negocios_smallv3.pdf
1519678804ebook_plano_de_negocios_smallv3.pdf
 
Cultivo dcogumelo
Cultivo dcogumeloCultivo dcogumelo
Cultivo dcogumelo
 
Constituição de uma empresa
Constituição de uma empresaConstituição de uma empresa
Constituição de uma empresa
 
Aprendendo a empreender com o Sebrae
Aprendendo a empreender com o SebraeAprendendo a empreender com o Sebrae
Aprendendo a empreender com o Sebrae
 
Empr2
Empr2Empr2
Empr2
 
Como Abrir uma Empresa
Como Abrir uma EmpresaComo Abrir uma Empresa
Como Abrir uma Empresa
 
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Plano de Negócios
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Plano de NegóciosAula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Plano de Negócios
Aula de Empreendedorismo Social Unibrasil - Plano de Negócios
 
Papo de Mentor ABMEN em Taubaté-SP - Por que muitas startups falham? Dicas ...
Papo de Mentor ABMEN em Taubaté-SP  -  Por que muitas startups falham? Dicas ...Papo de Mentor ABMEN em Taubaté-SP  -  Por que muitas startups falham? Dicas ...
Papo de Mentor ABMEN em Taubaté-SP - Por que muitas startups falham? Dicas ...
 
Folder plano negocio_10
Folder plano negocio_10Folder plano negocio_10
Folder plano negocio_10
 
Plano de Negócios
Plano de NegóciosPlano de Negócios
Plano de Negócios
 
Empreendedorismo teleaula 5_temas_6e7
Empreendedorismo teleaula 5_temas_6e7Empreendedorismo teleaula 5_temas_6e7
Empreendedorismo teleaula 5_temas_6e7
 
Palestra freemind.ruy
Palestra freemind.ruyPalestra freemind.ruy
Palestra freemind.ruy
 
Técnico em administração empreendedorismo
Técnico em administração empreendedorismoTécnico em administração empreendedorismo
Técnico em administração empreendedorismo
 
Pontode partidaescolainfantil
Pontode partidaescolainfantilPontode partidaescolainfantil
Pontode partidaescolainfantil
 
Pontode partidaescolainfantil
Pontode partidaescolainfantilPontode partidaescolainfantil
Pontode partidaescolainfantil
 

Mais de Universidade de Pernambuco

Aula inaugural do Mestrado Acadêmico em Engenharia da Computação ( Universida...
Aula inaugural do Mestrado Acadêmico em Engenharia da Computação ( Universida...Aula inaugural do Mestrado Acadêmico em Engenharia da Computação ( Universida...
Aula inaugural do Mestrado Acadêmico em Engenharia da Computação ( Universida...Universidade de Pernambuco
 
EAD Pernambuco - Técnico em administração - Matemática financeira
EAD Pernambuco  - Técnico em administração - Matemática financeiraEAD Pernambuco  - Técnico em administração - Matemática financeira
EAD Pernambuco - Técnico em administração - Matemática financeiraUniversidade de Pernambuco
 
Calendário acadêmico da Universidade de Pernambuco para o ano letivo de 2014
Calendário acadêmico da Universidade de Pernambuco para o ano letivo de 2014 Calendário acadêmico da Universidade de Pernambuco para o ano letivo de 2014
Calendário acadêmico da Universidade de Pernambuco para o ano letivo de 2014 Universidade de Pernambuco
 
Caderno de administração ( fundamentos da contabilidade)
Caderno de administração ( fundamentos da contabilidade)Caderno de administração ( fundamentos da contabilidade)
Caderno de administração ( fundamentos da contabilidade)Universidade de Pernambuco
 
DIAGNÓSTICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO – TI PARA O MUNICÍPIO DE CARUARU
DIAGNÓSTICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO – TI  PARA O MUNICÍPIO DE CARUARUDIAGNÓSTICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO – TI  PARA O MUNICÍPIO DE CARUARU
DIAGNÓSTICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO – TI PARA O MUNICÍPIO DE CARUARUUniversidade de Pernambuco
 
Diagnóstico de Tecnologia da Informação – TI para o município de Caruaru 2013
Diagnóstico de Tecnologia da Informação  – TI para o município de Caruaru 2013 Diagnóstico de Tecnologia da Informação  – TI para o município de Caruaru 2013
Diagnóstico de Tecnologia da Informação – TI para o município de Caruaru 2013 Universidade de Pernambuco
 
EAD Pernambuco - Técnico em Administração- Cadeia de suprimento
EAD Pernambuco - Técnico em Administração- Cadeia de suprimentoEAD Pernambuco - Técnico em Administração- Cadeia de suprimento
EAD Pernambuco - Técnico em Administração- Cadeia de suprimentoUniversidade de Pernambuco
 
EAD Pernambuco - Técnico em Administração- Estoque
EAD Pernambuco - Técnico em Administração- EstoqueEAD Pernambuco - Técnico em Administração- Estoque
EAD Pernambuco - Técnico em Administração- EstoqueUniversidade de Pernambuco
 
EAD Pernambuco - Técnico em Administração- Produção
EAD Pernambuco - Técnico em Administração- Produção EAD Pernambuco - Técnico em Administração- Produção
EAD Pernambuco - Técnico em Administração- Produção Universidade de Pernambuco
 
EAD Pernambuco - Técnico em Administração - Marketing
EAD Pernambuco - Técnico em Administração -  Marketing EAD Pernambuco - Técnico em Administração -  Marketing
EAD Pernambuco - Técnico em Administração - Marketing Universidade de Pernambuco
 
EAD Pernambuco - Técnico em Administração - Economia & Mercados
EAD Pernambuco - Técnico em Administração - Economia & Mercados EAD Pernambuco - Técnico em Administração - Economia & Mercados
EAD Pernambuco - Técnico em Administração - Economia & Mercados Universidade de Pernambuco
 
EAD Pernambuco - Técnico em Administração - Sistema Integrado de Qualidade
EAD Pernambuco - Técnico em Administração - Sistema Integrado de Qualidade EAD Pernambuco - Técnico em Administração - Sistema Integrado de Qualidade
EAD Pernambuco - Técnico em Administração - Sistema Integrado de Qualidade Universidade de Pernambuco
 
EAD Pernambuco - Técnico em Administração - TÉCNICAS DE VENDAS
EAD Pernambuco - Técnico em Administração - TÉCNICAS DE VENDAS EAD Pernambuco - Técnico em Administração - TÉCNICAS DE VENDAS
EAD Pernambuco - Técnico em Administração - TÉCNICAS DE VENDAS Universidade de Pernambuco
 
EAD Pernambuco -Técnico em Administração -Tecnologia da Informação
EAD Pernambuco -Técnico em Administração -Tecnologia da Informação EAD Pernambuco -Técnico em Administração -Tecnologia da Informação
EAD Pernambuco -Técnico em Administração -Tecnologia da Informação Universidade de Pernambuco
 
Edital para a seleção de membros da UPE CONSULTORIA JR. para o mandato de Abr...
Edital para a seleção de membros da UPE CONSULTORIA JR. para o mandato de Abr...Edital para a seleção de membros da UPE CONSULTORIA JR. para o mandato de Abr...
Edital para a seleção de membros da UPE CONSULTORIA JR. para o mandato de Abr...Universidade de Pernambuco
 

Mais de Universidade de Pernambuco (20)

Aula inaugural do Mestrado Acadêmico em Engenharia da Computação ( Universida...
Aula inaugural do Mestrado Acadêmico em Engenharia da Computação ( Universida...Aula inaugural do Mestrado Acadêmico em Engenharia da Computação ( Universida...
Aula inaugural do Mestrado Acadêmico em Engenharia da Computação ( Universida...
 
EAD Pernambuco - Técnico em administração - Matemática financeira
EAD Pernambuco  - Técnico em administração - Matemática financeiraEAD Pernambuco  - Técnico em administração - Matemática financeira
EAD Pernambuco - Técnico em administração - Matemática financeira
 
Administração de recursos humanos
Administração de recursos humanosAdministração de recursos humanos
Administração de recursos humanos
 
Fundamentos de finanças coorporativas
Fundamentos de finanças coorporativasFundamentos de finanças coorporativas
Fundamentos de finanças coorporativas
 
Calendário acadêmico da Universidade de Pernambuco para o ano letivo de 2014
Calendário acadêmico da Universidade de Pernambuco para o ano letivo de 2014 Calendário acadêmico da Universidade de Pernambuco para o ano letivo de 2014
Calendário acadêmico da Universidade de Pernambuco para o ano letivo de 2014
 
Caderno de administração ( fundamentos da contabilidade)
Caderno de administração ( fundamentos da contabilidade)Caderno de administração ( fundamentos da contabilidade)
Caderno de administração ( fundamentos da contabilidade)
 
Caderno de adm(empreendedorismo)
Caderno de adm(empreendedorismo) Caderno de adm(empreendedorismo)
Caderno de adm(empreendedorismo)
 
Administração (gestão da carreira)
Administração (gestão da carreira)Administração (gestão da carreira)
Administração (gestão da carreira)
 
DIAGNÓSTICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO – TI PARA O MUNICÍPIO DE CARUARU
DIAGNÓSTICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO – TI  PARA O MUNICÍPIO DE CARUARUDIAGNÓSTICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO – TI  PARA O MUNICÍPIO DE CARUARU
DIAGNÓSTICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO – TI PARA O MUNICÍPIO DE CARUARU
 
Diagnóstico de Tecnologia da Informação – TI para o município de Caruaru 2013
Diagnóstico de Tecnologia da Informação  – TI para o município de Caruaru 2013 Diagnóstico de Tecnologia da Informação  – TI para o município de Caruaru 2013
Diagnóstico de Tecnologia da Informação – TI para o município de Caruaru 2013
 
EAD Pernambuco - Técnico em Administração- Cadeia de suprimento
EAD Pernambuco - Técnico em Administração- Cadeia de suprimentoEAD Pernambuco - Técnico em Administração- Cadeia de suprimento
EAD Pernambuco - Técnico em Administração- Cadeia de suprimento
 
EAD Pernambuco - Técnico em Administração- Estoque
EAD Pernambuco - Técnico em Administração- EstoqueEAD Pernambuco - Técnico em Administração- Estoque
EAD Pernambuco - Técnico em Administração- Estoque
 
EAD Pernambuco - Técnico em Administração- Produção
EAD Pernambuco - Técnico em Administração- Produção EAD Pernambuco - Técnico em Administração- Produção
EAD Pernambuco - Técnico em Administração- Produção
 
EAD Pernambuco - Técnico em Administração - Marketing
EAD Pernambuco - Técnico em Administração -  Marketing EAD Pernambuco - Técnico em Administração -  Marketing
EAD Pernambuco - Técnico em Administração - Marketing
 
EAD Pernambuco - Técnico em Administração - Economia & Mercados
EAD Pernambuco - Técnico em Administração - Economia & Mercados EAD Pernambuco - Técnico em Administração - Economia & Mercados
EAD Pernambuco - Técnico em Administração - Economia & Mercados
 
EAD Pernambuco - Técnico em Administração - Sistema Integrado de Qualidade
EAD Pernambuco - Técnico em Administração - Sistema Integrado de Qualidade EAD Pernambuco - Técnico em Administração - Sistema Integrado de Qualidade
EAD Pernambuco - Técnico em Administração - Sistema Integrado de Qualidade
 
EAD Pernambuco - Técnico em Administração - TÉCNICAS DE VENDAS
EAD Pernambuco - Técnico em Administração - TÉCNICAS DE VENDAS EAD Pernambuco - Técnico em Administração - TÉCNICAS DE VENDAS
EAD Pernambuco - Técnico em Administração - TÉCNICAS DE VENDAS
 
EAD Pernambuco -Técnico em Administração -Tecnologia da Informação
EAD Pernambuco -Técnico em Administração -Tecnologia da Informação EAD Pernambuco -Técnico em Administração -Tecnologia da Informação
EAD Pernambuco -Técnico em Administração -Tecnologia da Informação
 
Edital para a seleção de membros da UPE CONSULTORIA JR. para o mandato de Abr...
Edital para a seleção de membros da UPE CONSULTORIA JR. para o mandato de Abr...Edital para a seleção de membros da UPE CONSULTORIA JR. para o mandato de Abr...
Edital para a seleção de membros da UPE CONSULTORIA JR. para o mandato de Abr...
 
Mesa redonda projeto e-bonito
Mesa redonda projeto e-bonitoMesa redonda projeto e-bonito
Mesa redonda projeto e-bonito
 

Último

O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoVALMIRARIBEIRO1
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxprofbrunogeo95
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSPedroMatos469278
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASricardo644666
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdfCarinaSofiaDiasBoteq
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasBibliotecaViatodos
 
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...GisellySobral
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na Áfricajuekfuek
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...LuizHenriquedeAlmeid6
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguaKelly Mendes
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEblogdoelvis
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAbdLuxemBourg
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfManuais Formação
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfMarcianaClaudioClaud
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptorlando dias da silva
 

Último (20)

O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
 
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 

Palestra como montar e gerir uma empresa na visao de um empresario junior

  • 1.
  • 2. COMO MONTAR E GERIR UMA EMPRESA NA VISÃO DE UM EMPRESÁRIO JÚNIOR
  • 3. quatro • O Brasil é hoje um dos países com maior número de empreendedores do mundo. Até 2016, o país deverá receber aproximadamente 250 bilhões de dólares em investimentos. Nesse contexto, são crescentes as oportunidades para profissionais dispostos a assumir riscos em direção à autonomia profissional e ao sucesso financeiro.
  • 4. • Jéssica de Pádua Arruda – Bolsista de Ensino, Pesquisa e Extensão da PROGRAD/UPE; Monitora da disciplina de Administração Mercadológica da UPE; Ex-Presidente da UPE Consultoria Jr./ Gestão 2011; Experiência de dois anos em Empresa Júnior e experiência de três anos e meio na Administração de Empresas com foco na aplicação de Estratégias para Recuperação e Aumento do lucro. Graduanda de Administração de Empresas Universidade de Pernambuco
  • 5. 10 pecados mortais para os empreendedores Conheça os principais deslizes cometidos na hora de abrir um negócio e como se proteger – Fonte: Revista Exame 1. Não ter capital 2. Misturar despesas pessoais e empresariais 3. Não ter capacidade administrativa 4. Escolher mal o sócio 5. Errar no mix de produtos 6. Escolher um ponto ruim 7. Desconhecer o mercado 8. Apostar em modismos 9. Operar na ilegalidade 10. Não ser empreendedor
  • 6. O que você precisa saber para iniciar bem • Abrir e gerir uma empresa exige um conjunto de habilidades e conhecimentos. É preciso entender o mercado, o público que se deseja atingir e planejar bem o negócio. • Uma boa gestão considera estratégias de marketing, um fluxo de caixa controlado e passa também por muita criatividade e inovação.
  • 7. • Mais de 50% de todas as pequenas empresas fecham as portas até o quarto ano de vida, sendo que 27% só duram um ano. (Fonte: IBGE) • Estatísticas mostram que um plano de negócios bem escrito, pode aumentar drasticamente suas chances de sucesso. (Jornal O Globo) • Falta de planejamento é a causa número um para o fracasso das novas pequenas empresas. (Fonte: Dunn and Bradstreet)
  • 8. Despertando o espírito empreendedor • O futuro da empresa depende dos cuidados de seu dono. O perfil e o talento do futuro empresário são fundamentais para o sucesso do negócio. • Ter um espírito criativo e pesquisador é uma das qualidades fundamentais de um empreendedor. A essência do empresário de sucesso é a busca de novos negócios e oportunidades, além da preocupação com as necessidades dos clientes e a melhoria dos produtos e serviços.
  • 9. Tipos de empreendedorismo • O empreendedor corporativo (intra- empreendedor ou empreendedor interno); • O empreendedor startup (que cria novos negócios/empresas) e pode ser também um empreendedor individual; • O empreendedor social (que cria empreendimentos com missão social), são pessoas que se destacam onde quer que trabalhem.
  • 10. Franchising • Outra forma de abrir negócio é comprar uma franquia de alguma dessas marcas famosas que não faltam compradores. • Imagine você abrir seu próprio McDonald's, Bob´s, Calvin Klain, Hollister, Boticário, CNA ou BR Mania. Para fazer isso, você tem de comprar a franquia dessas empresas. • Pense em franquia como um pagamento a alguém por suas estratégias de negócio, de marketing, operacional e pelo uso do nome. A franquia é basicamente isso: você estabelece uma relação com um negócio de sucesso para que possa usar seus sistemas e capitalizar sobre uma marca já existente para obter um rápido retorno sobre seu investimento. Você está usando o sistema e o nome patenteados deles e administrando o negócio sob as regras deles.
  • 11. Startups • As startups, empresas de base tecnológica, que criam produtos ou serviços inovadores em um ambiente de altíssimo risco, podem faturar milhões em um período curto.
  • 12. FUNDAMENTAL SABER: • Antes de dar entrada na papelada para abrir o negócio, o empreendedor precisa saber se seu negócio é viável. Para isso, deve coletar informações, que darão subsídio à elaboração do PLANO DE NEGÓCIOS, documento que ajuda a tornar a empresa realidade. • O futuro empresário deve realizar uma PESQUISA DE MERCADO, identificando o melhor local para abrir o empreendimento e quem são seus concorrentes, fornecedores e consumidores e quais suas necessidades. O levantamento desses dados é um passo importante, que ajuda a solidificar o projeto. • Esta etapa ajuda ao empreendedor a conhecer o mercado, PLANEJAR BEM A EMPRESA, enxergar as oportunidades de negócio, saber quanto deverá dispor para iniciar o projeto e compreender como a economia poderá afetar a iniciativa.
  • 13. Etapas para abrir um negócio 1. PLANEJAMENTO - PLANO DE NEGÓCIOS  Conceito do negócio a. Missão; b. Nome da empresa; c. Descrição geral de Produto/ serviço; d. Porte da empresa; e. Localização.  Perfil do empreendedor a. Formação e qualificação b. Motivação
  • 14.  Análise estratégica a. Análise de oportunidades, ameaças, pontos fortes e fracos que influenciam o negócio; b. Análise do ramo de atividades e situação atual do mercado; c. Análise da concorrência; d. Definição estratégica do negócio.  Plano de Marketing a. Segmentação b. Descrição do mercado-alvo c. Posicionamento d. Estratégia de marketing i. Produto ou serviço ii. Preço iii. Distribuição iv. Promoção
  • 15.  Organização e estrutura do negócio a. Descrição das funções principais da empresa (diretoria) b. Estrutura organizacional da empresa (organograma)  Recursos humanos a. Plano de necessidade de pessoal (quadro); b. Descrição de cargos e competências desejadas; c. Política de recrutamento e seleção de pessoal; d. Remuneração, Política salarial e Benefícios.
  • 16.  Operações a. Localização/ arranjo físico b. Recursos necessários i. Insumos, instalações, equipamentos, mão-de-obra etc. c. Fornecedores d. Informações adicionais (opcional) i. Considerações técnicas/ especificações de Produto/ Serviço ii. Impactos ambientais iii. Controle de estoques iv. Controle de qualidade v. Sistema de transporte  Projeções econômico-financeiras a. Planilha de investimento inicial; b. Necessidade de capital de giro para primeiro mês de funcionamento; c. Orçamento i. Orçamento de operação para o primeiro trimestre
  • 17. 2. DOCUMENTAÇÃO Adaptado para o Novo Código Civil, Lei 10.406 de 10/01/2002. 1) Quem fará parte da empresa e qual será a Razão Social? • Se você será o único integrante da empresa você será classificado como EMPRESÁRIO. Neste caso o nome da empresa será o seu nome. Exemplo: JOSÉ LUIZ DA SILVA Portanto no exemplo o nome da empresa poderá ser: J. L. DA SILVA. Deste modo, você poderá adicionar a atividade principal no final do nome empresarial. Exemplo: JOSÉ LUIZ DA SILVA RESTAURANTE ou J. L. DA SILVA RESTAURANTE OBS: O empreendedor individual – pode regularizar-se através da internet.
  • 18. Caso contrário a empresa pode ser denominada LIMITADA. Neste caso a responsabilidade de cada sócio é restrita ao valor de suas quotas, mas todos respondem solidariamente pela totalidade do capital social. Exemplo: RESTAURANTE SILVA LTDA Note que a abreviatura de limitada (LTDA) deverá fazer parte do nome empresarial.
  • 19. • Documentação necessária: Cópia CPF. Autenticada de todos os sócios Cópia do R.G. autenticada de todos os sócios Cópia autenticada da Certidão de emancipação no caso de menor de 18 e maior de 16. Cópia do IPTU do imóvel Cópia do comprovante de endereço da empresa e de todos os sócios. Vistoria Sanitária (se a empresa manipular produtos alimentícios) Laudo da CETESB (se a empresa for enquadrada como indústria) Laudo do Corpo de Bombeiros  Registro da empresa: 1.1) O Contrato Social. (no caso de empresa Limitada) 1.2) Junta Comercial 2) Receita Federal 3) Posto Fiscal (Secretaria da Fazenda Estadual) 4) Prefeitura Municipal
  • 20. COMO GERIR A EMPRESA • Recursos Humanos; • Administração Financeira; • Estratégias
  • 21. BASE DA ADMINISTRAÇÃO Planejamento Direção Controle Organização
  • 22. CICLO BÁSICO DE PLANEJAMENTO DENTRO DA EMPRESA ESTRATÉGICO TÁTICO OPERACIONAL
  • 23. RECURSOS HUMANOS • 1. Contratos, documentações de registro e organização do pagamento dos funcionários; • 2. Avaliação e desempenho – acompanha e desenvolve os integrantes de uma organização através do mapeamento de seus resultados, seguindo do estabelecimento de um plano de ação que favoreça a melhoria das atividades realizadas; • 3. Descrição de cargos e análise – é um método utilizado para “medir” a importância de cada cargo, assim como listar as atividades e responsabilidades de cada função. Auxiliando na hora de definir o perfil do profissional para propósitos como recrutamento e seleção, promoção e treinamento; • 4. Comunicação; • 5. Treinamento
  • 24. ESTRATÉGIAS • Estratégia segundo (Mintzberg) trata-se da " Forma de pensar no futuro, integrada no processo decisório, com base em um procedimento formalizado e articulador de resultados”. I. Estratégia Empresarial; II. Estratégia de Marketing
  • 25. Administração Financeira • Segundo Groppelli e Nikbakht, finanças é a aplicação de uma série de princípios econômicos financeiros para maximizar a riqueza ou o valor total de um negócio; • Segundo Gitman, é a arte e a ciência da gestão do dinheiro; • A gestão Financeira permite nos beneficiar da compreensão do campo de finanças e entender melhor como a empresa funciona, e com essas informações admite tomar melhores decisões.
  • 26. • Alguns Relatórios Contábeis, são essenciais para melhor verificar a situação da empresa e assim obter a uma resposta concreta para poder realizar investimentos ou modificações estratégicas. São eles: • Balanço Patrimonial; • DRE; • Análise das Demonstrações Financeiras; • Fluxo de Caixa;
  • 27. Balanço Patrimonial • O Balanço Patrimonial reflete a posição financeira em determinado momento é constituído de duas colunas. • Ativo; • Passivo e; • Patrimônio liquido.
  • 28. Exemplo Ativo Passivo e PL Caixa 10.000 Fornecedores 200.000 Dup. A Receber 40.000 Empréstimos a Pagar 40.000 Estoque 50.000 Salários a Pagar 60.000 Máquinas 100.000 Capital Social 200.000 Terrenos 200.000 Títulos a Receber 100.000 Total 500.000 Total 500.000
  • 29. Ativo Passivo Circulante - bens Circulante - Obrigações Dinheiro e aquilo que será transformado exigíveis. em dinheiro rapidamente. Obrigações que serão pagas rapidamente no curto prazo Não circulante - Direitos Representado por bens e direito. Espera-se Não Circulantes muito tempo para receber e normalmente Demora-se muito tempo para não se vende, pois é para uso próprio. pagar as Obrigações. Patrimônio Líquido Normalmente não precisa pagar, enquanto a empresa estiver em continuidade.
  • 30. Ativo Passivo Circulante Circulante São contas que estão constantemente em São Obrigações exigíveis a curto prazo. movimento. Não Circulante Não Circulante São Obrigações exigíveis a Longo prazo. Compreende todas as contas que não - Exigível a longo Prazo obterá receita rapidamente. Serão liquidadas em prazo superior a um -Realizável a Longo Prazo ano. -Empréstimos ou adiantamentos às Patrimônio Liquido sociedades. São os Recursos do Proprietário aplicados -- Investimentos na empresa. São as participações em outras sociedades. -Imobilizado São direitos que tenham por objetivos bens corpóreos (palpáveis) destinado a atividade fundamental da empresa. -Intangível -São Direitos que tenha por objetivos bens incorpóreos, os quais não se podem tocar.
  • 31. Fluxo de Caixa • De Forma Condensada, indica a origem de todo o dinheiro (Receita), bem como as aplicações (Despesas) e ainda o resultado do Fluxo Financeiro – Lucro ou Prejuízo. • É uma Ferramenta indispensável para a tomada de decisões. • Modelos:
  • 34. FLUXO DE CAIXA FLUXO ANUAL Itens Ano 0 Ano 1 Ano 2 Ano 3 Ano 4 Ano 5 Entradas * Receitas de vendas 1.080.000,00 1.090.800,00 1.101.708,00 1.112.725,08 1.123.852,33 * Valor residual 33.500,00 TOTAL DAS RECEITAS 1.080.000,00 1.090.800,00 1.101.708,00 1.112.725,08 1.157.352,33 Saídas * Mão-de-obra direta 223.200,00 223.200,00 223.200,00 223.200,00 223.200,00 * Mão-de-obra indireta 54.465,60 54.465,60 54.465,60 54.465,60 54.465,60 * Matéria-prima 120.000,00 120.000,00 120.000,00 120.000,00 120.000,00 * Despesas Administrativas 3.600,00 3.600,00 3.600,00 3.600,00 3.600,00 * ICMS 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 * Cofins 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 * PIS 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 * IPI 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 * ISS 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 * SIMPLES 21.600,00 21.816,00 22.034,16 22.254,50 23.147,05 * Comissões 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 * Frete 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 * Despesas Variáveis 16.200,00 16.200,00 16.200,00 16.200,00 16.200,00 TOTAL DAS DESPESAS 439.065,60 439.281,60 439.499,76 439.720,10 440.612,65 LUCRO OPERACIONAL 640.934,40 651.518,40 662.208,24 673.004,98 716.739,68 * Depreciação 6.300,00 6.300,00 6.300,00 6.300,00 6.300,00 * Juros de financiamento 0,00 LUCRO ANTES DO IMP. DE RENDA 634.634,40 645.218,40 655.908,24 666.704,98 710.439,68 * Aliquota de Imposto de Renda 95.195,16 96.782,76 98.386,24 100.005,75 106.565,95 * Adicional sobre o LAIR 39.463,44 40.521,84 41.590,82 42.670,50 47.043,97 * Aliquota da Contribuição social 57.117,10 58.069,66 59.031,74 60.003,45 63.939,57 LUCRO DEPOIS DO IMP. DE RENDA 442.858,70 449.844,14 456.899,44 464.025,29 492.890,19 * Depreciação 6.300,00 6.300,00 6.300,00 6.300,00 6.300,00 * Amortização * Financiamento 0,00 * Despesas pré-operacionais 0,00 * Investimento Total 65.000,00 * Capital de giro 36.588,80 FLUXO DE CAIXA LÍQUIDO -101.588,80 449.158,70 456.144,14 463.199,44 470.325,29 499.190,19
  • 35. O Fluxo de Caixa Permite: • Antecipar decisões sobre a falta/sobra de dinheiro; • Escolher melhor tipos/prazos de investimento; • Planejar prazos de pagamentos e recebimentos; • Saber o melhor momento para repor estoques; • Avaliar o melhor momento para fazer promoções; • Reter e operar capital de terceiros (fornecedores); • Avaliar o impacto de aumento nas vendas.
  • 36. RESULTADOS OPERACIONAIS MENSAIS Discriminação Números 1. Faturamento Previsto R$ 9.000,00 2. Custos Fixos R$ 1.140,00 3. Custos Variáveis R$ 290,00 4. Custos Totais R$ 1.430,00 5. Lucro Previsto R$ 1270,00 6. Lucratividade 14,11% 7. Margem (em Geral, 30% sobre o Fat.) R$ 2.700,00 8.Faturamento de Equilíbrio R$ 4.766,40 9. Investimento Inicial R$ 9.350,00 10. Payback (invest. Inicial/ lucro) 7,36 meses 11. Taxa de Retorno (margem ou lucro/ 13,58% Invest. Total)