SlideShare uma empresa Scribd logo
Profº. Adm. João Moraes Sobrinho
CRA/PB 3600
IFPB - CAMPUS MONTEIRO
DISCIPLINA: EMPREENDEDORISMO
1 – Entender o conceito e a finalidade da disciplina
para sua formação profissional;
empreendedorismo;
2 – Compreender os conceitos básicos de
3 – Conhecer a relevância da atividade
empreendedora a economia do país.
2
Formação Acadêmica:
⦁ Doutorando em Administração;
⦁ Mestre em Administração;
⦁ Pós-Graduado em Gestão Estratégica de Pessoas;
⦁ Pós-Graduado em Marketing
⦁ Bacharel em Administração pela UEPB.
Atuação Profissional:
⦁ Professor efetivo IFPB;
⦁ Foi Professor da Faculdade Mauricio de Nassau e da UNESC
Faculdades;
⦁ Foi Professor de Cursos de Gestão e Negócios – SENAC/PB;
⦁ Foi Coordenador de Qualidade e de Novos Produtos – Hospital
João XXIII;
⦁ Foi Avaliador da Qualidade – Programa Paraibano de Qualidade;
⦁ Ex-Consultor em Gestão de Negócios da Usina Brasilis.
3
⦁ Mantenha o celular no silencioso, ou
desligado;
⦁ Se tiver dúvidas e questionamentos não perca
a oportunidade de perguntar;
⦁ Não saia antes do final da aula;
⦁ Preze pela pontualidade;
⦁ Aproveite.
4
consultoremfoco@hotmail.com
http://sites.google.com/site/empreenderads
Facebook: joaomoraes
5
1
EMPREENDEDORISMO
6
O termo empreendedor (do francês entrepreneur)
diz respeito a uma pessoa que inicia algo novo (como
um negócio) enfrentando riscos incertezas com o
intuito de obter lucros e crescimento através da
identificação de uma oportunidade.
É uma pessoa capaz de transformar ideias e sonhos
em negócios lucrativos, mediante muito trabalho e
esforço.
Há várias razões que estimulam uma
pessoa a abrir o seu próprio negócio. Dentre
as quais, destacam-se:
⦁ Oportunidade de Negócio;
⦁ Desejo de sair da rotina;
⦁ Liberdade para colocar suas idéias em
prática;
⦁ Melhor remuneração;
⦁ Desafios.
A atividade empreendedora possui um grande
impacto na economia do país. A grande maioria
dos negócios são de micro e pequenas empresas.
Vejamos os números:
⦁ Representam 27% do PIB;
⦁ 99 % das empresas do país;
⦁ Geram 52% dos empregos formais do país;
⦁ 40% dos salários pagos;
⦁ Em dez anos, os valores da produção gerada pelos
pequenos negócios saltaram de R$ 144 bilhões
para R$ 599 bilhões
9
2
TIPOS DE EMPREENDEDOR
10
⦁ È aquele que atua dentro das organizações, as
inovam e as fazem crescer.
⦁ Suas contribuições estão em tomar novas ideias
ou mesmo protótipos e transformá-los em
realidades lucrativas. Ex. Playstation, PC, IPAD.
⦁ É funcionário da empresa e possui características
empreendedoras independentemente da sua
função ou posição na hierarquia da organização
11
⦁ Diz respeito ao conceito clássico de
empreendedor. É o dono, sócio ou criador de
um empreendimento.
⦁ Desenvolve uma ideia, um conceito ou um
negócio e o implementa e desenvolve por
conta própria.
⦁ Assume, por consequência, todos os riscos e
ganhos que decorrem dessa decisão.
12
⦁ O empreendedor é quem inicia um negócio ou
empreendimento.
⦁ Administrador é o profissional especializado em
lidar com aspectos gerenciais do negócio, como
formular estratégias, definir estratégias de
comercialização, lidar com finanças, produção,
pessoal.
⦁ Muitos empreendedores de grande potencial
levaram seus negócios a falência (ou quase) por
incompetência gerencial.
13
3
DESFIOS E RISCOS
AO EMPREENDEDORISMO
14
 Vimos que o empreendedor é a pessoa que
consegue colocar em prática uma idéia de negócio
a partir da identificação de uma oportunidade de
negócio potencialmente lucrativa.
 Porém, muitas das iniciativas de novos
empreendimentos não dão certo.
 Por que isto acontece?
Segundo dados do SEBRAE, de cada 100 novos
negócios que são criados metade encerra as atividades
antes de completarem 2 (dois) anos de existência.
As principais causas apontadas são:
⦁ Poucas informações sobre o negócio e o mercado;
⦁ Incompetência Administrativa e inexperiência;
⦁ Falta de controle financeiro adequado;
⦁ Falta de capital;
⦁ Pouco conhecimento do mercado e das necessidades
do cliente;
⦁ Falta de planejamento.
⦁ Segundo Chiavenato (2008), um plano é um curso
pré-determinado de ação sobre um período de
tempo específico que deve proporcionar respostas
ás seguintes perguntas: o quê, quando, como,
onde e por quê.
⦁ As chances de sucesso de um negócio estão
diretamente relacionadas a um planejamento do
negócio.
Inúmeros empreendedores negligenciam a etapa de
planejamento pela ansiedade em iniciar um novo
negócio ou, simplesmente, pela descrença ou
desconhecimento de como montar um planejamento.
Muitos empresários consideram o planejamento
perda de tempo. A ação é mais importante, segundo
eles. Ledo engano. A história está cheia de exemplos de
ações precipitadas por falhas de planejamento.
Exemplo: Celular via satélite Motorolla Iridium
Todo novo empreendimento possui uma dose de
risco. Mas é possível diminuir e muito o nível de risco,
aumentando as chances de sucesso do negócio, através
da formulação do Plano de Negócios, que irá ajudá-lo a:
⦁ Conhecer o negócio profundamente;
⦁ Conhecer o mercado em que pretende atuar (clientes,
fornecedores e concorrentes);
⦁ Administrar adequadamente os recursos financeiros;
⦁ Possuir uma boa estratégia mercadológica;
⦁ Descrever o perfil dos empreendedores.
A maneira mais eficaz de maximizar as chances de
sucesso de um novo negócio ou empreendimento é elaborar
um Plano de Negócios.
Segundo Bernardi (2006) o Plano de Negócios é uma
ferramenta gerencial desenvolvida para oferecer ao
empreendedor uma visão geral de um empreendimento,
permitindo que o mesmo “teste” ou verifique no papel a
viabilidade de um novo empreendimento.
Exemplo: A maquete e Arquiteto.
Todo novo empreendimento possui uma dose de
risco. Mas é possível diminuir e muito o nível de risco
aumentando as chances de sucesso do negócio, através
da formulação do Plano de Negócios, que irá ajudá-lo
a:
⦁ Conhecer o negócio profundamente;
⦁ Conhecer o mercado em que pretende atuar (clientes,
fornecedores e concorrentes);
⦁ Administrar adequadamente os recursos financeiros;
⦁ Possuir uma boa estratégia mercadológica;
⦁ Descrever o perfil dos empreendedores.
⦁ Um plano de negócio é um documento que
descreve por escrito os objetivos de um negócio e
quais passos devem ser dados para que esses
objetivos sejam alcançados, diminuindo os riscos e
as incertezas.
⦁ Um plano de negócio permite
restringir seus erros no papel,
identificar e
ao invés de
cometê-los no mercado.
CHIAVENATO, Idalberto. Empreendedorismo: dando asas
ao espírito empreendedor. 3. ed. São Paulo: Saraiva,
2008.
DOLABELA, Fernando. Oficina do empreendedor: a
metodologia de ensino que ajuda a transformar
conhecimento em riqueza. Rio de Janeiro : Sextante,
2008.
. O segredo de Luísa: como nasce o
empreendedor e se cria uma empresa. Rio de Janeiro :
Sextante, 1999.
23

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Ferramentas da qualidade
Ferramentas da qualidadeFerramentas da qualidade
Ferramentas da qualidade
Fabricio Pangoni
 
01 aula introdução a logística
01 aula introdução a logística01 aula introdução a logística
01 aula introdução a logística
Homero Alves de Lima
 
Recursos humanos
Recursos humanosRecursos humanos
Recursos humanos
Rapha Marley
 
Gerenciamento de Projetos
Gerenciamento de ProjetosGerenciamento de Projetos
Gerenciamento de Projetos
Marcos Abreu
 
Empreendedorismo E Inovação
Empreendedorismo E InovaçãoEmpreendedorismo E Inovação
Empreendedorismo E Inovação
Ana Maria Magni Coelho
 
Exercicio de Planejamento Estrategico
Exercicio de Planejamento EstrategicoExercicio de Planejamento Estrategico
Exercicio de Planejamento Estrategico
PAULO RICARDO FLORES
 
Criatividade e Inovação
Criatividade e InovaçãoCriatividade e Inovação
Criatividade e Inovação
Renato Melo
 
Aula empreendedorismo
Aula empreendedorismoAula empreendedorismo
Aula empreendedorismo
José Marques Pereira Junior
 
Plano de negócios passo a passo
Plano de negócios passo a passoPlano de negócios passo a passo
Plano de negócios passo a passo
josedornelas
 
Treinamento e Desenvolvimento
Treinamento e DesenvolvimentoTreinamento e Desenvolvimento
Treinamento e Desenvolvimento
Jean Israel B. Feijó
 
Aula 1 - Introdução ao marketing
Aula 1 - Introdução ao marketingAula 1 - Introdução ao marketing
Aula 1 - Introdução ao marketing
Kesia Rozzett Oliveira
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Rotinas administrativas
Rotinas administrativasRotinas administrativas
Rotinas administrativas
Valéria Lins
 
Tipos de empreendedores
Tipos de empreendedoresTipos de empreendedores
Tipos de empreendedores
Diego Alexandre da Silva
 
Economia criativa
Economia criativaEconomia criativa
Economia criativa
Ana Maria Magni Coelho
 
Apostila gestão de projetos
Apostila   gestão de projetosApostila   gestão de projetos
Apostila gestão de projetos
Camila Oliveira
 
Planejamento, Organização, Direção e Controle
Planejamento, Organização, Direção e ControlePlanejamento, Organização, Direção e Controle
Planejamento, Organização, Direção e Controle
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Aula Qualidade - Fluxograma
Aula Qualidade - FluxogramaAula Qualidade - Fluxograma
Aula Qualidade - Fluxograma
Caio Roberto de Souza Filho
 
Ferramentas da qualidade
Ferramentas da qualidadeFerramentas da qualidade
Ferramentas da qualidade
Sergio Dias
 
Plano de negócios
Plano de negóciosPlano de negócios
Plano de negócios
Maritta Barbosa
 

Mais procurados (20)

Ferramentas da qualidade
Ferramentas da qualidadeFerramentas da qualidade
Ferramentas da qualidade
 
01 aula introdução a logística
01 aula introdução a logística01 aula introdução a logística
01 aula introdução a logística
 
Recursos humanos
Recursos humanosRecursos humanos
Recursos humanos
 
Gerenciamento de Projetos
Gerenciamento de ProjetosGerenciamento de Projetos
Gerenciamento de Projetos
 
Empreendedorismo E Inovação
Empreendedorismo E InovaçãoEmpreendedorismo E Inovação
Empreendedorismo E Inovação
 
Exercicio de Planejamento Estrategico
Exercicio de Planejamento EstrategicoExercicio de Planejamento Estrategico
Exercicio de Planejamento Estrategico
 
Criatividade e Inovação
Criatividade e InovaçãoCriatividade e Inovação
Criatividade e Inovação
 
Aula empreendedorismo
Aula empreendedorismoAula empreendedorismo
Aula empreendedorismo
 
Plano de negócios passo a passo
Plano de negócios passo a passoPlano de negócios passo a passo
Plano de negócios passo a passo
 
Treinamento e Desenvolvimento
Treinamento e DesenvolvimentoTreinamento e Desenvolvimento
Treinamento e Desenvolvimento
 
Aula 1 - Introdução ao marketing
Aula 1 - Introdução ao marketingAula 1 - Introdução ao marketing
Aula 1 - Introdução ao marketing
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismo
 
Rotinas administrativas
Rotinas administrativasRotinas administrativas
Rotinas administrativas
 
Tipos de empreendedores
Tipos de empreendedoresTipos de empreendedores
Tipos de empreendedores
 
Economia criativa
Economia criativaEconomia criativa
Economia criativa
 
Apostila gestão de projetos
Apostila   gestão de projetosApostila   gestão de projetos
Apostila gestão de projetos
 
Planejamento, Organização, Direção e Controle
Planejamento, Organização, Direção e ControlePlanejamento, Organização, Direção e Controle
Planejamento, Organização, Direção e Controle
 
Aula Qualidade - Fluxograma
Aula Qualidade - FluxogramaAula Qualidade - Fluxograma
Aula Qualidade - Fluxograma
 
Ferramentas da qualidade
Ferramentas da qualidadeFerramentas da qualidade
Ferramentas da qualidade
 
Plano de negócios
Plano de negóciosPlano de negócios
Plano de negócios
 

Semelhante a Conceitos fundamentais em empreendedorismo.pptx

Palestra como montar e gerir uma empresa na visao de um empresario junior
Palestra como montar e gerir uma empresa na visao de um empresario juniorPalestra como montar e gerir uma empresa na visao de um empresario junior
Palestra como montar e gerir uma empresa na visao de um empresario junior
Universidade de Pernambuco
 
Plano de Ação e de Negócio_11º.pptx
Plano de Ação e de Negócio_11º.pptxPlano de Ação e de Negócio_11º.pptx
Plano de Ação e de Negócio_11º.pptx
ssuser7bf558
 
Contabilidade e o mercado de trabalho
Contabilidade e o mercado de trabalhoContabilidade e o mercado de trabalho
Contabilidade e o mercado de trabalho
Fábio Guilhon
 
O plano de negócio - visão geral.pptx
O plano de negócio - visão geral.pptxO plano de negócio - visão geral.pptx
O plano de negócio - visão geral.pptx
Ricardo Santos
 
Guia | Criar e Manter uma Empresa Eficiente
Guia | Criar e Manter uma Empresa EficienteGuia | Criar e Manter uma Empresa Eficiente
Guia | Criar e Manter uma Empresa Eficiente
Procenge
 
Aula 1 (1)
Aula 1 (1)Aula 1 (1)
Aula 1 (1)
Felipe Pereira
 
Plano de negócios abnt
Plano de negócios abntPlano de negócios abnt
Plano de negócios abnt
Milton Lopes
 
Termo de Conclusão de Curso - Empreendedorismo e Plano de Negócios
Termo de Conclusão de Curso - Empreendedorismo e Plano de NegóciosTermo de Conclusão de Curso - Empreendedorismo e Plano de Negócios
Termo de Conclusão de Curso - Empreendedorismo e Plano de Negócios
Carmem Maria Mendes Barros
 
Aula 01 empreendedorismo
Aula 01 empreendedorismoAula 01 empreendedorismo
Aula 01 empreendedorismo
Homero Alves de Lima
 
Programa de Apoio ao Empreendedor
Programa de Apoio ao EmpreendedorPrograma de Apoio ao Empreendedor
Programa de Apoio ao Empreendedor
Análise Consultoria Empresarial
 
1-AULAS EMPREENDEDORISMO.ppt
1-AULAS EMPREENDEDORISMO.ppt1-AULAS EMPREENDEDORISMO.ppt
1-AULAS EMPREENDEDORISMO.ppt
ClaudiadeOliveiraRod3
 
2-AULAS EMPREENDEDORISMO.ppt
2-AULAS EMPREENDEDORISMO.ppt2-AULAS EMPREENDEDORISMO.ppt
2-AULAS EMPREENDEDORISMO.ppt
ClaudiadeOliveiraRod3
 
FATORES QUE CONTRIBUEM PARA O SUCESSOS DE MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO COMÉRC...
FATORES QUE CONTRIBUEM PARA O SUCESSOS DE MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO COMÉRC...FATORES QUE CONTRIBUEM PARA O SUCESSOS DE MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO COMÉRC...
FATORES QUE CONTRIBUEM PARA O SUCESSOS DE MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO COMÉRC...
Adriano Alves de Aquino
 
Criando Valor - Gestão Integrada de Estratégia e Finanças
Criando Valor - Gestão Integrada de Estratégia e FinançasCriando Valor - Gestão Integrada de Estratégia e Finanças
Criando Valor - Gestão Integrada de Estratégia e Finanças
AgroTalento
 
Empreenda com Sucesso
Empreenda com SucessoEmpreenda com Sucesso
Empreenda com Sucesso
Liberty Ensino
 
Atps de planejamento e controle da produção adm 6ª fase
Atps de planejamento e controle da produção adm 6ª faseAtps de planejamento e controle da produção adm 6ª fase
Atps de planejamento e controle da produção adm 6ª fase
Renato Ogassawara
 
Incubadora
IncubadoraIncubadora
Incubadora
Jessica Pereira
 
Slides módulo5.2
Slides módulo5.2Slides módulo5.2
Slides módulo5.2
Eva Gomes
 
Planejamento de negocios 2013 apostila.3
Planejamento de negocios 2013   apostila.3Planejamento de negocios 2013   apostila.3
Planejamento de negocios 2013 apostila.3
Silvina Ramal
 
Empreendedorismo teleaula 4_tema_5
Empreendedorismo teleaula 4_tema_5Empreendedorismo teleaula 4_tema_5
Empreendedorismo teleaula 4_tema_5
Elizabeth Custodio
 

Semelhante a Conceitos fundamentais em empreendedorismo.pptx (20)

Palestra como montar e gerir uma empresa na visao de um empresario junior
Palestra como montar e gerir uma empresa na visao de um empresario juniorPalestra como montar e gerir uma empresa na visao de um empresario junior
Palestra como montar e gerir uma empresa na visao de um empresario junior
 
Plano de Ação e de Negócio_11º.pptx
Plano de Ação e de Negócio_11º.pptxPlano de Ação e de Negócio_11º.pptx
Plano de Ação e de Negócio_11º.pptx
 
Contabilidade e o mercado de trabalho
Contabilidade e o mercado de trabalhoContabilidade e o mercado de trabalho
Contabilidade e o mercado de trabalho
 
O plano de negócio - visão geral.pptx
O plano de negócio - visão geral.pptxO plano de negócio - visão geral.pptx
O plano de negócio - visão geral.pptx
 
Guia | Criar e Manter uma Empresa Eficiente
Guia | Criar e Manter uma Empresa EficienteGuia | Criar e Manter uma Empresa Eficiente
Guia | Criar e Manter uma Empresa Eficiente
 
Aula 1 (1)
Aula 1 (1)Aula 1 (1)
Aula 1 (1)
 
Plano de negócios abnt
Plano de negócios abntPlano de negócios abnt
Plano de negócios abnt
 
Termo de Conclusão de Curso - Empreendedorismo e Plano de Negócios
Termo de Conclusão de Curso - Empreendedorismo e Plano de NegóciosTermo de Conclusão de Curso - Empreendedorismo e Plano de Negócios
Termo de Conclusão de Curso - Empreendedorismo e Plano de Negócios
 
Aula 01 empreendedorismo
Aula 01 empreendedorismoAula 01 empreendedorismo
Aula 01 empreendedorismo
 
Programa de Apoio ao Empreendedor
Programa de Apoio ao EmpreendedorPrograma de Apoio ao Empreendedor
Programa de Apoio ao Empreendedor
 
1-AULAS EMPREENDEDORISMO.ppt
1-AULAS EMPREENDEDORISMO.ppt1-AULAS EMPREENDEDORISMO.ppt
1-AULAS EMPREENDEDORISMO.ppt
 
2-AULAS EMPREENDEDORISMO.ppt
2-AULAS EMPREENDEDORISMO.ppt2-AULAS EMPREENDEDORISMO.ppt
2-AULAS EMPREENDEDORISMO.ppt
 
FATORES QUE CONTRIBUEM PARA O SUCESSOS DE MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO COMÉRC...
FATORES QUE CONTRIBUEM PARA O SUCESSOS DE MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO COMÉRC...FATORES QUE CONTRIBUEM PARA O SUCESSOS DE MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO COMÉRC...
FATORES QUE CONTRIBUEM PARA O SUCESSOS DE MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO COMÉRC...
 
Criando Valor - Gestão Integrada de Estratégia e Finanças
Criando Valor - Gestão Integrada de Estratégia e FinançasCriando Valor - Gestão Integrada de Estratégia e Finanças
Criando Valor - Gestão Integrada de Estratégia e Finanças
 
Empreenda com Sucesso
Empreenda com SucessoEmpreenda com Sucesso
Empreenda com Sucesso
 
Atps de planejamento e controle da produção adm 6ª fase
Atps de planejamento e controle da produção adm 6ª faseAtps de planejamento e controle da produção adm 6ª fase
Atps de planejamento e controle da produção adm 6ª fase
 
Incubadora
IncubadoraIncubadora
Incubadora
 
Slides módulo5.2
Slides módulo5.2Slides módulo5.2
Slides módulo5.2
 
Planejamento de negocios 2013 apostila.3
Planejamento de negocios 2013   apostila.3Planejamento de negocios 2013   apostila.3
Planejamento de negocios 2013 apostila.3
 
Empreendedorismo teleaula 4_tema_5
Empreendedorismo teleaula 4_tema_5Empreendedorismo teleaula 4_tema_5
Empreendedorismo teleaula 4_tema_5
 

Mais de Ricardo Santos

Manual_ITUR3_Vfinal.pdf
Manual_ITUR3_Vfinal.pdfManual_ITUR3_Vfinal.pdf
Manual_ITUR3_Vfinal.pdf
Ricardo Santos
 
EET_CTeSP AER_IntroducaoEmpreendedorismo_Ch2.pdf
EET_CTeSP AER_IntroducaoEmpreendedorismo_Ch2.pdfEET_CTeSP AER_IntroducaoEmpreendedorismo_Ch2.pdf
EET_CTeSP AER_IntroducaoEmpreendedorismo_Ch2.pdf
Ricardo Santos
 
EET_LIC EngInfor_Ch02.pdf
EET_LIC EngInfor_Ch02.pdfEET_LIC EngInfor_Ch02.pdf
EET_LIC EngInfor_Ch02.pdf
Ricardo Santos
 
PRO_VE_Figuras.pptx
PRO_VE_Figuras.pptxPRO_VE_Figuras.pptx
PRO_VE_Figuras.pptx
Ricardo Santos
 
Introducao aos Sistemas Trifasicos_Algumas aplicacoes e principio de funciona...
Introducao aos Sistemas Trifasicos_Algumas aplicacoes e principio de funciona...Introducao aos Sistemas Trifasicos_Algumas aplicacoes e principio de funciona...
Introducao aos Sistemas Trifasicos_Algumas aplicacoes e principio de funciona...
Ricardo Santos
 
empreendedorismo-aula01-130309205250-phpapp02.pptx
empreendedorismo-aula01-130309205250-phpapp02.pptxempreendedorismo-aula01-130309205250-phpapp02.pptx
empreendedorismo-aula01-130309205250-phpapp02.pptx
Ricardo Santos
 
ufcd_6033_-_transformadores.pptx
ufcd_6033_-_transformadores.pptxufcd_6033_-_transformadores.pptx
ufcd_6033_-_transformadores.pptx
Ricardo Santos
 
Plano trabalhos PhD.pptx
Plano trabalhos PhD.pptxPlano trabalhos PhD.pptx
Plano trabalhos PhD.pptx
Ricardo Santos
 
486290769-Slides-Empreendedorismo USP .pptx
486290769-Slides-Empreendedorismo USP .pptx486290769-Slides-Empreendedorismo USP .pptx
486290769-Slides-Empreendedorismo USP .pptx
Ricardo Santos
 
Perfil do Empreendedor.pptx
Perfil do Empreendedor.pptxPerfil do Empreendedor.pptx
Perfil do Empreendedor.pptx
Ricardo Santos
 
fucapi-mtodosgeisslideshare-141020180340-conversion-gate02.pptx
fucapi-mtodosgeisslideshare-141020180340-conversion-gate02.pptxfucapi-mtodosgeisslideshare-141020180340-conversion-gate02.pptx
fucapi-mtodosgeisslideshare-141020180340-conversion-gate02.pptx
Ricardo Santos
 
metodos ageis.pptx
metodos ageis.pptxmetodos ageis.pptx
metodos ageis.pptx
Ricardo Santos
 
MsProject.pptx
MsProject.pptxMsProject.pptx
MsProject.pptx
Ricardo Santos
 
SCRUM2.pptx
SCRUM2.pptxSCRUM2.pptx
SCRUM2.pptx
Ricardo Santos
 
SCRUM.pptx
SCRUM.pptxSCRUM.pptx
SCRUM.pptx
Ricardo Santos
 
Metodos Ageis alternativa.pptx
Metodos Ageis alternativa.pptxMetodos Ageis alternativa.pptx
Metodos Ageis alternativa.pptx
Ricardo Santos
 
Presentation n6_IEOM Conference_USA_Orlando.pptx
Presentation n6_IEOM Conference_USA_Orlando.pptxPresentation n6_IEOM Conference_USA_Orlando.pptx
Presentation n6_IEOM Conference_USA_Orlando.pptx
Ricardo Santos
 
Simulação final_3_trabalho.pptx
Simulação final_3_trabalho.pptxSimulação final_3_trabalho.pptx
Simulação final_3_trabalho.pptx
Ricardo Santos
 
NHK_Bruno_Ermelinda_Ricardo.pptx
NHK_Bruno_Ermelinda_Ricardo.pptxNHK_Bruno_Ermelinda_Ricardo.pptx
NHK_Bruno_Ermelinda_Ricardo.pptx
Ricardo Santos
 
Apresentação05agosto2010.ppt
Apresentação05agosto2010.pptApresentação05agosto2010.ppt
Apresentação05agosto2010.ppt
Ricardo Santos
 

Mais de Ricardo Santos (20)

Manual_ITUR3_Vfinal.pdf
Manual_ITUR3_Vfinal.pdfManual_ITUR3_Vfinal.pdf
Manual_ITUR3_Vfinal.pdf
 
EET_CTeSP AER_IntroducaoEmpreendedorismo_Ch2.pdf
EET_CTeSP AER_IntroducaoEmpreendedorismo_Ch2.pdfEET_CTeSP AER_IntroducaoEmpreendedorismo_Ch2.pdf
EET_CTeSP AER_IntroducaoEmpreendedorismo_Ch2.pdf
 
EET_LIC EngInfor_Ch02.pdf
EET_LIC EngInfor_Ch02.pdfEET_LIC EngInfor_Ch02.pdf
EET_LIC EngInfor_Ch02.pdf
 
PRO_VE_Figuras.pptx
PRO_VE_Figuras.pptxPRO_VE_Figuras.pptx
PRO_VE_Figuras.pptx
 
Introducao aos Sistemas Trifasicos_Algumas aplicacoes e principio de funciona...
Introducao aos Sistemas Trifasicos_Algumas aplicacoes e principio de funciona...Introducao aos Sistemas Trifasicos_Algumas aplicacoes e principio de funciona...
Introducao aos Sistemas Trifasicos_Algumas aplicacoes e principio de funciona...
 
empreendedorismo-aula01-130309205250-phpapp02.pptx
empreendedorismo-aula01-130309205250-phpapp02.pptxempreendedorismo-aula01-130309205250-phpapp02.pptx
empreendedorismo-aula01-130309205250-phpapp02.pptx
 
ufcd_6033_-_transformadores.pptx
ufcd_6033_-_transformadores.pptxufcd_6033_-_transformadores.pptx
ufcd_6033_-_transformadores.pptx
 
Plano trabalhos PhD.pptx
Plano trabalhos PhD.pptxPlano trabalhos PhD.pptx
Plano trabalhos PhD.pptx
 
486290769-Slides-Empreendedorismo USP .pptx
486290769-Slides-Empreendedorismo USP .pptx486290769-Slides-Empreendedorismo USP .pptx
486290769-Slides-Empreendedorismo USP .pptx
 
Perfil do Empreendedor.pptx
Perfil do Empreendedor.pptxPerfil do Empreendedor.pptx
Perfil do Empreendedor.pptx
 
fucapi-mtodosgeisslideshare-141020180340-conversion-gate02.pptx
fucapi-mtodosgeisslideshare-141020180340-conversion-gate02.pptxfucapi-mtodosgeisslideshare-141020180340-conversion-gate02.pptx
fucapi-mtodosgeisslideshare-141020180340-conversion-gate02.pptx
 
metodos ageis.pptx
metodos ageis.pptxmetodos ageis.pptx
metodos ageis.pptx
 
MsProject.pptx
MsProject.pptxMsProject.pptx
MsProject.pptx
 
SCRUM2.pptx
SCRUM2.pptxSCRUM2.pptx
SCRUM2.pptx
 
SCRUM.pptx
SCRUM.pptxSCRUM.pptx
SCRUM.pptx
 
Metodos Ageis alternativa.pptx
Metodos Ageis alternativa.pptxMetodos Ageis alternativa.pptx
Metodos Ageis alternativa.pptx
 
Presentation n6_IEOM Conference_USA_Orlando.pptx
Presentation n6_IEOM Conference_USA_Orlando.pptxPresentation n6_IEOM Conference_USA_Orlando.pptx
Presentation n6_IEOM Conference_USA_Orlando.pptx
 
Simulação final_3_trabalho.pptx
Simulação final_3_trabalho.pptxSimulação final_3_trabalho.pptx
Simulação final_3_trabalho.pptx
 
NHK_Bruno_Ermelinda_Ricardo.pptx
NHK_Bruno_Ermelinda_Ricardo.pptxNHK_Bruno_Ermelinda_Ricardo.pptx
NHK_Bruno_Ermelinda_Ricardo.pptx
 
Apresentação05agosto2010.ppt
Apresentação05agosto2010.pptApresentação05agosto2010.ppt
Apresentação05agosto2010.ppt
 

Conceitos fundamentais em empreendedorismo.pptx

  • 1. Profº. Adm. João Moraes Sobrinho CRA/PB 3600 IFPB - CAMPUS MONTEIRO DISCIPLINA: EMPREENDEDORISMO
  • 2. 1 – Entender o conceito e a finalidade da disciplina para sua formação profissional; empreendedorismo; 2 – Compreender os conceitos básicos de 3 – Conhecer a relevância da atividade empreendedora a economia do país. 2
  • 3. Formação Acadêmica: ⦁ Doutorando em Administração; ⦁ Mestre em Administração; ⦁ Pós-Graduado em Gestão Estratégica de Pessoas; ⦁ Pós-Graduado em Marketing ⦁ Bacharel em Administração pela UEPB. Atuação Profissional: ⦁ Professor efetivo IFPB; ⦁ Foi Professor da Faculdade Mauricio de Nassau e da UNESC Faculdades; ⦁ Foi Professor de Cursos de Gestão e Negócios – SENAC/PB; ⦁ Foi Coordenador de Qualidade e de Novos Produtos – Hospital João XXIII; ⦁ Foi Avaliador da Qualidade – Programa Paraibano de Qualidade; ⦁ Ex-Consultor em Gestão de Negócios da Usina Brasilis. 3
  • 4. ⦁ Mantenha o celular no silencioso, ou desligado; ⦁ Se tiver dúvidas e questionamentos não perca a oportunidade de perguntar; ⦁ Não saia antes do final da aula; ⦁ Preze pela pontualidade; ⦁ Aproveite. 4
  • 7. O termo empreendedor (do francês entrepreneur) diz respeito a uma pessoa que inicia algo novo (como um negócio) enfrentando riscos incertezas com o intuito de obter lucros e crescimento através da identificação de uma oportunidade. É uma pessoa capaz de transformar ideias e sonhos em negócios lucrativos, mediante muito trabalho e esforço.
  • 8. Há várias razões que estimulam uma pessoa a abrir o seu próprio negócio. Dentre as quais, destacam-se: ⦁ Oportunidade de Negócio; ⦁ Desejo de sair da rotina; ⦁ Liberdade para colocar suas idéias em prática; ⦁ Melhor remuneração; ⦁ Desafios.
  • 9. A atividade empreendedora possui um grande impacto na economia do país. A grande maioria dos negócios são de micro e pequenas empresas. Vejamos os números: ⦁ Representam 27% do PIB; ⦁ 99 % das empresas do país; ⦁ Geram 52% dos empregos formais do país; ⦁ 40% dos salários pagos; ⦁ Em dez anos, os valores da produção gerada pelos pequenos negócios saltaram de R$ 144 bilhões para R$ 599 bilhões 9
  • 11. ⦁ È aquele que atua dentro das organizações, as inovam e as fazem crescer. ⦁ Suas contribuições estão em tomar novas ideias ou mesmo protótipos e transformá-los em realidades lucrativas. Ex. Playstation, PC, IPAD. ⦁ É funcionário da empresa e possui características empreendedoras independentemente da sua função ou posição na hierarquia da organização 11
  • 12. ⦁ Diz respeito ao conceito clássico de empreendedor. É o dono, sócio ou criador de um empreendimento. ⦁ Desenvolve uma ideia, um conceito ou um negócio e o implementa e desenvolve por conta própria. ⦁ Assume, por consequência, todos os riscos e ganhos que decorrem dessa decisão. 12
  • 13. ⦁ O empreendedor é quem inicia um negócio ou empreendimento. ⦁ Administrador é o profissional especializado em lidar com aspectos gerenciais do negócio, como formular estratégias, definir estratégias de comercialização, lidar com finanças, produção, pessoal. ⦁ Muitos empreendedores de grande potencial levaram seus negócios a falência (ou quase) por incompetência gerencial. 13
  • 14. 3 DESFIOS E RISCOS AO EMPREENDEDORISMO 14
  • 15.  Vimos que o empreendedor é a pessoa que consegue colocar em prática uma idéia de negócio a partir da identificação de uma oportunidade de negócio potencialmente lucrativa.  Porém, muitas das iniciativas de novos empreendimentos não dão certo.  Por que isto acontece?
  • 16. Segundo dados do SEBRAE, de cada 100 novos negócios que são criados metade encerra as atividades antes de completarem 2 (dois) anos de existência. As principais causas apontadas são: ⦁ Poucas informações sobre o negócio e o mercado; ⦁ Incompetência Administrativa e inexperiência; ⦁ Falta de controle financeiro adequado; ⦁ Falta de capital; ⦁ Pouco conhecimento do mercado e das necessidades do cliente; ⦁ Falta de planejamento.
  • 17. ⦁ Segundo Chiavenato (2008), um plano é um curso pré-determinado de ação sobre um período de tempo específico que deve proporcionar respostas ás seguintes perguntas: o quê, quando, como, onde e por quê. ⦁ As chances de sucesso de um negócio estão diretamente relacionadas a um planejamento do negócio.
  • 18. Inúmeros empreendedores negligenciam a etapa de planejamento pela ansiedade em iniciar um novo negócio ou, simplesmente, pela descrença ou desconhecimento de como montar um planejamento. Muitos empresários consideram o planejamento perda de tempo. A ação é mais importante, segundo eles. Ledo engano. A história está cheia de exemplos de ações precipitadas por falhas de planejamento. Exemplo: Celular via satélite Motorolla Iridium
  • 19. Todo novo empreendimento possui uma dose de risco. Mas é possível diminuir e muito o nível de risco, aumentando as chances de sucesso do negócio, através da formulação do Plano de Negócios, que irá ajudá-lo a: ⦁ Conhecer o negócio profundamente; ⦁ Conhecer o mercado em que pretende atuar (clientes, fornecedores e concorrentes); ⦁ Administrar adequadamente os recursos financeiros; ⦁ Possuir uma boa estratégia mercadológica; ⦁ Descrever o perfil dos empreendedores.
  • 20. A maneira mais eficaz de maximizar as chances de sucesso de um novo negócio ou empreendimento é elaborar um Plano de Negócios. Segundo Bernardi (2006) o Plano de Negócios é uma ferramenta gerencial desenvolvida para oferecer ao empreendedor uma visão geral de um empreendimento, permitindo que o mesmo “teste” ou verifique no papel a viabilidade de um novo empreendimento. Exemplo: A maquete e Arquiteto.
  • 21. Todo novo empreendimento possui uma dose de risco. Mas é possível diminuir e muito o nível de risco aumentando as chances de sucesso do negócio, através da formulação do Plano de Negócios, que irá ajudá-lo a: ⦁ Conhecer o negócio profundamente; ⦁ Conhecer o mercado em que pretende atuar (clientes, fornecedores e concorrentes); ⦁ Administrar adequadamente os recursos financeiros; ⦁ Possuir uma boa estratégia mercadológica; ⦁ Descrever o perfil dos empreendedores.
  • 22. ⦁ Um plano de negócio é um documento que descreve por escrito os objetivos de um negócio e quais passos devem ser dados para que esses objetivos sejam alcançados, diminuindo os riscos e as incertezas. ⦁ Um plano de negócio permite restringir seus erros no papel, identificar e ao invés de cometê-los no mercado.
  • 23. CHIAVENATO, Idalberto. Empreendedorismo: dando asas ao espírito empreendedor. 3. ed. São Paulo: Saraiva, 2008. DOLABELA, Fernando. Oficina do empreendedor: a metodologia de ensino que ajuda a transformar conhecimento em riqueza. Rio de Janeiro : Sextante, 2008. . O segredo de Luísa: como nasce o empreendedor e se cria uma empresa. Rio de Janeiro : Sextante, 1999. 23