A crise do século xiv parte 1

8.282 visualizações

Publicada em

1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.282
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6.158
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A crise do século xiv parte 1

  1. 1. Da Fome da peste e da guerra Livrai-nos Senhor!
  2. 2. <ul><li>Em 1315, o tempo foi muito mau: nas zonas de clima oceânico as terras foram inundadas de chuva. Uma parte dos trigos de Inverno apodreceu na terra, as colheitas foram fracas e muito difíceis as lavras do Outono. Mal trabalhado, o solo deu em 1316 um rendimento muito inferior ao normal. Em Inglaterra, o preço do trigo quadruplicou em 1315 e multiplicou-se por oito em 1316. Esta fome, pela sua extensão geográfica, provocou epidemias sérias e uma forte subida de mortalidade. </li></ul><ul><li>Pierre Léon (dir) História Económica e social do mundo (adaptado) </li></ul>
  3. 3. A partir da Primavera de 1315, a chuva caiu de forma intensa e anormal. O fenómeno verificou-se em quase toda a Europa e prolongou-se por vários invernos, impedindo o trigo de germinar. Em 1333, a fome foi particularmente sentida em Portugal e na Península Ibérica. Os preços subiram, a fome instalou-se.
  4. 4. Depois da fome a peste come ...
  5. 5. <ul><li>No ano do Senhor de 1347, três galeras carregadas de especiarias chegavam ao porto de Génova, vindas à pressa do Oriente mas horrivelmente infectadas. Estes navios como estavam contaminados foram retirados do porto com ajuda de flechas inflamadas e outros engenhos. Empurrados de porto em porto, um dos três navios chegou a Marselha. Aqui foram fechadas as portas da cidade, com excepção de duas pequenas pelo que morreram quatro quintos da população. </li></ul><ul><li>Carta de Inês de Boering, 1348 </li></ul>
  6. 6. O triunfo da morte, Quadro de Peter Brueghel, 1582 Museu do Prado
  7. 7. A Peste Negra propaga-se por toda a Europa de finais de Setembro de 1348 aos inícios de 1349 . Yersinia pestis Ampliada 2000x
  8. 8. Trazida do Oriente ( Crimeia ) por marinheiros genoveses, a Peste Negra foi a mais grave epidemia de que há memória. Num ápice atingiu a Sicília e a Toscana, propagando-se por toda a Europa, até à França, Península Ibérica, Inglaterra, Alemanha, Escandinávia.
  9. 9. Peste Negra ou Peste Bubônica A Peste Negra era transmitida através da picada de pulgas de ratos doentes . Estes ratos chegavam à Europa nos porões dos navios vindos do Oriente. Como as cidades medievais não tinham condições higiênicas adequadas, os ratos se espalharam facilmente.
  10. 10. Condições favoráveis à propagação da peste <ul><li>Crescimento rápido e desordenado das cidades: </li></ul><ul><li>falta de esgotos </li></ul><ul><li>excrementos nas ruas, </li></ul><ul><li>Acumulação de lixo, </li></ul><ul><li>falta de banho </li></ul><ul><li>Escassez de alimentos: </li></ul>
  11. 11. A Peste Negra não poupou nenhuma classe social: nobres, servos, comerciantes e artesãos foram afetados direta ou indiretamente pela doença!
  12. 12. <ul><li>[...] Pai abandonava filho, esposa abandonava marido, irmão abandonava o outro; porque a enfermidade parecia atacar através da respiração e da visão. E assim eles morriam. Ninguém podia ser encontrado para enterrar os mortos por dinheiro ou amizade. Os membros de uma família traziam seu morto para o fosso da melhor maneira que podiam, sem sacerdotes, sem ofícios divinos. Nem o sino (dos mortos) tocava. E em vários locais de Siena, grandes valas foram cavadas, onde eram empilhadas grande quantidade de cadáveres [...] E eu, Agnoldo di Tura, chamado o Gordo, enterrei meus cinco filhos com minhas próprias mãos. Houve também muitos cadáveres que foram tão mal cobertos de terra, que eram arrastados para fora e devorados pelos cães, por todas as partes da cidade. [...] </li></ul><ul><li>Agnolo di Tura, apud William Borwssky, Social and economic foundations of the italian Renaissance, p. 32.) </li></ul>

×