A CRISE DO SÉCULO XIV
A partir da Primavera de 1315, a chuva  caiu de forma intensa e anormal. O fenómeno verificou-se em quase toda a Europa e ...
A Peste Negra  propaga-se por toda a Europa de finais de Setembro de 1348 aos inícios de 1349. Yersinia pestis Ampliada 20...
Devido  à mortandade imensa e horrível que naquelas partes durou, como ainda dura, a vossa igreja bracarense está privada ...
A isto, juntemos a guerra, destacando-se a  Guerra dos Cem Anos  (1337–1453) que opôs a França à Inglaterra e envolveu out...
Devido à mortandade, escasseia a mão-de-obra nos campos. Os salários aumentam, a produção agrícola baixa e os preços dispa...
Por todo o mundo rural, as populações revoltam-se, assaltam e incendeiam os castelos e os celeiros dos senhores. Roubam e ...
Moeda de cobre do tempo de D. João I Reais brancos do tempo de D. João I Ø 25mm A falta de ouro e prata obrigava à quebra ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Crise Do SÉculo Xiv

5.559 visualizações

Publicada em

Publicada em: Turismo

Crise Do SÉculo Xiv

  1. 1. A CRISE DO SÉCULO XIV
  2. 2. A partir da Primavera de 1315, a chuva caiu de forma intensa e anormal. O fenómeno verificou-se em quase toda a Europa e prolongou-se por vários invernos, impedindo o trigo de germinar. Em 1333, a fome foi particularmente sentida em Portugal e na Península Ibérica. Os preços subiram, a fome instalou-se.
  3. 3. A Peste Negra propaga-se por toda a Europa de finais de Setembro de 1348 aos inícios de 1349. Yersinia pestis Ampliada 2000x
  4. 4. Devido à mortandade imensa e horrível que naquelas partes durou, como ainda dura, a vossa igreja bracarense está privada da consolação dos seus ministros, de tal modo que dificilmente se podem efectuar os ofícios divinos por sacerdotes locais. Arcebispo de Braga ao Papa Clemente VI, citado por A. H. de Oliveira Marques: Nova História de Portugal ; IV; p. 21 Entre 1/3 e ½ de mortos
  5. 5. A isto, juntemos a guerra, destacando-se a Guerra dos Cem Anos (1337–1453) que opôs a França à Inglaterra e envolveu outras nações, alastrando-se a várias partes do continente. Batalha de Crécy 1346
  6. 6. Devido à mortandade, escasseia a mão-de-obra nos campos. Os salários aumentam, a produção agrícola baixa e os preços disparam. Os senhores, vendo-se com os rendimentos diminuídos, aumentam as rendas e impostos. Os reis tabelam os salários e procuram fixar as populações à terra, impedindo o êxodo rural para as cidades. O açambarcamento e a especulação revoltam os camponeses.
  7. 7. Por todo o mundo rural, as populações revoltam-se, assaltam e incendeiam os castelos e os celeiros dos senhores. Roubam e matam. Não tarda, esta agitação contamina as cidades, onde deambulam imensos pobres que se dedicam ao crime e à mendicidade. Jacquerie 1358
  8. 8. Moeda de cobre do tempo de D. João I Reais brancos do tempo de D. João I Ø 25mm A falta de ouro e prata obrigava à quebra e desvalorização da moeda.

×