Cenários Para Agronegócio 2016-2026

935 visualizações

Publicada em

Projeções para o consumo e produção mundiais dos principais grãos, carne bovina e leite para os próximos 10 anos, por continente.
Além do mais, projeta as safras do Brasil e do Rio Grande do Sul nos próximos 10 anos e os principais desafios do país para tornar essa oportunidade em crescimento e desenvolvimento econômico.
Todos as projeções foram obtidas a partir da construção de modelos econométricos do tipo OLS e de séries temporais do tipo Arima

Publicada em: Economia e finanças
  • Seja o primeiro a comentar

Cenários Para Agronegócio 2016-2026

  1. 1. “De onde virão os alimentos?” PROJEÇÕES PARA A PRODUÇÃO E CONSUMO DE ALIMENTOS. MUNDO E BRASIL – 2016-2016
  2. 2. • Todas as projeções foram realizadas utilizando modelos de séries temporais do tipo Box-Jenkins, que é o que se tem de mais moderno na Ciência Econômica; • O período analisado para fazer as projeções foi entre 1961 e 2015; • As projeções baseiam-se na tendência e no comportamento previsível, porém mudanças estruturais podem acontecer; • As previsões devem ser refeitas – e serão - todos os anos; • Não foi realizada nenhuma interferência crítica nos dados.
  3. 3. ARROZ
  4. 4. 412 486 513 550 - 100 200 300 400 500 600 2006 2016 2020 2026 18% 13% Consumo e Projeção do Consumo Mundial do Arroz Beneficiado (em Milhões de Toneladas) Nova demanda: 64 Milhões de ton Fontes: USDA (2006-2016) Sistema Farsul (2020-2026)
  5. 5. Aumento da Demanda da Ásia entre 2016-2026 Arroz Beneficiado (em Milhões de Toneladas) Fontes: USDA (2006-2016) Sistema Farsul (2020-2026) 53,84 84%
  6. 6. Aumento da Demanda da África entre 2016-2026 Arroz Beneficiado (em Milhões de Toneladas) Fontes: USDA (2006-2016) Sistema Farsul (2020-2026) 54,5 85% 5,91 9%
  7. 7. Aumento da Demanda da América entre 2016-2026 Arroz Beneficiado (em Milhões de Tons) Fontes: USDA (2006-2016) Sistema Farsul (2020-2026) 54,5 85% 5,53 9% 3,27 5%
  8. 8. Aumento da Demanda da Europa entre 2016-2026 Arroz Beneficiado (em Milhões de Tons) Fontes: USDA (2006-2016) Sistema Farsul (2020-2026) 0,85 1%
  9. 9. MILHO
  10. 10. Consumo e Projeção do Consumo Mundial de Milho em Grão (em Milhões de Toneladas) Nova demanda: 199 Milhões de tons Fontes: USDA (2006-2016) Sistema Farsul (2020-2026) 708 988 1.091 1.187 - 200 400 600 800 1.000 1.200 1.400 2006 2016 2020 2026 39,7% 20,1%
  11. 11. Aumento da Demanda da Ásia entre 2016-2026 Milho em Grão (em Milhões de Toneladas) Fontes: USDA (2006-2016) Sistema Farsul (2020-2026) 103,48 52%
  12. 12. Aumento da Demanda da África entre 2016-2026 Milho em Grão (em Milhões de Toneladas) Fontes: USDA (2006-2016) Sistema Farsul (2020-2026) 54,5 85% 13,36 7%
  13. 13. Aumento da Demanda da América entre 2016-2026 Milho em Grão (em Milhões de Tons) Fontes: USDA (2006-2016) Sistema Farsul (2020-2026) 54,5 85% 5,53 9% 77,29 39%
  14. 14. Aumento da Demanda da Europa entre 2016-2026 Milho em Grão (em Milhões de Tons) Fontes: USDA (2006-2016) Sistema Farsul (2020-2026) 4,63 2%
  15. 15. SOJA
  16. 16. Consumo e Projeção do Consumo Mundial de Soja em Grão (em Milhões de Toneladas) Nova demanda: 75 Milhões de tons Fontes: USDA (2006-2016) Sistema Farsul (2020-2026) 216 304 342 379 - 50 100 150 200 250 300 350 400 2006 2016 2020 2026 41,0% 24,6%
  17. 17. Aumento da Demanda da Ásia entre 2016-2026 Soja em Grão (em Milhões de Toneladas) Fontes: USDA (2006-2016) Sistema Farsul (2020-2026) 47,30 63%
  18. 18. Aumento da Demanda da África entre 2016-2026 Soja em Grão (em Milhões de Toneladas) Fontes: USDA (2006-2016) Sistema Farsul (2020-2026) 54,5 85% 2,37 3%
  19. 19. Aumento da Demanda da América entre 2016-2026 Soja em Grão (em Milhões de Tons) Fontes: USDA (2006-2016) Sistema Farsul (2020-2026) 54,5 85% 5,53 9% 23,21 31%
  20. 20. Aumento da Demanda da Europa entre 2016-2026 Soja em Grão (em Milhões de Tons) Fontes: USDA (2006-2016) Sistema Farsul (2020-2026) 2,03 3%
  21. 21. TRIGO
  22. 22. Consumo e Projeção do Consumo Mundial de Trigo em Grão (em Milhões de Toneladas) Nova demanda: 63 Milhões de tons Fontes: USDA (2006-2016) Sistema Farsul (2020-2026) 616 713 741 776 - 100 200 300 400 500 600 700 800 900 2006 2016 2020 2026 15,8% 8,8%
  23. 23. Aumento da Demanda da Ásia entre 2016-2026 Trigo em Grão (em Milhões de Toneladas) Fontes: USDA (2006-2016) Sistema Farsul (2020-2026) 51,37 82%
  24. 24. Aumento da Demanda da África entre 2016-2026 Trigo em Grão (em Milhões de Toneladas) Fontes: USDA (2006-2016) Sistema Farsul (2020-2026) 54,5 85% 8,75 14%
  25. 25. Aumento da Demanda da América entre 2016-2026 Trigo em Grão (em Milhões de Tons) Fontes: USDA (2006-2016) Sistema Farsul (2020-2026) 54,5 85% 5,53 9% 3,21 5%
  26. 26. Aumento da Demanda da Europa entre 2016-2026 Trigo em Grão (em Milhões de Tons) Fontes: USDA (2006-2016) Sistema Farsul (2020-2026) -0,47 -1%
  27. 27. CARNE BOVINA
  28. 28. Consumo e Projeção do Consumo Mundial de Carne Bovina (em Milhões de Toneladas) Nova demanda: 6,12 Milhões de tons Fontes: USDA (2006-2016) Sistema Farsul (2020-2026) 56,77 56,74 59 63 53,00 54,00 55,00 56,00 57,00 58,00 59,00 60,00 61,00 62,00 63,00 64,00 2006 2016 2020 2026 -0,03% 10,8%
  29. 29. Aumento da Demanda da Ásia entre 2016-2026 Carne Bovina (em Milhões de Toneladas) Fontes: USDA (2006-2016) Sistema Farsul (2020-2026) 5,15 84%
  30. 30. Fontes: USDA (2006-2016) Sistema Farsul (2020-2026) 54,5 85% 0,34 6% Aumento da Demanda da África entre 2016-2026 Carne Bovina (em Milhões de Toneladas)
  31. 31. Fontes: USDA (2006-2016) Sistema Farsul (2020-2026) 54,5 85% 5,53 9% 1,72 28% Aumento da Demanda da América entre 2016-2026 Carne Bovina (em Milhões de Toneladas)
  32. 32. Fontes: USDA (2006-2016) Sistema Farsul (2020-2026) -1,09 -18% Aumento da Demanda da Europa entre 2016-2026 Carne Bovina (em Milhões de Toneladas)
  33. 33. LEITE
  34. 34. Consumo e Projeção do Consumo Mundial de Leite (em Milhões de Toneladas) Nova demanda: 144 Milhões de tons Fontes: USDA (2006-2016) Sistema Farsul (2020-2026) 496 585 649 729 400 450 500 550 600 650 700 750 2006 2016 2020 2026 17,8% 24,6%
  35. 35. Aumento da Demanda da Ásia entre 2016-2026 de Leite Fluído (em Milhões de Toneladas) Fontes: USDA (2006-2016) Sistema Farsul (2020-2026) 116,32 81%
  36. 36. Aumento da Demanda da Oceania entre 2016-2026 de Leite Fluído (em Milhões de Toneladas) Fontes: USDA (2006-2016) Sistema Farsul (2020-2026) 13,49 9%
  37. 37. Aumento da Demanda da América entre 2016-2026 Leite Fluído (em Milhões de Tons) Fontes: USDA (2006-2016) Sistema Farsul (2020-2026) 54,5 85% 5,53 9% 23,86 17%
  38. 38. Aumento da Demanda da Europa entre 2016-2026 Leite Fluído (em Milhões de Tons) Fontes: USDA (2006-2016) Sistema Farsul (2020-2026) -9,69 -7%
  39. 39. PROJEÇÃO DO AUMENTO DA PRODUÇÃO DE GRÃOS, CARNE E LEITE FLUÍDO EM 2026 (em Milhões de Toneladas) Fonte: Sistema Farsul 441 Mi toneladas de grãos 7,4 Mi toneladas de Carne Bovina 38,4 Mi toneladas de Leite 99,7 177,9 76,4 86,9 7,4 38,3 - 20,0 40,0 60,0 80,0 100,0 120,0 140,0 160,0 180,0 200,0 Arroz em Casca Milho Soja Trigo Carne Bovina Leite Fluído
  40. 40. PROJEÇÃO DE CONSUMO POR CONTINENTE EM E 2016 E 2026 (em Milhões de Toneladas) Fonte: Sistema Farsul 707 828 2016 2026 179 214 2016 2026 1.271 1.587 2016 2026 284 292 2016 2026 24,8% 2,8% 19,5% 17,1%
  41. 41. DE ONDE VIRÃO OS ALIMENTOS? O papel do Brasil
  42. 42. PROJEÇÃO DAS SAFRAS BRASILEIRA E GAÚCHA EM 2026 (em Milhões de Toneladas) Fonte: Sistema Farsul 198,8 33,0 228,3 37,0 267,3 42,4 BR RS BR RS BR RS 2015 2020 2026 68,5 9,3
  43. 43. PROJEÇÃO DAS SAFRAS BRASILEIRA E GAÚCHA EM 2015 E 2026 (em Milhões de Toneladas) Fonte: Sistema Farsul 12,2 75,0 97,0 6,58,4 5,5 15,6 2,9 Arroz em Casca Milho Soja Trigo 14,1 92,5 143,7 8,110,6 5,6 21,8 3,8 Arroz em Casca Milho Soja Trigo 2015 2026
  44. 44. PROJEÇÃO DO CRESCIMENTO (%) DA PRODUÇÃO, CONSUMO E EXCEDENTE DO BRASIL EM 2015 E 2026 Fonte: Sistema Farsul 16% 23% 48% 25% 18% 34% 10% 19% 24% 13% 19% 19% 26% 41% 66% -2% 14% 63% ARROZ EM CASCA MILHO SOJA TRIGO CARNE BOVINA SAFRA GRÃOS Produção Consumo Excedente/Escassez
  45. 45. PROJEÇÃO DO CRESCIMENTO (%) ECONOMICO DO BRASIL E GRUPOS SELECIONADOS ATÉ 2020 Fonte: FMI -1 2,52,4 1,9 4,3 5,3 0,9 3 2,9 4,1 3,5 4 -2 -1 0 1 2 3 4 5 6 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 2020 Brasil Economias Avançadas Economias Emergentes América Latina e Caribe Oriente M, N África, Afeg e Paq. Mundo
  46. 46. 14% 18% 24% 12% 13% 7% 16% Arroz em Casca Milho Soja Trigo Carne Bovina Leite Fluído Safra Grãos 16% 23% 48% 25% 18% 21% 34% Arroz em Casca Milho Soja Trigo Carne Bovina Leite Fluído Safra Grãos COMPARATIVO DO CRESCIMENTO (%) DAS PRODUÇÕES MUNDIAL E BRASILEIRA (2015-2026) (em Milhões de Toneladas) Fonte: Sistema Farsul
  47. 47. PARTICIPAÇÃO DA PRODUÇÃO BRASILEIRA NO AUMENTO DA PRODUÇÃO GLOBAL EM 2015 - 2026 Fonte: Sistema Farsul 16%
  48. 48. AGENDA ECONÔMICA MÍNIMA QUE A FARSUL IRÁ PERSEGUIR NOS PRÓXIMOS 10 ANOS EM RAZÃO DESSAS OPORTUNIDADES
  49. 49. INFLAÇÃO BAIXA E CRESCIMENTO ECONÔMICO • É dever do Governo Brasileiro garantir a estabilidade da moeda e dar condições de competitividade para as empresas, gerando, com isso, crescimento econômico: 0,37 0,37 0,33 0,33 0,51 MILHO SOJA TRIGO LEITE CARNES Impacto do Crescimento de 1% no PIB no (%) de Consumo dos Produtos Selecionados8,8 0,5 0,4 0 3,2 Brasil América do Norte Economias Avançadas União Europeia Mundo Projeção da Inflação para 2015 (%) • Impacto no consumo • Elevação dos juros 9,6
  50. 50. LOGÍSTICA • Os preços são internacionais, então o preço que o produtor recebe é: PREÇO NO PORTO – CUSTO DE LEVAR ATÉ LÁ. 77% 23% SOJA Preço ao Produtor Custo do Frete 50%50% MILHO Preço ao Produtor Custo do Frete
  51. 51. Matriz de transporte de soja: principais produtores e exportadores 9% 3% 49%26% 13% 31%65% 84% 20% 0% 20% 40% 60% 80% 100% 120% Brasil Argentina EUA* Hidroviário (%) Ferrovário (%) Rodoviário (%) 1000 km 1000 km300 km Fonte: CNT
  52. 52. Densidade da infraestrutura dos principais exportadores mundiais de soja e milho (km de infraestrutura rodoviária por 1.000km² de área) Fonte: CNT 438,1 359,9 275,2 41,6 25 25 11,9 Estados Unidos China* Ucrânia Canadá Argentina Brasil Paraguai 35,8 22,9 19,5 13,3 9,0 4,7 3,4 0,1 Ucrânia Estados Unidos Índia Argentina China* Canadá Brasil Paraguai 11,5 7,6 4,4 4,2 4,0 2,8 2,6 0,1
  53. 53. COMPARAÇÃO ENTRE O CUSTO LOGÍSTICO ATUAL PARA EXPORTAR SOJA PARA XANGAI E O CUSTO POTENCIAL CASO TIVÉSSEMOS A MESMA INFRAESTRUTURA DOS EUA. Fonte: Farsul a partir de USDA 97,19 47,93 21,90 23,53 131,65 99,42 70,19 61,58 - 50,00 100,00 150,00 200,00 250,00 Norte/MT - Santos Sul/GO - Santos Centronorte/PR - Paranaguá Noroeste/RS - Rio Grande Valor Potencial (US$) Valor Atual (US$)
  54. 54. CUSTO DE PRODUÇÃO E TRIBUTAÇÃO • O Brasil apresenta o maior custo de produção do mundo entre os principais produtores mundiais; • Essa realidade é consequência da alta tributação nos custos de produção; • Tributação no custo drena a competitividade e a renda do produtor; • Produzimos, no caso da Soja, com custo de 45% superior a média. 550 1.036 705 633 654 ARGENTINA BRASIL EUA URUGUAI UCRÂNIA Custo de Produção de Soja (US$/Ha) Fonte: Agribenchmark 30,26 30,63 27,10 27,05 26,21 Arroz Pec Corte Milho Soja Trigo Carga Tributária no Custo de Produção (%)
  55. 55. CRÉDITO RURAL, SEGURO RURAL E PGPM • Inflação: o juro é alto porque a inflação é alta; • O atual modelo amparado em depósitos a vista e poupança rural não será suficiente; • Inflação baixa atraí investidores externos; • Temos que criar fundos garantidores para alavancar crédito; • A Farsul através das Comissões de Arroz, Trigo e Crédito Rural, junto com Federarroz e Irga está trabalhando na proposição de uma Lei que regulamente os critérios de definição dos Preços Mínimos, cujos critérios atuais são absolutamente subjetivos; • A participação dos recursos públicos na Agricultura brasileira é pequena, porém, os retornos da Agricultura aos cofres públicos é enorme. Destinar recursos para uma efetiva PGPM e de Seguro Rural não é pedir muito diante deste cenário.
  56. 56. CONCLUSÕES • O Mundo demanda alimentos e deverá expandir o consumo de grãos em 441 milhões de toneladas de grãos, 7,4 mi de carne bovina e 38,4 mi de leite até 2026; • A Ásia será responsável pela maior parte da expansão da demanda; • O Brasil deverá ter uma safra em 2026 de 267,3 milhões de toneladas e o a safra gaúcha deverá atingir 42,4 mi tons; • Para todos os produtos analisados o Brasil terá percentual de crescimento maior que o crescimento mundial, o que aumenta a presença do Brasil no mercado global de alimentos; • Junto com a demanda vêm as divisas que irrigam a economia como um todo, mas sobretudo as economias regionais; • O mercado doméstico deverá se expandir menos devido ao baixo crescimento brasileiro; • Não estamos prontos para realmente converter demanda em riqueza e temos uma importante agenda para os próximos 10 anos.
  57. 57. Muito Obrigado! Antônio da Luz Economista-chefe

×