Tempus fugit

245 visualizações

Publicada em

Os avanços da suinocultura mundial em 2000 e 2010, visão sobre os quinze maiores produtores mundiais e enfoque sobre a evolução da suinocultura brasileira nesse período. O artigo celebrava os dez anos da PorkExpo

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
245
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tempus fugit

  1. 1. Tempus Fugit1 Por Osler Desouzart osler@terra.com.br A PorkWorld cumpriu seus dez anos e o tempo voou. A revista tornou‐se adulta e eu da meia idade passei à condição de idoso, com direito a furar filas e a ter vagas exclusivas, que naturalmente não são respeitadas. O que mudou na suinocultura mundial neste prazo em que a PorkWorld tornou‐se adulta? A produção mundial de carne suína cresceu 20,6%, passando de 89.6852 milhões de toneladas em 2000 para as 108.1353 milhões de toneladas que devemos produzir neste ano, e a disponibilidade per capita expandiu‐se em 7,1%, passando de 14,73 para 15,78 kg/capita/ano. Nesse período, episódios de PRRS na China, maior produtor mundial, impactaram significativamente a produção e disponibilidade em 2007. Não obstante, o fato de que a China responde por quase metade da produção mundial, detectamos no período uma discreta redução do grau de concentração da produção mundial de carne suína. 1 Geórgicas do poeta romano Virgílio: Sed fugit interea fugit irreparabile tempus ("Mas ele foge: irreversivelmente o tempo foge"). Habitualmente usada entre nós como “o tempo voa” 2 Fonte: Faostat 3 Fonte: Food Outlook Jun 2010, GIEWS/FAO
  2. 2. Observa‐se que dos 132 países que produzem carne suína, 15 destes respondiam em 2000 por 94,3% da produção mundial de carne suína, percentual este que cai para 93,8% em 2010. Entre esses quinze maiores países produtores, que concentram ≈94% da produção mundial, oito deles tiveram no período índices de crescimento de suas produções superiores à média mundial de 20,6%. O Brasil se insere entre eles com um crescimento de 25%.
  3. 3. A produção brasileira de carne suína cresceu 650.000 tm e nossas exportações passaram de umas incipientes 128 mil toneladas para as 680/700 mil toneladas com que deveremos fechar o ano, enquanto o consumo per capita brasileiro se situará entre 13,5 e 14,00 kg neste ano de 2010, rompendo a barreira dos 11 kg onde patinamos a maior parte da década. Testemunhamos nos últimos quatro anos iniciativas do setor suinícola brasileiro no sentido de promover o consumo da carne suína no mercado brasileiro, incipientes, desagregadas ainda, mas meritórias e sinalizadoras do quanto poderemos progredir quando aprendermos na suinocultura brasileira que caçar em bando não é opcional, mas imperativo daqueles que desejarem sobreviver e participar do futuro de um mercado que necessariamente crescerá por dois motivos: a. sofremos com o protecionismo internacional que está com suas ações em baixa nas bolsas de futuro e, portanto, nossas exportações crescerão; b. não é difícil quando estivermos unidos fazer com que o consumo per capita brasileiro passe de 13,5 kg para 20,25kg. Difícil será para o pessoal do bovino e do frango fazer com que o brasileiro passe dos ≤ 40kg para 60 kg de consumo per capita. O Brasil confirmou sua vocação de grande produtor de carnes e, mesmo com restrições que desafiam lógicas sanitárias, logrou se tornar o quarto maior exportador de carnes suínas. Foram dez anos de crescimento, onde o setor manteve sua tradição de alternar sorrisos e lágrimas. Acredito que também a PorkWorld alternou momentos de sorrisos e lágrimas nesses seus 10 anos de vida, trazendo ao setor informações e conhecimento, base de qualquer crescimento sustentável. É também mérito da AnimalWorld ter‐nos aportado a Pork Expo, que se tornou o evento exclusivo e especializado mais importante do segmento e que figura no calendário bienal de todos que militam no setor.
  4. 4. São esses os motivos pelos quais apresento à PorkWorld e sua equipe os parabéns pelos 10 anos de vida e os votos de coragem e garra para enfrentar as lutas que nos reservam o futuro que nos levará em 2020 a uma produção > a 4,5 milhões de toneladas e uma exportação de ± 1 milhão de toneladas de carne suína. Convoco a PorkWorld para que partilhe com o setor esta trincheira e apelo para o setor que tenha a consciência de que na complexidade dos dias de hoje e de amanhã não dá para vencer se não tivermos aliados partilhando a trincheira. E quanto mais melhor.

×