Surdocegueira

5.034 visualizações

Publicada em

São descritas a definição da deficiencia, métodos de ensino e comunicação utilizadas.

Publicada em: Educação
1 comentário
4 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.034
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
167
Comentários
1
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Calendários
  • Surdocegueira

    1. 1. Surdocegueira Adaptar & Incluir
    2. 2. <ul><li>Definição </li></ul><ul><li>Surdocegueira é uma deficiência única, que apresenta a perda da audição e visão de tal forma que a combinação das duas deficiências impossibilita o uso dos sentidos de distância, cria necessidades especiais de comunicação, causa extrema dificuldade na conquista de metas educacionais, vocacionais, recreativas, sociais, para acessar informações e compreender o mundo que o cerca. </li></ul><ul><li>Classificação: </li></ul><ul><li>Pré-linguísticos (perdas anteriores à aquisição da linguagem) </li></ul><ul><li>Pós-linguísticos (perdas após a aquisição da linguagem) </li></ul>
    3. 3. <ul><li>Comunicação </li></ul><ul><li>Socialização </li></ul><ul><li>Independência </li></ul><ul><li>Autonomia </li></ul>Bases para Educação
    4. 4. Comunicação do Pré-linguístico <ul><li>Objetos de referência </li></ul><ul><li>Figuras ou pictogramas </li></ul><ul><li>Calendários </li></ul><ul><li>Libras </li></ul><ul><li>Sinais co-ativos </li></ul><ul><li>Sinais desenhados </li></ul><ul><li>Braille </li></ul><ul><li>Escrita ampliada </li></ul><ul><li>Oralização </li></ul>
    5. 5. 6 passos para a comunicação <ul><li>1. Nutrição </li></ul><ul><li>2. Ressonância </li></ul><ul><li>3. Movimento co-ativo </li></ul><ul><li>4. Referência não representativa </li></ul><ul><li>5. Imitação </li></ul><ul><li>6. Gestos naturais </li></ul>Van Dijk (1967)
    6. 6. Objetos de Referência Contorno Silhueta Desenho Concreto
    7. 7. Calendários
    8. 8. Livro de Comunicação
    9. 9. Comunicação do Pós-linguístico <ul><li>Braille </li></ul><ul><li>Placa alfabética </li></ul><ul><li>Braille digital (pontos nos dedos indicador e médio) </li></ul><ul><li>Libras </li></ul><ul><li>Alfabeto datilológico </li></ul><ul><li>Sinais adaptados </li></ul><ul><li>Escrita ampliada </li></ul><ul><li>Oralização </li></ul><ul><li>Tadoma </li></ul><ul><li>Escrita manual (no braço, costas ou mão) </li></ul>
    10. 10. Guia-intérprete <ul><li>É o profissional responsável por guiar e </li></ul><ul><li>auxiliar, seja traduzindo ou interpretando, </li></ul><ul><li>em atividades educacionais, de lazer, </li></ul><ul><li>sociais e de saúde. </li></ul><ul><li>Não é: o professor, o educador,o responsável </li></ul><ul><li>pelas atitudes do surdocego, o “faz-tudo”. </li></ul>
    11. 11. Pré-linguísticos Círculo colocado para preservar a identidade da aluna, com uma profissional do Adaptar & Incluir.
    12. 12. Pós-linguístico Círculos colocados para preservar a identidade da aluna, (1) com a profissional do Adaptar & Incluir e com a (2) mãe. 1 2
    13. 13. Referências <ul><li>Van Dijk (1967) </li></ul><ul><li>Robie Blaha (2001) </li></ul><ul><li>Nunes (2001) </li></ul><ul><li>Passaporte para comunicação </li></ul><ul><li>Saberes e práticas da inclusão – Deficiência Múltipla – MEC </li></ul><ul><li>Bengala legal (site) </li></ul><ul><li>Agapasm (site) </li></ul><ul><li>Para entrar em contato com os autores dos slides: </li></ul><ul><li>http://adaptareincluir.blogs.sapo.pt </li></ul><ul><li>[email_address] </li></ul>

    ×