2 Exp Marit Portug

3.446 visualizações

Publicada em

Aspectos gerais da exp. marítimo-comercial com ênfase no casso português. O Périplo Africano e o Ciclo Ocidental das navegações: os descobrimentos da América e do Brasil.

Publicada em: Educação
1 comentário
3 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.446
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
141
Comentários
1
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

2 Exp Marit Portug

  1. 1. A Expansão Marítima Portuguesa e a Conquista do Atlântico Prof. Renato Coutinho
  2. 2. ANTECEDENTES da Expansão Marítima EUROPÉIA <ul><li>Os efeitos devastadores da Crise do Século XIV : a FOME , a PESTE e a GUERRA </li></ul><ul><li>Escassez de metais para cunhagem de moedas na Europa </li></ul><ul><li>Interesses dos reis em ampliar seus poderes </li></ul><ul><li>Nobreza desejosa de honrarias e territórios </li></ul><ul><li>Ideal cruzadista de difusão da fé cristã </li></ul><ul><li>Burguesia ansiosa por novos investimentos </li></ul>
  3. 3. <ul><li>O elevado custo das especiarias asiáticas (pimenta, noz-moscada, canela, cravo, açúcar, resinas aromáticas) devido ao monopólio italiano e, posteriormente, ao bloqueio turco-otomano do Mediterrâneo (1453), impulsionava a busca por uma rota alternativa para o Oriente, através do Oceano Atlântico </li></ul><ul><li>No caso de Portugal havia o agravante de que o reino dependia de atravessar a Espanha, para atingir as rotas terrestres que interligavam a Europa </li></ul>Causas GERAIS da Expansão Marítima EUROPÉIA
  4. 4. Causas do Pioneirismo Português Ideal expansionista da nobreza portuguesa, envolvida na Reconquista contra os mouros - muçulmanos
  5. 5. Causas do Pioneirismo Português Importância da Ordem dos Cavaleiros Templários , perseguida pelo papa sob acusação de heresia (1314), que foi acolhida pelo rei D. Diniz . Em 1317, foi fundada a Ordem de Cristo que passou a utilizar parte das riquezas dos Templários , para financiar os empreendimentos marítimos portugueses
  6. 6. Causas do Pioneirismo Português <ul><li>A união entre a burguesia e o poder real na Revolução de Avis , fizeram de Portugal a primeira monarquia nacional unificada , da Europa </li></ul><ul><li>O posicionamento geográfico permitindo o rápido acesso ao Mediterrâneo e às rotas comerciais do Mar do Norte </li></ul><ul><li>Uma vasta experiência na navegação costeira </li></ul>
  7. 7. Causas do Pioneirismo Português A paixão pelo mar do Príncipe Infante D. Henrique , Mestre da Ordem de Cristo (Templários) , estimulou e patrocinou o surgimento de um centro de estudos náuticos ao sul de Portugal, na região de Sagres (1417) D. Henrique , o Navegador
  8. 8. Causas do Pioneirismo Português O desenvolvimento das técnicas náuticas - bússola , astrolábio , caravela , permitiu que os portugueses desafiassem as teorias sobre o Mar Tenebroso , e conquistar Ceuta (1415), no Norte da África, iniciando o chamado Périplo Africano
  9. 9. Acerca dos fatores que fizeram de Portugal o pioneiro no processo das Grandes Navegações, examine as afirmativas a seguir: I. Precoce centralização política que, a partir de 1143, fez do rei um elemento fundamental na condução do projeto expansionista luso. II. O enriquecimento da burguesia mercantil lusa, a partir dos contatos com o mar do Norte e com a Itália. III. Voltado para o Mediterrâneo, Portugal assumiu uma privilegiada posição geográfica que o levaria mais facilmente ao Oriente Médio de onde vinham as especiarias. IV. Existência de um avançado centro de estudos de navegação comandado pelo infante Dom Henrique, conhecido como Escola de Sagres. Estão CORRETOS os itens a) I e II, somente b) II, III, e IV c) II e IV, somente d) III e IV, somente e) I, II e IV
  10. 10. Ceuta 1413/15 C. Bojador 1434 Gil Eanes Congo 1483 Diogo Cão C. das Tormentas 1488 Bartolomeu Dias O Périplo Africano Calicute 1498 Vasco da Gama Costa da Guiné 1462 Pedro Sintra
  11. 11. O Descobrimento da América <ul><li>Em 1480, os portugueses firmaram o Tratado de Toledo , restringindo a navegação espanhola à latitude das Ilhas Canárias. </li></ul><ul><li>Acreditando na esfericidade da Terra , o genovês Cristóvão Colombo navegou em direção ao Oeste, pretendendo chegar ao Oriente. </li></ul>
  12. 12. No dia 12 de Outubro de 1492, Colombo chegou a Ilha de Guaanani (S. Domingos), acreditando ter chegado às Índias no Oriente ROTA IDEALIZADA POR COLOMBO
  13. 13. Tratados Atlânticos <ul><li>Reivindicando o direito de primazia sobre o Oceano , os portugueses exigiram que a Espanha aceitasse uma partilha do Atlântico </li></ul><ul><li>Em 1493 e 1494, foram firmados dois acordos que evitaram um conflito aberto, entre as duas monarquias . </li></ul>
  14. 14. Cabo Verde 100 leg 370 leg Bula Inter Coetera - 1493 Tratado de Tordesillas - 1494 Os portugueses rejeitaram a Bula de 1493, por considerarem prejudicial as suas rotas africanas
  15. 15. O Descobrimento do Brasil <ul><li>Em 1498, Portugal enviou secretamente ao Atlântico, uma expedição liderada por Duarte Pacheco Pereira , Cavaleiro da Ordem de Cristo. O navegador teria explorado a foz do rio Amazonas e o litoral do Maranhão. </li></ul><ul><li>Em 9 de março de 1500, o rei D. Manuel armou a maior expedição oceânica portuguesa , com 13 navios sob o comando militar de Pedro Álvares Cabral , Mestre da Ordem de Cristo . </li></ul>
  16. 16. O Descobrimento do Brasil <ul><li>A missão de Cabral era garantir a posição de Portugal no Atlântico Sul, e confirmar a rota de Vasco da Gama. </li></ul>
  17. 17. O Descobrimento do Brasil <ul><li>Na Carta de Pero Vaz de Caminha , foi relatado que o novo domínio português tinha bons solos, todavia, os nativos não cultivavam nem praticavam o pastoreio </li></ul><ul><li>Não foi observada a presença de metais preciosos. </li></ul><ul><li>As questões levantadas sobre a casualidade ou intencionalidade do Descobrimento do Brasil, relacionaram-se em grande parte à Política dos Arcanos (segredos), que caracterizava as grandes expedições oceânicas. </li></ul>

×