<ul><li>Governo Provisório (1889 – 1891) </li></ul><ul><li>Liderança do Mal. D. da Fonseca </li></ul><ul><li>República Fed...
<ul><li>Política emissionista desencadeada pelo Ministro da Fazenda, Rui Barbosa </li></ul><ul><li>Objetivos: </li></ul><u...
<ul><li>Especulação financeira </li></ul><ul><li>Desvalorização da moeda </li></ul><ul><li>Inflação </li></ul><ul><li>Apes...
<ul><li>24.02.1891 </li></ul><ul><li>Inspirada na Constituição dos EUA </li></ul><ul><li>Forma de governo republicana fede...
<ul><li>25.02.91: Vitória de Deodoro em  eleição indireta . </li></ul><ul><li>O centralismo e a proximidade com políticos ...
<ul><li>1891 </li></ul><ul><li>03/11: veto de Deodoro à  Lei de Responsabilidades do Presidente. </li></ul><ul><li>13/11: ...
Da Ditadura de Floriano Peixoto   <ul><li>Apoiado nos republicanos radicais do Exército (apelidados  jacobinos ) e nos caf...
Da Ditadura de Floriano Peixoto   <ul><li>A Revolução Federalista e a 2ª Revolta da Esquadra:   Desde 1892, as tensões ent...
Da Ditadura de Floriano Peixoto   <ul><li>O Surgimento do FLORIANISMO :   Com um estilo sóbrio, moralista e inflexível, Fl...
A POLÍTICA DOS GOVERNADORES <ul><li>Campos Sales (1898-1902) - Idealizou o sistema que permitia um relativo controle do pr...
A Comissão Verificadora de Poderes ou Diplomas <ul><li>Graças à poderosa Comissão,  os governos estaduais controlavam os e...
A união entre a oligarquia mais rica... e o Colégio Eleitoral mais populoso, resultou na  Política do...A Café  (S. Paulo)...
O Governo de Prudente José de Morais Barros 1894/1898 <ul><li>Foi o  1º presidente civil , eleito pelo voto direto, no Bra...
Nordeste Rebelde A miséria, a opressão dos coronéis e o fanatismo religioso, uniram-se as transformações autoritárias da R...
O MISTICISMO RURAL <ul><li>O Milenarismo:  Crença no   fim do mundo ,   que se amplia nas viradas dos séculos ou milênios....
A Guerra de Canudos 1896/97 Em 1893, Antônio Mendes Vicente Maciel, o  Beato Conselheiro,  rebelou-se contra a cobrança de...
A Guerra de Canudos <ul><li>Em 1896, a comunidade chegava a 5000 casas e 36000 habitantes </li></ul><ul><li>Temendo a difu...
O Fim de Canudos <ul><li>O fracasso da 3ª expedição contra Canudos, encabeçada pelo Cap. Moreira César, mobilizou a opiniã...
O Estado de Sítio <ul><li>Em fins de 1897, durante a cerimônia de condecoração dos combatentes de Canudos, uma tentativa d...
Campos Salles – 1898-1902 <ul><li>Reforma Econômica:  Funding Loan </li></ul><ul><li>Consolidação da Dívida Externa brasil...
Campos Salles – 1898 -1902 <ul><li>O  Saneamento Financeiro  e a anulação do Encilhamento: </li></ul><ul><li>Através do Mi...
Rodrigues Alves  1902-1906 O  Governo da Saúde <ul><li>Foi beneficiado pela estabilidade econômica estruturada no governo ...
<ul><li>Em 1904, o médico sanitarista  Oswaldo Cruz  conseguiu que fosse aprovada no Congresso,  a Lei da Vacinação Obriga...
A Revolta da Vacina - 1904 <ul><li>Empurrada para fora de suas habitações e desrespeitada na sua integridade física pela v...
<ul><li>Desde 1870, a região amazônica tornara-se um foco de riquezas com a exploração da borracha. </li></ul><ul><li>Com ...
A Convenção de Taubaté (1906) <ul><li>Diante da recessão mundial da última década do séc. XIX, o Brasil acumulou 16 milhõe...
Afonso Augusto Moreira Pena 1906-1909 <ul><li>Conhecido como o  Governo da Integração   </li></ul><ul><li>As decisões do  ...
As Relações Internacionais   <ul><li>Em abril de 1907, foram fixados os limites territoriais com a Colômbia  </li></ul><ul...
Nilo Procópio Peçanha 1909-1910 <ul><li>Era do RJ e foi empossado em junho de 1909 para cumprir o mandato presidencial, co...
A Primeira Crise do Pacto Oligárquico (1910)   <ul><li>Paulistas e mineiros desentenderam-se na sucessão presidencial: fra...
As Revoltas da Chibata (1910) e de Juazeiro (1911-14) <ul><li>Contra os castigos corporais na Armada, rebelou-se um grupo ...
<ul><li>A Guerra do Contestado 1912/16 </li></ul><ul><li>Foi um conflito que envolveu o fanatismo religioso (sebastianismo...
O Crescimento Industrial A industrialização fez-se, principalmente, pela ação de capitais estrangeiros ou através do redir...
O Movimento Operário Influenciado pela liderança dos imigrantes anarquistas, o operariado brasileiro, formado principalmen...
O TENENTISMO <ul><li>O tenentismo foi um movimento de militares provenientes das camadas médias urbanas, herdeiros da trad...
Características do Tenentismo <ul><li>Rejeição aos mecanismos da República Velha: </li></ul><ul><li>Coronelismo </li></ul>...
A REVOLTA DO FORTE COPACABANA Em julho de 1922, um grupo de militares rebelaram-se exigindo a renúncia do presidente recém...
Revolta do Gen. Isidoro Dias Lopes - 1924 Em S. Paulo as tensões entre os militares e o governo oligárquico, também explod...
A   Coluna Prestes 1925-27 Partindo do RS, um grupo de combatentes liderados pelo Cap. Luís Carlos Prestes,  o Cavaleiro d...
O que será que um  cabra  feio igual a esse, fez pra arrumar uma Maria Bonita? Óxente, mai Lóvi? Tanquiú. Desorientado por...
Aproveitando-se do clima de tensão política, o presidente  Artur Bernardes  (1922/26), exerceu seu mandato sob  Estado de ...
A SEMANA DE ARTE MODERNA DE 1922 <ul><li>Influenciados pelas vanguardas européias, intelectuais brasileiros como Manuel Ba...
O FIM DA REPÚBLICA OLIGÁRQUICA <ul><li>Durante o governo de Washington Luís (1926-30), a crise econômica mundial agravou-s...
Crise do Pacto Oligárquico Na tentativa de garantir os interesses político-econômicos paulistas, W. Luís não apoiou o cand...
AS ELEIÇÕES DE 1930 <ul><li>Seguindo o modelo das votações anteriores, a fraude eleitoral foi marcante. </li></ul><ul><li>...
A MORTE DE JOÃO PESSOA Em 26 de julho de 1930, J. Pessoa, Vice de Vargas, foi assassinado em Recife por João Dantas. Embor...
<ul><li>“ Façamos a revolução antes que o povo a faça” – Com esta frase Antônio Carlos de Andrada advertia seus partidário...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

18 Rep da Espada ao Golpe De 30

4.120 visualizações

Publicada em

Roteiro sobre os aspectos político-sociais relevantes da chamada República Velha (1889-1930)

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.120
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
251
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

18 Rep da Espada ao Golpe De 30

  1. 1. <ul><li>Governo Provisório (1889 – 1891) </li></ul><ul><li>Liderança do Mal. D. da Fonseca </li></ul><ul><li>República Federativa </li></ul><ul><li>Separação do Estado da Igreja </li></ul><ul><li>Fim do Senado Vitalício </li></ul><ul><li>Transformação das Províncias em Estados </li></ul><ul><li>Grande Naturalização </li></ul>A REPÚBLICA DA ESPADA Os estrangeiros que quisessem preservar sua nacionalidade, poderiam recorrer. www.almanack.pro.br
  2. 2. <ul><li>Política emissionista desencadeada pelo Ministro da Fazenda, Rui Barbosa </li></ul><ul><li>Objetivos: </li></ul><ul><li>Incentivar a criação de novas empresas através da liberação de créditos </li></ul><ul><li>Cobrir os gastos públicos </li></ul>O ENCILHAMENTO www.almanack.pro.br
  3. 3. <ul><li>Especulação financeira </li></ul><ul><li>Desvalorização da moeda </li></ul><ul><li>Inflação </li></ul><ul><li>Apesar dos prejuízos algumas empresas efetivamente foram criadas. </li></ul>A CRISE DO ENCILHAMENTO www.almanack.pro.br
  4. 4. <ul><li>24.02.1891 </li></ul><ul><li>Inspirada na Constituição dos EUA </li></ul><ul><li>Forma de governo republicana federativa presidencialista </li></ul><ul><li>Ampla autonomia dos Estados </li></ul><ul><li>Voto não-secreto, direto, homens, alfabetizados , maiores de 21 anos </li></ul><ul><li>Excluíam-se mendigos, religiosos de ofício </li></ul>A PRIMEIRA CONSTITUIÇÃO REPUBLICANA www.almanack.pro.br
  5. 5. <ul><li>25.02.91: Vitória de Deodoro em eleição indireta . </li></ul><ul><li>O centralismo e a proximidade com políticos monarquistas - Ministério dos Encapotados , descontentava as oligarquias estaduais. </li></ul><ul><li>Fracasso da Política do Encilhamento . </li></ul>A CRISE DO GOVERNO DE DEODORO www.almanack.pro.br
  6. 6. <ul><li>1891 </li></ul><ul><li>03/11: veto de Deodoro à Lei de Responsabilidades do Presidente. </li></ul><ul><li>13/11: Dissolução do Congresso e oposição do governador Lauro Sodré. </li></ul><ul><li>22/11: greve na ferrovia. </li></ul><ul><li>23/11: o Almte. Custódio de Melo ameaça bombardear o RJ. </li></ul><ul><li>Renúncia de Deodoro </li></ul>A REVOLTA DA ARMADA www.almanack.pro.br
  7. 7. Da Ditadura de Floriano Peixoto <ul><li>Apoiado nos republicanos radicais do Exército (apelidados jacobinos ) e nos cafeicultores paulistas, Floriano decretou uma Lei Extraordinária que lhe garantia o cumprimento do mandato presidencial, mesmo que não tivesse sido cumprida a metade do mesmo, pelo titular eleito. </li></ul>
  8. 8. Da Ditadura de Floriano Peixoto <ul><li>A Revolução Federalista e a 2ª Revolta da Esquadra: Desde 1892, as tensões entre as lideranças centralistas do RS, reunidas em torno de Júlio de Castilhos (“ pica-paus ”), leal a Floriano, explodiram em uma revolta liderada por Silveira Martins e Gumercindo Saraiva, líderes dos federalistas ou maragatos , que exigiam maior autonomia política para a região. No ano seguinte eclodiu a 2ª Rev. da Esquadra ou Armada que, sem o apoio absoluto das forças militares, do RJ rumou para SC, onde os partidários de Floriano venceram seus opositores na Marinha na Ilha do Desterro, atual Florianópolis. </li></ul>
  9. 9. Da Ditadura de Floriano Peixoto <ul><li>O Surgimento do FLORIANISMO : Com um estilo sóbrio, moralista e inflexível, Floriano foi apelidado por seus adversários A Esfinge . Sua fidelidade a causa republicana e ao desejo de modernizar o país, criou em torno do Marechal de Ferro, uma espécie de mito que sobreviveu a sua morte prematura. </li></ul>
  10. 10. A POLÍTICA DOS GOVERNADORES <ul><li>Campos Sales (1898-1902) - Idealizou o sistema que permitia um relativo controle do processo político, pelas oligarquias estaduais dominantes. </li></ul><ul><li>Através de uma cadeia complexa de favores, os coronéis eram beneficiados manipulando os processos eleitorais, através da fraude ou do “cabresto eleitoral” , já que voto era aberto </li></ul><ul><li>Os Estados mais ricos e de maior número de votantes, passavam a controlar a política federal </li></ul>www.almanack.pro.br
  11. 11. A Comissão Verificadora de Poderes ou Diplomas <ul><li>Graças à poderosa Comissão, os governos estaduais controlavam os efeitos das eleições, detendo o avanço das oligarquias dissidentes, através da ação política. </li></ul><ul><li>Os deputados oposicionistas eram “degolados” através da fraude nas atas de votação. </li></ul>www.almanack.pro.br
  12. 12. A união entre a oligarquia mais rica... e o Colégio Eleitoral mais populoso, resultou na Política do...A Café (S. Paulo) Com Leite (M. Gerais ) Nóis num vê a hora de ir prá Guarapari Eita marzão Bão da Praia Do Morro,sô www.almanack.pro.br
  13. 13. O Governo de Prudente José de Morais Barros 1894/1898 <ul><li>Foi o 1º presidente civil , eleito pelo voto direto, no Brasil </li></ul><ul><li>Ocupou-se com a pacificação e com a busca do equilíbrio das finanças nacionais. </li></ul><ul><li>Seus maiores desafios políticos seriam a pacificação da Revolução Federalista, a Guerra de Canudos no sertão baiano, e a resistência da oposição dos militares florianistas também apelidados jacobinos . </li></ul>www.almanack.pro.br
  14. 14. Nordeste Rebelde A miséria, a opressão dos coronéis e o fanatismo religioso, uniram-se as transformações autoritárias da República, provocando reações violentas das populações rurais. www.almanack.pro.br
  15. 15. O MISTICISMO RURAL <ul><li>O Milenarismo: Crença no fim do mundo , que se amplia nas viradas dos séculos ou milênios. </li></ul><ul><li>O Messianismo: Crença no retorno de um Salvador . No caso da Revolta de Canudos, o inspirador da crença foi o mito do rei português desaparecido, D. Sebastião. </li></ul>www.almanack.pro.br
  16. 16. A Guerra de Canudos 1896/97 Em 1893, Antônio Mendes Vicente Maciel, o Beato Conselheiro, rebelou-se contra a cobrança de impostos e a imposição do casamento civil, fundando a comunidade do Belo Monte , ‘as margens do rio Vaza-barris (BA). A economia era coletivizada e a moral severa. www.almanack.pro.br
  17. 17. A Guerra de Canudos <ul><li>Em 1896, a comunidade chegava a 5000 casas e 36000 habitantes </li></ul><ul><li>Temendo a difusão do exemplo de Canudos, os grandes latifundiários usaram as críticas contra a República feitas pelo Conselheiro , para justificar a ação do Exército contra um movimento supostamente político, de caráter monarquista. </li></ul>www.almanack.pro.br
  18. 18. O Fim de Canudos <ul><li>O fracasso da 3ª expedição contra Canudos, encabeçada pelo Cap. Moreira César, mobilizou a opinião pública e tornou crítica a posição de P. de Morais, afastado da presidência por questões de saúde, e provisoriamente substituído por seu vice e também adversário, Manuel Vitorino. </li></ul><ul><li>P. Morais retomou o poder e ordenou um ataque maciço de mais de 5000 soldados, utilizando-se também de poderosos canhões. Assim o Belo Monte foi arrasado. </li></ul>www.almanack.pro.br
  19. 19. O Estado de Sítio <ul><li>Em fins de 1897, durante a cerimônia de condecoração dos combatentes de Canudos, uma tentativa de assassinato contra Prudente de Morais, acarretou a morte do Min. da Guerra, o Mal. Carlos Bittencourt. </li></ul><ul><li>P. Morais aproveitou para incriminar publicamente os florianistas, e decretar o estado e sítio, até sua sucessão em 1898. </li></ul>www.almanack.pro.br
  20. 20. Campos Salles – 1898-1902 <ul><li>Reforma Econômica: Funding Loan </li></ul><ul><li>Consolidação da Dívida Externa brasileira: Através da consecução de um empréstimo de £: 10 milhões, três anos de moratória, mais dez anos para pagar o novo empréstimo. </li></ul><ul><li>As rendas alfandegárias eram entregues como garantia. </li></ul>www.almanack.pro.br
  21. 21. Campos Salles – 1898 -1902 <ul><li>O Saneamento Financeiro e a anulação do Encilhamento: </li></ul><ul><li>Através do Ministro da Fazenda Joaquim Murtinho , o governo retirou um grande volume de moedas que se encontravam em circulação – cédulas foram incineradas - e limitou os investimentos públicos e o crédito. </li></ul>www.almanack.pro.br
  22. 22. Rodrigues Alves 1902-1906 O Governo da Saúde <ul><li>Foi beneficiado pela estabilidade econômica estruturada no governo anterior. </li></ul><ul><li>O Rio de Janeiro era conhecido como Túmulo dos Estrangeiros . </li></ul><ul><li>Este fato devia-se ao aspecto ainda colonial da Capital da República, repleta de lagoas, manguezais, becos e aterros inacabados. </li></ul><ul><li>Amontoada em cortiços e casas-de-cômodos, a população carioca vivia próxima da zona portuária, expondo-se aos mosquitos, ratos e doenças. </li></ul>www.almanack.pro.br
  23. 23. <ul><li>Em 1904, o médico sanitarista Oswaldo Cruz conseguiu que fosse aprovada no Congresso, a Lei da Vacinação Obrigatória contra a varíola e a febre amarela . </li></ul><ul><li>O prefeito do Capital Federal, Pereira Passos , apelidado o Bota-abaixo, iniciou uma seqüência de demolições que serviriam para abrir a monumental Avenida Central </li></ul>www.almanack.pro.br A idéia era destruir a aparência insalubre da Capital Federal, demolindo as habitações populares. Assim como, seria lançada uma poderosa campanha de erradicação das doenças e seus transmissores.
  24. 24. A Revolta da Vacina - 1904 <ul><li>Empurrada para fora de suas habitações e desrespeitada na sua integridade física pela vacinação obrigatória, a população pobre do Centro do RJ, insuflada pelo Cel. Lauro Sodré, inimigo político de R. Alves, iniciou uma rebelião. </li></ul><ul><li>Aproveitando-se da situação, oficiais florianistas sublevaram o Forte da Praia Vermelha, tentando forçar a renúncia do presidente. </li></ul>A revolta deixava claro os limites da modernização conservadora www.almanack.pro.br
  25. 25. <ul><li>Desde 1870, a região amazônica tornara-se um foco de riquezas com a exploração da borracha. </li></ul><ul><li>Com grave seca e 1877 um grande número de nordestinos migrou para os seringais, passando a ocupar terras bolivianas. O governo boliviano arrendou o território para uma companhia dos EUA, como forma de tentar assegurar o território. </li></ul><ul><li>Mobilizados por Plácido de Castro, caudilho de origem sulista, os seringueiros proclamaram a adesão do Acre ao Brasil. Pelo Tratado e Petrópolis , o Acre foi incorporado ao Brasil em troca da construção de uma ferrovia ( Madeira-Mamoré) que, através dos rios amazônicos, daria a Bolívia um acesso ao mar. Doenças, índios e o terreno hostil tanto atrasaram a conclusão da ferrovia, que a mesma tornou-se improdutiva. </li></ul>A Questão do Acre -1903 www.almanack.pro.br
  26. 26. A Convenção de Taubaté (1906) <ul><li>Diante da recessão mundial da última década do séc. XIX, o Brasil acumulou 16 milhões de sacas de café acima da demanda global. </li></ul><ul><li>SP, RJ e MG decidiram que seus estados deveriam comprar os estoques excedentes. </li></ul><ul><li>Seria criada uma Caixa de Conversão para manter o câmbio em baixa, e se faria um empréstimo de £ 15 milhões. </li></ul><ul><li>R. Alves negou-se a atender a nova resolução, mantendo sua política econômica anti-inflacionária. </li></ul>www.almanack.pro.br
  27. 27. Afonso Augusto Moreira Pena 1906-1909 <ul><li>Conhecido como o Governo da Integração </li></ul><ul><li>As decisões do Convênio de Taubaté foram finalmente implementadas. </li></ul><ul><li>Foi o 1º mineiro na presidência. </li></ul><ul><li>Interligação ferroviária entre SP-RS-RJ-ES. </li></ul><ul><li>Incentivo a vinda de colonos italianos e japoneses. Seu lema era “ Governar é povoar !” </li></ul>www.almanack.pro.br
  28. 28. As Relações Internacionais <ul><li>Em abril de 1907, foram fixados os limites territoriais com a Colômbia </li></ul><ul><li>Ruy Barbosa representou o Brasil na Segunda Conferência Internacional de Paz, em Haia . </li></ul><ul><li>Em 1909 foi elaborado o projeto do Pacto ABC: tentativa de formar um esquema de não-agressão, entendimento e cooperação entre Argentina, Brasil e Chile </li></ul><ul><li>Em junho desse ano Afonso Pena veio a falecer </li></ul>www.almanack.pro.br
  29. 29. Nilo Procópio Peçanha 1909-1910 <ul><li>Era do RJ e foi empossado em junho de 1909 para cumprir o mandato presidencial, conforme previsto pela Constituição. </li></ul><ul><li>Durante sua administração foi organizado o Serviço de Proteção ao Índio , graças à atuação do Mal. Cândido Rondon , e a Escola Técnica Federal . </li></ul>
  30. 30. A Primeira Crise do Pacto Oligárquico (1910) <ul><li>Paulistas e mineiros desentenderam-se na sucessão presidencial: fracasso da Política do Café-com-Leite: </li></ul><ul><li>MG aliou-se ao RS e apoiou a candidatura do Mal. Hermes da Fonseca. SP ligou-se a BA, apoiando a candidatura do advogado Ruy Barbosa, destacado por sua atuação na Conferência de Haia – o Águia de Haia . Ruy Barbosa lançou a Campanha Civilista buscando desmoralizar o militarismo de Hermes da Fonseca, tornando-se o virtual candidato das camadas médias urbanas. </li></ul><ul><li>O Mal. Hermes apresentou a sua Política das Salvações , prometendo acabar com a influências das oligarquias. Venceu a 1ª eleição presidencial verdadeiramente disputada da República Velha . </li></ul>
  31. 31. As Revoltas da Chibata (1910) e de Juazeiro (1911-14) <ul><li>Contra os castigos corporais na Armada, rebelou-se um grupo de marinheiros liderados pelo Cabo João Cândido . À frente do encouraçado Minas Gerais, o Almirante Negro exigiu o fim dos maus tratos na Marinha. </li></ul>Aproveitando-se da fama de milagreiro e protetor dos pobres, o Pe. Cícero Romão Batista, o Padim Ciço , tornou-se prefeito de Juazeiro. Influenciou a população sertaneja no sentido de opor-se à Política das Salvações do governo federal, a mando do senador Pinheiro Machado.
  32. 32. <ul><li>A Guerra do Contestado 1912/16 </li></ul><ul><li>Foi um conflito que envolveu o fanatismo religioso (sebastianismo) e a resistência dos camponeses às imposições republicanas. </li></ul><ul><li>O estopim da guerra foi a concessão feita à uma empresa norte-americana, responsável pela ferrovia SP-RS e detentora dos direitos de exploração de madeira na região conflagrada. </li></ul><ul><li>O abandono da ferrovia deixou 8000 desempregados e muita tensão. </li></ul><ul><li>O governo recorreu ao uso da aviação militar </li></ul>
  33. 33. O Crescimento Industrial A industrialização fez-se, principalmente, pela ação de capitais estrangeiros ou através do redirecionamento de capitais investidos na agricultura. A I Grande Guerra (1914/18) estimulou a substituição de importações
  34. 34. O Movimento Operário Influenciado pela liderança dos imigrantes anarquistas, o operariado brasileiro, formado principalmente por ex-lavradores, iniciou uma luta pela conquista da regulamentação do trabalho fabril Em 1922, sob a influência da vitória da Revolução Bolchevique, foi fundado o PCB.
  35. 35. O TENENTISMO <ul><li>O tenentismo foi um movimento de militares provenientes das camadas médias urbanas, herdeiros da tradição do soldado-cidadão consolidada pela influência do positivismo, na Escola Militar de Realengo – RJ. </li></ul>
  36. 36. Características do Tenentismo <ul><li>Rejeição aos mecanismos da República Velha: </li></ul><ul><li>Coronelismo </li></ul><ul><li>Voto de Cabresto (não-secreto) </li></ul><ul><li>Pacto Oligárquico </li></ul><ul><li>Exclusão Política do Exército </li></ul><ul><li>Defendiam uma reforma autoritária do Estado </li></ul><ul><li>O tenentismo não tinha uma ideologia clara ou minimamente consistente. </li></ul>
  37. 37. A REVOLTA DO FORTE COPACABANA Em julho de 1922, um grupo de militares rebelaram-se exigindo a renúncia do presidente recém-eleito Artur Bernardes. Decididos a enfrentar as tropas governistas até a morte, 17 militares e um civil, formaram o grupo dos “18 do Forte”.
  38. 38. Revolta do Gen. Isidoro Dias Lopes - 1924 Em S. Paulo as tensões entre os militares e o governo oligárquico, também explodiram em um violento movimento armado.
  39. 39. A Coluna Prestes 1925-27 Partindo do RS, um grupo de combatentes liderados pelo Cap. Luís Carlos Prestes, o Cavaleiro da Esperança , uniu-se a elementos da Coluna Paulista de 1924 e percorreu 20 000 km, enfrentou as tropas governistas mais de 50 vezes, até que o movimento arrefeceu e dispersou-se entrando na Bolívia.
  40. 40. O que será que um cabra feio igual a esse, fez pra arrumar uma Maria Bonita? Óxente, mai Lóvi? Tanquiú. Desorientado por não conseguir derrotar Prestes, o governo do Ceará encomendou ao Pe. Cícero a missão de contratar Lampião, para atacar a Coluna.
  41. 41. Aproveitando-se do clima de tensão política, o presidente Artur Bernardes (1922/26), exerceu seu mandato sob Estado de Sítio , aumentando ainda mais o desgaste da República dos Coronéis.
  42. 42. A SEMANA DE ARTE MODERNA DE 1922 <ul><li>Influenciados pelas vanguardas européias, intelectuais brasileiros como Manuel Bandeira, Oswald e Mário de Andrade, Di Cavalcante, Tarsila do Amaral, Pagú , Anita Malfati e Villa-Lobos, iniciaram um movimento de valorização das manifestações da cultura e da estética nacional. </li></ul>
  43. 43. O FIM DA REPÚBLICA OLIGÁRQUICA <ul><li>Durante o governo de Washington Luís (1926-30), a crise econômica mundial agravou-se, interferindo diretamente sobre o poder das oligarquias brasileiras. </li></ul><ul><li>A partir de 1927, o governo passou a reprimir mais duramente o movimento operário, com base na Lei Celerada : A Questão Social é caso de polícia. </li></ul>
  44. 44. Crise do Pacto Oligárquico Na tentativa de garantir os interesses político-econômicos paulistas, W. Luís não apoiou o candidato mineiro à presidência, Antônio Carlos de Andrada. Aliando-se à oligarquia oposicionista, A.C. de Andrada compôs com Getúlio Vargas (RS) e João Pessoa (PB) a Aliança Liberal
  45. 45. AS ELEIÇÕES DE 1930 <ul><li>Seguindo o modelo das votações anteriores, a fraude eleitoral foi marcante. </li></ul><ul><li>A despeito das promessas de campanha de Vargas – Voto feminino e secreto, leis trabalhistas, estímulo à industrialização – o candidato governista, J. Prestes e o seu vice baiano, Vital Soares, foram os vencedores. </li></ul>
  46. 46. A MORTE DE JOÃO PESSOA Em 26 de julho de 1930, J. Pessoa, Vice de Vargas, foi assassinado em Recife por João Dantas. Embora o episódio estivesse ligado a uma vingança pessoal, os freqüentes choques do governador paraibano com as oligarquias ligadas a W. Luís, deram ao crime um perfil nitidamente político. Esse fato somou-se à degola dos deputados eleitos em Minas e na Paraíba.
  47. 47. <ul><li>“ Façamos a revolução antes que o povo a faça” – Com esta frase Antônio Carlos de Andrada advertia seus partidários da necessidade de uma ação imediata. </li></ul><ul><li>A 3 de outubro partia do Sul o movimento liderado pelo Gen. Góes Monteiro, apoiado na ação de Juarez Távora no Nordeste. </li></ul><ul><li>Vargas partiu para o RJ, com apoio dos Tenentes, e assumiu o governo a 3 de novembro. </li></ul>

×