SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 13
Baixar para ler offline
Idade Moderna
As Grandes Navegações
Expansão comercial e marítima
• A expansão portuguesa:
• Durante o renascimento comercial do século XIV a navegação ocupou um lugar de prioridade,
principalmente no Mediterrâneo.
• Através da transformação científica e mental do homem, este descobriu que a Terra não era
plana e que neste planeta existiam outras porções de terra e outros povos.
• Houve mudança do eixo comercial: do Mediterrâneo para o “Mar Tenebroso” – Oceano
Atlântico.
• O Mar Mediterrâneo estava controlado pelos italianos – este fato encarecia os produtos quando
difundidos pelo continente europeu.
• Este comércio Europa – Oriente levou grande parte do ouro europeu, gerando escassez de
moeda e alta dos preços.
• Houve a necessidade de buscar novas fontes de riqueza, assim como uma nova rota para as
Índias
Por que Portugal?
• Centralização política – concentração de recursos.
• Revolução de Avis – Estado centralizado + burguesia mercantil.
• Localização geográfica – Portugal estava entre as principais rotas marítimas
do Atlântico e do Mediterrâneo.
• Por ser um país litorâneo, a navegação sempre foi um meio de vida.
• Estímulo ao empreendimento náutico pelo Estado – desenvolvimento de
novas técnicas de navegação. *Escola de Sagres (centro de estudos e de
desenvolvimento de técnicas navais, fundada pelo infante - filho do rei, mas
não herdeiro do trono - d. Henrique).
• Não há certezas sobre a escola de Escola de Sagres, o que se sabe é que Sagres, ao sul,
foi um entreposto comercial importante onde navegadores se reuniam, um lugar de
troca de conhecimentos.
• Aperfeiçoamento das caravelas, uso da bússola e astrolábio.
• 1415: Portugal conquista Ceuta, posto comercial muçulmano no norte da África.
• CEUTA: além de interesses mercantis, interesses religiosos, pois era um reduto muçulmano e era de lá que
partiam os ataques árabes ao Mediterrâneo.
• 1425: Ilha da Madeira.
• 1427: Açores
• 1434: Cabo do Bojador
• 1436 - 1453: Guiné
• OBS: 1453: Constantinopla foi tomada pelos turcos, o que significou o fim do comércio com a Europa.
• 1488: Chegada de Bartolomeu Dias ao “Cabo das Tormentas” que será rebatizado de “Cabo da Boa
Esperança”. Acreditavam ser este o ponto mais ao sul do continente africano. Contorná-lo significava
que a África poderia ser vencida e que era possível chegar ao Oriente por um novo caminho.
• 1498: Vasco da Gama funda as primeiras feitorias portuguesas nas Índias, em Calicute.
Expansão Espanhola
• 1492: 1ª navegação espanhola, quando o navegador genovês, Colombo,
chegou à América Central (12/10/1492)
• “Atraso” em relação à Portugal:
• Fragmentação em 4 reinos: Castela, Leão, Navarra e Aragão. Somente em 1463,
com o casamento do rei Fernando de Aragão e Isabel, rainha de Castela, teremos
unidade política. Conflito com os árabes até 1492, quando se dá a reconquista da
região de Granada.
• 1480: Tratado de Toledo entre Portugal e Espanha, onde assegurava aos
espanhóis a posse de todas as terras descobertas ou a se descobrir ao norte das
ilhas Canárias e aos portugueses, ao sul. *Portugueses com a única rota possível
para as Índias.
• Colombo, italiano, por isso ligado ao pensamento renascentista, acreditava na
teoria heliocêntrica de Galileu, além da teoria de que a Terra era esférica, ou
seja, navegando-se em linha reta, retornar-se-ia ao ponto de partida. Logo,
seria possível ir para às Índias pelo Ocidente.
• O governo espanhol lhe deu 3 caravelas. 12/10/1492: Colombo chega as Ilhas
Guanaani, atual São Salvador.
Tratados de limites
• 1493: Bula Inter Coetera (os reis espanhóis + papa Alexandre VI).
• Limite de 100 léguas a oeste de Cabo Verde para Espanha e a leste para
Portugal.
• Oposição portuguesa
• 1494: Tratado de Tordesilhas: 370 léguas à oeste de Cabo Verde.
• Portugal: tomar para si o domínio da rota para as Índias (entre outras teorias
sobre o conhecimento ou não de terras).
As Grandes Navegações - Expansão portuguesa e espanhola no século XV

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

1.as grandes navegações
1.as grandes navegações1.as grandes navegações
1.as grandes navegaçõesvaldeck1
 
G R A N D E S N A V E G AÇÕ E S E N E R G
G R A N D E S  N A V E G AÇÕ E S  E N E R GG R A N D E S  N A V E G AÇÕ E S  E N E R G
G R A N D E S N A V E G AÇÕ E S E N E R Gguest991a823b
 
A expansão marítima
A expansão marítimaA expansão marítima
A expansão marítimaNuno Eusébio
 
Expansão marítima ou Grandes Navegações
Expansão marítima ou Grandes NavegaçõesExpansão marítima ou Grandes Navegações
Expansão marítima ou Grandes NavegaçõesMarcia Fernandes
 
GRANDES NAVEGAÇÕES
GRANDES NAVEGAÇÕESGRANDES NAVEGAÇÕES
GRANDES NAVEGAÇÕESBruna Camargo
 
Expansão maritima e comercial europeia
Expansão maritima e comercial europeiaExpansão maritima e comercial europeia
Expansão maritima e comercial europeiaAdriana Gomes Messias
 
Grandes navegações e brasil colônia1
Grandes navegações e brasil colônia1Grandes navegações e brasil colônia1
Grandes navegações e brasil colônia1Bruna Evelin
 
Historia da Expansão Marítima e Comercial
Historia da Expansão Marítima e ComercialHistoria da Expansão Marítima e Comercial
Historia da Expansão Marítima e ComercialThaís Bozz
 
Expansão Maritima
Expansão MaritimaExpansão Maritima
Expansão Maritimaeiprofessor
 
Expansão marítima
Expansão marítimaExpansão marítima
Expansão marítimaNilton Sá
 

Mais procurados (20)

Grandes Navegações
Grandes NavegaçõesGrandes Navegações
Grandes Navegações
 
1.as grandes navegações
1.as grandes navegações1.as grandes navegações
1.as grandes navegações
 
G R A N D E S N A V E G AÇÕ E S E N E R G
G R A N D E S  N A V E G AÇÕ E S  E N E R GG R A N D E S  N A V E G AÇÕ E S  E N E R G
G R A N D E S N A V E G AÇÕ E S E N E R G
 
A expansão marítima
A expansão marítimaA expansão marítima
A expansão marítima
 
As Grandes Navegações
As Grandes NavegaçõesAs Grandes Navegações
As Grandes Navegações
 
As grandes navegações
As grandes navegaçõesAs grandes navegações
As grandes navegações
 
Expansão marítima ou Grandes Navegações
Expansão marítima ou Grandes NavegaçõesExpansão marítima ou Grandes Navegações
Expansão marítima ou Grandes Navegações
 
As Grandes Navegações
As Grandes NavegaçõesAs Grandes Navegações
As Grandes Navegações
 
GRANDES NAVEGAÇÕES
GRANDES NAVEGAÇÕESGRANDES NAVEGAÇÕES
GRANDES NAVEGAÇÕES
 
Expansão maritima e comercial europeia
Expansão maritima e comercial europeiaExpansão maritima e comercial europeia
Expansão maritima e comercial europeia
 
Expansão ultramarina
Expansão ultramarinaExpansão ultramarina
Expansão ultramarina
 
Grandes navegações e brasil colônia1
Grandes navegações e brasil colônia1Grandes navegações e brasil colônia1
Grandes navegações e brasil colônia1
 
Expansão Marítima
Expansão MarítimaExpansão Marítima
Expansão Marítima
 
Expansão maritima
Expansão maritimaExpansão maritima
Expansão maritima
 
Historia da Expansão Marítima e Comercial
Historia da Expansão Marítima e ComercialHistoria da Expansão Marítima e Comercial
Historia da Expansão Marítima e Comercial
 
Grandes navegações
Grandes navegaçõesGrandes navegações
Grandes navegações
 
Expansão Maritima
Expansão MaritimaExpansão Maritima
Expansão Maritima
 
Expansão marítima
Expansão marítimaExpansão marítima
Expansão marítima
 
As Grandes Navegações
As Grandes NavegaçõesAs Grandes Navegações
As Grandes Navegações
 
Expansão ultramarina
Expansão ultramarinaExpansão ultramarina
Expansão ultramarina
 

Semelhante a As Grandes Navegações - Expansão portuguesa e espanhola no século XV

Resumo sobre a expansão marítima portuguesa
Resumo sobre a expansão marítima portuguesaResumo sobre a expansão marítima portuguesa
Resumo sobre a expansão marítima portuguesarosivaldo_f_moreira
 
A Expansão marítima
A Expansão marítimaA Expansão marítima
A Expansão marítimacattonia
 
Portugal no século XV - Descobrimentos
Portugal no século XV - DescobrimentosPortugal no século XV - Descobrimentos
Portugal no século XV - Descobrimentos131121
 
286811943-A-Expansao-Maritima-Portuguesa.pdf
286811943-A-Expansao-Maritima-Portuguesa.pdf286811943-A-Expansao-Maritima-Portuguesa.pdf
286811943-A-Expansao-Maritima-Portuguesa.pdfDanielaPereira423586
 
Descobrimentos portugueses mip
Descobrimentos portugueses mipDescobrimentos portugueses mip
Descobrimentos portugueses mipCristina Alves
 
Expansão maritima 4 ano
Expansão maritima 4 anoExpansão maritima 4 ano
Expansão maritima 4 anoGilvan Aragão
 
A expansao portuguesa 01
A expansao portuguesa 01A expansao portuguesa 01
A expansao portuguesa 01borgia
 
A expansao portuguesa 01
A expansao portuguesa 01A expansao portuguesa 01
A expansao portuguesa 01borgia
 
8 aexpansaoportuguesa
8 aexpansaoportuguesa8 aexpansaoportuguesa
8 aexpansaoportuguesaR C
 
Expansão marítima européia
Expansão marítima européiaExpansão marítima européia
Expansão marítima européiaedna2
 
Plano grandes navegações tmp
Plano grandes navegações tmpPlano grandes navegações tmp
Plano grandes navegações tmpPéricles Penuel
 
A Expansão Marítima Europeia nos séculos XV e XVII
A Expansão Marítima Europeia nos séculos XV e XVIIA Expansão Marítima Europeia nos séculos XV e XVII
A Expansão Marítima Europeia nos séculos XV e XVIINiela Tuani
 
As Grandes Navegações - 7º Ano (2017)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2017)As Grandes Navegações - 7º Ano (2017)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2017)Nefer19
 
As Grandes Navegações (Descobrimento da América e do Brasil)
As Grandes Navegações (Descobrimento da América e do Brasil)As Grandes Navegações (Descobrimento da América e do Brasil)
As Grandes Navegações (Descobrimento da América e do Brasil)Marcos Mamute
 
A expansao portuguesa
A expansao portuguesaA expansao portuguesa
A expansao portuguesajosepinho
 

Semelhante a As Grandes Navegações - Expansão portuguesa e espanhola no século XV (20)

Resumo sobre a expansão marítima portuguesa
Resumo sobre a expansão marítima portuguesaResumo sobre a expansão marítima portuguesa
Resumo sobre a expansão marítima portuguesa
 
A Expansão marítima
A Expansão marítimaA Expansão marítima
A Expansão marítima
 
Portugal no século XV - Descobrimentos
Portugal no século XV - DescobrimentosPortugal no século XV - Descobrimentos
Portugal no século XV - Descobrimentos
 
286811943-A-Expansao-Maritima-Portuguesa.pdf
286811943-A-Expansao-Maritima-Portuguesa.pdf286811943-A-Expansao-Maritima-Portuguesa.pdf
286811943-A-Expansao-Maritima-Portuguesa.pdf
 
Descobrimentos portugueses mip
Descobrimentos portugueses mipDescobrimentos portugueses mip
Descobrimentos portugueses mip
 
Expansão maritima 4 ano
Expansão maritima 4 anoExpansão maritima 4 ano
Expansão maritima 4 ano
 
A expansao portuguesa 01
A expansao portuguesa 01A expansao portuguesa 01
A expansao portuguesa 01
 
A expansao portuguesa 01
A expansao portuguesa 01A expansao portuguesa 01
A expansao portuguesa 01
 
8 aexpansaoportuguesa
8 aexpansaoportuguesa8 aexpansaoportuguesa
8 aexpansaoportuguesa
 
Expansão marítima européia
Expansão marítima européiaExpansão marítima européia
Expansão marítima européia
 
Plano grandes navegações tmp
Plano grandes navegações tmpPlano grandes navegações tmp
Plano grandes navegações tmp
 
2 Exp Marit Portug
2 Exp Marit Portug2 Exp Marit Portug
2 Exp Marit Portug
 
Expansaomaritimaeuropeia
ExpansaomaritimaeuropeiaExpansaomaritimaeuropeia
Expansaomaritimaeuropeia
 
A Expansão Marítima Europeia nos séculos XV e XVII
A Expansão Marítima Europeia nos séculos XV e XVIIA Expansão Marítima Europeia nos séculos XV e XVII
A Expansão Marítima Europeia nos séculos XV e XVII
 
As Grandes Navegações - 7º Ano (2017)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2017)As Grandes Navegações - 7º Ano (2017)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2017)
 
As Grandes Navegações (Descobrimento da América e do Brasil)
As Grandes Navegações (Descobrimento da América e do Brasil)As Grandes Navegações (Descobrimento da América e do Brasil)
As Grandes Navegações (Descobrimento da América e do Brasil)
 
O Expansionismo Europeu
O Expansionismo EuropeuO Expansionismo Europeu
O Expansionismo Europeu
 
A expansao portuguesa
A expansao portuguesaA expansao portuguesa
A expansao portuguesa
 
A Expansão Portuguesa
A Expansão Portuguesa A Expansão Portuguesa
A Expansão Portuguesa
 
A expansao portuguesa 01
A expansao portuguesa 01A expansao portuguesa 01
A expansao portuguesa 01
 

Mais de Professora Natália de Oliveira

Ataques e invasões francesas e holandesas brasil colonial
Ataques e invasões francesas e holandesas   brasil colonialAtaques e invasões francesas e holandesas   brasil colonial
Ataques e invasões francesas e holandesas brasil colonialProfessora Natália de Oliveira
 

Mais de Professora Natália de Oliveira (19)

Formação e independência das treze colônias
Formação e independência das treze colôniasFormação e independência das treze colônias
Formação e independência das treze colônias
 
Mineração
MineraçãoMineração
Mineração
 
Ataques e invasões francesas e holandesas brasil colonial
Ataques e invasões francesas e holandesas   brasil colonialAtaques e invasões francesas e holandesas   brasil colonial
Ataques e invasões francesas e holandesas brasil colonial
 
Economia açucareira na América Portuguesa.
Economia açucareira na América Portuguesa.Economia açucareira na América Portuguesa.
Economia açucareira na América Portuguesa.
 
Expansão colonial na américa portuguesa
Expansão colonial na américa portuguesaExpansão colonial na américa portuguesa
Expansão colonial na américa portuguesa
 
Escravidão no brasil
Escravidão no brasilEscravidão no brasil
Escravidão no brasil
 
América portuguesa - Colonização
América portuguesa - ColonizaçãoAmérica portuguesa - Colonização
América portuguesa - Colonização
 
América espanhola
América espanholaAmérica espanhola
América espanhola
 
Reforma e contrarreforma
Reforma e contrarreformaReforma e contrarreforma
Reforma e contrarreforma
 
Formação de portugal
Formação de portugalFormação de portugal
Formação de portugal
 
Povos pré colombianos e pré-cabralinos
Povos pré colombianos e pré-cabralinosPovos pré colombianos e pré-cabralinos
Povos pré colombianos e pré-cabralinos
 
Roma: Monarquia/ República/ Império
Roma: Monarquia/ República/ ImpérioRoma: Monarquia/ República/ Império
Roma: Monarquia/ República/ Império
 
Revolução de 1930
Revolução de 1930Revolução de 1930
Revolução de 1930
 
Totalitarismo
TotalitarismoTotalitarismo
Totalitarismo
 
Crise de 1929 new deal
Crise de 1929 new dealCrise de 1929 new deal
Crise de 1929 new deal
 
Revolução russa
Revolução russaRevolução russa
Revolução russa
 
República Oligárquica
República OligárquicaRepública Oligárquica
República Oligárquica
 
Teoria das formas de governo e de estado
Teoria das formas de governo e de estadoTeoria das formas de governo e de estado
Teoria das formas de governo e de estado
 
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundialPrimeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
 

Último

DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no textoMariaPauladeSouzaTur
 
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxProva de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxJosAurelioGoesChaves
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAEdioFnaf
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxJMTCS
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 

Último (20)

DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no texto
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxProva de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 

As Grandes Navegações - Expansão portuguesa e espanhola no século XV

  • 1. Idade Moderna As Grandes Navegações Expansão comercial e marítima
  • 2.
  • 3.
  • 4. • A expansão portuguesa: • Durante o renascimento comercial do século XIV a navegação ocupou um lugar de prioridade, principalmente no Mediterrâneo. • Através da transformação científica e mental do homem, este descobriu que a Terra não era plana e que neste planeta existiam outras porções de terra e outros povos. • Houve mudança do eixo comercial: do Mediterrâneo para o “Mar Tenebroso” – Oceano Atlântico. • O Mar Mediterrâneo estava controlado pelos italianos – este fato encarecia os produtos quando difundidos pelo continente europeu. • Este comércio Europa – Oriente levou grande parte do ouro europeu, gerando escassez de moeda e alta dos preços. • Houve a necessidade de buscar novas fontes de riqueza, assim como uma nova rota para as Índias
  • 5. Por que Portugal? • Centralização política – concentração de recursos. • Revolução de Avis – Estado centralizado + burguesia mercantil. • Localização geográfica – Portugal estava entre as principais rotas marítimas do Atlântico e do Mediterrâneo. • Por ser um país litorâneo, a navegação sempre foi um meio de vida. • Estímulo ao empreendimento náutico pelo Estado – desenvolvimento de novas técnicas de navegação. *Escola de Sagres (centro de estudos e de desenvolvimento de técnicas navais, fundada pelo infante - filho do rei, mas não herdeiro do trono - d. Henrique). • Não há certezas sobre a escola de Escola de Sagres, o que se sabe é que Sagres, ao sul, foi um entreposto comercial importante onde navegadores se reuniam, um lugar de troca de conhecimentos. • Aperfeiçoamento das caravelas, uso da bússola e astrolábio.
  • 6.
  • 7. • 1415: Portugal conquista Ceuta, posto comercial muçulmano no norte da África. • CEUTA: além de interesses mercantis, interesses religiosos, pois era um reduto muçulmano e era de lá que partiam os ataques árabes ao Mediterrâneo. • 1425: Ilha da Madeira. • 1427: Açores • 1434: Cabo do Bojador • 1436 - 1453: Guiné • OBS: 1453: Constantinopla foi tomada pelos turcos, o que significou o fim do comércio com a Europa. • 1488: Chegada de Bartolomeu Dias ao “Cabo das Tormentas” que será rebatizado de “Cabo da Boa Esperança”. Acreditavam ser este o ponto mais ao sul do continente africano. Contorná-lo significava que a África poderia ser vencida e que era possível chegar ao Oriente por um novo caminho. • 1498: Vasco da Gama funda as primeiras feitorias portuguesas nas Índias, em Calicute.
  • 8.
  • 9.
  • 10. Expansão Espanhola • 1492: 1ª navegação espanhola, quando o navegador genovês, Colombo, chegou à América Central (12/10/1492) • “Atraso” em relação à Portugal: • Fragmentação em 4 reinos: Castela, Leão, Navarra e Aragão. Somente em 1463, com o casamento do rei Fernando de Aragão e Isabel, rainha de Castela, teremos unidade política. Conflito com os árabes até 1492, quando se dá a reconquista da região de Granada. • 1480: Tratado de Toledo entre Portugal e Espanha, onde assegurava aos espanhóis a posse de todas as terras descobertas ou a se descobrir ao norte das ilhas Canárias e aos portugueses, ao sul. *Portugueses com a única rota possível para as Índias.
  • 11. • Colombo, italiano, por isso ligado ao pensamento renascentista, acreditava na teoria heliocêntrica de Galileu, além da teoria de que a Terra era esférica, ou seja, navegando-se em linha reta, retornar-se-ia ao ponto de partida. Logo, seria possível ir para às Índias pelo Ocidente. • O governo espanhol lhe deu 3 caravelas. 12/10/1492: Colombo chega as Ilhas Guanaani, atual São Salvador.
  • 12. Tratados de limites • 1493: Bula Inter Coetera (os reis espanhóis + papa Alexandre VI). • Limite de 100 léguas a oeste de Cabo Verde para Espanha e a leste para Portugal. • Oposição portuguesa • 1494: Tratado de Tordesilhas: 370 léguas à oeste de Cabo Verde. • Portugal: tomar para si o domínio da rota para as Índias (entre outras teorias sobre o conhecimento ou não de terras).