SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 74
Baixar para ler offline
Saúde
do
Adulto
Prof.ª Nágela Nascimento
Acidente Vascular
Cerebral
AVC
Doenças Neurológicas
2
3
 O Acidente Vascular Cerebral - AVC também pode ser chamado de Acidente
Vascular Encefálico (AVE), ou popularmente denominado de derrame.
 É uma alteração súbita do fluxo sanguíneo cerebral, ocorrendo comprometimento de
circulação de sangue em alguma região encéfalo (composto pelo cérebro, cerebelo e
tronco encefálico). Vamos tratar como Cérebro, para facilitar a compreensão.
 O oxigênio é um elemento essencial para a atividade normal do nosso corpo, os
vasos sanguíneos que transportam oxigênio e nutrientes ao cérebro se rompem ou
são bloqueados por um coágulo, ocorrendo então uma alteração na circulação de
sangue em alguma parte do cérebro. Essas artérias funcionam como mangueiras,
direcionando sangue para regiões específicas.
4
 Quando esse transporte é impedido e o oxigênio não chega as áreas
necessárias, o cérebro não consegue obter o sangue (e oxigênio) de que
precisa, provocando lesões.
 Essa interrupção pode ser causada por duas razões, um entupimento (AVC
isquêmico) ou um vazamento nas artérias (AVC hemorrágico)
5
• ISQUÊMICO (trombose, embolia)
• HEMORRÁGICO (hemorragia)
6
7
Acidente Vascular
Cerebral Hemorrágico
8
● AVC Isquêmico:
O AVC isquêmico é o mais comum, presente em cerca de 85%
dos casos, ocorre quando existe uma obstrução ou redução
brusca do fluxo sanguíneo nos vasos sanguíneos. O sangue
estará impedido de continuar seu trajeto normal,
consequentemente a oxigenação dessa região estará afetada.
Entupimento → Sem oxigênio → Morte ou lesão celular
9
● AVC Hemorrágico:
De maneira semelhante, a forma hemorrágica do Acidente
Vascular Cerebral - AVC , também ocorre pela interrupção no
fluxo sanguíneo só que não pelo entupimento, mas pelo
vazamento de sangue para fora das artérias, contempla cerca
de 15% dos casos.
Vazamento → Sem oxigênio → Morte ou lesão celular
10
o O vazamento de sangue pode acontecer para o interior do
cérebro (hemorragia intracerebral), para o sistema
ventricular (hemorragia intraventricular) e/ou espaço
subaracnóideo (hemorragia subaracnóide)
11
Quais as consequências de um AVC?
● As limitações causadas por um AVC dependem da parte
cerebral afetada e do tamanho da lesão. Dependendo da
área lesionada, os efeitos podem ser diferentes:
● Alterações e/ou perda dos movimentos e sensibilidade;
● Alterações na fala;
● Alterações de compreensão
● Alterações da maneira como a pessoa pensa ou sente o
mundo ao seu redor
12
● O AVC acontece em que idade?
Não existe idade mínima ou máxima para acontecer um AVC,
geralmente ele ocorre com mais frequência em indivíduos
mais velhos, no entanto é possível ocorrer em qualquer faixa
etária, do bebê ao idoso, até mesmo antes do nascimento,
dentro do útero. Atinge ambos os sexos e raças, podendo
acontecer mais de uma vez, o que chamamos de AVC
recorrente.
13
● Como prevenir o AVC?
Você sabia que 90% dos Acidentes Vasculares Cerebrais –
AVC são causados por fatores modificáveis, como
hipertensão, obesidade, tabagismo, entre outros? Na luta
contra o AVC prevenção é muito importante.
14
● QUAIS OS PRINCIPAIS FATORES DE RISCO PARA O AVC?
15
● Quais são os sintomas do AVC?
Segundo a Associação Americana de AVC, cerca de 30% dos
adultos com menos de 45 anos não conhecem os sintomas
mais comuns de um Acidente Vascular Cerebral, o AVC. O
interessante é que, de acordo com essa pesquisa
(outubro/2020) o AVC está aumentando nessa faixa etária.
16
● Como saber se alguém está tendo um AVC?
O AVC sempre ocorre de forma súbita e pode se apresentar
de diversas formas, mas usamos a palavra SAMU para
reconhecer os principais sinais:
.
17
● Sorriso – boca torta, ao falar ou sorrir um dos lados da
boca se mostra torto, assimétrico
● Abraço – perda de força em um dos lados do corpo. A
pessoa ao tentar levantar um dos braços para abraçar não
consegue
● Música – dificuldade para falar uma frase ou cantar uma
música
● Urgência – se apresentar qualquer um desses sinais é
uma urgência, pode ser um AVC.
● Ligue para o 192 para receber tratamento adequado.
.
18
19
AVCH
1. Parênquima
2. Espaço Subaracnóideo
3. Subdural
4. Epidural
20
AVCH
1. Parênquima
2. Espaço Subaracnóideo
3. Subdural
4. Epidural
21
1- Hemorragias Parenquimatosas
● Não-traumáticas
● Adultos: pico de incidência – 6ª década
● Causas:
○ Hemorragia Ganglionar
■ Hipertensão arterial sistêmica
○ Hemorragia Lobar
■ Discrasias sanguineas
■ Angiopatia amilóide
■ Malformações vasculares
■ Neoplasias
22
 Arterioloesclerose
hialina
 Infarto lacunar  Microaneurisma: hemorragia
23
Infartos Lacunares
24
Hemorragias Parenquimatosas
1. Hipertensão Arterial Sistêmica
• Arterioloesclerose de pequenos vasos
■ Alteração hialina
■ Enrijecimento da parede das arteríolas
• Oclusão da luz de pequenos vasos – Infarto lacunar (isquêmico) nos
Núcleos da Base
• Vasos < 300 m, pex. Arteríolas tálamoestriadas, pontinas
• Núcleos da base, ponte
• Rompimento de microaneurismas de Charcot-Bouchard – Hemorragia
Ganglionar
●
25
Hemorragias Parenquimatosas
1. Hipertensão Arterial Sistêmica
• Aterosclerose de grandes vasos: tromboembolismo, aneurismas fusiformes
• Arterioloesclerose de pequenos vasos:
■ Infartos Lacunares isquêmicos
■ Hemorragia Ganglionar por rompimento de microaneurismas de Charcot-
Bouchard
26
Hemorragias Parenquimatosas
1. HAS
• Hemorragias Ganglionares
■ Microaneurismas de Charcot-Bouchard (< 300 m)
■ Putamen, Tálamo
■ Ponte
■ Cerebelo (+ raro)
27
Microaneurismas de Charcot-Bouchard
28
29
Hemorragia Ganglionar
30
31
32
Hemorragia Lobar
33
Edema Cerebral Difuso
Encefalopatia hipertensiva aguda
34
Hemorragias Parenquimatosas
Evolução
• Reabsorção e cavitação
• Inundação ventricular – Espaço Subaracnoídeo – Fibrose SA – Hidrocefalia
• Hipertensão intracraniana – Óbito
• Estruturas vitais – Óbito
35
 Hérnias Cerebrais
1. Subfalcina
2. Central
3. Transtentorial (uncal)
4. Transforaminal (tonsilar)
Hemorragias Parenquimatosas
36
Hemorragias Parenquimatosas
37
Herniação Uncal
38
Herniação Uncal (Transtentorial)
39
Herniação Uncal (Transtentorial)
40
Herniação Uncal (Transtentorial)
41
Herniação Central
42
Herniação das Tonsilas
43
Infarto venoso hemorrágico:
Trombose do Seio Sagital Superior
44
Malformações Vasculares
● MAV
○ > % de sangramento
○ Superficiais, hemisféricas
○ Masc., 10 a 30 anos
○ Ramos posteriores da Art. Cerebral Média
○ Shunt arteriovenoso = pode levar à falência cardíaca
● Angioma Cavernoso
● Angiomas Venosos
● Telangiectasias
45
Malformação Arteriovenosa
46
Malformação Arteriovenosa
47
48
AVCH
1. Parênquima
2. Espaço Subaracnóideo
3. Subdural
4. Epidural
49
Hemorragia Subaracnóidea
● Aneurismas saculares (+ frequentes)
● Distúrbios hematológicos
● Drenagem ventricular de hemorragia parenquimatosa
● Malformações vasculares
● Neoplasias
50
Hemorragia Subaracnóidea
● Aneurismas saculares (congênitos)
○ Circulação anterior 90% [Art. Comunic. Ant.: 40%]
● Aneurismas micóticos (ou infecciosos)
● Aneurismas traumáticos (procedimentos endovasculares)
● Aneurismas dissecantes
● Aneurismas fusiformes (aterosclerose)
○ Art. Basilar
51
Hemorragia Subaracnóidea
● Aneurismas saculares (“congênitos”)
○ 5ª década, mulheres
○ 2% necropsias
○ 20% a 30%: múltiplos
○ Patogênese: Defeito na tunica média da artéria
■ Cigarro e HAS: predisposição
■ NF tipo I, DPoliADRenal, Sindrome de Marfan
52
Aneurismas Saculares
● Quanto maior: >% rompimento (aneurismas maiores que
10mm = risco de 50%/ano)
● Saco: somente tunica intima espessada
● Placas de ateroma, calcificação, trombose
● Ruptura: apex
● Manobra de Valsalva – aumento da PIC
● Cefaléia súbita e perda de consciência
■ 25% a 50% de letalidade na 1ª ruptura
■ Vasoespasmo (endotelina-1 e redução de NO) 53
Causado por
Aterosclerose
Causa
Congênita
54
Aneurismas
Saculares
55
Aneurisma Sacular
56
AVCH
1. Parênquima
2. Espaço Subaracnóideo
3. Subdural
4. Epidural
57
Trauma
58
Hematoma Epidural
59
• Trauma em região da escama do
osso temporal: Art. meningea
média (ramo da Art. maxilar interna)
• Art. Temporal superficial
Hematoma Epidural
60
61
62
Hemorragia Epidural
63
Hemorragia Epidural
64
Hemorragia Subdural
65
66
67
68
69
70
Hemorragia de Duret
71
Contusões Agudas
72
Contusão Aguda
73
AVCH
● Local:
○ Parenquimatosas
○ Espaço Subaracnóideo
○ Subdural
○ Epidural
74

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL PAPEL DA ENFERMAGEM

Semelhante a ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL PAPEL DA ENFERMAGEM (20)

Aula 2 AVC TCE.pdf
Aula 2 AVC TCE.pdfAula 2 AVC TCE.pdf
Aula 2 AVC TCE.pdf
 
Avc
AvcAvc
Avc
 
Angiotomografia
AngiotomografiaAngiotomografia
Angiotomografia
 
Acidente vascular encefálico parte1
Acidente vascular encefálico parte1Acidente vascular encefálico parte1
Acidente vascular encefálico parte1
 
ACIDENTE-VASCULAR-ENCEFALICO.pptx
ACIDENTE-VASCULAR-ENCEFALICO.pptxACIDENTE-VASCULAR-ENCEFALICO.pptx
ACIDENTE-VASCULAR-ENCEFALICO.pptx
 
Avc
AvcAvc
Avc
 
Avc principais causas, sintomas e tratamentos
Avc   principais causas, sintomas e tratamentosAvc   principais causas, sintomas e tratamentos
Avc principais causas, sintomas e tratamentos
 
AULA AVC.pptx.pdf
AULA AVC.pptx.pdfAULA AVC.pptx.pdf
AULA AVC.pptx.pdf
 
Avc – acidente vascular cerebral
Avc – acidente vascular cerebralAvc – acidente vascular cerebral
Avc – acidente vascular cerebral
 
Acidente vascular cerebral
Acidente vascular cerebralAcidente vascular cerebral
Acidente vascular cerebral
 
Patologias
PatologiasPatologias
Patologias
 
Aula Sistema Nervoso.pptx
Aula Sistema Nervoso.pptxAula Sistema Nervoso.pptx
Aula Sistema Nervoso.pptx
 
Seminário de neurociencias final
Seminário de neurociencias   finalSeminário de neurociencias   final
Seminário de neurociencias final
 
C2 avc
C2 avcC2 avc
C2 avc
 
AVC
AVCAVC
AVC
 
Avc 090616212935-phpapp01--edison iraja
Avc 090616212935-phpapp01--edison irajaAvc 090616212935-phpapp01--edison iraja
Avc 090616212935-phpapp01--edison iraja
 
Avc acidente vascular cerebral - saúde em movimento
Avc   acidente vascular cerebral - saúde em movimentoAvc   acidente vascular cerebral - saúde em movimento
Avc acidente vascular cerebral - saúde em movimento
 
DerrameCerebral.ppt
DerrameCerebral.pptDerrameCerebral.ppt
DerrameCerebral.ppt
 
Bgrp2
Bgrp2Bgrp2
Bgrp2
 
Acidente vascular cerebral
Acidente vascular cerebralAcidente vascular cerebral
Acidente vascular cerebral
 

Mais de NgelaNascimento11

HEPATITESS VIRAIS EM SAÚDE DA ENFERMAGEM
HEPATITESS VIRAIS EM SAÚDE DA ENFERMAGEMHEPATITESS VIRAIS EM SAÚDE DA ENFERMAGEM
HEPATITESS VIRAIS EM SAÚDE DA ENFERMAGEMNgelaNascimento11
 
POLÍTICAS PÚBLICAS SAUDE DO IDOSO.pptx
POLÍTICAS PÚBLICAS SAUDE DO IDOSO.pptxPOLÍTICAS PÚBLICAS SAUDE DO IDOSO.pptx
POLÍTICAS PÚBLICAS SAUDE DO IDOSO.pptxNgelaNascimento11
 
FISIOLOGIA DO ENVELHECIMENTO.pptx
FISIOLOGIA DO ENVELHECIMENTO.pptxFISIOLOGIA DO ENVELHECIMENTO.pptx
FISIOLOGIA DO ENVELHECIMENTO.pptxNgelaNascimento11
 
POLÍTICAS PÚBLICAS SAUDE DO IDOSO.pptx
POLÍTICAS PÚBLICAS SAUDE DO IDOSO.pptxPOLÍTICAS PÚBLICAS SAUDE DO IDOSO.pptx
POLÍTICAS PÚBLICAS SAUDE DO IDOSO.pptxNgelaNascimento11
 
Vigilância Sanitária e Serviços de Saúde.pptx
Vigilância Sanitária e Serviços de Saúde.pptxVigilância Sanitária e Serviços de Saúde.pptx
Vigilância Sanitária e Serviços de Saúde.pptxNgelaNascimento11
 
FISIOLOGIA DO ENVELHECIMENTO.pptx
FISIOLOGIA DO ENVELHECIMENTO.pptxFISIOLOGIA DO ENVELHECIMENTO.pptx
FISIOLOGIA DO ENVELHECIMENTO.pptxNgelaNascimento11
 
Leite_materno_alimento_perfeito_para_dar_e_doar.pptx
Leite_materno_alimento_perfeito_para_dar_e_doar.pptxLeite_materno_alimento_perfeito_para_dar_e_doar.pptx
Leite_materno_alimento_perfeito_para_dar_e_doar.pptxNgelaNascimento11
 
Aula 1 pneumonias e DPOC.pptx
Aula 1 pneumonias e DPOC.pptxAula 1 pneumonias e DPOC.pptx
Aula 1 pneumonias e DPOC.pptxNgelaNascimento11
 
A importância da nutrição para um desenvolvimento saudável.ppt
A importância da nutrição para um desenvolvimento saudável.pptA importância da nutrição para um desenvolvimento saudável.ppt
A importância da nutrição para um desenvolvimento saudável.pptNgelaNascimento11
 
ACIDENTE_VASCULAR_CEREBRAL.pptx
ACIDENTE_VASCULAR_CEREBRAL.pptxACIDENTE_VASCULAR_CEREBRAL.pptx
ACIDENTE_VASCULAR_CEREBRAL.pptxNgelaNascimento11
 
Leite_materno_alimento_perfeito_para_dar_e_doar.pptx
Leite_materno_alimento_perfeito_para_dar_e_doar.pptxLeite_materno_alimento_perfeito_para_dar_e_doar.pptx
Leite_materno_alimento_perfeito_para_dar_e_doar.pptxNgelaNascimento11
 

Mais de NgelaNascimento11 (16)

HEPATITESS VIRAIS EM SAÚDE DA ENFERMAGEM
HEPATITESS VIRAIS EM SAÚDE DA ENFERMAGEMHEPATITESS VIRAIS EM SAÚDE DA ENFERMAGEM
HEPATITESS VIRAIS EM SAÚDE DA ENFERMAGEM
 
POLÍTICAS PÚBLICAS SAUDE DO IDOSO.pptx
POLÍTICAS PÚBLICAS SAUDE DO IDOSO.pptxPOLÍTICAS PÚBLICAS SAUDE DO IDOSO.pptx
POLÍTICAS PÚBLICAS SAUDE DO IDOSO.pptx
 
FISIOLOGIA DO ENVELHECIMENTO.pptx
FISIOLOGIA DO ENVELHECIMENTO.pptxFISIOLOGIA DO ENVELHECIMENTO.pptx
FISIOLOGIA DO ENVELHECIMENTO.pptx
 
POLÍTICAS PÚBLICAS SAUDE DO IDOSO.pptx
POLÍTICAS PÚBLICAS SAUDE DO IDOSO.pptxPOLÍTICAS PÚBLICAS SAUDE DO IDOSO.pptx
POLÍTICAS PÚBLICAS SAUDE DO IDOSO.pptx
 
Vigilância Sanitária e Serviços de Saúde.pptx
Vigilância Sanitária e Serviços de Saúde.pptxVigilância Sanitária e Serviços de Saúde.pptx
Vigilância Sanitária e Serviços de Saúde.pptx
 
FISIOLOGIA DO ENVELHECIMENTO.pptx
FISIOLOGIA DO ENVELHECIMENTO.pptxFISIOLOGIA DO ENVELHECIMENTO.pptx
FISIOLOGIA DO ENVELHECIMENTO.pptx
 
CONVULSAO.ppt
CONVULSAO.pptCONVULSAO.ppt
CONVULSAO.ppt
 
saude da criança (1).pptx
saude da criança (1).pptxsaude da criança (1).pptx
saude da criança (1).pptx
 
Leite_materno_alimento_perfeito_para_dar_e_doar.pptx
Leite_materno_alimento_perfeito_para_dar_e_doar.pptxLeite_materno_alimento_perfeito_para_dar_e_doar.pptx
Leite_materno_alimento_perfeito_para_dar_e_doar.pptx
 
SARA.pptx
SARA.pptxSARA.pptx
SARA.pptx
 
Aula 1 pneumonias e DPOC.pptx
Aula 1 pneumonias e DPOC.pptxAula 1 pneumonias e DPOC.pptx
Aula 1 pneumonias e DPOC.pptx
 
A importância da nutrição para um desenvolvimento saudável.ppt
A importância da nutrição para um desenvolvimento saudável.pptA importância da nutrição para um desenvolvimento saudável.ppt
A importância da nutrição para um desenvolvimento saudável.ppt
 
ACIDENTE_VASCULAR_CEREBRAL.pptx
ACIDENTE_VASCULAR_CEREBRAL.pptxACIDENTE_VASCULAR_CEREBRAL.pptx
ACIDENTE_VASCULAR_CEREBRAL.pptx
 
Leite_materno_alimento_perfeito_para_dar_e_doar.pptx
Leite_materno_alimento_perfeito_para_dar_e_doar.pptxLeite_materno_alimento_perfeito_para_dar_e_doar.pptx
Leite_materno_alimento_perfeito_para_dar_e_doar.pptx
 
ela.pptx
ela.pptxela.pptx
ela.pptx
 
Derrame-Pleural-.pptx
Derrame-Pleural-.pptxDerrame-Pleural-.pptx
Derrame-Pleural-.pptx
 

ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL PAPEL DA ENFERMAGEM

  • 3. 3  O Acidente Vascular Cerebral - AVC também pode ser chamado de Acidente Vascular Encefálico (AVE), ou popularmente denominado de derrame.  É uma alteração súbita do fluxo sanguíneo cerebral, ocorrendo comprometimento de circulação de sangue em alguma região encéfalo (composto pelo cérebro, cerebelo e tronco encefálico). Vamos tratar como Cérebro, para facilitar a compreensão.  O oxigênio é um elemento essencial para a atividade normal do nosso corpo, os vasos sanguíneos que transportam oxigênio e nutrientes ao cérebro se rompem ou são bloqueados por um coágulo, ocorrendo então uma alteração na circulação de sangue em alguma parte do cérebro. Essas artérias funcionam como mangueiras, direcionando sangue para regiões específicas.
  • 4. 4  Quando esse transporte é impedido e o oxigênio não chega as áreas necessárias, o cérebro não consegue obter o sangue (e oxigênio) de que precisa, provocando lesões.  Essa interrupção pode ser causada por duas razões, um entupimento (AVC isquêmico) ou um vazamento nas artérias (AVC hemorrágico)
  • 5. 5
  • 6. • ISQUÊMICO (trombose, embolia) • HEMORRÁGICO (hemorragia) 6
  • 7. 7
  • 9. ● AVC Isquêmico: O AVC isquêmico é o mais comum, presente em cerca de 85% dos casos, ocorre quando existe uma obstrução ou redução brusca do fluxo sanguíneo nos vasos sanguíneos. O sangue estará impedido de continuar seu trajeto normal, consequentemente a oxigenação dessa região estará afetada. Entupimento → Sem oxigênio → Morte ou lesão celular 9
  • 10. ● AVC Hemorrágico: De maneira semelhante, a forma hemorrágica do Acidente Vascular Cerebral - AVC , também ocorre pela interrupção no fluxo sanguíneo só que não pelo entupimento, mas pelo vazamento de sangue para fora das artérias, contempla cerca de 15% dos casos. Vazamento → Sem oxigênio → Morte ou lesão celular 10
  • 11. o O vazamento de sangue pode acontecer para o interior do cérebro (hemorragia intracerebral), para o sistema ventricular (hemorragia intraventricular) e/ou espaço subaracnóideo (hemorragia subaracnóide) 11
  • 12. Quais as consequências de um AVC? ● As limitações causadas por um AVC dependem da parte cerebral afetada e do tamanho da lesão. Dependendo da área lesionada, os efeitos podem ser diferentes: ● Alterações e/ou perda dos movimentos e sensibilidade; ● Alterações na fala; ● Alterações de compreensão ● Alterações da maneira como a pessoa pensa ou sente o mundo ao seu redor 12
  • 13. ● O AVC acontece em que idade? Não existe idade mínima ou máxima para acontecer um AVC, geralmente ele ocorre com mais frequência em indivíduos mais velhos, no entanto é possível ocorrer em qualquer faixa etária, do bebê ao idoso, até mesmo antes do nascimento, dentro do útero. Atinge ambos os sexos e raças, podendo acontecer mais de uma vez, o que chamamos de AVC recorrente. 13
  • 14. ● Como prevenir o AVC? Você sabia que 90% dos Acidentes Vasculares Cerebrais – AVC são causados por fatores modificáveis, como hipertensão, obesidade, tabagismo, entre outros? Na luta contra o AVC prevenção é muito importante. 14
  • 15. ● QUAIS OS PRINCIPAIS FATORES DE RISCO PARA O AVC? 15
  • 16. ● Quais são os sintomas do AVC? Segundo a Associação Americana de AVC, cerca de 30% dos adultos com menos de 45 anos não conhecem os sintomas mais comuns de um Acidente Vascular Cerebral, o AVC. O interessante é que, de acordo com essa pesquisa (outubro/2020) o AVC está aumentando nessa faixa etária. 16
  • 17. ● Como saber se alguém está tendo um AVC? O AVC sempre ocorre de forma súbita e pode se apresentar de diversas formas, mas usamos a palavra SAMU para reconhecer os principais sinais: . 17
  • 18. ● Sorriso – boca torta, ao falar ou sorrir um dos lados da boca se mostra torto, assimétrico ● Abraço – perda de força em um dos lados do corpo. A pessoa ao tentar levantar um dos braços para abraçar não consegue ● Música – dificuldade para falar uma frase ou cantar uma música ● Urgência – se apresentar qualquer um desses sinais é uma urgência, pode ser um AVC. ● Ligue para o 192 para receber tratamento adequado. . 18
  • 19. 19
  • 20. AVCH 1. Parênquima 2. Espaço Subaracnóideo 3. Subdural 4. Epidural 20
  • 21. AVCH 1. Parênquima 2. Espaço Subaracnóideo 3. Subdural 4. Epidural 21
  • 22. 1- Hemorragias Parenquimatosas ● Não-traumáticas ● Adultos: pico de incidência – 6ª década ● Causas: ○ Hemorragia Ganglionar ■ Hipertensão arterial sistêmica ○ Hemorragia Lobar ■ Discrasias sanguineas ■ Angiopatia amilóide ■ Malformações vasculares ■ Neoplasias 22
  • 23.  Arterioloesclerose hialina  Infarto lacunar  Microaneurisma: hemorragia 23
  • 25. Hemorragias Parenquimatosas 1. Hipertensão Arterial Sistêmica • Arterioloesclerose de pequenos vasos ■ Alteração hialina ■ Enrijecimento da parede das arteríolas • Oclusão da luz de pequenos vasos – Infarto lacunar (isquêmico) nos Núcleos da Base • Vasos < 300 m, pex. Arteríolas tálamoestriadas, pontinas • Núcleos da base, ponte • Rompimento de microaneurismas de Charcot-Bouchard – Hemorragia Ganglionar ● 25
  • 26. Hemorragias Parenquimatosas 1. Hipertensão Arterial Sistêmica • Aterosclerose de grandes vasos: tromboembolismo, aneurismas fusiformes • Arterioloesclerose de pequenos vasos: ■ Infartos Lacunares isquêmicos ■ Hemorragia Ganglionar por rompimento de microaneurismas de Charcot- Bouchard 26
  • 27. Hemorragias Parenquimatosas 1. HAS • Hemorragias Ganglionares ■ Microaneurismas de Charcot-Bouchard (< 300 m) ■ Putamen, Tálamo ■ Ponte ■ Cerebelo (+ raro) 27
  • 29. 29
  • 31. 31
  • 32. 32
  • 34. Edema Cerebral Difuso Encefalopatia hipertensiva aguda 34
  • 35. Hemorragias Parenquimatosas Evolução • Reabsorção e cavitação • Inundação ventricular – Espaço Subaracnoídeo – Fibrose SA – Hidrocefalia • Hipertensão intracraniana – Óbito • Estruturas vitais – Óbito 35
  • 36.  Hérnias Cerebrais 1. Subfalcina 2. Central 3. Transtentorial (uncal) 4. Transforaminal (tonsilar) Hemorragias Parenquimatosas 36
  • 44. Infarto venoso hemorrágico: Trombose do Seio Sagital Superior 44
  • 45. Malformações Vasculares ● MAV ○ > % de sangramento ○ Superficiais, hemisféricas ○ Masc., 10 a 30 anos ○ Ramos posteriores da Art. Cerebral Média ○ Shunt arteriovenoso = pode levar à falência cardíaca ● Angioma Cavernoso ● Angiomas Venosos ● Telangiectasias 45
  • 48. 48
  • 49. AVCH 1. Parênquima 2. Espaço Subaracnóideo 3. Subdural 4. Epidural 49
  • 50. Hemorragia Subaracnóidea ● Aneurismas saculares (+ frequentes) ● Distúrbios hematológicos ● Drenagem ventricular de hemorragia parenquimatosa ● Malformações vasculares ● Neoplasias 50
  • 51. Hemorragia Subaracnóidea ● Aneurismas saculares (congênitos) ○ Circulação anterior 90% [Art. Comunic. Ant.: 40%] ● Aneurismas micóticos (ou infecciosos) ● Aneurismas traumáticos (procedimentos endovasculares) ● Aneurismas dissecantes ● Aneurismas fusiformes (aterosclerose) ○ Art. Basilar 51
  • 52. Hemorragia Subaracnóidea ● Aneurismas saculares (“congênitos”) ○ 5ª década, mulheres ○ 2% necropsias ○ 20% a 30%: múltiplos ○ Patogênese: Defeito na tunica média da artéria ■ Cigarro e HAS: predisposição ■ NF tipo I, DPoliADRenal, Sindrome de Marfan 52
  • 53. Aneurismas Saculares ● Quanto maior: >% rompimento (aneurismas maiores que 10mm = risco de 50%/ano) ● Saco: somente tunica intima espessada ● Placas de ateroma, calcificação, trombose ● Ruptura: apex ● Manobra de Valsalva – aumento da PIC ● Cefaléia súbita e perda de consciência ■ 25% a 50% de letalidade na 1ª ruptura ■ Vasoespasmo (endotelina-1 e redução de NO) 53
  • 57. AVCH 1. Parênquima 2. Espaço Subaracnóideo 3. Subdural 4. Epidural 57
  • 60. • Trauma em região da escama do osso temporal: Art. meningea média (ramo da Art. maxilar interna) • Art. Temporal superficial Hematoma Epidural 60
  • 61. 61
  • 62. 62
  • 66. 66
  • 67. 67
  • 68. 68
  • 69. 69
  • 70. 70
  • 74. AVCH ● Local: ○ Parenquimatosas ○ Espaço Subaracnóideo ○ Subdural ○ Epidural 74