SlideShare uma empresa Scribd logo
AVC
(ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL)
O que é um AVC ???
O Acidente Vascular Cerebral, que é
popularmente conhecido como derrame cerebral,
ocorre quando há um entupimento ou o
rompimento dos vasos que levam sangue ao
cérebro provocando a paralisia da área cerebral
que ficou sem circulação sanguínea adequada,
ocasionando déficit da função neurológica. O AVC
também é chamado de Acidente Vascular
Encefálico (AVE).
Fique informado !!!
Trata-se de uma emergência médica
que pode evoluir com sequelas ou morte, sendo a
rápida chegada no hospital importante para a decisão
terapêutica. No Brasil, a principal causa de morte são
as doenças cardiovasculares (cerca de 1 a cada 3
casos), com o AVC representando cerca de 1/3 das
mortes por doenças vasculares, principalmente em
camadas sociais mais pobres e entre os mais idosos. É
o problema neurológico mais comum em algumas
partes do mundo gerando um dos mais elevados
custos para as previdências sociais dos países.
AVC
O AVC pode ser dividido em dois tipos:
Isquêmico Hemorrágico
AVC Isquêmico
Ocorre quando há uma obstrução da
artéria, impedindo a passagem de oxigênio
para as células cerebrais que por sua vez
morrem. A obstrução da artéria pode
acontecer por um trombo ou por um êmbolo.
AVC Isquêmico
O trombo é um coágulo de
sangue que se junta à parede
do vaso sanguíneo.
AVC Isquêmico
... Já o Êmbolo é um trombo que se desloca pela
corrente sanguínea até ficar preso em um vaso sanguíneo
menor que sua extensão. As artérias que mais entopem são
a carótida interna do pescoço ou a artéria cerebral média
dentro do cérebro.
AVC Isquêmico
São dois tipos:
 AVC isquêmico aterotrombótico: esse tipo de AVC
isquêmico ocorre por fatores de risco não modificáveis,
como a idade ou doenças crônicas. A principal causa de
AVC isquêmico aterotrombótico é a aterosclerose, doença
que causa a formação de placas nos vasos sanguíneos,
levando à oclusão.
 AVC isquêmico cardioembólico: esse tipo de AVC
isquêmico ocorre quando o êmbolo causador do derrame
parte do coração, no geral decorrente de doenças
cardiovasculares, como arritmias cardíacas ou doenças da
válvula cardíaca.
AVC Isquêmico
Causas:
 Endurecimento das artérias (aterosclerose);
 Arritmias cardíacas;
 Doenças das válvulas cardíaca, como prolapso da válvula
mitral ou estenose de uma válvula cardíaca;
 Endocardite, que é a infecção das válvulas do coração;
 Forame oval patente, que é um defeito cardíaco congênito;
 Distúrbios de coagulação do sangue;
 Vasculite (inflamação dos vasos sanguíneos);
 Insuficiência cardíaca;
 Infarto agudo do miocárdio.
Pressão arterial baixa (hipotensão) também
pode causar um AVC isquêmico, embora com menor
frequência. Resultados baixos de pressão arterial
podem reduzir o fluxo sanguíneo para o cérebro e
causar estreitamento das artérias.
Fique informado !!!
AVC Isquêmico
Fatores de Risco:
 Hipertensão;
 Doenças cardiovasculares;
 Colesterol alto;
 Obesidade;
 Diabetes tipo 2;
 Uso de drogas ilícitas, como cocaína;
 Tabagismo;
 Uso excessivo de álcool;
 Idade avançada.
 AIT (Ataque Isquêmico Transitório)
AVC Isquêmico
sintomas:
 Dores de cabeça muito fortes, beirando o insuportável;
 Perda de força em um dos lados do corpo;
 Paralisia súbita de um dos lados do corpo, geralmente no braço ou
perna, de grau pequeno ou acentuado;
 Dificuldade para falar, seja por não conseguir articular a palavra (não
fazer a boca se mexer) ou por não conseguir elaborar as palavras;
 Alterações visuais, como perder uma parte ou totalmente o campo
visual;
 Sintomas motores ou sensitivos, como dormência no rosto, mãos e
pernas;
 Em alguns casos, podem acontecer episódios de sonolência ou coma.
AVC Isquêmico
Tratamento:
É possível usar um medicamento chamado alteplase,
que deve ser aplicado em até quatro horas e meia após o início
dos sintomas. Esse medicamento diminui em 30% o risco de
sequelas do AVC isquêmico e reduz em 18% a mortalidade.
 Cirurgia:
Se você tiver obstrução significativa das artérias
carótidas no pescoço, você pode precisar de uma
endarterectomia de carótida. Durante esta operação, o
cirurgião remove formação de placas nas artérias carótidas para
reduzir o risco de ataque isquêmico transitório (TIA) ou AVC.
AVC Hemorrágico
É o acidente vascular cerebral menos
comum presente em cerca de 20% dos casos,
mas não menos grave. Ocorre pela ruptura de
uma artéria ou vaso sanguíneo intracraniano. O
sangue em contato com o parênquima nervoso
tem ação irritativa. Além disso, a inflamação e o
efeito de massa ou pressão exercida pelo
coágulo de sangue no tecido nervoso prejudica e
degenera o cérebro e a função cerebral.
AVC Hemorrágico
São dois tipos:
 Hemorragia Intraparenquimatosa: ocorre por ruptura
dos aneurismas de Charcot-Bouchard, pequenas formações
saculares das artérias cerebrais na transição da substância
branca com o córtex cerebral que se formam pela hipertensão
arterial descontrolada ou não tratada.
 Hemorragia Subaracnoide: ocorre por sangramento de
aneurismas cerebrais (defeito ou formações saculares das
artérias) no espaço licórico ou subaracnóideo. Eles tem
provavelmente origem congênita.
AVC Hemorrágico
AVC Hemorrágico
causas:
 Pressão alta crônica ou hipertensão descontrolada;
 Ruptura de um aneurisma;
 Distúrbios de coagulação do sangue, como a hemofilia;
 Ferimentos na cabeça ou no pescoço que resultam em danos aos
vasos sanguíneos na cabeça ou no pescoço;
 Angiopatia amiloide cerebral (uma doença degenerativa dos vasos
sanguíneos);
 Aterosclerose;
 Distúrbios de coagulação do sangue;
 Vasculite (inflamação dos vasos sanguíneos);
 Insuficiência e arritmias cardíacas;
 Infarto agudo do miocárdio.
AVC Hemorrágico
Fatores de Risco:
 Hipertensão;
 Fibrilação atrial;
 Diabetes;
 Tabagismo;
 Colesterol alto;
 Uso pesado de álcool
 Sobrepeso e obesidade;
 Sedentarismo.
AVC Hemorrágico
Sintomas:
 Dores de cabeça muito fortes, beirando o insuportável;
 Perda de força em um dos lados do corpo;
 Paralisia súbita de um dos lados do corpo, geralmente no braço ou
perna, de grau pequeno ou acentuado;
 Dificuldade para falar, seja por não conseguir articular a palavra (não
fazer a boca se mexer) ou por não conseguir elaborar as palavras;
 Alterações visuais, como perder uma parte ou totalmente o campo
visual;
 Sintomas motores ou sensitivos, como dormência no rosto, mãos e
pernas;
 Em alguns casos, podem acontecer episódios de sonolência ou coma.
AVC Hemorrágico
Tratamento Cirúrgico:
O tratamento cirúrgico visa a retirar o sangue de
dentro do cérebro. Em alguns casos, coloca-se um cateter
para avaliar a pressão dentro do crânio, que aumenta por
conta do inchaço do cérebro após o sangramento.
Infelizmente, células cerebrais não se regeneram
nem há tratamento que possa recuperá-las. No entanto,
existem recursos terapêuticos capazes de ajudar a restaurar
funções, movimentos e fala. Quanto antes forem aplicados,
melhores serão os resultados.
AVC Isquêmico e Hemorrágico
Diagnostico:
Alguns exames podem ser feitos para ajudar no
diagnóstico do AVC, bem como o seu tipo:
 Ressonância magnética;
 Tomografia computadorizada;
 Angiografia;
 Ultrassonografia;
 Ecocardiograma.
AVC_O Acidente Vascular Cerebral_Derrame Cerebral
AVC_O Acidente Vascular Cerebral_Derrame Cerebral
AVC Isquêmico e Hemorrágico
Diagnostico:
A tomografia computadorizada identifica as
áreas Isquêmicas e Hemorrágicas.
AVC Isquêmico e Hemorrágico
Sequelas:
 Paralisias;
 Déficit sensitivo;
 Afasia;
 Apraxias;
 Negligência;
 Agnosia visual;
 Déficit de memória;
 Lesões no tronco cerebral;
 Alterações comportamentais.
 Depressão;
 Transtorno de estresse
pós-traumático (TEPT);
AVC
(ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL)
Recomendações:
 Controle a pressão arterial e o nível de açúcar no sangue. Hipertensos
e diabéticos exigem tratamento e precisam de acompanhamento
médico permanente. Pessoas com pressão e glicemia normais
raramente têm derrames;
 Procure manter abaixo de 200 o índice do colesterol total. Às vezes, só
se consegue esse equilíbrio com medicamentos. Não os tome nem
deixe de tomá-los por conta própria. Ouça sempre a orientação de um
médico;
 Adote uma dieta equilibrada, reduzindo a quantidade de açúcar,
gordura, sal e bebidas alcoólicas;
AVC
(ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL)
Recomendações:
 Não fume. Está provado que o cigarro é um fator de alto risco
para acidentes vasculares;
 Estabeleça um programa regular de exercícios físicos. Faça
caminhadas de 30 minutos diariamente;
 Informe seu médico se em sua família houver casos doenças
cardíacas e neurológicas como o AVC;
 Procure distrair-se para reduzir o nível de estresse.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a AVC_O Acidente Vascular Cerebral_Derrame Cerebral

Apresentação acidente vascular cerebral
Apresentação acidente vascular cerebralApresentação acidente vascular cerebral
Apresentação acidente vascular cerebral
Laboratório Sérgio Franco
 
aula acidente vascular cerebral.pdf.......
aula acidente vascular cerebral.pdf.......aula acidente vascular cerebral.pdf.......
aula acidente vascular cerebral.pdf.......
jhordana1
 
AVC.pptx
AVC.pptxAVC.pptx
Avc
AvcAvc
Caso clínico sobre pct de AVC na clinica escola de fisioterapia
Caso clínico sobre pct de AVC na clinica escola de fisioterapiaCaso clínico sobre pct de AVC na clinica escola de fisioterapia
Caso clínico sobre pct de AVC na clinica escola de fisioterapia
lahislatelescom
 
ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL PAPEL DA ENFERMAGEM
ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL PAPEL DA ENFERMAGEMACIDENTE VASCULAR CEREBRAL PAPEL DA ENFERMAGEM
ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL PAPEL DA ENFERMAGEM
NgelaNascimento11
 
Doenças cardiovasculares
Doenças cardiovascularesDoenças cardiovasculares
Doenças cardiovasculares
fabiopombo
 
Avc
AvcAvc
Neuroliga ave clínico
Neuroliga ave clínicoNeuroliga ave clínico
Neuroliga ave clínico
neuroliga-nortemineira
 
Sociedade portuguesa-de-cardiologia-kit-cidadao-o-que-sabe-sobre-o-seu-coracao
Sociedade portuguesa-de-cardiologia-kit-cidadao-o-que-sabe-sobre-o-seu-coracaoSociedade portuguesa-de-cardiologia-kit-cidadao-o-que-sabe-sobre-o-seu-coracao
Sociedade portuguesa-de-cardiologia-kit-cidadao-o-que-sabe-sobre-o-seu-coracao
MARIA DIAS
 
AVC
AVCAVC
DerrameCerebral.ppt
DerrameCerebral.pptDerrameCerebral.ppt
DerrameCerebral.ppt
RafaellaRodrigues38
 
C2 avc
C2 avcC2 avc
Angiotomografia
AngiotomografiaAngiotomografia
Angiotomografia
Alex Eduardo Ribeiro
 
acidente vascular cerebral enfermagem cuidados fator epidemiologico
acidente vascular cerebral enfermagem cuidados fator epidemiologicoacidente vascular cerebral enfermagem cuidados fator epidemiologico
acidente vascular cerebral enfermagem cuidados fator epidemiologico
FernandoRodriguesdaS13
 
Acidente Vascular Encefálico
Acidente Vascular EncefálicoAcidente Vascular Encefálico
Acidente Vascular Encefálico
Brenda Lahlou
 
Aterosclerose
AteroscleroseAterosclerose
Acidente vascular cerebral
Acidente vascular cerebralAcidente vascular cerebral
Acidente vascular cerebral
Universidade Federal Fluminense
 
Acidente vascular cerebral
Acidente vascular cerebralAcidente vascular cerebral
Acidente vascular cerebral
Carolina Yume
 
avc.ppt
avc.pptavc.ppt

Semelhante a AVC_O Acidente Vascular Cerebral_Derrame Cerebral (20)

Apresentação acidente vascular cerebral
Apresentação acidente vascular cerebralApresentação acidente vascular cerebral
Apresentação acidente vascular cerebral
 
aula acidente vascular cerebral.pdf.......
aula acidente vascular cerebral.pdf.......aula acidente vascular cerebral.pdf.......
aula acidente vascular cerebral.pdf.......
 
AVC.pptx
AVC.pptxAVC.pptx
AVC.pptx
 
Avc
AvcAvc
Avc
 
Caso clínico sobre pct de AVC na clinica escola de fisioterapia
Caso clínico sobre pct de AVC na clinica escola de fisioterapiaCaso clínico sobre pct de AVC na clinica escola de fisioterapia
Caso clínico sobre pct de AVC na clinica escola de fisioterapia
 
ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL PAPEL DA ENFERMAGEM
ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL PAPEL DA ENFERMAGEMACIDENTE VASCULAR CEREBRAL PAPEL DA ENFERMAGEM
ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL PAPEL DA ENFERMAGEM
 
Doenças cardiovasculares
Doenças cardiovascularesDoenças cardiovasculares
Doenças cardiovasculares
 
Avc
AvcAvc
Avc
 
Neuroliga ave clínico
Neuroliga ave clínicoNeuroliga ave clínico
Neuroliga ave clínico
 
Sociedade portuguesa-de-cardiologia-kit-cidadao-o-que-sabe-sobre-o-seu-coracao
Sociedade portuguesa-de-cardiologia-kit-cidadao-o-que-sabe-sobre-o-seu-coracaoSociedade portuguesa-de-cardiologia-kit-cidadao-o-que-sabe-sobre-o-seu-coracao
Sociedade portuguesa-de-cardiologia-kit-cidadao-o-que-sabe-sobre-o-seu-coracao
 
AVC
AVCAVC
AVC
 
DerrameCerebral.ppt
DerrameCerebral.pptDerrameCerebral.ppt
DerrameCerebral.ppt
 
C2 avc
C2 avcC2 avc
C2 avc
 
Angiotomografia
AngiotomografiaAngiotomografia
Angiotomografia
 
acidente vascular cerebral enfermagem cuidados fator epidemiologico
acidente vascular cerebral enfermagem cuidados fator epidemiologicoacidente vascular cerebral enfermagem cuidados fator epidemiologico
acidente vascular cerebral enfermagem cuidados fator epidemiologico
 
Acidente Vascular Encefálico
Acidente Vascular EncefálicoAcidente Vascular Encefálico
Acidente Vascular Encefálico
 
Aterosclerose
AteroscleroseAterosclerose
Aterosclerose
 
Acidente vascular cerebral
Acidente vascular cerebralAcidente vascular cerebral
Acidente vascular cerebral
 
Acidente vascular cerebral
Acidente vascular cerebralAcidente vascular cerebral
Acidente vascular cerebral
 
avc.ppt
avc.pptavc.ppt
avc.ppt
 

Mais de EversonLima23

TREINAMENTO_ESMERILHADEIRA E LIXADEIRA.pptx
TREINAMENTO_ESMERILHADEIRA E LIXADEIRA.pptxTREINAMENTO_ESMERILHADEIRA E LIXADEIRA.pptx
TREINAMENTO_ESMERILHADEIRA E LIXADEIRA.pptx
EversonLima23
 
TREINAMENTO_LIXADEIRA_POLICORTE_APT.pptx
TREINAMENTO_LIXADEIRA_POLICORTE_APT.pptxTREINAMENTO_LIXADEIRA_POLICORTE_APT.pptx
TREINAMENTO_LIXADEIRA_POLICORTE_APT.pptx
EversonLima23
 
APRESENTAÇÃO_RESUMOS DAS NR_18_33_34_35.pptx
APRESENTAÇÃO_RESUMOS DAS NR_18_33_34_35.pptxAPRESENTAÇÃO_RESUMOS DAS NR_18_33_34_35.pptx
APRESENTAÇÃO_RESUMOS DAS NR_18_33_34_35.pptx
EversonLima23
 
Lesão por Esforço Repetitivo Distúrbio Osteomuscular Relacionado ao Trabalho
Lesão por Esforço RepetitivoDistúrbio Osteomuscular Relacionado ao TrabalhoLesão por Esforço RepetitivoDistúrbio Osteomuscular Relacionado ao Trabalho
Lesão por Esforço Repetitivo Distúrbio Osteomuscular Relacionado ao Trabalho
EversonLima23
 
Apresentação_ de_ psicologia_ Estresse ocupacional
Apresentação_ de_ psicologia_ Estresse ocupacionalApresentação_ de_ psicologia_ Estresse ocupacional
Apresentação_ de_ psicologia_ Estresse ocupacional
EversonLima23
 
APRESENTAÇÃO_REDAÇÃO TÉCNICA_SEMINÁRIO.pptx
APRESENTAÇÃO_REDAÇÃO TÉCNICA_SEMINÁRIO.pptxAPRESENTAÇÃO_REDAÇÃO TÉCNICA_SEMINÁRIO.pptx
APRESENTAÇÃO_REDAÇÃO TÉCNICA_SEMINÁRIO.pptx
EversonLima23
 
Implantação e treinamento de plano de gestão ambiental.pptx
Implantação e treinamento de plano de gestão ambiental.pptxImplantação e treinamento de plano de gestão ambiental.pptx
Implantação e treinamento de plano de gestão ambiental.pptx
EversonLima23
 
Dilemas_e_desafios_para_consolidao_da_educao_bsica_Slides.pptx
Dilemas_e_desafios_para_consolidao_da_educao_bsica_Slides.pptxDilemas_e_desafios_para_consolidao_da_educao_bsica_Slides.pptx
Dilemas_e_desafios_para_consolidao_da_educao_bsica_Slides.pptx
EversonLima23
 

Mais de EversonLima23 (8)

TREINAMENTO_ESMERILHADEIRA E LIXADEIRA.pptx
TREINAMENTO_ESMERILHADEIRA E LIXADEIRA.pptxTREINAMENTO_ESMERILHADEIRA E LIXADEIRA.pptx
TREINAMENTO_ESMERILHADEIRA E LIXADEIRA.pptx
 
TREINAMENTO_LIXADEIRA_POLICORTE_APT.pptx
TREINAMENTO_LIXADEIRA_POLICORTE_APT.pptxTREINAMENTO_LIXADEIRA_POLICORTE_APT.pptx
TREINAMENTO_LIXADEIRA_POLICORTE_APT.pptx
 
APRESENTAÇÃO_RESUMOS DAS NR_18_33_34_35.pptx
APRESENTAÇÃO_RESUMOS DAS NR_18_33_34_35.pptxAPRESENTAÇÃO_RESUMOS DAS NR_18_33_34_35.pptx
APRESENTAÇÃO_RESUMOS DAS NR_18_33_34_35.pptx
 
Lesão por Esforço Repetitivo Distúrbio Osteomuscular Relacionado ao Trabalho
Lesão por Esforço RepetitivoDistúrbio Osteomuscular Relacionado ao TrabalhoLesão por Esforço RepetitivoDistúrbio Osteomuscular Relacionado ao Trabalho
Lesão por Esforço Repetitivo Distúrbio Osteomuscular Relacionado ao Trabalho
 
Apresentação_ de_ psicologia_ Estresse ocupacional
Apresentação_ de_ psicologia_ Estresse ocupacionalApresentação_ de_ psicologia_ Estresse ocupacional
Apresentação_ de_ psicologia_ Estresse ocupacional
 
APRESENTAÇÃO_REDAÇÃO TÉCNICA_SEMINÁRIO.pptx
APRESENTAÇÃO_REDAÇÃO TÉCNICA_SEMINÁRIO.pptxAPRESENTAÇÃO_REDAÇÃO TÉCNICA_SEMINÁRIO.pptx
APRESENTAÇÃO_REDAÇÃO TÉCNICA_SEMINÁRIO.pptx
 
Implantação e treinamento de plano de gestão ambiental.pptx
Implantação e treinamento de plano de gestão ambiental.pptxImplantação e treinamento de plano de gestão ambiental.pptx
Implantação e treinamento de plano de gestão ambiental.pptx
 
Dilemas_e_desafios_para_consolidao_da_educao_bsica_Slides.pptx
Dilemas_e_desafios_para_consolidao_da_educao_bsica_Slides.pptxDilemas_e_desafios_para_consolidao_da_educao_bsica_Slides.pptx
Dilemas_e_desafios_para_consolidao_da_educao_bsica_Slides.pptx
 

Último

Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
marcos oliveira
 
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
Faga1939
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
FLAVIOROBERTOGOUVEA
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
Texto e atividade -  Fontes alternativas de energiaTexto e atividade -  Fontes alternativas de energia
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
Mary Alvarenga
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
mozalgebrista
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Luzia Gabriele
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantililSEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
menesabi
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
beathrizalves131
 

Último (20)

Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
 
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
Texto e atividade -  Fontes alternativas de energiaTexto e atividade -  Fontes alternativas de energia
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantililSEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
 

AVC_O Acidente Vascular Cerebral_Derrame Cerebral

  • 2. O que é um AVC ??? O Acidente Vascular Cerebral, que é popularmente conhecido como derrame cerebral, ocorre quando há um entupimento ou o rompimento dos vasos que levam sangue ao cérebro provocando a paralisia da área cerebral que ficou sem circulação sanguínea adequada, ocasionando déficit da função neurológica. O AVC também é chamado de Acidente Vascular Encefálico (AVE).
  • 3. Fique informado !!! Trata-se de uma emergência médica que pode evoluir com sequelas ou morte, sendo a rápida chegada no hospital importante para a decisão terapêutica. No Brasil, a principal causa de morte são as doenças cardiovasculares (cerca de 1 a cada 3 casos), com o AVC representando cerca de 1/3 das mortes por doenças vasculares, principalmente em camadas sociais mais pobres e entre os mais idosos. É o problema neurológico mais comum em algumas partes do mundo gerando um dos mais elevados custos para as previdências sociais dos países.
  • 4. AVC
  • 5. O AVC pode ser dividido em dois tipos: Isquêmico Hemorrágico
  • 6. AVC Isquêmico Ocorre quando há uma obstrução da artéria, impedindo a passagem de oxigênio para as células cerebrais que por sua vez morrem. A obstrução da artéria pode acontecer por um trombo ou por um êmbolo.
  • 7. AVC Isquêmico O trombo é um coágulo de sangue que se junta à parede do vaso sanguíneo.
  • 8. AVC Isquêmico ... Já o Êmbolo é um trombo que se desloca pela corrente sanguínea até ficar preso em um vaso sanguíneo menor que sua extensão. As artérias que mais entopem são a carótida interna do pescoço ou a artéria cerebral média dentro do cérebro.
  • 9. AVC Isquêmico São dois tipos:  AVC isquêmico aterotrombótico: esse tipo de AVC isquêmico ocorre por fatores de risco não modificáveis, como a idade ou doenças crônicas. A principal causa de AVC isquêmico aterotrombótico é a aterosclerose, doença que causa a formação de placas nos vasos sanguíneos, levando à oclusão.  AVC isquêmico cardioembólico: esse tipo de AVC isquêmico ocorre quando o êmbolo causador do derrame parte do coração, no geral decorrente de doenças cardiovasculares, como arritmias cardíacas ou doenças da válvula cardíaca.
  • 10. AVC Isquêmico Causas:  Endurecimento das artérias (aterosclerose);  Arritmias cardíacas;  Doenças das válvulas cardíaca, como prolapso da válvula mitral ou estenose de uma válvula cardíaca;  Endocardite, que é a infecção das válvulas do coração;  Forame oval patente, que é um defeito cardíaco congênito;  Distúrbios de coagulação do sangue;  Vasculite (inflamação dos vasos sanguíneos);  Insuficiência cardíaca;  Infarto agudo do miocárdio.
  • 11. Pressão arterial baixa (hipotensão) também pode causar um AVC isquêmico, embora com menor frequência. Resultados baixos de pressão arterial podem reduzir o fluxo sanguíneo para o cérebro e causar estreitamento das artérias. Fique informado !!!
  • 12. AVC Isquêmico Fatores de Risco:  Hipertensão;  Doenças cardiovasculares;  Colesterol alto;  Obesidade;  Diabetes tipo 2;  Uso de drogas ilícitas, como cocaína;  Tabagismo;  Uso excessivo de álcool;  Idade avançada.  AIT (Ataque Isquêmico Transitório)
  • 13. AVC Isquêmico sintomas:  Dores de cabeça muito fortes, beirando o insuportável;  Perda de força em um dos lados do corpo;  Paralisia súbita de um dos lados do corpo, geralmente no braço ou perna, de grau pequeno ou acentuado;  Dificuldade para falar, seja por não conseguir articular a palavra (não fazer a boca se mexer) ou por não conseguir elaborar as palavras;  Alterações visuais, como perder uma parte ou totalmente o campo visual;  Sintomas motores ou sensitivos, como dormência no rosto, mãos e pernas;  Em alguns casos, podem acontecer episódios de sonolência ou coma.
  • 14. AVC Isquêmico Tratamento: É possível usar um medicamento chamado alteplase, que deve ser aplicado em até quatro horas e meia após o início dos sintomas. Esse medicamento diminui em 30% o risco de sequelas do AVC isquêmico e reduz em 18% a mortalidade.  Cirurgia: Se você tiver obstrução significativa das artérias carótidas no pescoço, você pode precisar de uma endarterectomia de carótida. Durante esta operação, o cirurgião remove formação de placas nas artérias carótidas para reduzir o risco de ataque isquêmico transitório (TIA) ou AVC.
  • 15. AVC Hemorrágico É o acidente vascular cerebral menos comum presente em cerca de 20% dos casos, mas não menos grave. Ocorre pela ruptura de uma artéria ou vaso sanguíneo intracraniano. O sangue em contato com o parênquima nervoso tem ação irritativa. Além disso, a inflamação e o efeito de massa ou pressão exercida pelo coágulo de sangue no tecido nervoso prejudica e degenera o cérebro e a função cerebral.
  • 16. AVC Hemorrágico São dois tipos:  Hemorragia Intraparenquimatosa: ocorre por ruptura dos aneurismas de Charcot-Bouchard, pequenas formações saculares das artérias cerebrais na transição da substância branca com o córtex cerebral que se formam pela hipertensão arterial descontrolada ou não tratada.  Hemorragia Subaracnoide: ocorre por sangramento de aneurismas cerebrais (defeito ou formações saculares das artérias) no espaço licórico ou subaracnóideo. Eles tem provavelmente origem congênita.
  • 18. AVC Hemorrágico causas:  Pressão alta crônica ou hipertensão descontrolada;  Ruptura de um aneurisma;  Distúrbios de coagulação do sangue, como a hemofilia;  Ferimentos na cabeça ou no pescoço que resultam em danos aos vasos sanguíneos na cabeça ou no pescoço;  Angiopatia amiloide cerebral (uma doença degenerativa dos vasos sanguíneos);  Aterosclerose;  Distúrbios de coagulação do sangue;  Vasculite (inflamação dos vasos sanguíneos);  Insuficiência e arritmias cardíacas;  Infarto agudo do miocárdio.
  • 19. AVC Hemorrágico Fatores de Risco:  Hipertensão;  Fibrilação atrial;  Diabetes;  Tabagismo;  Colesterol alto;  Uso pesado de álcool  Sobrepeso e obesidade;  Sedentarismo.
  • 20. AVC Hemorrágico Sintomas:  Dores de cabeça muito fortes, beirando o insuportável;  Perda de força em um dos lados do corpo;  Paralisia súbita de um dos lados do corpo, geralmente no braço ou perna, de grau pequeno ou acentuado;  Dificuldade para falar, seja por não conseguir articular a palavra (não fazer a boca se mexer) ou por não conseguir elaborar as palavras;  Alterações visuais, como perder uma parte ou totalmente o campo visual;  Sintomas motores ou sensitivos, como dormência no rosto, mãos e pernas;  Em alguns casos, podem acontecer episódios de sonolência ou coma.
  • 21. AVC Hemorrágico Tratamento Cirúrgico: O tratamento cirúrgico visa a retirar o sangue de dentro do cérebro. Em alguns casos, coloca-se um cateter para avaliar a pressão dentro do crânio, que aumenta por conta do inchaço do cérebro após o sangramento. Infelizmente, células cerebrais não se regeneram nem há tratamento que possa recuperá-las. No entanto, existem recursos terapêuticos capazes de ajudar a restaurar funções, movimentos e fala. Quanto antes forem aplicados, melhores serão os resultados.
  • 22. AVC Isquêmico e Hemorrágico Diagnostico: Alguns exames podem ser feitos para ajudar no diagnóstico do AVC, bem como o seu tipo:  Ressonância magnética;  Tomografia computadorizada;  Angiografia;  Ultrassonografia;  Ecocardiograma.
  • 25. AVC Isquêmico e Hemorrágico Diagnostico: A tomografia computadorizada identifica as áreas Isquêmicas e Hemorrágicas.
  • 26. AVC Isquêmico e Hemorrágico Sequelas:  Paralisias;  Déficit sensitivo;  Afasia;  Apraxias;  Negligência;  Agnosia visual;  Déficit de memória;  Lesões no tronco cerebral;  Alterações comportamentais.  Depressão;  Transtorno de estresse pós-traumático (TEPT);
  • 27. AVC (ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL) Recomendações:  Controle a pressão arterial e o nível de açúcar no sangue. Hipertensos e diabéticos exigem tratamento e precisam de acompanhamento médico permanente. Pessoas com pressão e glicemia normais raramente têm derrames;  Procure manter abaixo de 200 o índice do colesterol total. Às vezes, só se consegue esse equilíbrio com medicamentos. Não os tome nem deixe de tomá-los por conta própria. Ouça sempre a orientação de um médico;  Adote uma dieta equilibrada, reduzindo a quantidade de açúcar, gordura, sal e bebidas alcoólicas;
  • 28. AVC (ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL) Recomendações:  Não fume. Está provado que o cigarro é um fator de alto risco para acidentes vasculares;  Estabeleça um programa regular de exercícios físicos. Faça caminhadas de 30 minutos diariamente;  Informe seu médico se em sua família houver casos doenças cardíacas e neurológicas como o AVC;  Procure distrair-se para reduzir o nível de estresse.