SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 64
Baixar para ler offline
RECURSOS UTILIZADOS NA
FISIOTERAPIA DERMATO-
FUNCIONAL
Massoterapia
Termoterapia
Eletroterapia
Cosmetologia
Atividade física
Os distúrbios dermato-funcionais promovem
numerosas e sedutoras receitas para a sua correção.
Entre os tratamentos aleatórios que são propostos,
alguns apresentam bons resultados, e outros nem
tanto. A falta de cientificidade nas técnicas de
tratamento e a falsa atribuição das propriedades
dadas aos recursos terapêuticos, como por exemplo a
propriedade EMAGRECEDORA atribuída ao forno de
Bier e à massagem, são conceitos errôneos, hoje bem
documentados.
MASSAGEM
• Existem vários tipos de massagens, propostas por
diversos autores, porém todas são derivadas de
movimentos primários que fazem parte da MASSAGEM
CLÁSSICA.
Deslizamento = Effleurage
Amassamento = Petrissage
Percussão = Tapotment
Fricção
Vibração
Rolamento=Deslizamento+Amassamento
 Massagem de drenagem linfática
 Massagem relaxante
• INDICAÇÕES:
• Edema e hematoma
• Cicatrizes aderentes
• Tensão muscular
• Dor
• Diminuição da ADM
• CONTRA-INDICAÇÕES:
• Tumores
• Patologias circulatórias
• Doenças de pele
• Processos infecciosos
• Processos inflamatórios
• Fragilidade capilar
TERMOTERAPIA
• HIPOTERMIA
• Provoca a queda da
temperatura do corpo,
ocorrendo várias alterações
fisiológicas:
 Aumento de força de
concentração isométrica
máxima
 Aumento da capacidade do
músculo relaxar
 Redução da dor local e
edema
 Relaxamento do espasmo
muscular local
• Crioterapia termal
(bandagem fria)
• Gel creógeno
Hipotermia
• INDICAÇÕES
• Ptose tissular
• Adiposidade pouco
túrgida (dura)
CONTRA-INDICAÇÕES
• Gestante
• Cardiopatias
• Hipotensão descompensada
• Patologia vascular
• Processos virais, inflamatórios e infecciosos
• Dermatites e regiões com solução de continuidade
• Durante o período menstrual, fluxo intenso: ↑ PGL
• Aplicação nas mamas e articulações
• Hipersensibilidade ao frio
• Afecções reumáticas
• Neoplasias
• Qualquer processo que o médico especifique.
TERMOTERAPIA
• HIPERTERMOTERAPIA
• Promove o aumento da
temperatura local, causam
vasodilatação, aumentam a
sudorese, incrementam o
metabolismo celular e
auxiliam na eliminação de
toxinas.
• Cremes parafinado
• Cremes termorredutores
• Sais termolipolíticos
(bandagem quente)
Hipertermoterapia
• INDICAÇÕES
• Pacientes que
apresentam pouca ou
nenhuma ptose tissular
• Adiposidade túrgida
(barriga dura)
• CONTRA-INDICAÇÕES
• Gestante
• Cardiopatias
• Hipotensão e hipertensão descompensada
• Processos virais, inflamatórios e infecciosos
• Transtornos circulatórios
• Patologia pulmonar descompensada
• Dermatites e regiões com solução de continuidade
• Qualquer processo que o médico especifique.
ELETROTERAPIA
• Ultra-som
• Corrente galvânica
• Corrente russa
• Microcorrentes
• Eletrolifting
• Eletrolipoforese
• Alta freqüência
• Laser
• Peeling ultrassônico
• Pressoterapia
• Endermologia
• Vapor de ozônio
ULTRA-SOM
• Onda mecânica
longitudinal, não audível,
com freqüência acima de
20KHz, sendo a energia
transmitida pelas vibrações
das moléculas do meio
pelo qual a onda está se
propagando.
• As faixas
terapêuticas
encontram-se
normalmente entre
1 MHz e 3 MHz.
ULTRA-SOM
• INDICAÇÕES
• Processos fibróticos
• Transtornos circulatórios
• Tecido em cicatrização
• Celulite
• CONTRA-INDICAÇÕES
• Área com insuficiência vascular
• Globo ocular
• Útero gravídico
• Sobre área cardíaca
• Tumores
• Epífise de crescimento
• Testículos
• Tromboflebites e varizes
• Processos infecciosos
• Implante metálico
• Marcapasso
CORRENTE GALVÂNICA
+: drena; -: hidrata;
• É uma corrente contínua
de fluxo de elétrons, com
direção e intensidade
constantes e com efeitos
polares.
 Analgesia
 Estimulação nervosa
 Antiinflamatório
 Transtornos circulatórios
 Iontoforese
• Iontoforese: penetração
de uma substância
terapêutica através da
pele íntegra por
intermédio da CG.
CORRENTE GALVÂNICA
+: drena; -: hidrata;
• INDICAÇÕES
• Processos inflamatórios
• Processos álgicos
• Lesões de nervos periféricos
• Transtornos circulatórios
• Estimulação da irrigação
• IONTOFORESE
• CONTRA-INDICAÇÕES
• Vertigens durante o
tratamento
• Irritabilidade cutânea
• Marca-passo
• Implantações metálicas
no campo de aplicação
• Locais com solução de
continuidade
CORRENTE RUSSA
• Corrente alternada, de
média freqüência (2500
Hz), que pode ser
modulada por “rajadas”
(bursts) e é utilizada com
fins excitomotores.
CORRENTE RUSSA
• INDICAÇÕES
• Estimulação e/ou
fortalecimento em
condições patológicas
• Fortalecimento no esporte
de alto nível
• Fortalecimento muscular
tecidual na área da estética
• CONTRA-INDICAÇÕES
• Lesões musculares,
tendinosas e ligamentares
• Inflamações articulares em
fase aguda
• Fraturas não consolidadas
• Espasticidade
• Miopatias que impeçam a
contração muscular
fisiológica (denervação)
MICROCORRENTES
• Eletroestimulação que utiliza
correntes com parâmetros de
intensidade na faixa dos
microamperes e são de baixa
freqüência, podendo apresentar
correntes contínuas ou alternada.
• Corrente elétrica do nosso
corpo MC endógena.
• MC exógena ↓resist. Tecidual
no local da lesão, favorecendo
a passagem da MO endógena
nesse local.
“Imita a própria corrente do
corpo”
 Controle da dor
 Cicatrização
 Edemas
 Síntese de proteínas
MICROCORRENTES
• INDICAÇÕES
• Acne
• Involução cutânea
• Pós operatório de cirurgia
plástica
• Estrias
• Cansaço muscular facial
• Celulite
• Pós peeling
• Cicatrizes
• Síndromes dolorosas
• CONTRA-INDICAÇÕES
• Alergia ou irritação à
corrente
• Sobre útero gravídico
• Eixo cardíaco
• Marca-passo
ELETROLIFTING
GALVANOPUNTURA
• Técnica em que se utilizam
microcorrentes variáveis, de
baixa freqüência, com
impulsos de baixa duração e
intensidade, com a finalidade
de produzir o levantamento
dos estratos mais superficiais.
• Ativa o colágeno e a
elastina, fazendo
compactação e
regeneração das fibras.
ELETROLIFTING
GALVANOPUNTURA
• INDICAÇÕES
• Atenuação do sulco naso-labial
por flacidez da musculatura
• Atenuação de ruga de expressão
entre as sobrancelhas e na testa
por rigidez muscular
• Atenuação de rugas ao redor
dos lábios
• Envelhecimento cutâneo
• Tonificação cutânea
• Estrias
• CONTRA-INDICAÇÕES
• Sobre feridas recentes
• Alergia ou irritação à corrente
elétrica ou ao cosmético
• Hipersensibilidade dolorosa
ELETROLIPOFORESE
• Aplicação de
microcorrentes específica
de baixa freqüência que
atua diretamente nos
adipócitos destruindo-os e
favorecendo a eliminação
dos mesmos.
ELETROLIPOFORESE
• INDICAÇÕES
• Gordura localizada
• Celulite
• Pós lipoaspiração, como
complemento da cirurgia
• CONTRA-INDICAÇÕES
• Transtornos cardíacos
• Pinos ou placas, na área de aplicação
• Gravidez
• Renais crônicos
• Trombose venosa profunda
• Patologias ginecológicas
• Utilização de medicamentos como
corticóides, e anticoagulantes
• Neoplasias
• Alterações dermatológicas na área
de tratamento
ALTA FREQÜÊNCIA
Gerador de alta freqüência
• Trabalha com corrente alternada de alta
freqüência
• Freqüência varia de 100 e 200KHz
• A passagem da onda eletromagnética pelo ar
ou outros gases rarefeitos provoca a formação
de ozônio
• Ozônio propriedades bactericidas,
antiinflamatória e antimicrobiana
O3 = O2 + O
Alta freqüência na pele: provoca a formação de
ozônio (O3), e este por ser uma substância
instável se decompõe rapidamente em oxigênio
molecular (O2) e em oxigênio atômico (O). A
ação desinfetante do ozônio reside na grande
agressividade do oxigênio atômico nascente,
liberado durante a decomposição do ozônio.
Efeitos fisiológicos
• Efeito térmico
produção de calor
vasodilatação periférica local
aumento do fluxo sangüíneo
melhora do trofismo, da oxigenação e do metabolismo celular
• Vasodilataçã e hiperemia
efeito térmico
aumento da circulação periférica local
hiperemia da pele
• Aumento da oxigenação celular
vasodilatação periférica local
aumento do fluxo sangüíneo
aumento do aporte de oxigênio por intermédio
do sangue
Efeitos terapêuticos
• Bactericida e anti-séptico
• Melhora do trofismo dérmico
• Antiinflamatório
Indicações
• Desinfecção após extração
• Pós depilação (foliculite)
• Seborréia capilar
• Soluções de continuidade(úlcera de pressão,
feridas abertas etc...)
• Psoríase
• Pós extração de cutículas ungueais
• Piolho
Técnicas de aplicação
• Eletrodos com vácuo parcial (ar rarefeito =
violeta) em seu interior, ou gás (neon = laranja)
• Face ou cabeça: t= 3 a 5 min----10min
• Corpo: t=varia de acordo com o tamanho da
área
• Cabelo: t= 10 min
• Intensidade:o máximo de faiscamento e/ou
luminosidade do eletrodo, associado ao
conforto do paciente
Tipos de aplicação
• Direta ou efluviação
• Distância ou faísca
• Indireta ou saturação
Assepsia
Algodão com álcool 70%
LASER
• É uma emissão de luz coerente, monocromática, com
grande concentração de energia, capaz de provocar
alterações fisiológica e biológicas.
• Aumento de histamina leva a paralização do
esfíncter capilar, isso faz com que a inflamação
diminua o edema também, além de
normalizar a circulação.
• Tem efeito analgésico e cicatrizante.
Forma de aplicação:
• Pontual, contato direto na pele, 90º dose de
acordo com o efeito desejado
• DOSE:
Analgesia: 2 a 4 j/cm² Antiinflamatório: 1 a
3 j/cm² Regenerativo: 3 a 6 j/cm²
Circulatório: 1 a 3 j/cm²
• varredura, calcula-se o tempo
• Tempo =
densidade desejada (j/cm²) X área (baseXaltura)
_________________________________________________________________________________
potência média emissão (W) olha no manual
• nesse laser a pot é de 0,003
• Pode ser pulsado ou contínuo:
• Pulsado (50%) : possui 10 frequencias de
modulações: As mais utilizadas são: 2,5 Hz (lesões agudas),
20 Hz (cura de feridas), 150 Hz ( alívio da dor), 2Khz ( lesões
crônicas e feridas que estão infectadas ou que não fecham).
• Geralmente na fase aguda utiliza-se doses baixa, sub-
aguda dose média e fase crônica dose alta.
LASER
• INDICAÇÕES
• Envelhecimento
cutâneo e rugas
• Acne
• Depilação
• Pós depilação
• Celulite
• Flacidez tegumentar
• Estrias
• CONTRA-INDICAÇÕES
• Neoplasias
• Irradiação direta sobre a
retina
• Irradiação sobre focos
de infecção bacteriana
• Áreas hemorrágicas
PEELING ULTRA-SÔNICO
Ação
• Eliminação de células mortas da superfície
cutânea mediante um sistema de vibração
mecânica de uma espátula quando esta entra
em contato direto com a superfície da pele a
uma elevada freqüência.
Propriedades
• Aplicando a ponta da espátula: eliminação de
células mortas da pele
• Aplicando a parte plana da
espátula:micromassagem cutânea
Efeitos fisiológicos
• Renovação do tecido cutâneo
• Revitalização da pele
• Melhora da circulação sangüínea periférica
Equipamento
• Existe um gerador de corrente galvânica que
se aplica através da espátula vibratória
Indicações
• Peles desvitalizadas
• Seborréia
• Limpeza profunda de pele onde está contra-
indicado o uso de produtos químicos
esfoliantes
Técnica de aplicação
• Relizar limpeza prévia da pele, desmaquiando, se for
preciso
• Pode-se aplicar produto emoliente ou não
• Pulverizar uma solução emoliente, soro fisiológico ou água;
em seguida aplicar a vibração mecânica, colocando a
espátula com a cavidade para baixo, formando um ângulo
de 45º
• Pode-se aplicar em seguida um cosmético de efeito trófico
e revitalizante. Espátula plana.
Cuidados e precauções
• Constatar que a cliente não apresente nenhuma contra-
indicação
• Levar em conta a sensibilidade cutânea
• Tomar cuidado com zonas sensíveis (pescoço, seios,
próximo de boca, olhos)
• Vigiar a resposta da pele ao longo do tratamento
• Evitar pressões muito fortes
Contra-indicação
• Feridas e lesões na pele
• Varizes, telangectasias
• Inflamações agudas
PRESSOTERAPIA
• Aplicação de pressão
mecânica, sobre os
membros inferiores,
abdome e membros
superiores, para estimular
o retorno venoso e
linfático.
PRESSOTERAPIA
• INDICAÇÕES
• Retenção hídrica
• Celulite
• CONTRA-INDICAÇÕES
• Tromboflebites
• Insuficiência cardíaca
congestiva
• Edema agudo de pulmão
• Trombose venosa profunda
• Neoplasias
• Inflamações agudas
• Infecções cutâneas
• Fraturas não consolidadas
ENDERMOLOGIA
• Equipamentos específicos
que utiliza a aspiração
(sucção), associado a uma
mobilização tecidual
através de rolos,
localizados num cabeçote.
ENDERMOLOGIA
• INDICAÇÕES
• Estética corporal e facial
• Pré e pós cirurgia plástica
• Cicatrizes hipertróficas
• Queimaduras
• Stress
• CONTRA-INDICAÇÕES
• Tumores cutâneos
• Afecções da pele
• Fragilidade capilar
• Doenças infecciosas evolutivas
• Gravidez
VAPOR DE OZÔNIO
• INDICAÇÕES
• Higiene cutânea
• Emoliência da pele
• CONTRA-INDICAÇÕES
• Rosácea/Acne Inflamatória
• Intolerância ao vapor
ATIVIDADE FÍSICA
• Fortalecimento muscular
• Adaptações de órgãos e sistemas
• Exercício localizado
• Alongamento muscular
COSMÉTICOS
• Argila Branca: Cicatrizante, bactericida
• Argila Rosa: Tonificação
• Argila Verde: Desintoxicação
• Cânfora: Gordura localizada, flacidez e tonificante
• Camomila: Calmante e secativo
• Cafeína: Gordura localizada, antiinflamatório
• Centelha Asiática: Ativador da micro circulação, estimulante
metabólico e hidratante
• Colágeno: Hidratante e tonificante
• Elastina: Flacidez, melhora elasticidade
• Hiperemim: Aumenta a circulação sangüínea
• Ácido retinóico: Proporciona mais firmeza e
elasticidade, suaviza o envelhecimento da pele,
atenuando rugas e tornando-a mais suave ao tato
• Ginko Biloba: Antiinflamatório e anti-oxidante
• Óleo de semente de uva: Hidratante e firmador da
pele
• Vitamina c tópica: possui ação cicatrizante,
diminui reações inflamatórias e alérgicas e
proteger contra os danos da radiação ultravioleta.
Estes são apenas alguns recursos,
dentre os milhares existentes, que
podem ser utilizados na fisioterapia
dermato-funcional.
Cabe ao fisioterapeuta fazer a
melhor escolha, de acordo com
a patologia do cliente.
FIM

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Diatermia por Ondas Curtas e Microondas
Diatermia por Ondas Curtas e MicroondasDiatermia por Ondas Curtas e Microondas
Diatermia por Ondas Curtas e Microondas
FUAD HAZIME
 
Estimulação elétrica nervosa transcutânea (TENS)
Estimulação elétrica nervosa transcutânea (TENS)Estimulação elétrica nervosa transcutânea (TENS)
Estimulação elétrica nervosa transcutânea (TENS)
FUAD HAZIME
 
Princípios físicos da água
Princípios físicos da águaPrincípios físicos da água
Princípios físicos da água
FUAD HAZIME
 

Mais procurados (20)

Eletroterapia Resumo
Eletroterapia ResumoEletroterapia Resumo
Eletroterapia Resumo
 
Diatermia por Ondas Curtas e Microondas
Diatermia por Ondas Curtas e MicroondasDiatermia por Ondas Curtas e Microondas
Diatermia por Ondas Curtas e Microondas
 
Estimulação elétrica nervosa transcutânea (TENS)
Estimulação elétrica nervosa transcutânea (TENS)Estimulação elétrica nervosa transcutânea (TENS)
Estimulação elétrica nervosa transcutânea (TENS)
 
Eletroterapia - corrente aussie - capitulo 8 aula 18
Eletroterapia - corrente aussie - capitulo 8 aula 18Eletroterapia - corrente aussie - capitulo 8 aula 18
Eletroterapia - corrente aussie - capitulo 8 aula 18
 
Aula Eletroterapia
Aula EletroterapiaAula Eletroterapia
Aula Eletroterapia
 
Princípios físicos da água
Princípios físicos da águaPrincípios físicos da água
Princípios físicos da água
 
Eletroterapia
EletroterapiaEletroterapia
Eletroterapia
 
Ultra Som
Ultra SomUltra Som
Ultra Som
 
laser
laserlaser
laser
 
Fascias e pompages impressao
Fascias e pompages impressaoFascias e pompages impressao
Fascias e pompages impressao
 
Eletroanalgesia - TENS
Eletroanalgesia - TENSEletroanalgesia - TENS
Eletroanalgesia - TENS
 
Laserterapia
LaserterapiaLaserterapia
Laserterapia
 
Termoterapia
TermoterapiaTermoterapia
Termoterapia
 
Síndrome do impacto
Síndrome do impactoSíndrome do impacto
Síndrome do impacto
 
Fisioterapia - ENADE 2007 - Prova Comentada
Fisioterapia - ENADE 2007 - Prova ComentadaFisioterapia - ENADE 2007 - Prova Comentada
Fisioterapia - ENADE 2007 - Prova Comentada
 
Termoterapia ondas curtas e microondas - cap 7
Termoterapia   ondas curtas e microondas - cap 7Termoterapia   ondas curtas e microondas - cap 7
Termoterapia ondas curtas e microondas - cap 7
 
Avaliação funcional
Avaliação funcionalAvaliação funcional
Avaliação funcional
 
Massagem modeladora
Massagem modeladoraMassagem modeladora
Massagem modeladora
 
Estrias
EstriasEstrias
Estrias
 
Aula sindrome impacto e lesão manguito rotador
Aula sindrome impacto e lesão manguito rotadorAula sindrome impacto e lesão manguito rotador
Aula sindrome impacto e lesão manguito rotador
 

Destaque

Sustentabilidade & Os Cosmeticos
Sustentabilidade & Os CosmeticosSustentabilidade & Os Cosmeticos
Sustentabilidade & Os Cosmeticos
amandastudy
 
Corpo - Manual de procedimentos teórico-praticos
Corpo - Manual de procedimentos teórico-praticosCorpo - Manual de procedimentos teórico-praticos
Corpo - Manual de procedimentos teórico-praticos
Teresa Castilho
 

Destaque (20)

Cosmetologia corporal Fisioterapia Dermato Funcional
Cosmetologia corporal   Fisioterapia Dermato FuncionalCosmetologia corporal   Fisioterapia Dermato Funcional
Cosmetologia corporal Fisioterapia Dermato Funcional
 
Anaminese
AnamineseAnaminese
Anaminese
 
Antioxidantes
AntioxidantesAntioxidantes
Antioxidantes
 
Visa cosméticos
Visa   cosméticosVisa   cosméticos
Visa cosméticos
 
Sl cosmeticos
Sl cosmeticosSl cosmeticos
Sl cosmeticos
 
tabela de medidas
tabela de medidastabela de medidas
tabela de medidas
 
Sustentabilidade & Os Cosmeticos
Sustentabilidade & Os CosmeticosSustentabilidade & Os Cosmeticos
Sustentabilidade & Os Cosmeticos
 
Curso de Extensão: Bioquímica Básica dos Cosméticos
Curso de Extensão: Bioquímica Básica dos CosméticosCurso de Extensão: Bioquímica Básica dos Cosméticos
Curso de Extensão: Bioquímica Básica dos Cosméticos
 
Corpo - Manual de procedimentos teórico-praticos
Corpo - Manual de procedimentos teórico-praticosCorpo - Manual de procedimentos teórico-praticos
Corpo - Manual de procedimentos teórico-praticos
 
Fotoproteção
FotoproteçãoFotoproteção
Fotoproteção
 
05 cosmeticos final2
05 cosmeticos final205 cosmeticos final2
05 cosmeticos final2
 
Aula logistica armazenagem
Aula logistica armazenagemAula logistica armazenagem
Aula logistica armazenagem
 
Cosmeticos infantis
Cosmeticos infantisCosmeticos infantis
Cosmeticos infantis
 
Cosmetologia - Buona Vita Cosméticos
Cosmetologia - Buona Vita CosméticosCosmetologia - Buona Vita Cosméticos
Cosmetologia - Buona Vita Cosméticos
 
Veracidade nas Propagandas da Indústria de Cosméticos
Veracidade nas Propagandas da Indústria de CosméticosVeracidade nas Propagandas da Indústria de Cosméticos
Veracidade nas Propagandas da Indústria de Cosméticos
 
10 dicas essenciais de planejamento em mídias sociais
10 dicas essenciais de planejamento em mídias sociais 10 dicas essenciais de planejamento em mídias sociais
10 dicas essenciais de planejamento em mídias sociais
 
Despigmentantes
DespigmentantesDespigmentantes
Despigmentantes
 
Cosmetologia da pele II: Envelhecimento Cutâneo
Cosmetologia da pele II: Envelhecimento CutâneoCosmetologia da pele II: Envelhecimento Cutâneo
Cosmetologia da pele II: Envelhecimento Cutâneo
 
Desvendando a química dos cosméticos: quais os ingredientes que realmente faz...
Desvendando a química dos cosméticos: quais os ingredientes que realmente faz...Desvendando a química dos cosméticos: quais os ingredientes que realmente faz...
Desvendando a química dos cosméticos: quais os ingredientes que realmente faz...
 
Manual de cosmetologia
Manual de cosmetologiaManual de cosmetologia
Manual de cosmetologia
 

Semelhante a Recursos fisioterapeuticos na dermato funcional

Vibria Hibridi Sonic maxx (2).pptx
Vibria Hibridi Sonic maxx (2).pptxVibria Hibridi Sonic maxx (2).pptx
Vibria Hibridi Sonic maxx (2).pptx
TailaDias1
 
priscilaferrari-final-150628021110-lva1-app6891-convertido.pptx
priscilaferrari-final-150628021110-lva1-app6891-convertido.pptxpriscilaferrari-final-150628021110-lva1-app6891-convertido.pptx
priscilaferrari-final-150628021110-lva1-app6891-convertido.pptx
AndriellyFernanda1
 

Semelhante a Recursos fisioterapeuticos na dermato funcional (20)

1 terapia combinada ultrassom de alta potência associado a novas correntes ...
1   terapia combinada ultrassom de alta potência associado a novas correntes ...1   terapia combinada ultrassom de alta potência associado a novas correntes ...
1 terapia combinada ultrassom de alta potência associado a novas correntes ...
 
Vibria Hibridi Sonic maxx (2).pptx
Vibria Hibridi Sonic maxx (2).pptxVibria Hibridi Sonic maxx (2).pptx
Vibria Hibridi Sonic maxx (2).pptx
 
nocoes-basicas-de-agentes-fisicos-2007-2008 (2).ppt
nocoes-basicas-de-agentes-fisicos-2007-2008 (2).pptnocoes-basicas-de-agentes-fisicos-2007-2008 (2).ppt
nocoes-basicas-de-agentes-fisicos-2007-2008 (2).ppt
 
Endermoterapia e Peelings Mecanicos
Endermoterapia e Peelings MecanicosEndermoterapia e Peelings Mecanicos
Endermoterapia e Peelings Mecanicos
 
Aula-de-Meios-físicos-no-tratamento-da-dor.pdf
Aula-de-Meios-físicos-no-tratamento-da-dor.pdfAula-de-Meios-físicos-no-tratamento-da-dor.pdf
Aula-de-Meios-físicos-no-tratamento-da-dor.pdf
 
Eletroterapia capítulo 5 agentes elétricos microcorrentes - Aula 13
Eletroterapia capítulo 5 agentes elétricos microcorrentes - Aula 13 Eletroterapia capítulo 5 agentes elétricos microcorrentes - Aula 13
Eletroterapia capítulo 5 agentes elétricos microcorrentes - Aula 13
 
Apresentação Lux Laserterapia e Spa Capilar
Apresentação Lux Laserterapia e Spa CapilarApresentação Lux Laserterapia e Spa Capilar
Apresentação Lux Laserterapia e Spa Capilar
 
ELETROTERAPIA NA PODOLOGIA
ELETROTERAPIA NA PODOLOGIAELETROTERAPIA NA PODOLOGIA
ELETROTERAPIA NA PODOLOGIA
 
apresentação.pptx
apresentação.pptxapresentação.pptx
apresentação.pptx
 
O alta freqüência.
O alta freqüência.O alta freqüência.
O alta freqüência.
 
slide - eletroterapia - prof Roosivelt.pdf
slide - eletroterapia - prof Roosivelt.pdfslide - eletroterapia - prof Roosivelt.pdf
slide - eletroterapia - prof Roosivelt.pdf
 
priscilaferrari-final-150628021110-lva1-app6891-convertido.pptx
priscilaferrari-final-150628021110-lva1-app6891-convertido.pptxpriscilaferrari-final-150628021110-lva1-app6891-convertido.pptx
priscilaferrari-final-150628021110-lva1-app6891-convertido.pptx
 
Curso Fusiomed - Apresentação.ppt
Curso Fusiomed - Apresentação.pptCurso Fusiomed - Apresentação.ppt
Curso Fusiomed - Apresentação.ppt
 
Apresentação Unique.pptx
Apresentação Unique.pptxApresentação Unique.pptx
Apresentação Unique.pptx
 
Infra Vermelho
Infra VermelhoInfra Vermelho
Infra Vermelho
 
criofrequencia.pdf
criofrequencia.pdfcriofrequencia.pdf
criofrequencia.pdf
 
Criofrequência - A sinergia entre radiofrequência 1050w e frio -10 graus
Criofrequência - A sinergia entre radiofrequência 1050w e frio -10 grausCriofrequência - A sinergia entre radiofrequência 1050w e frio -10 graus
Criofrequência - A sinergia entre radiofrequência 1050w e frio -10 graus
 
Criofrequência - A sinergia entre Radiofrequência e Frio
Criofrequência - A sinergia entre Radiofrequência e FrioCriofrequência - A sinergia entre Radiofrequência e Frio
Criofrequência - A sinergia entre Radiofrequência e Frio
 
Apresentação - BHS 156.pptx
Apresentação - BHS 156.pptxApresentação - BHS 156.pptx
Apresentação - BHS 156.pptx
 
termoterapia.ppt
termoterapia.ppttermoterapia.ppt
termoterapia.ppt
 

Mais de Nathanael Amparo

Predictors of falls in women
Predictors of falls in womenPredictors of falls in women
Predictors of falls in women
Nathanael Amparo
 
Myofascial trigger points peripheral or central phenomenon-
Myofascial trigger points  peripheral or central phenomenon-Myofascial trigger points  peripheral or central phenomenon-
Myofascial trigger points peripheral or central phenomenon-
Nathanael Amparo
 
Modern neurosciapproachcs ppaper13
Modern neurosciapproachcs ppaper13Modern neurosciapproachcs ppaper13
Modern neurosciapproachcs ppaper13
Nathanael Amparo
 
Identification of neuropathic pain in patients with neck upper limb pain- app...
Identification of neuropathic pain in patients with neck upper limb pain- app...Identification of neuropathic pain in patients with neck upper limb pain- app...
Identification of neuropathic pain in patients with neck upper limb pain- app...
Nathanael Amparo
 
Guidelines lbp osteopathic 2010
Guidelines lbp osteopathic 2010Guidelines lbp osteopathic 2010
Guidelines lbp osteopathic 2010
Nathanael Amparo
 
Aval efeitos reab card pós iam
Aval efeitos reab card pós iamAval efeitos reab card pós iam
Aval efeitos reab card pós iam
Nathanael Amparo
 
Artigo sindrome de_leigh_v31_n3_2013_p330a334
Artigo sindrome de_leigh_v31_n3_2013_p330a334Artigo sindrome de_leigh_v31_n3_2013_p330a334
Artigo sindrome de_leigh_v31_n3_2013_p330a334
Nathanael Amparo
 
68 trends in neuropediatric physical therapy - publicado
68   trends in neuropediatric physical therapy - publicado68   trends in neuropediatric physical therapy - publicado
68 trends in neuropediatric physical therapy - publicado
Nathanael Amparo
 
19 rbeb relationship between peak and mean amplitudes v29n2
19   rbeb relationship between peak and mean amplitudes v29n219   rbeb relationship between peak and mean amplitudes v29n2
19 rbeb relationship between peak and mean amplitudes v29n2
Nathanael Amparo
 
Fundamentos.fisio.dermato funcional
Fundamentos.fisio.dermato funcionalFundamentos.fisio.dermato funcional
Fundamentos.fisio.dermato funcional
Nathanael Amparo
 
Fisio.no.linfedema.pos.mastectomia
Fisio.no.linfedema.pos.mastectomiaFisio.no.linfedema.pos.mastectomia
Fisio.no.linfedema.pos.mastectomia
Nathanael Amparo
 

Mais de Nathanael Amparo (20)

Predictors of falls in women
Predictors of falls in womenPredictors of falls in women
Predictors of falls in women
 
Myofascial trigger points peripheral or central phenomenon-
Myofascial trigger points  peripheral or central phenomenon-Myofascial trigger points  peripheral or central phenomenon-
Myofascial trigger points peripheral or central phenomenon-
 
Modern neurosciapproachcs ppaper13
Modern neurosciapproachcs ppaper13Modern neurosciapproachcs ppaper13
Modern neurosciapproachcs ppaper13
 
Identification of neuropathic pain in patients with neck upper limb pain- app...
Identification of neuropathic pain in patients with neck upper limb pain- app...Identification of neuropathic pain in patients with neck upper limb pain- app...
Identification of neuropathic pain in patients with neck upper limb pain- app...
 
Guidelines lbp osteopathic 2010
Guidelines lbp osteopathic 2010Guidelines lbp osteopathic 2010
Guidelines lbp osteopathic 2010
 
Aval efeitos reab card pós iam
Aval efeitos reab card pós iamAval efeitos reab card pós iam
Aval efeitos reab card pós iam
 
Artigo sindrome de_leigh_v31_n3_2013_p330a334
Artigo sindrome de_leigh_v31_n3_2013_p330a334Artigo sindrome de_leigh_v31_n3_2013_p330a334
Artigo sindrome de_leigh_v31_n3_2013_p330a334
 
68 trends in neuropediatric physical therapy - publicado
68   trends in neuropediatric physical therapy - publicado68   trends in neuropediatric physical therapy - publicado
68 trends in neuropediatric physical therapy - publicado
 
19 rbeb relationship between peak and mean amplitudes v29n2
19   rbeb relationship between peak and mean amplitudes v29n219   rbeb relationship between peak and mean amplitudes v29n2
19 rbeb relationship between peak and mean amplitudes v29n2
 
Manual enade 2013
Manual enade 2013Manual enade 2013
Manual enade 2013
 
Fisioterapia Enade 2010
Fisioterapia Enade 2010Fisioterapia Enade 2010
Fisioterapia Enade 2010
 
Sistema tegumentar
Sistema tegumentarSistema tegumentar
Sistema tegumentar
 
Queimaduras
QueimadurasQueimaduras
Queimaduras
 
Patologias dermatologicas
Patologias dermatologicasPatologias dermatologicas
Patologias dermatologicas
 
Obesidade
ObesidadeObesidade
Obesidade
 
Mamoplastias 2ª parte
Mamoplastias   2ª parteMamoplastias   2ª parte
Mamoplastias 2ª parte
 
Mamoplastias 1ª parte
Mamoplastias   1ª parteMamoplastias   1ª parte
Mamoplastias 1ª parte
 
Fundamentos.fisio.dermato funcional
Fundamentos.fisio.dermato funcionalFundamentos.fisio.dermato funcional
Fundamentos.fisio.dermato funcional
 
Flacidez muscular
Flacidez muscularFlacidez muscular
Flacidez muscular
 
Fisio.no.linfedema.pos.mastectomia
Fisio.no.linfedema.pos.mastectomiaFisio.no.linfedema.pos.mastectomia
Fisio.no.linfedema.pos.mastectomia
 

Recursos fisioterapeuticos na dermato funcional

  • 1. RECURSOS UTILIZADOS NA FISIOTERAPIA DERMATO- FUNCIONAL Massoterapia Termoterapia Eletroterapia Cosmetologia Atividade física
  • 2. Os distúrbios dermato-funcionais promovem numerosas e sedutoras receitas para a sua correção. Entre os tratamentos aleatórios que são propostos, alguns apresentam bons resultados, e outros nem tanto. A falta de cientificidade nas técnicas de tratamento e a falsa atribuição das propriedades dadas aos recursos terapêuticos, como por exemplo a propriedade EMAGRECEDORA atribuída ao forno de Bier e à massagem, são conceitos errôneos, hoje bem documentados.
  • 3. MASSAGEM • Existem vários tipos de massagens, propostas por diversos autores, porém todas são derivadas de movimentos primários que fazem parte da MASSAGEM CLÁSSICA. Deslizamento = Effleurage Amassamento = Petrissage Percussão = Tapotment Fricção Vibração Rolamento=Deslizamento+Amassamento
  • 4.  Massagem de drenagem linfática  Massagem relaxante
  • 5. • INDICAÇÕES: • Edema e hematoma • Cicatrizes aderentes • Tensão muscular • Dor • Diminuição da ADM • CONTRA-INDICAÇÕES: • Tumores • Patologias circulatórias • Doenças de pele • Processos infecciosos • Processos inflamatórios • Fragilidade capilar
  • 6. TERMOTERAPIA • HIPOTERMIA • Provoca a queda da temperatura do corpo, ocorrendo várias alterações fisiológicas:  Aumento de força de concentração isométrica máxima  Aumento da capacidade do músculo relaxar  Redução da dor local e edema  Relaxamento do espasmo muscular local • Crioterapia termal (bandagem fria) • Gel creógeno
  • 7. Hipotermia • INDICAÇÕES • Ptose tissular • Adiposidade pouco túrgida (dura)
  • 8. CONTRA-INDICAÇÕES • Gestante • Cardiopatias • Hipotensão descompensada • Patologia vascular • Processos virais, inflamatórios e infecciosos • Dermatites e regiões com solução de continuidade • Durante o período menstrual, fluxo intenso: ↑ PGL • Aplicação nas mamas e articulações • Hipersensibilidade ao frio • Afecções reumáticas • Neoplasias • Qualquer processo que o médico especifique.
  • 9. TERMOTERAPIA • HIPERTERMOTERAPIA • Promove o aumento da temperatura local, causam vasodilatação, aumentam a sudorese, incrementam o metabolismo celular e auxiliam na eliminação de toxinas. • Cremes parafinado • Cremes termorredutores • Sais termolipolíticos (bandagem quente)
  • 10. Hipertermoterapia • INDICAÇÕES • Pacientes que apresentam pouca ou nenhuma ptose tissular • Adiposidade túrgida (barriga dura)
  • 11. • CONTRA-INDICAÇÕES • Gestante • Cardiopatias • Hipotensão e hipertensão descompensada • Processos virais, inflamatórios e infecciosos • Transtornos circulatórios • Patologia pulmonar descompensada • Dermatites e regiões com solução de continuidade • Qualquer processo que o médico especifique.
  • 12. ELETROTERAPIA • Ultra-som • Corrente galvânica • Corrente russa • Microcorrentes • Eletrolifting • Eletrolipoforese • Alta freqüência • Laser • Peeling ultrassônico • Pressoterapia • Endermologia • Vapor de ozônio
  • 13. ULTRA-SOM • Onda mecânica longitudinal, não audível, com freqüência acima de 20KHz, sendo a energia transmitida pelas vibrações das moléculas do meio pelo qual a onda está se propagando. • As faixas terapêuticas encontram-se normalmente entre 1 MHz e 3 MHz.
  • 14. ULTRA-SOM • INDICAÇÕES • Processos fibróticos • Transtornos circulatórios • Tecido em cicatrização • Celulite • CONTRA-INDICAÇÕES • Área com insuficiência vascular • Globo ocular • Útero gravídico • Sobre área cardíaca • Tumores • Epífise de crescimento • Testículos • Tromboflebites e varizes • Processos infecciosos • Implante metálico • Marcapasso
  • 15. CORRENTE GALVÂNICA +: drena; -: hidrata; • É uma corrente contínua de fluxo de elétrons, com direção e intensidade constantes e com efeitos polares.  Analgesia  Estimulação nervosa  Antiinflamatório  Transtornos circulatórios  Iontoforese • Iontoforese: penetração de uma substância terapêutica através da pele íntegra por intermédio da CG.
  • 16. CORRENTE GALVÂNICA +: drena; -: hidrata; • INDICAÇÕES • Processos inflamatórios • Processos álgicos • Lesões de nervos periféricos • Transtornos circulatórios • Estimulação da irrigação • IONTOFORESE • CONTRA-INDICAÇÕES • Vertigens durante o tratamento • Irritabilidade cutânea • Marca-passo • Implantações metálicas no campo de aplicação • Locais com solução de continuidade
  • 17. CORRENTE RUSSA • Corrente alternada, de média freqüência (2500 Hz), que pode ser modulada por “rajadas” (bursts) e é utilizada com fins excitomotores.
  • 18. CORRENTE RUSSA • INDICAÇÕES • Estimulação e/ou fortalecimento em condições patológicas • Fortalecimento no esporte de alto nível • Fortalecimento muscular tecidual na área da estética • CONTRA-INDICAÇÕES • Lesões musculares, tendinosas e ligamentares • Inflamações articulares em fase aguda • Fraturas não consolidadas • Espasticidade • Miopatias que impeçam a contração muscular fisiológica (denervação)
  • 19. MICROCORRENTES • Eletroestimulação que utiliza correntes com parâmetros de intensidade na faixa dos microamperes e são de baixa freqüência, podendo apresentar correntes contínuas ou alternada. • Corrente elétrica do nosso corpo MC endógena. • MC exógena ↓resist. Tecidual no local da lesão, favorecendo a passagem da MO endógena nesse local. “Imita a própria corrente do corpo”  Controle da dor  Cicatrização  Edemas  Síntese de proteínas
  • 20.
  • 21. MICROCORRENTES • INDICAÇÕES • Acne • Involução cutânea • Pós operatório de cirurgia plástica • Estrias • Cansaço muscular facial • Celulite • Pós peeling • Cicatrizes • Síndromes dolorosas • CONTRA-INDICAÇÕES • Alergia ou irritação à corrente • Sobre útero gravídico • Eixo cardíaco • Marca-passo
  • 22. ELETROLIFTING GALVANOPUNTURA • Técnica em que se utilizam microcorrentes variáveis, de baixa freqüência, com impulsos de baixa duração e intensidade, com a finalidade de produzir o levantamento dos estratos mais superficiais. • Ativa o colágeno e a elastina, fazendo compactação e regeneração das fibras.
  • 23. ELETROLIFTING GALVANOPUNTURA • INDICAÇÕES • Atenuação do sulco naso-labial por flacidez da musculatura • Atenuação de ruga de expressão entre as sobrancelhas e na testa por rigidez muscular • Atenuação de rugas ao redor dos lábios • Envelhecimento cutâneo • Tonificação cutânea • Estrias • CONTRA-INDICAÇÕES • Sobre feridas recentes • Alergia ou irritação à corrente elétrica ou ao cosmético • Hipersensibilidade dolorosa
  • 24. ELETROLIPOFORESE • Aplicação de microcorrentes específica de baixa freqüência que atua diretamente nos adipócitos destruindo-os e favorecendo a eliminação dos mesmos.
  • 25. ELETROLIPOFORESE • INDICAÇÕES • Gordura localizada • Celulite • Pós lipoaspiração, como complemento da cirurgia • CONTRA-INDICAÇÕES • Transtornos cardíacos • Pinos ou placas, na área de aplicação • Gravidez • Renais crônicos • Trombose venosa profunda • Patologias ginecológicas • Utilização de medicamentos como corticóides, e anticoagulantes • Neoplasias • Alterações dermatológicas na área de tratamento
  • 27. Gerador de alta freqüência • Trabalha com corrente alternada de alta freqüência • Freqüência varia de 100 e 200KHz • A passagem da onda eletromagnética pelo ar ou outros gases rarefeitos provoca a formação de ozônio • Ozônio propriedades bactericidas, antiinflamatória e antimicrobiana
  • 28. O3 = O2 + O Alta freqüência na pele: provoca a formação de ozônio (O3), e este por ser uma substância instável se decompõe rapidamente em oxigênio molecular (O2) e em oxigênio atômico (O). A ação desinfetante do ozônio reside na grande agressividade do oxigênio atômico nascente, liberado durante a decomposição do ozônio.
  • 29. Efeitos fisiológicos • Efeito térmico produção de calor vasodilatação periférica local aumento do fluxo sangüíneo melhora do trofismo, da oxigenação e do metabolismo celular
  • 30. • Vasodilataçã e hiperemia efeito térmico aumento da circulação periférica local hiperemia da pele
  • 31. • Aumento da oxigenação celular vasodilatação periférica local aumento do fluxo sangüíneo aumento do aporte de oxigênio por intermédio do sangue
  • 32. Efeitos terapêuticos • Bactericida e anti-séptico • Melhora do trofismo dérmico • Antiinflamatório
  • 33. Indicações • Desinfecção após extração • Pós depilação (foliculite) • Seborréia capilar • Soluções de continuidade(úlcera de pressão, feridas abertas etc...) • Psoríase • Pós extração de cutículas ungueais • Piolho
  • 34.
  • 35. Técnicas de aplicação • Eletrodos com vácuo parcial (ar rarefeito = violeta) em seu interior, ou gás (neon = laranja) • Face ou cabeça: t= 3 a 5 min----10min • Corpo: t=varia de acordo com o tamanho da área • Cabelo: t= 10 min • Intensidade:o máximo de faiscamento e/ou luminosidade do eletrodo, associado ao conforto do paciente
  • 36.
  • 37. Tipos de aplicação • Direta ou efluviação • Distância ou faísca • Indireta ou saturação Assepsia Algodão com álcool 70%
  • 38. LASER • É uma emissão de luz coerente, monocromática, com grande concentração de energia, capaz de provocar alterações fisiológica e biológicas.
  • 39. • Aumento de histamina leva a paralização do esfíncter capilar, isso faz com que a inflamação diminua o edema também, além de normalizar a circulação. • Tem efeito analgésico e cicatrizante.
  • 40. Forma de aplicação: • Pontual, contato direto na pele, 90º dose de acordo com o efeito desejado • DOSE: Analgesia: 2 a 4 j/cm² Antiinflamatório: 1 a 3 j/cm² Regenerativo: 3 a 6 j/cm² Circulatório: 1 a 3 j/cm²
  • 41. • varredura, calcula-se o tempo • Tempo = densidade desejada (j/cm²) X área (baseXaltura) _________________________________________________________________________________ potência média emissão (W) olha no manual • nesse laser a pot é de 0,003
  • 42. • Pode ser pulsado ou contínuo: • Pulsado (50%) : possui 10 frequencias de modulações: As mais utilizadas são: 2,5 Hz (lesões agudas), 20 Hz (cura de feridas), 150 Hz ( alívio da dor), 2Khz ( lesões crônicas e feridas que estão infectadas ou que não fecham). • Geralmente na fase aguda utiliza-se doses baixa, sub- aguda dose média e fase crônica dose alta.
  • 43. LASER • INDICAÇÕES • Envelhecimento cutâneo e rugas • Acne • Depilação • Pós depilação • Celulite • Flacidez tegumentar • Estrias • CONTRA-INDICAÇÕES • Neoplasias • Irradiação direta sobre a retina • Irradiação sobre focos de infecção bacteriana • Áreas hemorrágicas
  • 45. Ação • Eliminação de células mortas da superfície cutânea mediante um sistema de vibração mecânica de uma espátula quando esta entra em contato direto com a superfície da pele a uma elevada freqüência.
  • 46. Propriedades • Aplicando a ponta da espátula: eliminação de células mortas da pele • Aplicando a parte plana da espátula:micromassagem cutânea
  • 47. Efeitos fisiológicos • Renovação do tecido cutâneo • Revitalização da pele • Melhora da circulação sangüínea periférica
  • 48. Equipamento • Existe um gerador de corrente galvânica que se aplica através da espátula vibratória
  • 49. Indicações • Peles desvitalizadas • Seborréia • Limpeza profunda de pele onde está contra- indicado o uso de produtos químicos esfoliantes
  • 50. Técnica de aplicação • Relizar limpeza prévia da pele, desmaquiando, se for preciso • Pode-se aplicar produto emoliente ou não • Pulverizar uma solução emoliente, soro fisiológico ou água; em seguida aplicar a vibração mecânica, colocando a espátula com a cavidade para baixo, formando um ângulo de 45º • Pode-se aplicar em seguida um cosmético de efeito trófico e revitalizante. Espátula plana.
  • 51.
  • 52.
  • 53. Cuidados e precauções • Constatar que a cliente não apresente nenhuma contra- indicação • Levar em conta a sensibilidade cutânea • Tomar cuidado com zonas sensíveis (pescoço, seios, próximo de boca, olhos) • Vigiar a resposta da pele ao longo do tratamento • Evitar pressões muito fortes
  • 54. Contra-indicação • Feridas e lesões na pele • Varizes, telangectasias • Inflamações agudas
  • 55. PRESSOTERAPIA • Aplicação de pressão mecânica, sobre os membros inferiores, abdome e membros superiores, para estimular o retorno venoso e linfático.
  • 56. PRESSOTERAPIA • INDICAÇÕES • Retenção hídrica • Celulite • CONTRA-INDICAÇÕES • Tromboflebites • Insuficiência cardíaca congestiva • Edema agudo de pulmão • Trombose venosa profunda • Neoplasias • Inflamações agudas • Infecções cutâneas • Fraturas não consolidadas
  • 57. ENDERMOLOGIA • Equipamentos específicos que utiliza a aspiração (sucção), associado a uma mobilização tecidual através de rolos, localizados num cabeçote.
  • 58. ENDERMOLOGIA • INDICAÇÕES • Estética corporal e facial • Pré e pós cirurgia plástica • Cicatrizes hipertróficas • Queimaduras • Stress • CONTRA-INDICAÇÕES • Tumores cutâneos • Afecções da pele • Fragilidade capilar • Doenças infecciosas evolutivas • Gravidez
  • 59. VAPOR DE OZÔNIO • INDICAÇÕES • Higiene cutânea • Emoliência da pele • CONTRA-INDICAÇÕES • Rosácea/Acne Inflamatória • Intolerância ao vapor
  • 60. ATIVIDADE FÍSICA • Fortalecimento muscular • Adaptações de órgãos e sistemas • Exercício localizado • Alongamento muscular
  • 61. COSMÉTICOS • Argila Branca: Cicatrizante, bactericida • Argila Rosa: Tonificação • Argila Verde: Desintoxicação • Cânfora: Gordura localizada, flacidez e tonificante • Camomila: Calmante e secativo • Cafeína: Gordura localizada, antiinflamatório • Centelha Asiática: Ativador da micro circulação, estimulante metabólico e hidratante • Colágeno: Hidratante e tonificante • Elastina: Flacidez, melhora elasticidade
  • 62. • Hiperemim: Aumenta a circulação sangüínea • Ácido retinóico: Proporciona mais firmeza e elasticidade, suaviza o envelhecimento da pele, atenuando rugas e tornando-a mais suave ao tato • Ginko Biloba: Antiinflamatório e anti-oxidante • Óleo de semente de uva: Hidratante e firmador da pele • Vitamina c tópica: possui ação cicatrizante, diminui reações inflamatórias e alérgicas e proteger contra os danos da radiação ultravioleta.
  • 63. Estes são apenas alguns recursos, dentre os milhares existentes, que podem ser utilizados na fisioterapia dermato-funcional. Cabe ao fisioterapeuta fazer a melhor escolha, de acordo com a patologia do cliente.
  • 64. FIM