Estrias

574 visualizações

Publicada em

Topico experimental, a ser aperfeicoado.

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
574
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
24
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estrias

  1. 1. Tratamento estético de estrias Dr João Carlos e Silva
  2. 2. Histórico 1a. Descrição – 1773 Roereder Estrias em gestantes. Cicatriz  termo errôneo.
  3. 3. Definição Atrofia tegumentar adquirida, linear ou tortuosa, largura variável de 1 a 4mm. Início – avermelhadas. Evolução – tornam-se nacaradas e por vezes hiperpigmentadas. Diminuição espessura da pele, início com prurido, erupção papular eritematosa.
  4. 4. Características clínicas Pregueamento e ressecamento. Perda da elasticidade. Rarefação de pelos.
  5. 5. Diferenças clínicas estrias x cicatrizes Estria Colágeno fino e pequeno volume Fibra elástica esparsa e alterada Muita substancia fundamental amorfa Cicatriz Colágeno grosso, larga e compacto. Fibra elastica esparsa. Pouca substancia fundamental.
  6. 6. Teorias sobre a etiologia (controversas) Mecânica (Lee – predisposição genética) estiramento excessivo. Comum em obesos e adolescentes. Alterações endócrinas associadas, como estirão crescimento Atletas com alto nível de tração.
  7. 7. Teoria Endócrina Síndrome de Cushing. Alteração 17,cetoesteróide.
  8. 8. Paciente com S. Cushing Catabolismo aumentado. Pacientes sob uso prolongado corticoide.
  9. 9. Estria crescimento Distribuição em linhas de força da pele. Geralmente avermelhadas ou nacaradas. Parkes  associa não a ganho peso e sim hiperpituitarismo.
  10. 10. Estrias na gestação Alterações mecanicas e hormonais. Prevenção possível.
  11. 11. Exame clínico Idade / natureza / tempo de formação. Inspeção  localização, coloração, tamanho, presença de lesões da pele. Palpação  elasticidade, grau de hidratação da pele, presença de cistos ou pápulas.
  12. 12. Tratamentos Medicamentoso tópico Ácido retinóico - ácido glicólico. Vitamina C Colágeno. Placenta. Elastina.
  13. 13. Tratamentos Medicamentos injetáveis: X ADN Ácido glicólico a 1%. Ácido hyalurônico. Silício orgânico. Vitamina C Cobre a 5%.
  14. 14. Protocolo de tratamento de estrias avermelhadas Orientação: manter pele sempre umectada, antihistamínico, evitar sol. Esfoliação mecânica. Loção tônica hidratante. Dyat com Vit C, colágeno, silício, elastina. Massagem com endemoterapia. Máscara oclusiva.
  15. 15. Protocolo de tratamento para estrias nacaradas (brancas) Esfoliação mecânica / loção hidroalcóolica (desengordurar). Galvanopuntura. Dyat com gel ativo. Máscara de argila. Se estria hipercrômica esfoliar com despigmentante e sempre indicar bloqueador solar.

×