SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 9
Baixar para ler offline
A OUTRA FACE DO G12(M12)
POR: PB. LEONAM DOS SANTOS
INTRODUÇÃO
Quando falamos em G12 ou M12, logo nos lembramos das células, dos
doze do Pastor(a) ou do encontro, estes são sem sombra de dúvidas os
fundamentos mais importantes do G12, os maiores problemas que eu
abordarei neste estudo não se refere ao que é normal, pois não sou
contra o discipulado, aliás acho que o G12, trouxe um apoio significativo
a igreja evangélica(mover de adoração, despertamento ao discipulado e
crescimento da propagação do evangelho), mas como um trabalho
neopentecostal, o G12 se corrompeu, a “ visão ‘’ , já não é ganhar almas
e sim bater metas, um artifício usado por empresas e não por igrejas.
Meus amados irmãos, confesso que para falar deste assunto, eu estou
muito triste e preocupado, pois nasci no G12(tenho conhecimento do
que falo), possuo amigos e parentes lá e amo muito o discipulado, com o
coração partido terei que mostrar o erros terríveis de um movimento que
já me ajudou muito, porém perdeu o foco na caminhada, e como o
primeiro mandamento é “ amar a Deus sobre todas as coisas”, falarei
sobre o G12 / M12, pois muitos estão sendo usados e enganados pelo
Papa(Patriarca e Papa tem o mesmo significado)gospel René Terra Nova.
O INÍCIO
O movimento G12 foi criado oficialmente pelo Pastor colombiano César
Castellanos Dominguez, da missão carismática internacional (MCI).
Castellanos iniciou seu movimento em 1983, inspirado no modelo de igreja
em células do Pastor sul-coreano David (Paul) Yongii Cho da "igreja do
evangelho pleno". Com esse projeto deu-se início ao MCI. Castellanos
afirma, então, ter recebido uma revelação profética diretamente de
Deus, em 1991, em resposta à sua oração em prol do crescimento de sua
igreja, devido o movimento inicial não ter obtido o êxito esperado.
César e Claudia iniciaram a missão, no início da década de 80, usando o
modelo da igreja em células de Paul (David) Yonggi Cho, autor do livro a
quarta dimensão, com conteúdo de forte influência da confissão
positiva e teologia da prosperidade. Buscando um modelo mais eficaz
para crescimento, em fevereiro de 1983, César recebeu, segundo suas
próprias palavras, uma profecia de 45 minutos: “sonha, porque os
sonhos são a linguagem do meu Espírito. A igreja que tu pastoreias será
tão numerosa como as estrelas do céu ou como a areia do mar, que, de
tanta gente, não se poderá contar”. Foi desse sonho que nasceu a visão do
governo dos 12, que compreende doze líderes, focalizando diferentes áreas
da sociedade, formando uma cadeia não geográfica para alcançar mulheres,
homens, crianças, jovens. Neste modelo se forma uma pirâmide de células,
plantadas pelas pessoas que se convertem. Cada célula se reproduz do
mesmo modo, acelerando o crescimento da igreja.
CONTINUAÇÃO
No Brasil esse movimento foi trazido pela Apóstola Valnice Milhomens que surgiu no
cenário evangélico como uma humilde Missionária, tornou-se Pastora e
agora Apóstola, foi a pessoa responsável por trazer ao Brasil César e Claudia,
em junho de 1999, para uma convenção. Com o tema avivamento celular – desafio
para o século XXI, mais de 3500 Pastores de todo o país, de diversas denominações,
ouviram e muitos adotaram a visão ministerial vinda de Bogotá. Na ocasião, o Pastor
César “ungiu” Valnice como parte da equipe internacional.
Hoje sem sombra de dúvida o maior expoente deste trabalho é o Papa (Patriarca)
René Terra Nova.
DOUTRINAS:
1. IDOLATRIA E OSTENTAÇÃO
O Patriarca (Papa) René Terra Nova tem status de astro, é obedecido cegamente,
Adora ostentar roupas de luxo, cruzeiros e hotéis cinco estrelas, além dos exageros e
Narcisismo, Como se não bastasse tudo isso foi consagrado a Patriarca (Papa) sendo
chamado por seus discípulos de pai.
RESPOSTA BÍBLICA – O Patriarca da igreja é Deus, Jesus condenou o patriarcado e a
ostentação, mesmo sendo filho do Todo Poderoso foi manso, humilde e simples (Mt
– 23:8-11 ; Mt – 10:16 ; 11:29 e Mt – 4:10 ).
2. TEOLOGIA DA PROSPERIDADE
Como sempre acontece em igrejas da teologia da prosperidade, há um foco muito grande
no dinheiro, ostentação de bens materiais, é interessante ressaltar que eles vivem como
se a igreja não tivesse pobres, aliás, para essas igrejas eles (pobres) não existem, estão
arrecadando no templo, nas células, nos encontros e para piorar estão fazendo leilões em
congressos ( quem dá 5 mil, quem dá 10 mil) cobrando as primícias(valor de um dia de
trabalho entregue na mão do Pastor)ou seja nada é de graça, não praticam caridade.
RESPOSTA BÍBLICA – Somos chamados para servir e não para sermos servidos, a bíblia nos
ensina o caminho da humildade e do cuidado dos pobres, o Senhor nos abençoa, mas a
benção do Senhor não é para ostentação e luxúria, segundo Jesus as riquezas prejudicam
a salvação(Mt- 10:8 ; Mt – 19:23 e Ef – 4:28).
3. ESGOTAMENTO, AFASTAMENTO FAMILIAR E SOCIAL
A pressão colocada pela liderança acerca da meta por almas é tão grande que a
pessoa quase não tem tempo para trabalhar e dormir, piorou para família e
os amigos, conheço pessoas com esgotamento físico e com problemas familiares,
por causa disso estas pessoas estão fadigadas e cheias de crises existenciais
retidas( não podem mostrar fraquezas).
RESPOSTA BÍBLICA - Há tempo, para todas as coisas, nem todos tem o
chamado como o do Apóstolo Paulo, que abnegou toda a sua vida, por
isso temos que respeitar a nossa humanidade( Ec – 3:1 ; 1 Tm – 5:8 e 1 Co –
7:33-34).
4. TODOS SÃO LÍDERES
No G12 é ensinado que todos são líderes, gerando exaltação e soberba nos neófitos
(novos na fé), pessoa com poucos meses de evangelho já estão liderando outras
pessoas com a vida cheia de problemas sem a maturidade necessária, infelizmente eu
já vi muitos colegas desviados por esta questão.
RESPOSTA BÍBLICA – Nem todos são líderes e o neófito não pode liderar ( 1 Co –
12:28-31 ; Tg-3:1 e 1 Tm- 3:1-6).
5. AUTORITARISMO
Não posso ser injusto de afirmar que este problema é exclusivo do G12, mas o
autoritarismo desse movimento passa dos limites, ao ponto dos discípulos
pedirem: “Bênção meu pai ou minha mãe", E também estipular o número
de relações sexuais de suas discípulas casadas, Entre outros absurdos.
RESPOSTA BÍBLICA – A Bíblia diz que o líder deve ser respeitado, Mas nunca disse que o
líder é dono das pessoas (Mt – 11:29-30 ; At- 15:10).
6. DISPUTAS E METAS
Como no G12 há muitos líderes, esses líderes possuem as suas gerações, essas gerações se
tornam tribos dentro da igreja, causando contendas e confusões, na verdade é uma
verdadeira guerra fria pela aquisição de discípulos, já as metas são o número de almas e
células que os “Apóstolos” dizem que devem multiplicar como se fosse uma empresa, no
G12 não basta ter chamado de Pastor, para ser consagrado é preciso bater uma meta de
células e almas.
RESPOSTA BÍBLICA – É claro que devemos frutificar, Mas não de forma forçada e sem
qualidade, uma igreja cheia, mas em contenda não agrada a Deus, o chamado pastoral é
indicado por frutos, mas acima de tudo pela escolha do Senhor (1 Co – 3:1-6 e Ef – 4:11).
7. PSICOLOGIA E O ENCONTRO
A ferramenta usada por Jesus nos evangelhos é a palavra de Deus e não a sugestão
psicológica, por mais que eles não aceitem, o encontro trabalha com psicologia
Ex: músicas melancólicas repetidas, palavras proféticas repetidas, cenários judaicos,
tocar e beijar a arca, voltar ao ventre para perdoar os ofensores, sem falar no famoso
jargão que deve ser repetido várias vezes “o encontro é tremendo”.
RESPOSTA BÍBLICA - Em primeiro lugar um encontro com Deus não é forçado,
programado e nem pago, acontece de forma natural, a bíblia não condena o retiro
espiritual (Jesus se retirou ao deserto e aos montes para orar). outra coisa, Jesus não
trabalha com ocultismo porque não falar como é o encontro? O Senhor disse que o
ele falou as ocultas deve ser dito nos telhados, finalizo dizendo que fazer um retiro
com psicologia é anti – bíblico (Zc -4:6 ; Jo – 5:39 ; Mt- 10:26 e Mt – 10:27).
FOTOS
RESPEITO OU IDOLATRIA AO LÍDER ?

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Transição e Implantação de Células nas Igrejas
Transição e Implantação de Células nas IgrejasTransição e Implantação de Células nas Igrejas
Transição e Implantação de Células nas IgrejasEdinéia Almeida
 
Treinamento de Líderes de Células e Discipulado Um a Um
Treinamento de Líderes de Células e Discipulado Um a UmTreinamento de Líderes de Células e Discipulado Um a Um
Treinamento de Líderes de Células e Discipulado Um a UmChristian Lepelletier
 
A missão evangelizadora da igreja
A missão evangelizadora da igrejaA missão evangelizadora da igreja
A missão evangelizadora da igrejadimas campos
 
8 coisas para fazer antes de se tornar líder da igreja
8 coisas para fazer antes de se tornar líder da igreja8 coisas para fazer antes de se tornar líder da igreja
8 coisas para fazer antes de se tornar líder da igrejaRev. Giovanni Guimarães
 
G12 ofrutodoenganono corpodecristo
G12 ofrutodoenganono corpodecristoG12 ofrutodoenganono corpodecristo
G12 ofrutodoenganono corpodecristoMarcelo Santanna
 
Curso Fazendo Discípulos Estrategicamente - Adaptado de Aubrey Malphurs
Curso Fazendo Discípulos Estrategicamente - Adaptado de Aubrey MalphursCurso Fazendo Discípulos Estrategicamente - Adaptado de Aubrey Malphurs
Curso Fazendo Discípulos Estrategicamente - Adaptado de Aubrey MalphursRobson Santana
 
Minha Vida na Célula
Minha Vida na CélulaMinha Vida na Célula
Minha Vida na CélulaViva a Igreja
 
1 apresentação de uma igreja em celulas
1 apresentação de uma igreja em celulas1 apresentação de uma igreja em celulas
1 apresentação de uma igreja em celulasOtoniel Ferreira
 
Lição 2 A disciplina na vida do obreiro
Lição 2   A disciplina na vida do obreiroLição 2   A disciplina na vida do obreiro
Lição 2 A disciplina na vida do obreiroWander Sousa
 
Questionário de crescimento da célula
Questionário de crescimento da célulaQuestionário de crescimento da célula
Questionário de crescimento da célulaAnderson Menger
 
BARRETOS: Bases bíblicas para o exercício do discipulado
BARRETOS: Bases bíblicas para o exercício do discipuladoBARRETOS: Bases bíblicas para o exercício do discipulado
BARRETOS: Bases bíblicas para o exercício do discipuladoJoary Jossué Carlesso
 
Doutrinas, usos e costumes- Pr. Juber Donizete
Doutrinas, usos e costumes- Pr. Juber DonizeteDoutrinas, usos e costumes- Pr. Juber Donizete
Doutrinas, usos e costumes- Pr. Juber DonizeteJuber Donizete Gonçalves
 
Movimento celular (G12, M12, MIR, MDA, Encontro com Deus) - Seitas e Heresias
Movimento celular (G12, M12, MIR, MDA, Encontro com Deus) - Seitas e HeresiasMovimento celular (G12, M12, MIR, MDA, Encontro com Deus) - Seitas e Heresias
Movimento celular (G12, M12, MIR, MDA, Encontro com Deus) - Seitas e HeresiasLuan Almeida
 

Mais procurados (20)

Transição e Implantação de Células nas Igrejas
Transição e Implantação de Células nas IgrejasTransição e Implantação de Células nas Igrejas
Transição e Implantação de Células nas Igrejas
 
Treinamento de Líderes de Células e Discipulado Um a Um
Treinamento de Líderes de Células e Discipulado Um a UmTreinamento de Líderes de Células e Discipulado Um a Um
Treinamento de Líderes de Células e Discipulado Um a Um
 
A missão evangelizadora da igreja
A missão evangelizadora da igrejaA missão evangelizadora da igreja
A missão evangelizadora da igreja
 
8 coisas para fazer antes de se tornar líder da igreja
8 coisas para fazer antes de se tornar líder da igreja8 coisas para fazer antes de se tornar líder da igreja
8 coisas para fazer antes de se tornar líder da igreja
 
G12 ofrutodoenganono corpodecristo
G12 ofrutodoenganono corpodecristoG12 ofrutodoenganono corpodecristo
G12 ofrutodoenganono corpodecristo
 
Curso Fazendo Discípulos Estrategicamente - Adaptado de Aubrey Malphurs
Curso Fazendo Discípulos Estrategicamente - Adaptado de Aubrey MalphursCurso Fazendo Discípulos Estrategicamente - Adaptado de Aubrey Malphurs
Curso Fazendo Discípulos Estrategicamente - Adaptado de Aubrey Malphurs
 
Discipulado cec
Discipulado cecDiscipulado cec
Discipulado cec
 
Minha Vida na Célula
Minha Vida na CélulaMinha Vida na Célula
Minha Vida na Célula
 
1 apresentação de uma igreja em celulas
1 apresentação de uma igreja em celulas1 apresentação de uma igreja em celulas
1 apresentação de uma igreja em celulas
 
Lição 2 A disciplina na vida do obreiro
Lição 2   A disciplina na vida do obreiroLição 2   A disciplina na vida do obreiro
Lição 2 A disciplina na vida do obreiro
 
Planejamento estratégico para igrejas
Planejamento estratégico para igrejasPlanejamento estratégico para igrejas
Planejamento estratégico para igrejas
 
Questionário de crescimento da célula
Questionário de crescimento da célulaQuestionário de crescimento da célula
Questionário de crescimento da célula
 
BARRETOS: Bases bíblicas para o exercício do discipulado
BARRETOS: Bases bíblicas para o exercício do discipuladoBARRETOS: Bases bíblicas para o exercício do discipulado
BARRETOS: Bases bíblicas para o exercício do discipulado
 
Apostila de teologia sistemática
Apostila de teologia sistemáticaApostila de teologia sistemática
Apostila de teologia sistemática
 
Doutrinas, usos e costumes- Pr. Juber Donizete
Doutrinas, usos e costumes- Pr. Juber DonizeteDoutrinas, usos e costumes- Pr. Juber Donizete
Doutrinas, usos e costumes- Pr. Juber Donizete
 
Movimento celular (G12, M12, MIR, MDA, Encontro com Deus) - Seitas e Heresias
Movimento celular (G12, M12, MIR, MDA, Encontro com Deus) - Seitas e HeresiasMovimento celular (G12, M12, MIR, MDA, Encontro com Deus) - Seitas e Heresias
Movimento celular (G12, M12, MIR, MDA, Encontro com Deus) - Seitas e Heresias
 
Visão Celular
Visão CelularVisão Celular
Visão Celular
 
Pastoral Familiar Londrina
Pastoral Familiar LondrinaPastoral Familiar Londrina
Pastoral Familiar Londrina
 
A visao-do-mda
A visao-do-mdaA visao-do-mda
A visao-do-mda
 
Seitas e Heresias
Seitas e HeresiasSeitas e Heresias
Seitas e Heresias
 

Destaque

Cesar Castellanos sonha e ganharas o mundo
 Cesar Castellanos sonha e ganharas o mundo Cesar Castellanos sonha e ganharas o mundo
Cesar Castellanos sonha e ganharas o mundoMarco Rodrigues
 
APOSTILA DA ESCOLA DE LÍDERES 1ª FASE
APOSTILA DA ESCOLA DE LÍDERES 1ª FASEAPOSTILA DA ESCOLA DE LÍDERES 1ª FASE
APOSTILA DA ESCOLA DE LÍDERES 1ª FASEjonasecj
 
Pinturas Abstractas3
Pinturas Abstractas3Pinturas Abstractas3
Pinturas Abstractas3guest48c1a5
 
Mente de cristo
Mente de cristoMente de cristo
Mente de cristoIzau Melo
 
A reunião de celula
A reunião de celulaA reunião de celula
A reunião de celularosanabonne
 
A mente de cristo slides
A mente de cristo slidesA mente de cristo slides
A mente de cristo slidesDanilo Lemos
 

Destaque (8)

Cesar Castellanos sonha e ganharas o mundo
 Cesar Castellanos sonha e ganharas o mundo Cesar Castellanos sonha e ganharas o mundo
Cesar Castellanos sonha e ganharas o mundo
 
Processo da visão celular m12
Processo da visão celular m12Processo da visão celular m12
Processo da visão celular m12
 
APOSTILA DA ESCOLA DE LÍDERES 1ª FASE
APOSTILA DA ESCOLA DE LÍDERES 1ª FASEAPOSTILA DA ESCOLA DE LÍDERES 1ª FASE
APOSTILA DA ESCOLA DE LÍDERES 1ª FASE
 
Pinturas Abstractas3
Pinturas Abstractas3Pinturas Abstractas3
Pinturas Abstractas3
 
Fotos Y Fotografos
Fotos Y Fotografos Fotos Y Fotografos
Fotos Y Fotografos
 
Mente de cristo
Mente de cristoMente de cristo
Mente de cristo
 
A reunião de celula
A reunião de celulaA reunião de celula
A reunião de celula
 
A mente de cristo slides
A mente de cristo slidesA mente de cristo slides
A mente de cristo slides
 

Semelhante a A OUTRA FACE DO G12 (M12)

EBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 5: Imitadores do Senhor
EBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 5: Imitadores do SenhorEBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 5: Imitadores do Senhor
EBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 5: Imitadores do SenhorAndre Nascimento
 
Apostila de evangelismo marcos 16
Apostila de evangelismo marcos 16Apostila de evangelismo marcos 16
Apostila de evangelismo marcos 16aldeirdb
 
EBD 2015 - Curriculo da EBD - Ano 2015
EBD 2015 - Curriculo da EBD - Ano 2015EBD 2015 - Curriculo da EBD - Ano 2015
EBD 2015 - Curriculo da EBD - Ano 2015Sergio Silva
 
Boletim Março 2012
Boletim Março 2012Boletim Março 2012
Boletim Março 2012willams
 
Iii enob 2011 ctl salvador
Iii enob 2011 ctl salvadorIii enob 2011 ctl salvador
Iii enob 2011 ctl salvadorcarmoafreitas
 
Lição 2 - Deus cuida dos que se dedicam a Ele
Lição 2 - Deus cuida dos que se dedicam a EleLição 2 - Deus cuida dos que se dedicam a Ele
Lição 2 - Deus cuida dos que se dedicam a EleÉder Tomé
 

Semelhante a A OUTRA FACE DO G12 (M12) (20)

Dna a visão da igreja obpc
Dna a visão da igreja obpcDna a visão da igreja obpc
Dna a visão da igreja obpc
 
Escola Sabatina 10
Escola Sabatina 10Escola Sabatina 10
Escola Sabatina 10
 
Absg 12-q2-p-l11-t
Absg 12-q2-p-l11-tAbsg 12-q2-p-l11-t
Absg 12-q2-p-l11-t
 
Absg 12-q2-p-l13-t
Absg 12-q2-p-l13-tAbsg 12-q2-p-l13-t
Absg 12-q2-p-l13-t
 
Lição 13
Lição 13Lição 13
Lição 13
 
EBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 5: Imitadores do Senhor
EBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 5: Imitadores do SenhorEBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 5: Imitadores do Senhor
EBD Revista Palavra e Vida 4T2014: Aula 5: Imitadores do Senhor
 
Apostila de evangelismo marcos 16
Apostila de evangelismo marcos 16Apostila de evangelismo marcos 16
Apostila de evangelismo marcos 16
 
EBD 2015 - Curriculo da EBD - Ano 2015
EBD 2015 - Curriculo da EBD - Ano 2015EBD 2015 - Curriculo da EBD - Ano 2015
EBD 2015 - Curriculo da EBD - Ano 2015
 
Crisesnavidacrista pg
Crisesnavidacrista pgCrisesnavidacrista pg
Crisesnavidacrista pg
 
TEOLOGIA PASTORAL 1 (AULA 05-1 - MÉDIO CETADEB)
TEOLOGIA PASTORAL 1 (AULA 05-1 - MÉDIO CETADEB)TEOLOGIA PASTORAL 1 (AULA 05-1 - MÉDIO CETADEB)
TEOLOGIA PASTORAL 1 (AULA 05-1 - MÉDIO CETADEB)
 
Comoreavivaraigreja pg
Comoreavivaraigreja pgComoreavivaraigreja pg
Comoreavivaraigreja pg
 
Boletim Março 2012
Boletim Março 2012Boletim Março 2012
Boletim Março 2012
 
Estudosdedaniel pg
Estudosdedaniel pgEstudosdedaniel pg
Estudosdedaniel pg
 
Iii enob 2011 ctl salvador
Iii enob 2011 ctl salvadorIii enob 2011 ctl salvador
Iii enob 2011 ctl salvador
 
Listadelivrossugeridos
ListadelivrossugeridosListadelivrossugeridos
Listadelivrossugeridos
 
Donsespirituais pg
Donsespirituais pgDonsespirituais pg
Donsespirituais pg
 
Profeciasdoapocalipse pg
Profeciasdoapocalipse pgProfeciasdoapocalipse pg
Profeciasdoapocalipse pg
 
O Chamado para o Ministério.
O Chamado para o Ministério. O Chamado para o Ministério.
O Chamado para o Ministério.
 
capitulo 7.pptx
capitulo 7.pptxcapitulo 7.pptx
capitulo 7.pptx
 
Lição 2 - Deus cuida dos que se dedicam a Ele
Lição 2 - Deus cuida dos que se dedicam a EleLição 2 - Deus cuida dos que se dedicam a Ele
Lição 2 - Deus cuida dos que se dedicam a Ele
 

Mais de Leonam dos Santos (20)

Sindrome de Lúcifer
Sindrome de LúciferSindrome de Lúcifer
Sindrome de Lúcifer
 
Dias melhores
Dias melhoresDias melhores
Dias melhores
 
Como identificar uma seita
Como identificar uma seitaComo identificar uma seita
Como identificar uma seita
 
Acordem!
Acordem!Acordem!
Acordem!
 
Terceiro templo
Terceiro temploTerceiro templo
Terceiro templo
 
Sinais do anticristo
Sinais do anticristoSinais do anticristo
Sinais do anticristo
 
Síndrome de Lúcifer
Síndrome de LúciferSíndrome de Lúcifer
Síndrome de Lúcifer
 
Dias melhores
Dias melhoresDias melhores
Dias melhores
 
É hora de acordar!
É hora de acordar!É hora de acordar!
É hora de acordar!
 
FOLHETOS PARA EVANGELISMO
FOLHETOS PARA EVANGELISMOFOLHETOS PARA EVANGELISMO
FOLHETOS PARA EVANGELISMO
 
04- DISCIPULADO NO NOVO TESTAMENTO
04-  DISCIPULADO NO NOVO TESTAMENTO04-  DISCIPULADO NO NOVO TESTAMENTO
04- DISCIPULADO NO NOVO TESTAMENTO
 
03- A ORIGEM DO DISCIPULADO
03-  A ORIGEM DO DISCIPULADO03-  A ORIGEM DO DISCIPULADO
03- A ORIGEM DO DISCIPULADO
 
Cuidado com os Neo-Gnósticos
Cuidado com os Neo-GnósticosCuidado com os Neo-Gnósticos
Cuidado com os Neo-Gnósticos
 
02 - JESUS E O DISCIPULADO
02 - JESUS E O DISCIPULADO02 - JESUS E O DISCIPULADO
02 - JESUS E O DISCIPULADO
 
01- DISCIPULADO
01- DISCIPULADO01- DISCIPULADO
01- DISCIPULADO
 
O Anticristo Será Muçulmano?
O Anticristo Será Muçulmano?O Anticristo Será Muçulmano?
O Anticristo Será Muçulmano?
 
Quem tem razão?
Quem tem razão?Quem tem razão?
Quem tem razão?
 
TERCEIRA GUERRA - PARTE 2
TERCEIRA GUERRA - PARTE 2TERCEIRA GUERRA - PARTE 2
TERCEIRA GUERRA - PARTE 2
 
HIPOCRISIA
HIPOCRISIAHIPOCRISIA
HIPOCRISIA
 
O SEGREDO DA SABEDORIA
O SEGREDO DA SABEDORIAO SEGREDO DA SABEDORIA
O SEGREDO DA SABEDORIA
 

Último

Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.HildegardeAngel
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptxpamelacastro71
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxHlioMachado1
 
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzparte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzAlexandrePereira818171
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
A população Brasileira e diferença de populoso e povoado
A população Brasileira e diferença de populoso e povoadoA população Brasileira e diferença de populoso e povoado
A população Brasileira e diferença de populoso e povoadodanieligomes4
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?MrciaRocha48
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mim
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mimJunto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mim
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mimWashingtonSampaio5
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdfCarlosRodrigues832670
 

Último (20)

Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
 
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzparte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
parte indígena.pptxzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
A população Brasileira e diferença de populoso e povoado
A população Brasileira e diferença de populoso e povoadoA população Brasileira e diferença de populoso e povoado
A população Brasileira e diferença de populoso e povoado
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mim
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mimJunto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mim
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mim
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
 

A OUTRA FACE DO G12 (M12)

  • 1. A OUTRA FACE DO G12(M12) POR: PB. LEONAM DOS SANTOS
  • 2. INTRODUÇÃO Quando falamos em G12 ou M12, logo nos lembramos das células, dos doze do Pastor(a) ou do encontro, estes são sem sombra de dúvidas os fundamentos mais importantes do G12, os maiores problemas que eu abordarei neste estudo não se refere ao que é normal, pois não sou contra o discipulado, aliás acho que o G12, trouxe um apoio significativo a igreja evangélica(mover de adoração, despertamento ao discipulado e crescimento da propagação do evangelho), mas como um trabalho neopentecostal, o G12 se corrompeu, a “ visão ‘’ , já não é ganhar almas e sim bater metas, um artifício usado por empresas e não por igrejas. Meus amados irmãos, confesso que para falar deste assunto, eu estou muito triste e preocupado, pois nasci no G12(tenho conhecimento do que falo), possuo amigos e parentes lá e amo muito o discipulado, com o coração partido terei que mostrar o erros terríveis de um movimento que já me ajudou muito, porém perdeu o foco na caminhada, e como o primeiro mandamento é “ amar a Deus sobre todas as coisas”, falarei sobre o G12 / M12, pois muitos estão sendo usados e enganados pelo Papa(Patriarca e Papa tem o mesmo significado)gospel René Terra Nova.
  • 3. O INÍCIO O movimento G12 foi criado oficialmente pelo Pastor colombiano César Castellanos Dominguez, da missão carismática internacional (MCI). Castellanos iniciou seu movimento em 1983, inspirado no modelo de igreja em células do Pastor sul-coreano David (Paul) Yongii Cho da "igreja do evangelho pleno". Com esse projeto deu-se início ao MCI. Castellanos afirma, então, ter recebido uma revelação profética diretamente de Deus, em 1991, em resposta à sua oração em prol do crescimento de sua igreja, devido o movimento inicial não ter obtido o êxito esperado. César e Claudia iniciaram a missão, no início da década de 80, usando o modelo da igreja em células de Paul (David) Yonggi Cho, autor do livro a quarta dimensão, com conteúdo de forte influência da confissão positiva e teologia da prosperidade. Buscando um modelo mais eficaz para crescimento, em fevereiro de 1983, César recebeu, segundo suas próprias palavras, uma profecia de 45 minutos: “sonha, porque os sonhos são a linguagem do meu Espírito. A igreja que tu pastoreias será tão numerosa como as estrelas do céu ou como a areia do mar, que, de tanta gente, não se poderá contar”. Foi desse sonho que nasceu a visão do governo dos 12, que compreende doze líderes, focalizando diferentes áreas da sociedade, formando uma cadeia não geográfica para alcançar mulheres, homens, crianças, jovens. Neste modelo se forma uma pirâmide de células, plantadas pelas pessoas que se convertem. Cada célula se reproduz do mesmo modo, acelerando o crescimento da igreja.
  • 4. CONTINUAÇÃO No Brasil esse movimento foi trazido pela Apóstola Valnice Milhomens que surgiu no cenário evangélico como uma humilde Missionária, tornou-se Pastora e agora Apóstola, foi a pessoa responsável por trazer ao Brasil César e Claudia, em junho de 1999, para uma convenção. Com o tema avivamento celular – desafio para o século XXI, mais de 3500 Pastores de todo o país, de diversas denominações, ouviram e muitos adotaram a visão ministerial vinda de Bogotá. Na ocasião, o Pastor César “ungiu” Valnice como parte da equipe internacional. Hoje sem sombra de dúvida o maior expoente deste trabalho é o Papa (Patriarca) René Terra Nova.
  • 5. DOUTRINAS: 1. IDOLATRIA E OSTENTAÇÃO O Patriarca (Papa) René Terra Nova tem status de astro, é obedecido cegamente, Adora ostentar roupas de luxo, cruzeiros e hotéis cinco estrelas, além dos exageros e Narcisismo, Como se não bastasse tudo isso foi consagrado a Patriarca (Papa) sendo chamado por seus discípulos de pai. RESPOSTA BÍBLICA – O Patriarca da igreja é Deus, Jesus condenou o patriarcado e a ostentação, mesmo sendo filho do Todo Poderoso foi manso, humilde e simples (Mt – 23:8-11 ; Mt – 10:16 ; 11:29 e Mt – 4:10 ). 2. TEOLOGIA DA PROSPERIDADE Como sempre acontece em igrejas da teologia da prosperidade, há um foco muito grande no dinheiro, ostentação de bens materiais, é interessante ressaltar que eles vivem como se a igreja não tivesse pobres, aliás, para essas igrejas eles (pobres) não existem, estão arrecadando no templo, nas células, nos encontros e para piorar estão fazendo leilões em congressos ( quem dá 5 mil, quem dá 10 mil) cobrando as primícias(valor de um dia de trabalho entregue na mão do Pastor)ou seja nada é de graça, não praticam caridade. RESPOSTA BÍBLICA – Somos chamados para servir e não para sermos servidos, a bíblia nos ensina o caminho da humildade e do cuidado dos pobres, o Senhor nos abençoa, mas a benção do Senhor não é para ostentação e luxúria, segundo Jesus as riquezas prejudicam a salvação(Mt- 10:8 ; Mt – 19:23 e Ef – 4:28).
  • 6. 3. ESGOTAMENTO, AFASTAMENTO FAMILIAR E SOCIAL A pressão colocada pela liderança acerca da meta por almas é tão grande que a pessoa quase não tem tempo para trabalhar e dormir, piorou para família e os amigos, conheço pessoas com esgotamento físico e com problemas familiares, por causa disso estas pessoas estão fadigadas e cheias de crises existenciais retidas( não podem mostrar fraquezas). RESPOSTA BÍBLICA - Há tempo, para todas as coisas, nem todos tem o chamado como o do Apóstolo Paulo, que abnegou toda a sua vida, por isso temos que respeitar a nossa humanidade( Ec – 3:1 ; 1 Tm – 5:8 e 1 Co – 7:33-34). 4. TODOS SÃO LÍDERES No G12 é ensinado que todos são líderes, gerando exaltação e soberba nos neófitos (novos na fé), pessoa com poucos meses de evangelho já estão liderando outras pessoas com a vida cheia de problemas sem a maturidade necessária, infelizmente eu já vi muitos colegas desviados por esta questão. RESPOSTA BÍBLICA – Nem todos são líderes e o neófito não pode liderar ( 1 Co – 12:28-31 ; Tg-3:1 e 1 Tm- 3:1-6).
  • 7. 5. AUTORITARISMO Não posso ser injusto de afirmar que este problema é exclusivo do G12, mas o autoritarismo desse movimento passa dos limites, ao ponto dos discípulos pedirem: “Bênção meu pai ou minha mãe", E também estipular o número de relações sexuais de suas discípulas casadas, Entre outros absurdos. RESPOSTA BÍBLICA – A Bíblia diz que o líder deve ser respeitado, Mas nunca disse que o líder é dono das pessoas (Mt – 11:29-30 ; At- 15:10). 6. DISPUTAS E METAS Como no G12 há muitos líderes, esses líderes possuem as suas gerações, essas gerações se tornam tribos dentro da igreja, causando contendas e confusões, na verdade é uma verdadeira guerra fria pela aquisição de discípulos, já as metas são o número de almas e células que os “Apóstolos” dizem que devem multiplicar como se fosse uma empresa, no G12 não basta ter chamado de Pastor, para ser consagrado é preciso bater uma meta de células e almas. RESPOSTA BÍBLICA – É claro que devemos frutificar, Mas não de forma forçada e sem qualidade, uma igreja cheia, mas em contenda não agrada a Deus, o chamado pastoral é indicado por frutos, mas acima de tudo pela escolha do Senhor (1 Co – 3:1-6 e Ef – 4:11).
  • 8. 7. PSICOLOGIA E O ENCONTRO A ferramenta usada por Jesus nos evangelhos é a palavra de Deus e não a sugestão psicológica, por mais que eles não aceitem, o encontro trabalha com psicologia Ex: músicas melancólicas repetidas, palavras proféticas repetidas, cenários judaicos, tocar e beijar a arca, voltar ao ventre para perdoar os ofensores, sem falar no famoso jargão que deve ser repetido várias vezes “o encontro é tremendo”. RESPOSTA BÍBLICA - Em primeiro lugar um encontro com Deus não é forçado, programado e nem pago, acontece de forma natural, a bíblia não condena o retiro espiritual (Jesus se retirou ao deserto e aos montes para orar). outra coisa, Jesus não trabalha com ocultismo porque não falar como é o encontro? O Senhor disse que o ele falou as ocultas deve ser dito nos telhados, finalizo dizendo que fazer um retiro com psicologia é anti – bíblico (Zc -4:6 ; Jo – 5:39 ; Mt- 10:26 e Mt – 10:27).