SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 33
A IMPORTÂNCIA DO 
DISCIPULADO 
UM a UM 
PARA A IGREJA HOJE
As células de crescimento e multiplicação, 
atreladas ao discipulado um a um, são a 
ferramenta mais eficiente que a igreja 
dispõe para cumprir a sua vocação. 
Através delas os membros se fortalecem 
espiritualmente e se preparam para 
proclamar o Evangelho e o Princípio 
Divino a todo o mundo. 
Abe Huber 
Pastor Presidente da Igreja da Paz Fortaleza 
Criador da Visão do Modelo de Discipulado 
Apostólico. (MDA)
Em forma geral, aqueles que seguem um mestre 
e os seus ensinamentos. ( Hebraico: um Rabi = 
mestre) 
A essência do discipulado se acha no 
cumprimento, pelo discípulo, do dever de ser 
testemunha do seu Senhor durante toda a sua 
vida. 
Do ponto de vista bíblico: 
Há muitos exemplos bíblicos do DISCIPULADO 
No Antigo Testamento: 
O conceito de discipulado não é tão forte como no Novo 
Testamento. Contudo, o conceito de servo era mais 
comum e está incluído no discipulado, como veremos 
mais a frente. 
Por exemplo: 
1 - Josué - era servo de — Moisés (Êx. 24:12 e Num. 
11:28); 
2 - Eliseu - era servo de — Elias (Reis 19:19); 
3 - Geazi - era servo de — Elizeu (2 Reis 4:12); 
4 – Baruque - era servo de — Jeremias (Jer. 32:12-13). 
5 - O profeta Isaías tinha os seus discípulos. (Isaías 8:16) 
No Novo Testamento: 
1 - Os discípulos de João - o batista. João 1:35-37 e 
João 3:25 
2 - Os discípulos dos Fariseus. Mateus 22:15-22 
Ex. Paulo foi discípulo de Gamaliel. Atos 17:3 
3 - Os Discípulos de Jesus. Mateus 4:18-22 ; 9:9 e 
10:1-4 
-Como os doze apóstolos e os Setenta. 
4 - Outros discípulos de Jesus: 
José de Arimatéia. Mateus 27:57-60 
Ananias de Damasco Atos 9:10 
E os Cristãos de Antioquia. Atos 11:26. 
O QUE É DISCIPULADO? 
Pesquisa e adaptação: Prof. Ramón Zazatt
O QUE É DISCIPULADO? 
 Um mandamento inegociável de 
Jesus em Mt 28: 19-20. 
 Um segredo revolucionário para 
cuidar de pessoas. 
 Uma poderosa ferramenta que o 
Espírito Santo usa para a 
formação de líderes. 
 É a medula que sustenta todo o 
corpo da igreja. 
Pastor Abe Huber
O QUE É DISCIPULADO? 
 Vínculos íntimos, sólidos e 
entranháveis entre duas pessoas. 
 Discípulo: ter um desejo de se formar 
em Deus. 
 Discipulador: direcionado por sua 
liderança, discipulado por outrem, 
para levá-lo a uma posição mais 
elevada em Deus. 
Pr Elvis Oliveira, discípulo de Pr Abe Huber, 
Pr da Igreja da Paz de Sorocaba.
Histórico 
 Dois mil anos atrás Jesus deu a chave do reino do céu 
para Pedro. 
 No final dos anos 70, Rev Moon ensinou: “A Base do 
Reino de Deus na Terra é a Igreja do Lar”. 
 Neste tempo, na cidade de Seul, Pr David Paul Cho, 
estava ensinando: “Os Grupos Familiares e o 
Crescimento da Igreja.” 
 No final dos anos 80, Rev Moon ensinou que devemos 
fazer a missão de Messias Tribais. 
 No final dos anos 90, Pr Abe Huber aperfeiçoou o 
MDA. 
 Em 2010, implantação dos Home Groups e leitura do 
Princípio Divino um a um. 
 Hoje a chave do reino do céu, para cumprir a Visão 
2020 é a Igreja do lar aonde cada membro está 
praticando o discipulado um a um.
O Modelo de Discipulado Apostólico 
 Adaptação do Modelo de David Yonggi 
Cho, durante 10 anos. 
 Em 1992, presença do Espírito Santo. 
 Em 1994, 17 células + 10 anos = 1000 
células. 
 Aperfeiçoamento do MDA em 1999, na 
visão: “Crescei, multiplicai e enchei a Terra 
de discípulos.” 
 Microcélula de D. A. = todos desde o novo 
membro até os mais velhos, estão sendo 
cuidados um a um.
O Discipulado um a um é o Coração da Célula – Home Group. 
A Célula – HG – é o Coração da Igreja Local. 
A Igreja Local é o Coração da Sociedade e das Nações. 
A Nação – Brasil – é o Coração do Mundo de Paz.
Eficácia do discipulado um a um 
 0% dos líderes foram produzidos pelo 
púlpito em reuniões públicas de ensino ou 
pregação. 
 0% dos líderes foram produzidos em 
classes estruturadas (escola dominical) 
 10% dos líderes foram gerados no 
discipulado em grupos pequenos. 
 90% dos líderes foram gerados através do 
discipulado um a um. 
Dr. Carl Horton, Doutor em “Crescimento de Igreja”
Como escolher meu discipulador? 
 Normalmente, o discipulador deve participar 
da mesma Célula do discípulo.O líder vai 
discipular o auxiliar principal e mais dois 
auxiliares da Célula. Estes três auxiliares 
por sua vez vão discipular os outros 
integrantes da Célula. O líder é discipulado 
pelo supervisor de setor, o supervisor de 
setor pelo supervisor de área, e assim por 
diante. 
 O Rev Moon ensinou a importância de ter 3 
filhos espirituais como base para uma 
família vitoriosa (13-05-1983). Também na 
célula – HG – devemos incentivar 3 
discípulos.
Sua Família é sua Célula Principal 
 M.D.A. (um a um) Sua (seu) esposa 
(o) e seus filhos devem ser seus 
discípulos principais. 
 “Culto Doméstico”, temos a tradição 
do Hoon Dok Hae – Leitura e Estudo. 
 Quatro votos da Bênção do 
Matrimônio Sagrado. 
 Oito Juramentos das Famílias. 
 Sua Família – Tribo - deve ser seu 
primeiro alvo evangélistico.
DISCIPULANDO COM EFICÁCIA 
 Mais importante do que o material usado 
para discipular, é a transferência de 
realidade espiritual. 
 Você primeiramente tem que está cheio da 
Vida de Deus. 
 Buscando a Deus sobre como ministrar da 
melhor forma na sua vida. 
 Seja um bom exemplo para o seu discípulo. 
 Seja sempre muito sensível à voz do 
Espírito Santo ao aconselhar o seu 
discípulo. 
 É necessário corrigir de uma forma muito 
amorosa.
ASSUNTOS PERTINENTES AO DISCIPULADO 
 Relacionamento com Deus. 
 Relacionamento com a Família. 
 Relacionamento com outras pessoas, 
sexo oposto. 
 Relacionamento com dinheiro. 
 Tem alguma tentação? 
 Como gasta o tempo? 
 Como são o pensamentos? 
 Ressentimento? 
 Tem discípulos? Igreja local? 
 Trabalho / emprego?
OS TRÊS NÍVEIS DO DISCIPULADO 
 Nível n.º 1 
Pessoas em que o discipulador vai investir 
mais tempo: potencial para liderar Células. 
 Nível n.º 2 
São discipulos do grupo – discipulando 
indiretamente. 
 Nível n.º 3 
Pessoas novas ou resistentes – até que 
sejam transferidas para outro discipulador.
PASTOREAMENTO E DISCIPULADO 
 O discipulador visita, ajuda e discípula o 
convidado nos primeiros passos do seu 
acompanhamento inicial. O discipulador é 
responsável pela integração do novo 
participante na vida da Célula e da Igreja 
Local. O discipulador vai também orar e 
estudar o Princípio Divino um a um com o 
discípulo. 
 Depois que o discípulo estiver totalmente 
integrado na igreja e terminado de estudar 
o Princípio Divino, ele continua recebendo 
pastoreamento, discipulado, cobertura, 
proteção, estímulo e treinamento para que 
ele evangelize e também faça discípulos.
Levantar Pais e Mães Espirituais 
 As células são excelentes incubadoras em 
que as famílias espirituais crescem e se 
desenvolvem. Com um pai ou mãe espiritual 
ao seu lado, um filho ou uma filha espiritual 
vai crescer e se tornar espiritualmente forte, 
aprendendo de maneira rápida e natural, pelo 
exemplo. 
 Pais e mães espirituais ajudam os seus filhos 
a reconhecer, desenvolver e cumprir o 
potencial que lhes foi dado por Deus; 
 Os Verdadeiros Pais espirituais enxergam o 
(potencial) que seus filhos se tornarão antes 
deles o serem de fato.
Discipular é para todos 
 Tudo mundo sendo bem 
discipulado e todo discípulo se 
tornando um líder ou 
discipulador compromissado, 
equipado e preparado para toda 
boa obra. 
 É desta forma que Deus está nos 
habilitando para discipular 
outros.
Os membros da multidão 
 Não tem compromisso com a 
Igreja local. 
 Buscam seus próprios caminhos. 
 Desejam manter a distância. 
 Relacionamentos superficiais e 
impessoais. 
 Não tem visão clara de nada. 
 Vivem em altos e baixos em sua 
vida de fé.
O que leva alguém a ser multidão 
 Decepções com as estruturas da 
Igreja. 
 Relações infrutíferas, feridas 
profundas. 
 Medo da rejeição, de serem 
exploradas ou manipuladas. 
 Seus problemas são só seus e 
ninguém os ajudaria. 
 São membros centralizados em si 
mesmos. 
 Ficam estagnadas no relacionamento 
periférico.
Os seguidores ocasionais 
 Têm opiniões próprias muito fortes. 
 A maioria são líderes mal formados. 
 Multiplicidade de pensamentos, 
direções e denominações. 
 Diversidade de “obras de Deus”. 
 Com os olhos fixos na Igreja que 
falhou. 
 Ligações por conveniência com a 
liderança. 
 Estagnação e tédio espiritual.
Características do discipulado 
 Total intimidade. 
 Máxima resposta à Palavra. 
 Submissão. 
 Crescimento constante. 
 Abertura para se deixar tratar. 
 Motivação conhecida. 
 Dependência de Deus. 
 Vida de vitória. 
 Ministro desenvolvido e reconhecido. 
 Clareza nos princípios de Deus.
O que é o negar a si mesmo? 
 A vontade de Deus deve 
prevalecer, não minha 
própria. (Lc 22, 42) 
 A renúncia ao amor das 
pessoas do mundo decaído. 
 Abrir mão de seus bens. 
(Oferta) 
 O caminho de Jesus e dos 
Verdadeiros Pais.
O que é o negar a si mesmo? 
 1. O discipulador deve confrontar o discípulo 
para que este aprende a submissão. 
 2. Ter um coração ensinável, aberto para 
aprender. 
 3. Abrir mão da própria vida para Jesus e os 
Verdadeiros Pais. 
 4. Rejeitar a glória humana, todo o 
reconhecimento e admiração para Deus. 
 5 . A Complete obediência a vontade de 
Deus. 
 6. Espírito de servo, renunciando a toda 
expectativa de retribuição. (voluntário)
• Jesus e os Verdadeiros Pais são o padrão 
a imitar. 
• Como discipulador, devo alcançar antes, 
para depois levar outros até lá. 
• É um caminho estreito, mas o alvo é 
grande. 
• Jesus e o Espírito Santo abriram o 
caminho espiritual e os Verdadeiros Pais o 
caminho substancial para toda a 
humanidade.
A Relação do Discípulo com o Discipulador 
 Abdicar o individualismo e as decisões 
unilaterais e prestação de contas. 
 Submissão ao discipulador, ouvir a voz dele. 
 Andar na luz, expor todas as áreas da minha 
vida. 
 Entrar no padrão do discipulador, me 
empurrando ao crescimento. 
 Caminhar junto com o discipulador, à hora 
que quiser e qualquer lugar. 
 Andar em aliança e fidelidade. 
 Servir em todas as coisas, com alegria.
Qualificação do Discipulador 
 1. Conduta irrepreensível e aprovada. 
 2. Qualificações naturais, na família, 
lar bem estruturado, na Igreja, no 
trabalho e na sociedade. 
 3. Qualificações espirituais, libertado 
do pecado. 
 4. Ser um canal, ter a unção e a 
autoridade de Deus. 
 5. Habilidade para sentir a direção do 
Espírito Santo e conhecer as 
necessidades do discípulo.
Princípios Espirituais que Herdamos 
no Verdadeiro Discipulado 
• 1- Herança do Manto 
“tal pai, tal filho”, a unção herdada pelo discípulo. 
• 2 – Mesmo Espírito, 
a mesma alma, a mesma visão e a mesma 
maneira de resolver as coisas. 
• 3 – Reprodução de Modelo, 
formemos seguramente discípulos segundo o 
modelo que temos recebido de Deus.
Aprendendo a Olhar Pela Ótica Espiritual 
 1. Vendo a Mim Mesmo Segundo a Ótica do Espírito 
Ver a nós mesmo como Deus vê. 
 2. Vendo Meus Irmãos Segundo a Ótica do Espírito 
Como se eles fossem santos. Todos têm, em Cristo, 
aptidão para liderar. 
 3. Vendo os Incrédulos Segundo a Ótica do Espírito 
já estamos vendo todos salvos.
Fazendo Discípulos 
 Quebrando o bloqueio mental: 
“evangelizar (testemunhar) é difícil”, 
“quando falamos, ninguém entende”, 
“não temos unção”, “precisamos 
mais capacidade...” Tudo voz do 
diabo! 
 Fazer novos discípulos é dar à luz 
trabalho de parto. 
Necessidade da oração para que Deus 
dê a Palavra.
Fazendo Discípulos 
 Atração Sobrenatural 
Com a proteção de Deus, os discípulos da 
Igreja cristã primitiva seguiram o exemplo 
do Mestre Jesus e revolucionaram o mundo, 
praticando o ultimo mandamento que Jesus 
deixou: “Fazer discípulos” na esperança da 
volta – Maranata – Vem logo, Senhor Jesus! 
 No século XXI, a Segundo volta de Jesus foi 
cumprida através de Nosso Pai, Rev. S.M. 
Moon que deixou também um mandamento 
na ultima oração (13/08/12): “Fazer a 
missão dos Messias Tribais em todas as 
nações e todo será realizado”.
Discipular é para todos 
 Tudo mundo sendo bem 
discipulado e todo discípulo se 
tornando um líder ou 
discipulador compromissado, 
equipado e preparado para toda 
boa obra. 
 É desta forma que Deus está nos 
habilitando para discipular 
outros.
A Qualidade que Produz Quantidade 
 Optar por um trabalho de longo 
prazo, mais seguro, com base na 
qualidade. 
 O resultado real de crescimento 
de nossa igreja é o Nº de 
discípulos comprometidos em 
representar os Verdadeiros Pais.
Conclusão 
 Jesus entregou a chave do Reino 
e a autoridade para a Igreja 
cristã até a volta do Senhor do 
Segundo Advento. 
 Os Verdadeiros Pais entregaram 
a chave do Reino – Cheon Il Guk 
– e a autoridade para as famílias 
que foram abençoadas na 
cerimônia do Matrimonio 
Sagrado e ungidas como Messias 
Tribais. (C.S.G. pag. 2153)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A importância da liderança para o fortalecimento do discipulado pr. joão germano
A importância da liderança para o fortalecimento do discipulado pr. joão germanoA importância da liderança para o fortalecimento do discipulado pr. joão germano
A importância da liderança para o fortalecimento do discipulado pr. joão germano
Joary Jossué Carlesso
 

Mais procurados (20)

Os Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da CarneOs Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da Carne
 
Lição 2 A disciplina na vida do obreiro
Lição 2   A disciplina na vida do obreiroLição 2   A disciplina na vida do obreiro
Lição 2 A disciplina na vida do obreiro
 
A visao-do-mda
A visao-do-mdaA visao-do-mda
A visao-do-mda
 
Liderando a célula com paixão
Liderando a célula com paixãoLiderando a célula com paixão
Liderando a célula com paixão
 
4º módulo 2ª aula
4º módulo   2ª aula4º módulo   2ª aula
4º módulo 2ª aula
 
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento EspiritualLição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
 
CAPTANDO A VISÃO DE CÉLULAS
CAPTANDO A VISÃO DE CÉLULASCAPTANDO A VISÃO DE CÉLULAS
CAPTANDO A VISÃO DE CÉLULAS
 
Série Igreja A igreja que queremos ser
Série Igreja   A igreja que queremos serSérie Igreja   A igreja que queremos ser
Série Igreja A igreja que queremos ser
 
Lição 13 - A atualidade dos dons espirituaisl
Lição 13 - A atualidade dos dons espirituaislLição 13 - A atualidade dos dons espirituaisl
Lição 13 - A atualidade dos dons espirituaisl
 
Apostila obreiros
Apostila obreirosApostila obreiros
Apostila obreiros
 
Apocalipse
ApocalipseApocalipse
Apocalipse
 
A importância da liderança para o fortalecimento do discipulado pr. joão germano
A importância da liderança para o fortalecimento do discipulado pr. joão germanoA importância da liderança para o fortalecimento do discipulado pr. joão germano
A importância da liderança para o fortalecimento do discipulado pr. joão germano
 
Estudo Sobre o Espírito Santo
Estudo Sobre o Espírito SantoEstudo Sobre o Espírito Santo
Estudo Sobre o Espírito Santo
 
Curso para obreiros
Curso para obreirosCurso para obreiros
Curso para obreiros
 
Culto e Liturgia
Culto e LiturgiaCulto e Liturgia
Culto e Liturgia
 
Estudo biblico 24 dons espirituais - part2
Estudo biblico 24  dons espirituais - part2Estudo biblico 24  dons espirituais - part2
Estudo biblico 24 dons espirituais - part2
 
Estudo biblico 22
Estudo biblico 22Estudo biblico 22
Estudo biblico 22
 
Batismo nas águas
Batismo nas águasBatismo nas águas
Batismo nas águas
 
Discipulado de Cristo e o cuidado do novo convertido
Discipulado de Cristo e o cuidado do novo convertidoDiscipulado de Cristo e o cuidado do novo convertido
Discipulado de Cristo e o cuidado do novo convertido
 
A fidelidade dos obreiros do Senhor
A fidelidade dos obreiros do SenhorA fidelidade dos obreiros do Senhor
A fidelidade dos obreiros do Senhor
 

Semelhante a Discipulado um-a-um crescimento com qualidade

Treinamento para lideres de célula pr aber huber
Treinamento para lideres de célula   pr aber huberTreinamento para lideres de célula   pr aber huber
Treinamento para lideres de célula pr aber huber
Josimar Santos
 
A IMPORTANCIA DA CELUVA E DICIPULADO
A IMPORTANCIA DA CELUVA E DICIPULADOA IMPORTANCIA DA CELUVA E DICIPULADO
A IMPORTANCIA DA CELUVA E DICIPULADO
PR MARCIO
 
EBD - Curso para professores e oficiais
EBD - Curso para professores e oficiaisEBD - Curso para professores e oficiais
EBD - Curso para professores e oficiais
Eli Rocha Silva
 
2250831 treinamento-lideres-de-celulas caracteristicas
2250831 treinamento-lideres-de-celulas caracteristicas2250831 treinamento-lideres-de-celulas caracteristicas
2250831 treinamento-lideres-de-celulas caracteristicas
Roberto Fernandes
 
A arte perdida de fazer discípulos le roy eims
A arte perdida de fazer discípulos   le roy eimsA arte perdida de fazer discípulos   le roy eims
A arte perdida de fazer discípulos le roy eims
Adriana Nacif
 

Semelhante a Discipulado um-a-um crescimento com qualidade (20)

DISCIPULADO UM A UM.-phpapp02
DISCIPULADO UM A UM.-phpapp02DISCIPULADO UM A UM.-phpapp02
DISCIPULADO UM A UM.-phpapp02
 
Visão celular- unificacionista
Visão celular- unificacionistaVisão celular- unificacionista
Visão celular- unificacionista
 
Treinamento de Líderes de Células e Discipulado Um a Um
Treinamento de Líderes de Células e Discipulado Um a UmTreinamento de Líderes de Células e Discipulado Um a Um
Treinamento de Líderes de Células e Discipulado Um a Um
 
Discipulado Um a Um.pdf
Discipulado Um a Um.pdfDiscipulado Um a Um.pdf
Discipulado Um a Um.pdf
 
Apostila Treinamento de Líderes de Células - Pequenos Grupos
Apostila Treinamento de Líderes de Células - Pequenos GruposApostila Treinamento de Líderes de Células - Pequenos Grupos
Apostila Treinamento de Líderes de Células - Pequenos Grupos
 
Treinamento para lideres de célula pr aber huber
Treinamento para lideres de célula   pr aber huberTreinamento para lideres de célula   pr aber huber
Treinamento para lideres de célula pr aber huber
 
Dna a visão da igreja obpc
Dna a visão da igreja obpcDna a visão da igreja obpc
Dna a visão da igreja obpc
 
Igreja do Lar e Movimento das Células
Igreja do Lar e Movimento das CélulasIgreja do Lar e Movimento das Células
Igreja do Lar e Movimento das Células
 
Manual. discipulado para adolescentes
Manual. discipulado para adolescentesManual. discipulado para adolescentes
Manual. discipulado para adolescentes
 
A IMPORTANCIA DA CELUVA E DICIPULADO
A IMPORTANCIA DA CELUVA E DICIPULADOA IMPORTANCIA DA CELUVA E DICIPULADO
A IMPORTANCIA DA CELUVA E DICIPULADO
 
Pais discipuladores, filhos felizes jz 2.10
Pais discipuladores, filhos felizes jz 2.10Pais discipuladores, filhos felizes jz 2.10
Pais discipuladores, filhos felizes jz 2.10
 
Revendo nossos conceitos sobre Discipulado!
Revendo nossos conceitos sobre Discipulado!Revendo nossos conceitos sobre Discipulado!
Revendo nossos conceitos sobre Discipulado!
 
EBD - Curso para professores e oficiais
EBD - Curso para professores e oficiaisEBD - Curso para professores e oficiais
EBD - Curso para professores e oficiais
 
seminario_melhorando_as_dinamicas.ppt
seminario_melhorando_as_dinamicas.pptseminario_melhorando_as_dinamicas.ppt
seminario_melhorando_as_dinamicas.ppt
 
2250831 treinamento-lideres-de-celulas caracteristicas
2250831 treinamento-lideres-de-celulas caracteristicas2250831 treinamento-lideres-de-celulas caracteristicas
2250831 treinamento-lideres-de-celulas caracteristicas
 
Apostila treinamentodelderesdeclulas-140126154720-phpapp01
Apostila treinamentodelderesdeclulas-140126154720-phpapp01Apostila treinamentodelderesdeclulas-140126154720-phpapp01
Apostila treinamentodelderesdeclulas-140126154720-phpapp01
 
Apostila treinamentodelderesdeclulas-140126154720-phpapp01
Apostila treinamentodelderesdeclulas-140126154720-phpapp01Apostila treinamentodelderesdeclulas-140126154720-phpapp01
Apostila treinamentodelderesdeclulas-140126154720-phpapp01
 
A importância do discipulado
A importância do discipuladoA importância do discipulado
A importância do discipulado
 
Reunião de treinamento da estaca sister costa
Reunião de treinamento da estaca sister costaReunião de treinamento da estaca sister costa
Reunião de treinamento da estaca sister costa
 
A arte perdida de fazer discípulos le roy eims
A arte perdida de fazer discípulos   le roy eimsA arte perdida de fazer discípulos   le roy eims
A arte perdida de fazer discípulos le roy eims
 

Mais de Christian Lepelletier

Dia internacional da familia 15 de maio camara municipal
Dia internacional da familia 15 de maio camara municipalDia internacional da familia 15 de maio camara municipal
Dia internacional da familia 15 de maio camara municipal
Christian Lepelletier
 

Mais de Christian Lepelletier (20)

A HISTÓRIA DA PROVIDÊNCIA DA SALVAÇÃO.pptx
A HISTÓRIA DA PROVIDÊNCIA DA SALVAÇÃO.pptxA HISTÓRIA DA PROVIDÊNCIA DA SALVAÇÃO.pptx
A HISTÓRIA DA PROVIDÊNCIA DA SALVAÇÃO.pptx
 
Reino do Cetro de Ferro .pptx
Reino do Cetro de Ferro .pptxReino do Cetro de Ferro .pptx
Reino do Cetro de Ferro .pptx
 
Introdução A Substância Original do Princípio Divino
Introdução A Substância Original do Princípio DivinoIntrodução A Substância Original do Princípio Divino
Introdução A Substância Original do Princípio Divino
 
O Fim dos Tempos
O Fim dos TemposO Fim dos Tempos
O Fim dos Tempos
 
A Visão dos Corações MDA
A Visão dos Corações MDAA Visão dos Corações MDA
A Visão dos Corações MDA
 
Roda do Discipulado e o Princípio da Restauração
Roda do Discipulado e o Princípio da RestauraçãoRoda do Discipulado e o Princípio da Restauração
Roda do Discipulado e o Princípio da Restauração
 
Visão do Principio da História da Providência da Salvação
Visão do Principio da História da Providência da SalvaçãoVisão do Principio da História da Providência da Salvação
Visão do Principio da História da Providência da Salvação
 
Folha do Relatório célula
Folha do Relatório célulaFolha do Relatório célula
Folha do Relatório célula
 
Manual de Discipulador
Manual de DiscipuladorManual de Discipulador
Manual de Discipulador
 
Um Resumo do Princípio Divino para apresentação em 1 hora
Um Resumo do Princípio Divino para apresentação em 1 horaUm Resumo do Princípio Divino para apresentação em 1 hora
Um Resumo do Princípio Divino para apresentação em 1 hora
 
O Significado do Casamento e Preparação para o Casamento Comunitário
O Significado do Casamento e Preparação para o Casamento ComunitárioO Significado do Casamento e Preparação para o Casamento Comunitário
O Significado do Casamento e Preparação para o Casamento Comunitário
 
O caminho do amor na família
O caminho do amor na família  O caminho do amor na família
O caminho do amor na família
 
Visão 2020 para salvar o brasil
Visão 2020 para salvar o brasilVisão 2020 para salvar o brasil
Visão 2020 para salvar o brasil
 
Representando Deus e os Verdadeiros Pais
Representando Deus e os Verdadeiros PaisRepresentando Deus e os Verdadeiros Pais
Representando Deus e os Verdadeiros Pais
 
O novo futuro do cristianismo
O novo futuro do cristianismoO novo futuro do cristianismo
O novo futuro do cristianismo
 
Principios para superar desafios
Principios para superar desafiosPrincipios para superar desafios
Principios para superar desafios
 
Dia internacional da familia 15 de maio camara municipal
Dia internacional da familia 15 de maio camara municipalDia internacional da familia 15 de maio camara municipal
Dia internacional da familia 15 de maio camara municipal
 
O curso de vida do rev moon3
O curso de vida do rev moon3O curso de vida do rev moon3
O curso de vida do rev moon3
 
O curso de vida do rev moon2
O curso de vida do rev moon2O curso de vida do rev moon2
O curso de vida do rev moon2
 
O curso de vida do rev moon1
O curso de vida do rev moon1O curso de vida do rev moon1
O curso de vida do rev moon1
 

Último

Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
StelaWilbert
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
MilyFonceca
 

Último (14)

Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
 
Oração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaOração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De Cássia
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoHermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
 
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
 
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxBíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
 
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
 
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
 

Discipulado um-a-um crescimento com qualidade

  • 1. A IMPORTÂNCIA DO DISCIPULADO UM a UM PARA A IGREJA HOJE
  • 2. As células de crescimento e multiplicação, atreladas ao discipulado um a um, são a ferramenta mais eficiente que a igreja dispõe para cumprir a sua vocação. Através delas os membros se fortalecem espiritualmente e se preparam para proclamar o Evangelho e o Princípio Divino a todo o mundo. Abe Huber Pastor Presidente da Igreja da Paz Fortaleza Criador da Visão do Modelo de Discipulado Apostólico. (MDA)
  • 3. Em forma geral, aqueles que seguem um mestre e os seus ensinamentos. ( Hebraico: um Rabi = mestre) A essência do discipulado se acha no cumprimento, pelo discípulo, do dever de ser testemunha do seu Senhor durante toda a sua vida. Do ponto de vista bíblico: Há muitos exemplos bíblicos do DISCIPULADO No Antigo Testamento: O conceito de discipulado não é tão forte como no Novo Testamento. Contudo, o conceito de servo era mais comum e está incluído no discipulado, como veremos mais a frente. Por exemplo: 1 - Josué - era servo de — Moisés (Êx. 24:12 e Num. 11:28); 2 - Eliseu - era servo de — Elias (Reis 19:19); 3 - Geazi - era servo de — Elizeu (2 Reis 4:12); 4 – Baruque - era servo de — Jeremias (Jer. 32:12-13). 5 - O profeta Isaías tinha os seus discípulos. (Isaías 8:16) No Novo Testamento: 1 - Os discípulos de João - o batista. João 1:35-37 e João 3:25 2 - Os discípulos dos Fariseus. Mateus 22:15-22 Ex. Paulo foi discípulo de Gamaliel. Atos 17:3 3 - Os Discípulos de Jesus. Mateus 4:18-22 ; 9:9 e 10:1-4 -Como os doze apóstolos e os Setenta. 4 - Outros discípulos de Jesus: José de Arimatéia. Mateus 27:57-60 Ananias de Damasco Atos 9:10 E os Cristãos de Antioquia. Atos 11:26. O QUE É DISCIPULADO? Pesquisa e adaptação: Prof. Ramón Zazatt
  • 4. O QUE É DISCIPULADO?  Um mandamento inegociável de Jesus em Mt 28: 19-20.  Um segredo revolucionário para cuidar de pessoas.  Uma poderosa ferramenta que o Espírito Santo usa para a formação de líderes.  É a medula que sustenta todo o corpo da igreja. Pastor Abe Huber
  • 5. O QUE É DISCIPULADO?  Vínculos íntimos, sólidos e entranháveis entre duas pessoas.  Discípulo: ter um desejo de se formar em Deus.  Discipulador: direcionado por sua liderança, discipulado por outrem, para levá-lo a uma posição mais elevada em Deus. Pr Elvis Oliveira, discípulo de Pr Abe Huber, Pr da Igreja da Paz de Sorocaba.
  • 6. Histórico  Dois mil anos atrás Jesus deu a chave do reino do céu para Pedro.  No final dos anos 70, Rev Moon ensinou: “A Base do Reino de Deus na Terra é a Igreja do Lar”.  Neste tempo, na cidade de Seul, Pr David Paul Cho, estava ensinando: “Os Grupos Familiares e o Crescimento da Igreja.”  No final dos anos 80, Rev Moon ensinou que devemos fazer a missão de Messias Tribais.  No final dos anos 90, Pr Abe Huber aperfeiçoou o MDA.  Em 2010, implantação dos Home Groups e leitura do Princípio Divino um a um.  Hoje a chave do reino do céu, para cumprir a Visão 2020 é a Igreja do lar aonde cada membro está praticando o discipulado um a um.
  • 7. O Modelo de Discipulado Apostólico  Adaptação do Modelo de David Yonggi Cho, durante 10 anos.  Em 1992, presença do Espírito Santo.  Em 1994, 17 células + 10 anos = 1000 células.  Aperfeiçoamento do MDA em 1999, na visão: “Crescei, multiplicai e enchei a Terra de discípulos.”  Microcélula de D. A. = todos desde o novo membro até os mais velhos, estão sendo cuidados um a um.
  • 8. O Discipulado um a um é o Coração da Célula – Home Group. A Célula – HG – é o Coração da Igreja Local. A Igreja Local é o Coração da Sociedade e das Nações. A Nação – Brasil – é o Coração do Mundo de Paz.
  • 9. Eficácia do discipulado um a um  0% dos líderes foram produzidos pelo púlpito em reuniões públicas de ensino ou pregação.  0% dos líderes foram produzidos em classes estruturadas (escola dominical)  10% dos líderes foram gerados no discipulado em grupos pequenos.  90% dos líderes foram gerados através do discipulado um a um. Dr. Carl Horton, Doutor em “Crescimento de Igreja”
  • 10. Como escolher meu discipulador?  Normalmente, o discipulador deve participar da mesma Célula do discípulo.O líder vai discipular o auxiliar principal e mais dois auxiliares da Célula. Estes três auxiliares por sua vez vão discipular os outros integrantes da Célula. O líder é discipulado pelo supervisor de setor, o supervisor de setor pelo supervisor de área, e assim por diante.  O Rev Moon ensinou a importância de ter 3 filhos espirituais como base para uma família vitoriosa (13-05-1983). Também na célula – HG – devemos incentivar 3 discípulos.
  • 11. Sua Família é sua Célula Principal  M.D.A. (um a um) Sua (seu) esposa (o) e seus filhos devem ser seus discípulos principais.  “Culto Doméstico”, temos a tradição do Hoon Dok Hae – Leitura e Estudo.  Quatro votos da Bênção do Matrimônio Sagrado.  Oito Juramentos das Famílias.  Sua Família – Tribo - deve ser seu primeiro alvo evangélistico.
  • 12. DISCIPULANDO COM EFICÁCIA  Mais importante do que o material usado para discipular, é a transferência de realidade espiritual.  Você primeiramente tem que está cheio da Vida de Deus.  Buscando a Deus sobre como ministrar da melhor forma na sua vida.  Seja um bom exemplo para o seu discípulo.  Seja sempre muito sensível à voz do Espírito Santo ao aconselhar o seu discípulo.  É necessário corrigir de uma forma muito amorosa.
  • 13. ASSUNTOS PERTINENTES AO DISCIPULADO  Relacionamento com Deus.  Relacionamento com a Família.  Relacionamento com outras pessoas, sexo oposto.  Relacionamento com dinheiro.  Tem alguma tentação?  Como gasta o tempo?  Como são o pensamentos?  Ressentimento?  Tem discípulos? Igreja local?  Trabalho / emprego?
  • 14. OS TRÊS NÍVEIS DO DISCIPULADO  Nível n.º 1 Pessoas em que o discipulador vai investir mais tempo: potencial para liderar Células.  Nível n.º 2 São discipulos do grupo – discipulando indiretamente.  Nível n.º 3 Pessoas novas ou resistentes – até que sejam transferidas para outro discipulador.
  • 15. PASTOREAMENTO E DISCIPULADO  O discipulador visita, ajuda e discípula o convidado nos primeiros passos do seu acompanhamento inicial. O discipulador é responsável pela integração do novo participante na vida da Célula e da Igreja Local. O discipulador vai também orar e estudar o Princípio Divino um a um com o discípulo.  Depois que o discípulo estiver totalmente integrado na igreja e terminado de estudar o Princípio Divino, ele continua recebendo pastoreamento, discipulado, cobertura, proteção, estímulo e treinamento para que ele evangelize e também faça discípulos.
  • 16. Levantar Pais e Mães Espirituais  As células são excelentes incubadoras em que as famílias espirituais crescem e se desenvolvem. Com um pai ou mãe espiritual ao seu lado, um filho ou uma filha espiritual vai crescer e se tornar espiritualmente forte, aprendendo de maneira rápida e natural, pelo exemplo.  Pais e mães espirituais ajudam os seus filhos a reconhecer, desenvolver e cumprir o potencial que lhes foi dado por Deus;  Os Verdadeiros Pais espirituais enxergam o (potencial) que seus filhos se tornarão antes deles o serem de fato.
  • 17. Discipular é para todos  Tudo mundo sendo bem discipulado e todo discípulo se tornando um líder ou discipulador compromissado, equipado e preparado para toda boa obra.  É desta forma que Deus está nos habilitando para discipular outros.
  • 18. Os membros da multidão  Não tem compromisso com a Igreja local.  Buscam seus próprios caminhos.  Desejam manter a distância.  Relacionamentos superficiais e impessoais.  Não tem visão clara de nada.  Vivem em altos e baixos em sua vida de fé.
  • 19. O que leva alguém a ser multidão  Decepções com as estruturas da Igreja.  Relações infrutíferas, feridas profundas.  Medo da rejeição, de serem exploradas ou manipuladas.  Seus problemas são só seus e ninguém os ajudaria.  São membros centralizados em si mesmos.  Ficam estagnadas no relacionamento periférico.
  • 20. Os seguidores ocasionais  Têm opiniões próprias muito fortes.  A maioria são líderes mal formados.  Multiplicidade de pensamentos, direções e denominações.  Diversidade de “obras de Deus”.  Com os olhos fixos na Igreja que falhou.  Ligações por conveniência com a liderança.  Estagnação e tédio espiritual.
  • 21. Características do discipulado  Total intimidade.  Máxima resposta à Palavra.  Submissão.  Crescimento constante.  Abertura para se deixar tratar.  Motivação conhecida.  Dependência de Deus.  Vida de vitória.  Ministro desenvolvido e reconhecido.  Clareza nos princípios de Deus.
  • 22. O que é o negar a si mesmo?  A vontade de Deus deve prevalecer, não minha própria. (Lc 22, 42)  A renúncia ao amor das pessoas do mundo decaído.  Abrir mão de seus bens. (Oferta)  O caminho de Jesus e dos Verdadeiros Pais.
  • 23. O que é o negar a si mesmo?  1. O discipulador deve confrontar o discípulo para que este aprende a submissão.  2. Ter um coração ensinável, aberto para aprender.  3. Abrir mão da própria vida para Jesus e os Verdadeiros Pais.  4. Rejeitar a glória humana, todo o reconhecimento e admiração para Deus.  5 . A Complete obediência a vontade de Deus.  6. Espírito de servo, renunciando a toda expectativa de retribuição. (voluntário)
  • 24. • Jesus e os Verdadeiros Pais são o padrão a imitar. • Como discipulador, devo alcançar antes, para depois levar outros até lá. • É um caminho estreito, mas o alvo é grande. • Jesus e o Espírito Santo abriram o caminho espiritual e os Verdadeiros Pais o caminho substancial para toda a humanidade.
  • 25. A Relação do Discípulo com o Discipulador  Abdicar o individualismo e as decisões unilaterais e prestação de contas.  Submissão ao discipulador, ouvir a voz dele.  Andar na luz, expor todas as áreas da minha vida.  Entrar no padrão do discipulador, me empurrando ao crescimento.  Caminhar junto com o discipulador, à hora que quiser e qualquer lugar.  Andar em aliança e fidelidade.  Servir em todas as coisas, com alegria.
  • 26. Qualificação do Discipulador  1. Conduta irrepreensível e aprovada.  2. Qualificações naturais, na família, lar bem estruturado, na Igreja, no trabalho e na sociedade.  3. Qualificações espirituais, libertado do pecado.  4. Ser um canal, ter a unção e a autoridade de Deus.  5. Habilidade para sentir a direção do Espírito Santo e conhecer as necessidades do discípulo.
  • 27. Princípios Espirituais que Herdamos no Verdadeiro Discipulado • 1- Herança do Manto “tal pai, tal filho”, a unção herdada pelo discípulo. • 2 – Mesmo Espírito, a mesma alma, a mesma visão e a mesma maneira de resolver as coisas. • 3 – Reprodução de Modelo, formemos seguramente discípulos segundo o modelo que temos recebido de Deus.
  • 28. Aprendendo a Olhar Pela Ótica Espiritual  1. Vendo a Mim Mesmo Segundo a Ótica do Espírito Ver a nós mesmo como Deus vê.  2. Vendo Meus Irmãos Segundo a Ótica do Espírito Como se eles fossem santos. Todos têm, em Cristo, aptidão para liderar.  3. Vendo os Incrédulos Segundo a Ótica do Espírito já estamos vendo todos salvos.
  • 29. Fazendo Discípulos  Quebrando o bloqueio mental: “evangelizar (testemunhar) é difícil”, “quando falamos, ninguém entende”, “não temos unção”, “precisamos mais capacidade...” Tudo voz do diabo!  Fazer novos discípulos é dar à luz trabalho de parto. Necessidade da oração para que Deus dê a Palavra.
  • 30. Fazendo Discípulos  Atração Sobrenatural Com a proteção de Deus, os discípulos da Igreja cristã primitiva seguiram o exemplo do Mestre Jesus e revolucionaram o mundo, praticando o ultimo mandamento que Jesus deixou: “Fazer discípulos” na esperança da volta – Maranata – Vem logo, Senhor Jesus!  No século XXI, a Segundo volta de Jesus foi cumprida através de Nosso Pai, Rev. S.M. Moon que deixou também um mandamento na ultima oração (13/08/12): “Fazer a missão dos Messias Tribais em todas as nações e todo será realizado”.
  • 31. Discipular é para todos  Tudo mundo sendo bem discipulado e todo discípulo se tornando um líder ou discipulador compromissado, equipado e preparado para toda boa obra.  É desta forma que Deus está nos habilitando para discipular outros.
  • 32. A Qualidade que Produz Quantidade  Optar por um trabalho de longo prazo, mais seguro, com base na qualidade.  O resultado real de crescimento de nossa igreja é o Nº de discípulos comprometidos em representar os Verdadeiros Pais.
  • 33. Conclusão  Jesus entregou a chave do Reino e a autoridade para a Igreja cristã até a volta do Senhor do Segundo Advento.  Os Verdadeiros Pais entregaram a chave do Reino – Cheon Il Guk – e a autoridade para as famílias que foram abençoadas na cerimônia do Matrimonio Sagrado e ungidas como Messias Tribais. (C.S.G. pag. 2153)