Do Teocentrismo ao
Antropocentrismo
O renascimento e a revalorização da razão
Teocentrismo – conceito
O teocentrismo é uma concepção do mundo através do qual Deus é a
principal base de toda a realidad...
Teocentrismo - história
Este pensamento vigorou durante o período da Idade Média, e torna-se
oposto à doutrina posterior, ...
Teocentrismo - história
Durante o período da Idade Media, a Igreja detinha grande poder ao lado
da Nobreza, as quais acred...
Antropocentrismo - conceito
Se opondo a ideia do teocentrismo , nasceu o antropocentrismo, uma
crença em que o homem deve ...
Antropocentrismo - história
O fim da Idade Média (também conhecida como Idade das Trevas), trouxe
consigo a divisão marcan...
Os filósofos humanistas do
antropocentrismo
A filosofia recuperava sua força após o fim da Idade das Trevas, e seus
filóso...
Opondo-se à sociedade apática filosoficamente da Idade Média, os
filósofos renascentistas exploravam suas próprias mentes,...
O antropocentrismo só valorizava ainda mais as mudanças proporcionadas
pelo renascimento, já que o homem era colocado em p...
O século XXI e o antropocentrismo
Nem o capitalismo exacerbado que
rege o mundo e o moderno pensamento
humanista foram cap...
Vídeo
https://www.youtube.com/watch?v=mya_RUloHzs
do Teocentrismo ao Antropocentrismo
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

do Teocentrismo ao Antropocentrismo

1.598 visualizações

Publicada em

Power-point sobre "Do Teocentrismo ao Antropocentrismo - o renascimento e a revalorização da razão".

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.598
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
37
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

do Teocentrismo ao Antropocentrismo

  1. 1. Do Teocentrismo ao Antropocentrismo O renascimento e a revalorização da razão
  2. 2. Teocentrismo – conceito O teocentrismo é uma concepção do mundo através do qual Deus é a principal base de toda a realidade. Este vocábulo é formado por dois conceitos: Teo que significa Deus ou divindade; e Centrismo que indica uma localização no centro. As posições ou correntes teocêntricas são próprias das religiões monoteístas, basicamente das religiões cristã, judaica e muçulmana, embora esteja presente também na maioria das abordagens religiosas.
  3. 3. Teocentrismo - história Este pensamento vigorou durante o período da Idade Média, e torna-se oposto à doutrina posterior, o antropocentrismo. O teocentrismo esteve focado sobretudo na valorização do pensamento sagrado de forma que o prazer era visto como pecado. Assim, o desejo divino sobrepõe-se à vontade e racionalidade humana. O Teocentrismo Medieval representou a relação entre o divino (religião) e os cidadãos do medievo, ou seja, a existência de uma única verdade.
  4. 4. Teocentrismo - história Durante o período da Idade Media, a Igreja detinha grande poder ao lado da Nobreza, as quais acreditavam numa única verdade e controlavam a vida da população seja no âmbito cultural ou politico. Essa ideologia (teocentrismo), é presente nos dias de hoje, afinal o cristianismo é uma das principais religiões do mundo. Na idade média entretanto ela era a única permitida na Europa ocidental. Quem discordasse do que era imposto pela igreja católica era castigado, torturado, morto.
  5. 5. Antropocentrismo - conceito Se opondo a ideia do teocentrismo , nasceu o antropocentrismo, uma crença em que o homem deve estar no centro das ações, da cultura, da história e da filosofia – o homem como o centro dos cosmos. Os renascentistas defensores do antropocentrismo “pregavam” a razão, o homem e a matéria. Queriam também ver o prazer desvencilhar-se do rótulo de “pecado”, rompendo paradigmas característicos da era anterior.
  6. 6. Antropocentrismo - história O fim da Idade Média (também conhecida como Idade das Trevas), trouxe consigo a divisão marcante de épocas. O Renascentismo nascia com vontade e potencial de mudar a expressão cultural e filosófica do homem, que vinha desgastado das “trevas”. O antropocentrismo veio, enfim, romper com os costumes da Idade Média e seu teocentrismo conservador. Mas essa transição entre a Idade Média e o Renascentismo também foi marcada pela separação entre Teologia e Filosofia – que antes andavam lado a lado e, para muitos, deveriam ser “a mesma coisa”.
  7. 7. Os filósofos humanistas do antropocentrismo A filosofia recuperava sua força após o fim da Idade das Trevas, e seus filósofos acompanhavam. Posteriormente ao início do renascentismo, as preocupações desses filósofos giravam em torno dos seguintes temas: • O homem • A sociedade • A natureza
  8. 8. Opondo-se à sociedade apática filosoficamente da Idade Média, os filósofos renascentistas exploravam suas próprias mentes, buscando problematizar a realidade ao máximo. Os filósofos humanistas do antropocentrismo Outra grande característica deles foi a valorização da ciência, que viu no renascimento a oportunidade de começar a se desenvolver em grandes passos, já que os renascentistas defendiam-na, juntamente com a razão. Para eles, tudo poderia ser explicado pela razão e/ou pela ciência. Além da ciência, a arte e a literatura também ganharam notoriedade, já que o Renascimento valorizava as evoluções das mesmas.
  9. 9. O antropocentrismo só valorizava ainda mais as mudanças proporcionadas pelo renascimento, já que o homem era colocado em primeiro plano e suas ações agora rendiam mais frutos, mais conhecimento e uma sociedade buscando melhoras. Os filósofos humanistas do antropocentrismo Alguns nomes mais conhecidos de renascentistas defensores do antropocentrismo são: Nicolau Maquiavel, Nicolau Copérnico, Galileu Galilei e René Descartes.
  10. 10. O século XXI e o antropocentrismo Nem o capitalismo exacerbado que rege o mundo e o moderno pensamento humanista foram capazes de extinguir estilos de vida baseados na fé. A diferença é que agora, muitos religiosos também defendem algumas ideias do antropocentrismo. Nos dias de hoje, o antropocentrismo ainda predomina na sociedade, contudo, agora existe uma espécie de “equilíbrio”, pois a fé religiosa (defendida pelo teocentrismo) não foi extinta.
  11. 11. Vídeo https://www.youtube.com/watch?v=mya_RUloHzs

×