SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 23
•
•Revisão Geral
•DE FILOSOFIA
• PROFESSOR
•ALAN APARECIDO
•2º H, I, J
•3º A, B, C, D, E
Descreve-se como a passagem “do mito ao
logos”.
Trata-se de encontrar explicação sobre o que nos
rodeia, utilizando a razão em substituição às
explicações mitológicas.
ORIGEM DA FILOSOFIA
Filosofia Antiga
Filosofia Medieval
Filosofia Moderna
Filosofia Contemporânea
PERÍODOS DA HISTÓRIA DA FILOSOFIA
PERÍODOS DA FILOSOFIA
PERÍODOS DA HISTÓRIA DA FILOSOFIA
Filosofia Antiga Período Clássico
Período Pré-Socrático
Período Pós-Socrático
Estuda-se, em filosofia antiga, o surgimento da filosofia e seu
desenvolvimento pelos gregos, especialmente, e pelos romanos. Em
geral, ela é repartida, tomando-se Sócrates como referência. Assim, há o
período pré-socrático e o pós-socrático.
Sócrates (469-399 a.C.) é tradicionalmente considerado
um marco divisório da história da filosofia grega. Sua
filosofia era desenvolvida mediante diálogos críticos
com seus interlocutores.
OS FILÓSOFOS PRÉ-SOCRÁTICOS
CONCENTRARAM-SE, BASICAMENTE, EM DUAS QUESTÕES:
Qual é a origem, a matéria ou
principio da Natureza?
Dependendo das escolas,
haverá diferentes respostas:
fogo, água, ápeiron, etc.
Qual é a autêntica
realidade?
O que nos oferece os
sentidos ou o que oferece a
razão?
Período Pré-Socrático
(VII-V a.C)
Escola Jônica: em busca do “arché”.
Tales, Anaximando e Anaxímenes.
Pitagóricos: os números.
Pitágoras e Filolau de Crotona.
Escola Eleata: reflexões sobre o mundo.
Parmênides, Heráclito e Zenão.
Escola da Pluralidade: movimento.
Empédocles, Anaxágoras e os Atomistas.
FILOSOFIA – 1ª Série
A FILOSOFIA – OS FILÓSOFOS PRÉ-SOCRÁTICOSPrimeiramente, os pré-socráticos, também chamados naturalistas ou
filósofos da natureza - entendendo-se este termo não em seu sentido
corriqueiro, mas como realidade primeira, originária e fundamental,
ou o que é primário, fundamental e persistente, em oposição ao que é
secundário, derivado e transitório), tinham como escopo especulativo o
problema cosmológico, ou cosmo-ontológico, e buscavam o princípio
(ou arché) das coisas.
PERÍODO CLÁSSICO
SÓCRATES
 Criador da maiêutica: Processo dialético e pedagógico
socrático, em que se multiplicam as perguntas a fim de
obter, por indução dos casos particulares e concretos, um
conceito geral do objeto em questão.
 Estudaram- se a ética profundamente, assim como a
política. Sendo que Aristóteles estudava e lecionava
ambas.
PLATÃO:
 Discípulo de Sócrates e mestre de Aristóteles
 Enunciava que o homem estava em contato com a
realidade inteligível (razão)e a sensível.
 O mundo concreto é uma reprodução do mundo das
idéias .
 Em sua obras sempre discutia os jogos do opostos.
 Atuante na estética( forma ideal da beleza)
ARISTÓTELES:
 Discípulo de Platão.
 Sobre a ética, Aristóteles pregava a moderação
para que se pudesse ter uma vida equilibrada e
harmônica. Achava que a felicidade real era a
integração de três fatores: prazer, ser cidadão
livre e responsável e viver como pesquisador e
filósofo.
 Criticava Platão por suas idéias Sofistas.
 Considerado o Pai da Lógica.
 Afirmava que a realidade existe independente do
mundos dos conhecimentos.
Resumindo:
 Pré-socráticos:
 Anteriores a Sócrates, Chamados de physis e buscam Arché.
 Sofistas:
 Objetivo numa discussão não é atingir a verdade, mas vencer
a discussão, Persuadiam pelo efeito psicológico .(Platão)
 Socráticos:
 O ponto de partida da filosofia é a confiança do pensamento
ou no homem como ser racional, capaz de conhecer-se a si
mesmo e, portanto, capaz de reflexão. (socrátes)
 Pós-socráticos:
 Mais focada na explicação do universo e da matéria, e após
Sócrates oferecer um caminho mais voltado a ética e a
política.
PERÍODOS DA HISTÓRIA DA FILOSOFIA
Filosofia Medieval Escolástica
Patrística
Renascimento
Período: Queda do Império Romano (sec. V) ao sec. XV.
Foi um período marcado pelo sincretismo entre o conhecimento
clássico e as crenças religiosas – com forte influência da Igreja Católica
Guerras, a fome e as grandes epidemias. O cristianismo propaga-se
por diversos povos. Crenças e superstições.
A filosofia clássica sobrevive, confinada nos mosteiros religiosos .
PERÍODOS DA HISTÓRIA DA FILOSOFIA
Filosofia Medieval
Patrística
Período: do século IV até o século VII
•a criação do mundo por Deus,
•pecado original,
•Deus e a trindade una,
•encarnação e morte de Deus, juízo final, ressurreição,
•origem do mal, já que tudo foi criado por Deus.
Filósofos:
Santo Ireneu, Tertúliano, Justino, Clemente de Alexandria,
Orígenes, Gregório de Nazianzo, Basílio Magno, Gregório de
Nissa
Destaque: Santo Agostinho.
Nos séculos I e II, a filosofia desenvolvida esteve relacionada com o
início do Cristianismo e, portanto, os filósofos desse período estavam
preocupados em disseminar os ensinamentos de Jesus Cristo.
A filosofia patrística foi
desenvolvida a partir do
século IV e permaneceu
até o século VIII.
Recebe esse nome
porque os textos
desenvolvidos no
período foram escritos
por padres da Igreja.
PERÍODOS DA HISTÓRIA DA FILOSOFIA
Escolástica
Período: do século XIII ao século XIV
•A questão da razão e da fé, da filosofia e da teologia.
•As investigações científicas e filosóficas não poderiam contrariar as
verdades estabelecidas pela fé católica
•A prova da existência de Deus e da imortalidade da alma, ou seja,
a prova racional da existência do criador e do espírito imortal
Filósofos:
Boaventura. Alberto Magno. Mestre Eckhart. Nicolau de Cusa. Santo
Anselmo. Pedro Abelardo
Destaque: Santo Tomás de Aquino
Filosofia Medieval
Foi um movimento que pretendia usar os conhecimentos greco-
romanos para entender e explicar a revelação religiosa do
cristianismo. As ideias dos filósofos gregos Platão e Aristóteles
adquirem grande importância nesta fase.
PERÍODOS DA HISTÓRIA DA FILOSOFIA
Renascimento
Período: final da Idade Média e Iluminismo (séc. XV – XVI)
•Retornou-se assim à fonte do saber, a antiguidade
greco-romana, despojada dos acréscimos teológicos
medievais, e adaptaram-se seus ensinamentos à nova
época
•studia humanitatis ou "humanidades"
•a vida familiar e o uso judicioso da riqueza
Filósofos:
Nicolau de Cusa, Bernardino Telésio, Giordano Bruno, Tomás
Campanella, Nicolau Maquiavel, Sir Thomas More, Francis Bacon,
Galileu Galilei.
Filosofia Medieval
PERÍODOS DA HISTÓRIA DA FILOSOFIA
Filosofia Moderna (séc. XVI – XVII)
Renascimento
• Racionalismo, quer privilegia as verdades da razão
• Empirismo, que destaca a validade do puramente fáctico, isto
é, as impressões sensíveis com ponto de partida do
conhecimento.
Filósofos:
Racionalismo: Descartes. Pascal. Malebranche. Spinoza. Leibiniz.
Empirismo: Francis Bacon. Hobbes. Locke. Berkeley. Hume.
PERÍODOS DA HISTÓRIA DA FILOSOFIA
Filosofia Moderna (XVIII)
Iluminismo
• Iluminismo: movimento filosófico, literário e político que visa
combater o absolutismo, a influência da Igreja e da tradição,
considerando a razão como o único meio para se atingir
completa sabedoria.
Filósofos:
-Iluminismo inglês: Locke
-Iluminismo francês: Bayle. D’Alembert. Diderot. La Metrie. Paul -
Henri Holbach. Helvetius. Condillac. Cabanis. Destutt de Tracy. -
Voltaire. Montesquieu. Rousseau.
-Iluminismo alemão: Tomásio. Wolff. Frederico II. Reimarus.
Mendelssohn. Lessing.
-Idealismo e criticismo: Immanuel Kant.
PERÍODOS DA HISTÓRIA DA FILOSOFIA
Filosofia Contemporânea (XIX)
•Valorização da ciência e extensão do método científico a outras
disciplinas.
•Confiança no progresso indefinido – material e moral – da
humanidade. As correntes filosóficas que predominam no período
são o positivismo (muito próximo do âmbito científico) e o
socialismo em todas as suas formas, no contexto da Filosofia
política.
•Desdobramento do idealismo kantiano.
•A psicologia (Wundt) e a sociologia (Comte) se separam da
Filosofia e se tornam ciências independentes, dando início à
formação das ciências humanas.
PERÍODOS DA HISTÓRIA DA FILOSOFIA
Filósofos:
Idealismo: Fichte. Schelling. Shopenhauer. Hegel.
Positivismo: Comte. Taine. Stuart Mill. Spencer.
Evolucionismo: Darwin.
Pragmatismo: Wiliam James. Dewey. Pierce.
Socialismo: Saint-Simon. Fourier. Owen. Proudhon. Feuerbach. Marx.
Engels.
Fenomenologia: Brentano. Husserl. Scheller. Hartmann.
Psicanálise: Freud.
Lingüística: Suassure.
Filósofos independentes: Kierkegard. Nietzsche.
Filosofia Contemporânea (XIX)
PERÍODOS DA HISTÓRIA DA FILOSOFIA
•Pluralidade de correntes filosóficas: neopositivismo, positivismo
lógico, racionalismo transpositivista, fenomenologia, existencialismo,
hermenêutica, filosofia da vida, neoescolástica, neokantismo,
estruturalismo, escola de Frankfurt, aquerogenealogia, etc.
•Ciência como tema central dos filósofos.
•Destaque para a epistemologia * (teoria do conhecimento).
Filosofia Contemporânea (XIX)
*reflexão geral em torno da natureza, etapas e limites do
conhecimento humano, esp. nas relações que se estabelecem
entre o sujeito indagativo e o objeto inerte, as duas polaridades
tradicionais do processo cognitivo; teoria do conhecimento.
EXISTENCIALISMO
 Linha que tem como foco
o homem na sua
complexidade:
sentimentos, angústias,
etc.
 Possui duas correntes:
 Cristã: de Sören
Kierkgaard
 Humanista: de Martin
Heidegger e Jean Paul
Sartre
ALGUNS CONCEITOS BÁSICOS
 Ceticismo: ideia de que seria impossível conhecer
algo com absoluta certeza
 Fenomenologia: uma investigação dos fenômenos
da experiência.
 Utilitarismo: considera que o maior bem possível a
todos, seria a grande conquista de uma ação.
 Epistemologia: ramo da filosofia que estuda a
formação do conhecimento.
PERÍODOS DA HISTÓRIA DA FILOSOFIA
Filósofos (séc. XX):
Neopositivismo: Ayer. Wittgenstein. Russell.
Positivismo lógico (círculo de Viena): Schlick. Carnap. Popper. Nagel.
Neurath. Reichenbach.
Racionalismo transpositivista: Brunschvicg. Koyré. Poincaré. Meyerson.
Piaget. Bachelard. Kuhm. Fezerabend.
Linguistica: Jakobson. Hjelmslev.chomsky.
Fenomenologia: Merleau-Ponty. Martin Buber.
Existencialismo: Heidegger. Karl Jaspers. Jean-Paul Sartre. Albert Camus.
Gabriel Marcel.
Hermenêutica: Paul Ricoeur. Gadamer.
Personalismo: Emanuel Mounier.
Filosofia da vida: Bergson, Blondel. Dilhey. Spengler.
Neoescolástica: Jacques Maritain. Garrigou-Lagrange.
Neokantismo: Ernest Cassirer.
Estruturalismo: Claude Lévi-Straus. Roland Barthes.
Marxismo: Gramsci, Georg Lukács. Lucien Goldman. Althusser.
Escola de Frankfurt: Horkheimer. Adorno. Habermas. Benjamin. Marcuse.
Erich Fromm.
Arqueogenealogia: Focault. Deleuze. Guattari. Mafesoli.
Filósofos independentes: Teilhard de Chardin. Vladimir Jankélévitch.
PERÍODOS DA HISTÓRIA DA FILOSOFIA
Filósofos (séc. XX):
Michel Foucault,
Gilles Deleuze,
Haber,
Richard Rorty,
Adorno,
Marcuse,
Roalnd Barthes
Ludwing Wittgenstein
Nas primeiras décadas do século XX, o mundo estava em crise. A filosofia
também. Diversos pensadores passam a questionar o sentido da vida
humana. Surge, assim, a tendência existencialista.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

UM POUCO DE FILOSOFIA DA CIENCIA (aula 1)
UM POUCO DE FILOSOFIA DA CIENCIA (aula 1)UM POUCO DE FILOSOFIA DA CIENCIA (aula 1)
UM POUCO DE FILOSOFIA DA CIENCIA (aula 1)
 
Nietzsche
NietzscheNietzsche
Nietzsche
 
Períodos da Filosofia
Períodos da FilosofiaPeríodos da Filosofia
Períodos da Filosofia
 
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
 
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
 
Aulas de filosofia platão
Aulas de filosofia platãoAulas de filosofia platão
Aulas de filosofia platão
 
Aula de filosofia
Aula de filosofia Aula de filosofia
Aula de filosofia
 
Períodos históricos da filosofia
Períodos históricos da filosofiaPeríodos históricos da filosofia
Períodos históricos da filosofia
 
ORIGEM DA FILOSOFIA
ORIGEM DA FILOSOFIA ORIGEM DA FILOSOFIA
ORIGEM DA FILOSOFIA
 
História da Filosofia
História da FilosofiaHistória da Filosofia
História da Filosofia
 
Filosofia Grécia
Filosofia GréciaFilosofia Grécia
Filosofia Grécia
 
Os pré-socráticos
Os pré-socráticosOs pré-socráticos
Os pré-socráticos
 
O que é Filosofia?
O que é Filosofia?O que é Filosofia?
O que é Filosofia?
 
Pré socráticos
Pré socráticosPré socráticos
Pré socráticos
 
Aula de filosofia antiga, tema: Sofistas
Aula de filosofia antiga, tema: SofistasAula de filosofia antiga, tema: Sofistas
Aula de filosofia antiga, tema: Sofistas
 
Slide sociologia 1
Slide sociologia 1Slide sociologia 1
Slide sociologia 1
 
Existencialismo
ExistencialismoExistencialismo
Existencialismo
 
Filosofia
Filosofia Filosofia
Filosofia
 
Filosofia moderna
Filosofia moderna Filosofia moderna
Filosofia moderna
 
Sofistas e socrates
Sofistas e socratesSofistas e socrates
Sofistas e socrates
 

Destaque

Como fazer uma boa introdução de tcc
Como fazer uma boa introdução de tccComo fazer uma boa introdução de tcc
Como fazer uma boa introdução de tccAlan
 
Paradigmas do Pensamento Ocidental
Paradigmas do Pensamento OcidentalParadigmas do Pensamento Ocidental
Paradigmas do Pensamento OcidentalAlan
 
Bioética
BioéticaBioética
BioéticaAlan
 
Platão Sociedade Grega
Platão Sociedade GregaPlatão Sociedade Grega
Platão Sociedade GregaAlan
 
Manual do TCC
Manual do TCCManual do TCC
Manual do TCCAlan
 
As teorias socialistas 1
As teorias socialistas 1As teorias socialistas 1
As teorias socialistas 1Alan
 
Era dos paradigmas rené descartes
Era dos paradigmas  rené descartesEra dos paradigmas  rené descartes
Era dos paradigmas rené descartesAlan
 
Filosofia politica de maquiavel a rosseau
Filosofia politica   de maquiavel a rosseauFilosofia politica   de maquiavel a rosseau
Filosofia politica de maquiavel a rosseauAlan
 
Lógica formal
Lógica formalLógica formal
Lógica formalAlan
 
Dos pré socráticos ao medievais
Dos pré socráticos ao medievaisDos pré socráticos ao medievais
Dos pré socráticos ao medievaisAlan
 
Belle epoque
Belle epoqueBelle epoque
Belle epoqueAlan
 
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundialPrimeira guerra mundial
Primeira guerra mundialAlan
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
ImperialismoAlan
 
Revolução Russa
Revolução RussaRevolução Russa
Revolução RussaAlan
 
Belle époque parte ii_3º ano
Belle époque parte ii_3º anoBelle époque parte ii_3º ano
Belle époque parte ii_3º anoAlan
 
A teoria politica de Aristóteles
A teoria politica de AristótelesA teoria politica de Aristóteles
A teoria politica de AristótelesAlan
 

Destaque (17)

Como fazer uma boa introdução de tcc
Como fazer uma boa introdução de tccComo fazer uma boa introdução de tcc
Como fazer uma boa introdução de tcc
 
Paradigmas do Pensamento Ocidental
Paradigmas do Pensamento OcidentalParadigmas do Pensamento Ocidental
Paradigmas do Pensamento Ocidental
 
Bioética
BioéticaBioética
Bioética
 
Platão Sociedade Grega
Platão Sociedade GregaPlatão Sociedade Grega
Platão Sociedade Grega
 
Manual do TCC
Manual do TCCManual do TCC
Manual do TCC
 
As teorias socialistas 1
As teorias socialistas 1As teorias socialistas 1
As teorias socialistas 1
 
Era dos paradigmas rené descartes
Era dos paradigmas  rené descartesEra dos paradigmas  rené descartes
Era dos paradigmas rené descartes
 
Filosofia politica de maquiavel a rosseau
Filosofia politica   de maquiavel a rosseauFilosofia politica   de maquiavel a rosseau
Filosofia politica de maquiavel a rosseau
 
Lógica formal
Lógica formalLógica formal
Lógica formal
 
Dos pré socráticos ao medievais
Dos pré socráticos ao medievaisDos pré socráticos ao medievais
Dos pré socráticos ao medievais
 
Belle epoque
Belle epoqueBelle epoque
Belle epoque
 
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundialPrimeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
 
Revolução Russa
Revolução RussaRevolução Russa
Revolução Russa
 
Belle époque parte ii_3º ano
Belle époque parte ii_3º anoBelle époque parte ii_3º ano
Belle époque parte ii_3º ano
 
A teoria politica de Aristóteles
A teoria politica de AristótelesA teoria politica de Aristóteles
A teoria politica de Aristóteles
 
Ética Moral e Valores.
Ética Moral e Valores.Ética Moral e Valores.
Ética Moral e Valores.
 

Semelhante a Revisão Geral da História da Filosofia

Aula para 2o ano filosofia
Aula para 2o ano filosofiaAula para 2o ano filosofia
Aula para 2o ano filosofiaMarcus Vinicios
 
Antropologia
AntropologiaAntropologia
AntropologiaClaudia
 
Slide a origem da filosofia
Slide a origem da filosofiaSlide a origem da filosofia
Slide a origem da filosofiairanildespm
 
Antropologia (Slide)[1][1][1]
Antropologia (Slide)[1][1][1]Antropologia (Slide)[1][1][1]
Antropologia (Slide)[1][1][1]Dell Sales
 
do Teocentrismo ao Antropocentrismo
do Teocentrismo ao Antropocentrismodo Teocentrismo ao Antropocentrismo
do Teocentrismo ao AntropocentrismoLarissa Barreis
 
periodos da filosofia.pptx
periodos da filosofia.pptxperiodos da filosofia.pptx
periodos da filosofia.pptxAntonio Burnat
 
05 a 08 aula períodos da historia da filosofia ocidental
05 a 08 aula   períodos da historia da filosofia ocidental05 a 08 aula   períodos da historia da filosofia ocidental
05 a 08 aula períodos da historia da filosofia ocidentalMara Rodrigues Pires
 
O livro intitulado o mundo de sofia é um romance envolvente que
O livro intitulado o mundo de sofia é um romance envolvente queO livro intitulado o mundo de sofia é um romance envolvente que
O livro intitulado o mundo de sofia é um romance envolvente queandre barbosa
 
Filosofia - Período Sistemático e Helenístico
Filosofia - Período Sistemático e Helenístico Filosofia - Período Sistemático e Helenístico
Filosofia - Período Sistemático e Helenístico JOAO EMANUEL
 
Apresentações Sociais
Apresentações SociaisApresentações Sociais
Apresentações Sociaisitassa
 
Antropologia correcao3.
Antropologia correcao3.Antropologia correcao3.
Antropologia correcao3.itassa
 
Trabalho de filosofia
Trabalho de filosofiaTrabalho de filosofia
Trabalho de filosofiawellblue
 

Semelhante a Revisão Geral da História da Filosofia (20)

Aula para 2o ano filosofia
Aula para 2o ano filosofiaAula para 2o ano filosofia
Aula para 2o ano filosofia
 
Filosofia moderna 22 33333
Filosofia moderna 22 33333Filosofia moderna 22 33333
Filosofia moderna 22 33333
 
Antropologia
AntropologiaAntropologia
Antropologia
 
Origem da Filosofia
Origem da FilosofiaOrigem da Filosofia
Origem da Filosofia
 
Slide a origem da filosofia
Slide a origem da filosofiaSlide a origem da filosofia
Slide a origem da filosofia
 
Antropologia (Slide)[1][1][1]
Antropologia (Slide)[1][1][1]Antropologia (Slide)[1][1][1]
Antropologia (Slide)[1][1][1]
 
2a. apostila-de-filosofia
2a. apostila-de-filosofia2a. apostila-de-filosofia
2a. apostila-de-filosofia
 
do Teocentrismo ao Antropocentrismo
do Teocentrismo ao Antropocentrismodo Teocentrismo ao Antropocentrismo
do Teocentrismo ao Antropocentrismo
 
periodos da filosofia.pptx
periodos da filosofia.pptxperiodos da filosofia.pptx
periodos da filosofia.pptx
 
05 a 08 aula períodos da historia da filosofia ocidental
05 a 08 aula   períodos da historia da filosofia ocidental05 a 08 aula   períodos da historia da filosofia ocidental
05 a 08 aula períodos da historia da filosofia ocidental
 
O livro intitulado o mundo de sofia é um romance envolvente que
O livro intitulado o mundo de sofia é um romance envolvente queO livro intitulado o mundo de sofia é um romance envolvente que
O livro intitulado o mundo de sofia é um romance envolvente que
 
1ª série filosofia medieval-
1ª série   filosofia medieval-1ª série   filosofia medieval-
1ª série filosofia medieval-
 
1ª série filosofia medieval-
1ª série   filosofia medieval-1ª série   filosofia medieval-
1ª série filosofia medieval-
 
Concepções filosóficas i
Concepções filosóficas iConcepções filosóficas i
Concepções filosóficas i
 
Filosofia - Período Sistemático e Helenístico
Filosofia - Período Sistemático e Helenístico Filosofia - Período Sistemático e Helenístico
Filosofia - Período Sistemático e Helenístico
 
Apresentações Sociais
Apresentações SociaisApresentações Sociais
Apresentações Sociais
 
Antropologia correcao3.
Antropologia correcao3.Antropologia correcao3.
Antropologia correcao3.
 
Pensamentos filosóficos medieval
Pensamentos filosóficos  medieval Pensamentos filosóficos  medieval
Pensamentos filosóficos medieval
 
Antropologia Filosófica
Antropologia FilosóficaAntropologia Filosófica
Antropologia Filosófica
 
Trabalho de filosofia
Trabalho de filosofiaTrabalho de filosofia
Trabalho de filosofia
 

Mais de Alan

As teorias socialistas 2019
As teorias socialistas 2019As teorias socialistas 2019
As teorias socialistas 2019Alan
 
Grecia antiga 1 termo a e b
Grecia antiga   1 termo a e bGrecia antiga   1 termo a e b
Grecia antiga 1 termo a e bAlan
 
Neocolonialismo e primeira guerra mundial
Neocolonialismo e primeira guerra mundialNeocolonialismo e primeira guerra mundial
Neocolonialismo e primeira guerra mundialAlan
 
Guerra civil espanhola
Guerra civil espanholaGuerra civil espanhola
Guerra civil espanholaAlan
 
O conhecimento filosófico
O conhecimento filosóficoO conhecimento filosófico
O conhecimento filosóficoAlan
 
As teorias socialistas
As teorias socialistasAs teorias socialistas
As teorias socialistasAlan
 
Globalização e revolução cientifica
Globalização e revolução cientificaGlobalização e revolução cientifica
Globalização e revolução cientificaAlan
 
O método das ciências humanas
O método das ciências humanasO método das ciências humanas
O método das ciências humanasAlan
 
A revolução científica do século xvii
A revolução científica do século xviiA revolução científica do século xvii
A revolução científica do século xviiAlan
 
Liberalismo, neoliberalismo e globalização
Liberalismo, neoliberalismo e globalizaçãoLiberalismo, neoliberalismo e globalização
Liberalismo, neoliberalismo e globalizaçãoAlan
 
Resumo abnt
Resumo abntResumo abnt
Resumo abntAlan
 
Orientação da sequencia filosófica do trabalho
Orientação da sequencia filosófica do trabalhoOrientação da sequencia filosófica do trabalho
Orientação da sequencia filosófica do trabalhoAlan
 
Capa trabalho
Capa trabalhoCapa trabalho
Capa trabalhoAlan
 
GRUPOS E TEMAS DOS TRABALHOS
GRUPOS E TEMAS DOS TRABALHOSGRUPOS E TEMAS DOS TRABALHOS
GRUPOS E TEMAS DOS TRABALHOSAlan
 

Mais de Alan (14)

As teorias socialistas 2019
As teorias socialistas 2019As teorias socialistas 2019
As teorias socialistas 2019
 
Grecia antiga 1 termo a e b
Grecia antiga   1 termo a e bGrecia antiga   1 termo a e b
Grecia antiga 1 termo a e b
 
Neocolonialismo e primeira guerra mundial
Neocolonialismo e primeira guerra mundialNeocolonialismo e primeira guerra mundial
Neocolonialismo e primeira guerra mundial
 
Guerra civil espanhola
Guerra civil espanholaGuerra civil espanhola
Guerra civil espanhola
 
O conhecimento filosófico
O conhecimento filosóficoO conhecimento filosófico
O conhecimento filosófico
 
As teorias socialistas
As teorias socialistasAs teorias socialistas
As teorias socialistas
 
Globalização e revolução cientifica
Globalização e revolução cientificaGlobalização e revolução cientifica
Globalização e revolução cientifica
 
O método das ciências humanas
O método das ciências humanasO método das ciências humanas
O método das ciências humanas
 
A revolução científica do século xvii
A revolução científica do século xviiA revolução científica do século xvii
A revolução científica do século xvii
 
Liberalismo, neoliberalismo e globalização
Liberalismo, neoliberalismo e globalizaçãoLiberalismo, neoliberalismo e globalização
Liberalismo, neoliberalismo e globalização
 
Resumo abnt
Resumo abntResumo abnt
Resumo abnt
 
Orientação da sequencia filosófica do trabalho
Orientação da sequencia filosófica do trabalhoOrientação da sequencia filosófica do trabalho
Orientação da sequencia filosófica do trabalho
 
Capa trabalho
Capa trabalhoCapa trabalho
Capa trabalho
 
GRUPOS E TEMAS DOS TRABALHOS
GRUPOS E TEMAS DOS TRABALHOSGRUPOS E TEMAS DOS TRABALHOS
GRUPOS E TEMAS DOS TRABALHOS
 

Último

1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguaKelly Mendes
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASricardo644666
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxCarolineWaitman
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoVitor Vieira Vasconcelos
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfManuais Formação
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptxnelsontobontrujillo
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasBibliotecaViatodos
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialDouglasVasconcelosMa
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfAnaAugustaLagesZuqui
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxprofbrunogeo95
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSPedroMatos469278
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024azulassessoria9
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxIlda Bicacro
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leiteprofesfrancleite
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdflbgsouza
 

Último (20)

1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 

Revisão Geral da História da Filosofia

  • 1. • •Revisão Geral •DE FILOSOFIA • PROFESSOR •ALAN APARECIDO •2º H, I, J •3º A, B, C, D, E
  • 2. Descreve-se como a passagem “do mito ao logos”. Trata-se de encontrar explicação sobre o que nos rodeia, utilizando a razão em substituição às explicações mitológicas. ORIGEM DA FILOSOFIA
  • 3. Filosofia Antiga Filosofia Medieval Filosofia Moderna Filosofia Contemporânea PERÍODOS DA HISTÓRIA DA FILOSOFIA PERÍODOS DA FILOSOFIA
  • 4. PERÍODOS DA HISTÓRIA DA FILOSOFIA Filosofia Antiga Período Clássico Período Pré-Socrático Período Pós-Socrático Estuda-se, em filosofia antiga, o surgimento da filosofia e seu desenvolvimento pelos gregos, especialmente, e pelos romanos. Em geral, ela é repartida, tomando-se Sócrates como referência. Assim, há o período pré-socrático e o pós-socrático. Sócrates (469-399 a.C.) é tradicionalmente considerado um marco divisório da história da filosofia grega. Sua filosofia era desenvolvida mediante diálogos críticos com seus interlocutores.
  • 5. OS FILÓSOFOS PRÉ-SOCRÁTICOS CONCENTRARAM-SE, BASICAMENTE, EM DUAS QUESTÕES: Qual é a origem, a matéria ou principio da Natureza? Dependendo das escolas, haverá diferentes respostas: fogo, água, ápeiron, etc. Qual é a autêntica realidade? O que nos oferece os sentidos ou o que oferece a razão?
  • 6. Período Pré-Socrático (VII-V a.C) Escola Jônica: em busca do “arché”. Tales, Anaximando e Anaxímenes. Pitagóricos: os números. Pitágoras e Filolau de Crotona. Escola Eleata: reflexões sobre o mundo. Parmênides, Heráclito e Zenão. Escola da Pluralidade: movimento. Empédocles, Anaxágoras e os Atomistas. FILOSOFIA – 1ª Série A FILOSOFIA – OS FILÓSOFOS PRÉ-SOCRÁTICOSPrimeiramente, os pré-socráticos, também chamados naturalistas ou filósofos da natureza - entendendo-se este termo não em seu sentido corriqueiro, mas como realidade primeira, originária e fundamental, ou o que é primário, fundamental e persistente, em oposição ao que é secundário, derivado e transitório), tinham como escopo especulativo o problema cosmológico, ou cosmo-ontológico, e buscavam o princípio (ou arché) das coisas.
  • 7. PERÍODO CLÁSSICO SÓCRATES  Criador da maiêutica: Processo dialético e pedagógico socrático, em que se multiplicam as perguntas a fim de obter, por indução dos casos particulares e concretos, um conceito geral do objeto em questão.  Estudaram- se a ética profundamente, assim como a política. Sendo que Aristóteles estudava e lecionava ambas.
  • 8. PLATÃO:  Discípulo de Sócrates e mestre de Aristóteles  Enunciava que o homem estava em contato com a realidade inteligível (razão)e a sensível.  O mundo concreto é uma reprodução do mundo das idéias .  Em sua obras sempre discutia os jogos do opostos.  Atuante na estética( forma ideal da beleza)
  • 9. ARISTÓTELES:  Discípulo de Platão.  Sobre a ética, Aristóteles pregava a moderação para que se pudesse ter uma vida equilibrada e harmônica. Achava que a felicidade real era a integração de três fatores: prazer, ser cidadão livre e responsável e viver como pesquisador e filósofo.  Criticava Platão por suas idéias Sofistas.  Considerado o Pai da Lógica.  Afirmava que a realidade existe independente do mundos dos conhecimentos.
  • 10. Resumindo:  Pré-socráticos:  Anteriores a Sócrates, Chamados de physis e buscam Arché.  Sofistas:  Objetivo numa discussão não é atingir a verdade, mas vencer a discussão, Persuadiam pelo efeito psicológico .(Platão)  Socráticos:  O ponto de partida da filosofia é a confiança do pensamento ou no homem como ser racional, capaz de conhecer-se a si mesmo e, portanto, capaz de reflexão. (socrátes)  Pós-socráticos:  Mais focada na explicação do universo e da matéria, e após Sócrates oferecer um caminho mais voltado a ética e a política.
  • 11. PERÍODOS DA HISTÓRIA DA FILOSOFIA Filosofia Medieval Escolástica Patrística Renascimento Período: Queda do Império Romano (sec. V) ao sec. XV. Foi um período marcado pelo sincretismo entre o conhecimento clássico e as crenças religiosas – com forte influência da Igreja Católica Guerras, a fome e as grandes epidemias. O cristianismo propaga-se por diversos povos. Crenças e superstições. A filosofia clássica sobrevive, confinada nos mosteiros religiosos .
  • 12. PERÍODOS DA HISTÓRIA DA FILOSOFIA Filosofia Medieval Patrística Período: do século IV até o século VII •a criação do mundo por Deus, •pecado original, •Deus e a trindade una, •encarnação e morte de Deus, juízo final, ressurreição, •origem do mal, já que tudo foi criado por Deus. Filósofos: Santo Ireneu, Tertúliano, Justino, Clemente de Alexandria, Orígenes, Gregório de Nazianzo, Basílio Magno, Gregório de Nissa Destaque: Santo Agostinho. Nos séculos I e II, a filosofia desenvolvida esteve relacionada com o início do Cristianismo e, portanto, os filósofos desse período estavam preocupados em disseminar os ensinamentos de Jesus Cristo. A filosofia patrística foi desenvolvida a partir do século IV e permaneceu até o século VIII. Recebe esse nome porque os textos desenvolvidos no período foram escritos por padres da Igreja.
  • 13. PERÍODOS DA HISTÓRIA DA FILOSOFIA Escolástica Período: do século XIII ao século XIV •A questão da razão e da fé, da filosofia e da teologia. •As investigações científicas e filosóficas não poderiam contrariar as verdades estabelecidas pela fé católica •A prova da existência de Deus e da imortalidade da alma, ou seja, a prova racional da existência do criador e do espírito imortal Filósofos: Boaventura. Alberto Magno. Mestre Eckhart. Nicolau de Cusa. Santo Anselmo. Pedro Abelardo Destaque: Santo Tomás de Aquino Filosofia Medieval Foi um movimento que pretendia usar os conhecimentos greco- romanos para entender e explicar a revelação religiosa do cristianismo. As ideias dos filósofos gregos Platão e Aristóteles adquirem grande importância nesta fase.
  • 14. PERÍODOS DA HISTÓRIA DA FILOSOFIA Renascimento Período: final da Idade Média e Iluminismo (séc. XV – XVI) •Retornou-se assim à fonte do saber, a antiguidade greco-romana, despojada dos acréscimos teológicos medievais, e adaptaram-se seus ensinamentos à nova época •studia humanitatis ou "humanidades" •a vida familiar e o uso judicioso da riqueza Filósofos: Nicolau de Cusa, Bernardino Telésio, Giordano Bruno, Tomás Campanella, Nicolau Maquiavel, Sir Thomas More, Francis Bacon, Galileu Galilei. Filosofia Medieval
  • 15. PERÍODOS DA HISTÓRIA DA FILOSOFIA Filosofia Moderna (séc. XVI – XVII) Renascimento • Racionalismo, quer privilegia as verdades da razão • Empirismo, que destaca a validade do puramente fáctico, isto é, as impressões sensíveis com ponto de partida do conhecimento. Filósofos: Racionalismo: Descartes. Pascal. Malebranche. Spinoza. Leibiniz. Empirismo: Francis Bacon. Hobbes. Locke. Berkeley. Hume.
  • 16. PERÍODOS DA HISTÓRIA DA FILOSOFIA Filosofia Moderna (XVIII) Iluminismo • Iluminismo: movimento filosófico, literário e político que visa combater o absolutismo, a influência da Igreja e da tradição, considerando a razão como o único meio para se atingir completa sabedoria. Filósofos: -Iluminismo inglês: Locke -Iluminismo francês: Bayle. D’Alembert. Diderot. La Metrie. Paul - Henri Holbach. Helvetius. Condillac. Cabanis. Destutt de Tracy. - Voltaire. Montesquieu. Rousseau. -Iluminismo alemão: Tomásio. Wolff. Frederico II. Reimarus. Mendelssohn. Lessing. -Idealismo e criticismo: Immanuel Kant.
  • 17. PERÍODOS DA HISTÓRIA DA FILOSOFIA Filosofia Contemporânea (XIX) •Valorização da ciência e extensão do método científico a outras disciplinas. •Confiança no progresso indefinido – material e moral – da humanidade. As correntes filosóficas que predominam no período são o positivismo (muito próximo do âmbito científico) e o socialismo em todas as suas formas, no contexto da Filosofia política. •Desdobramento do idealismo kantiano. •A psicologia (Wundt) e a sociologia (Comte) se separam da Filosofia e se tornam ciências independentes, dando início à formação das ciências humanas.
  • 18. PERÍODOS DA HISTÓRIA DA FILOSOFIA Filósofos: Idealismo: Fichte. Schelling. Shopenhauer. Hegel. Positivismo: Comte. Taine. Stuart Mill. Spencer. Evolucionismo: Darwin. Pragmatismo: Wiliam James. Dewey. Pierce. Socialismo: Saint-Simon. Fourier. Owen. Proudhon. Feuerbach. Marx. Engels. Fenomenologia: Brentano. Husserl. Scheller. Hartmann. Psicanálise: Freud. Lingüística: Suassure. Filósofos independentes: Kierkegard. Nietzsche. Filosofia Contemporânea (XIX)
  • 19. PERÍODOS DA HISTÓRIA DA FILOSOFIA •Pluralidade de correntes filosóficas: neopositivismo, positivismo lógico, racionalismo transpositivista, fenomenologia, existencialismo, hermenêutica, filosofia da vida, neoescolástica, neokantismo, estruturalismo, escola de Frankfurt, aquerogenealogia, etc. •Ciência como tema central dos filósofos. •Destaque para a epistemologia * (teoria do conhecimento). Filosofia Contemporânea (XIX) *reflexão geral em torno da natureza, etapas e limites do conhecimento humano, esp. nas relações que se estabelecem entre o sujeito indagativo e o objeto inerte, as duas polaridades tradicionais do processo cognitivo; teoria do conhecimento.
  • 20. EXISTENCIALISMO  Linha que tem como foco o homem na sua complexidade: sentimentos, angústias, etc.  Possui duas correntes:  Cristã: de Sören Kierkgaard  Humanista: de Martin Heidegger e Jean Paul Sartre
  • 21. ALGUNS CONCEITOS BÁSICOS  Ceticismo: ideia de que seria impossível conhecer algo com absoluta certeza  Fenomenologia: uma investigação dos fenômenos da experiência.  Utilitarismo: considera que o maior bem possível a todos, seria a grande conquista de uma ação.  Epistemologia: ramo da filosofia que estuda a formação do conhecimento.
  • 22. PERÍODOS DA HISTÓRIA DA FILOSOFIA Filósofos (séc. XX): Neopositivismo: Ayer. Wittgenstein. Russell. Positivismo lógico (círculo de Viena): Schlick. Carnap. Popper. Nagel. Neurath. Reichenbach. Racionalismo transpositivista: Brunschvicg. Koyré. Poincaré. Meyerson. Piaget. Bachelard. Kuhm. Fezerabend. Linguistica: Jakobson. Hjelmslev.chomsky. Fenomenologia: Merleau-Ponty. Martin Buber. Existencialismo: Heidegger. Karl Jaspers. Jean-Paul Sartre. Albert Camus. Gabriel Marcel. Hermenêutica: Paul Ricoeur. Gadamer. Personalismo: Emanuel Mounier. Filosofia da vida: Bergson, Blondel. Dilhey. Spengler. Neoescolástica: Jacques Maritain. Garrigou-Lagrange. Neokantismo: Ernest Cassirer. Estruturalismo: Claude Lévi-Straus. Roland Barthes. Marxismo: Gramsci, Georg Lukács. Lucien Goldman. Althusser. Escola de Frankfurt: Horkheimer. Adorno. Habermas. Benjamin. Marcuse. Erich Fromm. Arqueogenealogia: Focault. Deleuze. Guattari. Mafesoli. Filósofos independentes: Teilhard de Chardin. Vladimir Jankélévitch.
  • 23. PERÍODOS DA HISTÓRIA DA FILOSOFIA Filósofos (séc. XX): Michel Foucault, Gilles Deleuze, Haber, Richard Rorty, Adorno, Marcuse, Roalnd Barthes Ludwing Wittgenstein Nas primeiras décadas do século XX, o mundo estava em crise. A filosofia também. Diversos pensadores passam a questionar o sentido da vida humana. Surge, assim, a tendência existencialista.