Renascimento

71.778 visualizações

Publicada em

Trabalho do aluno Lucas Sampaio 2° ano do Ensino Médio

5 comentários
37 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
71.778
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
278
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3.661
Comentários
5
Gostaram
37
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Renascimento

  1. 1. Renascimento
  2. 2. <ul><li>“ Renascimento, época de grandes transformações na mentalidade européia” </li></ul><ul><li>“ Renascimento – História, Cultura e Arte” </li></ul>
  3. 3. Introdução <ul><li>O Renascimento foi um movimento cultural e simultaneamente um período da história européia, considerado como marcando o final da Idade Média e o inicio da Idade Moderna. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>O Renascimento é normalmente considerado como tendo começado no século XIV em Itália e no século XVI no norte da Europa . Também é conhecido como Rinascimento (em italiano). </li></ul>
  5. 5. <ul><li>O Renascimento está associado ao humanismo , o interesse crescente entre os académicos europeus pelos textos clássicos, em latim e em grego , dos períodos anteriores ao triunfo do Cristianismo na cultura européia. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>No século XVI encontramos paralelamente ao interesse pela civilização clássica, um menosprezo pela Idade Média , associada a expressões como &quot;barbarismo&quot;, &quot;ignorância&quot;, &quot;escuridão&quot;, &quot;gótico&quot;, &quot;noite de mil anos&quot; ou &quot;sombrio&quot; (Bernard Cottret). </li></ul>
  7. 7. <ul><li>O seguinte extracto de Pantagruel (1532), de Rabelais costuma ser citado para ilustrar o espírito do renascimento: </li></ul>
  8. 8. Todas as disciplinas são agora ressuscitadas, as línguas estabelecidas: Grego, sem o conhecimento do qual é uma vergonha alguém chamar-se erudito, Hebraico, Caldeu, Latim (...) O mundo inteiro está cheio de académicos, pedagogos altamente cultivados, bibliotecas muito ricas, de tal modo que me parece que nem nos tempos de Platão , de Cícero ou Papinianus , o estudo era tão confortável como o que se vê a nossa volta. (...) Eu vejo que os ladrões de rua, os carrascos, os empregados do estábulo hoje em dia são mais eruditos do que os doutores e pregadores do meu tempo .
  9. 9. <ul><li>Fases do Renascimento </li></ul>Costuma-se dividir o Renascimento em três grandes fases, correspondentes aos séculos XIV ao XVI.
  10. 10. <ul><li>Trecento </li></ul>
  11. 11. <ul><li>O Trecento (em referência ao século XIV ) manifesta-se predominantemente na Itália , mais especificamente na cidade de Florença , pólo político, econômico e cultural da região. Giotto , Boccaccio e Petrarca estão entre seus representantes. </li></ul>
  12. 12. <ul><li>Características gerais: rompimento com o imobilismo e a hierarquia da pintura medieval - valorização do individualismo e dos detalhes humanos </li></ul>
  13. 13. <ul><li>Quattrocento </li></ul>
  14. 14. <ul><li>Durante o Quattrocento ( século XV ) o Renascimento espalha-se pela península itálica, atingindo seu auge. Neste período actuam Botticelli , Leonardo da Vinci , Rafael e, no seu final, Michelangelo (que já prenuncia certos ideais anti-clássicos utilizando-se da linguagem clássica, o que caracteriza o Maneirismo , a etapa final do Renascimento), considerados os três últimos o &quot;trio sagrado&quot; da Renascença. </li></ul>
  15. 15. <ul><li>Características gerais: inspiração greco-romana (paganismo e línguas clássicas), racionalismo, experimentalismo. </li></ul>
  16. 16. <ul><li>Cinquecento </li></ul>
  17. 17. <ul><li>O Renascimento torna-se no século XVI um movimento universal europeu , tendo, no entanto, iniciado sua decadência. Ocorrem as primeiras manifestações maneiristas e a Contra reforma instaura o Barroco como estilo oficial da Igreja Católica . Na literatura atuaram Ludovico Ariosto , Torquato Tasso e Nicolau Maquiavel . Já na pintura, continuam se destacando Rafael e Michelangelo . </li></ul>
  18. 18. ARQUITETURA <ul><li>Procura de uma harmonia racional </li></ul><ul><li>Regras modulares e proporções modulares: </li></ul><ul><ul><li>Simetria </li></ul></ul><ul><ul><li>Regularidade </li></ul></ul><ul><ul><li>Alinhamento e proporção </li></ul></ul><ul><li>Riqueza da ornamentação </li></ul>
  19. 19. BRUNELLESCHI - Santa Maria das Flores 1420-36, Florença
  20. 20. MIGUEL ÂNGELO Cúpula de S. Pedro 1546-61, Vaticano
  21. 21. Esculturas <ul><li>Grande naturalismo : </li></ul><ul><ul><li>Liberdade das posições e movimentos </li></ul></ul><ul><ul><li>Representações anatómicas </li></ul></ul><ul><ul><li>Rigorosa proporcionalidade </li></ul></ul><ul><ul><li>O Homem como tema privilegiado </li></ul></ul><ul><li>Crescente capacidade e domínio técnico </li></ul><ul><li>Libertação da escultura em relação à arquitectura </li></ul>
  22. 22. MIGUEL ÂNGELO David , 1501-03
  23. 23. DONATELLO David ,1430-40
  24. 24. GHIBERTI Porta do paraíso
  25. 25. MIGUEL ÂNGELO Pietà do Vaticano 1498-1501
  26. 26. Pintura <ul><li>Elementos técnicos: </li></ul><ul><ul><li>Perspectiva rigorosa </li></ul></ul><ul><ul><li>Pintura a óleo </li></ul></ul><ul><ul><li>Utilização da tela </li></ul></ul><ul><li>Elementos formais e estéticos </li></ul><ul><ul><li>Cenários arquitecturais </li></ul></ul><ul><ul><li>Naturalidade e realismo anatómicos </li></ul></ul><ul><ul><li>Equilíbrio e harmonia </li></ul></ul><ul><ul><li>Temas de inspiração religiosa, mitológicos e laicos (retrato) </li></ul></ul>
  27. 27. LEONARDO DA VINCI Mona Lisa
  28. 28. RAFAEL Madonna
  29. 29. BOTTICELLI - A Primavera
  30. 30. BOTTICELLI – O Nascimento de Vénus BOTTICELLI – Nascimento de Vênus
  31. 31. Leonildo Cardoso Marques Tércio Rocha Pimentel Sales Larissa Ramos de Almeira Taynnara Sara Lucas Sampaio Leite

×