SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 1
Baixar para ler offline
omeprazol
o uso irracional do
INTRODUÇÃO
RESULTADOS
CONSIDERAÇÕES FINAIS
MATERIAIS E MÉTODOS
OBJETIVOS
Omeprazol é um medicamento da classe dos inibidores da
bomba de prótons (ou prótons),usado como antiulceroso.
Está indicado nas úlceras pépticas benignas, tanto
gástrica como duodenal. O Omeprazol também é indicado
nos estados de hiperacidez gástrica, na prevenção de
recidivas de úlceras gástricas ou duodenais, no tratamento
de erradicação do H. pylori em esquemas de terapia
múltipla e na proteção da mucosa gástrica contra danos
causados por anti-inflamatórios não-esteroidais, na
esofagite de refluxo em crianças com mais de 1 ano de
idade. Alguns estudos tem demostrado associação da
utilização de omeprazol à presença de nefrite intersticial
aguda. O omeprazol é uma mistura racêmica de isômeros
R e S; sendo o isômero S, o esomeprazol (S omeprazol)
eliminado mais lentamente que o R omeprazol, o que
teoricamente apresenta uma vantagem terapêutica, em
virtude de sua meia vida aumentada. Apresenta-se na
forma de cápsulas contendo pellets (partículas esféricas)
com cobertura gastrorresistentes em dose de 20mg e a
disponibilidade na forma injetável em doses de 40mg
como um pó para reconstituição extemporânea.
No presente estudo a questão norteadora da pesquisa foi:
qual o potencial danoso do uso irracional do omeprazol?
Foram consultadas as bases de dados LILAC, e da biblioteca
SciELO, incluindo-se os estudos que abordaram a temática
dos Inibidores da Bomba de Prótons (classe do omeprazol)
desde 2009 até 2014,independente do idiomas de publicação.
Foram utilizados os seguintes descritores para a busca e
também como palavras-chave: Omeprazol, Irracional,
Inibidores da Bomba de Prótons, uso indiscriminado, danos.
No que se refere à segurança dos omeprazol de acordo com
BRASIL (2012) não há efeitos adversos graves em tratamentos
em curto período de tempo, no entanto, potenciais riscos
estão relacionados a tratamentos prolongados, dentre os
quais se incluem: variações na biodisponibilidade de outros
medicamentos, deficiência de vitamina B12, diarreia por
Clostridium difficile, pneumonia adquirida na comunidade,
fratura óssea e desenvolvimento de gastrite atrófica,
precursora de câncer. Nesse contexto, apresenta-se que o
uso de omeprazol está relacionado a efeitos adversos como
cefaléia, tontura, náusea, alopecia, alterações hematológicas,
Destaca-se que os estudos encontrados alertam sobre os riscos relacionados ao uso prolongado do omeprazol, que envolvem riscos a
saúde e a qualidade de vida aos usuários. Os profissionais prescritores devem considerar o risco-benefício quando necessário o uso
prolongado deste medicamento, assim como os enfermeiros devem estar atentos a sinais e sintomas relacionados aos efeitos
adversos do uso prolongado dos IBP. Desta forma, ressalta-se a importância da atuação dos profissionais de saúde na promoção do uso
racional de medicamentos e na oferta de informações a população sobre os riscos relacionados ao uso de IBP, principalmente do
omeprazol pela sua facilidade de acesso.
REFERÊNCIAS:
BRASIL, Ministério da Saúde. Secretaria
de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos.
Formulário terapêutico nacional 2010: Rename
2010. 2. ed. Série B. Textos Básicos de Saúde.
Brasília: Ministério da Saúde, 2010. 1135 p
AGÊNCIA Nacional de Vigilância Sanitária.
Fundamentos Farmacológicos-clínicos
dos medicamentos de uso corrente. http://www.
anvisa.gov.br/divulga/public/livro_eletronico
/INDEX.HTM. Acesso em: 22/Mai/2015.
AGÊNCIA Nacional de Vigilância Sanitária.
Fundamentos Farmacológicos-clínicos
dos medicamentos de uso corrente. http://www.
anvisa.gov.br/divulga/public/livro_eletronico
/INDEX.HTM. Acesso em: 22/Mai/2015.
AGÊNCIA Nacional de Vigilância Sanitária.
Fundamentos Farmacológicos-clínicos
dos medicamentos de uso corrente. http://www.
anvisa.gov.br/divulga/public/livro_eletronico
/INDEX.HTM. Acesso em: 22/Mai/2015.
fratura óssea relacionada a osteoporose, entre outros.
Reforçando a necessidade da oferta de orientações e
acompanhamento aos usuários deste medicamento.
Entretanto, as informações encontradas permitem concluir
que para a indicação do uso prolongado desta classe de
medicamentos, principalmente o omeprazol que é o
medicamento com maior facilidade de acesso por estar
presente na RENAME, quando imprescindível requer uma
criteriosa avaliação risco-benefício, bem como o
monitoramento do uso por profissionais de saúde capacitados,
principalmente prescritores e dispensadores visando a
identificação dos efeitos adversos potenciais desses e a
suspensão do uso.
O omeprazol é utilizado de forma contínua, sendo seu uso
considerado seguro. Por outro lado, estudos alertam sobre
riscos relacionados ao uso prolongado desta classe, e
recomendam sua utilização mediante indicações precisas e
períodos estabelecidos pelos prescritores. É de suma
importância abordar o uso indiscriminado do omeprazol e suas
consequências, portanto, o presente estudo objetiva identificar
os riscos relacionados ao seu uso irracional.
CENTRO UNIVERSITÁRIO JORGE AMADO
Bacharelado em Enfermagem do 5º semestre Noturno
Orientadora: Andreia Severo e Silva
Simpósio em Saúde do Adulto 2015

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Tumores Estromas Gastrointestinais - Saúde do Adulto
Tumores Estromas Gastrointestinais - Saúde do AdultoTumores Estromas Gastrointestinais - Saúde do Adulto
Tumores Estromas Gastrointestinais - Saúde do AdultoEnfº Ícaro Araújo
 
Lúpus Eritematoso Sistêmico - Imunologia
Lúpus Eritematoso Sistêmico - ImunologiaLúpus Eritematoso Sistêmico - Imunologia
Lúpus Eritematoso Sistêmico - ImunologiaEnfº Ícaro Araújo
 
Doenças na Gestação - Rubéola e Toxoplasmose
Doenças na Gestação - Rubéola e Toxoplasmose Doenças na Gestação - Rubéola e Toxoplasmose
Doenças na Gestação - Rubéola e Toxoplasmose Enfº Ícaro Araújo
 
Distúrbios Alimentares na Infância - Saúde da Criança
Distúrbios Alimentares na Infância - Saúde da CriançaDistúrbios Alimentares na Infância - Saúde da Criança
Distúrbios Alimentares na Infância - Saúde da CriançaEnfº Ícaro Araújo
 
Síndrome de Crushing - Farmacologia
Síndrome de Crushing - FarmacologiaSíndrome de Crushing - Farmacologia
Síndrome de Crushing - FarmacologiaEnfº Ícaro Araújo
 
Insuficiência Venosa - Saúde do Adulto
Insuficiência Venosa - Saúde do AdultoInsuficiência Venosa - Saúde do Adulto
Insuficiência Venosa - Saúde do AdultoEnfº Ícaro Araújo
 
Alzheimer - Uma Abordagem Humanizada
Alzheimer - Uma Abordagem HumanizadaAlzheimer - Uma Abordagem Humanizada
Alzheimer - Uma Abordagem HumanizadaEnfº Ícaro Araújo
 
Sistema Reprodutor Masculino - Anatomia Humana
Sistema Reprodutor Masculino - Anatomia HumanaSistema Reprodutor Masculino - Anatomia Humana
Sistema Reprodutor Masculino - Anatomia HumanaEnfº Ícaro Araújo
 
Enfermagem de Reabilitação DPOC Protocolo
Enfermagem de Reabilitação DPOC ProtocoloEnfermagem de Reabilitação DPOC Protocolo
Enfermagem de Reabilitação DPOC ProtocoloBelmiro Rocha
 
Envelhecimento Ativo - Saúde do Idoso
Envelhecimento Ativo - Saúde do IdosoEnvelhecimento Ativo - Saúde do Idoso
Envelhecimento Ativo - Saúde do IdosoEnfº Ícaro Araújo
 
Febre Amarela - Saúde Coletiva II
Febre Amarela - Saúde Coletiva IIFebre Amarela - Saúde Coletiva II
Febre Amarela - Saúde Coletiva IIEnfº Ícaro Araújo
 
Síndrome Metabólica - Bioquímica
Síndrome Metabólica - BioquímicaSíndrome Metabólica - Bioquímica
Síndrome Metabólica - BioquímicaEnfº Ícaro Araújo
 
Cirurgia Bariátrica - Enfermagem Cirúrgica II
Cirurgia Bariátrica - Enfermagem Cirúrgica IICirurgia Bariátrica - Enfermagem Cirúrgica II
Cirurgia Bariátrica - Enfermagem Cirúrgica IIEnfº Ícaro Araújo
 
Rede de Frios - Temperatura e Organização - Saúde Coletiva
Rede de Frios - Temperatura e Organização - Saúde ColetivaRede de Frios - Temperatura e Organização - Saúde Coletiva
Rede de Frios - Temperatura e Organização - Saúde ColetivaEnfº Ícaro Araújo
 
Formas Farmacêuticas SóLidas Janaina Villanova
Formas Farmacêuticas SóLidas Janaina VillanovaFormas Farmacêuticas SóLidas Janaina Villanova
Formas Farmacêuticas SóLidas Janaina VillanovaJanaina Villanova
 
Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica - DPOC
Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica - DPOCDoença Pulmonar Obstrutiva Crônica - DPOC
Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica - DPOCFernando Didier
 

Destaque (20)

Tumores Estromas Gastrointestinais - Saúde do Adulto
Tumores Estromas Gastrointestinais - Saúde do AdultoTumores Estromas Gastrointestinais - Saúde do Adulto
Tumores Estromas Gastrointestinais - Saúde do Adulto
 
Lúpus Eritematoso Sistêmico - Imunologia
Lúpus Eritematoso Sistêmico - ImunologiaLúpus Eritematoso Sistêmico - Imunologia
Lúpus Eritematoso Sistêmico - Imunologia
 
Síndrome de Turner - Imunologia
Síndrome de Turner - ImunologiaSíndrome de Turner - Imunologia
Síndrome de Turner - Imunologia
 
Doenças na Gestação - Rubéola e Toxoplasmose
Doenças na Gestação - Rubéola e Toxoplasmose Doenças na Gestação - Rubéola e Toxoplasmose
Doenças na Gestação - Rubéola e Toxoplasmose
 
Distúrbios Alimentares na Infância - Saúde da Criança
Distúrbios Alimentares na Infância - Saúde da CriançaDistúrbios Alimentares na Infância - Saúde da Criança
Distúrbios Alimentares na Infância - Saúde da Criança
 
Síndrome de Crushing - Farmacologia
Síndrome de Crushing - FarmacologiaSíndrome de Crushing - Farmacologia
Síndrome de Crushing - Farmacologia
 
Insuficiência Venosa - Saúde do Adulto
Insuficiência Venosa - Saúde do AdultoInsuficiência Venosa - Saúde do Adulto
Insuficiência Venosa - Saúde do Adulto
 
Alzheimer - Uma Abordagem Humanizada
Alzheimer - Uma Abordagem HumanizadaAlzheimer - Uma Abordagem Humanizada
Alzheimer - Uma Abordagem Humanizada
 
Sistema Reprodutor Masculino - Anatomia Humana
Sistema Reprodutor Masculino - Anatomia HumanaSistema Reprodutor Masculino - Anatomia Humana
Sistema Reprodutor Masculino - Anatomia Humana
 
Enfermagem de Reabilitação DPOC Protocolo
Enfermagem de Reabilitação DPOC ProtocoloEnfermagem de Reabilitação DPOC Protocolo
Enfermagem de Reabilitação DPOC Protocolo
 
Envelhecimento Ativo - Saúde do Idoso
Envelhecimento Ativo - Saúde do IdosoEnvelhecimento Ativo - Saúde do Idoso
Envelhecimento Ativo - Saúde do Idoso
 
Febre Amarela - Saúde Coletiva II
Febre Amarela - Saúde Coletiva IIFebre Amarela - Saúde Coletiva II
Febre Amarela - Saúde Coletiva II
 
Síndrome Metabólica - Bioquímica
Síndrome Metabólica - BioquímicaSíndrome Metabólica - Bioquímica
Síndrome Metabólica - Bioquímica
 
Cirurgia Bariátrica - Enfermagem Cirúrgica II
Cirurgia Bariátrica - Enfermagem Cirúrgica IICirurgia Bariátrica - Enfermagem Cirúrgica II
Cirurgia Bariátrica - Enfermagem Cirúrgica II
 
Rede de Frios - Temperatura e Organização - Saúde Coletiva
Rede de Frios - Temperatura e Organização - Saúde ColetivaRede de Frios - Temperatura e Organização - Saúde Coletiva
Rede de Frios - Temperatura e Organização - Saúde Coletiva
 
Líquidos Semissólidos
Líquidos SemissólidosLíquidos Semissólidos
Líquidos Semissólidos
 
DPOC
DPOCDPOC
DPOC
 
Formas Farmacêuticas SóLidas Janaina Villanova
Formas Farmacêuticas SóLidas Janaina VillanovaFormas Farmacêuticas SóLidas Janaina Villanova
Formas Farmacêuticas SóLidas Janaina Villanova
 
Aula: DPOC
Aula: DPOCAula: DPOC
Aula: DPOC
 
Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica - DPOC
Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica - DPOCDoença Pulmonar Obstrutiva Crônica - DPOC
Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica - DPOC
 

Semelhante a BANNER - O uso irracional do Omeprazol

farmacoterapêutica, bomba de prótons.....
farmacoterapêutica, bomba de prótons.....farmacoterapêutica, bomba de prótons.....
farmacoterapêutica, bomba de prótons.....JulianaAparecidadeSo4
 
Profilaxia em consultorio odontologico
Profilaxia em consultorio odontologicoProfilaxia em consultorio odontologico
Profilaxia em consultorio odontologicoFERNANDA VALONE GORINI
 
Guia prático das interações medicamentosas
Guia prático das interações medicamentosasGuia prático das interações medicamentosas
Guia prático das interações medicamentosasLucas Stolfo Maculan
 
Guia de antibiotico
Guia de antibioticoGuia de antibiotico
Guia de antibioticoNatal Laroca
 
Alimentação e hipocoagulação.pdf
Alimentação e hipocoagulação.pdfAlimentação e hipocoagulação.pdf
Alimentação e hipocoagulação.pdfidaval_1
 
PRINCIPAIS MEDICAMENTOS UTILIZADOS POR GESTANTES. UMA REVISÃO
PRINCIPAIS MEDICAMENTOS UTILIZADOS POR GESTANTES. UMA REVISÃOPRINCIPAIS MEDICAMENTOS UTILIZADOS POR GESTANTES. UMA REVISÃO
PRINCIPAIS MEDICAMENTOS UTILIZADOS POR GESTANTES. UMA REVISÃOIrwin Alencar Menezes
 
praticas-seguras-na-dispensacao-de-medicamentos-230630180632-43dcaa83.pdf
praticas-seguras-na-dispensacao-de-medicamentos-230630180632-43dcaa83.pdfpraticas-seguras-na-dispensacao-de-medicamentos-230630180632-43dcaa83.pdf
praticas-seguras-na-dispensacao-de-medicamentos-230630180632-43dcaa83.pdfMarcioCruz62
 
Praticas-Seguras-na-Dispensacao-de-Medicamentos.pptx
Praticas-Seguras-na-Dispensacao-de-Medicamentos.pptxPraticas-Seguras-na-Dispensacao-de-Medicamentos.pptx
Praticas-Seguras-na-Dispensacao-de-Medicamentos.pptxNayara921526
 
11 revisao-de-literatura-uso-de-prebioticos-probioticos-e-simbioticos-nos-pre...
11 revisao-de-literatura-uso-de-prebioticos-probioticos-e-simbioticos-nos-pre...11 revisao-de-literatura-uso-de-prebioticos-probioticos-e-simbioticos-nos-pre...
11 revisao-de-literatura-uso-de-prebioticos-probioticos-e-simbioticos-nos-pre...Glorinha E David
 
40 laserterapiabucalnotratamentooncolgico-121105075120-phpapp01
40 laserterapiabucalnotratamentooncolgico-121105075120-phpapp0140 laserterapiabucalnotratamentooncolgico-121105075120-phpapp01
40 laserterapiabucalnotratamentooncolgico-121105075120-phpapp01Eliziario Leitão
 
VISÃO DO ESPECIALISTA TENOXICAM
VISÃO DO ESPECIALISTA TENOXICAMVISÃO DO ESPECIALISTA TENOXICAM
VISÃO DO ESPECIALISTA TENOXICAMuniaoquimica
 
VISÃO DO ESPECIALISTA TENOXICAM
VISÃO DO ESPECIALISTA TENOXICAMVISÃO DO ESPECIALISTA TENOXICAM
VISÃO DO ESPECIALISTA TENOXICAMuniaoquimica
 

Semelhante a BANNER - O uso irracional do Omeprazol (20)

Profilaxia antibiotico
Profilaxia antibioticoProfilaxia antibiotico
Profilaxia antibiotico
 
Osteoporose -MS
Osteoporose -MSOsteoporose -MS
Osteoporose -MS
 
Interacoes medicamentosas
Interacoes medicamentosasInteracoes medicamentosas
Interacoes medicamentosas
 
farmacoterapêutica, bomba de prótons.....
farmacoterapêutica, bomba de prótons.....farmacoterapêutica, bomba de prótons.....
farmacoterapêutica, bomba de prótons.....
 
Profilaxia em consultorio odontologico
Profilaxia em consultorio odontologicoProfilaxia em consultorio odontologico
Profilaxia em consultorio odontologico
 
Guia prático das interações medicamentosas
Guia prático das interações medicamentosasGuia prático das interações medicamentosas
Guia prático das interações medicamentosas
 
Guia de antibiotico
Guia de antibioticoGuia de antibiotico
Guia de antibiotico
 
Slide Farmáco
Slide Farmáco Slide Farmáco
Slide Farmáco
 
Sonda nasogastrica
Sonda nasogastricaSonda nasogastrica
Sonda nasogastrica
 
Osteoporose
OsteoporoseOsteoporose
Osteoporose
 
Alimentação e hipocoagulação.pdf
Alimentação e hipocoagulação.pdfAlimentação e hipocoagulação.pdf
Alimentação e hipocoagulação.pdf
 
PRINCIPAIS MEDICAMENTOS UTILIZADOS POR GESTANTES. UMA REVISÃO
PRINCIPAIS MEDICAMENTOS UTILIZADOS POR GESTANTES. UMA REVISÃOPRINCIPAIS MEDICAMENTOS UTILIZADOS POR GESTANTES. UMA REVISÃO
PRINCIPAIS MEDICAMENTOS UTILIZADOS POR GESTANTES. UMA REVISÃO
 
Boletim informativo
Boletim informativoBoletim informativo
Boletim informativo
 
praticas-seguras-na-dispensacao-de-medicamentos-230630180632-43dcaa83.pdf
praticas-seguras-na-dispensacao-de-medicamentos-230630180632-43dcaa83.pdfpraticas-seguras-na-dispensacao-de-medicamentos-230630180632-43dcaa83.pdf
praticas-seguras-na-dispensacao-de-medicamentos-230630180632-43dcaa83.pdf
 
Praticas-Seguras-na-Dispensacao-de-Medicamentos.pptx
Praticas-Seguras-na-Dispensacao-de-Medicamentos.pptxPraticas-Seguras-na-Dispensacao-de-Medicamentos.pptx
Praticas-Seguras-na-Dispensacao-de-Medicamentos.pptx
 
11 revisao-de-literatura-uso-de-prebioticos-probioticos-e-simbioticos-nos-pre...
11 revisao-de-literatura-uso-de-prebioticos-probioticos-e-simbioticos-nos-pre...11 revisao-de-literatura-uso-de-prebioticos-probioticos-e-simbioticos-nos-pre...
11 revisao-de-literatura-uso-de-prebioticos-probioticos-e-simbioticos-nos-pre...
 
E sample-wold
E sample-woldE sample-wold
E sample-wold
 
40 laserterapiabucalnotratamentooncolgico-121105075120-phpapp01
40 laserterapiabucalnotratamentooncolgico-121105075120-phpapp0140 laserterapiabucalnotratamentooncolgico-121105075120-phpapp01
40 laserterapiabucalnotratamentooncolgico-121105075120-phpapp01
 
VISÃO DO ESPECIALISTA TENOXICAM
VISÃO DO ESPECIALISTA TENOXICAMVISÃO DO ESPECIALISTA TENOXICAM
VISÃO DO ESPECIALISTA TENOXICAM
 
VISÃO DO ESPECIALISTA TENOXICAM
VISÃO DO ESPECIALISTA TENOXICAMVISÃO DO ESPECIALISTA TENOXICAM
VISÃO DO ESPECIALISTA TENOXICAM
 

Mais de Enfº Ícaro Araújo

Descolamento Prematuro da Placenta e Placenta Prévia - Saúde da Mulher
Descolamento Prematuro da Placenta e Placenta Prévia - Saúde da MulherDescolamento Prematuro da Placenta e Placenta Prévia - Saúde da Mulher
Descolamento Prematuro da Placenta e Placenta Prévia - Saúde da MulherEnfº Ícaro Araújo
 
Diagnosticando as Hepatites - Interpretação de Exames Laboratoriais
Diagnosticando as Hepatites - Interpretação de Exames Laboratoriais Diagnosticando as Hepatites - Interpretação de Exames Laboratoriais
Diagnosticando as Hepatites - Interpretação de Exames Laboratoriais Enfº Ícaro Araújo
 
Diagnosticando a Mononucleose - Interpretação de Exames Laboratoriais
Diagnosticando a Mononucleose - Interpretação de Exames Laboratoriais Diagnosticando a Mononucleose - Interpretação de Exames Laboratoriais
Diagnosticando a Mononucleose - Interpretação de Exames Laboratoriais Enfº Ícaro Araújo
 
Diagnosticando a Sífilis - Interpretação de Exames Laboratoriais
Diagnosticando a Sífilis - Interpretação de Exames Laboratoriais Diagnosticando a Sífilis - Interpretação de Exames Laboratoriais
Diagnosticando a Sífilis - Interpretação de Exames Laboratoriais Enfº Ícaro Araújo
 
Semiologia do Sistema Locomotor - Estudo de Caso
Semiologia do Sistema Locomotor - Estudo de CasoSemiologia do Sistema Locomotor - Estudo de Caso
Semiologia do Sistema Locomotor - Estudo de CasoEnfº Ícaro Araújo
 
GASTRECTOMIA - Enfermagem Cirúrgica - Estudo de Caso
GASTRECTOMIA - Enfermagem Cirúrgica - Estudo de CasoGASTRECTOMIA - Enfermagem Cirúrgica - Estudo de Caso
GASTRECTOMIA - Enfermagem Cirúrgica - Estudo de CasoEnfº Ícaro Araújo
 
LAPAROTOMIA - Enfermagem Cirúrgica - Estudo de Caso
LAPAROTOMIA - Enfermagem Cirúrgica - Estudo de CasoLAPAROTOMIA - Enfermagem Cirúrgica - Estudo de Caso
LAPAROTOMIA - Enfermagem Cirúrgica - Estudo de CasoEnfº Ícaro Araújo
 
DOENÇAS CAUSADAS PELOS EXCESSOS DE CARBOIDRATOS
DOENÇAS CAUSADAS PELOS EXCESSOS DE CARBOIDRATOSDOENÇAS CAUSADAS PELOS EXCESSOS DE CARBOIDRATOS
DOENÇAS CAUSADAS PELOS EXCESSOS DE CARBOIDRATOSEnfº Ícaro Araújo
 
O CUIDADO DE ENFERMAGEM NAS COMPLICAÇÕES DO PÓS-ABORTO EM MULHERES
O CUIDADO DE ENFERMAGEM NAS COMPLICAÇÕES DO PÓS-ABORTO EM MULHERESO CUIDADO DE ENFERMAGEM NAS COMPLICAÇÕES DO PÓS-ABORTO EM MULHERES
O CUIDADO DE ENFERMAGEM NAS COMPLICAÇÕES DO PÓS-ABORTO EM MULHERESEnfº Ícaro Araújo
 

Mais de Enfº Ícaro Araújo (11)

Descolamento Prematuro da Placenta e Placenta Prévia - Saúde da Mulher
Descolamento Prematuro da Placenta e Placenta Prévia - Saúde da MulherDescolamento Prematuro da Placenta e Placenta Prévia - Saúde da Mulher
Descolamento Prematuro da Placenta e Placenta Prévia - Saúde da Mulher
 
Diagnosticando as Hepatites - Interpretação de Exames Laboratoriais
Diagnosticando as Hepatites - Interpretação de Exames Laboratoriais Diagnosticando as Hepatites - Interpretação de Exames Laboratoriais
Diagnosticando as Hepatites - Interpretação de Exames Laboratoriais
 
Diagnosticando a Mononucleose - Interpretação de Exames Laboratoriais
Diagnosticando a Mononucleose - Interpretação de Exames Laboratoriais Diagnosticando a Mononucleose - Interpretação de Exames Laboratoriais
Diagnosticando a Mononucleose - Interpretação de Exames Laboratoriais
 
Diagnosticando a Sífilis - Interpretação de Exames Laboratoriais
Diagnosticando a Sífilis - Interpretação de Exames Laboratoriais Diagnosticando a Sífilis - Interpretação de Exames Laboratoriais
Diagnosticando a Sífilis - Interpretação de Exames Laboratoriais
 
SAE aplicada ao DPOC - Enfermagem
SAE aplicada ao DPOC - EnfermagemSAE aplicada ao DPOC - Enfermagem
SAE aplicada ao DPOC - Enfermagem
 
Semiologia do Sistema Locomotor - Estudo de Caso
Semiologia do Sistema Locomotor - Estudo de CasoSemiologia do Sistema Locomotor - Estudo de Caso
Semiologia do Sistema Locomotor - Estudo de Caso
 
GASTRECTOMIA - Enfermagem Cirúrgica - Estudo de Caso
GASTRECTOMIA - Enfermagem Cirúrgica - Estudo de CasoGASTRECTOMIA - Enfermagem Cirúrgica - Estudo de Caso
GASTRECTOMIA - Enfermagem Cirúrgica - Estudo de Caso
 
LAPAROTOMIA - Enfermagem Cirúrgica - Estudo de Caso
LAPAROTOMIA - Enfermagem Cirúrgica - Estudo de CasoLAPAROTOMIA - Enfermagem Cirúrgica - Estudo de Caso
LAPAROTOMIA - Enfermagem Cirúrgica - Estudo de Caso
 
DOENÇAS CAUSADAS PELOS EXCESSOS DE CARBOIDRATOS
DOENÇAS CAUSADAS PELOS EXCESSOS DE CARBOIDRATOSDOENÇAS CAUSADAS PELOS EXCESSOS DE CARBOIDRATOS
DOENÇAS CAUSADAS PELOS EXCESSOS DE CARBOIDRATOS
 
O CUIDADO DE ENFERMAGEM NAS COMPLICAÇÕES DO PÓS-ABORTO EM MULHERES
O CUIDADO DE ENFERMAGEM NAS COMPLICAÇÕES DO PÓS-ABORTO EM MULHERESO CUIDADO DE ENFERMAGEM NAS COMPLICAÇÕES DO PÓS-ABORTO EM MULHERES
O CUIDADO DE ENFERMAGEM NAS COMPLICAÇÕES DO PÓS-ABORTO EM MULHERES
 
Doença de Addison
Doença de AddisonDoença de Addison
Doença de Addison
 

BANNER - O uso irracional do Omeprazol

  • 1. omeprazol o uso irracional do INTRODUÇÃO RESULTADOS CONSIDERAÇÕES FINAIS MATERIAIS E MÉTODOS OBJETIVOS Omeprazol é um medicamento da classe dos inibidores da bomba de prótons (ou prótons),usado como antiulceroso. Está indicado nas úlceras pépticas benignas, tanto gástrica como duodenal. O Omeprazol também é indicado nos estados de hiperacidez gástrica, na prevenção de recidivas de úlceras gástricas ou duodenais, no tratamento de erradicação do H. pylori em esquemas de terapia múltipla e na proteção da mucosa gástrica contra danos causados por anti-inflamatórios não-esteroidais, na esofagite de refluxo em crianças com mais de 1 ano de idade. Alguns estudos tem demostrado associação da utilização de omeprazol à presença de nefrite intersticial aguda. O omeprazol é uma mistura racêmica de isômeros R e S; sendo o isômero S, o esomeprazol (S omeprazol) eliminado mais lentamente que o R omeprazol, o que teoricamente apresenta uma vantagem terapêutica, em virtude de sua meia vida aumentada. Apresenta-se na forma de cápsulas contendo pellets (partículas esféricas) com cobertura gastrorresistentes em dose de 20mg e a disponibilidade na forma injetável em doses de 40mg como um pó para reconstituição extemporânea. No presente estudo a questão norteadora da pesquisa foi: qual o potencial danoso do uso irracional do omeprazol? Foram consultadas as bases de dados LILAC, e da biblioteca SciELO, incluindo-se os estudos que abordaram a temática dos Inibidores da Bomba de Prótons (classe do omeprazol) desde 2009 até 2014,independente do idiomas de publicação. Foram utilizados os seguintes descritores para a busca e também como palavras-chave: Omeprazol, Irracional, Inibidores da Bomba de Prótons, uso indiscriminado, danos. No que se refere à segurança dos omeprazol de acordo com BRASIL (2012) não há efeitos adversos graves em tratamentos em curto período de tempo, no entanto, potenciais riscos estão relacionados a tratamentos prolongados, dentre os quais se incluem: variações na biodisponibilidade de outros medicamentos, deficiência de vitamina B12, diarreia por Clostridium difficile, pneumonia adquirida na comunidade, fratura óssea e desenvolvimento de gastrite atrófica, precursora de câncer. Nesse contexto, apresenta-se que o uso de omeprazol está relacionado a efeitos adversos como cefaléia, tontura, náusea, alopecia, alterações hematológicas, Destaca-se que os estudos encontrados alertam sobre os riscos relacionados ao uso prolongado do omeprazol, que envolvem riscos a saúde e a qualidade de vida aos usuários. Os profissionais prescritores devem considerar o risco-benefício quando necessário o uso prolongado deste medicamento, assim como os enfermeiros devem estar atentos a sinais e sintomas relacionados aos efeitos adversos do uso prolongado dos IBP. Desta forma, ressalta-se a importância da atuação dos profissionais de saúde na promoção do uso racional de medicamentos e na oferta de informações a população sobre os riscos relacionados ao uso de IBP, principalmente do omeprazol pela sua facilidade de acesso. REFERÊNCIAS: BRASIL, Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos. Formulário terapêutico nacional 2010: Rename 2010. 2. ed. Série B. Textos Básicos de Saúde. Brasília: Ministério da Saúde, 2010. 1135 p AGÊNCIA Nacional de Vigilância Sanitária. Fundamentos Farmacológicos-clínicos dos medicamentos de uso corrente. http://www. anvisa.gov.br/divulga/public/livro_eletronico /INDEX.HTM. Acesso em: 22/Mai/2015. AGÊNCIA Nacional de Vigilância Sanitária. Fundamentos Farmacológicos-clínicos dos medicamentos de uso corrente. http://www. anvisa.gov.br/divulga/public/livro_eletronico /INDEX.HTM. Acesso em: 22/Mai/2015. AGÊNCIA Nacional de Vigilância Sanitária. Fundamentos Farmacológicos-clínicos dos medicamentos de uso corrente. http://www. anvisa.gov.br/divulga/public/livro_eletronico /INDEX.HTM. Acesso em: 22/Mai/2015. fratura óssea relacionada a osteoporose, entre outros. Reforçando a necessidade da oferta de orientações e acompanhamento aos usuários deste medicamento. Entretanto, as informações encontradas permitem concluir que para a indicação do uso prolongado desta classe de medicamentos, principalmente o omeprazol que é o medicamento com maior facilidade de acesso por estar presente na RENAME, quando imprescindível requer uma criteriosa avaliação risco-benefício, bem como o monitoramento do uso por profissionais de saúde capacitados, principalmente prescritores e dispensadores visando a identificação dos efeitos adversos potenciais desses e a suspensão do uso. O omeprazol é utilizado de forma contínua, sendo seu uso considerado seguro. Por outro lado, estudos alertam sobre riscos relacionados ao uso prolongado desta classe, e recomendam sua utilização mediante indicações precisas e períodos estabelecidos pelos prescritores. É de suma importância abordar o uso indiscriminado do omeprazol e suas consequências, portanto, o presente estudo objetiva identificar os riscos relacionados ao seu uso irracional. CENTRO UNIVERSITÁRIO JORGE AMADO Bacharelado em Enfermagem do 5º semestre Noturno Orientadora: Andreia Severo e Silva Simpósio em Saúde do Adulto 2015