SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 27
Baixar para ler offline
S E M I O L OG I A D O
CENTRO UNIVERSITÁRIO JORGE AMADO - UNIJORGE
Bacharelado em Enfermagem – 4º Semestre
Semiologia e Semiotécnica
Docente: Ednamare Pereira Silva
Discente: Genivaldo Ícaro Araújo
Novembro 2014
Salvador/BA
“A semiologia, base da prática clínica,
requer não apenas habilidades, mas também
ações rápidas e precisas. A preparação para o
exame, a seleção de instrumentos
apropriados, a realização das avaliações, o
registro de achados e a tomada de decisões
tem papel fundamental em todo o processo de
assistência ao cliente.”
(BARTHES, 1968)
APRESENTAÇÃO
Composição do
Sistema
Funções
Técnicas Aplicadas
INTRODUÇÃO
Caso Clínico
J.S.J. 41 anos, sexo masculino, pedreiro, natural
de Salvador. Procurou atendimento médico com
queixas de dor sem horário específico nas
articulações do joelho, das mãos e da coluna,
dificultando assim sua locomoção. Nega febre e
calafrios. Relata fratura de fêmur após queda no
local de trabalho. Nega hipertensão, diabetes e
DSTs, etilista e não tabagista. Ao exame físico foram
identificados aumento da cifose torácica, pouca
mobilidade nas mãos, limitação da movimentação do
quadril e crepitações nas articulações dos joelhos.
Foi pedido um exame de densitometria óssea,
Condução da Anamnese
ANAMNESE
EXAME
FÍSICO
Exame de Força
Muscular
A força muscular pode ser avaliada solicitando
ao paciente algumas atividades como:
 Aperto de mão (capacidade de pressão)
 Teste do bíceps
 Teste de força motora dos MMII
 Outra forma é palpar o músculo passivamente
com a extremidade relaxada (Tônus
Muscular)
(BARROS & et al - 2010; VIANA e PETENUSSO -
Exame de Força Muscular
Escala para a avaliação da força muscular
de Rossi e Mistrorigo
Grau 5 (normal ou 100%): o movimento articular é
completo e possui força suficiente para vencer a gravidade e
grande resistência aplicada.
Grau 4 (bom ou 75%): o movimento é completo e
com força suficiente para vencer a gravidade e alguma
resistência aplicada.
Grau 3 (regular ou 50%): o movimento é completo e
sua força é suficiente para vencer apenas a gravidade.
(BARROS & et al - 2010; VIANA e PETENUSSO -
Exame de Força Muscular
Escala para a avaliação da força
muscular de Rossi e Mistrorigo
Grau 2 (pobre ou 25%): o movimento é completo,
mas só produz movimento se não houver ação da gravidade.
Grau 1 (traço ou 10%): não há evidência de pequenas
contrações, mas não aciona a articulação.
Grau 0 (zero ou 0%): não há evidência de contração
muscular
(BARROS & et al - 2010; VIANA e PETENUSSO -
Exame do Grau de Mobilidade
Movimentaç
ão
(BARROS & et al - 2010; VIANA e PETENUSSO -
Mobilidade
Exame do Físico da Coluna
Cervical
 Observar deformidade em
grau ao nível da coluna
lombar; „
 Cor e textura da pele,
cicatrizes, fístulas, etc;
 Observar anormalidade dos
contornos ósseo.
Exame do Físico do Ombro
 Rotação externa e abdução
 Rotação interna e abdução
 Extensão
(BARROS & et al – 2010; VIANA e PETENUSSO – 2012; WEBER
Exame do Físico do Cotovelo
 Flexão
 Extensão
 Supinação
 Pronação
(BARROS & et al – 2010; VIANA e PETENUSSO – 2012; WEBER
Exame do Físico das Mãos e
Punhos
 Flexão e extensão do
punho
 Desvio ulnar e radial
 Flexão e extensão digital
 Abdução e adução digital
 Flexão do polegar
 Tensão do polegar
 Oponência
(BARROS & et al – 2010; VIANA e PETENUSSO – 2012; WEBER
Exame do Físico da Coluna
Lombar
 Observar deformidade em grau ao nível da coluna lombar; „
 Cor e textura da pele, cicatrizes, fístulas, etc;
 Observar anormalidade dos contornos ósseo.
Exame do Físico do Quadril
Para avaliarmos o quadril e pelve são
usados os seguintes movimentos:
 Abdução
 Adução
 Flexão
 Extensão
 Rotação Interna
 Rotação Externa
 Extensão
Exame do Físico do Quadril
Exame do Físico do Quadril
TESTES
Teste de Trendelenburg: empregado para determinar a
integridade
da função dos músculos abdutores do quadril.
Exame do Físico do Quadril
TESTES
Teste de Patrick ou Fabere: este teste destina-se a detectar
tanto as
patologias do quadril, como as da articulação sacro-ilíaca.
Exame do Joelho
Os joelhos são avaliados através de três mobilidades
que são: flexão, extensão e rotação interna e externa. Na
flexão o paciente precisa ser capaz de fletir os joelhos
simetricamente até ficar de cócoras. Extensão deve ser
observada se os joelhos estão estendidos, na rotação
interna e externa o pé deve ser rodado no sentido medial e
lateral.
Exame do Tornozelo e Pé
Devemos palpar articulação do
tornozelo, ligamentos e
tendão de Aquiles.
Movimentos do tornozelo e pé são
considerados TRIPLANARES:
Pronação – eversão + abdução + dorsiflexão
Supinação – inversão + adução + plantar flexão
Testes Físico da Marcha
A marcha tem como função locomover o corpo de
um lado para o outro.
Sendo que se divide em duas fase:
• A: Fase de apoio
• B: Fase de balanço
Testes Físico da Marcha
• Marcha no quadril doloroso
• Marcha unilateral do quadril
• Marcha na luxação unilateral ou bilateral do
quadril
• Marcha com encurtamento de um membro inferior
• Marcha na rigidez do joelho
• Marcha na rigidez do tornozelo
• Marcha espástica
Os tipo de machas:
Testes Físico da Marcha
• Marcha claudicante: nesta marcha o
paciente ao andar manca para um dos lados,
isso ocorre devido insuficiência arterial ou lesão
no aparelho locomotor.
Ao pesquisarmos sobre a semiologia
do aparelho locomotor, vimos sua
importância, e de como devemos examinar
o pacientes a fim de identificar doenças e
anomalias.
Ainda, através deste, podemos
analisar se o paciente teve algum tipo de
problema neurológico ou de paralisia.
CONSIDERAÇÕES FINAIS
• VIANA, Dirce Laplaca e PETENUSSO, Marcio –
Manual para Realização do Exame Físico. 2ª edição
São Paulo: Yendis, 2012.
• BARROS, Alba Lucia Bottura Leite de & et al -,
Anamnese & Exame Físico, 2ª edição. Porto Alegre:
Artmed, 2010.
• WEBER, Janet R. - Semiologia Guia Prático para
Enfermagem. 5ª edição, Rio de Janeiro: Guanabara
Koogan, 2007.
• MORAIS JUNIOR, Sergio Luis Alves de – Processo
de Cuidar III – Faculdade Anhanguera -2014.
REFERÊNCIAS

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Exame físico membros inferiores
Exame físico membros inferiores Exame físico membros inferiores
Exame físico membros inferiores Paulo Alambert
 
Exame físico do abdome l
Exame físico do abdome lExame físico do abdome l
Exame físico do abdome lpauloalambert
 
Avaliacao musculoesqueletica da coluna cervical
Avaliacao musculoesqueletica da coluna cervicalAvaliacao musculoesqueletica da coluna cervical
Avaliacao musculoesqueletica da coluna cervicalNatha Fisioterapia
 
Seminario de fisiologia reflexo da micção
Seminario de fisiologia reflexo da micçãoSeminario de fisiologia reflexo da micção
Seminario de fisiologia reflexo da micçãoPatrícia Oliver
 
Avaliação Respiratória
Avaliação RespiratóriaAvaliação Respiratória
Avaliação Respiratóriaresenfe2013
 
Porto exame clinico (roteiros) - 7 ª ed
Porto    exame clinico (roteiros) - 7 ª edPorto    exame clinico (roteiros) - 7 ª ed
Porto exame clinico (roteiros) - 7 ª edInglid Fontoura
 
Propedêutica do Aparelho locomotor
Propedêutica do Aparelho locomotorPropedêutica do Aparelho locomotor
Propedêutica do Aparelho locomotorpauloalambert
 
Exame Físico do Aparelho Respiratório (Davyson Sampaio Braga)
Exame Físico do Aparelho Respiratório (Davyson Sampaio Braga)Exame Físico do Aparelho Respiratório (Davyson Sampaio Braga)
Exame Físico do Aparelho Respiratório (Davyson Sampaio Braga)Davyson Sampaio
 
Propedêutica vascular
Propedêutica vascularPropedêutica vascular
Propedêutica vascularpauloalambert
 
Cópia de semiologia do tórax
Cópia de semiologia do tóraxCópia de semiologia do tórax
Cópia de semiologia do tóraxJucie Vasconcelos
 
Coordenação motora
Coordenação motoraCoordenação motora
Coordenação motorapauloalambert
 
Gasometria Arterial
Gasometria ArterialGasometria Arterial
Gasometria Arterialresenfe2013
 

Mais procurados (20)

Modulo 06
Modulo 06Modulo 06
Modulo 06
 
Exame neurológico
Exame neurológicoExame neurológico
Exame neurológico
 
Exame físico membros inferiores
Exame físico membros inferiores Exame físico membros inferiores
Exame físico membros inferiores
 
Exame físico do abdome l
Exame físico do abdome lExame físico do abdome l
Exame físico do abdome l
 
Sensibilidade 14
Sensibilidade 14Sensibilidade 14
Sensibilidade 14
 
Avaliacao musculoesqueletica da coluna cervical
Avaliacao musculoesqueletica da coluna cervicalAvaliacao musculoesqueletica da coluna cervical
Avaliacao musculoesqueletica da coluna cervical
 
Seminario de fisiologia reflexo da micção
Seminario de fisiologia reflexo da micçãoSeminario de fisiologia reflexo da micção
Seminario de fisiologia reflexo da micção
 
Avaliação Respiratória
Avaliação RespiratóriaAvaliação Respiratória
Avaliação Respiratória
 
Punho e mao
Punho e maoPunho e mao
Punho e mao
 
Porto exame clinico (roteiros) - 7 ª ed
Porto    exame clinico (roteiros) - 7 ª edPorto    exame clinico (roteiros) - 7 ª ed
Porto exame clinico (roteiros) - 7 ª ed
 
Propedêutica do Aparelho locomotor
Propedêutica do Aparelho locomotorPropedêutica do Aparelho locomotor
Propedêutica do Aparelho locomotor
 
Exame Físico do Aparelho Respiratório (Davyson Sampaio Braga)
Exame Físico do Aparelho Respiratório (Davyson Sampaio Braga)Exame Físico do Aparelho Respiratório (Davyson Sampaio Braga)
Exame Físico do Aparelho Respiratório (Davyson Sampaio Braga)
 
Propedêutica vascular
Propedêutica vascularPropedêutica vascular
Propedêutica vascular
 
Cópia de semiologia do tórax
Cópia de semiologia do tóraxCópia de semiologia do tórax
Cópia de semiologia do tórax
 
Exame físico geral
Exame físico geralExame físico geral
Exame físico geral
 
Exame Físico de Ombro
Exame Físico de Ombro Exame Físico de Ombro
Exame Físico de Ombro
 
Coordenação motora
Coordenação motoraCoordenação motora
Coordenação motora
 
Gasometria Arterial
Gasometria ArterialGasometria Arterial
Gasometria Arterial
 
SEMIOLOGIA CARDIOVASCULAR
SEMIOLOGIA CARDIOVASCULARSEMIOLOGIA CARDIOVASCULAR
SEMIOLOGIA CARDIOVASCULAR
 
Quadril
QuadrilQuadril
Quadril
 

Semelhante a Semiologia do aparelho locomotor

Avaliação da coluna lombar
Avaliação da coluna lombarAvaliação da coluna lombar
Avaliação da coluna lombarJunio Alves
 
Articulação de quadril
Articulação de quadrilArticulação de quadril
Articulação de quadrilAdriane Cunha
 
aval cervical testes. e avaliação e palpação
aval cervical testes. e avaliação e palpaçãoaval cervical testes. e avaliação e palpação
aval cervical testes. e avaliação e palpaçãoAndreyLima16
 
aula coluna lombar e cervical 2015 (1).pptx
aula coluna lombar e cervical 2015 (1).pptxaula coluna lombar e cervical 2015 (1).pptx
aula coluna lombar e cervical 2015 (1).pptxMiltonRicardodeMedei
 
Propedeutica osteoarticular
Propedeutica osteoarticularPropedeutica osteoarticular
Propedeutica osteoarticularGermano Silva
 
Análise Antropométrica dos Pés de Crianças em Idade Escolar
Análise Antropométrica dos Pés de Crianças em Idade EscolarAnálise Antropométrica dos Pés de Crianças em Idade Escolar
Análise Antropométrica dos Pés de Crianças em Idade EscolarFernando S. S. Barbosa
 
Aula 3 Primeiros Socorros.pdf
Aula 3 Primeiros Socorros.pdfAula 3 Primeiros Socorros.pdf
Aula 3 Primeiros Socorros.pdfontimiza
 
EXAME FISICO DO QUADRIL.pptxasdasdasdasda
EXAME FISICO DO QUADRIL.pptxasdasdasdasdaEXAME FISICO DO QUADRIL.pptxasdasdasdasda
EXAME FISICO DO QUADRIL.pptxasdasdasdasdaLorraineAndrade5
 
A importância de fazer uma avaliação física antes de iniciar os exercícios
A importância de fazer uma avaliação física antes de iniciar os exercíciosA importância de fazer uma avaliação física antes de iniciar os exercícios
A importância de fazer uma avaliação física antes de iniciar os exercíciosNatalia Aquino
 

Semelhante a Semiologia do aparelho locomotor (20)

Coluna lombar
Coluna lombarColuna lombar
Coluna lombar
 
Avaliação da coluna lombar
Avaliação da coluna lombarAvaliação da coluna lombar
Avaliação da coluna lombar
 
Joelho
JoelhoJoelho
Joelho
 
Coluna cervical
Coluna cervicalColuna cervical
Coluna cervical
 
Articulação de quadril
Articulação de quadrilArticulação de quadril
Articulação de quadril
 
Aula Marcha.pdf
Aula Marcha.pdfAula Marcha.pdf
Aula Marcha.pdf
 
Seminário 2
 Seminário 2 Seminário 2
Seminário 2
 
Modulo 10
Modulo 10Modulo 10
Modulo 10
 
Cotovelo
CotoveloCotovelo
Cotovelo
 
aval cervical testes. e avaliação e palpação
aval cervical testes. e avaliação e palpaçãoaval cervical testes. e avaliação e palpação
aval cervical testes. e avaliação e palpação
 
aula coluna lombar e cervical 2015 (1).pptx
aula coluna lombar e cervical 2015 (1).pptxaula coluna lombar e cervical 2015 (1).pptx
aula coluna lombar e cervical 2015 (1).pptx
 
Propedeutica osteoarticular
Propedeutica osteoarticularPropedeutica osteoarticular
Propedeutica osteoarticular
 
Análise Antropométrica dos Pés de Crianças em Idade Escolar
Análise Antropométrica dos Pés de Crianças em Idade EscolarAnálise Antropométrica dos Pés de Crianças em Idade Escolar
Análise Antropométrica dos Pés de Crianças em Idade Escolar
 
Aula 3 Primeiros Socorros.pdf
Aula 3 Primeiros Socorros.pdfAula 3 Primeiros Socorros.pdf
Aula 3 Primeiros Socorros.pdf
 
Quadril - Exame Físico
Quadril - Exame FísicoQuadril - Exame Físico
Quadril - Exame Físico
 
Document 2
Document 2Document 2
Document 2
 
EXAME FISICO DO QUADRIL.pptxasdasdasdasda
EXAME FISICO DO QUADRIL.pptxasdasdasdasdaEXAME FISICO DO QUADRIL.pptxasdasdasdasda
EXAME FISICO DO QUADRIL.pptxasdasdasdasda
 
A importância de fazer uma avaliação física antes de iniciar os exercícios
A importância de fazer uma avaliação física antes de iniciar os exercíciosA importância de fazer uma avaliação física antes de iniciar os exercícios
A importância de fazer uma avaliação física antes de iniciar os exercícios
 
Complexo articular do quadril
Complexo articular do quadrilComplexo articular do quadril
Complexo articular do quadril
 
Queda do idoso
Queda do idosoQueda do idoso
Queda do idoso
 

Mais de Enfº Ícaro Araújo

Síndrome Metabólica - Bioquímica
Síndrome Metabólica - BioquímicaSíndrome Metabólica - Bioquímica
Síndrome Metabólica - BioquímicaEnfº Ícaro Araújo
 
Febre Amarela - Saúde Coletiva II
Febre Amarela - Saúde Coletiva IIFebre Amarela - Saúde Coletiva II
Febre Amarela - Saúde Coletiva IIEnfº Ícaro Araújo
 
Lúpus Eritematoso Sistêmico - Imunologia
Lúpus Eritematoso Sistêmico - ImunologiaLúpus Eritematoso Sistêmico - Imunologia
Lúpus Eritematoso Sistêmico - ImunologiaEnfº Ícaro Araújo
 
Síndrome de Crushing - Farmacologia
Síndrome de Crushing - FarmacologiaSíndrome de Crushing - Farmacologia
Síndrome de Crushing - FarmacologiaEnfº Ícaro Araújo
 
Sistema Reprodutor Masculino - Anatomia Humana
Sistema Reprodutor Masculino - Anatomia HumanaSistema Reprodutor Masculino - Anatomia Humana
Sistema Reprodutor Masculino - Anatomia HumanaEnfº Ícaro Araújo
 
BANNER - Associação do Câncer Gástrico com a H. Pylori - Saúde do Adulto
BANNER - Associação do Câncer Gástrico com a H. Pylori - Saúde do AdultoBANNER - Associação do Câncer Gástrico com a H. Pylori - Saúde do Adulto
BANNER - Associação do Câncer Gástrico com a H. Pylori - Saúde do AdultoEnfº Ícaro Araújo
 
BANNER - O uso irracional do Omeprazol
BANNER - O uso irracional do OmeprazolBANNER - O uso irracional do Omeprazol
BANNER - O uso irracional do OmeprazolEnfº Ícaro Araújo
 
BANNER - Vida e Morte de um Implante de Silicone
BANNER - Vida e Morte de um Implante de SiliconeBANNER - Vida e Morte de um Implante de Silicone
BANNER - Vida e Morte de um Implante de SiliconeEnfº Ícaro Araújo
 
Rede de Frios - Temperatura e Organização - Saúde Coletiva
Rede de Frios - Temperatura e Organização - Saúde ColetivaRede de Frios - Temperatura e Organização - Saúde Coletiva
Rede de Frios - Temperatura e Organização - Saúde ColetivaEnfº Ícaro Araújo
 
Envelhecimento Ativo - Saúde do Idoso
Envelhecimento Ativo - Saúde do IdosoEnvelhecimento Ativo - Saúde do Idoso
Envelhecimento Ativo - Saúde do IdosoEnfº Ícaro Araújo
 
Insuficiência Venosa - Saúde do Adulto
Insuficiência Venosa - Saúde do AdultoInsuficiência Venosa - Saúde do Adulto
Insuficiência Venosa - Saúde do AdultoEnfº Ícaro Araújo
 
Tumores Estromas Gastrointestinais - Saúde do Adulto
Tumores Estromas Gastrointestinais - Saúde do AdultoTumores Estromas Gastrointestinais - Saúde do Adulto
Tumores Estromas Gastrointestinais - Saúde do AdultoEnfº Ícaro Araújo
 
Descolamento Prematuro da Placenta e Placenta Prévia - Saúde da Mulher
Descolamento Prematuro da Placenta e Placenta Prévia - Saúde da MulherDescolamento Prematuro da Placenta e Placenta Prévia - Saúde da Mulher
Descolamento Prematuro da Placenta e Placenta Prévia - Saúde da MulherEnfº Ícaro Araújo
 
Distúrbios Alimentares na Infância - Saúde da Criança
Distúrbios Alimentares na Infância - Saúde da CriançaDistúrbios Alimentares na Infância - Saúde da Criança
Distúrbios Alimentares na Infância - Saúde da CriançaEnfº Ícaro Araújo
 
Doação de Órgãos entre Parentes - Deontologia
Doação de Órgãos entre Parentes - DeontologiaDoação de Órgãos entre Parentes - Deontologia
Doação de Órgãos entre Parentes - DeontologiaEnfº Ícaro Araújo
 
Cirurgia Bariátrica - Enfermagem Cirúrgica II
Cirurgia Bariátrica - Enfermagem Cirúrgica IICirurgia Bariátrica - Enfermagem Cirúrgica II
Cirurgia Bariátrica - Enfermagem Cirúrgica IIEnfº Ícaro Araújo
 
Doenças na Gestação - Rubéola e Toxoplasmose
Doenças na Gestação - Rubéola e Toxoplasmose Doenças na Gestação - Rubéola e Toxoplasmose
Doenças na Gestação - Rubéola e Toxoplasmose Enfº Ícaro Araújo
 

Mais de Enfº Ícaro Araújo (20)

Síndrome Metabólica - Bioquímica
Síndrome Metabólica - BioquímicaSíndrome Metabólica - Bioquímica
Síndrome Metabólica - Bioquímica
 
Febre Amarela - Saúde Coletiva II
Febre Amarela - Saúde Coletiva IIFebre Amarela - Saúde Coletiva II
Febre Amarela - Saúde Coletiva II
 
Lúpus Eritematoso Sistêmico - Imunologia
Lúpus Eritematoso Sistêmico - ImunologiaLúpus Eritematoso Sistêmico - Imunologia
Lúpus Eritematoso Sistêmico - Imunologia
 
Síndrome de Crushing - Farmacologia
Síndrome de Crushing - FarmacologiaSíndrome de Crushing - Farmacologia
Síndrome de Crushing - Farmacologia
 
Sistema Reprodutor Masculino - Anatomia Humana
Sistema Reprodutor Masculino - Anatomia HumanaSistema Reprodutor Masculino - Anatomia Humana
Sistema Reprodutor Masculino - Anatomia Humana
 
BANNER - Associação do Câncer Gástrico com a H. Pylori - Saúde do Adulto
BANNER - Associação do Câncer Gástrico com a H. Pylori - Saúde do AdultoBANNER - Associação do Câncer Gástrico com a H. Pylori - Saúde do Adulto
BANNER - Associação do Câncer Gástrico com a H. Pylori - Saúde do Adulto
 
BANNER - O uso irracional do Omeprazol
BANNER - O uso irracional do OmeprazolBANNER - O uso irracional do Omeprazol
BANNER - O uso irracional do Omeprazol
 
BANNER - Vida e Morte de um Implante de Silicone
BANNER - Vida e Morte de um Implante de SiliconeBANNER - Vida e Morte de um Implante de Silicone
BANNER - Vida e Morte de um Implante de Silicone
 
Síndrome de Turner - Imunologia
Síndrome de Turner - ImunologiaSíndrome de Turner - Imunologia
Síndrome de Turner - Imunologia
 
Rede de Frios - Temperatura e Organização - Saúde Coletiva
Rede de Frios - Temperatura e Organização - Saúde ColetivaRede de Frios - Temperatura e Organização - Saúde Coletiva
Rede de Frios - Temperatura e Organização - Saúde Coletiva
 
Envelhecimento Ativo - Saúde do Idoso
Envelhecimento Ativo - Saúde do IdosoEnvelhecimento Ativo - Saúde do Idoso
Envelhecimento Ativo - Saúde do Idoso
 
Insuficiência Venosa - Saúde do Adulto
Insuficiência Venosa - Saúde do AdultoInsuficiência Venosa - Saúde do Adulto
Insuficiência Venosa - Saúde do Adulto
 
Tumores Estromas Gastrointestinais - Saúde do Adulto
Tumores Estromas Gastrointestinais - Saúde do AdultoTumores Estromas Gastrointestinais - Saúde do Adulto
Tumores Estromas Gastrointestinais - Saúde do Adulto
 
Descolamento Prematuro da Placenta e Placenta Prévia - Saúde da Mulher
Descolamento Prematuro da Placenta e Placenta Prévia - Saúde da MulherDescolamento Prematuro da Placenta e Placenta Prévia - Saúde da Mulher
Descolamento Prematuro da Placenta e Placenta Prévia - Saúde da Mulher
 
Doença de Chagas - Parasitologia
Doença de Chagas - ParasitologiaDoença de Chagas - Parasitologia
Doença de Chagas - Parasitologia
 
Distúrbios Alimentares na Infância - Saúde da Criança
Distúrbios Alimentares na Infância - Saúde da CriançaDistúrbios Alimentares na Infância - Saúde da Criança
Distúrbios Alimentares na Infância - Saúde da Criança
 
Direitos Humanos - Deontologia
Direitos Humanos - DeontologiaDireitos Humanos - Deontologia
Direitos Humanos - Deontologia
 
Doação de Órgãos entre Parentes - Deontologia
Doação de Órgãos entre Parentes - DeontologiaDoação de Órgãos entre Parentes - Deontologia
Doação de Órgãos entre Parentes - Deontologia
 
Cirurgia Bariátrica - Enfermagem Cirúrgica II
Cirurgia Bariátrica - Enfermagem Cirúrgica IICirurgia Bariátrica - Enfermagem Cirúrgica II
Cirurgia Bariátrica - Enfermagem Cirúrgica II
 
Doenças na Gestação - Rubéola e Toxoplasmose
Doenças na Gestação - Rubéola e Toxoplasmose Doenças na Gestação - Rubéola e Toxoplasmose
Doenças na Gestação - Rubéola e Toxoplasmose
 

Semiologia do aparelho locomotor

  • 1. S E M I O L OG I A D O
  • 2. CENTRO UNIVERSITÁRIO JORGE AMADO - UNIJORGE Bacharelado em Enfermagem – 4º Semestre Semiologia e Semiotécnica Docente: Ednamare Pereira Silva Discente: Genivaldo Ícaro Araújo Novembro 2014 Salvador/BA
  • 3. “A semiologia, base da prática clínica, requer não apenas habilidades, mas também ações rápidas e precisas. A preparação para o exame, a seleção de instrumentos apropriados, a realização das avaliações, o registro de achados e a tomada de decisões tem papel fundamental em todo o processo de assistência ao cliente.” (BARTHES, 1968) APRESENTAÇÃO
  • 5. Caso Clínico J.S.J. 41 anos, sexo masculino, pedreiro, natural de Salvador. Procurou atendimento médico com queixas de dor sem horário específico nas articulações do joelho, das mãos e da coluna, dificultando assim sua locomoção. Nega febre e calafrios. Relata fratura de fêmur após queda no local de trabalho. Nega hipertensão, diabetes e DSTs, etilista e não tabagista. Ao exame físico foram identificados aumento da cifose torácica, pouca mobilidade nas mãos, limitação da movimentação do quadril e crepitações nas articulações dos joelhos. Foi pedido um exame de densitometria óssea, Condução da Anamnese
  • 8. Exame de Força Muscular A força muscular pode ser avaliada solicitando ao paciente algumas atividades como:  Aperto de mão (capacidade de pressão)  Teste do bíceps  Teste de força motora dos MMII  Outra forma é palpar o músculo passivamente com a extremidade relaxada (Tônus Muscular) (BARROS & et al - 2010; VIANA e PETENUSSO -
  • 9. Exame de Força Muscular Escala para a avaliação da força muscular de Rossi e Mistrorigo Grau 5 (normal ou 100%): o movimento articular é completo e possui força suficiente para vencer a gravidade e grande resistência aplicada. Grau 4 (bom ou 75%): o movimento é completo e com força suficiente para vencer a gravidade e alguma resistência aplicada. Grau 3 (regular ou 50%): o movimento é completo e sua força é suficiente para vencer apenas a gravidade. (BARROS & et al - 2010; VIANA e PETENUSSO -
  • 10. Exame de Força Muscular Escala para a avaliação da força muscular de Rossi e Mistrorigo Grau 2 (pobre ou 25%): o movimento é completo, mas só produz movimento se não houver ação da gravidade. Grau 1 (traço ou 10%): não há evidência de pequenas contrações, mas não aciona a articulação. Grau 0 (zero ou 0%): não há evidência de contração muscular (BARROS & et al - 2010; VIANA e PETENUSSO -
  • 11. Exame do Grau de Mobilidade Movimentaç ão (BARROS & et al - 2010; VIANA e PETENUSSO - Mobilidade
  • 12. Exame do Físico da Coluna Cervical  Observar deformidade em grau ao nível da coluna lombar; „  Cor e textura da pele, cicatrizes, fístulas, etc;  Observar anormalidade dos contornos ósseo.
  • 13. Exame do Físico do Ombro  Rotação externa e abdução  Rotação interna e abdução  Extensão (BARROS & et al – 2010; VIANA e PETENUSSO – 2012; WEBER
  • 14. Exame do Físico do Cotovelo  Flexão  Extensão  Supinação  Pronação (BARROS & et al – 2010; VIANA e PETENUSSO – 2012; WEBER
  • 15. Exame do Físico das Mãos e Punhos  Flexão e extensão do punho  Desvio ulnar e radial  Flexão e extensão digital  Abdução e adução digital  Flexão do polegar  Tensão do polegar  Oponência (BARROS & et al – 2010; VIANA e PETENUSSO – 2012; WEBER
  • 16. Exame do Físico da Coluna Lombar  Observar deformidade em grau ao nível da coluna lombar; „  Cor e textura da pele, cicatrizes, fístulas, etc;  Observar anormalidade dos contornos ósseo.
  • 17. Exame do Físico do Quadril Para avaliarmos o quadril e pelve são usados os seguintes movimentos:  Abdução  Adução  Flexão  Extensão  Rotação Interna  Rotação Externa  Extensão
  • 18. Exame do Físico do Quadril
  • 19. Exame do Físico do Quadril TESTES Teste de Trendelenburg: empregado para determinar a integridade da função dos músculos abdutores do quadril.
  • 20. Exame do Físico do Quadril TESTES Teste de Patrick ou Fabere: este teste destina-se a detectar tanto as patologias do quadril, como as da articulação sacro-ilíaca.
  • 21. Exame do Joelho Os joelhos são avaliados através de três mobilidades que são: flexão, extensão e rotação interna e externa. Na flexão o paciente precisa ser capaz de fletir os joelhos simetricamente até ficar de cócoras. Extensão deve ser observada se os joelhos estão estendidos, na rotação interna e externa o pé deve ser rodado no sentido medial e lateral.
  • 22. Exame do Tornozelo e Pé Devemos palpar articulação do tornozelo, ligamentos e tendão de Aquiles. Movimentos do tornozelo e pé são considerados TRIPLANARES: Pronação – eversão + abdução + dorsiflexão Supinação – inversão + adução + plantar flexão
  • 23. Testes Físico da Marcha A marcha tem como função locomover o corpo de um lado para o outro. Sendo que se divide em duas fase: • A: Fase de apoio • B: Fase de balanço
  • 24. Testes Físico da Marcha • Marcha no quadril doloroso • Marcha unilateral do quadril • Marcha na luxação unilateral ou bilateral do quadril • Marcha com encurtamento de um membro inferior • Marcha na rigidez do joelho • Marcha na rigidez do tornozelo • Marcha espástica Os tipo de machas:
  • 25. Testes Físico da Marcha • Marcha claudicante: nesta marcha o paciente ao andar manca para um dos lados, isso ocorre devido insuficiência arterial ou lesão no aparelho locomotor.
  • 26. Ao pesquisarmos sobre a semiologia do aparelho locomotor, vimos sua importância, e de como devemos examinar o pacientes a fim de identificar doenças e anomalias. Ainda, através deste, podemos analisar se o paciente teve algum tipo de problema neurológico ou de paralisia. CONSIDERAÇÕES FINAIS
  • 27. • VIANA, Dirce Laplaca e PETENUSSO, Marcio – Manual para Realização do Exame Físico. 2ª edição São Paulo: Yendis, 2012. • BARROS, Alba Lucia Bottura Leite de & et al -, Anamnese & Exame Físico, 2ª edição. Porto Alegre: Artmed, 2010. • WEBER, Janet R. - Semiologia Guia Prático para Enfermagem. 5ª edição, Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2007. • MORAIS JUNIOR, Sergio Luis Alves de – Processo de Cuidar III – Faculdade Anhanguera -2014. REFERÊNCIAS