Setembro de 2007
Aviso Importante


Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados
fut...
Presença Geográfica


 █ Em 2006 a Energias do Brasil distribuiu 24 TWh para 3,1 milhões de clientes
 █ No 1S07, a capacid...
Nova Estrutura Organizacional


                                                Grupo EDP                                 ...
Governança Corporativa



                                        Conselho de Administração

                  5 membros i...
Distribuição
Ativos da Distribuição




                         7
Desempenho Operacional

    Volume de Energia Distribuída                          Energia Distribuída por Segmento
      ...
Composição do Mercado
Volume – 1S07




  Bandeirante                       Enersul                     Escelsa           ...
Composição do Mercado
Receitas – 1S07




     Bandeirante                              Enersul                        Esc...
Indicadores de Eficiência

                           DEC (horas)                                                         ...
Projeto Vanguarda


 █ Estrutura organizacional implementada antes do IPO permitiu captura de
   sinergias entre Bandeiran...
Programa de Combate às Perdas


█ No 1S07, foram investidos R$ 38 milhões em programas para contenção de
  perdas técnicas...
Capex


                                 Direcionamento dos Investimentos* (R$ milhões)




                              ...
Programa “Luz Para Todos”


█ No 1S07, R$ 26 milhões foram investidos no Programa “Luz Para Todos”

Investimentos no Progr...
Mecanismo de Reajuste Tarifário



     Compra de Energia           Custos de Transporte         Encargos



             ...
Processo de Revisão Tarifária
  Tarifa de Fornecimento



                                                               G...
Revisão Tarifária da Escelsa
Composição do Índice de Reposicionamento Tarifário-Agosto 2007
                              ...
Revisão tarifária da Bandeirante
Aspectos Preliminares


     BRR Bruta                                   R$ 2.694 MM


  ...
Geração
Capacidade Instalada


                                             Lajeado

                                           Pe...
Desempenho Operacional



    Volume de Energia Produzida                Volume de Energia Vendida
              (GWh)    ...
Cronograma de Contratação


                      Energia Disponível para Venda
                               (MW médios)...
Oportunidades de Crescimento


 █ Construção a ser iniciada após concessão de Licença de
   Instalação:
     – PCH Santa F...
Comercialização
Cenário de Preços


                                                    Preços no curto prazo
                            ...
Desempenho Operacional


  Volume de Energia Comercializada                                  Número de Clientes
          ...
1S07: Desempenho Financeiro
Desempenho Financeiro
Distribuição

                    Receita Líquida                                                   ...
Desempenho Financeiro
Geração

                  Receita Líquida                                                          ...
Desempenho Financeiro
Comercialização

                    Receita Líquida                                                ...
EBITDA 1S07 x 1S06


                                             EBITDA
                                         (R$ milh...
Despesas

    Detalhamento das Despesas – 1S07                        Detalhamento das Despesas Gerenciáveis
             ...
Resultado Financeiro


 █ A redução das receitas financeiras reflete principalmente o menor
   retorno de ativos regulatór...
Endividamento

                     Endividamento – 1S07                                         Dívida Bruta por Indexado...
Cronograma de Vencimentos da Dívida
 Jun/07 vs Jul/07*


    █ Escelsa: Emissão de Debêntures em Jul/07
             – R$2...
Plano de Investimento


                                                Abertura dos Investimentos*
                      ...
Desempenho no Mercado Acionário em 2007

                                  Capitalização de Mercado: R$ 5,7 bilhões
      ...
Setembro de 2007




www.energiasdobrasil.com.br
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

2007 - JP Morgan Asia Pacific & Emerging Markets Equities Conference - London and NY

533 visualizações

Publicada em

Publicada em: Economia e finanças
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
533
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

2007 - JP Morgan Asia Pacific & Emerging Markets Equities Conference - London and NY

  1. 1. Setembro de 2007
  2. 2. Aviso Importante Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira e internacional. Essas declarações estão baseadas em certas suposições e análises feitas pela Companhia de acordo com a sua experiência e o ambiente econômico e nas condições de mercado e nos eventos futuros esperados, muitos dos quais estão fora do controle da Companhia. Fatores importantes que podem levar a diferenças significativas entre os resultados reais e as declarações de expectativas sobre eventos ou resultados futuros incluem a estratégia de negócios da Companhia, as condições econômicas brasileira e internacional, tecnologia, estratégia financeira, desenvolvimentos da indústria de serviços públicos, condições hidrológicas, condições do mercado financeiro, incerteza a respeito dos resultados de suas operações futuras, planos, objetivos, expectativas e intenções, entre outros. Em razão desses fatores, os resultados reais da Companhia podem diferir significativamente daqueles indicados ou implícitos nas declarações de expectativas sobre eventos ou resultados futuros. As informações e opiniões aqui contidas não devem ser entendidas como recomendação a potenciais investidores e nenhuma decisão de investimento deve se basear na veracidade, atualidade ou completude dessas informações ou opiniões. Nenhum dos assessores da Companhia ou partes a eles relacionadas ou seus representantes terá qualquer responsabilidade por quaisquer perdas que possam decorrer da utilização ou do conteúdo desta apresentação. Este material inclui declarações sobre eventos futuros sujeitas a riscos e incertezas, as quais baseiam-se nas atuais expectativas e projeções sobre eventos futuros e tendências que podem afetar os negócios da Companhia. Essas declarações incluem projeções de crescimento econômico e demanda e fornecimento de energia, além de informações sobre posição competitiva, ambiente regulatório, potenciais oportunidades de crescimento e outros assuntos. Inúmeros fatores podem afetar adversamente as estimativas e suposições nas quais essas declarações se baseiam. 2
  3. 3. Presença Geográfica █ Em 2006 a Energias do Brasil distribuiu 24 TWh para 3,1 milhões de clientes █ No 1S07, a capacidade instalada alcançou 1.043 MW UHE LAJEADO UHE PEIXE ANGICAL ENERSUL • Capacidade instalada : 250 MW • Capacidade instalada : 452 MW (ajustada pela participação da • Energia distrib: 3.126 GWh Energias do Brasil) • Clientes: 695 mil • Municípios: 73 • Área de concessão: 328.316 Km² • No. habitantes: 2,1 milhões CESA e ENERGEST • Capacidade instalada : 294,1 MW PANTANAL ENERGÉTICA • Em construção: 29 MW • Capacidade instalada : 31,2 MW ESCELSA • Energia distrib: 8.060 GWh • Clientes: 1.076 mil BANDEIRANTE • Municípios: 70 COSTA RICA • Área de concessão: 41.241 km2 • Energia distrib: 12.763 GWh • No. habitantes: 3,2 milhões • Clientes: 1.352 mil • Capacidade instalada : 16,5 MW Geração • Municípios: 28 • Área de concessão: 9.644 Km2 Distribuição • No. habitantes : 4,4 milhões 3
  4. 4. Nova Estrutura Organizacional Grupo EDP Mercado 62,4% 37,6% 27,65% 1 60% 100% 100% 100% 100% Peixe Lajeado Energest2 Enertrade Bandeirante Enersul Angical 100% 51% 100% 100% Pantanal CESA2 Costa Rica Escelsa Energética3 Geração Comercialização Distribuição Legenda % do Capital Total Notas: 1 Capital votante, também representa o percentual da capacidade instalada alocada para a Energias do Brasil. A Energias do Brasil detém 23,05% do capital total. 2 Inclui ativos de geração da Escelsa 3 Inclui ativos de geração da Enersul 4
  5. 5. Governança Corporativa Conselho de Administração 5 membros indicados pelo 2 membros Controlador, incluindo o Presidente indicados por 2 membros do Conselho (CEO e CFO também acionistas independentes são membros do Conselho) minoritários Comitês de Suporte Governança Corporativa Auditoria Supervisão Remuneração e Sustentabilidade Presidente: Independente Presidente: Presidente Presidente: Presidente Presidente: Independente do Conselho do Conselho Composição 1 ind. por Minoritário CEO 1 Independente 1 ind. por Minoritário 1 ind. por Controlador CFO 1 ind. por Controlador 1 ind. por Controlador 5
  6. 6. Distribuição
  7. 7. Ativos da Distribuição 7
  8. 8. Desempenho Operacional Volume de Energia Distribuída Energia Distribuída por Segmento (GWh) (% do Volume Total Distribuído) +3,8% +3,8% 23.061 23.948 23.061 23.948 1% 3.126 1% 3.108 30% 36% 8.060 +4,0% +4,0% 7.639 11.938 12.411 11.938 12.411 1.635 2% 1% 1.556 36% 37% 4.028 4.234 69% 62% 12.315 12.763 62% 62% 6.354 6.543 2005 2006 1S06 1S07 2005 2006 1S06 1S07 Bandeirante Escelsa Enersul Clientes Finais Energia em Trânsito Outros 8
  9. 9. Composição do Mercado Volume – 1S07 Bandeirante Enersul Escelsa Energias do Brasil (GWh) (GWh) (GWh) (GWh) 6.542,6 1.635,0 4.233,7 12.411,3 20% 13% 18% 21% 29% 39% 36% 42% 24% 12% 22% 18% 14% 12% 7% 12% 20% 12% 13% 16% Residencial Industrial Comercial Rural e outros Energia em trânsito 9
  10. 10. Composição do Mercado Receitas – 1S07 Bandeirante Enersul Escelsa Energias do Brasil* (R$ milhões) (R$ milhões) (R$ milhões) (R$ milhões) 1.224,8 518,3 787,2 2.526,8 5% 12% 13% 16% 8% 35% 21% 33% 35% 38% 13% 16% 18% 24% 20% 26% 12% 19% 16% 20% Residencial Industrial Comercial Rural e outros Energia em trânsito Nota: Dados em R$ referem-se à Receita sem ICMS, sem RTE, sem consumo próprio, sem ECE/EAE e com baixa renda. * Apenas o negócio de Distribuição foi considerado 10
  11. 11. Indicadores de Eficiência DEC (horas) FEC (x) Bandeirante Escelsa Enersul Bandeirante Escelsa Enersul 13,6 13,8 10,4 12,0 9,9 10,0 11,8 8,7 9,2 11,0 9,2 8,8 10,1 9,1 8,3 8,1 6,6 6,0 6,3 6,2 6,2 7,8 5,5 5,4 2005 2006 1S06 1S07 2005 2006 1S06 1S07 2005 2006 1S06 1S07 2005 2006 1S06 1S07 2005 2006 1S06 1S07 2005 2006 1S06 1S07 TMA (minutos) Produtividade (‘000 clientes / empregado) Bandeirante Escelsa Enersul Bandeirante Escelsa Enersul 187 172 1,29 1,24 160 155 139 144 1,07 1,07 1,06 1,06 119 112 120 0,89 0,90 0,93 0,78 0,92 112 103 98 0,76 2005 2006 1S06 1S07 2005 2006 1S06 1S07 2005 2006 1S06 1S07 2005 2006 1S06 1S07 2005 2006 1S06 1S07 2005 2006 1S06 1S07 11
  12. 12. Projeto Vanguarda █ Estrutura organizacional implementada antes do IPO permitiu captura de sinergias entre Bandeirante, Escelsa e Enersul Vanguarda Fase 1 – Estabelecimento de políticas e procedimentos padrão entre as 3 companhias – Redução de pessoal: Programa de Demissão Voluntária (PDV) Captura • Custo reconhecido em junho/06: R$ 52 de milhões Sinergias • Redução de pessoal estimada após conclusão: 16% Vanguarda Fase 2 – Desenvolvimento de plataformas padrão de TI – Redesenho de processos críticos (metodologia Lean) 12
  13. 13. Programa de Combate às Perdas █ No 1S07, foram investidos R$ 38 milhões em programas para contenção de perdas técnicas e comerciais (R$ 13 milhões no Opex e R$ 25 milhões de Capex). Perdas comerciais (% da energia distribuída – últimos 12 meses) Bandeirante Escelsa Enersul EDB 7,8 ~ 330 mil inspeções realizadas em 1S07 6,0 5,9 6,6 5,0 5,4 ~ 148 mil fraudes identificadas 4,1 3,8 4,2 2,2 2,3 2,4 ~ R$ 17 milhões de receitas recuperadas ~ 700 mil inspeções programadas para Jun Jun Jun Jun Jun Jun Jun Jun Jun Jun Jun Jun 2007 05 06 07 05 06 07 05 06 07 05 06 07 Inadimplência (%) Bandeirante Escelsa Enersul O índice de inadimplência da 2,52 2,42 1,88 Bandeirante no 1S07 é afetado por R$ 1,28 1,40 1,21 1,31 1,13 11,7 milhões de provisão para não- 0,95 transferência de receita pelo agente arrecadador Jun Jun Jun Jun Jun Jun Jun Jun Jun 05 06 07 05 06 07 05 06 07 13
  14. 14. Capex Direcionamento dos Investimentos* (R$ milhões) 466 2007 E 376 149 323 130 Expansão do Sistema 116 58 Modernização de Redes 122 153 132 22 Automação, Telecom. e TI 92 66 Programa de Combate às Perdas 164 109 128 78 Projeto Vanguarda 2005 2006 2007E 114 Outros 466 TOTAL Bandeirante Escelsa Enersul •Exclui Capex do Programa de Universalização. 14
  15. 15. Programa “Luz Para Todos” █ No 1S07, R$ 26 milhões foram investidos no Programa “Luz Para Todos” Investimentos no Programa LPT – 2007E Novas Ligações (R$ milhões) (*realizado até 17 de Agosto de 2007) 11.908 55,5 11.000 10% 46,3 8.534 15% 10% 9.860 15% 6.717 35% 4.008 5.479 3.852 65% 4.000 2.300 2.048 3.399 2,684 40% 858 461 431 10% Escelsa Enersul 2004 2005 2006 2007* 2007E 2008E CDE RGR Recursos Próprios Estado Bandeirante Escelsa Enersul Nota: Bandeirante – Programa LPT concluído no 1S07. O investimento total em 2007 foi de R$ 3,5 milhões. 15
  16. 16. Mecanismo de Reajuste Tarifário Compra de Energia Custos de Transporte Encargos Parcela A (custos não-gerenciáveis) não- Base de Base de Taxa de Taxa de Empresa de Remuneraçã x Remuneração x Retorno Depreciação Referência o Líquida Bruta Retorno do Investimento Quota de Reintegração Custos Operacionais Eficientes Parcela B (custos gerenciáveis) 16
  17. 17. Processo de Revisão Tarifária Tarifa de Fornecimento Ganhos de Eficiência T1 T2 T3 X=0; infl. =0 X>0; infl. =0 Tempo Revisão 1 Revisão 2 17
  18. 18. Revisão Tarifária da Escelsa Composição do Índice de Reposicionamento Tarifário-Agosto 2007 Tarifário- -2,59% Compra de Energia Parcela -1,40% Encargos Setoriais A Índice de -0,89% Encargos de Transmissão Reposicionamento Tarifário -1,07% Remun. dos Investimentos -6,92% Parcela -0,74% Reintegração de Ativos B Reajuste Total das Tarifas 0,08% Empresa de Referência -9,62% -0,31% Outras Receitas Variação nas Contas de 4,76% Ajustes Financeiros Natureza Financeira -7,46% Ajustes Financeiros de 2006 a serem excluídos -2,70% Fator X = 1,45% 18
  19. 19. Revisão tarifária da Bandeirante Aspectos Preliminares BRR Bruta R$ 2.694 MM BRR Líquida R$ 1.287 MM Empresa de Referência R$ 237 MM Reajuste tarifário médio Inadimplência R$ 12 MM -11,97% Depreciação Regulatória 4,62% Receita Requerida* R$ 1.976 MM Fator X: -1,51% • Líquido de Outras receitas 19
  20. 20. Geração
  21. 21. Capacidade Instalada Lajeado Peixe Angical Capacidade instalada e Energia assegurada +452MW * (MW / MW médios) Suiça 1.018 1.043 Alegre Jucu 631 645 Mimoso Fruteiras 516 São João I Paraíso 334 São João II Viçosa Coxim Rio Bonito Costa Rica São João 2005 2006 2007E Corumbá +25MW ** Mascarenhas Capacidade Instalada Energia Assegurada 4a Máquina * Capacidade adicionada em 2006 ** Entrada em operação comercial no 1T07 +50MW * 21
  22. 22. Desempenho Operacional Volume de Energia Produzida Volume de Energia Vendida (GWh) (GWh) +101,8% 4.747 +42,6% 3.929 +29,3% +62,1% 2.756 2.655 2.409 2.352 2.053 1.486 2005 2006 1S06 1S07 2005 2006 1S06 1S07 22
  23. 23. Cronograma de Contratação Energia Disponível para Venda (MW médios) 151 130 Preço Médio R$ 81,4/MWh (2T07) 83 45 11 11 11 11 11 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 23
  24. 24. Oportunidades de Crescimento █ Construção a ser iniciada após concessão de Licença de Instalação: – PCH Santa Fé: +29 MW (início das operações estimado para 2009) █ Repotenciações: – Aprovadas pela ANEEL: +25 MW – Em Estudo: +25 MW █ Usinas térmicas a carvão em parceria com a MPX Mineração e Energia: + 525 MW (50% de cada projeto) – UTE Maranhão: + 350 MW – UTE Pecém: + 700 MW █ Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs): – Projetos com expectativa de conclusão e apresentação para ANEEL no 1T08: +212 MW – Projetos com expectativa de conclusão e apresentação para ANEEL em meados de 2008: +226 MW █ Estudos de viabilidade para 7 UHEs: +590 MW 24
  25. 25. Comercialização
  26. 26. Cenário de Preços Preços no curto prazo (R$ / MWh) 300 250 200 150 100 50 Jan-02 Jul-02 Jan-03 Jul-03 Jan-04 Jul-04 Jan-05 Jul-05 Jan-06 Jul-06 Jan-07 Jul-07 Histórico CCEE oficial Nota: o preço de Janeiro de 2002 foi afetado pelo racionamento de energia 26
  27. 27. Desempenho Operacional Volume de Energia Comercializada Número de Clientes (GWh) (Unidades) Participação de Mercado da +5,1% Enertrade em Jun 07: 8,24% +1,6% 6.702 64 6.379 +20,9% 63 1.193 52 2.567 +3,1% 43 3.503 3.612 749 581 5.509 3.812 2.754 3.031 2005 2006 1S06 1S07 2005 2006 1S06 1S07 Outros Empresas do Grupo ENBR 27
  28. 28. 1S07: Desempenho Financeiro
  29. 29. Desempenho Financeiro Distribuição Receita Líquida Ebitda (R$ milhões) +3,5% (R$ milhões) +1,8% 801 829 4.071 4.146 21% 20% 35% +36,3% 21% +19,5% 454 33% 30% 31% 2.025 30% 333 24% 1.695 25% 21% 34% 21% 31% 31% 46% 49% 49% 31% 34% 44% 42% 48% 48% 2005 2006 1S06 1S07 2005 2006 1S06 1S07 Lucro Líquido -7,9% (R$ milhões) 361 332 15% 45% +123% 42% 174 22% 43% 78 37% 43% 14% 44% 41% 11% 42% 2005 2006 1S06 1S07 Bandeirante Escelsa Enersul 29
  30. 30. Desempenho Financeiro Geração Receita Líquida Ebitda (R$ milhões) (R$ milhões) +165% +170% 458 273 25% +91,5% 21% +38,4% 193 268 17% 173 51% 194 17% 101 46% 101 24% 56% 52% 33% 55% 51% 44% 25% 28% 29% 26% 45% 31% 31% 49% 41% 2005 2006 1S06 1S07 2005 2006 1S06 1S07 Lucro Líquido (R$ milhões) +0,8% 130 131 19% +56,6% 85 41% 15% 87% 54 19% 40% 30% 40% 45% 13% 50% 2005 2006 1S06 1S07 Energest Enerpeixe EDP Lajeado 30
  31. 31. Desempenho Financeiro Comercialização Receita Líquida Ebitda (R$ milhões) (R$ milhões) +14,9% -93,7% 495 431 54 +18,2% -12,6% 298 252 28 24 3 2005 2006 1S06 1S07 2005 2006 1S06 1S07 Lucro Líquido (R$ milhões) -81,0% 48 -15,2% 21 18 9 2005 2006 1S06 1S07 31
  32. 32. EBITDA 1S07 x 1S06 EBITDA (R$ milhões) 19 118 650 (13) (29) 109 444 2 Junho/06 Enertrade Geração Distribuição Ajustes Contingências PDD Junho/07 contábeis e outros 23,4% Margem EBITDA 28,6% 32
  33. 33. Despesas Detalhamento das Despesas – 1S07 Detalhamento das Despesas Gerenciáveis (R$ milhões) o Despesas Gerenciáveis 1 Semestre Var.% R$ milhões 2007 2006 Var. Pessoal 155,9 197,4 -41,5 -21,0% 1.149,4 471,7 Material 19,7 19,9 -0,3 -1,3% (71%) (29%) Serviços de Terceiros 163,3 136,0 27,3 20,0% Provisões 78,5 37,0 41,5 112,1% Outros 54,3 40,1 14,3 35,6% Total 471,7 430,4 41,2 9,6% 1.621,1 Provisões + R$ 30,5 MM: PDD (incluindo R$ 11,7 MM devido a não-repasse de receitas por agente arrecadador e Custos não-gerenciáveis R$ 6,0 MM em recebíveis da Ampla) Custos Gerenciáveis + R$ 11,0 MM: contingências cíveis e trabalhistas Nota: Exclui depreciação e amortização 33
  34. 34. Resultado Financeiro █ A redução das receitas financeiras reflete principalmente o menor retorno de ativos regulatórios devido à queda da SELIC R$ milhões 1S07 1S06 Var.% Receita Financeira 119,3 137,5 -13% Despesa Financeira (189,3) (188,8) 0% Resultado Cambial Líquido (28,9) (34,5) -16% SWAP - Resultado Líquido (77,9) (73,4) 6% Variação Cambial 49,1 38,9 26% TOTAL (98,9) (85,8) 15% 34
  35. 35. Endividamento Endividamento – 1S07 Dívida Bruta por Indexador (Jun/07) (Evolução da Dívida Líquida - R$ milhões) 2% 5% Taxas Flutuantes *** Custo médio TJLP 3.012 da dívida no 34% 2T07: 11,3% 59% Curto US$ Prazo (698) 726 Pré-fixado (425) *** Inclui Selic, CDI, IGP-M e INPC Longo Prazo Dívida Líquida / Ebitda 1.889 2.286 1.850 (Jun/07) 2.345 1.879 1.889 1.702 1.850 3,0 Dívida Bruta (-) Caixa (-) Ativos e Dívida Líquida Dívida Líquida Jun/07 e Passivos Jun/07 Mar/07 1,9 1,8 Aplicações * Regulatórios 1,6 1,5 2004 2005 2006 Mar/07 Jun/07 * Inclui R$ 5,5 milhões de depósitos vinculados à dívida com BNDES ** Ratio: Dívida Líquida / EBITDA 12 meses Dívida Líquida (R$ MM) Dív. Líquida / Ebitda (x) ** 35
  36. 36. Cronograma de Vencimentos da Dívida Jun/07 vs Jul/07* █ Escelsa: Emissão de Debêntures em Jul/07 – R$250 Milhões Redução da dívida de curto prazo – Prazo: 7 anos Extensão do prazo médio da dívida – Carência de juros e principal: 5 anos Redução do custo médio da dívida – Remuneração: 105% do CDI Cronograma de Vencimento da Dívida (R$ milhões) Jun/2007 Após emissão de debêntures e resgate das Senior Notes 698 583 529 512 529 512 491 491 307 307 262 220 241 179 207 158 124 131 131 Caixa 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 Após 2014 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 Após 2014 Jun/07 * Emissão de debêntures concluída em Julho de 2007 36
  37. 37. Plano de Investimento Abertura dos Investimentos* (R$ milhões) 658 592 192 217 192 466 375 19 173 2006 2007E 1S07 Distribuição Geração * Excluídos os investimentos do Programa Luz Para Todos 37
  38. 38. Desempenho no Mercado Acionário em 2007 Capitalização de Mercado: R$ 5,7 bilhões (ENBR3 x Indexes Performance)* 140 130 ENBR3 = 8,5% 120 IBOV = 21,8% 110 IEE = 21,9% 100 90 IBX = 21,5% 80 28/12/2006 22/1/2007 16/2/2007 13/3/2007 7/4/2007 2/5/2007 27/5/2007 21/6/2007 16/7/2007 * Atualizado até 31 de Julho de 2007 Volume Médio Diário (R$ milhões) 15,4 13,8 13,5 8,3 10,4 7,2 5,5 Jan 07 Fev 07 Mar 07 Abr 07 Mai 07 Jun 07 Jul 07 38
  39. 39. Setembro de 2007 www.energiasdobrasil.com.br

×