FIESP - 2011A Importância do Gás Natural para o Desenvolvimento              da Geração Termelétrica.                  15 ...
SUMÁRIOO Setor Elétrico BrasileiroExpansão previstaA Importância da Geração Termelétrica na ExpansãoConsiderações Finais  ...
Setor Elétrico Brasileiro:Características do Sistema            Bacias Hidrográficas            Bacias Hidrográficas   Sis...
Setor Elétrico Brasileiro:Oferta Atual de Capacidade                 Perfil de Geração                                    ...
Setor Elétrico Brasileiro:Complexidade do Despacho do Sistema Hidrotérmico                                                ...
SUMÁRIOO Setor Elétrico BrasileiroExpansão previstaA Importância da Geração Termelétrica na ExpansãoConsiderações Finais  ...
EXPANSÃO TÉRMICA • ► O PDE      2010/2020 não considerou usinas térmicas a combustíveis fósseis.                          ...
SUMÁRIOO Setor Elétrico BrasileiroExpansão prevista por FonteA Importância da Geração Termelétrica na ExpansãoConsideraçõe...
Expansão ótima da geração.Haverá a necessidade de contratar cerca de 68 GW (3200 MW médios ao ano) paraatender ao crescime...
Expansão ótima da geração. Portanto, pode-se eliminar, em definitivo, o pensamento que ainda existe em algumas pessoas e e...
Expansão ótima da geração.Despachabilidade: O ONS pode dispor das usinas termelétricas a qualquer momento, acionando-as, t...
IMPORTÂNCIA DAS DEMAIS FONTES NA EXPANSÃO A grande maioria dos potenciais hidrelétricos encontram-se na Região Norte:A gra...
IMPACTOS AMBIENTAIS                      O impacto ambiental de                      novas hidroelétricas é               ...
Emissões - Desenvolvimento de Geração Termoelétrica.As queimadas de florestas são responsáveis por 3/4 das emissões brasil...
Lei nº 12187 (29/dez/2009) / DECRETO 7390/2010  (i) Instituiu aaPolítica Nacional sobre Mudança do Clima (PNMC) e;   (i) I...
INFLUÊNCIA DAS RESTRIÇÕES AMBIENTAIS NOARMAZENAMENTO DOS RESERVATÓRIOS         Perda gradual de regularização dos reservat...
Cenário atual e futuro da Operação do SIN    Critérios de risco do               Critérios de risco da     Planejamento da...
Levantamento da Geração Termelétrica                                                                                      ...
Operação do Futuro Sistema Elétrico Brasileiro                    Expansão da Geração no N e NE do Brasil.                ...
Operação do Futuro Sistema Elétrico Brasileiro A ausência de maior geração nos submercados Sudeste/Centro-Oeste e Sul os  ...
CONSIDERAÇÕES QUANTO AS FONTES DE ENERGIA.                           AS RESERVAS:   • DE GÁS ANTES E DEPOIS DO PRÉ-SAL- “M...
Gás Natural• Nos últimos anos, o gás natural vem tendo uma participaçãocrescente na matriz energética brasileira.• As pers...
A OFERTA MAIOR DO GÁS NO MERCADO ATUAL  O GÁS NATURAL É UMA DAS PRINCIPAIS OPORTUNIDADES, A LONGO PRAZO, PARA A CONFIABILI...
A OFERTA MAIOR DO GÁS NO MERCADO ATUAL               Província do Pré-Sal - MEGAOFERTA DE GÁSA produção de gás natural (GN...
A OFERTA MAIOR DO GÁS NO MERCADO ATUAL           Gás em MG - Bacia Sedimentar do Rio São Francisco .  Calcula-se que a pro...
A OFERTA MAIOR DO GÁS NO MERCADO ATUAL             Gás no MA - Bacia Sedimentar do Rio Parnaíba .  Calcula-se que a produç...
A OFERTA MAIOR DO GÁS NO MERCADO ATUAL                                           A infra-estrutura de                     ...
Gás Natural Liquefeito no Brasil    • No Brasil existem 02 terminais de GNL, o de Pecém, no estado do Ceará e    o da Baía...
A OFERTA MAIOR DO GÁS NO MERCADO ATUAL Pré-Sal - Reservas estimadas em até 107 bilhões de barris;  “Megaoferta” de Gás: pa...
A OFERTA MAIOR DO GÁS NO MERCADO ATUAL  Necessidade de reduzir a queima de 11% de toda produção nacionalde gás natural, pa...
SUMÁRIOO Setor Elétrico BrasileiroExpansão prevista por FonteA Importância da Geração Termelétrica na ExpansãoConsideraçõe...
Considerações Finais.  O mundo não abandonará os combustíveis fosseis nas próximas  4 décadas;  É impossível construir-se,...
Considerações Finais.A Monetização do Gás será obtida com a expansão daGeração Térmica, sendo esta uma das âncoras para od...
MUITO OBRIGADO!  ABRAGET – Associação Brasileira de Geradoras TermelétricasAv. Rio Branco 53/1301 ▪ Centro ▪ 20090-004 ▪ R...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação Xisto Vieira Filho – Diretor-Presidente da ABRAGET

1.488 visualizações

Publicada em

12º Encontro Internacional de Energia
Painel 1 - A Importância do Gás Natural para o Desenvolvimento Industrial e da Geração Térmica

Publicada em: Negócios, Esportes
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.488
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação Xisto Vieira Filho – Diretor-Presidente da ABRAGET

  1. 1. FIESP - 2011A Importância do Gás Natural para o Desenvolvimento da Geração Termelétrica. 15 de agosto de 2011
  2. 2. SUMÁRIOO Setor Elétrico BrasileiroExpansão previstaA Importância da Geração Termelétrica na ExpansãoConsiderações Finais 2
  3. 3. Setor Elétrico Brasileiro:Características do Sistema Bacias Hidrográficas Bacias Hidrográficas Sistema Interligado Nacional Sistema Interligado Nacional Cerca de 99.870 km de LinhasFonte: ONS/ MMEFonte: de Rede Básica 3
  4. 4. Setor Elétrico Brasileiro:Oferta Atual de Capacidade Perfil de Geração MW % Perfil de Geração HIDRO 81.455 66,3 TÉRMICA 32.122 26.1 Outros 1.073 0,9 Importação Importaç 8.170 6,7 TOTAL 122.810 100.0 Ge ração Térmica Gás Natural 9% 12% OC 6% 36% 6% OD Nuclear Carvão Mineral 31% Outros Fonte: ONS : : FonteFonte: Fonte ONS/MME 4
  5. 5. Setor Elétrico Brasileiro:Complexidade do Despacho do Sistema Hidrotérmico Em Operação 176 UHE’s 1460 UTE’s 2 UTN’s Em Construção 9 UHE’s 33 UTE’s 1 UTN’s 5
  6. 6. SUMÁRIOO Setor Elétrico BrasileiroExpansão previstaA Importância da Geração Termelétrica na ExpansãoConsiderações Finais 6
  7. 7. EXPANSÃO TÉRMICA • ► O PDE 2010/2020 não considerou usinas térmicas a combustíveis fósseis. A atual proporção de térmicas poderá ser insuficiente para atender a demanda em caso de fenômenos climáticos como o La Niña/El Niño. Ela necessariamente precisará crescer para firmar as hidrelétricas a fio dágua na Amazônia. Necessidade da participação de termoelétricas nos Leilões A-3 e A-5, • ► O PDE reconhece que na “vida real” a expansão pode ser outra: • …a concretização deste plano com esta composição de fontes na expansão planejada depende principalmente de obtenção de Licenças Prévias Ambientais, de modo que as usinas indicadas possam participar dos leilões… Caso contrário,uma eventual expansão de projetos termelétricos, preferencialmente movidos a gás natural, mas também projetos a carvão mineral… poderá se constituir na alternativa de atendimento à demanda, frente a eventuais atrasos dos projetos indicados. 7
  8. 8. SUMÁRIOO Setor Elétrico BrasileiroExpansão prevista por FonteA Importância da Geração Termelétrica na ExpansãoConsiderações Finais 8
  9. 9. Expansão ótima da geração.Haverá a necessidade de contratar cerca de 68 GW (3200 MW médios ao ano) paraatender ao crescimento de demanda até 2020. Ou seja, em dez anos, teremos quedisponibilizar mais da metade da potência instalada nos últimos 100 anos. Expansão mais segura e confiável do SIN Cenário Misto Mesmo que haja abundância de oferta hidrelétrica, a expansão de mínimo custo para o consumidor é um “mix” de usinas de todos os tipos de fontes. Custo Total da Expansão 70,6 68,0 68,2 Cenário Hidro Cenário Misto Cenário Térmico 9
  10. 10. Expansão ótima da geração. Portanto, pode-se eliminar, em definitivo, o pensamento que ainda existe em algumas pessoas e entidades, de que uma expansão somente com fontes renováveis é mais barata do que a expansão mista. Além disso as termelétricas possuem um importante conjunto de atributos: sinergia com as hidroelétricas; sinergia com as hidroelétricas; tempo de construção; tempo de construção; localização; localização; despachabilidade. (*) despachabilidade. (*) (*) Atributo fundamental em sistema hidrotérmico 10
  11. 11. Expansão ótima da geração.Despachabilidade: O ONS pode dispor das usinas termelétricas a qualquer momento, acionando-as, todas as vezes que ocorrem eventos inesperados. Exemplos Recentes: Exemplos Recentes: Acionamento de usinas térmicas para compensar oo aumento Acionamento de usinas térmicas para compensar aumento inesperado da demanda em uma situação de restrição do uso do inesperado da demanda em uma situação de restrição do uso do sistema de Itaipu; sistema de Itaipu; Acionamento suplementar das térmicas devido ao “susto” de 2008. Acionamento suplementar das térmicas devido ao “susto” de 2008. Estes mesmos acionamentos não poderiam ser feitos pelas fontes renováveis, pois as mesmas não são despacháveis 11
  12. 12. IMPORTÂNCIA DAS DEMAIS FONTES NA EXPANSÃO A grande maioria dos potenciais hidrelétricos encontram-se na Região Norte:A grande maioria dos potenciais hidrelétricos encontram-se na Região Norte: crescentes dificuldades para novos Licenciamentos Ambientais; crescentes dificuldades para novos Licenciamentos Ambientais; transmissão com custos elevados. transmissão com custos elevados. A expansão com foco central na base hídrica poderá acarretar insegurança:A expansão com foco central na base hídrica poderá acarretar insegurança: real impossibilidade de construção de UHE´s com reservatórios de real impossibilidade de construção de UHE´s com reservatórios de regularização; regularização; escassez de novos projetos aapartir de 2020. escassez de novos projetos partir de 2020. Hidrelétricas, Gás Natural, GNL, Hidrelétricas, Gás Natural, GNL, Confiabilidade eDiversificação Carvão, Biomassa, Nuclear, Carvão, Biomassa, Nuclear, segurança do das Fontes Óleo Combustível, Eólica, etc. Óleo Combustível, Eólica, etc. sistema Num contexto de mudanças climáticas, onde se esperam maiores secas, Os reservatórios das hidroelétricas teriam um valor muito grande para a gestão da água 12
  13. 13. IMPACTOS AMBIENTAIS O impacto ambiental de novas hidroelétricas é reduzido com a alegação de que as novas usinas terão pequenos reservatórios e irão desmatar pouco! No entanto, isto aumenta a necessidade de térmicas. 13
  14. 14. Emissões - Desenvolvimento de Geração Termoelétrica.As queimadas de florestas são responsáveis por 3/4 das emissões brasileirasde GEE e o governo espera diminuir o desmatamento da Amazônia em maisde 70%, até 2017. A participação do setor elétrico continuará sendominoritária no total de emissões, contribuindo com apenas 1,5% dasemissões do país.TEMOS QUE TER CUIDADO PARA EVITAR QUE IMPEDIMENTOS AMBIENTAIS, MUITASVEZES SEM FUNDAMENTAÇÃO TÉCNICA CONVINCENTE, INIBAM EMPREENDIMENTOSVOLTADOS PARA A SEGURANÇA ENERGÉTICA. NÃO SOMOS CONTRA O CONTROLE DE EMISSÕES, DESDE QUE FEITO COM BASES TÉCNICAS E PREMISSAS ADEQUADAS. 14
  15. 15. Lei nº 12187 (29/dez/2009) / DECRETO 7390/2010 (i) Instituiu aaPolítica Nacional sobre Mudança do Clima (PNMC) e; (i) Instituiu Política Nacional sobre Mudança do Clima (PNMC) e; (ii) Ratificou compromisso nacional voluntário eeestabelece ações de mitigação (ii) Ratificou compromisso nacional voluntário estabelece ações de mitigação das emissões GEE para reduzir 36,1% das emissões projetadas até das emissões GEE para reduzir 36,1% das emissões projetadas até 2020. 2020. O compromisso nacional é “confortável”, havendo alternativas que podem reduzir as emissões de GEE em montante superior ao valor compromissado. Não há restrições à expansão térmica. Cuidados especiais com legislações Estaduais. 15
  16. 16. INFLUÊNCIA DAS RESTRIÇÕES AMBIENTAIS NOARMAZENAMENTO DOS RESERVATÓRIOS Perda gradual de regularização dos reservatórios A paulatina perda da capacidade de regularização plurianual dos reservatórios dificilmente fará que com o SIN possa prescindir de complementação térmica anual nos períodos secos de cada ano. MAIOR DEPENDÊNCIA DOS PERÍODOS ÚMIDOS. 16
  17. 17. Cenário atual e futuro da Operação do SIN Critérios de risco do Critérios de risco da Planejamento da Expansão do SIN ≠ Operação Real do SIN – RD=0 Possibilidades das UTE´s atuais serem mais despachadas Maior dependência do SIN às UTE´s de Base disponíveis 17
  18. 18. Levantamento da Geração Termelétrica Geração Termelétrica Convencional - Operação no SE/CO 5000,00 4500,00 4000,00 3500,00 3000,00MW Médios 2500,00 2000,00 1500,00 1000,00 500,00 0,00 Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez 2008 2009 2010 2011 18
  19. 19. Operação do Futuro Sistema Elétrico Brasileiro Expansão da Geração no N e NE do Brasil. Maior Mercado de Consumo na região SE/CO. Região S dependente de Intercâmbios Elevados na Transmissão – Aumento de geração Termelétrica no SE para assegurar o Controle de Tensão.Preocupação com o Aumento de Geração Eólica – Não contribuem para o nível de CC. 19
  20. 20. Operação do Futuro Sistema Elétrico Brasileiro A ausência de maior geração nos submercados Sudeste/Centro-Oeste e Sul os tornam vulneráveis, pois neste sistema elétrico, há uma forte tendência para problemas de estabilidade dinâmica. Isto implica em sérias consequências derestabelecimento do mesmo, quando ocorrem distúrbios na rede de transmissão. 20
  21. 21. CONSIDERAÇÕES QUANTO AS FONTES DE ENERGIA. AS RESERVAS: • DE GÁS ANTES E DEPOIS DO PRÉ-SAL- “Megaoferta” de Gás; • DE CARVÃO; • DE URÂNIO. SOMENTE ESTES INSUMOS SERÃO CAPAZES DE GERAR OFERTA COMPLEMENTAR (E NECESSÁRIA) PARA A EXPANSÃO DO PARQUE DE GERAÇÃO BRASILEIRO. 21
  22. 22. Gás Natural• Nos últimos anos, o gás natural vem tendo uma participaçãocrescente na matriz energética brasileira.• As perspectivas para os próximos anos indicam que estaparticipação será ainda maior.• A entrada de novas áreas produtoras ea necessidade de atender o crescimentodas demandas, resultará num aumentodos volumes produzidos. 22
  23. 23. A OFERTA MAIOR DO GÁS NO MERCADO ATUAL O GÁS NATURAL É UMA DAS PRINCIPAIS OPORTUNIDADES, A LONGO PRAZO, PARA A CONFIABILIDADE DE SUPRIMENTO DE ENERGIA NO BRASIL.100 milhões m3/dia 200 milhões m3/dia 23
  24. 24. A OFERTA MAIOR DO GÁS NO MERCADO ATUAL Província do Pré-Sal - MEGAOFERTA DE GÁSA produção de gás natural (GN) na Bacia de Santos deverá ser bem superior à capacidadedos potenciais consumidores do Estado de São Paulo em utilizá-la.Necessidade da criação de políticas públicas para maximizar o consumo no Estado emconsonância com as diretrizes estratégicas – CESPEG/CEPG. 24
  25. 25. A OFERTA MAIOR DO GÁS NO MERCADO ATUAL Gás em MG - Bacia Sedimentar do Rio São Francisco . Calcula-se que a produção diária poderá ser de 7 a 8 milhões de metros cúbicos diários. Representa entre 20% e 25% da capacidade de transporte do Gasoduto Brasil-Bolívia (30 milhões de metros cúbicos/dia). Transformação da estrutura econômica do estado.280 km de Belo Horizonte 25
  26. 26. A OFERTA MAIOR DO GÁS NO MERCADO ATUAL Gás no MA - Bacia Sedimentar do Rio Parnaíba . Calcula-se que a produção diária poderá ser de 15 milhões de metros cúbicos diários. Representa 50% da capacidade de transporte do Gasoduto Brasil-Bolívia (30 milhões de metros cúbicos/dia). MPX desenvolverá na região cerca de 4000 MW de geração termelétrica. 26
  27. 27. A OFERTA MAIOR DO GÁS NO MERCADO ATUAL A infra-estrutura de transporte tem que ser suficiente para a necessária movimentação do gás natural Necessidade de expandir a rede de gasodutos para o interior, criar pólos industriais bem como a geração termelétrica. 27
  28. 28. Gás Natural Liquefeito no Brasil • No Brasil existem 02 terminais de GNL, o de Pecém, no estado do Ceará e o da Baía da Guanabara, no estado do Rio de Janeiro.Terminal de Regaseificação de Gás Terminal de Regaseificação de Gásem Pecém/CE na Baía de Guanabara/RJCapacidade: 7 milhões m³/dia Capacidade: 14 milhões m³/dia.Fonte: Petrobras Fonte: Petrobras• Dois outros Terminais de GNL devem entrar em operação até 2015,aumentando a capacidade existente em 24 milhões m³/dia. Um terminal será naBahia, o outro ainda está sendo definido. 28
  29. 29. A OFERTA MAIOR DO GÁS NO MERCADO ATUAL Pré-Sal - Reservas estimadas em até 107 bilhões de barris; “Megaoferta” de Gás: para cada 1 milhão de barris de petróleo sãoproduzidos aproximadamente 5 milhões de m3 de gás. O gás é associado à produção do petróleo em quase todas asplataformas. Uma parte desse combustível é reinjetado para aumentar aprodutividade dos reservatórios. O que sobra é vendido (se tiveralternativa de transporte) ou é queimado; O preço do gás tende a ser marginal: o foco é a extração de óleo -para aumentar a produção de óleo inevitavelmente se terá mais gás aser ofertado futuramente a custo marginal; 29
  30. 30. A OFERTA MAIOR DO GÁS NO MERCADO ATUAL Necessidade de reduzir a queima de 11% de toda produção nacionalde gás natural, para no máximo 4% (Banco Mundial), sendo a meta daANP para 3% da produção nacional. Elevação da geração das termelétricas, para manter a operação dosistema dentro de níveis “pré-estabelecidos” de segurança; Atrasos de obras de geração e transmissão decorrentes dacomplexidade crescente no licenciamento ambiental; O crescimento de consumo do gás natural será atingido com autilização deste mercado para as usinas termelétricas Necessidadede alterar paradigmas no Planejamento. Ou o gás será monetizado na nossa matriz ou será exportado para odesenvolvimento econômico de outros países. 30
  31. 31. SUMÁRIOO Setor Elétrico BrasileiroExpansão prevista por FonteA Importância da Geração Termelétrica na ExpansãoConsiderações Finais 31
  32. 32. Considerações Finais. O mundo não abandonará os combustíveis fosseis nas próximas 4 décadas; É impossível construir-se, atualmente, UHE’s com grandes reservatórios;Em situações hidrológicas adversas, a expansão da geração a fiod’água poderá não ser nem suficiente e nem adequada para asseguraro atendimento ao mercado ou ao estoque de segurança.Portanto, é fundamental a expansão do SEB, com térmicas paragarantir a operação do SIN a RD« 5%, praticamente ZERO. Para se garantir a segurança do suprimento do sistema energético com o equilíbrio entre a oferta e a demanda, a custos e preços competitivos, é requerido o uso combinado de fontes renováveis e não renováveis de energia. 32
  33. 33. Considerações Finais.A Monetização do Gás será obtida com a expansão daGeração Térmica, sendo esta uma das âncoras para odesenvolvimento do mercado de Gás Natural.O Brasil cada vez mais dependerá dastermelétricas. 33
  34. 34. MUITO OBRIGADO! ABRAGET – Associação Brasileira de Geradoras TermelétricasAv. Rio Branco 53/1301 ▪ Centro ▪ 20090-004 ▪ Rio de Janeiro ▪ RJ Tel/Fax: (21) 2296-9739/2253-0926 www.abraget.com.br ▪ abraget@abraget.com.br 34

×