SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 3
Baixar para ler offline
_________________________________________________________________________________________
Criado pela Lei Municipal Nº 809 de 22 de junho de 2006
publicada no Quadro de Avisos da Prefeitura Municipal do Condado em 22 de junho de 2006 e
Alterada pela Lei Municipal Nº 812 de 20 de novembro de 2006
publicada no Quadro de Avisos da Prefeitura Municipal do Condado em 20 de novembro de 2006
OBS.: Ainda sem sede própria, o CMEC realiza suas sessões na Sala de Reuniões da Secretaria Municipal de Educação do Município
Av. 15 de Novembro, 124 – Centro – Condado/PE
www.cmec-condado-pe.blogspot.com
PARECER CMEC Nº 008/2014
INTERESSADO: Conselheira do Conselho Municipal de Educação do Condado (CMEC), a
Profa. Maria do Carmo Vidal de Sena
MUNICÍPIO: Condado UF: PE
ASSUNTO: Requer sua desvinculação do Conselho Municipal de Educação do Condado
ANÁLISE ADMINISTRATIVA: Presidência do CMEC (Decisão de cunho administrativo)
PROCESSO Nº 008/2014 PROTOCOLO Nº: Requerimento Avulso S/Nº, de 10/11/2014
PARECER CMEC/PRES Nº:
008/2014
MODALIDADE
Análise Especial
DECIDIDO
EM: 2 / 12 /2014
I – RELATÓRIO
Por meio do OFÍCIO Nº 40, de 6 de novembro de 2014, o Sindicato dos
Servidores Municipais do Condado (SINDSMUC) protocolou no Conselho Municipal de
Educação do Condado (CMEC) solicitação de substituição da Conselheira de Educação
MARIA DO CARMO VIDAL DE SENA por Maria Helena Pereira da Silva.
Com fulcro na Resolução CMEC Nº 001/2014, tal documento fora indeferido pela
Presidência do CMEC em 7 de novembro de 2014, dado o atropelamento dos devidos
trâmites para a questão, uma vez que Segmentos não podem substituir membros no
usufruto de MANDATO no CMEC, mesmo que representantes do respectivo segmento
social, senão por renúncia formal do próprio Conselheiro.
Conforme os preceitos legais, a Conselheira de Educação supracitada, em 17 de
novembro de 2014, protocolou Requerimento de Renúncia à Suplência, por esta
assumida no CMEC, como Representante do SINDSMUC, o que provocou a necessidade
de deliberação do Conselho para o requerimento protocolado. Ressalte-se que, de fato,
quem protocolou o documento fora Maria Helena Pereira da Silva. O documento apenas
estava assinado por quem de direito;
A Vice-Presidente do CMEC, na pessoa da Profa. Evânia Cristina da Silva Brito, a
partir desse fato, procedeu uma conversa informal com a Conselheira em questão pedindo-
lhe estudo da requisição, uma 2ª reflexão se tal renúncia não caracterizasse uma
necessidade extrema e incontestável, uma vez que sua renúncia geraria a abertura de um
processo que demandaria tempo e trabalho desnecessário para o CMEC e para o
segmento;
De conformidade com a Resolução CMEC Nº 001/2014 e a Resolução CMEC Nº
004/2014, a Diretoria do CMEC, na pessoa do seu Presidente e da sua Secretária, a
Profa. Ivaneide do Nascimento Pereira, formalmente, procurou a Requerente, em 28 de
novembro de 2014, para ouvir suas razões a respeito de seu requerimento, esclarecendo
peculiaridades do CMEC e explicitando como se dará um Processo de tal natureza;
Em atenção à Diretoria do CMEC, a Requerente pediu mais um tempo (um final de
semana) para decidir por sua permanência ou não no Órgão, dizendo que decidiria após
01
_________________________________________________________________________________________
Criado pela Lei Municipal Nº 809 de 22 de junho de 2006
publicada no Quadro de Avisos da Prefeitura Municipal do Condado em 22 de junho de 2006 e
Alterada pela Lei Municipal Nº 812 de 20 de novembro de 2006
publicada no Quadro de Avisos da Prefeitura Municipal do Condado em 20 de novembro de 2006
OBS.: Ainda sem sede própria, o CMEC realiza suas sessões na Sala de Reuniões da Secretaria Municipal de Educação do Município
Av. 15 de Novembro, 124 – Centro – Condado/PE
www.cmec-condado-pe.blogspot.com
consultar Maria Helena Pereira da Silva (fala sua), mesmo a Diretoria do CMEC deixando
claro que essa decisão deveria partir exclusivamente dela;
Outra vez procurada pela Presidência e Vice-Presidência do CMEC, em 2 de
dezembro de 2014 a, até então Conselheira, decidiu por renunciar à Suplência por
conveniência sua com a “Diretoria do seu Segmento”.
II – ANÁLISE DA PRESIDÊNCIA
Embora não seja cabível a interferência dos Segmentos na permanência ou saída
dos Conselheiros, haja vista que uma vez Conselheiro, se está no gozo de mandato,
cabendo a quem quer que seja, satisfeito ou não, aceitar que a permanência do Conselheiro
se dará até o término do mandato, a Conselheira, por razões explícitas e públicas de não
querer perturbar a sua harmonia com seus correligionários, insistiu em decidir sua
permanência ou não no CMEC junto ao SINDSMUC, que se posicionou pela desobrigação
da conselheira permanecer no CMEC, levando-nos a perceber, nesse discurso, que há mais
interesse do segmento na sua renúncia do que da própria Conselheira.
Há que se considerar aqui que, embora estejamos utilizando o termo “segmento”, na
verdade, tal tratamento está descaracterizado, uma vez que, o posicionamento do segmento
não se procede aqui do colegiado, da totalidade ou, ao menos, da maioria simples de todos
os seus sócios/filiados, e isso a, até então, Conselheira deixou transparecer publicamente
no ambiente do Centro Social Francisco Cabral, onde atua como Professora Polivalente,
quando da visita da Diretoria do CMEC para com ela conversar, nos dias 28/11/2014 e
2/12/2014, num momento em que telefonou para a substituta sugerida em bom tom.
Ressalto que é “louvável” a intenção de quaisquer dos cidadãos em compor uma
bancada de conselheiros, e de quaisquer dos Conselhos existentes, por se tratar de um
dever político-social e também de um direito, ambos relevantes, desde que a investidura se
proceda dentro dos parâmetros legais para a assumissão do papel social pelo bem comum
da sociedade na busca conjunta por um serviço público de qualidade, neste caso, de uma
educação qualificada e qualificadora.
Diante da orientação do “segmento”, portanto, nas condições já apresentadas, a até
então, Conselheira decidiu por sair do CMEC deixando a suplência agora para Maria Helena
Pereira da Silva (fala sua), dizendo ainda ter esta mais tempo e interesse do que ela,
esquecendo, porém, que, nos Conselhos não se transfere cargos e funções.
Sendo, de qualquer forma, agora uma decisão que parte da Conselheira, mesmo que
sendo uma vontade permissiva, seu direito deve ser respeitado pelo critério da sua vontade,
em atenção especial ao inciso II do art. 5º da Constituição da República Federativa do
Brasil, de 1988.
Por tais razões, portanto, o CMEC, prudentemente, não impõe, e nem poderia, a
permanência irredutível dos Conselheiros no Órgão, embora seja seu dever dialogar com
estes, contornar possíveis conflitos e preocupações em relação ao CMEC, sensibilizando a
todos para nossas responsabilidades para com a sociedade, evitando causas que interfiram
no andamento do Órgão, para que seja mantida também a linearidade harmônica dos
trabalhos do CMEC, levando em consideração que devemos, enquanto Conselheiros de
Educação, estar mais interessados na sociedade e na busca dos benefícios coletivos como
um todo que na nossa própria individualidade.
02
_________________________________________________________________________________________
Criado pela Lei Municipal Nº 809 de 22 de junho de 2006
publicada no Quadro de Avisos da Prefeitura Municipal do Condado em 22 de junho de 2006 e
Alterada pela Lei Municipal Nº 812 de 20 de novembro de 2006
publicada no Quadro de Avisos da Prefeitura Municipal do Condado em 20 de novembro de 2006
OBS.: Ainda sem sede própria, o CMEC realiza suas sessões na Sala de Reuniões da Secretaria Municipal de Educação do Município
Av. 15 de Novembro, 124 – Centro – Condado/PE
www.cmec-condado-pe.blogspot.com
III – DECISÃO DO PRESIDENTE
Diante do exposto, decido, nos termos do inciso I do art. 8º, do art. 4º e do art. 17 da
Lei Municipal Nº 809/2006, e do parágrafo único do art. 8º da Resolução CMEC Nº
001/2014, incluído pelo art. 4º da Resolução CMEC Nº 004/2014, pelo deferimento do
REQUERIMENTO em questão da, até o presente momento, Conselheira de Educação,
levando ao conhecimento do SINDSMUC os trâmites que deverão seguir, nos termos da
alínea “i” do art. 2º da Lei Municipal Nº 809/2006, escolhendo novo representante em
Assembleia, devendo considerar as orientações constantes da Resolução CMEC Nº
001/2014 e da Resolução CMEC Nº 004/2014, que constituirão uma orientação baixada em
PORTARIA emanada da Presidência do CMEC a partir do presente Parecer Técnico-
Administrativo.
Sala de Sessões do CMEC (Condado/PE), 2 de dezembro de 2014
Prof. Esp. Emilson Martiniano Benedito
PRESIDENTE
Conselho Municipal de Educação do Condado – CMEC
PORTARIA PMC Nº 373/2014
03

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Especial Indaiá - 469
Especial Indaiá - 469Especial Indaiá - 469
Especial Indaiá - 469
sindibeb
 
Ata 008 09 11-10 - CMC
Ata 008 09 11-10 - CMCAta 008 09 11-10 - CMC
Ata 008 09 11-10 - CMC
Aline Romani
 
PS SM - Boletim Informativo
PS SM - Boletim InformativoPS SM - Boletim Informativo
PS SM - Boletim Informativo
Nuno Antão
 
O mirante de santana 16
O mirante de santana 16O mirante de santana 16
O mirante de santana 16
Suyen Miranda
 
1ª sessão ordinária .05.02.2013
1ª  sessão ordinária .05.02.20131ª  sessão ordinária .05.02.2013
1ª sessão ordinária .05.02.2013
Camaramre
 
O mirante de santana 18
O mirante de santana 18O mirante de santana 18
O mirante de santana 18
Suyen Miranda
 
20ª sessão ordinária 29.04.2013
20ª sessão ordinária 29.04.201320ª sessão ordinária 29.04.2013
20ª sessão ordinária 29.04.2013
Camaramre
 
10ª sessão ordinária 18.03.2013
10ª sessão ordinária 18.03.201310ª sessão ordinária 18.03.2013
10ª sessão ordinária 18.03.2013
Camaramre
 
Jb news informativo nr. 0245
Jb news   informativo nr. 0245Jb news   informativo nr. 0245
Jb news informativo nr. 0245
JB News
 

Mais procurados (18)

Jornal rotary junho 2012 curvado f nova foto
Jornal rotary junho 2012 curvado f nova fotoJornal rotary junho 2012 curvado f nova foto
Jornal rotary junho 2012 curvado f nova foto
 
Observador junho 2010
Observador junho 2010Observador junho 2010
Observador junho 2010
 
Especial Indaiá - 469
Especial Indaiá - 469Especial Indaiá - 469
Especial Indaiá - 469
 
Ata 008 09 11-10 - CMC
Ata 008 09 11-10 - CMCAta 008 09 11-10 - CMC
Ata 008 09 11-10 - CMC
 
PS SM - Boletim Informativo
PS SM - Boletim InformativoPS SM - Boletim Informativo
PS SM - Boletim Informativo
 
O mirante de santana 16
O mirante de santana 16O mirante de santana 16
O mirante de santana 16
 
1ª sessão ordinária .05.02.2013
1ª  sessão ordinária .05.02.20131ª  sessão ordinária .05.02.2013
1ª sessão ordinária .05.02.2013
 
Reg int 2013_2014_final
Reg int 2013_2014_finalReg int 2013_2014_final
Reg int 2013_2014_final
 
O mirante de santana 18
O mirante de santana 18O mirante de santana 18
O mirante de santana 18
 
Boletim Informativo nº 01
Boletim Informativo nº 01Boletim Informativo nº 01
Boletim Informativo nº 01
 
Informativo-INTEGRA CVU BRASIL
Informativo-INTEGRA CVU BRASILInformativo-INTEGRA CVU BRASIL
Informativo-INTEGRA CVU BRASIL
 
Boletim Informativo nº 15
Boletim Informativo nº 15Boletim Informativo nº 15
Boletim Informativo nº 15
 
Upa verso
Upa versoUpa verso
Upa verso
 
O Alterense 18
O Alterense 18O Alterense 18
O Alterense 18
 
20ª sessão ordinária 29.04.2013
20ª sessão ordinária 29.04.201320ª sessão ordinária 29.04.2013
20ª sessão ordinária 29.04.2013
 
10ª sessão ordinária 18.03.2013
10ª sessão ordinária 18.03.201310ª sessão ordinária 18.03.2013
10ª sessão ordinária 18.03.2013
 
Requerimento 01 2018 cartilha sobre Orientação a gravidez
Requerimento 01 2018  cartilha sobre Orientação a gravidezRequerimento 01 2018  cartilha sobre Orientação a gravidez
Requerimento 01 2018 cartilha sobre Orientação a gravidez
 
Jb news informativo nr. 0245
Jb news   informativo nr. 0245Jb news   informativo nr. 0245
Jb news informativo nr. 0245
 

Destaque

Destaque (20)

Indicação cmec nº 001.2015
Indicação cmec nº 001.2015Indicação cmec nº 001.2015
Indicação cmec nº 001.2015
 
Indicação cmec nº 002.2015
Indicação cmec nº 002.2015Indicação cmec nº 002.2015
Indicação cmec nº 002.2015
 
Calendário de reuniões ordinárias do cmec - 2º semestre/2015
Calendário de reuniões ordinárias do cmec - 2º semestre/2015Calendário de reuniões ordinárias do cmec - 2º semestre/2015
Calendário de reuniões ordinárias do cmec - 2º semestre/2015
 
Projeto a caixa mágica
Projeto a caixa mágicaProjeto a caixa mágica
Projeto a caixa mágica
 
Projeto de intervenção idec 2013
Projeto de intervenção idec   2013Projeto de intervenção idec   2013
Projeto de intervenção idec 2013
 
Resolução cmec nº 001 de 5 de maio de 2014
Resolução cmec nº 001 de 5 de maio de 2014Resolução cmec nº 001 de 5 de maio de 2014
Resolução cmec nº 001 de 5 de maio de 2014
 
Ofício cg par nº 003.2014
Ofício cg par nº 003.2014Ofício cg par nº 003.2014
Ofício cg par nº 003.2014
 
Parecer cmec nº 002.2015
Parecer cmec nº 002.2015Parecer cmec nº 002.2015
Parecer cmec nº 002.2015
 
Parecer cmec nº 004.2015
Parecer cmec nº 004.2015Parecer cmec nº 004.2015
Parecer cmec nº 004.2015
 
Parecer cmec nº 005.2015
Parecer cmec nº 005.2015Parecer cmec nº 005.2015
Parecer cmec nº 005.2015
 
Indicação cmec nº 003.2015
Indicação cmec nº 003.2015Indicação cmec nº 003.2015
Indicação cmec nº 003.2015
 
Parecer cmec nº 003.2015
Parecer cmec nº 003.2015Parecer cmec nº 003.2015
Parecer cmec nº 003.2015
 
Resolução cmec nº 002.2014 atualizada
Resolução cmec nº 002.2014 atualizadaResolução cmec nº 002.2014 atualizada
Resolução cmec nº 002.2014 atualizada
 
Minuta de Projeto de Lei para criação do SisMEC
Minuta de Projeto de Lei para criação do SisMECMinuta de Projeto de Lei para criação do SisMEC
Minuta de Projeto de Lei para criação do SisMEC
 
Portaria pmc nº 373.2014
Portaria pmc nº 373.2014Portaria pmc nº 373.2014
Portaria pmc nº 373.2014
 
Requerimento avulso de maria do carmo vidal de sena
Requerimento avulso de maria do carmo vidal de senaRequerimento avulso de maria do carmo vidal de sena
Requerimento avulso de maria do carmo vidal de sena
 
Formulário próprio de indicação cmec para conselheiros
Formulário próprio de indicação cmec para conselheirosFormulário próprio de indicação cmec para conselheiros
Formulário próprio de indicação cmec para conselheiros
 
Lei municipal nº 920 de 9 de dezembro de 2011
Lei municipal nº 920 de 9 de dezembro de 2011Lei municipal nº 920 de 9 de dezembro de 2011
Lei municipal nº 920 de 9 de dezembro de 2011
 
Lei nº 948 de 14 de novembro de 2013
Lei nº 948 de 14 de novembro de 2013Lei nº 948 de 14 de novembro de 2013
Lei nº 948 de 14 de novembro de 2013
 
Calendário letivo 2015. condado pe
Calendário letivo 2015. condado peCalendário letivo 2015. condado pe
Calendário letivo 2015. condado pe
 

Semelhante a Parecer cmec nº 008.2014

Semelhante a Parecer cmec nº 008.2014 (20)

Parecer cmec nº 001 de 9 de maio de 2014
Parecer cmec nº 001 de 9 de maio de 2014Parecer cmec nº 001 de 9 de maio de 2014
Parecer cmec nº 001 de 9 de maio de 2014
 
Parecer cmec nº 006.2014
Parecer cmec nº 006.2014Parecer cmec nº 006.2014
Parecer cmec nº 006.2014
 
Parecer cmec nº 006
Parecer cmec nº 006Parecer cmec nº 006
Parecer cmec nº 006
 
Resolução cmec nº 004 de 6 de novembro de 2014
Resolução cmec nº 004 de 6 de novembro de 2014Resolução cmec nº 004 de 6 de novembro de 2014
Resolução cmec nº 004 de 6 de novembro de 2014
 
Resolução cmec nº 001.2014 atualizada
Resolução cmec nº 001.2014 atualizadaResolução cmec nº 001.2014 atualizada
Resolução cmec nº 001.2014 atualizada
 
Resolução cmec nº 001.2014 atualizada
Resolução cmec nº 001.2014 atualizadaResolução cmec nº 001.2014 atualizada
Resolução cmec nº 001.2014 atualizada
 
Resolução cmec nº 001 de 25 de novembro de 2015
Resolução cmec nº 001 de 25 de novembro de 2015Resolução cmec nº 001 de 25 de novembro de 2015
Resolução cmec nº 001 de 25 de novembro de 2015
 
Edital cmec nº 004.2016
Edital cmec nº 004.2016Edital cmec nº 004.2016
Edital cmec nº 004.2016
 
Edital cmec nº 002.2016
Edital cmec nº 002.2016Edital cmec nº 002.2016
Edital cmec nº 002.2016
 
Parecer cmec nº 006.2015
Parecer cmec nº 006.2015Parecer cmec nº 006.2015
Parecer cmec nº 006.2015
 
Regimento interno do cmec
Regimento interno do cmecRegimento interno do cmec
Regimento interno do cmec
 
Parecer cmec nº 005.2014
Parecer cmec nº 005.2014Parecer cmec nº 005.2014
Parecer cmec nº 005.2014
 
Portaria cmec nº 002.2016
Portaria cmec nº 002.2016Portaria cmec nº 002.2016
Portaria cmec nº 002.2016
 
Parecer cmec nº 007.2014
Parecer cmec nº 007.2014Parecer cmec nº 007.2014
Parecer cmec nº 007.2014
 
Oficio n° 090 2015 Consulta CT Boa Nova
Oficio n° 090 2015 Consulta CT Boa NovaOficio n° 090 2015 Consulta CT Boa Nova
Oficio n° 090 2015 Consulta CT Boa Nova
 
Resolução cmec nº 003 de 17 de outubro de 2014
Resolução cmec nº 003 de 17 de outubro de 2014Resolução cmec nº 003 de 17 de outubro de 2014
Resolução cmec nº 003 de 17 de outubro de 2014
 
Sessão Ordinária 16/09/2013
Sessão Ordinária 16/09/2013Sessão Ordinária 16/09/2013
Sessão Ordinária 16/09/2013
 
Eugenia mota retrospectiva 2017
Eugenia mota retrospectiva 2017Eugenia mota retrospectiva 2017
Eugenia mota retrospectiva 2017
 
Requerimento interno cmec nº 001.2014
Requerimento interno cmec nº 001.2014Requerimento interno cmec nº 001.2014
Requerimento interno cmec nº 001.2014
 
Vereador Rezende - Requerimentos 07
Vereador Rezende - Requerimentos 07Vereador Rezende - Requerimentos 07
Vereador Rezende - Requerimentos 07
 

Mais de EMBcae consultoria e assessoria educacional

Mais de EMBcae consultoria e assessoria educacional (14)

Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
Lei Municipal Nº 887, de 2 de julho de 2010.pdf
Lei Municipal Nº 887, de 2 de julho de 2010.pdfLei Municipal Nº 887, de 2 de julho de 2010.pdf
Lei Municipal Nº 887, de 2 de julho de 2010.pdf
 
Minuta de projeto de lei em substituição à lei nº 913 de 13.12.2011 conselho...
Minuta de projeto de lei em substituição à lei nº 913 de 13.12.2011  conselho...Minuta de projeto de lei em substituição à lei nº 913 de 13.12.2011  conselho...
Minuta de projeto de lei em substituição à lei nº 913 de 13.12.2011 conselho...
 
Ofício cmec.pres nº 003.2014
Ofício cmec.pres nº 003.2014Ofício cmec.pres nº 003.2014
Ofício cmec.pres nº 003.2014
 
Parecer cmec nº 001.2016
Parecer cmec nº 001.2016Parecer cmec nº 001.2016
Parecer cmec nº 001.2016
 
Indicação da equipe técnico administrativo da educação
Indicação da equipe técnico administrativo da educaçãoIndicação da equipe técnico administrativo da educação
Indicação da equipe técnico administrativo da educação
 
Ofício semed nº 026.2016
Ofício semed nº 026.2016Ofício semed nº 026.2016
Ofício semed nº 026.2016
 
Edital cmec nº 003.2016
Edital cmec nº 003.2016Edital cmec nº 003.2016
Edital cmec nº 003.2016
 
Notificação extrajudicial contra escolas e profissionais da educação que feri...
Notificação extrajudicial contra escolas e profissionais da educação que feri...Notificação extrajudicial contra escolas e profissionais da educação que feri...
Notificação extrajudicial contra escolas e profissionais da educação que feri...
 
Indicação cmec nº 004.2015
Indicação cmec nº 004.2015Indicação cmec nº 004.2015
Indicação cmec nº 004.2015
 
Pee pe. lei estadual nº 15.533 de 23.6.2015
Pee pe. lei estadual nº 15.533 de 23.6.2015Pee pe. lei estadual nº 15.533 de 23.6.2015
Pee pe. lei estadual nº 15.533 de 23.6.2015
 
Projeto indisciplina na escola emapa
Projeto indisciplina na escola   emapaProjeto indisciplina na escola   emapa
Projeto indisciplina na escola emapa
 
Plano de ação pedagógica 2015 6º ao 9º ano do ef - semed
Plano de ação pedagógica 2015   6º ao 9º ano do ef - semedPlano de ação pedagógica 2015   6º ao 9º ano do ef - semed
Plano de ação pedagógica 2015 6º ao 9º ano do ef - semed
 
Pme 2015 2025. anexo da lei municipal nº 995.2015
Pme 2015 2025. anexo da lei municipal nº 995.2015Pme 2015 2025. anexo da lei municipal nº 995.2015
Pme 2015 2025. anexo da lei municipal nº 995.2015
 

Último

Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Eró Cunha
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
profbrunogeo95
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Kelly Mendes
 

Último (20)

"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 

Parecer cmec nº 008.2014

  • 1. _________________________________________________________________________________________ Criado pela Lei Municipal Nº 809 de 22 de junho de 2006 publicada no Quadro de Avisos da Prefeitura Municipal do Condado em 22 de junho de 2006 e Alterada pela Lei Municipal Nº 812 de 20 de novembro de 2006 publicada no Quadro de Avisos da Prefeitura Municipal do Condado em 20 de novembro de 2006 OBS.: Ainda sem sede própria, o CMEC realiza suas sessões na Sala de Reuniões da Secretaria Municipal de Educação do Município Av. 15 de Novembro, 124 – Centro – Condado/PE www.cmec-condado-pe.blogspot.com PARECER CMEC Nº 008/2014 INTERESSADO: Conselheira do Conselho Municipal de Educação do Condado (CMEC), a Profa. Maria do Carmo Vidal de Sena MUNICÍPIO: Condado UF: PE ASSUNTO: Requer sua desvinculação do Conselho Municipal de Educação do Condado ANÁLISE ADMINISTRATIVA: Presidência do CMEC (Decisão de cunho administrativo) PROCESSO Nº 008/2014 PROTOCOLO Nº: Requerimento Avulso S/Nº, de 10/11/2014 PARECER CMEC/PRES Nº: 008/2014 MODALIDADE Análise Especial DECIDIDO EM: 2 / 12 /2014 I – RELATÓRIO Por meio do OFÍCIO Nº 40, de 6 de novembro de 2014, o Sindicato dos Servidores Municipais do Condado (SINDSMUC) protocolou no Conselho Municipal de Educação do Condado (CMEC) solicitação de substituição da Conselheira de Educação MARIA DO CARMO VIDAL DE SENA por Maria Helena Pereira da Silva. Com fulcro na Resolução CMEC Nº 001/2014, tal documento fora indeferido pela Presidência do CMEC em 7 de novembro de 2014, dado o atropelamento dos devidos trâmites para a questão, uma vez que Segmentos não podem substituir membros no usufruto de MANDATO no CMEC, mesmo que representantes do respectivo segmento social, senão por renúncia formal do próprio Conselheiro. Conforme os preceitos legais, a Conselheira de Educação supracitada, em 17 de novembro de 2014, protocolou Requerimento de Renúncia à Suplência, por esta assumida no CMEC, como Representante do SINDSMUC, o que provocou a necessidade de deliberação do Conselho para o requerimento protocolado. Ressalte-se que, de fato, quem protocolou o documento fora Maria Helena Pereira da Silva. O documento apenas estava assinado por quem de direito; A Vice-Presidente do CMEC, na pessoa da Profa. Evânia Cristina da Silva Brito, a partir desse fato, procedeu uma conversa informal com a Conselheira em questão pedindo- lhe estudo da requisição, uma 2ª reflexão se tal renúncia não caracterizasse uma necessidade extrema e incontestável, uma vez que sua renúncia geraria a abertura de um processo que demandaria tempo e trabalho desnecessário para o CMEC e para o segmento; De conformidade com a Resolução CMEC Nº 001/2014 e a Resolução CMEC Nº 004/2014, a Diretoria do CMEC, na pessoa do seu Presidente e da sua Secretária, a Profa. Ivaneide do Nascimento Pereira, formalmente, procurou a Requerente, em 28 de novembro de 2014, para ouvir suas razões a respeito de seu requerimento, esclarecendo peculiaridades do CMEC e explicitando como se dará um Processo de tal natureza; Em atenção à Diretoria do CMEC, a Requerente pediu mais um tempo (um final de semana) para decidir por sua permanência ou não no Órgão, dizendo que decidiria após 01
  • 2. _________________________________________________________________________________________ Criado pela Lei Municipal Nº 809 de 22 de junho de 2006 publicada no Quadro de Avisos da Prefeitura Municipal do Condado em 22 de junho de 2006 e Alterada pela Lei Municipal Nº 812 de 20 de novembro de 2006 publicada no Quadro de Avisos da Prefeitura Municipal do Condado em 20 de novembro de 2006 OBS.: Ainda sem sede própria, o CMEC realiza suas sessões na Sala de Reuniões da Secretaria Municipal de Educação do Município Av. 15 de Novembro, 124 – Centro – Condado/PE www.cmec-condado-pe.blogspot.com consultar Maria Helena Pereira da Silva (fala sua), mesmo a Diretoria do CMEC deixando claro que essa decisão deveria partir exclusivamente dela; Outra vez procurada pela Presidência e Vice-Presidência do CMEC, em 2 de dezembro de 2014 a, até então Conselheira, decidiu por renunciar à Suplência por conveniência sua com a “Diretoria do seu Segmento”. II – ANÁLISE DA PRESIDÊNCIA Embora não seja cabível a interferência dos Segmentos na permanência ou saída dos Conselheiros, haja vista que uma vez Conselheiro, se está no gozo de mandato, cabendo a quem quer que seja, satisfeito ou não, aceitar que a permanência do Conselheiro se dará até o término do mandato, a Conselheira, por razões explícitas e públicas de não querer perturbar a sua harmonia com seus correligionários, insistiu em decidir sua permanência ou não no CMEC junto ao SINDSMUC, que se posicionou pela desobrigação da conselheira permanecer no CMEC, levando-nos a perceber, nesse discurso, que há mais interesse do segmento na sua renúncia do que da própria Conselheira. Há que se considerar aqui que, embora estejamos utilizando o termo “segmento”, na verdade, tal tratamento está descaracterizado, uma vez que, o posicionamento do segmento não se procede aqui do colegiado, da totalidade ou, ao menos, da maioria simples de todos os seus sócios/filiados, e isso a, até então, Conselheira deixou transparecer publicamente no ambiente do Centro Social Francisco Cabral, onde atua como Professora Polivalente, quando da visita da Diretoria do CMEC para com ela conversar, nos dias 28/11/2014 e 2/12/2014, num momento em que telefonou para a substituta sugerida em bom tom. Ressalto que é “louvável” a intenção de quaisquer dos cidadãos em compor uma bancada de conselheiros, e de quaisquer dos Conselhos existentes, por se tratar de um dever político-social e também de um direito, ambos relevantes, desde que a investidura se proceda dentro dos parâmetros legais para a assumissão do papel social pelo bem comum da sociedade na busca conjunta por um serviço público de qualidade, neste caso, de uma educação qualificada e qualificadora. Diante da orientação do “segmento”, portanto, nas condições já apresentadas, a até então, Conselheira decidiu por sair do CMEC deixando a suplência agora para Maria Helena Pereira da Silva (fala sua), dizendo ainda ter esta mais tempo e interesse do que ela, esquecendo, porém, que, nos Conselhos não se transfere cargos e funções. Sendo, de qualquer forma, agora uma decisão que parte da Conselheira, mesmo que sendo uma vontade permissiva, seu direito deve ser respeitado pelo critério da sua vontade, em atenção especial ao inciso II do art. 5º da Constituição da República Federativa do Brasil, de 1988. Por tais razões, portanto, o CMEC, prudentemente, não impõe, e nem poderia, a permanência irredutível dos Conselheiros no Órgão, embora seja seu dever dialogar com estes, contornar possíveis conflitos e preocupações em relação ao CMEC, sensibilizando a todos para nossas responsabilidades para com a sociedade, evitando causas que interfiram no andamento do Órgão, para que seja mantida também a linearidade harmônica dos trabalhos do CMEC, levando em consideração que devemos, enquanto Conselheiros de Educação, estar mais interessados na sociedade e na busca dos benefícios coletivos como um todo que na nossa própria individualidade. 02
  • 3. _________________________________________________________________________________________ Criado pela Lei Municipal Nº 809 de 22 de junho de 2006 publicada no Quadro de Avisos da Prefeitura Municipal do Condado em 22 de junho de 2006 e Alterada pela Lei Municipal Nº 812 de 20 de novembro de 2006 publicada no Quadro de Avisos da Prefeitura Municipal do Condado em 20 de novembro de 2006 OBS.: Ainda sem sede própria, o CMEC realiza suas sessões na Sala de Reuniões da Secretaria Municipal de Educação do Município Av. 15 de Novembro, 124 – Centro – Condado/PE www.cmec-condado-pe.blogspot.com III – DECISÃO DO PRESIDENTE Diante do exposto, decido, nos termos do inciso I do art. 8º, do art. 4º e do art. 17 da Lei Municipal Nº 809/2006, e do parágrafo único do art. 8º da Resolução CMEC Nº 001/2014, incluído pelo art. 4º da Resolução CMEC Nº 004/2014, pelo deferimento do REQUERIMENTO em questão da, até o presente momento, Conselheira de Educação, levando ao conhecimento do SINDSMUC os trâmites que deverão seguir, nos termos da alínea “i” do art. 2º da Lei Municipal Nº 809/2006, escolhendo novo representante em Assembleia, devendo considerar as orientações constantes da Resolução CMEC Nº 001/2014 e da Resolução CMEC Nº 004/2014, que constituirão uma orientação baixada em PORTARIA emanada da Presidência do CMEC a partir do presente Parecer Técnico- Administrativo. Sala de Sessões do CMEC (Condado/PE), 2 de dezembro de 2014 Prof. Esp. Emilson Martiniano Benedito PRESIDENTE Conselho Municipal de Educação do Condado – CMEC PORTARIA PMC Nº 373/2014 03