SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 40
PERCURSOS DE PESQUISADORES 
NA EDUCAÇÃO ABERTA: 
EXPERIÊNCIAS EM REDES NA 
CONTEMPORANEIDADE 
29/10/2014 
II SEMANA DA FACED – 29-31/10/2014
GRUPAR 
Grupo de Pesquisa 
Aprendizagem em Rede 
http://www.ufjf.br/grupar/
Insanidade é fazer as coisas sempre do 
mesmo jeito e esperar resultados 
diferentes 
– A. Einstein 
Profª. Drª. Adriana Rocha Bruno
Foco do grupo e das 
pesquisas  
(trans)formação docente e 
na docência na 
contemporaneidade. 
Profª. Drª. Adriana Rocha Bruno
opção pela não filiação 
teórico-metodológica única, 
fixa, (pre)determinada
É o objeto ou sujeito que(m) deve indicar a 
metodologia e, desse modo, a partir do objeto, 
do sujeito e do campo delineamos o método; 
 a concepção de abertura do grupo se estende 
aos estudos e à filiação teórica, logo, buscamos 
múltiplas áreas que nos ajudem a compreender, 
experienciar e intervir no mundo 
contemporâneo. 
Profª. Drª. Adriana Rocha Bruno 
7 
 mobilidade - Compreensão de que:
O plano de imanência de nossos percursos 
Plasticidade, rizoma, diferença, multiplicidade 
(DELEUZE E GUATTARI, 1995 e NIETZSCHE, 
2003), 
Ecologia cognitiva e de inteligência coletiva (LÉVY, 
1999), 
Redes sociais e cibercultura (BRUNO, 2009, 2012, 
2008, 2007, 2010; CASTELLS, 2005; LÉVY 1999; 
SANTAELLA, 2002, 2007), 
Linguagem emocional, aprendizagem integradora do 
adulto, redes rizomáticas e de mediação partilhada e 
POMAR (Percursos online múltiplos, abertos e 
rizomáticos) (BRUNO, 2007, 2010, 2012, 2014)
Outros teóricos têm se apresentado como 
interlocutores para nossa aprendizagem, como: 
Marc Augé - Por uma antropologia da 
mobilidade (2010), 
Jacques Ranciere - O mestre ignorante 
(2002), 
Bruno Latour - Jamais fomos modernos: 
ensaio de antropologia simétrica. (1994), 
Simon Harel - Braconagem: um novo modo 
de apropriação do lugar? (2005)
A mais recente versão de nós mesmos: 
 Internet das coisas (André Lemos); 
 múltiplos sentidos de formação: 
 vídeo “Quando sinto que já sei” 
(lançamento - 31/07/2014); 
 Escola da Ponte e Projeto Âncora – 
José Pacheco
Vídeos 
1) A Educação Proibida 
https://www.youtube.com/watch?v=-t60Gc00Bt8 
Slides iniciais – como se constituiu a educação moderna 
2) Quando sinto que já sei 
https://www.youtube.com/watch?v=HX6P6P3x1Qg 
Pontos: 
6:38-7:43 
1:06:09
Produções até o 
momento no GRUPAR 
(2009-2014) 
UFJF
 12 pesquisas terminadas – Mestrado 
acadêmico e TCC e três – Mestrado 
profissional 
 08 pesquisas (mestrado e doutorado) 
em andamento (três em fase de 
conclusão) 
 três TCC em andamento 
 dois IC em andamento
Duas pesquisas financiadas por agências de 
fomento: FAPEMIG e PROPESQ-UFJF 
1a) Período de 2009-2012 - Didática online: 
contribuições para o processo de aprendizagem 
do educador em ambientes digitais 
2a) Periodo 2013-2015- Formação docente no 
ensino superior em tempos de cibercultura: 
multiplicidade, coaprendizagem e educação 
online – em fase de conclusão
QUATRO EIXOS: 
1) (Trans) formação e Docência no Ensino Superior 
2) (Trans) formação e Docência na Educação 
Infantil 
3) Concepções de formação que alicerçam a 
Cibercultura 
4) Estudos sobre os Recursos Educacionais Abertos 
(REA), MOOC (Massive Open Online Course) e 
Educação Aberta  criação do POMAR
Membro de duas redes internacionais de 
pesquisa: 
-REGIET (Red Internacional de Grupos de 
Investigación en Educación y Tecnología, 
UPM), 
-COLEARN (Collaborative Open Learning, 
The Open University - UK). 
-E mais: artigos, eventos, itinerâncias, 
navegações, encontros, piqueniques híbridos...
Presente artigo/discussões 
 Educação Aberta (Híbridas) 
 Aprendizagem experiencial 
integradora 
 REA 
 Braconagem 
 POMAR 
Profª. Drª. Adriana Rocha Bruno
Segundo Andreia Inamorato Santos, 
refere-se a um conjunto de práticas educativas. É 
utilizado na educação infantil e de adultos; formal 
e informal; presencial ou a distância. Termo 
contemporaneamente utilizado pelo movimento de 
recursos educacionais abertos, mas não exclusivo 
ao mesmo. (SANTOS, 2012)
EDUCAÇÃO ABERTA 
(adaptação Adriana Bruno e Carol Mattos) 
I) liberdade de escolher o lugar no qual irá 
estudar; 
II) Estudar por qualquer forma (módulos, 
créditos, não lineares, múltiplos e 
rizomáticos); 
III) autoinstrução (auto-orientação) e 
certificação opcional;
EDUCAÇÃO ABERTA 
IV) Isenção de taxas ou quaisquer tipos de 
cobranças; 
V) Isenção de processo seletivo para 
ingresso/acesso e de qualificações prévias; 
VI) O uso e produção de REA no processo 
formativo.
Educações (Híbridismo) 
- Hibrido – verbo, adjetivo e substantivo das 
práticas educacionais 
 integração dos ‘espaços físicos de 
circulação’ aos ‘espaços virtuais e 
informação’ (SANTAELLA, 2010). 
Integração de espaços, recursos, estratégias, ideias… 
Não há mais o “a distância” e “o presencial”… um 
está no outro… EDUCAÇÕES… 
Ideia de abertura  transgreção…. 
Profª. Drª. Adriana Rocha Bruno
APRENDIZAGEM EXPERIENCIAL 
Aprendizagem é o processo pelo qual o conhecimento é 
criado pela transformação da experiência. 
(KOLB, 1984, p. 38) 
Transação entre as características internas e circunstâncias externas do 
indivíduo e, portanto, entre o conhecimento pessoal e o conhecimento 
social. 
O processo de aprendizagem do adulto se dá pela experiência: para 
haver aprendizagem, são necessárias duas experiências: preensão e 
transformação. 
Características da aprendizagem do adulto (Placco e Souza, 2006) 
• a experiência- ponto de partida e de chegada da aprendizagem 
• o significativo - interação de significados cognitivos e afetivos 
• o proposital -a meta a ser atingida, os desafios a serem superados 
• a deliberação - escolha deliberada de participar ou não
Braconagem 
Palavra aportuguesada 
do francês braconnage, 
é trazida por Michel de 
Certeau (HAREL, 2005) 
em referência à caça ou 
pesca ilícita, em 
tempos ou lugares 
proibidos. 
 É adentrar (ou invadir) 
espaços-lugares do 
outro, ou que estão com 
o outro. 
Bruno 
Rocha  É questionar a 
apropriação e a ideia de 
Adriana propriedade e, 
portanto, os processos 
. hegemônicos que 
ªDrconcentram territórios 
. ªProfnas mãos de uns e não 
de outros ou ainda de 
todos.
Espionar, ser clandestino…. 
http://sergionativo.blogspot.com.br/2012/09/estou-ate-com-medo-de-espiar.html
Ser nômade… 
desapegar… 
Caçar… 
http://nepo.com.br/2009/04/15/da-para-ser-consultor/
Criar caminhos onde não existem… 
Adentrar espaços, invadir, reterritorializar… 
mhnjb.ufmg.br
Docente/discente/aprendiz 
Braconnier/braconeiro 
Ser aprendiz braconier 
(ou braconeiro) é criar 
redes rizomáticas. 
Redes que não se criam 
de forma estruturada e 
fechada e, nesta direção, 
não se permitem 
aprisionar, não se 
deixam territorializar. 
 instigados à prática da caça. 
 Somos caçadores e 
produtores de inovações. 
 Farejamos pistas que nos 
levem a lugares 
desconhecidos ou mesmo 
proibidos. 
 Tendemos a não aceitar não 
como resposta. 
Profª. Drª. Adriana Rocha Bruno
POMA 
R 
PERCURSOS ONLINE 
MÚLTIPLOS ABERTOS E 
RIZOMÁTICOS 
Autoria: Adriana Rocha Bruno e GRUPAR (Grupo 
de Pesquisa Aprendizagem em Rede)
O Que é POMAR? 
• Percursos online, múltiplos, abertos e rizomáticos surge da 
necessidade de criar: 
• espaços online, (trans)formativos, – digitais e em rede; 
• abertos para qualquer pessoa que tenha interesse nos temas 
disponíveis; 
• múltiplos, no sentido de possibilitar níveis diversos de 
intensidade e aprofundamento das 
temáticas/conteúdos/ideias tratados para/por/com qualquer 
pessoa; 
• Percursos, com o propósito de que os interessados criem 
seus trajetos, seus caminhos, suas rotas, suas travessias, da 
forma que desejarem;
POMAR NÃO É CURSO! 
ÉÉ PPEERRCCUURRSSOO!! 
Convergente com os pressupostos da Educação Aberta e com a 
concepção de REA, os POMAR: 
• não possuem começo, meio e fim – cada um pode acessar o que 
quiser, como quiser. Ou seja, é possivel acessar, explorar, apenas 
um determinado tema; 
•Se retroalimentam da própria rede. Os usuários acessam, 
contribuem, produzem, remixam... 
•  todos cocriam temáticas, materiais, mesclam, 
complementam etc.;
OS POMAR… 
• Não oferecem certificação, 
• Não estão, necessariamente, vinculados a uma instituição, 
• são destinados a pessoas que desejam ter acesso e produzir os 
conhecimentos, socializa-los, em rede, 
• Sua proposta é a abertura plena – quanto mais, melhor, 
portanto, são criados, compartilhados, ampliados, atualizados 
por todos os usuários que dele participem; 
• Trabalham com a mediação partilhada (BRUNO, 2007), ou seja, 
todos os participantes são (co)mediadores, e atuam a partir 
das emergências (regências emergentes) advindas da própria 
rede.
E MAIS, OS POMAR… 
• Buscam processos interativos rizomáticos, por meio de redes 
rizomáticas (BRUNO, 2010, 2012). 
• Os percursos são dinâmicos, flexíveis, plásticos e não possuem 
um padrão, um modelo. 
• Cada POMAR será diferente um do outro, pois se cria na rede, 
em rede, por pessoas diferentes, com multiplas possibilidades, 
recursos plurais e singulares… 
• São plásticos – plasticidade social e cultural (BRUNO, 2010), 
pois não se fixam, não se delimitam, mas se transmutam, 
transgridem, em devir.
OS POMAR E OS REAS 
• Por sua concepção aberta, são cocriados a partir de recursos, 
materiais, produções, recursos disponíveis. 
• Os recursos educacionais abertos convergem com a concepção 
dos POMAR e, portanto, simbolizam a potência dos POMAR. 
• A ideia de abertura dos REA, materializada nos seus principios 
(reuso, revisão, remix, redistribuição), não apenas ratificam os 
pressupostos dos POMAR, mas sinalizam as atuais relações com 
o conhecimento, com a aprendizagem, com o ensino dos 
sujeitos contemporâneos  autônomo, colaborativo, interativo, 
aberto…
PPrriimmeeiirroo PPOOMMAARR…… 
CRIADO PELO GRUPAR – GRUPO DE PESQUISA 
APRENDIZAGEM EM REDE – UFJF-MINAS GERAIS – 
BRASIL 
ABRIL DE 2014 
FINANCIAMENTO: FAPEMIG E PROPESq 
hhttttpp::////ggrruuppaarruuffjjff..wwiixx..ccoomm//ppoommaarrddoocceenncciiaass
Criar, habitar, recriar os POMAR significa ousar, 
desapegar, ser transgressor e se permitir ser 
braconeiro… questionar o sentido da aprendizagem 
ditado pelas instituições e se perceber como 
corresponsável e principalmente, o principal 
responsével, pela sua própria aprendizagem… 
Aprender com o outro…mas não depender do outro 
para sua aprendizagem…
Assumimos a docência e a discência, os 
processos de aprendizagem, como 
apropriações e cocriação de produtos, 
sejam eles o que forem, estejam eles 
onde estiverem.
Não adianta querer mudar o professor, o gestor, 
o estudante, o sistema… 
Não se muda o profissional… O que pode mudar 
são as pessoas… O ser humano! 
Mudar…
Insanidade é fazer as 
coisas sempre do mesmo 
jeito e esperar resultados 
diferentes. 
A. Einstein 
Profª. Drª. Adriana Rocha Bruno 
PPoorr iissssoo ttuuddoo……
http://fractales.free.fr/plan.html 
39
40 
MUITO GRATAS(OS)!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Teoria pedagógica no contexto da cibercultura
Teoria pedagógica no contexto da ciberculturaTeoria pedagógica no contexto da cibercultura
Teoria pedagógica no contexto da ciberculturaSandro Alves De Azevedo
 
Ti cs e novo papel professor versao 19 06 (03)
Ti cs e novo papel professor versao 19 06 (03)Ti cs e novo papel professor versao 19 06 (03)
Ti cs e novo papel professor versao 19 06 (03)Adail Sobral
 
Redes de aprendencia - Aula Inaugural Prefeitura Municipal de Fortaleza
Redes de aprendencia - Aula Inaugural Prefeitura Municipal de FortalezaRedes de aprendencia - Aula Inaugural Prefeitura Municipal de Fortaleza
Redes de aprendencia - Aula Inaugural Prefeitura Municipal de FortalezaSilvia Fichmann
 
Mapa Conceitual
Mapa ConceitualMapa Conceitual
Mapa Conceitualmaglomaria
 
Conectivismo: uma teoria para a era digital
Conectivismo: uma teoria para a era digitalConectivismo: uma teoria para a era digital
Conectivismo: uma teoria para a era digitalBruno Leite
 
Coaprendizagem para coautorias com recursos, práticas e redes educacionais ab...
Coaprendizagem para coautorias com recursos, práticas e redes educacionais ab...Coaprendizagem para coautorias com recursos, práticas e redes educacionais ab...
Coaprendizagem para coautorias com recursos, práticas e redes educacionais ab...Colearn Coaprendizagem
 
Ea D E O Construcionismo2
Ea D E O Construcionismo2Ea D E O Construcionismo2
Ea D E O Construcionismo2Messias Matusse
 
EAD e o Construcionismo
EAD e o ConstrucionismoEAD e o Construcionismo
EAD e o ConstrucionismoMarília Costa
 
A atuação do professor e o uso de ferramentas de aprendizagem
A atuação do professor e o uso de ferramentas de aprendizagemA atuação do professor e o uso de ferramentas de aprendizagem
A atuação do professor e o uso de ferramentas de aprendizagemFábio Nogueira, PhD
 
Livro educação e contemporaneidade
Livro educação e contemporaneidadeLivro educação e contemporaneidade
Livro educação e contemporaneidadeElina Ribeiro
 
Mini curso tec_educ
Mini curso tec_educMini curso tec_educ
Mini curso tec_educAlice Lage
 
Do Passado ao Futuro - Repensar o Ensinar e o Aprender
Do Passado ao Futuro - Repensar o Ensinar e o AprenderDo Passado ao Futuro - Repensar o Ensinar e o Aprender
Do Passado ao Futuro - Repensar o Ensinar e o AprenderAntonio Dias de Figueiredo
 
Redes sociais na educaçao enped
Redes sociais na educaçao   enpedRedes sociais na educaçao   enped
Redes sociais na educaçao enpedSilvia Fichmann
 
Docência na Cibercultura
Docência na CiberculturaDocência na Cibercultura
Docência na CiberculturaEdmea Santos
 
Pesquisa formação
Pesquisa formaçãoPesquisa formação
Pesquisa formaçãoEdmea Santos
 
Desenhos didaticos_docencias online
Desenhos didaticos_docencias online Desenhos didaticos_docencias online
Desenhos didaticos_docencias online AdrianaBruno9
 
II SIEC palestra adrianabruno_17_mai2014
II SIEC palestra adrianabruno_17_mai2014II SIEC palestra adrianabruno_17_mai2014
II SIEC palestra adrianabruno_17_mai2014Adriana Bruno
 
Projeto de pesquisa PPG TIDD PUCSP vinculado a RIES
Projeto de pesquisa PPG TIDD PUCSP vinculado a RIESProjeto de pesquisa PPG TIDD PUCSP vinculado a RIES
Projeto de pesquisa PPG TIDD PUCSP vinculado a RIESLucila Pesce
 

Mais procurados (20)

Teoria pedagógica no contexto da cibercultura
Teoria pedagógica no contexto da ciberculturaTeoria pedagógica no contexto da cibercultura
Teoria pedagógica no contexto da cibercultura
 
Ti cs e novo papel professor versao 19 06 (03)
Ti cs e novo papel professor versao 19 06 (03)Ti cs e novo papel professor versao 19 06 (03)
Ti cs e novo papel professor versao 19 06 (03)
 
delivery
deliverydelivery
delivery
 
Apresentação Dissertação 2014
Apresentação Dissertação 2014Apresentação Dissertação 2014
Apresentação Dissertação 2014
 
Redes de aprendencia - Aula Inaugural Prefeitura Municipal de Fortaleza
Redes de aprendencia - Aula Inaugural Prefeitura Municipal de FortalezaRedes de aprendencia - Aula Inaugural Prefeitura Municipal de Fortaleza
Redes de aprendencia - Aula Inaugural Prefeitura Municipal de Fortaleza
 
Mapa Conceitual
Mapa ConceitualMapa Conceitual
Mapa Conceitual
 
Conectivismo: uma teoria para a era digital
Conectivismo: uma teoria para a era digitalConectivismo: uma teoria para a era digital
Conectivismo: uma teoria para a era digital
 
Coaprendizagem para coautorias com recursos, práticas e redes educacionais ab...
Coaprendizagem para coautorias com recursos, práticas e redes educacionais ab...Coaprendizagem para coautorias com recursos, práticas e redes educacionais ab...
Coaprendizagem para coautorias com recursos, práticas e redes educacionais ab...
 
Ea D E O Construcionismo2
Ea D E O Construcionismo2Ea D E O Construcionismo2
Ea D E O Construcionismo2
 
EAD e o Construcionismo
EAD e o ConstrucionismoEAD e o Construcionismo
EAD e o Construcionismo
 
A atuação do professor e o uso de ferramentas de aprendizagem
A atuação do professor e o uso de ferramentas de aprendizagemA atuação do professor e o uso de ferramentas de aprendizagem
A atuação do professor e o uso de ferramentas de aprendizagem
 
Livro educação e contemporaneidade
Livro educação e contemporaneidadeLivro educação e contemporaneidade
Livro educação e contemporaneidade
 
Mini curso tec_educ
Mini curso tec_educMini curso tec_educ
Mini curso tec_educ
 
Do Passado ao Futuro - Repensar o Ensinar e o Aprender
Do Passado ao Futuro - Repensar o Ensinar e o AprenderDo Passado ao Futuro - Repensar o Ensinar e o Aprender
Do Passado ao Futuro - Repensar o Ensinar e o Aprender
 
Redes sociais na educaçao enped
Redes sociais na educaçao   enpedRedes sociais na educaçao   enped
Redes sociais na educaçao enped
 
Docência na Cibercultura
Docência na CiberculturaDocência na Cibercultura
Docência na Cibercultura
 
Pesquisa formação
Pesquisa formaçãoPesquisa formação
Pesquisa formação
 
Desenhos didaticos_docencias online
Desenhos didaticos_docencias online Desenhos didaticos_docencias online
Desenhos didaticos_docencias online
 
II SIEC palestra adrianabruno_17_mai2014
II SIEC palestra adrianabruno_17_mai2014II SIEC palestra adrianabruno_17_mai2014
II SIEC palestra adrianabruno_17_mai2014
 
Projeto de pesquisa PPG TIDD PUCSP vinculado a RIES
Projeto de pesquisa PPG TIDD PUCSP vinculado a RIESProjeto de pesquisa PPG TIDD PUCSP vinculado a RIES
Projeto de pesquisa PPG TIDD PUCSP vinculado a RIES
 

Semelhante a Percursos abertos e rizomáticos na educação contemporânea

POMAR - ADRIANA BRUNO agosto2014
POMAR - ADRIANA BRUNO agosto2014POMAR - ADRIANA BRUNO agosto2014
POMAR - ADRIANA BRUNO agosto2014Adriana Bruno
 
POMAR - PERCURSOS ONLINE MASSIVOS ABERTOS E RIZOMÁTICOS_BY ADRIANA ROCHA BRUNO
POMAR - PERCURSOS ONLINE MASSIVOS ABERTOS E RIZOMÁTICOS_BY ADRIANA ROCHA BRUNOPOMAR - PERCURSOS ONLINE MASSIVOS ABERTOS E RIZOMÁTICOS_BY ADRIANA ROCHA BRUNO
POMAR - PERCURSOS ONLINE MASSIVOS ABERTOS E RIZOMÁTICOS_BY ADRIANA ROCHA BRUNOAdriana Bruno
 
Cafe Academico IFMG Bambui_01jul
Cafe Academico IFMG Bambui_01julCafe Academico IFMG Bambui_01jul
Cafe Academico IFMG Bambui_01julAdrianaBruno9
 
Por uma educação aberta e dialógica: trilhas para além do ensino remoto_Pales...
Por uma educação aberta e dialógica: trilhas para além do ensino remoto_Pales...Por uma educação aberta e dialógica: trilhas para além do ensino remoto_Pales...
Por uma educação aberta e dialógica: trilhas para além do ensino remoto_Pales...Ivanda
 
Docencias partilhadas no online_docencia compartida online
Docencias partilhadas no online_docencia compartida online Docencias partilhadas no online_docencia compartida online
Docencias partilhadas no online_docencia compartida online AdrianaBruno9
 
Desenhos didaticos online
Desenhos didaticos onlineDesenhos didaticos online
Desenhos didaticos onlineAdrianaBruno9
 
Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?
Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?
Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?Bianca Santana
 
As universidades abertas Brasil
As universidades abertas BrasilAs universidades abertas Brasil
As universidades abertas BrasilMaria Amador
 
Memorial - Ensinando e Aprendendo com as TIC
Memorial - Ensinando e Aprendendo com as TICMemorial - Ensinando e Aprendendo com as TIC
Memorial - Ensinando e Aprendendo com as TICvalma fideles
 
O Uso de Reportagens científicas produzidas em um curso de Licenciatura ...
O Uso de Reportagens científicas      produzidas em um curso de Licenciatura ...O Uso de Reportagens científicas      produzidas em um curso de Licenciatura ...
O Uso de Reportagens científicas produzidas em um curso de Licenciatura ...Seminário Latino-Americano SLIEC
 
#Partiuprofessor docência-s contemporâneas no ensino (2)
 #Partiuprofessor  docência-s contemporâneas no ensino  (2) #Partiuprofessor  docência-s contemporâneas no ensino  (2)
#Partiuprofessor docência-s contemporâneas no ensino (2)Adriana Bruno
 
Bases Teóricas e Abordagens Inovadoras.pdf
Bases Teóricas e Abordagens Inovadoras.pdfBases Teóricas e Abordagens Inovadoras.pdf
Bases Teóricas e Abordagens Inovadoras.pdfjessicaeklewerton
 
Educomunicação no curso de ciências biológicas
Educomunicação no curso de ciências biológicasEducomunicação no curso de ciências biológicas
Educomunicação no curso de ciências biológicasCala-boca já morreu
 
Educacoes INES -21ago (1)
Educacoes INES -21ago (1)Educacoes INES -21ago (1)
Educacoes INES -21ago (1)AdrianaBruno9
 
Edu online introducao abordagens
Edu online introducao abordagensEdu online introducao abordagens
Edu online introducao abordagensAdriana Bruno
 
Apresentação ava.revisado
Apresentação ava.revisadoApresentação ava.revisado
Apresentação ava.revisadoGuilmer Brito
 
Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y
Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y
Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y Editora Moderna
 
Educacoes e presencas online
Educacoes e presencas online  Educacoes e presencas online
Educacoes e presencas online AdrianaBruno9
 

Semelhante a Percursos abertos e rizomáticos na educação contemporânea (20)

POMAR - ADRIANA BRUNO agosto2014
POMAR - ADRIANA BRUNO agosto2014POMAR - ADRIANA BRUNO agosto2014
POMAR - ADRIANA BRUNO agosto2014
 
POMAR - PERCURSOS ONLINE MASSIVOS ABERTOS E RIZOMÁTICOS_BY ADRIANA ROCHA BRUNO
POMAR - PERCURSOS ONLINE MASSIVOS ABERTOS E RIZOMÁTICOS_BY ADRIANA ROCHA BRUNOPOMAR - PERCURSOS ONLINE MASSIVOS ABERTOS E RIZOMÁTICOS_BY ADRIANA ROCHA BRUNO
POMAR - PERCURSOS ONLINE MASSIVOS ABERTOS E RIZOMÁTICOS_BY ADRIANA ROCHA BRUNO
 
Cafe Academico IFMG Bambui_01jul
Cafe Academico IFMG Bambui_01julCafe Academico IFMG Bambui_01jul
Cafe Academico IFMG Bambui_01jul
 
Palestra-oficina USP São Carlos
Palestra-oficina USP São CarlosPalestra-oficina USP São Carlos
Palestra-oficina USP São Carlos
 
Por uma educação aberta e dialógica: trilhas para além do ensino remoto_Pales...
Por uma educação aberta e dialógica: trilhas para além do ensino remoto_Pales...Por uma educação aberta e dialógica: trilhas para além do ensino remoto_Pales...
Por uma educação aberta e dialógica: trilhas para além do ensino remoto_Pales...
 
MULTIVERSIDADE NA ESCOLA
MULTIVERSIDADE NA ESCOLAMULTIVERSIDADE NA ESCOLA
MULTIVERSIDADE NA ESCOLA
 
Docencias partilhadas no online_docencia compartida online
Docencias partilhadas no online_docencia compartida online Docencias partilhadas no online_docencia compartida online
Docencias partilhadas no online_docencia compartida online
 
Desenhos didaticos online
Desenhos didaticos onlineDesenhos didaticos online
Desenhos didaticos online
 
Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?
Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?
Que educação, que tecnologias, para quem, com quais objetivos?
 
As universidades abertas Brasil
As universidades abertas BrasilAs universidades abertas Brasil
As universidades abertas Brasil
 
Memorial - Ensinando e Aprendendo com as TIC
Memorial - Ensinando e Aprendendo com as TICMemorial - Ensinando e Aprendendo com as TIC
Memorial - Ensinando e Aprendendo com as TIC
 
O Uso de Reportagens científicas produzidas em um curso de Licenciatura ...
O Uso de Reportagens científicas      produzidas em um curso de Licenciatura ...O Uso de Reportagens científicas      produzidas em um curso de Licenciatura ...
O Uso de Reportagens científicas produzidas em um curso de Licenciatura ...
 
#Partiuprofessor docência-s contemporâneas no ensino (2)
 #Partiuprofessor  docência-s contemporâneas no ensino  (2) #Partiuprofessor  docência-s contemporâneas no ensino  (2)
#Partiuprofessor docência-s contemporâneas no ensino (2)
 
Bases Teóricas e Abordagens Inovadoras.pdf
Bases Teóricas e Abordagens Inovadoras.pdfBases Teóricas e Abordagens Inovadoras.pdf
Bases Teóricas e Abordagens Inovadoras.pdf
 
Educomunicação no curso de ciências biológicas
Educomunicação no curso de ciências biológicasEducomunicação no curso de ciências biológicas
Educomunicação no curso de ciências biológicas
 
Educacoes INES -21ago (1)
Educacoes INES -21ago (1)Educacoes INES -21ago (1)
Educacoes INES -21ago (1)
 
Edu online introducao abordagens
Edu online introducao abordagensEdu online introducao abordagens
Edu online introducao abordagens
 
Apresentação ava.revisado
Apresentação ava.revisadoApresentação ava.revisado
Apresentação ava.revisado
 
Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y
Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y
Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y
 
Educacoes e presencas online
Educacoes e presencas online  Educacoes e presencas online
Educacoes e presencas online
 

Mais de Adriana Bruno

Live: Entre a raiz e a flor
Live: Entre a raiz e a florLive: Entre a raiz e a flor
Live: Entre a raiz e a florAdriana Bruno
 
Edu online didaticaonline
Edu online didaticaonlineEdu online didaticaonline
Edu online didaticaonlineAdriana Bruno
 
Do pos moderno pos colonial boaventura_santos
Do pos moderno pos colonial boaventura_santosDo pos moderno pos colonial boaventura_santos
Do pos moderno pos colonial boaventura_santosAdriana Bruno
 
Criacao do site trabalho final
Criacao do site   trabalho finalCriacao do site   trabalho final
Criacao do site trabalho finalAdriana Bruno
 
Rotina de trabalho - EI - crianças especiais
Rotina de trabalho - EI - crianças especiaisRotina de trabalho - EI - crianças especiais
Rotina de trabalho - EI - crianças especiaisAdriana Bruno
 
As tic e as neurociencias
As tic e as neurociencias As tic e as neurociencias
As tic e as neurociencias Adriana Bruno
 
Modelo Roteiro curta
Modelo Roteiro curtaModelo Roteiro curta
Modelo Roteiro curtaAdriana Bruno
 
Como criar um_curta
Como criar um_curta Como criar um_curta
Como criar um_curta Adriana Bruno
 
Atividade Caminhada Fotografica
Atividade Caminhada FotograficaAtividade Caminhada Fotografica
Atividade Caminhada FotograficaAdriana Bruno
 
Conteudo programatico oficinas-et-iespe-2018 (1)
Conteudo programatico oficinas-et-iespe-2018 (1)Conteudo programatico oficinas-et-iespe-2018 (1)
Conteudo programatico oficinas-et-iespe-2018 (1)Adriana Bruno
 
Apresentacao oficina-iespe-mai2018
Apresentacao oficina-iespe-mai2018Apresentacao oficina-iespe-mai2018
Apresentacao oficina-iespe-mai2018Adriana Bruno
 
Como criar um_curta - ok2017-Dri
Como criar um_curta - ok2017-DriComo criar um_curta - ok2017-Dri
Como criar um_curta - ok2017-DriAdriana Bruno
 
Adriana Bruno letramentos
Adriana Bruno letramentos Adriana Bruno letramentos
Adriana Bruno letramentos Adriana Bruno
 
Texto teorias educ dri_lu_joao_bertomeu_rev teias_ppge (2)
Texto teorias educ dri_lu_joao_bertomeu_rev teias_ppge (2)Texto teorias educ dri_lu_joao_bertomeu_rev teias_ppge (2)
Texto teorias educ dri_lu_joao_bertomeu_rev teias_ppge (2)Adriana Bruno
 
Método de Caso Valeria
Método de Caso ValeriaMétodo de Caso Valeria
Método de Caso ValeriaAdriana Bruno
 
Cinema na comunidade ok
Cinema na comunidade okCinema na comunidade ok
Cinema na comunidade okAdriana Bruno
 
Programa Educação e suas Tecnologias - PPGP
Programa Educação e suas Tecnologias - PPGPPrograma Educação e suas Tecnologias - PPGP
Programa Educação e suas Tecnologias - PPGPAdriana Bruno
 

Mais de Adriana Bruno (20)

Live: Entre a raiz e a flor
Live: Entre a raiz e a florLive: Entre a raiz e a flor
Live: Entre a raiz e a flor
 
Edu online didaticaonline
Edu online didaticaonlineEdu online didaticaonline
Edu online didaticaonline
 
Do pos moderno pos colonial boaventura_santos
Do pos moderno pos colonial boaventura_santosDo pos moderno pos colonial boaventura_santos
Do pos moderno pos colonial boaventura_santos
 
Atividade memes
Atividade   memes Atividade   memes
Atividade memes
 
Criacao do site trabalho final
Criacao do site   trabalho finalCriacao do site   trabalho final
Criacao do site trabalho final
 
Rotina de trabalho - EI - crianças especiais
Rotina de trabalho - EI - crianças especiaisRotina de trabalho - EI - crianças especiais
Rotina de trabalho - EI - crianças especiais
 
As tic e as neurociencias
As tic e as neurociencias As tic e as neurociencias
As tic e as neurociencias
 
Modelo Roteiro curta
Modelo Roteiro curtaModelo Roteiro curta
Modelo Roteiro curta
 
Como criar um_curta
Como criar um_curta Como criar um_curta
Como criar um_curta
 
Atividade Caminhada Fotografica
Atividade Caminhada FotograficaAtividade Caminhada Fotografica
Atividade Caminhada Fotografica
 
Conteudo programatico oficinas-et-iespe-2018 (1)
Conteudo programatico oficinas-et-iespe-2018 (1)Conteudo programatico oficinas-et-iespe-2018 (1)
Conteudo programatico oficinas-et-iespe-2018 (1)
 
Apresentacao oficina-iespe-mai2018
Apresentacao oficina-iespe-mai2018Apresentacao oficina-iespe-mai2018
Apresentacao oficina-iespe-mai2018
 
Como criar um_curta - ok2017-Dri
Como criar um_curta - ok2017-DriComo criar um_curta - ok2017-Dri
Como criar um_curta - ok2017-Dri
 
Adriana Bruno letramentos
Adriana Bruno letramentos Adriana Bruno letramentos
Adriana Bruno letramentos
 
Texto teorias educ dri_lu_joao_bertomeu_rev teias_ppge (2)
Texto teorias educ dri_lu_joao_bertomeu_rev teias_ppge (2)Texto teorias educ dri_lu_joao_bertomeu_rev teias_ppge (2)
Texto teorias educ dri_lu_joao_bertomeu_rev teias_ppge (2)
 
Ensinar aprender
Ensinar aprenderEnsinar aprender
Ensinar aprender
 
Didatica dri
Didatica driDidatica dri
Didatica dri
 
Método de Caso Valeria
Método de Caso ValeriaMétodo de Caso Valeria
Método de Caso Valeria
 
Cinema na comunidade ok
Cinema na comunidade okCinema na comunidade ok
Cinema na comunidade ok
 
Programa Educação e suas Tecnologias - PPGP
Programa Educação e suas Tecnologias - PPGPPrograma Educação e suas Tecnologias - PPGP
Programa Educação e suas Tecnologias - PPGP
 

Último

HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoMary Alvarenga
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalJacqueline Cerqueira
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxThye Oliver
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 

Último (20)

HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 

Percursos abertos e rizomáticos na educação contemporânea

  • 1. PERCURSOS DE PESQUISADORES NA EDUCAÇÃO ABERTA: EXPERIÊNCIAS EM REDES NA CONTEMPORANEIDADE 29/10/2014 II SEMANA DA FACED – 29-31/10/2014
  • 2. GRUPAR Grupo de Pesquisa Aprendizagem em Rede http://www.ufjf.br/grupar/
  • 3. Insanidade é fazer as coisas sempre do mesmo jeito e esperar resultados diferentes – A. Einstein Profª. Drª. Adriana Rocha Bruno
  • 4. Foco do grupo e das pesquisas  (trans)formação docente e na docência na contemporaneidade. Profª. Drª. Adriana Rocha Bruno
  • 5.
  • 6. opção pela não filiação teórico-metodológica única, fixa, (pre)determinada
  • 7. É o objeto ou sujeito que(m) deve indicar a metodologia e, desse modo, a partir do objeto, do sujeito e do campo delineamos o método;  a concepção de abertura do grupo se estende aos estudos e à filiação teórica, logo, buscamos múltiplas áreas que nos ajudem a compreender, experienciar e intervir no mundo contemporâneo. Profª. Drª. Adriana Rocha Bruno 7  mobilidade - Compreensão de que:
  • 8. O plano de imanência de nossos percursos Plasticidade, rizoma, diferença, multiplicidade (DELEUZE E GUATTARI, 1995 e NIETZSCHE, 2003), Ecologia cognitiva e de inteligência coletiva (LÉVY, 1999), Redes sociais e cibercultura (BRUNO, 2009, 2012, 2008, 2007, 2010; CASTELLS, 2005; LÉVY 1999; SANTAELLA, 2002, 2007), Linguagem emocional, aprendizagem integradora do adulto, redes rizomáticas e de mediação partilhada e POMAR (Percursos online múltiplos, abertos e rizomáticos) (BRUNO, 2007, 2010, 2012, 2014)
  • 9. Outros teóricos têm se apresentado como interlocutores para nossa aprendizagem, como: Marc Augé - Por uma antropologia da mobilidade (2010), Jacques Ranciere - O mestre ignorante (2002), Bruno Latour - Jamais fomos modernos: ensaio de antropologia simétrica. (1994), Simon Harel - Braconagem: um novo modo de apropriação do lugar? (2005)
  • 10. A mais recente versão de nós mesmos:  Internet das coisas (André Lemos);  múltiplos sentidos de formação:  vídeo “Quando sinto que já sei” (lançamento - 31/07/2014);  Escola da Ponte e Projeto Âncora – José Pacheco
  • 11. Vídeos 1) A Educação Proibida https://www.youtube.com/watch?v=-t60Gc00Bt8 Slides iniciais – como se constituiu a educação moderna 2) Quando sinto que já sei https://www.youtube.com/watch?v=HX6P6P3x1Qg Pontos: 6:38-7:43 1:06:09
  • 12. Produções até o momento no GRUPAR (2009-2014) UFJF
  • 13.  12 pesquisas terminadas – Mestrado acadêmico e TCC e três – Mestrado profissional  08 pesquisas (mestrado e doutorado) em andamento (três em fase de conclusão)  três TCC em andamento  dois IC em andamento
  • 14. Duas pesquisas financiadas por agências de fomento: FAPEMIG e PROPESQ-UFJF 1a) Período de 2009-2012 - Didática online: contribuições para o processo de aprendizagem do educador em ambientes digitais 2a) Periodo 2013-2015- Formação docente no ensino superior em tempos de cibercultura: multiplicidade, coaprendizagem e educação online – em fase de conclusão
  • 15. QUATRO EIXOS: 1) (Trans) formação e Docência no Ensino Superior 2) (Trans) formação e Docência na Educação Infantil 3) Concepções de formação que alicerçam a Cibercultura 4) Estudos sobre os Recursos Educacionais Abertos (REA), MOOC (Massive Open Online Course) e Educação Aberta  criação do POMAR
  • 16. Membro de duas redes internacionais de pesquisa: -REGIET (Red Internacional de Grupos de Investigación en Educación y Tecnología, UPM), -COLEARN (Collaborative Open Learning, The Open University - UK). -E mais: artigos, eventos, itinerâncias, navegações, encontros, piqueniques híbridos...
  • 17. Presente artigo/discussões  Educação Aberta (Híbridas)  Aprendizagem experiencial integradora  REA  Braconagem  POMAR Profª. Drª. Adriana Rocha Bruno
  • 18. Segundo Andreia Inamorato Santos, refere-se a um conjunto de práticas educativas. É utilizado na educação infantil e de adultos; formal e informal; presencial ou a distância. Termo contemporaneamente utilizado pelo movimento de recursos educacionais abertos, mas não exclusivo ao mesmo. (SANTOS, 2012)
  • 19. EDUCAÇÃO ABERTA (adaptação Adriana Bruno e Carol Mattos) I) liberdade de escolher o lugar no qual irá estudar; II) Estudar por qualquer forma (módulos, créditos, não lineares, múltiplos e rizomáticos); III) autoinstrução (auto-orientação) e certificação opcional;
  • 20. EDUCAÇÃO ABERTA IV) Isenção de taxas ou quaisquer tipos de cobranças; V) Isenção de processo seletivo para ingresso/acesso e de qualificações prévias; VI) O uso e produção de REA no processo formativo.
  • 21. Educações (Híbridismo) - Hibrido – verbo, adjetivo e substantivo das práticas educacionais  integração dos ‘espaços físicos de circulação’ aos ‘espaços virtuais e informação’ (SANTAELLA, 2010). Integração de espaços, recursos, estratégias, ideias… Não há mais o “a distância” e “o presencial”… um está no outro… EDUCAÇÕES… Ideia de abertura  transgreção…. Profª. Drª. Adriana Rocha Bruno
  • 22. APRENDIZAGEM EXPERIENCIAL Aprendizagem é o processo pelo qual o conhecimento é criado pela transformação da experiência. (KOLB, 1984, p. 38) Transação entre as características internas e circunstâncias externas do indivíduo e, portanto, entre o conhecimento pessoal e o conhecimento social. O processo de aprendizagem do adulto se dá pela experiência: para haver aprendizagem, são necessárias duas experiências: preensão e transformação. Características da aprendizagem do adulto (Placco e Souza, 2006) • a experiência- ponto de partida e de chegada da aprendizagem • o significativo - interação de significados cognitivos e afetivos • o proposital -a meta a ser atingida, os desafios a serem superados • a deliberação - escolha deliberada de participar ou não
  • 23. Braconagem Palavra aportuguesada do francês braconnage, é trazida por Michel de Certeau (HAREL, 2005) em referência à caça ou pesca ilícita, em tempos ou lugares proibidos.  É adentrar (ou invadir) espaços-lugares do outro, ou que estão com o outro. Bruno Rocha  É questionar a apropriação e a ideia de Adriana propriedade e, portanto, os processos . hegemônicos que ªDrconcentram territórios . ªProfnas mãos de uns e não de outros ou ainda de todos.
  • 24. Espionar, ser clandestino…. http://sergionativo.blogspot.com.br/2012/09/estou-ate-com-medo-de-espiar.html
  • 25. Ser nômade… desapegar… Caçar… http://nepo.com.br/2009/04/15/da-para-ser-consultor/
  • 26. Criar caminhos onde não existem… Adentrar espaços, invadir, reterritorializar… mhnjb.ufmg.br
  • 27. Docente/discente/aprendiz Braconnier/braconeiro Ser aprendiz braconier (ou braconeiro) é criar redes rizomáticas. Redes que não se criam de forma estruturada e fechada e, nesta direção, não se permitem aprisionar, não se deixam territorializar.  instigados à prática da caça.  Somos caçadores e produtores de inovações.  Farejamos pistas que nos levem a lugares desconhecidos ou mesmo proibidos.  Tendemos a não aceitar não como resposta. Profª. Drª. Adriana Rocha Bruno
  • 28. POMA R PERCURSOS ONLINE MÚLTIPLOS ABERTOS E RIZOMÁTICOS Autoria: Adriana Rocha Bruno e GRUPAR (Grupo de Pesquisa Aprendizagem em Rede)
  • 29. O Que é POMAR? • Percursos online, múltiplos, abertos e rizomáticos surge da necessidade de criar: • espaços online, (trans)formativos, – digitais e em rede; • abertos para qualquer pessoa que tenha interesse nos temas disponíveis; • múltiplos, no sentido de possibilitar níveis diversos de intensidade e aprofundamento das temáticas/conteúdos/ideias tratados para/por/com qualquer pessoa; • Percursos, com o propósito de que os interessados criem seus trajetos, seus caminhos, suas rotas, suas travessias, da forma que desejarem;
  • 30. POMAR NÃO É CURSO! ÉÉ PPEERRCCUURRSSOO!! Convergente com os pressupostos da Educação Aberta e com a concepção de REA, os POMAR: • não possuem começo, meio e fim – cada um pode acessar o que quiser, como quiser. Ou seja, é possivel acessar, explorar, apenas um determinado tema; •Se retroalimentam da própria rede. Os usuários acessam, contribuem, produzem, remixam... •  todos cocriam temáticas, materiais, mesclam, complementam etc.;
  • 31. OS POMAR… • Não oferecem certificação, • Não estão, necessariamente, vinculados a uma instituição, • são destinados a pessoas que desejam ter acesso e produzir os conhecimentos, socializa-los, em rede, • Sua proposta é a abertura plena – quanto mais, melhor, portanto, são criados, compartilhados, ampliados, atualizados por todos os usuários que dele participem; • Trabalham com a mediação partilhada (BRUNO, 2007), ou seja, todos os participantes são (co)mediadores, e atuam a partir das emergências (regências emergentes) advindas da própria rede.
  • 32. E MAIS, OS POMAR… • Buscam processos interativos rizomáticos, por meio de redes rizomáticas (BRUNO, 2010, 2012). • Os percursos são dinâmicos, flexíveis, plásticos e não possuem um padrão, um modelo. • Cada POMAR será diferente um do outro, pois se cria na rede, em rede, por pessoas diferentes, com multiplas possibilidades, recursos plurais e singulares… • São plásticos – plasticidade social e cultural (BRUNO, 2010), pois não se fixam, não se delimitam, mas se transmutam, transgridem, em devir.
  • 33. OS POMAR E OS REAS • Por sua concepção aberta, são cocriados a partir de recursos, materiais, produções, recursos disponíveis. • Os recursos educacionais abertos convergem com a concepção dos POMAR e, portanto, simbolizam a potência dos POMAR. • A ideia de abertura dos REA, materializada nos seus principios (reuso, revisão, remix, redistribuição), não apenas ratificam os pressupostos dos POMAR, mas sinalizam as atuais relações com o conhecimento, com a aprendizagem, com o ensino dos sujeitos contemporâneos  autônomo, colaborativo, interativo, aberto…
  • 34. PPrriimmeeiirroo PPOOMMAARR…… CRIADO PELO GRUPAR – GRUPO DE PESQUISA APRENDIZAGEM EM REDE – UFJF-MINAS GERAIS – BRASIL ABRIL DE 2014 FINANCIAMENTO: FAPEMIG E PROPESq hhttttpp::////ggrruuppaarruuffjjff..wwiixx..ccoomm//ppoommaarrddoocceenncciiaass
  • 35. Criar, habitar, recriar os POMAR significa ousar, desapegar, ser transgressor e se permitir ser braconeiro… questionar o sentido da aprendizagem ditado pelas instituições e se perceber como corresponsável e principalmente, o principal responsével, pela sua própria aprendizagem… Aprender com o outro…mas não depender do outro para sua aprendizagem…
  • 36. Assumimos a docência e a discência, os processos de aprendizagem, como apropriações e cocriação de produtos, sejam eles o que forem, estejam eles onde estiverem.
  • 37. Não adianta querer mudar o professor, o gestor, o estudante, o sistema… Não se muda o profissional… O que pode mudar são as pessoas… O ser humano! Mudar…
  • 38. Insanidade é fazer as coisas sempre do mesmo jeito e esperar resultados diferentes. A. Einstein Profª. Drª. Adriana Rocha Bruno PPoorr iissssoo ttuuddoo……