Indicações bariátrica

1.199 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.199
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
27
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Indicações bariátrica

  1. 1. Indicações de Cirurgia Bariátrica e Avaliação Pré-Operatória Sérgio Henrique Loss
  2. 2. As consequências da obesidade OBESIDADE MORBIDADES SM
  3. 3. Indicações (potenciais) de cirurgia IMC Obs >40 Indicação independente da presença de morbidades 35-40 Associação com morbidades 30-35 Associação com morbidades graves (risco de morte) e obesidade intratável
  4. 4. • HAS • Dislipidemia • DAC • Ovários policísticos • SAHOS • Osteoartropatias • Hiperuricemia • DM • SRI (SM) • Esteatose hepática • NASH
  5. 5. Morbidades • AVC • Piora de transtorno psiquiátrico • Vasculopatia periférica • RGE • Hérnias de parede abdominal • Incontinência urinária • Câncer colo-retal • Câncer esôfago • Câncer de pâncreas • Câncer de endométrio • Câncer de mama …etc…
  6. 6. Síndrome Metabólica
  7. 7. Obesidade e idade • < 16 anos: casos devem ser individualizados; obesidade associada a síndromes genéticas podese beneficiar de intervenção • 16-18 anos ~adultos!! Consenso entre família e equipe assistente • 18-65 anos: Sem restrições pela idade • > 65 anos: Individualização (não há contra-indicação pela idade)
  8. 8. Orientações gerais • IMC em faixa de risco há 2 anos • Obesidade refratária • Morbidades EXCEÇÕES… ==> IMC >50 ==> Morbidades graves e rapidamente progressiva
  9. 9. Contraindicações • Paciente com doenças orgânicas graves e risco anestésico elevado (ASA IV) • Hipertensão porta • Limitação intelectual em paciente sem suporte familiar adequado • Usuário de álcool / drogas ilícitas • Transtornos psiquiátricos graves e não controlados
  10. 10. Avaliação Clínica • Pacientes obesos tem maior morbimortalidade que seus pares não obesos (6.6% x 2.6% - Postlethwait and Johnson, 1972) ! • Objetivo da avaliação: identificar e quantificar o risco associado a morbidade encontrada • Investigação e estratificação do risco é norteada pela obtenção da história clínica e exame físico
  11. 11. Avaliação Clínica • RX tórax / Espirometria • ECG (ecocardiograma com doppler…) • Ecografia abdominal • Análises clínicas (hematologia e bioquímica / gasometria arterial)
  12. 12. Recomendações pré- Operatórias • Quantificação do risco cirúrgico • Elaboração de uma investigação mais aprofundada (ex, cateterismo cardíaco) • Orientar ATB profilático • Orientar profilaxia para TVP/TEP
  13. 13. Estimando complicações… • Nenhum risco - 0,4% complicações • 1 fator de risco - 0,9% complicações • 2 fatores de risco - 6,6% • 3 fatores de risco - 11% FATORES DE RISCO… CAD / ICC / DAP / DM (insulina) / IRC (creatinina > 2mg/dL)
  14. 14. Ajudando o cirurgião… • Dieta hipocalórica e hiperproteica por 2 semanas que antecedem a cirurgia • Melhora em termos de controle glicérico no pós-operatório • Redução do tamanho do fígado
  15. 15. O contexto multidisciplinar • Psicólogo • Psiquiatra • Reabilitador físico • Outros…
  16. 16. OBRIGADO

×