<ul><li>Artistas Paradigmáticos: Braque e Picasso. </li></ul><ul><li>Gris. Léger, Delaunay, Kupka, Villon, Lhote, etc. </l...
CUBISMO  (1907 a 1914) <ul><li>      O movimento cubista começou em 1907 e terminou em 1914, apesar de ter persistido aind...
CUBISMO  (1907 a 1914) <ul><li>Eliminação de elementos subjectivamente supérfluos </li></ul><ul><li>&quot;Assassinato&quot...
CUBISMO  (1907 a 1914) <ul><li>A geometrização das figuras resulta numa arte intuitiva e abstracta, derivada da &quot;expe...
CUBISMO  (1907 a 1914)       &quot;O Jogador de Cartas&quot; e &quot;Retrato de Ambroise Vollard&quot; de Pablo Picasso; “...
CUBISMO  (1907 a 1914) <ul><li>      A escultura cubista, cujos principais nomes são Brancusi, Gonzalez, Archipenko, Lipch...
CUBISMO  (1907 a 1914) <ul><li>O fim do movimento cubista deve-se à eclosão da Primeira Guerra Mundial, em Agosto de 1914....
CUBISMO  (1907 a 1914) O pintor cubista tenta representar os objectos em três dimensões, numa superfície plana, sob formas...
Pablo Ruíz Picasso <ul><li>Nascido em Málaga em 1881. Viveu em Paris a maior parte de sua vida. Morre em 1973. </li></ul><...
Pablo Picasso “ Quando descobrimos o Cubismo, não tínhamos a mínima intenção de descobrir o Cubismo. Queríamos apenas expr...
Fases   iniciais <ul><li>Antes do cubismo apresenta influência de Toulouse-Lautrec. </li></ul>Após um início de estudo de ...
Picasso pré-cubista  é um artista interessado tanto na linguagem da pintura como na representação de personagens que falem...
No cubismo, Picasso perde o interesse no drama humano; as suas obras esvaziam-se dessa alusão dramática. Porém Picasso irá...
 
 
Fases   iniciais <ul><li>De 1901 a 1905 –  Fase Azul,   na qual Picasso  pintou a pobreza, a cegueira, a alienação e o des...
 
 
 
Fases   iniciais <ul><li>1905 – Fase Rosa (tema: o circo). Coincidiu também com o período no qual  se apaixonou por Fernan...
 
 
 
 
Fases   iniciais <ul><li>Pré-cubismo –  Fase Cezzanista  (esculturas africanas, problemas construtivos da forma humana) </...
 
 
 
 
As  Demoiselles d’Avignon   é considerado o primeiro quadro a caminho do Cubismo. Toda a pintura é marcada pela geometriza...
Trata-se mais da demolição do vocabulário plástico do que da construção de um novo vocabulário.
 
 
 
 
 
 
Mulher na Poltrona
Fases Cubistas - Cubismo Analítico - Cubismo Sintético
Fases   Cubistas <ul><li>Cubismo Analítico  – (1910) – Crescente decomposição do assunto e uso do simultaneísmo. </li></ul>
 
 
 
Ma Jolie Mulher com violão
 
Poeta Ambroise V.
O Poeta
 
 
 
Fases   Cubistas <ul><li>Cubismo Sintético  – (1912) – Retorno à realidade, reduzindo os pontos de vista e sintetizando os...
 
 
 
 
Fases Posteriores – Pós cubismo: Entre as Guerras
 
 
 
 
 
O Trio Musical
 
 
 
 
 
 
Fases Posteriores – O Apogeu
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Cubismo

24.569 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
2 comentários
18 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
24.569
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
191
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1.266
Comentários
2
Gostaram
18
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cubismo

  1. 1. <ul><li>Artistas Paradigmáticos: Braque e Picasso. </li></ul><ul><li>Gris. Léger, Delaunay, Kupka, Villon, Lhote, etc. </li></ul>CUBISMO (1907 a 1914)
  2. 2. CUBISMO (1907 a 1914) <ul><li>     O movimento cubista começou em 1907 e terminou em 1914, apesar de ter persistido ainda quando os artistas envolvidos o abandonaram. </li></ul><ul><li>Os seus principais focos de resistência foram as artes decorativas e arquitectura do séc.xx. </li></ul><ul><li>     Apesar de ser considerado um acto de percepção individual, o movimento possuía coerência. Era inspirado na arte africana (a sua &quot;racionalidade&quot;) e no princípio de &quot;realização do motivo&quot; de Cézanne . </li></ul>
  3. 3. CUBISMO (1907 a 1914) <ul><li>Eliminação de elementos subjectivamente supérfluos </li></ul><ul><li>&quot;Assassinato&quot; da anatomia </li></ul><ul><li>Ritmo </li></ul><ul><li>Realidade convencional em libertação. </li></ul><ul><li>Geometrização lógica das formas naturais </li></ul><ul><li>Motivo (objecto/pessoa/paisagem) representado através de perspectivas múltiplas </li></ul><ul><li>Dissecação do objecto e sua recomposição, fazendo surgir um novo objecto </li></ul><ul><li>Rejeição da cor e uso de tons neutros </li></ul><ul><li>Formas fragmentárias e fragmentadas </li></ul><ul><li>Abstracção </li></ul><ul><li>Não só acentua o caráter de destruição mas acrescenta construção. </li></ul><ul><li>Abolição da cópia na arte. </li></ul><ul><li>Introdução de elementos inusitados, como sinais tipográficos, colagem de papeis, tecidos, cartazes... </li></ul>
  4. 4. CUBISMO (1907 a 1914) <ul><li>A geometrização das figuras resulta numa arte intuitiva e abstracta, derivada da &quot;experiência visual &quot;. Baseia-se essencialmente na luz e na sombra. </li></ul><ul><li>Rompeu com o conceito de arte como imitação da natureza (que vinha desde Renascença), bem como com as noções da pintura tradicional, como a perspectiva. </li></ul><ul><li>Pablo Picasso definiu-a como &quot;uma arte que trata primordialmente de formas, e quando uma forma é realizada, ela aí está para viver a sua própria vida&quot;. </li></ul><ul><li>Apesar da identificação imediata do cubismo às figuras de Pablo Picasso e Georges Braque , vários outros artistas deram grandes contribuições individuais ao movimento cubista. </li></ul>
  5. 5. CUBISMO (1907 a 1914)      &quot;O Jogador de Cartas&quot; e &quot;Retrato de Ambroise Vollard&quot; de Pablo Picasso; “Rapariga com Guitarra&quot; e &quot;Cabeça de Rapariga&quot;, de Georges Braque; &quot;Paisagem&quot;, de Jean Metzinger; &quot;Garrafa e Copo&quot;, de Juan Gris; &quot;Cidade&quot; e &quot;Soldado com Cachimbo&quot;, de Fernand Léger e &quot;Janela&quot;, de Robert Delaunay, podem ser considerados bons exemplos dos diferentes estilos presentes no movimento cubista. Devido ao enorme número de artistas que aderiram ao estilo cubista, haviam grandes diferenças pessoais estilísticas. &quot;Casas e Árvores&quot;, de Georges Braque, com as suas formas geométricas e perspectiva própria, pode ser considerada a obra de origem do movimento.
  6. 6. CUBISMO (1907 a 1914) <ul><li>     A escultura cubista, cujos principais nomes são Brancusi, Gonzalez, Archipenko, Lipchitz, Duchamp-Villon e Henri Laurens, desenvolveu-se separadamente da pintura, apesar do intercâmbio inicial de ideias-chave. </li></ul><ul><li>     Entre os escultores, Duchamp-Villon, merece ser citado. É considerado um dos primeiros escultores cubistas e realizou uma tentativa de conceptualização da escultura cubista, relacionando-a à arquitectura. </li></ul><ul><li>     A peça em bronze &quot;O Cavalo&quot;, com o seu efeito dinâmico, é um bom exemplo da sua obra. </li></ul>
  7. 7. CUBISMO (1907 a 1914) <ul><li>O fim do movimento cubista deve-se à eclosão da Primeira Guerra Mundial, em Agosto de 1914. </li></ul><ul><li>Com efeito, uma boa parte dos artistas desse movimento foi recrutada e partiu para o campo de batalha, extinguindo o Cubismo, enquanto movimento. </li></ul><ul><li>Todavia, o estilo permaneceu vivo nas mãos de outros pintores, exercendo forte influência sobre a arte moderna como um todo. </li></ul><ul><li>Por suas características abstractas, foi bastante adaptável, inspirando movimentos como o futurismo, o orfismo, o purismo e o vorticismo. </li></ul>
  8. 8. CUBISMO (1907 a 1914) O pintor cubista tenta representar os objectos em três dimensões, numa superfície plana, sob formas geométricas, com o predomínio de linhas rectas. Não representa, mas sugere a estrutura dos corpos ou objectos. Representa-os como se movimentassem em torno deles, vendo-os sob todos os ângulos visuais, por cima e por baixo, percebendo todos os planos e volumes.
  9. 9. Pablo Ruíz Picasso <ul><li>Nascido em Málaga em 1881. Viveu em Paris a maior parte de sua vida. Morre em 1973. </li></ul><ul><li>Foi um dos criadores do cubismo porém depois desenvolveu um estilo pessoal bastante heterogéneo, que foi além do cubismo. </li></ul><ul><li>Aportou o seu interesse pela arte africana (máscaras negras) no nascimento do cubismo. </li></ul>
  10. 10. Pablo Picasso “ Quando descobrimos o Cubismo, não tínhamos a mínima intenção de descobrir o Cubismo. Queríamos apenas exprimir o que havia dentro de nós. Nenhum de nós tinha concebido um plano de batalha especial e os nossos amigos poetas seguiram atentamente os nossos esforços, mas nunca nos deram instruções. Dizem que sou um investigador. Eu não procuro, descubro. Todos nós sabemos que a arte não é a verdade. A arte é uma mentira que nos ensina a compreender a verdade, pelo menos aquela verdade que nós, como Homens, somos capazes de compreender.” Diálogo com Zervos em Cahier d’Art , 1935, Picasso
  11. 11. Fases iniciais <ul><li>Antes do cubismo apresenta influência de Toulouse-Lautrec. </li></ul>Após um início de estudo de arte em Madrid, Picasso fez a sua primeira viagem a Paris ( 1900 ), a capital artística da Europa. Foi um período de extrema pobreza, frio e desespero. Muitos dos seus desenhos tiveram que ser utilizados como material combustível para o aquecimento do quarto.
  12. 12. Picasso pré-cubista é um artista interessado tanto na linguagem da pintura como na representação de personagens que falem de um drama social. Isso explica o porquê do seu interesse em Lautrec (drama humano, invenção caligráfica) antes de em Cézanne.
  13. 13. No cubismo, Picasso perde o interesse no drama humano; as suas obras esvaziam-se dessa alusão dramática. Porém Picasso irá recuperá-la ao longo da sua carreira.
  14. 16. Fases iniciais <ul><li>De 1901 a 1905 – Fase Azul, na qual Picasso pintou a pobreza, a cegueira, a alienação e o desespero. </li></ul>
  15. 20. Fases iniciais <ul><li>1905 – Fase Rosa (tema: o circo). Coincidiu também com o período no qual se apaixonou por Fernande Olivier; e as suas pinturas mudaram de azul para rosa </li></ul>
  16. 25. Fases iniciais <ul><li>Pré-cubismo – Fase Cezzanista (esculturas africanas, problemas construtivos da forma humana) </li></ul>
  17. 30. As Demoiselles d’Avignon é considerado o primeiro quadro a caminho do Cubismo. Toda a pintura é marcada pela geometrização da forma, com figuras angulosas e rostos e corpos distorcidos pela perspectiva. Figuras e fundo confundem-se no espaço.
  18. 31. Trata-se mais da demolição do vocabulário plástico do que da construção de um novo vocabulário.
  19. 38. Mulher na Poltrona
  20. 39. Fases Cubistas - Cubismo Analítico - Cubismo Sintético
  21. 40. Fases Cubistas <ul><li>Cubismo Analítico – (1910) – Crescente decomposição do assunto e uso do simultaneísmo. </li></ul>
  22. 44. Ma Jolie Mulher com violão
  23. 46. Poeta Ambroise V.
  24. 47. O Poeta
  25. 51. Fases Cubistas <ul><li>Cubismo Sintético – (1912) – Retorno à realidade, reduzindo os pontos de vista e sintetizando os planos. Introdução da colagem, utilizando objectos reais, e tridimensionais. Retorno à policromia . </li></ul>
  26. 56. Fases Posteriores – Pós cubismo: Entre as Guerras
  27. 62. O Trio Musical
  28. 69. Fases Posteriores – O Apogeu

×