História da Arte: Realismo

842 visualizações

Publicada em

História da Arte: Realismo

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
842
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
101
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

História da Arte: Realismo

  1. 1. REALISMO
  2. 2. O Realismo se desenvolve nas arte européia após o Romantismo, entre 1850 e 1870 aproximadamente. Apresenta-se principalmente nas Artes Plásticas e na Literatura. O estilo pretende a representação objetiva da realidade, livre de deformações, ‘sentimentos e atavios estéticos’
  3. 3. No Realismo do século XIX apresentava uma descrição dos fatos ‘humanos e sociais’ com a mesma objetividade que o cientista conduzia suas experiências ou o comportamento da natureza, e enfatiza a ‘vitória da visão científica’, da razão colocadas em voga pelos ideais iluministas com a supremacia da tecnologia e da ciência.
  4. 4. Desta forma os artistas pretendiam que suas obras apresentassem uma objetividade, descolada de aspectos emocionais e intelectuais. “A reprodução da realidade deve ser feita com verdade’ “O VERDADEIRO É O BELO’ afirmava Courbet
  5. 5. Finalmente, o Realismo apresenta uma preocupação política e social. As obras apresentam em forma de denúncia os contrastes sociais, entre a riqueza e a a miséria; o mundo do trabalho e da pobreza em cenas que notabilizam o cotidiano da população.
  6. 6. • Temas de caráter objetivo: representação de fatos reais; • Contemporaneidade dos temas: relacionadas ao cotidiano do pintor; • Derrocada da idéia de hierarquia temática presentes nas obras do neoclassicismo; • Inovações na composição que não mais se fixava nas regras de centralidade ou lateralidade do Renascimento e do Barroco, respectivamente; • Apresentavam seus temas de modo obliquo e com cortes nas margens
  7. 7. Gustave Courbet
  8. 8. FRANÇOIS MILLET
  9. 9. Repin
  10. 10. Daumier
  11. 11. ESCOLA DE BARBIZON • Escola Paisagística Francesa que se desenvolve a partir de 1830. • O nome da escola está diretamente ligado a Floresta de Barbizon, para onde alguns jovens artistas se retiram afim de estudar a natureza ‘in loco’ e pintar ao ar livre. • Principais nomes dessa escola: Theódore Rousseau, Diaz de la Pena, Charles Daubgny, Jules Dupré, entre outros.
  12. 12. Esses pintores são influenciados diretamente pela pintura e a técnica pictórica de Constable, e tal como ele, buscavam enfrentar a questão da realidade de ‘modo direto, livre de esquemas pré- concebidos’
  13. 13. • Estes artistas se isolam em Barbizon para sentir a natureza, a sociedade natural que esta engendra.Apresentam uma ambigüidade: por um lado uma atitude romântica de evasão da artificialidade da cidade, e por outro uma atitude objetiva de apresentar com objetividade a instantaneidade do momento, da luz, em ‘plein air’ da natureza
  14. 14. Theodore Rousseau
  15. 15. Charles Daubigny
  16. 16. Constant Troyoin
  17. 17. Jules Dupré
  18. 18. Diaz de la Pena
  19. 19. Camile Corot
  20. 20. BIBLIOGRAFIA • CAVALCANTI,Carlos. História das Artes. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1970. • ______. Conheça os Etilos de Pintura. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1967. • Argan, Giulio Carlo. Arte Moderna, São Paulo, 1992.

×