SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 13
Baixar para ler offline
PIMENTA LONGA- PIPER
LONGUM
Sara Elisabete Precatado Morgado
Nº6609 3º Naturopatia
DOCENTE: Michele Pó
CADEIRA: Medicina Ayurvédica
ANO LECTIVO: 2014/2015
SUMÁRIO
1. INTRODUÇÃO
2. Breve definição de Piperaceae
3. Pimenta Longa – Piper Longum
4. Breve história
5. Propriedades e usos medicinais
6. Estudo científico
Sara Morgado Nº6609| Cadeira: Medicina Ayurvédica|3ºNaturopatia
1. INTRODUÇÃO
Este trabalho visa a abordagem do tema princípios activos e
terapêuticos Ayurvédicos da Pimenta Longa, sendo o seu
principal objectivo apresentar as vantagens e os benefícios da
Pimenta Longa enquanto especiaria e planta medicinal.
Sara Morgado Nº6609| Cadeira: Medicina Ayurvédica|3ºNaturopatia
2. BREVE DEFINIÇÃO DE PIPERACEAE
• Piperaceae é uma família de plantas Magnólideas, que
engloba diversas variedades de pimentas.
• É predominantemente tropical, inclui cinco géneros e
aproximadamente 4000 espécies.
• Algumas plantas desta família tem aplicações
medicinais e outras são condimentares.
• Esta é uma família bastante comum nas formações
florestais brasileiras.
Sara Morgado Nº6609| Cadeira: Medicina Ayurvédica|3ºNaturopatia
3. PIMENTA LONGA – PIPER LONGUM
• Muitas vezes chamada de Pimenta-longa-
javanesa, Indiana ou Indonésia.
• Da família Piperaceae, cultivada pelo seu fruto, o qual é
geralmente seco e usado como especiaria e condimento.
• É um parente próximo da Piper nigrum(pimenta preta), tendo
um sabor similar ao desta, mas geralmente mais picante.
Sara Morgado Nº6609| Cadeira: Medicina Ayurvédica|3ºNaturopatia
• O fruto da pimenteira consiste de muitos frutos minúsculos,
embutidos numa espiga floral.
• Os frutos contêm o alcalóide piperina, o que contribui para a
sua pungência.
Sara Morgado Nº6609| Cadeira: Medicina Ayurvédica|3ºNaturopatia
3. PIMENTA LONGA – PIPER LONGUM
Figura 3
• Chegou à Grécia no século V ou VI a.C.
• Hipócrates, foi o primeiro escritor a mencioná-
la e refere-se como medicamento e não como
especiaria.
• A pimenta-longa era uma especiaria
importante e bem conhecida antes da
descoberta Europeia do Novo Mundo.
• A sua história, foi várias vezes fundida com a
da Pimenta-preta, mas o filósofo da antiga
Grécia chamado de Teofrasto, conseguiu
descodificar estas duas grandes plantas, após
ter publicado uma obra de botânica sobre as
mesmas.
Sara Morgado Nº6609| Cadeira: Medicina Ayurvédica|3ºNaturopatia
4. BREVE HISTÓRIA
• A procura de fontes mais baratas e confiáveis de pimenta-
preta impulsionou novas descobertas em alternativa a
pimenta-longa; após a descoberta do Novo Mundo e das
plantas de Capsicum (pimentos), designadas pelos
espanhóis Pimientos (usando a palavra espanhola para
pimenta-longa), é que a popularidade da pimenta-longa se
desvaneceu.
Sara Morgado Nº6609| Cadeira: Medicina Ayurvédica|3ºNaturopatia
4. BREVE HISTÓRIA
• É afrodisíaco, analgésico, anti-helmíntico, carminativo,
estimulante circulatório, expectorante, rejuvenescedor, tónico
estimulante, tónico digestivo.
• Na Índia é utilizado como remédio medicinal e actua em
várias patologias, artrite, asma, bronquites, dor de cabeça,
dor de dente, catarro, ciática, dispepsia, epilepsia, flatulência
(gases intestinais), gota, inchaços, laringite, muco, paralisia,
resfriados, reumatismo, rinite, tosse, tumores abdominais,
vómito e vermes
Sara Morgado Nº6609| Cadeira: Medicina Ayurvédica|3ºNaturopatia
5. PROPRIEDADES E USOS MEDICINAIS
• Evaluation of the Efficacy & Biochemical Mechanism of Cell
Death Induction by Piper longum Extract Selectively in In-
Vitro and In-Vivo Models of Human Cancer Cells.
Sara Morgado Nº6609| Cadeira: Medicina Ayurvédica|3ºNaturopatia
6. ESTUDO CÍENTIFICO
• Actualmente, a quimioterapia é limitada principalmente aos
medicamentos genotóxicos que estão associados a efeitos
secundários graves, devido à segmentação não selectiva dos
tecidos normais. Os produtos naturais podem desempenhar
um papel significativo no desenvolvimento da maioria dos
agentes quimioterapêuticos.
• Para avaliar e validar cientificamente o potencial
anticancerígeno do extracto etanólico do fruto da pimenta-
longa, uma planta da família piperaceae que tem sido usada
na medicina tradicional, especialmente Ayurveda. Foi
investigado o mecanismo de acção anticancerígeno da
Pimenta longa contra as células cancerígenas.
Sara Morgado Nº6609| Cadeira: Medicina Ayurvédica|3ºNaturopatia
6. ESTUDO CÍENTIFICO
• Os resultados deste estudo indicaram que a pimenta longa,
induz selectivamente a apoptose independentemente das
caspases em células cancerosas, por direccionamento a
mitocôndria, que conduz à dissipação do potencial da
membrana mitocondrial. A eficácia da pimenta longa em
estudos in vivo indicam que a administração oral é capaz de
parar o crescimento de tumores de cancro do cólon em ratos
imunocomprometidos, com nenhuma toxicidade associada.
Estes resultados demonstraram como o extracto de pimenta
longa, pode ser uma alternativa potencialmente segura e não
tóxica para o tratamento do cancro.
Sara Morgado Nº6609| Cadeira: Medicina Ayurvédica|3ºNaturopatia
6. ESTUDO CÍENTIFICO
• Actualmente a Pimenta-longa é cultivada pelo seu fruto, o
qual é geralmente seco e usado como especiaria
e condimento na Índia, devido ao seu desaparecimento na
Europa após a era dos Novos Descobrimentos, pois foi
substituída por outras pimentas, especificamente, pela
Pimenta-preta, por ser mais facilmente encontrada bem como
o seu custo financeiro.
Sara Morgado Nº6609| Cadeira: Medicina Ayurvédica|3ºNaturopatia
7. CONCLUSÃO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apostila do Curso de Fitoterapia Chinesa
Apostila do Curso de Fitoterapia ChinesaApostila do Curso de Fitoterapia Chinesa
Apostila do Curso de Fitoterapia ChinesaRogério Versolatto
 
A simplicidade e força das plantas na manutenção
A simplicidade e força das plantas na manutençãoA simplicidade e força das plantas na manutenção
A simplicidade e força das plantas na manutençãoFaculdade Mário Schenberg
 
C:\Fakepath\Fitoterapia
C:\Fakepath\FitoterapiaC:\Fakepath\Fitoterapia
C:\Fakepath\Fitoterapiaguestb8a1440
 
Fito modos de preparo , indicação e contra indicação, NATUROPATIA, TERAPIAS N...
Fito modos de preparo , indicação e contra indicação, NATUROPATIA, TERAPIAS N...Fito modos de preparo , indicação e contra indicação, NATUROPATIA, TERAPIAS N...
Fito modos de preparo , indicação e contra indicação, NATUROPATIA, TERAPIAS N...Innap Naturopatia
 
36544490 apostila-de-fitoterapia-lista-de-preparacao-e-usos-de-ervas (1)
36544490 apostila-de-fitoterapia-lista-de-preparacao-e-usos-de-ervas (1)36544490 apostila-de-fitoterapia-lista-de-preparacao-e-usos-de-ervas (1)
36544490 apostila-de-fitoterapia-lista-de-preparacao-e-usos-de-ervas (1)Maria Alves Silva
 
Mini Curso de Fitoterapia - Prof Lilian Pinto
Mini Curso de Fitoterapia - Prof Lilian PintoMini Curso de Fitoterapia - Prof Lilian Pinto
Mini Curso de Fitoterapia - Prof Lilian PintoAlessandraFerraro4
 
Plantas medicinais
Plantas medicinaisPlantas medicinais
Plantas medicinais6E
 
Fitoterapia Uma Alternativa Natural
Fitoterapia   Uma Alternativa NaturalFitoterapia   Uma Alternativa Natural
Fitoterapia Uma Alternativa NaturalTic Upe
 
Plantas Medicinais E NutriçãO
Plantas Medicinais E NutriçãOPlantas Medicinais E NutriçãO
Plantas Medicinais E NutriçãOPRISCILA7PIVA
 
Projeto recriar plantas medicinais
Projeto recriar plantas medicinaisProjeto recriar plantas medicinais
Projeto recriar plantas medicinais2016arqmiriam
 
Receitas fitoterápicas
Receitas fitoterápicasReceitas fitoterápicas
Receitas fitoterápicasRama Shakti
 
Apresentação ervas medicinais. pdf
Apresentação ervas medicinais. pdfApresentação ervas medicinais. pdf
Apresentação ervas medicinais. pdfgrupo1unb
 
Fitoterapia na prática clínica do nutricionista
Fitoterapia na prática clínica do nutricionistaFitoterapia na prática clínica do nutricionista
Fitoterapia na prática clínica do nutricionistaRenato Marques
 
Plantas medicinais
Plantas medicinaisPlantas medicinais
Plantas medicinaisgrupo1unb
 
Plantas Medicinais
Plantas MedicinaisPlantas Medicinais
Plantas MedicinaisSafia Naser
 

Mais procurados (20)

Apostila do Curso de Fitoterapia Chinesa
Apostila do Curso de Fitoterapia ChinesaApostila do Curso de Fitoterapia Chinesa
Apostila do Curso de Fitoterapia Chinesa
 
A simplicidade e força das plantas na manutenção
A simplicidade e força das plantas na manutençãoA simplicidade e força das plantas na manutenção
A simplicidade e força das plantas na manutenção
 
C:\Fakepath\Fitoterapia
C:\Fakepath\FitoterapiaC:\Fakepath\Fitoterapia
C:\Fakepath\Fitoterapia
 
Fito modos de preparo , indicação e contra indicação, NATUROPATIA, TERAPIAS N...
Fito modos de preparo , indicação e contra indicação, NATUROPATIA, TERAPIAS N...Fito modos de preparo , indicação e contra indicação, NATUROPATIA, TERAPIAS N...
Fito modos de preparo , indicação e contra indicação, NATUROPATIA, TERAPIAS N...
 
36544490 apostila-de-fitoterapia-lista-de-preparacao-e-usos-de-ervas (1)
36544490 apostila-de-fitoterapia-lista-de-preparacao-e-usos-de-ervas (1)36544490 apostila-de-fitoterapia-lista-de-preparacao-e-usos-de-ervas (1)
36544490 apostila-de-fitoterapia-lista-de-preparacao-e-usos-de-ervas (1)
 
Mini Curso de Fitoterapia - Prof Lilian Pinto
Mini Curso de Fitoterapia - Prof Lilian PintoMini Curso de Fitoterapia - Prof Lilian Pinto
Mini Curso de Fitoterapia - Prof Lilian Pinto
 
Plantas medicinais
Plantas medicinaisPlantas medicinais
Plantas medicinais
 
Plantas medicinais
Plantas medicinaisPlantas medicinais
Plantas medicinais
 
Fitoterapia Uma Alternativa Natural
Fitoterapia   Uma Alternativa NaturalFitoterapia   Uma Alternativa Natural
Fitoterapia Uma Alternativa Natural
 
Ervas Medicinais
Ervas Medicinais Ervas Medicinais
Ervas Medicinais
 
TCC
TCCTCC
TCC
 
Fitoterapia brasileira na estética
Fitoterapia brasileira na estéticaFitoterapia brasileira na estética
Fitoterapia brasileira na estética
 
Plantas Medicinais E NutriçãO
Plantas Medicinais E NutriçãOPlantas Medicinais E NutriçãO
Plantas Medicinais E NutriçãO
 
Projeto recriar plantas medicinais
Projeto recriar plantas medicinaisProjeto recriar plantas medicinais
Projeto recriar plantas medicinais
 
Receitas fitoterápicas
Receitas fitoterápicasReceitas fitoterápicas
Receitas fitoterápicas
 
Apresentação ervas medicinais. pdf
Apresentação ervas medicinais. pdfApresentação ervas medicinais. pdf
Apresentação ervas medicinais. pdf
 
Alimentação na Visão Chinesa
Alimentação na Visão ChinesaAlimentação na Visão Chinesa
Alimentação na Visão Chinesa
 
Fitoterapia na prática clínica do nutricionista
Fitoterapia na prática clínica do nutricionistaFitoterapia na prática clínica do nutricionista
Fitoterapia na prática clínica do nutricionista
 
Plantas medicinais
Plantas medicinaisPlantas medicinais
Plantas medicinais
 
Plantas Medicinais
Plantas MedicinaisPlantas Medicinais
Plantas Medicinais
 

Destaque

Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Ferula Assafoetida
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Ferula Assafoetida Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Ferula Assafoetida
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Ferula Assafoetida Michele Pó
 
Nadi Pariksha - Pulsologia no Ayurveda por Madalena Caeiro
Nadi Pariksha - Pulsologia no Ayurveda por Madalena CaeiroNadi Pariksha - Pulsologia no Ayurveda por Madalena Caeiro
Nadi Pariksha - Pulsologia no Ayurveda por Madalena CaeiroMichele Pó
 
Oléos Medicados no Ayurveda por Ana Carvalho
Oléos Medicados no Ayurveda por Ana CarvalhoOléos Medicados no Ayurveda por Ana Carvalho
Oléos Medicados no Ayurveda por Ana CarvalhoMichele Pó
 
Os gunas e a mente no Ayurveda por Maria Afonso
Os gunas e a mente no Ayurveda por Maria AfonsoOs gunas e a mente no Ayurveda por Maria Afonso
Os gunas e a mente no Ayurveda por Maria AfonsoMichele Pó
 
A Importância Dos Sub-Doshas No Diagnóstico
A Importância Dos Sub-Doshas No DiagnósticoA Importância Dos Sub-Doshas No Diagnóstico
A Importância Dos Sub-Doshas No DiagnósticoMichele Pó
 
Saúde da mulher por Maria Brito do Rio
Saúde da mulher por Maria Brito do RioSaúde da mulher por Maria Brito do Rio
Saúde da mulher por Maria Brito do RioMichele Pó
 
Sapta Dhatus - Os Sete Tecidos no Ayurveda por Verónica Silvestre
Sapta Dhatus - Os Sete Tecidos no Ayurveda por Verónica SilvestreSapta Dhatus - Os Sete Tecidos no Ayurveda por Verónica Silvestre
Sapta Dhatus - Os Sete Tecidos no Ayurveda por Verónica SilvestreMichele Pó
 
Rasayana - Longevidade e Revitalização Terapêutica por Elisângela Massochin
Rasayana - Longevidade e Revitalização Terapêutica por Elisângela MassochinRasayana - Longevidade e Revitalização Terapêutica por Elisângela Massochin
Rasayana - Longevidade e Revitalização Terapêutica por Elisângela MassochinMichele Pó
 
Medicina Interna por Filipa Falcão
Medicina Interna por Filipa FalcãoMedicina Interna por Filipa Falcão
Medicina Interna por Filipa FalcãoMichele Pó
 
Bhuta vidya - Psiquiatria na medicina ayurvédica por Francisca Rebela
Bhuta vidya - Psiquiatria na medicina ayurvédica por Francisca RebelaBhuta vidya - Psiquiatria na medicina ayurvédica por Francisca Rebela
Bhuta vidya - Psiquiatria na medicina ayurvédica por Francisca RebelaMichele Pó
 
Salakya Tantra por Joana Nascimento
Salakya Tantra por   Joana NascimentoSalakya Tantra por   Joana Nascimento
Salakya Tantra por Joana NascimentoMichele Pó
 
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia Amoreirinha
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia AmoreirinhaA importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia Amoreirinha
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia AmoreirinhaMichele Pó
 

Destaque (13)

Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Ferula Assafoetida
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Ferula Assafoetida Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Ferula Assafoetida
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Ferula Assafoetida
 
Nadi Pariksha - Pulsologia no Ayurveda por Madalena Caeiro
Nadi Pariksha - Pulsologia no Ayurveda por Madalena CaeiroNadi Pariksha - Pulsologia no Ayurveda por Madalena Caeiro
Nadi Pariksha - Pulsologia no Ayurveda por Madalena Caeiro
 
Oléos Medicados no Ayurveda por Ana Carvalho
Oléos Medicados no Ayurveda por Ana CarvalhoOléos Medicados no Ayurveda por Ana Carvalho
Oléos Medicados no Ayurveda por Ana Carvalho
 
Os gunas e a mente no Ayurveda por Maria Afonso
Os gunas e a mente no Ayurveda por Maria AfonsoOs gunas e a mente no Ayurveda por Maria Afonso
Os gunas e a mente no Ayurveda por Maria Afonso
 
Sub-Doshas
Sub-DoshasSub-Doshas
Sub-Doshas
 
A Importância Dos Sub-Doshas No Diagnóstico
A Importância Dos Sub-Doshas No DiagnósticoA Importância Dos Sub-Doshas No Diagnóstico
A Importância Dos Sub-Doshas No Diagnóstico
 
Saúde da mulher por Maria Brito do Rio
Saúde da mulher por Maria Brito do RioSaúde da mulher por Maria Brito do Rio
Saúde da mulher por Maria Brito do Rio
 
Sapta Dhatus - Os Sete Tecidos no Ayurveda por Verónica Silvestre
Sapta Dhatus - Os Sete Tecidos no Ayurveda por Verónica SilvestreSapta Dhatus - Os Sete Tecidos no Ayurveda por Verónica Silvestre
Sapta Dhatus - Os Sete Tecidos no Ayurveda por Verónica Silvestre
 
Rasayana - Longevidade e Revitalização Terapêutica por Elisângela Massochin
Rasayana - Longevidade e Revitalização Terapêutica por Elisângela MassochinRasayana - Longevidade e Revitalização Terapêutica por Elisângela Massochin
Rasayana - Longevidade e Revitalização Terapêutica por Elisângela Massochin
 
Medicina Interna por Filipa Falcão
Medicina Interna por Filipa FalcãoMedicina Interna por Filipa Falcão
Medicina Interna por Filipa Falcão
 
Bhuta vidya - Psiquiatria na medicina ayurvédica por Francisca Rebela
Bhuta vidya - Psiquiatria na medicina ayurvédica por Francisca RebelaBhuta vidya - Psiquiatria na medicina ayurvédica por Francisca Rebela
Bhuta vidya - Psiquiatria na medicina ayurvédica por Francisca Rebela
 
Salakya Tantra por Joana Nascimento
Salakya Tantra por   Joana NascimentoSalakya Tantra por   Joana Nascimento
Salakya Tantra por Joana Nascimento
 
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia Amoreirinha
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia AmoreirinhaA importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia Amoreirinha
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia Amoreirinha
 

Semelhante a Pimenta Longa benefícios

Fitoterapia unidade 1
Fitoterapia unidade 1Fitoterapia unidade 1
Fitoterapia unidade 1rigottims
 
Cursofitocompleto parcial
Cursofitocompleto parcialCursofitocompleto parcial
Cursofitocompleto parcialMarcelo Rigotti
 
Curso de Introdução à Fitoterapia Brasileira
Curso de Introdução à Fitoterapia BrasileiraCurso de Introdução à Fitoterapia Brasileira
Curso de Introdução à Fitoterapia BrasileiraDouglas Carrara
 
A-cura-pelas-plantas.pdf
A-cura-pelas-plantas.pdfA-cura-pelas-plantas.pdf
A-cura-pelas-plantas.pdfSimone Orlando
 
A Cura Pelas Plantas-1.pdf
A Cura Pelas Plantas-1.pdfA Cura Pelas Plantas-1.pdf
A Cura Pelas Plantas-1.pdfJorginho2000
 
Oficina de fitoterapia
Oficina de fitoterapiaOficina de fitoterapia
Oficina de fitoterapiaarquisasousa
 
Oficina de fitoterapia
Oficina de fitoterapiaOficina de fitoterapia
Oficina de fitoterapiaarquisasousa
 
Os Paradigmas Científicos, a Sabedoria Popular e a Espiritualidade Humana
Os Paradigmas Científicos, a Sabedoria Popular e a Espiritualidade HumanaOs Paradigmas Científicos, a Sabedoria Popular e a Espiritualidade Humana
Os Paradigmas Científicos, a Sabedoria Popular e a Espiritualidade HumanaDouglas Carrara
 
Introdução a fitoterapia - informações básicas
Introdução a fitoterapia - informações básicasIntrodução a fitoterapia - informações básicas
Introdução a fitoterapia - informações básicascomunidadedepraticas
 
Plantas medicinais utilizadas pela população de cascavel pr martinazzo _ ar...
Plantas medicinais utilizadas pela população de cascavel pr   martinazzo _ ar...Plantas medicinais utilizadas pela população de cascavel pr   martinazzo _ ar...
Plantas medicinais utilizadas pela população de cascavel pr martinazzo _ ar...Gustavo Moreira
 
Plantas medicinais utilizadas pela população de cascavel pr martinazzo _ ar...
Plantas medicinais utilizadas pela população de cascavel pr   martinazzo _ ar...Plantas medicinais utilizadas pela população de cascavel pr   martinazzo _ ar...
Plantas medicinais utilizadas pela população de cascavel pr martinazzo _ ar...Gustavo Moreira
 
Projeto setec michell (2)
Projeto setec michell (2)Projeto setec michell (2)
Projeto setec michell (2)Carlos Casanova
 
Atendente de Farmácia - Origem e evolução da farmácia
Atendente de Farmácia - Origem e evolução da farmáciaAtendente de Farmácia - Origem e evolução da farmácia
Atendente de Farmácia - Origem e evolução da farmáciaLuis Antonio Cezar Junior
 

Semelhante a Pimenta Longa benefícios (20)

Fitoterapia unidade 1
Fitoterapia unidade 1Fitoterapia unidade 1
Fitoterapia unidade 1
 
Cursofitocompleto parcial
Cursofitocompleto parcialCursofitocompleto parcial
Cursofitocompleto parcial
 
Farmacia verde
Farmacia verdeFarmacia verde
Farmacia verde
 
Curso de Introdução à Fitoterapia Brasileira
Curso de Introdução à Fitoterapia BrasileiraCurso de Introdução à Fitoterapia Brasileira
Curso de Introdução à Fitoterapia Brasileira
 
Farmacobotânica parte1
Farmacobotânica parte1Farmacobotânica parte1
Farmacobotânica parte1
 
Farmacia verde parcial
Farmacia verde parcialFarmacia verde parcial
Farmacia verde parcial
 
A-cura-pelas-plantas.pdf
A-cura-pelas-plantas.pdfA-cura-pelas-plantas.pdf
A-cura-pelas-plantas.pdf
 
A cura pelas plantas
A cura pelas plantasA cura pelas plantas
A cura pelas plantas
 
A Cura Pelas Plantas-1.pdf
A Cura Pelas Plantas-1.pdfA Cura Pelas Plantas-1.pdf
A Cura Pelas Plantas-1.pdf
 
Pdf lambedor
Pdf lambedorPdf lambedor
Pdf lambedor
 
Oficina de fitoterapia
Oficina de fitoterapiaOficina de fitoterapia
Oficina de fitoterapia
 
Oficina de fitoterapia
Oficina de fitoterapiaOficina de fitoterapia
Oficina de fitoterapia
 
Artigo bioterra v14_n1_09
Artigo bioterra v14_n1_09Artigo bioterra v14_n1_09
Artigo bioterra v14_n1_09
 
Os Paradigmas Científicos, a Sabedoria Popular e a Espiritualidade Humana
Os Paradigmas Científicos, a Sabedoria Popular e a Espiritualidade HumanaOs Paradigmas Científicos, a Sabedoria Popular e a Espiritualidade Humana
Os Paradigmas Científicos, a Sabedoria Popular e a Espiritualidade Humana
 
Introdução a fitoterapia - informações básicas
Introdução a fitoterapia - informações básicasIntrodução a fitoterapia - informações básicas
Introdução a fitoterapia - informações básicas
 
Plantas medicinais utilizadas pela população de cascavel pr martinazzo _ ar...
Plantas medicinais utilizadas pela população de cascavel pr   martinazzo _ ar...Plantas medicinais utilizadas pela população de cascavel pr   martinazzo _ ar...
Plantas medicinais utilizadas pela população de cascavel pr martinazzo _ ar...
 
Plantas medicinais utilizadas pela população de cascavel pr martinazzo _ ar...
Plantas medicinais utilizadas pela população de cascavel pr   martinazzo _ ar...Plantas medicinais utilizadas pela população de cascavel pr   martinazzo _ ar...
Plantas medicinais utilizadas pela população de cascavel pr martinazzo _ ar...
 
Projeto setec michell (2)
Projeto setec michell (2)Projeto setec michell (2)
Projeto setec michell (2)
 
Atendente de Farmácia - Origem e evolução da farmácia
Atendente de Farmácia - Origem e evolução da farmáciaAtendente de Farmácia - Origem e evolução da farmácia
Atendente de Farmácia - Origem e evolução da farmácia
 
Plantas Medicinais
Plantas MedicinaisPlantas Medicinais
Plantas Medicinais
 

Mais de Michele Pó

Kaumara bhritya por Tânia Pires
Kaumara bhritya por Tânia PiresKaumara bhritya por Tânia Pires
Kaumara bhritya por Tânia PiresMichele Pó
 
Vaji karana - Medicina Reprodutiva no Ayurveda por Pedro Sequeira
Vaji karana - Medicina Reprodutiva no Ayurveda por Pedro SequeiraVaji karana - Medicina Reprodutiva no Ayurveda por Pedro Sequeira
Vaji karana - Medicina Reprodutiva no Ayurveda por Pedro SequeiraMichele Pó
 
Toxicologia ayurvédica por Élio Lampreia
Toxicologia ayurvédica por Élio LampreiaToxicologia ayurvédica por Élio Lampreia
Toxicologia ayurvédica por Élio LampreiaMichele Pó
 
Kayachikitsa ayurveda andreia baptista
Kayachikitsa ayurveda andreia baptistaKayachikitsa ayurveda andreia baptista
Kayachikitsa ayurveda andreia baptistaMichele Pó
 
Astro Nutrição
Astro NutriçãoAstro Nutrição
Astro NutriçãoMichele Pó
 
Panchakarma - Rita Quintas
Panchakarma - Rita QuintasPanchakarma - Rita Quintas
Panchakarma - Rita QuintasMichele Pó
 
Doshas, fogo digestivo e os alimentos Mónica lapa
Doshas, fogo digestivo e os alimentos   Mónica lapaDoshas, fogo digestivo e os alimentos   Mónica lapa
Doshas, fogo digestivo e os alimentos Mónica lapaMichele Pó
 
Doshas, fogo digestivo e os alimentos - Mónica Lapa
Doshas, fogo digestivo e os alimentos  - Mónica LapaDoshas, fogo digestivo e os alimentos  - Mónica Lapa
Doshas, fogo digestivo e os alimentos - Mónica LapaMichele Pó
 
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia Amoreirinha
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia AmoreirinhaA importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia Amoreirinha
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia AmoreirinhaMichele Pó
 
Rasayana - Carlos Nunes
Rasayana   - Carlos NunesRasayana   - Carlos Nunes
Rasayana - Carlos NunesMichele Pó
 
Nadis e marmas corporificação da energia e entrada do self
Nadis e marmas  corporificação da energia e entrada do self Nadis e marmas  corporificação da energia e entrada do self
Nadis e marmas corporificação da energia e entrada do self Michele Pó
 
Astrologia aplicada ao diagnóstico
Astrologia aplicada ao diagnóstico Astrologia aplicada ao diagnóstico
Astrologia aplicada ao diagnóstico Michele Pó
 
Os gunas e a mente Diana Silva
Os gunas e a mente Diana SilvaOs gunas e a mente Diana Silva
Os gunas e a mente Diana SilvaMichele Pó
 
História da medicina ayurvédica
História da medicina ayurvédicaHistória da medicina ayurvédica
História da medicina ayurvédicaMichele Pó
 

Mais de Michele Pó (14)

Kaumara bhritya por Tânia Pires
Kaumara bhritya por Tânia PiresKaumara bhritya por Tânia Pires
Kaumara bhritya por Tânia Pires
 
Vaji karana - Medicina Reprodutiva no Ayurveda por Pedro Sequeira
Vaji karana - Medicina Reprodutiva no Ayurveda por Pedro SequeiraVaji karana - Medicina Reprodutiva no Ayurveda por Pedro Sequeira
Vaji karana - Medicina Reprodutiva no Ayurveda por Pedro Sequeira
 
Toxicologia ayurvédica por Élio Lampreia
Toxicologia ayurvédica por Élio LampreiaToxicologia ayurvédica por Élio Lampreia
Toxicologia ayurvédica por Élio Lampreia
 
Kayachikitsa ayurveda andreia baptista
Kayachikitsa ayurveda andreia baptistaKayachikitsa ayurveda andreia baptista
Kayachikitsa ayurveda andreia baptista
 
Astro Nutrição
Astro NutriçãoAstro Nutrição
Astro Nutrição
 
Panchakarma - Rita Quintas
Panchakarma - Rita QuintasPanchakarma - Rita Quintas
Panchakarma - Rita Quintas
 
Doshas, fogo digestivo e os alimentos Mónica lapa
Doshas, fogo digestivo e os alimentos   Mónica lapaDoshas, fogo digestivo e os alimentos   Mónica lapa
Doshas, fogo digestivo e os alimentos Mónica lapa
 
Doshas, fogo digestivo e os alimentos - Mónica Lapa
Doshas, fogo digestivo e os alimentos  - Mónica LapaDoshas, fogo digestivo e os alimentos  - Mónica Lapa
Doshas, fogo digestivo e os alimentos - Mónica Lapa
 
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia Amoreirinha
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia AmoreirinhaA importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia Amoreirinha
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia Amoreirinha
 
Rasayana - Carlos Nunes
Rasayana   - Carlos NunesRasayana   - Carlos Nunes
Rasayana - Carlos Nunes
 
Nadis e marmas corporificação da energia e entrada do self
Nadis e marmas  corporificação da energia e entrada do self Nadis e marmas  corporificação da energia e entrada do self
Nadis e marmas corporificação da energia e entrada do self
 
Astrologia aplicada ao diagnóstico
Astrologia aplicada ao diagnóstico Astrologia aplicada ao diagnóstico
Astrologia aplicada ao diagnóstico
 
Os gunas e a mente Diana Silva
Os gunas e a mente Diana SilvaOs gunas e a mente Diana Silva
Os gunas e a mente Diana Silva
 
História da medicina ayurvédica
História da medicina ayurvédicaHistória da medicina ayurvédica
História da medicina ayurvédica
 

Último

Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024SamiraMiresVieiradeM
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptxErivaldoLima15
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdfCarlosRodrigues832670
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?MrciaRocha48
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfpaulafernandes540558
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLaseVasconcelos1
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024
PLANO ANUAL 1ª SÉRIE - Língua portuguesa 2024
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdforganizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
organizaao-do-clube-de-lideres-ctd-aamar_compress.pdf
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 

Pimenta Longa benefícios

  • 1. PIMENTA LONGA- PIPER LONGUM Sara Elisabete Precatado Morgado Nº6609 3º Naturopatia DOCENTE: Michele Pó CADEIRA: Medicina Ayurvédica ANO LECTIVO: 2014/2015
  • 2. SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 2. Breve definição de Piperaceae 3. Pimenta Longa – Piper Longum 4. Breve história 5. Propriedades e usos medicinais 6. Estudo científico Sara Morgado Nº6609| Cadeira: Medicina Ayurvédica|3ºNaturopatia
  • 3. 1. INTRODUÇÃO Este trabalho visa a abordagem do tema princípios activos e terapêuticos Ayurvédicos da Pimenta Longa, sendo o seu principal objectivo apresentar as vantagens e os benefícios da Pimenta Longa enquanto especiaria e planta medicinal. Sara Morgado Nº6609| Cadeira: Medicina Ayurvédica|3ºNaturopatia
  • 4. 2. BREVE DEFINIÇÃO DE PIPERACEAE • Piperaceae é uma família de plantas Magnólideas, que engloba diversas variedades de pimentas. • É predominantemente tropical, inclui cinco géneros e aproximadamente 4000 espécies. • Algumas plantas desta família tem aplicações medicinais e outras são condimentares. • Esta é uma família bastante comum nas formações florestais brasileiras. Sara Morgado Nº6609| Cadeira: Medicina Ayurvédica|3ºNaturopatia
  • 5. 3. PIMENTA LONGA – PIPER LONGUM • Muitas vezes chamada de Pimenta-longa- javanesa, Indiana ou Indonésia. • Da família Piperaceae, cultivada pelo seu fruto, o qual é geralmente seco e usado como especiaria e condimento. • É um parente próximo da Piper nigrum(pimenta preta), tendo um sabor similar ao desta, mas geralmente mais picante. Sara Morgado Nº6609| Cadeira: Medicina Ayurvédica|3ºNaturopatia
  • 6. • O fruto da pimenteira consiste de muitos frutos minúsculos, embutidos numa espiga floral. • Os frutos contêm o alcalóide piperina, o que contribui para a sua pungência. Sara Morgado Nº6609| Cadeira: Medicina Ayurvédica|3ºNaturopatia 3. PIMENTA LONGA – PIPER LONGUM Figura 3
  • 7. • Chegou à Grécia no século V ou VI a.C. • Hipócrates, foi o primeiro escritor a mencioná- la e refere-se como medicamento e não como especiaria. • A pimenta-longa era uma especiaria importante e bem conhecida antes da descoberta Europeia do Novo Mundo. • A sua história, foi várias vezes fundida com a da Pimenta-preta, mas o filósofo da antiga Grécia chamado de Teofrasto, conseguiu descodificar estas duas grandes plantas, após ter publicado uma obra de botânica sobre as mesmas. Sara Morgado Nº6609| Cadeira: Medicina Ayurvédica|3ºNaturopatia 4. BREVE HISTÓRIA
  • 8. • A procura de fontes mais baratas e confiáveis de pimenta- preta impulsionou novas descobertas em alternativa a pimenta-longa; após a descoberta do Novo Mundo e das plantas de Capsicum (pimentos), designadas pelos espanhóis Pimientos (usando a palavra espanhola para pimenta-longa), é que a popularidade da pimenta-longa se desvaneceu. Sara Morgado Nº6609| Cadeira: Medicina Ayurvédica|3ºNaturopatia 4. BREVE HISTÓRIA
  • 9. • É afrodisíaco, analgésico, anti-helmíntico, carminativo, estimulante circulatório, expectorante, rejuvenescedor, tónico estimulante, tónico digestivo. • Na Índia é utilizado como remédio medicinal e actua em várias patologias, artrite, asma, bronquites, dor de cabeça, dor de dente, catarro, ciática, dispepsia, epilepsia, flatulência (gases intestinais), gota, inchaços, laringite, muco, paralisia, resfriados, reumatismo, rinite, tosse, tumores abdominais, vómito e vermes Sara Morgado Nº6609| Cadeira: Medicina Ayurvédica|3ºNaturopatia 5. PROPRIEDADES E USOS MEDICINAIS
  • 10. • Evaluation of the Efficacy & Biochemical Mechanism of Cell Death Induction by Piper longum Extract Selectively in In- Vitro and In-Vivo Models of Human Cancer Cells. Sara Morgado Nº6609| Cadeira: Medicina Ayurvédica|3ºNaturopatia 6. ESTUDO CÍENTIFICO
  • 11. • Actualmente, a quimioterapia é limitada principalmente aos medicamentos genotóxicos que estão associados a efeitos secundários graves, devido à segmentação não selectiva dos tecidos normais. Os produtos naturais podem desempenhar um papel significativo no desenvolvimento da maioria dos agentes quimioterapêuticos. • Para avaliar e validar cientificamente o potencial anticancerígeno do extracto etanólico do fruto da pimenta- longa, uma planta da família piperaceae que tem sido usada na medicina tradicional, especialmente Ayurveda. Foi investigado o mecanismo de acção anticancerígeno da Pimenta longa contra as células cancerígenas. Sara Morgado Nº6609| Cadeira: Medicina Ayurvédica|3ºNaturopatia 6. ESTUDO CÍENTIFICO
  • 12. • Os resultados deste estudo indicaram que a pimenta longa, induz selectivamente a apoptose independentemente das caspases em células cancerosas, por direccionamento a mitocôndria, que conduz à dissipação do potencial da membrana mitocondrial. A eficácia da pimenta longa em estudos in vivo indicam que a administração oral é capaz de parar o crescimento de tumores de cancro do cólon em ratos imunocomprometidos, com nenhuma toxicidade associada. Estes resultados demonstraram como o extracto de pimenta longa, pode ser uma alternativa potencialmente segura e não tóxica para o tratamento do cancro. Sara Morgado Nº6609| Cadeira: Medicina Ayurvédica|3ºNaturopatia 6. ESTUDO CÍENTIFICO
  • 13. • Actualmente a Pimenta-longa é cultivada pelo seu fruto, o qual é geralmente seco e usado como especiaria e condimento na Índia, devido ao seu desaparecimento na Europa após a era dos Novos Descobrimentos, pois foi substituída por outras pimentas, especificamente, pela Pimenta-preta, por ser mais facilmente encontrada bem como o seu custo financeiro. Sara Morgado Nº6609| Cadeira: Medicina Ayurvédica|3ºNaturopatia 7. CONCLUSÃO