SlideShare uma empresa Scribd logo

Neoclassicismo - Arte Neoclássica

Andrea Dressler
Andrea Dressler
Andrea DresslerProfessora de Artes

Arte no período neoclássico:arquitetura, pintura e escultura

Neoclassicismo - Arte Neoclássica

1 de 25
Baixar para ler offline
Neoclassicismo
PROFESSORA ANDRÉA DRESSLER
Contexto histórico
No final do século XVII, enquanto o estilo
rococó se configurava entre a aristocracia o
estilo dominante entre a burguesia passou a ser
o neoclassicismo.
ROCOCÓ
ARISTOCRACIA NEOCLASSICISMO
BURGUESIA
Características
Foi uma espécie de rejeição da arte barroca e do
rococó que ainda era muito presente na Europa
nesse período. De modo que almejavam retomar os
princípios da arte clássica da antiguidade: equilíbrio,
proporção, temáticas mitológicas.
Aliás, os renascentistas, que vieram antes dos
barrocos, já haviam feito isso com os ideais do
antropocentrismo, racionalismo.
Compare e identifique semelhanças e diferenças:
Renascentista Barroca Rococó Neoclássica
Linha do tempo da história da arte
Se os neoclássicos queriam o mesmo
que os renascentistas, o que os diferenciam?
Em primeiro lugar a época. Uns dois séculos se
passaram desde que a arte renascentista fosse
corrompida pela arte barroca.
Em segundo lugar o país. O renascimento foi
um movimento cultural muito forte na Itália
enquanto que o Neoclassicismo se concentra mais
na França, embora também tenha grande expressão
na Itália, Alemanha, Inglaterra e Estados Unidos,
por exemplo.
Arquitetura
Lembra muito os edifícios públicos e templos
romanos. Suas formas obedecem aos conceitos clássicos
(greco-romanos) com grande exatidão técnica. Para ostentar
toda a grandeza da classe dominante, a burguesia, as colunas e
os frontões eram decorados com baixos-relevos.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Arte - Realismo
Arte - RealismoArte - Realismo
Arte - Realismo
 
História da Arte: Realismo
História da Arte: RealismoHistória da Arte: Realismo
História da Arte: Realismo
 
Arte moderna
Arte modernaArte moderna
Arte moderna
 
O que é a arte
O que é a arteO que é a arte
O que é a arte
 
Pop Art
Pop ArtPop Art
Pop Art
 
Impressionismo
ImpressionismoImpressionismo
Impressionismo
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
 
A Arte Neoclássica
A Arte NeoclássicaA Arte Neoclássica
A Arte Neoclássica
 
Arte medieval
Arte medievalArte medieval
Arte medieval
 
Arte contemporânea
Arte contemporâneaArte contemporânea
Arte contemporânea
 
Aula de arte urbana
Aula de arte urbanaAula de arte urbana
Aula de arte urbana
 
Movimento Expressionismo
Movimento ExpressionismoMovimento Expressionismo
Movimento Expressionismo
 
Impressionismo
ImpressionismoImpressionismo
Impressionismo
 
Romantismo - História da Arte
Romantismo - História da ArteRomantismo - História da Arte
Romantismo - História da Arte
 
Arte egípcia
Arte egípciaArte egípcia
Arte egípcia
 
Exercicio romantismo corrigido
Exercicio romantismo corrigidoExercicio romantismo corrigido
Exercicio romantismo corrigido
 
Arte abstrata
Arte abstrataArte abstrata
Arte abstrata
 
Arte romana
Arte romanaArte romana
Arte romana
 
Op Art
Op ArtOp Art
Op Art
 
História da Arte - Barroco
História da Arte - BarrocoHistória da Arte - Barroco
História da Arte - Barroco
 

Semelhante a Neoclassicismo - Arte Neoclássica

Semelhante a Neoclassicismo - Arte Neoclássica (20)

Neoclassicismo
NeoclassicismoNeoclassicismo
Neoclassicismo
 
Neoclassicismo, romantismo e realismo
Neoclassicismo, romantismo e realismoNeoclassicismo, romantismo e realismo
Neoclassicismo, romantismo e realismo
 
Escola CEJAR - Aquidauana - Apostila 8 A,B e C 1ºB
Escola CEJAR - Aquidauana - Apostila 8 A,B e C 1ºBEscola CEJAR - Aquidauana - Apostila 8 A,B e C 1ºB
Escola CEJAR - Aquidauana - Apostila 8 A,B e C 1ºB
 
Neoclassicismo E Romantismo
Neoclassicismo E RomantismoNeoclassicismo E Romantismo
Neoclassicismo E Romantismo
 
A arte do neoclassicismo
A arte do neoclassicismoA arte do neoclassicismo
A arte do neoclassicismo
 
arte no século XVIII e XIX
arte no século XVIII e XIXarte no século XVIII e XIX
arte no século XVIII e XIX
 
Neoclassicismo
NeoclassicismoNeoclassicismo
Neoclassicismo
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
 
O Romantismo
O RomantismoO Romantismo
O Romantismo
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
 
Rococó e Setecentismo
Rococó e SetecentismoRococó e Setecentismo
Rococó e Setecentismo
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
 
11234
1123411234
11234
 
Neoclassicismo
NeoclassicismoNeoclassicismo
Neoclassicismo
 
Arte Barroca
Arte Barroca Arte Barroca
Arte Barroca
 
Seminários história da arte 1 b 05
Seminários história da arte 1 b   05Seminários história da arte 1 b   05
Seminários história da arte 1 b 05
 
Seminários história da arte 03
Seminários história da arte   03Seminários história da arte   03
Seminários história da arte 03
 
Resumo renascimento-rococó
Resumo renascimento-rococóResumo renascimento-rococó
Resumo renascimento-rococó
 
lala uhul
lala uhullala uhul
lala uhul
 
Ufu 2019 Revisão
Ufu 2019 RevisãoUfu 2019 Revisão
Ufu 2019 Revisão
 

Mais de Andrea Dressler

Mais de Andrea Dressler (20)

Pós - Impressionismo
Pós - ImpressionismoPós - Impressionismo
Pós - Impressionismo
 
Art Nouveau (Arte Nova)
Art Nouveau (Arte Nova)Art Nouveau (Arte Nova)
Art Nouveau (Arte Nova)
 
Impressionismo no Brasil
Impressionismo no BrasilImpressionismo no Brasil
Impressionismo no Brasil
 
Academicismo no Brasil: Romantismo e Realismo
Academicismo no Brasil: Romantismo e RealismoAcademicismo no Brasil: Romantismo e Realismo
Academicismo no Brasil: Romantismo e Realismo
 
Realismo
RealismoRealismo
Realismo
 
Pop Art
Pop ArtPop Art
Pop Art
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
 
Expressionismo Abstrato
Expressionismo AbstratoExpressionismo Abstrato
Expressionismo Abstrato
 
Missão Langsdorff no Brasil
Missão Langsdorff no BrasilMissão Langsdorff no Brasil
Missão Langsdorff no Brasil
 
NeoConcretismo Brasileiro
NeoConcretismo Brasileiro NeoConcretismo Brasileiro
NeoConcretismo Brasileiro
 
Missão Artística Francesa
Missão Artística Francesa Missão Artística Francesa
Missão Artística Francesa
 
Concretismo Brasileiro - Arte Concreta
Concretismo Brasileiro  - Arte ConcretaConcretismo Brasileiro  - Arte Concreta
Concretismo Brasileiro - Arte Concreta
 
Modernismo Brasileiro
Modernismo BrasileiroModernismo Brasileiro
Modernismo Brasileiro
 
Arte Rococó
Arte RococóArte Rococó
Arte Rococó
 
Movimentos Dadaísmo e Surrealismo
Movimentos Dadaísmo e SurrealismoMovimentos Dadaísmo e Surrealismo
Movimentos Dadaísmo e Surrealismo
 
Arte Barroca no Brasil
Arte Barroca no BrasilArte Barroca no Brasil
Arte Barroca no Brasil
 
Abstracionismo
AbstracionismoAbstracionismo
Abstracionismo
 
Futurismo
FuturismoFuturismo
Futurismo
 
Movimento Cubismo
Movimento CubismoMovimento Cubismo
Movimento Cubismo
 
Movimento Fauvismo
Movimento FauvismoMovimento Fauvismo
Movimento Fauvismo
 

Último

1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.azulassessoriaacadem3
 
1. Ciente das novas dinâmicas do mundo do trabalho, você deve pesquisar e des...
1. Ciente das novas dinâmicas do mundo do trabalho, você deve pesquisar e des...1. Ciente das novas dinâmicas do mundo do trabalho, você deve pesquisar e des...
1. Ciente das novas dinâmicas do mundo do trabalho, você deve pesquisar e des...azulassessoriaacadem3
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...azulassessoriaacadem3
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...azulassessoriaacadem3
 
3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdfkelvindasilvadiasw
 
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docxPROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docxssuser86fd77
 
COSMOLOGIA DA ENERGIA - ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA -  ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdfCOSMOLOGIA DA ENERGIA -  ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA - ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdfalexandrerodriguespk
 
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e QuinhentismoTrovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e QuinhentismoPaula Meyer Piagentini
 
2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...
2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...
2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...pj989014
 
CURRICULO ed integral.pdf
CURRICULO ed integral.pdfCURRICULO ed integral.pdf
CURRICULO ed integral.pdfdaniele690933
 
Q20 - Reações fotoquímicas.pdf
Q20 - Reações fotoquímicas.pdfQ20 - Reações fotoquímicas.pdf
Q20 - Reações fotoquímicas.pdfPedroGual4
 
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfddddddddddddddddddddddddddddddddddddRenandantas16
 
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.Jean Carlos Nunes Paixão
 
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...manoelaarmani
 
Cosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdf
Cosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdfCosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdf
Cosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdfalexandrerodriguespk
 
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdfkeiciany
 
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGOLUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGOxogilo3990
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...azulassessoriaacadem3
 
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaQuiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaCentro Jacques Delors
 

Último (20)

1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
 
1. Ciente das novas dinâmicas do mundo do trabalho, você deve pesquisar e des...
1. Ciente das novas dinâmicas do mundo do trabalho, você deve pesquisar e des...1. Ciente das novas dinâmicas do mundo do trabalho, você deve pesquisar e des...
1. Ciente das novas dinâmicas do mundo do trabalho, você deve pesquisar e des...
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
 
3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
3° ENSINO MÉDIO PLANO ANUAL ARTES 2024.pdf
 
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docxPROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
PROJETO INTERDISCIPLINAR 6º AO 9º ANOS - 2.docx
 
COSMOLOGIA DA ENERGIA - ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA -  ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdfCOSMOLOGIA DA ENERGIA -  ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA - ESTRELAS - MODELO DO UNIVERSO VOLUME 6.pdf
 
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e QuinhentismoTrovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
 
2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...
2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...
2024 Tec Subsequente em Adm Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...
 
CURRICULO ed integral.pdf
CURRICULO ed integral.pdfCURRICULO ed integral.pdf
CURRICULO ed integral.pdf
 
Q20 - Reações fotoquímicas.pdf
Q20 - Reações fotoquímicas.pdfQ20 - Reações fotoquímicas.pdf
Q20 - Reações fotoquímicas.pdf
 
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
 
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
 
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
Desafie-se Como Estabelecer Metas de Fitness Realistas e Alcançáveis em Casa ...
 
Cosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdf
Cosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdfCosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdf
Cosmologia Modelo Matemático do Universo 5.pdf
 
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
 
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGOLUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaQuiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
 

Neoclassicismo - Arte Neoclássica

  • 2. Contexto histórico No final do século XVII, enquanto o estilo rococó se configurava entre a aristocracia o estilo dominante entre a burguesia passou a ser o neoclassicismo. ROCOCÓ ARISTOCRACIA NEOCLASSICISMO BURGUESIA
  • 3. Características Foi uma espécie de rejeição da arte barroca e do rococó que ainda era muito presente na Europa nesse período. De modo que almejavam retomar os princípios da arte clássica da antiguidade: equilíbrio, proporção, temáticas mitológicas. Aliás, os renascentistas, que vieram antes dos barrocos, já haviam feito isso com os ideais do antropocentrismo, racionalismo. Compare e identifique semelhanças e diferenças:
  • 4. Renascentista Barroca Rococó Neoclássica Linha do tempo da história da arte
  • 5. Se os neoclássicos queriam o mesmo que os renascentistas, o que os diferenciam? Em primeiro lugar a época. Uns dois séculos se passaram desde que a arte renascentista fosse corrompida pela arte barroca. Em segundo lugar o país. O renascimento foi um movimento cultural muito forte na Itália enquanto que o Neoclassicismo se concentra mais na França, embora também tenha grande expressão na Itália, Alemanha, Inglaterra e Estados Unidos, por exemplo.
  • 6. Arquitetura Lembra muito os edifícios públicos e templos romanos. Suas formas obedecem aos conceitos clássicos (greco-romanos) com grande exatidão técnica. Para ostentar toda a grandeza da classe dominante, a burguesia, as colunas e os frontões eram decorados com baixos-relevos.
  • 7. Assembleia Nacional de Paris, França
  • 8. Igreja de Santa Madalena, Paris, França.
  • 10. Panteão de Agripa, Roma, Itália, século I a.C. Panteão de Paris, França, século XVIII
  • 11. Arco do Triunfo (1806) Construído para comemorar as vitórias militares de Napoleão Bonaparte, Paris, França.
  • 12. Arco de Constantino, Roma, Itália, século IV d.C. Arco do Triunfo, Paris, França, século XVIII
  • 13. Pintura A perspectiva, tão recriminada na pintura barroca, volta com tudo. Era o artifício mais usado para acentuar o racionalismo e objetividade comuns aos conceitos clássicos. O uso de tons mais suaves ao invés do chiaroscouro barroco e o traço bem linear também são características retomadas da arte renascentista. Mas algo diferencia muito a pintura neoclássica das demais: a temática. Vemos muita temática histórica, heroica e, principalmente, retratos. E é interessante notar o realismo desses retratados.
  • 14. A coroação do Imperador Napoleão, Jacques-Louis David, 1807
  • 15. O julgamento dos Horácios, Jacques-Louis David, 1784
  • 16. A intervenção das Sabinas, Jacques-Louis David, 1799
  • 17. A morte de Marat Jacques-Louis David, 1793
  • 18. A banhista de Valpiçon, Jean-Auguste Dominique Ingres, 1808
  • 19. A Grande Odalisca, Jean-Auguste Dominique Ingres, 1814
  • 20. Escultura Todos os princípios clássicos ressurgem na representação proporcional, simétrica e equilibrada das estátuas desse período. Vemos muitos bustos, estátuas equestres (o personagem montado em seu cavalo) e, principalmente, cenas mitológicas. A mitologia, por sinal, nunca deixou de se representada na arte. Nem durante a idade média, nem no barroco, quando a igreja exercia grande influência na arte, quanto mais agora que a burguesia praticamente venerava toda forma de arte clássica!
  • 21. As Três Graças, Antonio Canova, 1814 e 1817 As três Graças, (século II) Autor desconhecido
  • 24. Nota-se muita preocupação com a composição dos personagens, o ângulo certo que permite a entrada da luz no ponto certo e deixa a obra ainda mais perfeita.
  • 25. falandodeartes.com BIBLIOGRAFIA ESTUDO DIRIGIDO DE ARTES: ENSINO MÉDIO: VOLUME ÚNICO/ BORGES E RIBEIRO. BRASÍLIA, DF:EDITORA DO CENTRO, 2011.