SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 39
Baixar para ler offline
Ayurveda	e	a	
Saúde da	Mulher
Infância,	Puberdade,	Idade Adulta,	
Menopausa
Maria	Britodo	Rio	Nª	8243
3º	Ano Naturopatia Ayurveda	I
Prof.	Michele	Pó
Introdução
”As	mulheres vivenciaram um	afastamento prejudicial	dos	ritos e	seus ciclos
naturais por batalharem uma posição activa no	mercado de	trabalho,	
sofrendo com	disfunções sérias hormonais e	problemasno	aparelho
reprodutor feminino quetêm gerado casos frequentes de	menopausa
precoce,	endometriosee	infertilidade”
Brenda	Kalil,	Médica Ayurveda
“Em certas regiões da	India,	as	mulheres reúnem-separa	celebrar a	transição
de	ciclos de	passagem como a	menarca,	o	casamento,	a	gravideze	até	a	
entrada	na idademaior.	São experiências muito ricas,	pois estes círculos de	
mulheres possibilitam a	troca de	experiências entre	gerações de	mulheres e	
fortalecem a	tradição do	poder criador feminino."
Princípios	da	Saúde	em	Ayurveda
Svastha - “saúde”	- "enraizadoem si mesmo”
Equilíbriodinâmico
auto-estimae	autoconsciência
“fluxo”	 “sistemas de	canais” VIDA
• 14	canais +	2	canais na mulher
Princípios	da	Saúde	em	Ayurveda
2	canais específicosda	mulher:
• Canal	Lácteo – leite	materno
• Canal	Menstrual– menstruação Ayurveda	ajuda
a	encontraros
canais
CRIATIVIDADE INTERNOS
INTRÍNSECA EXTERNOS
A	Evolução	da	Mulher
As	Estaçõesdeterminam	a	intensidade	do	que	afecta a	Mulher	e	o	grau	
com	que	ela	fica	afectada.
4	ciclos	sazonais:	Dia	e	Noite;	Estações	do	Ano;	Digestão;	Vida
3	Doshas Evolução	da	Mulher
• 1º	“kafa”	– menina	– do	nascimento	até	puberdade
• 2º	“pitta”	– maturidade	– dos	20	aos	35	anos
• Decresce	“pitta”,	aumenta	“vata”	– dos	35	aos	60	anos
• 3º	“vata”	– menopausa	– a	partir	dos	60	anos	
Vida
A	Evolução	da	Mulher
CICLO	MENSTRUAL
Com	influênciados	3	doshas
• “kafa”	aumenta	durante	a	fase	reprodutiva,	desde	o	final	do	"fluxo"	
menstrual	até	à	ovulação.	Os	estrogénios,	hormona	tipo	"kafa",	
alcançam o	seu	ponto	máximo durante	esta	fase.
• A	progesterona,	uma	hormona	“pitta”,	ultrapassa	o	predomínio dos	
estrogéniosdurante	a	fase	secretora,	após a	ovulação	até	ao	início
do	fluxo	menstrual.
• ”vata”,	cuja	função no	organismo	é	o	transporte	predomina	durante	
os	dias	do	fluxo	menstrual
A	Evolução	da	Mulher
• A	menstruação	é	consideradapela	Ayurveda	como uma purificação
sazonal,	uma forma	que os corpos e	mentes das	mulheres têm para	
se	purificar todos os meses.	
• A	Natureza presta este serviço de	“limpeza”	à	mulher para	ter mães
saudáveis,	com	o	objectivode	criar filhossaudáveis
• Usa a	capacidade de	criação como melhor lhe convém,	para	si
ou para	os outros,	para	produzir ou para	reparar,	para	criar ou procriar.
Infância	– Idade	“kafa”	
• formação de	tecidos corpo
produzmuitaágua
• Dieta:	alimentosnutritivos,	
integrais e	hidratosde	carbono
complexosde	fácil digestãoe	
absorção nutrição e	
tranquilidade	à	criança
• Frutas,	verduras,	legumes,	
cereais e	lacpcínios base	de	
uma dietasaudável
Infância	– Idade	“kafa”	
• ligadoao afeto e	à	amorosidade
• relação que a	mulher estabelece
com	o	mundoque a	rodeia:	
entre	a	consptuiçãopessoal
(prakriti,	na infância),	de	
naturezainata,	e	o	ambiente
(desde a	fase uterina,	com	
influênciada	alimentaçãoda	
mãe,	seus pensamentos,	seus
actos,	relações que estabelece).
Puberdade	– Idade	“kafa”,	transição	“vata”
• A	adolescênciacompreendea	
fase de	transição
• Infânciaregida por "kafa",	a	
idade adultapor "pitta"	e	as	
transições por "vata”	
• são grandes as	possibilidades
que os 3	doshas	descompensem
durantea	adolescência
Puberdade	– Idade	“kafa”,	transição	“vata”
• porquese	tem	vindoa	alterar o	
momentoem que alguns
indivíduosalcançam a	sua
capacidade fisiológicade	se	
reproduzir,	a	maturidadesexual,	
devidoàs condiçõesactuais da	
vidamoderna (excesso de	luz	
artificial	nos espaços interiores,	
que altera os ciclos circadianos e	
o	sistema reprodutor).
Puberdade	– Idade	“kafa”,	transição	“vata”
• Cada adolescenteresponderá	de	
forma	diferentea	estes factores,	
segundo as	suas próprias
tendênciaspessoais
• Todos eles incrementam"vata”
• O	resultado	é	uma invasãode	
"vata"	agravado,	que se	torna a	
causa principal	da	disfunção
menstrual.
Puberdade	– Idade	“kafa”,	transição	“vata”
• adolescência	é	a	etapa na qual as	
jovens adquirem shakti– a	energia
criativa.
• 3	suportes principais de	vida a	ser
controlados,	no	que se	refere	à	
quantidade:	sono,	comida,	
actividade sexual.
• dormir o	tempo	adequado,	dieta
alimentar calmantede	"vata”,	
cultivar	e	canalizar as	suas
energias,	para	a	realização das	suas
metas
Rejuvenescimento	- rasayana
• rasayana:	com	substâncias e	
sem substâncias
• Com	substâncias:	falta	de	ferro,	
causada	pela	perca	de	sangue	da	
menstruação,	é	compensada	
com	substâncias que	podem	ser	
absorvidas	indirectamentee	
mais	devagar,	como	óxidos,	
transformados	dos	metais	e	
minerais,	misturados	com	
plantas	medicinais	e	incinerados	
repetidas	vezes.
Rejuvenescimento	- rasayana
• Com	substâncias:	a	transição
que	supõe a	adolescência
remove	todo	o	“”ama””	(toxinas)	
acumulado	no	organismo	
durante	os	últimos anos,	e	se	os	
órgãos excretores	não estão
preparados	para	essa	carga	
adicional,	a	pele	vai	sofrer	com	o	
excesso	de	toxinas	libertadas	–
acne:	dieta	equilibrada,	exercício
tsico e	o	uso	interno	e	externo	
de	fitoterápicos.
Rejuvenescimento	- rasayana
• Sem substâncias:	limpa	o	corpo	
de	doshas	residuais	e	“ama”	ao	
mesmo	tempo	que	se	resiste	ao	
consumo	de	substâncias tóxicas
inebriantes,	acompanhados	com	
oração ou	meditação -
eliminaçãode	ama	mental	que	
induz	os	conflitos	e	emoções
negativas.
Idade	Adulta	– Idade	“pitta”
• Realinharo	“fluxo”
• "Pitta"	gosta de	dirigir,	e	hoje em
dia,	a	mulher adultaestá	sempre
a	fazê-lo
• A	sua atenção fragmenta-se,	e	
logo	se	fragmenta o	“prana”
Idade	Adulta	– Idade	“pitta”
• volta a	ligar-se	ao centro da	vida
através do	olhar interior,	e	que o	
faça de	forma	a	recuperar o	
impulso:	olhar para	trás (recordar
um	momento passado que
originou bons sentimentos),	olhar
para	a	frente (pensar em formas
de	simplificar a	vida),	olhar ao
redor (procurar um	mentor),	olhar
para	dentro (com	o	passado,	
reflectir através de	um	mentor	que
procededa	Mãe Natureza).
Menstruação	e	Ayurveda
Menstruação	e	Ayurveda
• vantagem especial	que a	Natureza atribuiu	à	mulhercom	o	intuitode	
purificar o	seu corpo e	mente
• regularizaos fluxos e	ritmos da	mulher,	devolvendo-a	
constantementeao correcto alinhamento com	a	Natureza
• mudanças de	estação criam maior susceptibilidadea	doenças
• se	o	ambientese	altera,	o	organismo deve mudar,	adaptando-se	às
novascaracterísticas
• momentosde	transformação:	MENARCA	e	MENOPAUSA
• ovulaçãoe	menstruação marcam o	ciclo menstrual
Menstruação	e	Ayurveda
• ciclo menstrual	submetidoà	influênciados	doshas:
• anterior	à	ovulação,	predomínio da	hormonafemininaestrogénio,	
hormona“kafa”, sendo este doshaque aumenta nestafase - uma
possívelgravidez
• após a	ovulação,	ocorre o	predomíniode	progesterona,	que se	
assemelha mais a	“pitta”	- período	pré-menstrual	
• na menstruação	há	o	predomíniodo	dosha “vata”:	transportes do	
corpo,	movimento,	regendoo	“fluxo”	menstrual
Menstruação	e	Ayurveda
• em sânscrito,	o	termo genérico para	o	ciclo menstrual,	menstruação e	
substâncias relacionadas com	estes	é	astava
• limpeza natural	periódica,	para	gerar filhos saudáveis:	a	natureza não
espera que todos os meses a	mulher engravide,	mas	antes	que elimine
toxinas
• oportunidadequea	mulher tem	de	se	colocar em contacto com	os seus
fluxos,	a	sua criatividade,	os seus movimentos,	ciclos,	que a	conduzem às
suas raízes
• o resultado da	menstruação dependerá	de	como ocorra o	alinhamento
entre	a	mulher e	os seus fluxos
Tensão	Pré-Menstrual
• desequilíbriosdo	organismo como um	todo,	exacerbados no	período
peri-menstrual.	
• determinadaconsptuiçãonão implicaque os desequilíbriossejam
exclusivos dessa consptuição
• consptuição"pitta"	podedesenvolverum	desequilíbrio"vata",	basta
exagerar na obspnação pelo trabalho ou noutrasquestões,	mesmo
que sejam para	lazer
Ciclos	Menstruais	nos	diferentes	biotipos
• "Vata":	ciclos irregulares que tendema	ser mais do	que 1	mês
• fluxo escasso,	fluidoou escuro e	acompanhadode	coágulos
• frequentesas	cólicas menstruais
• abdómenrígido e	tenso,	prisão de	ventre no	iníciodo	fluxo ou	até	
mesmo antes	dele
• no	aspecto emocional,	labilidadede	humor	e	sentimentos,	ansiedade
e	nervosismo,	insóniae	sono interrompido
• mulheres que realizam muitos exercícios tsicos podem emagrecer
tanto que deixam de	ter a	menstruação devidoa	uma intensificação
do	dosha vata
Ciclos	Menstruais	nos	diferentes	biotipos
• "Pitta":	ciclos regulares com	intervalospoucomenores do	que um	
mês
• fluxo abundantee	prolongado,	coloraçãovermelhovivo	brilhanteou
um	tom	azulado,	amarelado ou preto
• sensação de	calor e	cólicas de	médiaintensidade
• intestinofuncionamais vezes,	antes	da	menstruação ou durante
• aspecto emocional,	maior irritabilidade,	grande ansiedade por
comida	e	sensação de	excesso de	calor no	corpo e	na mente.
• acne,	dor de	cabeça e	secreções vaginais
Ciclos	Menstruais	nos	diferentes	biotipos
• "Kafa":	cicloregular
• fluxo de	média quantidade,	pálidoe	viscoso
• cólicas,	retenção de líquidos,	tensão mamária,	distensãoabdominal	
com	aumentode	peso
• quadrosde	depressão
• candidíasevaginal	no	períodopré-menstrual
• sensação de	peso	nas pernas,	dores nas costas e	certa rigidez
Os três doshas	trabalham juntos para	criar o	ciclofemininoe	os três
podem “conspirar”	para	complicá-lo	– AUTO-OBSERVAÇÃO
Alimentação sem aditivos químicos; evitar álcool, sal, açúcar, carne e
cafeína em excesso; fazer exercício tsico regular; descansar após
situações como excesso de trabalho, sexo, exercício tsico; ter atenção a
questões ambientais nocivas que hiper-estimulam os sentidos (audição,
visão, paladar, olfacto e tacto) causam desgaste, desencadeando
desequilíbrios.
Menopausa	– Idade	“vata”	
• A	mulher mantém-seum	complexo
de	corpo-mente-espírito,	ainda que
o	centro da	sua existência passea	
ser o	espírito
• "vata"	gosta de	se	propagar e	
expandir,	e	este	é	o	período "vata"	
da	mulher
• a	partir dos	60	anos - oportunidade
para	difundir as	suas experiências
• renuncia de	estar absorta pela	
formação estruturada de	"kafa"	e	
pelos atarefados anos de	
maturidadede	"pitta".
Menopausa	– Idade	“vata”	
• coincide	com	a	menopausa,	
essencial para	a	humanidade
• mulher mais velhanão se	
preocupacom	a	gravidezou
aleitamento,	assiste aos
cuidados do	bebé	recém-nascido
e	da	mãe,	cuidadas	crianças e	
dirige	a	educação dos	jovens,	e	
procurasustentopara	a	família
Menopausa	– Idade	“vata”	
• impulsiona e	assegura a	
propagação do	material	genético e	
a	evolução da	humanidade
• menopausa também contribuipara	
a	sua evolução pessoal
• Sintomas:	secura e	flacidez da	pele,	
cabelo fraco,	insónias,	dores de	
cabeça,	ansiedade,	alterações
bruscas de	humor,	afrontamentos,	
secura vaginal	- "vata”
• aumentam na menopausa por ser
um	período de	transição,	de	
ligação
Menopausa	– Idade	“vata”	
• Se	"pitta",	na fase anterior,	se	
acumulouintensamentepor
muitos anos,	os sintomas são
mais	intensos
• atenuar	ou	eliminar	os	
afrontamentos:	respiração
profunda,	isolada	ou	combinada	
com	meditaçãoou	yoga
• "kafa"	pode	contribuir	para	
piorar	este	período:	aumento	de	
peso	ou	retenção de	líquidos
Menopausa	– Idade	“vata”	
• a	mulher deveprestar mais
atenção ao seu “estado”
• rejuvenescimento com	
substâncias,	para	contero	
declínioda	vitalidade
• cuidar regularmente da	pele
porque"vata"	está	relacionado
com	o	sentidodo	tacto
• pele bem oleada	é	uma das	
formas mais seguras de	ter
"vata"	sob	controle
Conclusão
• A	finalidadedo	
rejuvenescimento –rasayana
• devolvero	complexo corpo-
mente-espiritoa	um	estado de	
integração natural	anterior,	de	
forma	a	preveniras	doenças
evitáveis,	e	minimizar as	
inevitáveis
Conclusão
• Infância- porta	de	acesso ao
desenvolvimento óptimo do	
corpo
• Idade adulta - oportunidade de	
potenciarao máximo a	mente
• Envelhecimento -consciência
amplia-se	desde a	matéria do	
corpo-mente,	com	todas as	suas
limitações,	até	à	consciência
menos limitadado	espírito
Conclusão
• alteração de	hábitos de	vida e	da	
dietaalimentar,	tanto na
infância,	puberdade,	idade
adultaou na fase de	menopausa
da	mulher
• as	transições "vata"	serão
menos intensas e	logo	a	mulher
suportará	melhoras	
disparidades
Conclusão
• A	Natureza agradece cada vez
que uma mulher mais velha
orientae	cuidade	uma mulher
mais nova,	oferecendo-lheo	
benetciodos	seus anos de	
experiência
Em Ayurveda,	a	doçuradeve fazer parte	da	vida:	as	palavras devem
fomentar a	harmonia,	os modos devem ser amáveis e	compreensivos,	a	
vidacom	rotinas e	a	consciência,	simples	e	respeitadorada	vidae	da	
Natureza.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Diagnóstico da Língua
Diagnóstico da Língua Diagnóstico da Língua
Diagnóstico da Língua Michele Pó
 
Bhuta vidya - Psiquiatria na medicina ayurvédica por Francisca Rebela
Bhuta vidya - Psiquiatria na medicina ayurvédica por Francisca RebelaBhuta vidya - Psiquiatria na medicina ayurvédica por Francisca Rebela
Bhuta vidya - Psiquiatria na medicina ayurvédica por Francisca RebelaMichele Pó
 
Os gunas e a mente no Ayurveda por Maria Afonso
Os gunas e a mente no Ayurveda por Maria AfonsoOs gunas e a mente no Ayurveda por Maria Afonso
Os gunas e a mente no Ayurveda por Maria AfonsoMichele Pó
 
Introdução ao Ayurveda e Abhyanga
Introdução ao Ayurveda e AbhyangaIntrodução ao Ayurveda e Abhyanga
Introdução ao Ayurveda e AbhyangaAyurvedese
 
Introdução ao Ayurveda - Ayurvedese
Introdução ao Ayurveda - AyurvedeseIntrodução ao Ayurveda - Ayurvedese
Introdução ao Ayurveda - AyurvedeseAyurvedese
 
BAÇO PÂNCREAS (bp) NA MTC
BAÇO PÂNCREAS (bp) NA MTCBAÇO PÂNCREAS (bp) NA MTC
BAÇO PÂNCREAS (bp) NA MTCElva Judy Nieri
 
Prakriti Vata - Tiago Cabeleira
Prakriti Vata - Tiago CabeleiraPrakriti Vata - Tiago Cabeleira
Prakriti Vata - Tiago CabeleiraMichele Pó
 
Peijian shen-massagem-para-alivio-da-dor-pdfrev
Peijian shen-massagem-para-alivio-da-dor-pdfrevPeijian shen-massagem-para-alivio-da-dor-pdfrev
Peijian shen-massagem-para-alivio-da-dor-pdfrevClaudia Pinto
 
Massagem para Alívio da Dor
Massagem para Alívio da DorMassagem para Alívio da Dor
Massagem para Alívio da Dorprojetacursosba
 
A Importância Dos Sub-Doshas No Diagnóstico
A Importância Dos Sub-Doshas No DiagnósticoA Importância Dos Sub-Doshas No Diagnóstico
A Importância Dos Sub-Doshas No DiagnósticoMichele Pó
 
Alimentos para tonificar a energia do rim no inverno
Alimentos para tonificar a energia do rim no invernoAlimentos para tonificar a energia do rim no inverno
Alimentos para tonificar a energia do rim no invernoliliana ponte
 
Diagnóstico dos Malas
Diagnóstico dos MalasDiagnóstico dos Malas
Diagnóstico dos MalasMichele Pó
 
Kayachikitsa ayurveda andreia baptista
Kayachikitsa ayurveda andreia baptistaKayachikitsa ayurveda andreia baptista
Kayachikitsa ayurveda andreia baptistaMichele Pó
 
Curso de Cromoterapia, Terapia Complementar, Cores, Cromoterapia
Curso de Cromoterapia, Terapia Complementar, Cores, CromoterapiaCurso de Cromoterapia, Terapia Complementar, Cores, Cromoterapia
Curso de Cromoterapia, Terapia Complementar, Cores, CromoterapiaProf. Oswaldo Galvão Filho
 
Slides Estudo de Caso Clínico Hiperidrose e obesidade com MTC - LASO
Slides Estudo de Caso Clínico Hiperidrose e obesidade com MTC - LASOSlides Estudo de Caso Clínico Hiperidrose e obesidade com MTC - LASO
Slides Estudo de Caso Clínico Hiperidrose e obesidade com MTC - LASOLais Valente
 
As massagens e os seus benefícios
As massagens e os seus benefíciosAs massagens e os seus benefícios
As massagens e os seus benefíciosTeresa Batista
 

Mais procurados (20)

Diagnóstico da Língua
Diagnóstico da Língua Diagnóstico da Língua
Diagnóstico da Língua
 
Bhuta vidya - Psiquiatria na medicina ayurvédica por Francisca Rebela
Bhuta vidya - Psiquiatria na medicina ayurvédica por Francisca RebelaBhuta vidya - Psiquiatria na medicina ayurvédica por Francisca Rebela
Bhuta vidya - Psiquiatria na medicina ayurvédica por Francisca Rebela
 
Os gunas e a mente no Ayurveda por Maria Afonso
Os gunas e a mente no Ayurveda por Maria AfonsoOs gunas e a mente no Ayurveda por Maria Afonso
Os gunas e a mente no Ayurveda por Maria Afonso
 
Introdução ao Ayurveda e Abhyanga
Introdução ao Ayurveda e AbhyangaIntrodução ao Ayurveda e Abhyanga
Introdução ao Ayurveda e Abhyanga
 
Introdução ao Ayurveda - Ayurvedese
Introdução ao Ayurveda - AyurvedeseIntrodução ao Ayurveda - Ayurvedese
Introdução ao Ayurveda - Ayurvedese
 
BAÇO PÂNCREAS (bp) NA MTC
BAÇO PÂNCREAS (bp) NA MTCBAÇO PÂNCREAS (bp) NA MTC
BAÇO PÂNCREAS (bp) NA MTC
 
Auriculopuntura
AuriculopunturaAuriculopuntura
Auriculopuntura
 
Prakriti Vata - Tiago Cabeleira
Prakriti Vata - Tiago CabeleiraPrakriti Vata - Tiago Cabeleira
Prakriti Vata - Tiago Cabeleira
 
Peijian shen-massagem-para-alivio-da-dor-pdfrev
Peijian shen-massagem-para-alivio-da-dor-pdfrevPeijian shen-massagem-para-alivio-da-dor-pdfrev
Peijian shen-massagem-para-alivio-da-dor-pdfrev
 
Massagem com pedras quentes (2)
Massagem com pedras quentes (2)Massagem com pedras quentes (2)
Massagem com pedras quentes (2)
 
Sub-Doshas
Sub-DoshasSub-Doshas
Sub-Doshas
 
Massagem para Alívio da Dor
Massagem para Alívio da DorMassagem para Alívio da Dor
Massagem para Alívio da Dor
 
A Importância Dos Sub-Doshas No Diagnóstico
A Importância Dos Sub-Doshas No DiagnósticoA Importância Dos Sub-Doshas No Diagnóstico
A Importância Dos Sub-Doshas No Diagnóstico
 
Alimentos para tonificar a energia do rim no inverno
Alimentos para tonificar a energia do rim no invernoAlimentos para tonificar a energia do rim no inverno
Alimentos para tonificar a energia do rim no inverno
 
Diagnóstico dos Malas
Diagnóstico dos MalasDiagnóstico dos Malas
Diagnóstico dos Malas
 
Técnicas em MTC
Técnicas em MTCTécnicas em MTC
Técnicas em MTC
 
Kayachikitsa ayurveda andreia baptista
Kayachikitsa ayurveda andreia baptistaKayachikitsa ayurveda andreia baptista
Kayachikitsa ayurveda andreia baptista
 
Curso de Cromoterapia, Terapia Complementar, Cores, Cromoterapia
Curso de Cromoterapia, Terapia Complementar, Cores, CromoterapiaCurso de Cromoterapia, Terapia Complementar, Cores, Cromoterapia
Curso de Cromoterapia, Terapia Complementar, Cores, Cromoterapia
 
Slides Estudo de Caso Clínico Hiperidrose e obesidade com MTC - LASO
Slides Estudo de Caso Clínico Hiperidrose e obesidade com MTC - LASOSlides Estudo de Caso Clínico Hiperidrose e obesidade com MTC - LASO
Slides Estudo de Caso Clínico Hiperidrose e obesidade com MTC - LASO
 
As massagens e os seus benefícios
As massagens e os seus benefíciosAs massagens e os seus benefícios
As massagens e os seus benefícios
 

Destaque

Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Trigonella foenum graecum l
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Trigonella foenum graecum lPrincípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Trigonella foenum graecum l
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Trigonella foenum graecum lMichele Pó
 
Princípios Activos e Terapêuticos Ayurvédicos do Cravinho Eugenia caryophylus...
Princípios Activos e Terapêuticos Ayurvédicos do Cravinho Eugenia caryophylus...Princípios Activos e Terapêuticos Ayurvédicos do Cravinho Eugenia caryophylus...
Princípios Activos e Terapêuticos Ayurvédicos do Cravinho Eugenia caryophylus...Michele Pó
 
Princípios Activos e Terapêuticos Ayurvédicos da Pimenta Longa
Princípios Activos e Terapêuticos Ayurvédicos da Pimenta LongaPrincípios Activos e Terapêuticos Ayurvédicos da Pimenta Longa
Princípios Activos e Terapêuticos Ayurvédicos da Pimenta LongaMichele Pó
 
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos dos Cominhos
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos dos CominhosPrincípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos dos Cominhos
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos dos CominhosMichele Pó
 
Nadi Pariksha - Pulsologia no Ayurveda por Madalena Caeiro
Nadi Pariksha - Pulsologia no Ayurveda por Madalena CaeiroNadi Pariksha - Pulsologia no Ayurveda por Madalena Caeiro
Nadi Pariksha - Pulsologia no Ayurveda por Madalena CaeiroMichele Pó
 
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Ferula Assafoetida
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Ferula Assafoetida Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Ferula Assafoetida
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Ferula Assafoetida Michele Pó
 
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos do Cardamomo
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos do CardamomoPrincípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos do Cardamomo
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos do CardamomoMichele Pó
 
Rasayana - Longevidade e Revitalização Terapêutica por Elisângela Massochin
Rasayana - Longevidade e Revitalização Terapêutica por Elisângela MassochinRasayana - Longevidade e Revitalização Terapêutica por Elisângela Massochin
Rasayana - Longevidade e Revitalização Terapêutica por Elisângela MassochinMichele Pó
 
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Canela
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Canela Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Canela
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Canela Michele Pó
 
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia Amoreirinha
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia AmoreirinhaA importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia Amoreirinha
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia AmoreirinhaMichele Pó
 
Medicina Interna por Filipa Falcão
Medicina Interna por Filipa FalcãoMedicina Interna por Filipa Falcão
Medicina Interna por Filipa FalcãoMichele Pó
 
Salakya Tantra por Joana Nascimento
Salakya Tantra por   Joana NascimentoSalakya Tantra por   Joana Nascimento
Salakya Tantra por Joana NascimentoMichele Pó
 

Destaque (12)

Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Trigonella foenum graecum l
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Trigonella foenum graecum lPrincípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Trigonella foenum graecum l
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Trigonella foenum graecum l
 
Princípios Activos e Terapêuticos Ayurvédicos do Cravinho Eugenia caryophylus...
Princípios Activos e Terapêuticos Ayurvédicos do Cravinho Eugenia caryophylus...Princípios Activos e Terapêuticos Ayurvédicos do Cravinho Eugenia caryophylus...
Princípios Activos e Terapêuticos Ayurvédicos do Cravinho Eugenia caryophylus...
 
Princípios Activos e Terapêuticos Ayurvédicos da Pimenta Longa
Princípios Activos e Terapêuticos Ayurvédicos da Pimenta LongaPrincípios Activos e Terapêuticos Ayurvédicos da Pimenta Longa
Princípios Activos e Terapêuticos Ayurvédicos da Pimenta Longa
 
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos dos Cominhos
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos dos CominhosPrincípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos dos Cominhos
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos dos Cominhos
 
Nadi Pariksha - Pulsologia no Ayurveda por Madalena Caeiro
Nadi Pariksha - Pulsologia no Ayurveda por Madalena CaeiroNadi Pariksha - Pulsologia no Ayurveda por Madalena Caeiro
Nadi Pariksha - Pulsologia no Ayurveda por Madalena Caeiro
 
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Ferula Assafoetida
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Ferula Assafoetida Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Ferula Assafoetida
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Ferula Assafoetida
 
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos do Cardamomo
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos do CardamomoPrincípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos do Cardamomo
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos do Cardamomo
 
Rasayana - Longevidade e Revitalização Terapêutica por Elisângela Massochin
Rasayana - Longevidade e Revitalização Terapêutica por Elisângela MassochinRasayana - Longevidade e Revitalização Terapêutica por Elisângela Massochin
Rasayana - Longevidade e Revitalização Terapêutica por Elisângela Massochin
 
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Canela
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Canela Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Canela
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Canela
 
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia Amoreirinha
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia AmoreirinhaA importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia Amoreirinha
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia Amoreirinha
 
Medicina Interna por Filipa Falcão
Medicina Interna por Filipa FalcãoMedicina Interna por Filipa Falcão
Medicina Interna por Filipa Falcão
 
Salakya Tantra por Joana Nascimento
Salakya Tantra por   Joana NascimentoSalakya Tantra por   Joana Nascimento
Salakya Tantra por Joana Nascimento
 

Semelhante a Saúde da mulher por Maria Brito do Rio

pre natal saude publica.pdf
pre natal saude publica.pdfpre natal saude publica.pdf
pre natal saude publica.pdfbianca375788
 
Menopausa e Climatério
Menopausa e Climatério Menopausa e Climatério
Menopausa e Climatério Laís Lucas
 
Prevalência, fisiopatologia e tratamento da iue em gestantes
Prevalência, fisiopatologia e tratamento da iue em gestantesPrevalência, fisiopatologia e tratamento da iue em gestantes
Prevalência, fisiopatologia e tratamento da iue em gestantesclaudiahacad
 
Candomblé vegetariano
Candomblé vegetarianoCandomblé vegetariano
Candomblé vegetarianocoutinhojairo
 
Menopausa / Climatério: mudanças no corpo da mulher
Menopausa / Climatério: mudanças no corpo da mulherMenopausa / Climatério: mudanças no corpo da mulher
Menopausa / Climatério: mudanças no corpo da mulherOliveira FEM
 
Cartilha saude mulher
Cartilha saude mulherCartilha saude mulher
Cartilha saude mulherkarol_ribeiro
 
Educaosexual 120914163120-phpapp01
Educaosexual 120914163120-phpapp01Educaosexual 120914163120-phpapp01
Educaosexual 120914163120-phpapp01Jhenne Ferreira
 
Slides saude da mulher
Slides saude da mulherSlides saude da mulher
Slides saude da mulherJulianna Lys
 
Anorexia, bulimia e os Transtornos Alimentares: psicoterapia comportamental e...
Anorexia, bulimia e os Transtornos Alimentares: psicoterapia comportamental e...Anorexia, bulimia e os Transtornos Alimentares: psicoterapia comportamental e...
Anorexia, bulimia e os Transtornos Alimentares: psicoterapia comportamental e...Marcelo da Rocha Carvalho
 
Alimentos yin e yang obesidade
Alimentos yin e yang obesidadeAlimentos yin e yang obesidade
Alimentos yin e yang obesidadeIdalino Lima
 
Uiara idoso pronto para apresentar.....
Uiara idoso pronto para apresentar.....Uiara idoso pronto para apresentar.....
Uiara idoso pronto para apresentar.....Augusto Senna
 
CARE - Programa para gestantes
CARE - Programa para gestantesCARE - Programa para gestantes
CARE - Programa para gestantesericamacedo
 
a-dieta-do-yin-e-do-yang-para-gordos-magros-e-instaveis-joao-curvo
a-dieta-do-yin-e-do-yang-para-gordos-magros-e-instaveis-joao-curvoa-dieta-do-yin-e-do-yang-para-gordos-magros-e-instaveis-joao-curvo
a-dieta-do-yin-e-do-yang-para-gordos-magros-e-instaveis-joao-curvoEdison Nogueira Fontoura
 
Vigorexia e distúrbios de imagem corporal - A Psinove no Fiture Summit 2018
Vigorexia e distúrbios de imagem corporal - A Psinove no Fiture Summit 2018Vigorexia e distúrbios de imagem corporal - A Psinove no Fiture Summit 2018
Vigorexia e distúrbios de imagem corporal - A Psinove no Fiture Summit 2018Psinove - Inovamos a Psicologia
 
Menus cidadania educação sexual
Menus cidadania   educação sexualMenus cidadania   educação sexual
Menus cidadania educação sexualFátima Rocha
 

Semelhante a Saúde da mulher por Maria Brito do Rio (20)

pre natal saude publica.pdf
pre natal saude publica.pdfpre natal saude publica.pdf
pre natal saude publica.pdf
 
Menopausa e Climatério
Menopausa e Climatério Menopausa e Climatério
Menopausa e Climatério
 
Prevalência, fisiopatologia e tratamento da iue em gestantes
Prevalência, fisiopatologia e tratamento da iue em gestantesPrevalência, fisiopatologia e tratamento da iue em gestantes
Prevalência, fisiopatologia e tratamento da iue em gestantes
 
Candomblé vegetariano
Candomblé vegetarianoCandomblé vegetariano
Candomblé vegetariano
 
Transtorno Alimentar
Transtorno AlimentarTranstorno Alimentar
Transtorno Alimentar
 
Menopausa / Climatério: mudanças no corpo da mulher
Menopausa / Climatério: mudanças no corpo da mulherMenopausa / Climatério: mudanças no corpo da mulher
Menopausa / Climatério: mudanças no corpo da mulher
 
Papel bp eemagrecimento
Papel bp eemagrecimentoPapel bp eemagrecimento
Papel bp eemagrecimento
 
Cartilha saude mulher
Cartilha saude mulherCartilha saude mulher
Cartilha saude mulher
 
Educaosexual 120914163120-phpapp01
Educaosexual 120914163120-phpapp01Educaosexual 120914163120-phpapp01
Educaosexual 120914163120-phpapp01
 
Slides saude da mulher
Slides saude da mulherSlides saude da mulher
Slides saude da mulher
 
Anorexia, bulimia e os Transtornos Alimentares: psicoterapia comportamental e...
Anorexia, bulimia e os Transtornos Alimentares: psicoterapia comportamental e...Anorexia, bulimia e os Transtornos Alimentares: psicoterapia comportamental e...
Anorexia, bulimia e os Transtornos Alimentares: psicoterapia comportamental e...
 
Alimentos yin e yang obesidade
Alimentos yin e yang obesidadeAlimentos yin e yang obesidade
Alimentos yin e yang obesidade
 
Obesidade
ObesidadeObesidade
Obesidade
 
Uiara idoso pronto para apresentar.....
Uiara idoso pronto para apresentar.....Uiara idoso pronto para apresentar.....
Uiara idoso pronto para apresentar.....
 
CARE - Programa para gestantes
CARE - Programa para gestantesCARE - Programa para gestantes
CARE - Programa para gestantes
 
a-dieta-do-yin-e-do-yang-para-gordos-magros-e-instaveis-joao-curvo
a-dieta-do-yin-e-do-yang-para-gordos-magros-e-instaveis-joao-curvoa-dieta-do-yin-e-do-yang-para-gordos-magros-e-instaveis-joao-curvo
a-dieta-do-yin-e-do-yang-para-gordos-magros-e-instaveis-joao-curvo
 
Vigorexia e distúrbios de imagem corporal - A Psinove no Fiture Summit 2018
Vigorexia e distúrbios de imagem corporal - A Psinove no Fiture Summit 2018Vigorexia e distúrbios de imagem corporal - A Psinove no Fiture Summit 2018
Vigorexia e distúrbios de imagem corporal - A Psinove no Fiture Summit 2018
 
Menus cidadania educação sexual
Menus cidadania   educação sexualMenus cidadania   educação sexual
Menus cidadania educação sexual
 
Obesidade Mórbida
Obesidade MórbidaObesidade Mórbida
Obesidade Mórbida
 
Padroes de beleza
Padroes de belezaPadroes de beleza
Padroes de beleza
 

Mais de Michele Pó

Kaumara bhritya por Tânia Pires
Kaumara bhritya por Tânia PiresKaumara bhritya por Tânia Pires
Kaumara bhritya por Tânia PiresMichele Pó
 
Vaji karana - Medicina Reprodutiva no Ayurveda por Pedro Sequeira
Vaji karana - Medicina Reprodutiva no Ayurveda por Pedro SequeiraVaji karana - Medicina Reprodutiva no Ayurveda por Pedro Sequeira
Vaji karana - Medicina Reprodutiva no Ayurveda por Pedro SequeiraMichele Pó
 
Toxicologia ayurvédica por Élio Lampreia
Toxicologia ayurvédica por Élio LampreiaToxicologia ayurvédica por Élio Lampreia
Toxicologia ayurvédica por Élio LampreiaMichele Pó
 
Astro Nutrição
Astro NutriçãoAstro Nutrição
Astro NutriçãoMichele Pó
 
Panchakarma - Rita Quintas
Panchakarma - Rita QuintasPanchakarma - Rita Quintas
Panchakarma - Rita QuintasMichele Pó
 
Doshas, fogo digestivo e os alimentos Mónica lapa
Doshas, fogo digestivo e os alimentos   Mónica lapaDoshas, fogo digestivo e os alimentos   Mónica lapa
Doshas, fogo digestivo e os alimentos Mónica lapaMichele Pó
 
Doshas, fogo digestivo e os alimentos - Mónica Lapa
Doshas, fogo digestivo e os alimentos  - Mónica LapaDoshas, fogo digestivo e os alimentos  - Mónica Lapa
Doshas, fogo digestivo e os alimentos - Mónica LapaMichele Pó
 
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia Amoreirinha
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia AmoreirinhaA importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia Amoreirinha
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia AmoreirinhaMichele Pó
 
Rasayana - Carlos Nunes
Rasayana   - Carlos NunesRasayana   - Carlos Nunes
Rasayana - Carlos NunesMichele Pó
 
Nadis e marmas corporificação da energia e entrada do self
Nadis e marmas  corporificação da energia e entrada do self Nadis e marmas  corporificação da energia e entrada do self
Nadis e marmas corporificação da energia e entrada do self Michele Pó
 
Astrologia aplicada ao diagnóstico
Astrologia aplicada ao diagnóstico Astrologia aplicada ao diagnóstico
Astrologia aplicada ao diagnóstico Michele Pó
 
Os gunas e a mente Diana Silva
Os gunas e a mente Diana SilvaOs gunas e a mente Diana Silva
Os gunas e a mente Diana SilvaMichele Pó
 
História da medicina ayurvédica
História da medicina ayurvédicaHistória da medicina ayurvédica
História da medicina ayurvédicaMichele Pó
 

Mais de Michele Pó (13)

Kaumara bhritya por Tânia Pires
Kaumara bhritya por Tânia PiresKaumara bhritya por Tânia Pires
Kaumara bhritya por Tânia Pires
 
Vaji karana - Medicina Reprodutiva no Ayurveda por Pedro Sequeira
Vaji karana - Medicina Reprodutiva no Ayurveda por Pedro SequeiraVaji karana - Medicina Reprodutiva no Ayurveda por Pedro Sequeira
Vaji karana - Medicina Reprodutiva no Ayurveda por Pedro Sequeira
 
Toxicologia ayurvédica por Élio Lampreia
Toxicologia ayurvédica por Élio LampreiaToxicologia ayurvédica por Élio Lampreia
Toxicologia ayurvédica por Élio Lampreia
 
Astro Nutrição
Astro NutriçãoAstro Nutrição
Astro Nutrição
 
Panchakarma - Rita Quintas
Panchakarma - Rita QuintasPanchakarma - Rita Quintas
Panchakarma - Rita Quintas
 
Doshas, fogo digestivo e os alimentos Mónica lapa
Doshas, fogo digestivo e os alimentos   Mónica lapaDoshas, fogo digestivo e os alimentos   Mónica lapa
Doshas, fogo digestivo e os alimentos Mónica lapa
 
Doshas, fogo digestivo e os alimentos - Mónica Lapa
Doshas, fogo digestivo e os alimentos  - Mónica LapaDoshas, fogo digestivo e os alimentos  - Mónica Lapa
Doshas, fogo digestivo e os alimentos - Mónica Lapa
 
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia Amoreirinha
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia AmoreirinhaA importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia Amoreirinha
A importância dos sub doshas no diagnóstico - Cátia Amoreirinha
 
Rasayana - Carlos Nunes
Rasayana   - Carlos NunesRasayana   - Carlos Nunes
Rasayana - Carlos Nunes
 
Nadis e marmas corporificação da energia e entrada do self
Nadis e marmas  corporificação da energia e entrada do self Nadis e marmas  corporificação da energia e entrada do self
Nadis e marmas corporificação da energia e entrada do self
 
Astrologia aplicada ao diagnóstico
Astrologia aplicada ao diagnóstico Astrologia aplicada ao diagnóstico
Astrologia aplicada ao diagnóstico
 
Os gunas e a mente Diana Silva
Os gunas e a mente Diana SilvaOs gunas e a mente Diana Silva
Os gunas e a mente Diana Silva
 
História da medicina ayurvédica
História da medicina ayurvédicaHistória da medicina ayurvédica
História da medicina ayurvédica
 

Último

LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.HildegardeAngel
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptxpamelacastro71
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxAntonioVieira539017
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfpaulafernandes540558
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira partecoletivoddois
 

Último (20)

LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
 
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
 

Saúde da mulher por Maria Brito do Rio

  • 2. Introdução ”As mulheres vivenciaram um afastamento prejudicial dos ritos e seus ciclos naturais por batalharem uma posição activa no mercado de trabalho, sofrendo com disfunções sérias hormonais e problemasno aparelho reprodutor feminino quetêm gerado casos frequentes de menopausa precoce, endometriosee infertilidade” Brenda Kalil, Médica Ayurveda “Em certas regiões da India, as mulheres reúnem-separa celebrar a transição de ciclos de passagem como a menarca, o casamento, a gravideze até a entrada na idademaior. São experiências muito ricas, pois estes círculos de mulheres possibilitam a troca de experiências entre gerações de mulheres e fortalecem a tradição do poder criador feminino."
  • 3. Princípios da Saúde em Ayurveda Svastha - “saúde” - "enraizadoem si mesmo” Equilíbriodinâmico auto-estimae autoconsciência “fluxo” “sistemas de canais” VIDA • 14 canais + 2 canais na mulher
  • 4. Princípios da Saúde em Ayurveda 2 canais específicosda mulher: • Canal Lácteo – leite materno • Canal Menstrual– menstruação Ayurveda ajuda a encontraros canais CRIATIVIDADE INTERNOS INTRÍNSECA EXTERNOS
  • 5. A Evolução da Mulher As Estaçõesdeterminam a intensidade do que afecta a Mulher e o grau com que ela fica afectada. 4 ciclos sazonais: Dia e Noite; Estações do Ano; Digestão; Vida 3 Doshas Evolução da Mulher • 1º “kafa” – menina – do nascimento até puberdade • 2º “pitta” – maturidade – dos 20 aos 35 anos • Decresce “pitta”, aumenta “vata” – dos 35 aos 60 anos • 3º “vata” – menopausa – a partir dos 60 anos Vida
  • 6. A Evolução da Mulher CICLO MENSTRUAL Com influênciados 3 doshas • “kafa” aumenta durante a fase reprodutiva, desde o final do "fluxo" menstrual até à ovulação. Os estrogénios, hormona tipo "kafa", alcançam o seu ponto máximo durante esta fase. • A progesterona, uma hormona “pitta”, ultrapassa o predomínio dos estrogéniosdurante a fase secretora, após a ovulação até ao início do fluxo menstrual. • ”vata”, cuja função no organismo é o transporte predomina durante os dias do fluxo menstrual
  • 7. A Evolução da Mulher • A menstruação é consideradapela Ayurveda como uma purificação sazonal, uma forma que os corpos e mentes das mulheres têm para se purificar todos os meses. • A Natureza presta este serviço de “limpeza” à mulher para ter mães saudáveis, com o objectivode criar filhossaudáveis • Usa a capacidade de criação como melhor lhe convém, para si ou para os outros, para produzir ou para reparar, para criar ou procriar.
  • 8. Infância – Idade “kafa” • formação de tecidos corpo produzmuitaágua • Dieta: alimentosnutritivos, integrais e hidratosde carbono complexosde fácil digestãoe absorção nutrição e tranquilidade à criança • Frutas, verduras, legumes, cereais e lacpcínios base de uma dietasaudável
  • 9. Infância – Idade “kafa” • ligadoao afeto e à amorosidade • relação que a mulher estabelece com o mundoque a rodeia: entre a consptuiçãopessoal (prakriti, na infância), de naturezainata, e o ambiente (desde a fase uterina, com influênciada alimentaçãoda mãe, seus pensamentos, seus actos, relações que estabelece).
  • 10. Puberdade – Idade “kafa”, transição “vata” • A adolescênciacompreendea fase de transição • Infânciaregida por "kafa", a idade adultapor "pitta" e as transições por "vata” • são grandes as possibilidades que os 3 doshas descompensem durantea adolescência
  • 11. Puberdade – Idade “kafa”, transição “vata” • porquese tem vindoa alterar o momentoem que alguns indivíduosalcançam a sua capacidade fisiológicade se reproduzir, a maturidadesexual, devidoàs condiçõesactuais da vidamoderna (excesso de luz artificial nos espaços interiores, que altera os ciclos circadianos e o sistema reprodutor).
  • 12. Puberdade – Idade “kafa”, transição “vata” • Cada adolescenteresponderá de forma diferentea estes factores, segundo as suas próprias tendênciaspessoais • Todos eles incrementam"vata” • O resultado é uma invasãode "vata" agravado, que se torna a causa principal da disfunção menstrual.
  • 13. Puberdade – Idade “kafa”, transição “vata” • adolescência é a etapa na qual as jovens adquirem shakti– a energia criativa. • 3 suportes principais de vida a ser controlados, no que se refere à quantidade: sono, comida, actividade sexual. • dormir o tempo adequado, dieta alimentar calmantede "vata”, cultivar e canalizar as suas energias, para a realização das suas metas
  • 14. Rejuvenescimento - rasayana • rasayana: com substâncias e sem substâncias • Com substâncias: falta de ferro, causada pela perca de sangue da menstruação, é compensada com substâncias que podem ser absorvidas indirectamentee mais devagar, como óxidos, transformados dos metais e minerais, misturados com plantas medicinais e incinerados repetidas vezes.
  • 15. Rejuvenescimento - rasayana • Com substâncias: a transição que supõe a adolescência remove todo o “”ama”” (toxinas) acumulado no organismo durante os últimos anos, e se os órgãos excretores não estão preparados para essa carga adicional, a pele vai sofrer com o excesso de toxinas libertadas – acne: dieta equilibrada, exercício tsico e o uso interno e externo de fitoterápicos.
  • 16. Rejuvenescimento - rasayana • Sem substâncias: limpa o corpo de doshas residuais e “ama” ao mesmo tempo que se resiste ao consumo de substâncias tóxicas inebriantes, acompanhados com oração ou meditação - eliminaçãode ama mental que induz os conflitos e emoções negativas.
  • 17. Idade Adulta – Idade “pitta” • Realinharo “fluxo” • "Pitta" gosta de dirigir, e hoje em dia, a mulher adultaestá sempre a fazê-lo • A sua atenção fragmenta-se, e logo se fragmenta o “prana”
  • 18. Idade Adulta – Idade “pitta” • volta a ligar-se ao centro da vida através do olhar interior, e que o faça de forma a recuperar o impulso: olhar para trás (recordar um momento passado que originou bons sentimentos), olhar para a frente (pensar em formas de simplificar a vida), olhar ao redor (procurar um mentor), olhar para dentro (com o passado, reflectir através de um mentor que procededa Mãe Natureza).
  • 20. Menstruação e Ayurveda • vantagem especial que a Natureza atribuiu à mulhercom o intuitode purificar o seu corpo e mente • regularizaos fluxos e ritmos da mulher, devolvendo-a constantementeao correcto alinhamento com a Natureza • mudanças de estação criam maior susceptibilidadea doenças • se o ambientese altera, o organismo deve mudar, adaptando-se às novascaracterísticas • momentosde transformação: MENARCA e MENOPAUSA • ovulaçãoe menstruação marcam o ciclo menstrual
  • 21. Menstruação e Ayurveda • ciclo menstrual submetidoà influênciados doshas: • anterior à ovulação, predomínio da hormonafemininaestrogénio, hormona“kafa”, sendo este doshaque aumenta nestafase - uma possívelgravidez • após a ovulação, ocorre o predomíniode progesterona, que se assemelha mais a “pitta” - período pré-menstrual • na menstruação há o predomíniodo dosha “vata”: transportes do corpo, movimento, regendoo “fluxo” menstrual
  • 22. Menstruação e Ayurveda • em sânscrito, o termo genérico para o ciclo menstrual, menstruação e substâncias relacionadas com estes é astava • limpeza natural periódica, para gerar filhos saudáveis: a natureza não espera que todos os meses a mulher engravide, mas antes que elimine toxinas • oportunidadequea mulher tem de se colocar em contacto com os seus fluxos, a sua criatividade, os seus movimentos, ciclos, que a conduzem às suas raízes • o resultado da menstruação dependerá de como ocorra o alinhamento entre a mulher e os seus fluxos
  • 23. Tensão Pré-Menstrual • desequilíbriosdo organismo como um todo, exacerbados no período peri-menstrual. • determinadaconsptuiçãonão implicaque os desequilíbriossejam exclusivos dessa consptuição • consptuição"pitta" podedesenvolverum desequilíbrio"vata", basta exagerar na obspnação pelo trabalho ou noutrasquestões, mesmo que sejam para lazer
  • 24. Ciclos Menstruais nos diferentes biotipos • "Vata": ciclos irregulares que tendema ser mais do que 1 mês • fluxo escasso, fluidoou escuro e acompanhadode coágulos • frequentesas cólicas menstruais • abdómenrígido e tenso, prisão de ventre no iníciodo fluxo ou até mesmo antes dele • no aspecto emocional, labilidadede humor e sentimentos, ansiedade e nervosismo, insóniae sono interrompido • mulheres que realizam muitos exercícios tsicos podem emagrecer tanto que deixam de ter a menstruação devidoa uma intensificação do dosha vata
  • 25. Ciclos Menstruais nos diferentes biotipos • "Pitta": ciclos regulares com intervalospoucomenores do que um mês • fluxo abundantee prolongado, coloraçãovermelhovivo brilhanteou um tom azulado, amarelado ou preto • sensação de calor e cólicas de médiaintensidade • intestinofuncionamais vezes, antes da menstruação ou durante • aspecto emocional, maior irritabilidade, grande ansiedade por comida e sensação de excesso de calor no corpo e na mente. • acne, dor de cabeça e secreções vaginais
  • 26. Ciclos Menstruais nos diferentes biotipos • "Kafa": cicloregular • fluxo de média quantidade, pálidoe viscoso • cólicas, retenção de líquidos, tensão mamária, distensãoabdominal com aumentode peso • quadrosde depressão • candidíasevaginal no períodopré-menstrual • sensação de peso nas pernas, dores nas costas e certa rigidez
  • 27. Os três doshas trabalham juntos para criar o ciclofemininoe os três podem “conspirar” para complicá-lo – AUTO-OBSERVAÇÃO
  • 28. Alimentação sem aditivos químicos; evitar álcool, sal, açúcar, carne e cafeína em excesso; fazer exercício tsico regular; descansar após situações como excesso de trabalho, sexo, exercício tsico; ter atenção a questões ambientais nocivas que hiper-estimulam os sentidos (audição, visão, paladar, olfacto e tacto) causam desgaste, desencadeando desequilíbrios.
  • 29. Menopausa – Idade “vata” • A mulher mantém-seum complexo de corpo-mente-espírito, ainda que o centro da sua existência passea ser o espírito • "vata" gosta de se propagar e expandir, e este é o período "vata" da mulher • a partir dos 60 anos - oportunidade para difundir as suas experiências • renuncia de estar absorta pela formação estruturada de "kafa" e pelos atarefados anos de maturidadede "pitta".
  • 30. Menopausa – Idade “vata” • coincide com a menopausa, essencial para a humanidade • mulher mais velhanão se preocupacom a gravidezou aleitamento, assiste aos cuidados do bebé recém-nascido e da mãe, cuidadas crianças e dirige a educação dos jovens, e procurasustentopara a família
  • 31. Menopausa – Idade “vata” • impulsiona e assegura a propagação do material genético e a evolução da humanidade • menopausa também contribuipara a sua evolução pessoal • Sintomas: secura e flacidez da pele, cabelo fraco, insónias, dores de cabeça, ansiedade, alterações bruscas de humor, afrontamentos, secura vaginal - "vata” • aumentam na menopausa por ser um período de transição, de ligação
  • 32. Menopausa – Idade “vata” • Se "pitta", na fase anterior, se acumulouintensamentepor muitos anos, os sintomas são mais intensos • atenuar ou eliminar os afrontamentos: respiração profunda, isolada ou combinada com meditaçãoou yoga • "kafa" pode contribuir para piorar este período: aumento de peso ou retenção de líquidos
  • 33. Menopausa – Idade “vata” • a mulher deveprestar mais atenção ao seu “estado” • rejuvenescimento com substâncias, para contero declínioda vitalidade • cuidar regularmente da pele porque"vata" está relacionado com o sentidodo tacto • pele bem oleada é uma das formas mais seguras de ter "vata" sob controle
  • 34.
  • 35. Conclusão • A finalidadedo rejuvenescimento –rasayana • devolvero complexo corpo- mente-espiritoa um estado de integração natural anterior, de forma a preveniras doenças evitáveis, e minimizar as inevitáveis
  • 36. Conclusão • Infância- porta de acesso ao desenvolvimento óptimo do corpo • Idade adulta - oportunidade de potenciarao máximo a mente • Envelhecimento -consciência amplia-se desde a matéria do corpo-mente, com todas as suas limitações, até à consciência menos limitadado espírito
  • 37. Conclusão • alteração de hábitos de vida e da dietaalimentar, tanto na infância, puberdade, idade adultaou na fase de menopausa da mulher • as transições "vata" serão menos intensas e logo a mulher suportará melhoras disparidades
  • 38. Conclusão • A Natureza agradece cada vez que uma mulher mais velha orientae cuidade uma mulher mais nova, oferecendo-lheo benetciodos seus anos de experiência
  • 39. Em Ayurveda, a doçuradeve fazer parte da vida: as palavras devem fomentar a harmonia, os modos devem ser amáveis e compreensivos, a vidacom rotinas e a consciência, simples e respeitadorada vidae da Natureza.