Novas Literacias

6.035 visualizações

Publicada em

Apresentação feita em Escola do Futuro - IEC, Universidade do Minho

Publicada em: Educação
0 comentários
15 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.035
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
767
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
15
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Novas Literacias

  1. 1. Novas Literacias Luís Pereira
  2. 2. Buckingham (2003) alerta para a necessidade de se repensar a ideia de Literacia . A ideia de literacia, ou de alfabetização, condiciona a própria ideia de educação. Porquê (re)pensar a literacia ?
  3. 3. <ul><li>O termo tem vindo, contudo, a adquirir um sentido mais lato para incluir os conhecimentos e capacidades necessárias para produzir e compreender diversos tipos de comunicação, a saber: </li></ul><ul><li>a capacidade para compreender a tecnologia ; </li></ul><ul><li>a capacidade para compreender os media ; </li></ul><ul><li>a capacidade para compreender a informática . </li></ul><ul><li>(Vieira, 2008) </li></ul>Porquê (re)pensar a literacia ?
  4. 4. Literacia dos Media Literacia digital Educação para os Media Literacia da Informação Literacia da Web Literacia Informática e-Literacia Literacia da Internet Alfabetização digital Por que prolifera o termo literacia ? Fonte: Pérez Tornero, 2004b; Para Varis, 2005 Porquê (re)pensar a literacia ? Literacia Multimédia
  5. 5. Como organizar?
  6. 6. Como organizar? Fonte: Pérez Tornero, 2007
  7. 7. Como organizar?
  8. 8. Literacia dos Media Literacia digital Processo Educação para os Media Aprendizagem ao longo da vida <ul><li>Literacia da Informação </li></ul><ul><li>Literacia da Web </li></ul><ul><li>Literacia Informática </li></ul><ul><li>e-Literacia </li></ul><ul><li>Literacia da Internet </li></ul>Alfabetização digital Objectivo Como organizar?
  9. 9. Competências Técnicas (Sociedade da) Informação Competências necessárias / que desenvolve Factor de inclusão/exclusão Modo como se lida com os media Literacia Digital O que é a Literacia Digital? Fonte: Better eLearning for Europe - European Commission, 2003; The Key Competences Framework for Lifelong Learning - European Commission, 2006; Educational Testing Service (USA), 2002; New Curriculum in Norway, 2004 Pérez Tornero, 2004a; 2004b; 2007b; Erstad, 2007; Gapski, 2007; Martin, 2005; Varis, 2007; Midoro, 2007; Gilster, 2007; Rosado & Bélisle, 2006; Rivoltella, 2008; Fantini & Girandello, 2008; Vieira, 2008; Clemson, 2008; Travieso & Planella, 2008
  10. 10. Utilizar as TIC/Computador Utilizar a Internet Aparelhos digitais Competências Técnicas (Sociedade da) Informação Procurar Avaliar Integrar Partilhar Aceder Controlar Participar Fonte: Better eLearning for Europe - European Commission, 2003; The Key Competences Framework for Lifelong Learning - European Commission, 2006; Educational Testing Service (USA), 2002; New Curriculum in Norway, 2004 Pérez Tornero, 2004a; 2004b; 2007b; Erstad, 2007; Gapski, 2007; Martin, 2005; Varis, 2007; Midoro, 2007; Gilster, 2007; Rosado & Bélisle, 2006; Rivoltella, 2008; Fantini & Girandello, 2008; Vieira, 2008; Clemson, 2008; Travieso & Planella, 2008 O que é a Literacia Digital?
  11. 11. Nova forma de exclusão Factor de inclusão/exclusão Fonte: Better eLearning for Europe - European Commission, 2003; The Key Competences Framework for Lifelong Learning - European Commission, 2006; Educational Testing Service (USA), 2002; New Curriculum in Norway, 2004 Pérez Tornero, 2004a; 2004b; 2007b; Erstad, 2007; Gapski, 2007; Martin, 2005; Varis, 2007; Midoro, 2007; Gilster, 2007; Rosado & Bélisle, 2006; Rivoltella, 2008; Fantini & Girandello, 2008; Vieira, 2008; Clemson, 2008; Travieso & Planella, 2008 O que é a Literacia Digital? Modo como se lida com os media Ser criativo Confiança Sentido crítico Inovar Conhecimento dos media
  12. 12. Competências necessárias / que desenvolve De trabalho Comunicativas De cidadania etc. De divertimento Sociais Fonte: Better eLearning for Europe - European Commission, 2003; The Key Competences Framework for Lifelong Learning - European Commission, 2006; Educational Testing Service (USA), 2002; New Curriculum in Norway, 2004 Pérez Tornero, 2004a; 2004b; 2007b; Erstad, 2007; Gapski, 2007; Martin, 2005; Varis, 2007; Midoro, 2007; Gilster, 2007; Rosado & Bélisle, 2006; Rivoltella, 2008; Fantini & Girandello, 2008; Vieira, 2008; Clemson, 2008; Travieso & Planella, 2008 O que é a Literacia Digital?
  13. 13. Que alunos temos na escola?
  14. 14. a velocidade um maior processamento simultâneo <ul><ul><li>o texto ilustra a imagem </li></ul></ul>conectividade e acção constante ruptura com a linearidade no acesso à informação orientação para a resolução do problema e para a equipa recompensa imediata <ul><ul><li>uma visão positiva da tecnologia </li></ul></ul>Nativos Digitais Que alunos temos na escola? Fonte: Prensky, 2001; Gros, 2003
  15. 15. Que alunos temos na escola? As novas gerações nascem e crescem neste ambiente, que se apresenta como realidade ‘natural’ e ‘transparente’ (Pinto,2000). Geração multi-ecrãs (Pinto,2008)
  16. 16. “ O primeiro beijo” David Vela Cervera, 2.º lugar no Porto Cartoon de 2005 Que alunos temos na escola?
  17. 17. Que alunos temos na escola?
  18. 18. Que alunos temos na escola? Como tem chamado a atenção um autor como Henry Jenkins, não será correcto etiquetar toda uma geração como se fosse uma categoria homogénea e como se os tais &quot;nativos&quot;, pelo facto de o serem, não carecessem da formação para a abordagem crítica das tecnologias ou, mais simplesmente, da literacia digital. (Pinto, 2008)
  19. 19. performance navegação nos diferentes media <ul><ul><li>jogar </li></ul></ul>inteligência colectiva multitarefas apropriação simulação <ul><ul><li>trabalho em rede </li></ul></ul>Cultura de Participação Quais as competências necessárias? Fonte: Jenkins, 2006
  20. 20. Como se combate a exclusão?
  21. 21. Como se combate a exclusão? Fonte: Público, Dezembro de 2007 A promoção da inclusão das pessoas na sociedade do conhecimento, a formação generalizada na utilização das tecnologias e o acesso aos computadores não é uma questão meramente tecnológica . …a conjugação da aposta nas qualificações com o desenvolvimento da banda larga e com a promoção do acesso a computadores em rede de professores, estudantes e adultos em requalificação demonstra a aposta clara no combate à fractura digital como o caminho mais eficaz para mudar o perfil competitivo da economia e reforçar a coesão social
  22. 22. Como se combate a exclusão? É importante termos presente as formas diferenciadas e assimétricas de acesso dos cidadãos à informação e à comunicação, não só a nível económico, mas também a nível social, cultural e educacional. (Pereira, 2000)
  23. 23. Como se combate a exclusão? Importa saber qual o papel da escola para esbater as diferenças e não criar uma nova divisão , a utilização das tecnologias na escola e a utilização que os jovens fazem fora da escola. (Buckingham, 2003)
  24. 24. Como se promove a cidadania?
  25. 25. Como se promove a cidadania? Hoje, é relativamente consensual que a formação pedagógica e cultural para uma relação crítica e esclarecida com os media e o campo mediático constitui uma das dimensões em que se traduz e promove a cidadania . (Pinto, 2003)
  26. 26. «O computador com acesso à Internet é hoje um instrumento de cidadania ». Esta foi a principal ideia defendida, ontem, em Braga, pelo secretário de Estado da Cultura, durante a cerimónia de entrega de diplomas e de computadores a dezenas de pessoas que concluíram a formação no âmbito do programa Novas Oportunidades(…) Para Mário Vieira de Carvalho « possuir, hoje, um computador é como no passado ter a capacidade de ler um livro» . Como se promove a cidadania? Fonte: Diário do Minho, Julho de 2007
  27. 27. Qual é a escola do futuro?
  28. 28. Ser capaz de aceder às novas formas de escrita, baseadas em nos novos dispositivos, é algo que não pode destinar-se apenas aos “escribas digitais” mas antes tornar-se cada vez mais um requisito de cada pessoa . (Cantoni & Tardini, 2008) Qual é a escola do futuro?
  29. 29. Considerar processos e técnicas de orientação, de permanentemente interrogar os porquês das viagens próprias e alheias . Sem este quadro programático, não será difícil deixar-se conduzir pelo chamariz das sereias, esquecendo os adamastores (Pinto, 1999) Qual é a escola do futuro?
  30. 30. Qual é a escola do futuro? <ul><li>Aprender é mais do adquirir competências informáticas. </li></ul><ul><li>Ensinar não é apenas transmitir informação, mas criar necessidade e motivação para procurar informação </li></ul>Fonte: Cisco

×