Filosofia - Orientações Iniciais

4.944 visualizações

Publicada em

texto de apoio

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.944
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
37
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
71
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Filosofia - Orientações Iniciais

  1. 1. I Módulo InicialIniciação à Actividade Filosófica
  2. 2. I Módulo InicialIniciação à Actividade Filosófica1.3 A dimensão discursiva do trabalho filosóficoSUMÁRIO1. Sugestões para o trabalho individual2. Competências básicas para o trabalho filosófico3. Metodologias para trabalho filosófico
  3. 3. 1. Sugestões para o trabalho individual a. Estudo b. Leitura c. Apontamentos d. Pesquisa
  4. 4. a. Estudo Não deixar o estudo para a véspera dos testes! Para estudar, devemos: •  Ler cuidadosamente os textos •  Tirar apontamentos •  Reler os apontamentos e anotar as dúvidas •  Fazer os trabalhos indicados pelo Professor •  Não deixar acumular a matéria >>>
  5. 5. a. Estudo >>> Não deixar o estudo para a véspera dos testes! Para estudar, devemos: •  Participar activamente nas aulas •  Compreender antes de decorar •  Procurar fontes de informação complementares (Net, livros da biblioteca) •  Elaborar esquemas e resumos das leituras efectuadas
  6. 6. b. Leitura Na leitura de textos, devemos: •  Procurar as ideias principais •  Sublinhar as palavras principais •  Distinguir o essencial do acessório •  Procurar as definições, assinalando-as à margem •  Encontrar o fio condutor do texto •  Elaborar um esquema (organograma) das ideias apresentadas e discutidas
  7. 7. c. Apontamentos Elabore bons apontamentos para ter sucesso Para isso, devemos: •  Registar só o que se compreendeu •  Seleccionar apenas a informação essencial e relevante •  Fazer registos claros e fidedignos •  Rever e passar a limpo (1.ª etapa do estudo)
  8. 8. d. Pesquisa Para obter informação complementar, devemos: 1.  Consultar o professor ou outra pessoa idónea 2.  Seleccionar as fontes de informação: –  verificar as credenciais do site/autor –  verificar a correcção linguística do texto: linguagem, correcção ortográfica e gramatical >>>
  9. 9. d. Pesquisa >>> 3. Os materiais para consulta devem ser –  identificados (o autor, a obra) –  analisados e interpretados –  resumidos (numa ficha) para facilitar a utilização da informação >>>
  10. 10. d. Pesquisa >>> Devemos indicar sempre: 4. Citações - sempre que quisermos fazer uma citação (reprodução literal de um autor) devemos colocá-la “entre aspas” e indicar a fonte >>>
  11. 11. d. Pesquisa >>> Devemos indicar sempre: 5. Bibliografia - as obras devem ser identificadas assim: nome do autor (APELIDO, Nome próprio), Título do livro, Cidade, Editora, ano de edição Exemplo: Platão, República, Lisboa, ed. Fund. Gulbenkian, 1984 As informações recolhidas na Internet devem ser identificadas através do respectivo endereço electrónico
  12. 12. 2. Competências básicas para o trabalho filosófico As teorias filosóficas apresentam-se organizadas num discurso (oral ou escrito) Discurso é um conjunto coerente de argumentos que visam expor um determinado assunto, formular um problema e apresentar uma resposta devidamente justificada.
  13. 13. Competências específicasA Filosofia exige competências específicas para  Problematizar  Conceptualizar  Argumentar
  14. 14. ProblematizarProblematizaré descobrir e formularproblemas que desafiem anossa reflexão a passarpara além dos significadosimediatos das situações
  15. 15. ConceptualizarConceptualizaré elaborar conceitos, isto é, noções geraisorganizadoras da pluralidade da experiênciahumanaConceitos, ou termos, são instrumentos lógicos que designamuma classe de seres
  16. 16. ArgumentarArgumentaré construir um conjunto deproposições articuladaslogicamente, de modo ajustificar uma posição outeseArgumento é uma sequência de proposições cuja conclusão tem porbase outras proposições, chamadas premissas
  17. 17. Instrumentos lógicosO discurso filosófico tem uma grande exigênciaracional, pois para argumentar e fazerinferências válidas (raciocinar) são necessáriosos instrumentos lógicos seguintes: argumentos proposições/juízos conceitos/termos
  18. 18. ArgumentoArgumentoé uma sequência de proposições organizadas de tal modoque a conclusão tem por base outra ou outras proposições,chamadas premissasExemplo: Premissa 1 Tudo o que existe tem um princípio Proposição Premissa 2 Tudo o que tem um princípio tem uma causa Proposição Premissa 3 O Universo tem um princípio Proposição Conclusão Logo, o Universo tem uma causa Proposição >>>
  19. 19. ArgumentoArgumento sólido é um argumento válido e com premissasverdadeirasUm argumento é constituído por proposições, mas nemtodas as frases são proposições
  20. 20. ProposiçãoChama-se proposição ao que é afirmado ounegado numa frase declarativaExemplos A expressão “Que grande seca!” não é uma proposição. É uma exclamação e o seu conteúdo não tem valor de verdade Por sua vez, frases como “Lisboa é a capital de Portugal” ou “Lisboa e Porto são rios” são frases declarativas: uma é verdadeira e a outra é falsaSó é frase declarativa aquela que possa tervalor de verdade (ser verdadeira ou falsa) >>>
  21. 21. ProposiçãoProposição é o que é afirmado ou negado numafrase declarativaTradicionalmente chamou-se juízo ao processomental que permite construir proposiçõesOs juízos estabelecem relações entre conceitos
  22. 22. Validade e verdadeNo debate de ideias cometem-se erros. Por isso,a aceitação de qualquer tese exige a verificação da: - validade dos argumentos que a justificam (argumento válido é aquele que não pode ter premissas verdadeiras e uma conclusão falsa) - verdade das proposições tomadas como premissas
  23. 23. Conceitos/termosSão instrumentos lógicos que designamo conjunto de características essenciais de umaclasse de seres ou objectosOs conceitos sãouniversais - aplicam-se a todos os elementos daclasseabstractos - o seu significado expressa aspropriedades essenciais comuns a essa classe,ignorando as diferenças particulares dos seuselementos
  24. 24. 3. Metodologias para trabalho filosófico O desenvolvimento das competências (problematizar, conceptualizar, argumentar) exige 1. leitura e análise filosófica de textos 2. debate e discussão de temas e problemas 3. elaboração de textos
  25. 25. 1. Leitura e análise filosófica de textosModelo geral  Identificar o tema  Identificar o problema  Identificar a tese ou as teses do autor  Identificar os argumentos em confronto  Identificar os termos ou conceitos nucleares  Discutir e tomar posição sobre as teses
  26. 26. 2. Debate e discussão de temas e problemas Debate é uma situação tipicamente argumentativa que envolve um confronto de ideias Tem os seguintes momentos - discussão das teses - confronto dos argumentos - assumpção das posições justificadas
  27. 27. Regras para o debatea. Nível comportamental •  saber ouvir: estar aberto aos argumentos dos outros •  apresentar argumentos curtos e claros •  justificar as suas posições com argumentos válidos •  argumentos com provas factuais (se possível) •  intervir só se tiver algo novo a dizer >>>
  28. 28. Regras para o debate>>>a. Nível comportamental •  evitar argumentos já usados •  admitir que os outros podem ter razão •  aceitar alterar a própria posição •  evitar a agressividade e o ataque pessoal •  importante é o esclarecimento, não a vitória >>>
  29. 29. Regras para o debate>>>b. Nível argumentativo •  respeitar as regras da gramática •  respeitar as regras da lógica e/ou da retórica >>>
  30. 30. Regras para o debate>>>As regras da lógica- regras do discurso coerente •  fazer afirmações ou negações (proposições) justificadas •  não usar contradições (não defender uma tese e a sua negação) •  fazer inferências válidas (usar argumentos cuja conclusão decorre das premissas) •  usar argumentos sólidos (cuja conclusão decorra de premissas verdadeiras) •  respeitar as regras de construção de argumentos válidos >>>
  31. 31. Regras para o debate>>>As regras da retórica usar figuras fazer de estilo: afirmações metáforas, credíveis alegorias, e sustentáveis analogias usar uma fazer apelo linguagem às emoções do auditório apelativa (a quem nos dirigimos) recorrer a argumentos de autoridade
  32. 32. 3. Elaboração de textos Em Filosofia, os trabalhos escritos podem ser - sínteses - textos argumentativos - monografias (desenvolver um tema seguindo um guião)
  33. 33. Regras para elaborar síntesesIdentificar o autor e a obraIdentificar e expor com rigor o tema, o problema,os conceitos e a(s) tese(s)Apresentar com clareza a estrutura e a sequêncialógica do textoCentrar-se nas ideias principais, evitar divagaçõesou elementos insignificantesSer fiel às ideias essenciais do texto e expô-lascom rigor
  34. 34. Regras para elaborar um texto argumentativoFormular e expor com rigor o tema e o problemaExpor com imparcialidade as teses em debate,confrontando-as entre siExplicar / clarificar / criticaros argumentosTomar posição (defender umatese), justificando-a comargumentos válidos
  35. 35. Regras para uma monografia1. Recolher informação relevante sobre o tema2. Estabelecer um plano coerente com Introdução apresentação dos objectivos do trabalho, do tema e da metodologia Desenvolvimento exposição do tema e formulação do problema contextualização do problema exposição ordenada da informação recolhida defesa e justificação da tese Conclusão apresentação de uma síntese balanço crítico do trabalho indicação das fontes
  36. 36. RESPONDA ÀS PERGUNTASQUE SE ENCONTRAM NOEXERCÍCIO PUBLICADO NO“MOODLE” JB, 2011

×