101 grecia antiga periodo obscuro e colonizacão grega

1.654 visualizações

Publicada em

Grécia Antiga, início da civilização grega

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.654
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
40
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

101 grecia antiga periodo obscuro e colonizacão grega

  1. 1. Grécia antiga • Localização • Povoadores • Génos • Pólis • Colonização grega • Jogos Olímpicos Os principais deuses primordiais Cronos e Réia que tiveram vários filhos entre eles Zeus. Prof. Cristiano Pissolato
  2. 2. Nome oficial: República Helênica. Independência: Vitória dos gregos na Guerra de Independência (1821-1831) contra o Império Otomano. Capital: Atenas (935.909). População: 11,2 milhões. Idioma: grego. Religião: Igreja Ortodoxa Grega (91%). Governo: República parlamentarista. Presidente: eleito pelo Parlamento, para um mandato de cinco anos, posição cerimonial. Primeiro- ministro: indicado com a aprovação da maioria do Parlamento, quem governa de fato. (normalmente o líder político do partido que conseguiu mais votos no Parlamento). Legislativo: unicameral, Parlamento Helênico (300 membros). Moeda: euro Bandeira adotada em 1978, no canto superior esquerdo a cruz representa a Igreja Ortodoxa Grega. As nove listras está relacionado as sílabas do lema “Liberdade ou morte” em grego. Grécia atual
  3. 3. Períodos históricos Período Séculos Características Homérico XII a VIII a.C. Atividade econômica baseada na agricultura e atividade pastoril. Propriedade comunitária (génos). Arcaico VIII a V a.C. Fortalecimento da aristocracia agrária (eupátrida) e a formação das cidades-estado (pólis). Clássico V a IV a.C. Caracteriza-se em que houve as mais significativas realizações políticas, econômicas e culturais, na Grécia antiga. Destacando Atenas e Esparta até a sua derrota frente ao Império Macedônico. Helenístico 338-30 a.C. Marcado pela fusão da cultura grega com a oriental, proporcionada pela expansão imperial dos macedônicos. No século II a.C. o povo grego e macedônico foi subjugado pelos romanos.
  4. 4. Grécia antiga: povoadores • A partir do ano 2.000 a.C. começaram-se a estabelecer na região quatro povos (aqueus, jônios, eólios e dórios). • Formaram junto com os povos que já habitavam a região (micênicos e cretenses) o povo heleno (povo grego). Heleno, na mitologia grega era filho de Deucalião e Pirra, as quatro tribos (povos) que ocuparam a região descendiam dele. Esses povos eram semi-nômades, e provavelmente em busca de terras férteis com boas condições de cultivo, acabaram por se estabelecer na região.
  5. 5. • A primeira forma de organização social foi a dos génos (grandes famílias), era formado por pessoas que acreditavam descendentes no mesmo antepassado comum. • Economicamente, de forma inicial a terra a colheita pertenciam a comunidade. Mosaico dos caçadores de veado, do século IV a.C.
  6. 6. • Com o aumento da população, alguns grupos passaram a dominar pela força os rebanhos e as melhores terras, acumulando riqueza e poder, era o fim dos génos. Trigo, um cereal originário do Crescente Fértil (atual Iraque, Jordânia, Síria, Turquia e Egito) era o mais cultivado pelos gregos. Poder nas mãos da aristocracia rural (eupátridas).
  7. 7. Nasce a pólis • A partir do século VIII a.C. começaram a se formar diversas cidades independentes, chamadas de pólis. • A pólis compreendia um agrupamento humano em um território entre 1.000 a 3.000Km², com uma zona urbana e rural.
  8. 8. Gréciaantiga
  9. 9. • Área urbana concentrava-se geralmente em torno de uma colina fortificada chamada de acrópole (cidade alta). Vista atual da acrópole em Atenas.
  10. 10. • Nas cidades além do artesanato (tecidos, roupas, artigos de cerâmica e vidro, etc.) o comércio era intensos entre as cidade gregas.
  11. 11. • Na área rural a população dedicava-se ao cultivo de oliveiras, videiras, trigo e criação de rebanhos como de ovelhas, cabras e cavalos. Deméter, filha de Cronos e Réia, deusa da agricultura, irmã do principal deus grego Zeus.
  12. 12. Colonização grega (VIII a VI a.C.) • Com o aumento populacional e a conseqüente falta de terra e escassez de produção agrícola. • Para fugir da miséria os camponeses pobres muitas vezes buscaram novas terras, fundando as colônias chamadas de apoíkias (abrir uma nova casa). Cidade-Estado Colônia Esparta Tarento (ITA) Corinto Siracusa (ITA), Epidamus (ALB), Mégara Bizâncio (TUR), Calcedônia (TUR), Mileto Ólbia (UCR), Sinope (TUR), Teodósia (UCR)
  13. 13. Dracma ateniense de 450 a.C. Em muitas cidades-Estado gregas utilizavam esse padrão monetário. Introduzida novamente com a independência grega em 1832, com a adoção do euro em 2002 o dracma foi retirado de circulação.
  14. 14. • A colonização ajudou o desenvolvimento da navegação marítima, impulsionou o comércio, o artesanato e o intercâmbio cultural dos gregos com outros povos. Trieres (Trirreme), antigas embarcações gregas, estima-se que utilizaram este modelo de navio desde o século VIII a.C. Era impulsionado por remos e pela força do vento.
  15. 15. Elementos comuns entre as cidades • Falavam a mesma língua (existiam dialetos). • Base religiosa comum. • Reconheciam-se como helenos (gregos). • Chamavam de bárbaros os povos estrangeiros. • Um exemplo de atividade em comum, os Jogos Olímpicos. Rivalidade entre as cidades • A principal rivalidade ficava a cargo de Atenas vs. Esparta, e seus dois modelos de sociedade.
  16. 16. Jogos Olímpicos da Antiguidade • A partir de 776 a.C. os jogos ocorreram a cada quatro anos reunindo competidores das várias cidades gregas. • O festival de competições esportivas, musicais e poéticas ocorriam em Olímpia (a 150 km de Atenas).
  17. 17. Olímpia a sede dos Jogos Olímpicos da Antiguidade, reconstituição com base no sitio arqueológico que é Patrimônio da Humanidade – UNESCO.
  18. 18. • Os Jogos Olímpicos eram realizados em honra de Zeus, o mais importante deus grego. Zeus, o Rei dos deuses gregos e zelava pela justiça entre os humanos. Na imagem Zeus no seu templo em Olímpia, tinha em torno de 12 a 15 metros de altura. "Em sua mão direita uma figura de Vitória feita de marfim e ouro. Em sua mão esquerda, seu cetro embutido com todos os metais, e uma águia empoleirada no cetro. As sandálias do deus são feitas de ouro, como o seu manto." (Pausanias, o Grego em 2 d.C .)
  19. 19. Prometeu, um dos titãs da mitologia grega, responsável pela criação dos animais, roubou o fogo dando aos homens, como o fogo era sagrado. Nos Jogos Olímpicos da Antiguidade a chama olímpica também ficava acesa. O ritual foi reintroduzido nas Olimpíadas de 1928 (Amsterdã/HOL)
  20. 20. Chama olímpica sendo acessa por sacerdotisas na cidade grega de Olímpia, está é uma cerimônia que antecede os Jogos Olímpicos desde Berlim (1936). Foto de maio/2012. A chama é acessa com a reflexão de raios solares por um espelho, para garantir sua pureza.
  21. 21. • A competição tinha tanta importância que guerras entre as cidades gregas eram interrompidas para não prejudicar a realização dos jogos. • As mulheres eram proibidas de competir e de assistir os Jogos Olímpicos. Rivalidades entre as cidades- estados sempre existiram.
  22. 22. • Provas esportivas: corridas, saltos, arremessos e lutas corporais. • Havia competições musicais e poéticas. Havia várias modalidades de corridas, entre elas a representada no vaso de cerâmica, a corrida com armas onde os atletas tinham que correr com as armaduras, capacete e escudo equivalente a um soldado.
  23. 23. Atletas corredores da Grécia antiga representados em um vaso. Vitória do jamaicano Usain Bolt na prova de 100 metros (Londres 2012).
  24. 24. Dois atletas da Grécia antiga, um do lançamento de disco e outro do lançamento de dardo. Discólobo “O arremessador de discos” do escultor grego Míron feita em torno de 450 a.C. (na foto réplica de Copenhagen/DIN)
  25. 25. Competidores da luta grega antiga, em um adorno de alto relevo. Vaso de cerâmica representando cena de luta.
  26. 26. • O prêmio para os atletas vencedores era uma coroa de feita de folhas de louro. Quando voltavam as suas cidades eram recepcionados com festas e homenagens. Em Atenas 2004, os vencedores além de receber as medalhas, ganharam uma coroa feita de louro. Loureiro ou louro, é uma planta originária do mediterrâneo, e tem de 5 a 20 metros de altura.
  27. 27. • Os jogos foram celebrados até sob o período de ocupação romana na região, mas em 393 d.C. o imperador romano Teodósio I, que era católico, mandou fechar o templo de Zeus em Olímpia. Esfinge de Teodósio I, pela sua capacidade militar é nomeado pelo imperador Graciano, co-imperador do Império Romano do Oriente em 378. Após lutar contra vários usurpadores do lado Ocidental, torna-se imperador único (Oriente e Ocidente) em 394, mas vem a falecer em 395 e o império é dividido entre seus dois filhos e nunca mais será reunificado.
  28. 28. Volta dos Jogos Olímpicos • O francês Pierre Fredy, barão de Coubertin, quinze séculos depois empreendeu esforços para restaurar os jogos. • Recebeu apoio internacional, em 1896 foi realizado em Atenas os primeiros jogos contemporâneos. A bandeira dos Jogos Olímpicos adotada em 1914, com cinco anéis de cores diferentes e entrelaçados representando os cinco continentes unidos pela Olimpíada. Azul – Europa Preto – África Vermelho – América Amarelo – Ásia Verde - Oceania
  29. 29. Pierry de Frédy, Barão de Counbertin foi um pedagogo e historiador francês, sendo o fundador do Comitê Olímpico Internacional (COI) em 1894, e seu presidente de 1896 a 1925. Cerimônia de abertura da primeira Olimpíada moderna em 1896 em Atenas na Grécia, no Estádio Panathinaiko.
  30. 30. Estádio Panathinaiko, um estádio de atletismo situado em Atenas, foi construído em mármore no ano de 566 a.C., reconstruído em 326 a.C. A partir de 1870 foi reformado abrigando as Olimpíadas de 1896, com capacidade para 80.000 pessoas, na edição de 2004 também recebeu competições. Pan-Ateniense, referente aos jogos que eram organizados em Atenas.
  31. 31. Extra
  32. 32. Jogos Olímpicos de Atenas (1896) Cerimônia de abertura em 1896. • Grécia • Alemanha • Austrália (território do Reino Unido) • Áustria (Imp. Austro-Húngaro) • Bulgária • Chile • Dinamarca • Estados Unidos • França • Reino Unido • Hungria (Imp. Austro-Húngaro) • Itália • Suécia • Suíça Países (14) Em 2012, 204 comitês olímpicos nacionais participaram do evento.
  33. 33. Esportes (9) Somente masculino: • Atletismo • Ciclismo • Esgrima • Ginástica • Halterofilismo • Luta greco-romana • Natação • Tênis • Tiro Em Londres 2012 foram 26 esportes no calendário olímpico. Cartaz dos primeiros Jogos Olímpicos.
  34. 34. Atletismo Final de uma prova dos 100 metros do atletismo. Tom Burke (EUA), medalha de ouro nos 100m (1896). Usain Bolt (JAM), medalhista de ouro no 100m (2012). Tempo (diferença 2.12 segundos) 11,8 segundos 9,68 segundos Em 1900 na cidade de Paris as mulheres começarão a participar dos jogos.
  35. 35. Medalhas de Atenas 1896 Na frete: Zeus com um globo na mão direita e a estatua da deusa da vitória (Atena Nike). Atrás: representação da acrópole ateniense, com a inscrição “Jogos Olímpicos internacionais, Atenas 1896”. Medalha de prata, era dada ao primeiro lugar, o segundo lugar recebia a medalha de bronze. Quadro de medalhas Atenas - 1896 Nação 1º lugar (prata) 2º lugar (bronze) 3º lugar Total Estados Unidos 11 7 2 20 Grécia 10 17 19 46 Alemanha 6 5 2 13

×