SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 34
Roma
1. Localização
Roma se localiza na Península Itálica
(uma longa faixa de terra em forma
de uma bota), na qual o rio Tibre é o
seu segundo rio mais largo e
atravessa toda a cidade de Roma indo
desaguar no mar Tirreno.
2. Origem de Roma
Existem duas teorias sobre a origem da
cidade de Roma:
Origem histórica
Origem mitológica
Origem Histórica
Segundo a maioria dos historiadores,
Roma se originou de uma fortaleza
fundada pelos latinos para defendê-
los da ameaça dos etruscos.
Origem Mitológica
Para os romanos antigos, Roma teria
sido fundada por dois irmãos gêmeos,
Rômulo e Remo que teriam sido
abandonados e amamentados por
uma loba.
3. A Sociedade Romana
A sociedade romana era dividida em três classes:
Patrícios ou nobres: Eram descendentes das famílias
que promoveram a ocupação inicial de Roma.
Eram grandes proprietários de terras e de gado.
Plebeus: Eram pequenos agricultores, comerciantes,
pastores e artesãos. Constituía a maioria da
população e não tinham direito político.
Escravos: Eram plebeus endividados e
principalmente prisioneiros de guerra. Realizavam
todo tipo de trabalho e eram considerados bens
materiais. Não tinham nenhum direito civil e
político.
4. Divisão Histórica
A história de Roma é dividida em três
grandes períodos:
Monarquia (753 - 509 a.C)
República (509 - 27 a.C)
Império (27 a.C - 476 d.C)
Monarquia
Neste período, Roma foi governada por sete
reis, sendo os quatro primeiros romanos e
os três últimos etruscos.
Foi neste período que Roma adquiriu o
aspecto de cidade.
O último rei estrusco foi Tarquínio, o
Soberbo. Ele foi deposto em 509 a.C. No
seu lugar ficaram no poder dois
magistrados chamados cônsules. Com isso,
terminava o período Monárquico e se tinha
início o período Republicano.
República
Período onde os patrícios tinham o poder
e controlavam as instituições políticas,
exercendo o governo em benefício
próprio.
Época em que teve início a expansão de
Roma pela península Itálica.
A estrutura de poderes na
República Romana
A Expansão Romana na
República
Principais Guerras
Guerras Púnicas – Guerra entre Roma e
Cartago (séculos III e II a.C)
Guerras Helenísticas – Guerra entre
Roma e as potências helenísticas
(Macedônia, Grécia, Síria e Egito)
A Expansão Romana na
República
As terras conquistadas pertenciam ao Estado, que as
transformava em terras públicas (ager publicus) para
distribuí-las depois entre os cidadãos.
A expansão romana intensificou ainda o trabalho
escravo, devido ao grande aumento de prisioneiros
de guerra.
Os plebeus estavam cada dia mais insatisfeitos e
predispostos a revoltas. Tibério e Caio Graco
tentaram, sem sucesso, reverter as situação. Para
conter a queixa dos cidadãos pobres, o governo
romano passou a distribuir trigo e oferecer
espetáculos gratuitos. Era a política do Pão e Circo.
O Fim da República
As inúmeras vitórias militares deram prestígio e
popularidade aos generais romanos. Eles já não
aceitavam mais as ordens dos cônsules nem as dos
Senado.
Em 46 a.C, Júlio César, um político de origem nobre,
estabeleceu uma ditadura pessoal, concentrando em
suas mãos os poderes político, militar e religioso.
Dois anos depois foi assassinado em pleno Senado.
Outros militares disputaram o poder. Caio Otávio,
impôs seu domínio sobre as províncias romanas na
África, que estavam sob o comando de Lépido, e,
em 31 a.C., venceu seu rival Marco Antonio. Era o
fim da República.
O Império
No Império, as instituições republicanas, como
o Senado e as magistraturas foram mantidas,
mas tiveram seus poderes reduzidos, sendo o
Imperador a autoridade máxima
concentrando em suas mãos todos os
poderes.
A sucessão imperial não obedecia a nenhuma
regra fixa. O poder era de origem militar e o
próprio imperador escolhia seu sucessor. O
Senado somente confirmava sua decisão.
5. Principais Imperadores
Romanos
Caio Otávio (30
a.C a 14 d.C)
Membro do último
triunvirato da
República, foi o
primeiro imperador de
Roma. Com o título de
“Augusto” – que
significa magnífico ou
venerado – reinou
sozinho por mais de
quarenta anos.
Tibério (14 a 37
d.C)
Segundo imperador
romano, foi um
administrador eficiente,
que impôs respeito e
seriedade no
desempenho dos cargos
públicos. Durante seu
governo, Jesus Cristo
foi crucificado na
Palestina.
Calígula (37 a 41
d.C)
Imperador despótico.
Colocou-se como
monarca absoluto e
exigiu que lhe
prestassem honras
divinas. É lembrado na
história por sua
crueldade e insanidade.
Nero (54 a 68
d.C)
Último imperador da dinastia
inaugurada por Augusto,
assumiu o poder e nele se
conservou recorrendo a
diversos crimes – inclusive o
assassinato de seu meio-
irmão, de sua mãe e de sua
primeira esposa. Em 64
acusado de incendiar Roma,
culpou os cristãos e mandou
persegui-los. Acabou-se por
suicidar-se em 68.
Trajano (98 a 117
d.C)
Era de origem espanhola.
Estendeu os limites do
Império Romano ao seu
ponto máximo.
Distribuiu
gratuitamente trigo aos
pobres, e os ingressos
para circos e teatros
deixaram de ser
cobrados.
Marco Aurélio
(161 a 180 d.C)
Conhecido como o
“imperador filosófico”,
foi um sábio
administrador, um hábil
general e um grande
escritor e filósofo. Se
livro “meditações” é
considerado uma obra
importante dentro do
estoicismo.
Teodósio (379 a
394 d.C)
Em 395 dividiu o Império
Romano em duas
partes: Império Romano
Ocidental com capital
em Roma e Império
Romano Oriental com
capital em
Constantinopla.
6. A cidade de Roma
7. A vida nas províncias
O Império Romano estava dividido em
províncias, administradas por
governadores nomeados pelo
Imperador.
O latim, a língua falada pelos romanos,
era o idioma oficial do Império.
8. O fim do Império Romano
Causas
O crescimento do cristianismo
culminando com o Edito de Milão
em 313 assinado por Constantino.
Invasões bárbaras;
Falta de mão-de-obra escrava.
9. Vídeos
Roma Antiga
10. Sugestões
“Gladiador” – Filme épico que
narra a história do gladiador
Maximus.
11. Exercícios
a

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Roma antiga
Roma antigaRoma antiga
Roma antiga
 
Brasil colônia
Brasil colônia Brasil colônia
Brasil colônia
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Cruzadas
CruzadasCruzadas
Cruzadas
 
Roma Antiga - monarquia, república e império romano
Roma Antiga - monarquia, república e império romanoRoma Antiga - monarquia, república e império romano
Roma Antiga - monarquia, república e império romano
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
 
Aula revolução industrial
Aula revolução industrialAula revolução industrial
Aula revolução industrial
 
Mesopotâmia - 6º Ano (2018)
Mesopotâmia - 6º Ano (2018)Mesopotâmia - 6º Ano (2018)
Mesopotâmia - 6º Ano (2018)
 
Povos pré colombianos
Povos pré colombianosPovos pré colombianos
Povos pré colombianos
 
O Estado Moderno
O Estado ModernoO Estado Moderno
O Estado Moderno
 
REINOS AFRICANOS
REINOS AFRICANOSREINOS AFRICANOS
REINOS AFRICANOS
 
O Renascimento
O RenascimentoO Renascimento
O Renascimento
 
Egito Antigo
Egito AntigoEgito Antigo
Egito Antigo
 
1° ano - E.M. - Primeiras civilizações
1° ano - E.M. - Primeiras civilizações1° ano - E.M. - Primeiras civilizações
1° ano - E.M. - Primeiras civilizações
 
Tempo e história
Tempo e históriaTempo e história
Tempo e história
 
Republica Romana - Prof.Altair Aguilar
Republica Romana -  Prof.Altair AguilarRepublica Romana -  Prof.Altair Aguilar
Republica Romana - Prof.Altair Aguilar
 
1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas
1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas
1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas
 
O Renascimento - 7º Ano (2017)
O Renascimento - 7º Ano (2017)O Renascimento - 7º Ano (2017)
O Renascimento - 7º Ano (2017)
 
Revisão 6º ano ASSUNTO : Roma Antiga
Revisão 6º ano ASSUNTO : Roma AntigaRevisão 6º ano ASSUNTO : Roma Antiga
Revisão 6º ano ASSUNTO : Roma Antiga
 
Povos germânicos
Povos germânicosPovos germânicos
Povos germânicos
 

Destaque

A reestruturação das instituições no período imperial
A reestruturação das instituições no período imperialA reestruturação das instituições no período imperial
A reestruturação das instituições no período imperialSusana Simões
 
Mapas portugues 42 pgs
Mapas portugues   42 pgsMapas portugues   42 pgs
Mapas portugues 42 pgsMurilo Cesar
 
Direito romano segundo_gilissen
Direito romano segundo_gilissenDireito romano segundo_gilissen
Direito romano segundo_gilissenDaniele Moura
 
Apresentação " O legado de Roma na história da civilização ocidental"
Apresentação " O legado de Roma na história da civilização ocidental"Apresentação " O legado de Roma na história da civilização ocidental"
Apresentação " O legado de Roma na história da civilização ocidental"meupowerpoint
 
3. O Modelo Romano - o culto a Roma e ao imperador; a codificação do direito
3. O Modelo Romano - o culto a Roma e ao imperador; a codificação do direito3. O Modelo Romano - o culto a Roma e ao imperador; a codificação do direito
3. O Modelo Romano - o culto a Roma e ao imperador; a codificação do direitoNúcleo de Estágio ESL 2014-2015
 
Caderno Pedagógico de História - 6º Ano/4º Bimestre
Caderno Pedagógico de História - 6º Ano/4º BimestreCaderno Pedagógico de História - 6º Ano/4º Bimestre
Caderno Pedagógico de História - 6º Ano/4º BimestrePatrícia Costa Grigório
 
O cristianismo em roma
O cristianismo em romaO cristianismo em roma
O cristianismo em romaAna Barreiros
 
A civilização romana
A civilização romana  A civilização romana
A civilização romana eb23ja
 

Destaque (20)

Roma antiga resumo
Roma antiga resumoRoma antiga resumo
Roma antiga resumo
 
História (Roma)
História (Roma)História (Roma)
História (Roma)
 
Roma Antiga
Roma AntigaRoma Antiga
Roma Antiga
 
A reestruturação das instituições no período imperial
A reestruturação das instituições no período imperialA reestruturação das instituições no período imperial
A reestruturação das instituições no período imperial
 
Guia de estudo o modelo romano 1415
Guia de estudo o modelo romano 1415Guia de estudo o modelo romano 1415
Guia de estudo o modelo romano 1415
 
Mapas portugues 42 pgs
Mapas portugues   42 pgsMapas portugues   42 pgs
Mapas portugues 42 pgs
 
A lei das doze tábuas história e direito
A lei das doze tábuas    história e direitoA lei das doze tábuas    história e direito
A lei das doze tábuas história e direito
 
Direito romano segundo_gilissen
Direito romano segundo_gilissenDireito romano segundo_gilissen
Direito romano segundo_gilissen
 
Os romanos
Os romanosOs romanos
Os romanos
 
Apresentação " O legado de Roma na história da civilização ocidental"
Apresentação " O legado de Roma na história da civilização ocidental"Apresentação " O legado de Roma na história da civilização ocidental"
Apresentação " O legado de Roma na história da civilização ocidental"
 
Direito romano
Direito romanoDireito romano
Direito romano
 
Roma Antiga - Da Monarquia à República
Roma Antiga - Da Monarquia à RepúblicaRoma Antiga - Da Monarquia à República
Roma Antiga - Da Monarquia à República
 
3. O Modelo Romano - o culto a Roma e ao imperador; a codificação do direito
3. O Modelo Romano - o culto a Roma e ao imperador; a codificação do direito3. O Modelo Romano - o culto a Roma e ao imperador; a codificação do direito
3. O Modelo Romano - o culto a Roma e ao imperador; a codificação do direito
 
Roma antiga
Roma antigaRoma antiga
Roma antiga
 
Caderno Pedagógico de História - 6º Ano/4º Bimestre
Caderno Pedagógico de História - 6º Ano/4º BimestreCaderno Pedagógico de História - 6º Ano/4º Bimestre
Caderno Pedagógico de História - 6º Ano/4º Bimestre
 
Legado Romano
Legado RomanoLegado Romano
Legado Romano
 
Roma, cidade imperial
Roma, cidade imperialRoma, cidade imperial
Roma, cidade imperial
 
Os Romanos
Os RomanosOs Romanos
Os Romanos
 
O cristianismo em roma
O cristianismo em romaO cristianismo em roma
O cristianismo em roma
 
A civilização romana
A civilização romana  A civilização romana
A civilização romana
 

Semelhante a Roma Antiga (20)

Aula 03 roma
Aula 03   romaAula 03   roma
Aula 03 roma
 
Antiguidade clássica roma 7ano
Antiguidade clássica roma 7anoAntiguidade clássica roma 7ano
Antiguidade clássica roma 7ano
 
Império Romano - Ens. Médio
Império Romano - Ens. MédioImpério Romano - Ens. Médio
Império Romano - Ens. Médio
 
Semi extensivo - frente 2 módulos 3 e 4
Semi extensivo - frente 2 módulos 3 e 4Semi extensivo - frente 2 módulos 3 e 4
Semi extensivo - frente 2 módulos 3 e 4
 
Roma antiga
Roma antigaRoma antiga
Roma antiga
 
PPT - Civilização Romana
PPT - Civilização RomanaPPT - Civilização Romana
PPT - Civilização Romana
 
Histria p-110515140939-phpapp01
Histria p-110515140939-phpapp01Histria p-110515140939-phpapp01
Histria p-110515140939-phpapp01
 
Roma antiga
Roma antigaRoma antiga
Roma antiga
 
R O M A A N T I G A
R O M A  A N T I G AR O M A  A N T I G A
R O M A A N T I G A
 
Roma antiga-resumo-ilustrado
Roma antiga-resumo-ilustradoRoma antiga-resumo-ilustrado
Roma antiga-resumo-ilustrado
 
O império romano
O império romanoO império romano
O império romano
 
Roma
RomaRoma
Roma
 
Aula 02 roma
Aula 02   romaAula 02   roma
Aula 02 roma
 
Roma prof. andre teixeira
Roma prof. andre teixeiraRoma prof. andre teixeira
Roma prof. andre teixeira
 
Koneski Aula império Romano
 Koneski Aula império Romano Koneski Aula império Romano
Koneski Aula império Romano
 
Roma
RomaRoma
Roma
 
Roma antiga 2
Roma antiga 2Roma antiga 2
Roma antiga 2
 
Roma
RomaRoma
Roma
 
ROMA
ROMAROMA
ROMA
 
3° ano - Civilização Romana - aula 1
3° ano - Civilização Romana - aula 13° ano - Civilização Romana - aula 1
3° ano - Civilização Romana - aula 1
 

Mais de Alex Ferreira dos Santos (15)

A Era Vargas
A Era VargasA Era Vargas
A Era Vargas
 
A Segunda Guerra Mundial
A Segunda Guerra MundialA Segunda Guerra Mundial
A Segunda Guerra Mundial
 
A Redemocratização do Brasil
A Redemocratização do BrasilA Redemocratização do Brasil
A Redemocratização do Brasil
 
A Primeira Guerra Mundial
A Primeira Guerra MundialA Primeira Guerra Mundial
A Primeira Guerra Mundial
 
O Segundo Reinado (1840 1889)
O Segundo Reinado (1840 1889)O Segundo Reinado (1840 1889)
O Segundo Reinado (1840 1889)
 
A Revolução Industrial
A Revolução IndustrialA Revolução Industrial
A Revolução Industrial
 
História dos E.U.A
História dos E.U.AHistória dos E.U.A
História dos E.U.A
 
O Império Bizantino
O Império BizantinoO Império Bizantino
O Império Bizantino
 
A Escravidão no Brasil colonial
A Escravidão no Brasil colonialA Escravidão no Brasil colonial
A Escravidão no Brasil colonial
 
Administração portuguesa na América
Administração portuguesa na AméricaAdministração portuguesa na América
Administração portuguesa na América
 
As Grandes Civilizações da América
As Grandes Civilizações da AméricaAs Grandes Civilizações da América
As Grandes Civilizações da América
 
Grécia
GréciaGrécia
Grécia
 
Principais Religiões do Mundo
Principais Religiões do MundoPrincipais Religiões do Mundo
Principais Religiões do Mundo
 
Descobrimento Do Brasil
Descobrimento Do  BrasilDescobrimento Do  Brasil
Descobrimento Do Brasil
 
Introdução ao estudo de História
Introdução ao estudo de HistóriaIntrodução ao estudo de História
Introdução ao estudo de História
 

Último

QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................mariagrave
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...marioeugenio8
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfGisellySobral
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfManuais Formação
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024azulassessoria9
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na Áfricajuekfuek
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................mariagrave
 
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da CapivaraPré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivararambomarcos
 
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaApresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaCentro Jacques Delors
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfAnaAugustaLagesZuqui
 
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxSlides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Centro Jacques Delors
 
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptx
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptxSão Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptx
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptxMartin M Flynn
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresAna Isabel Correia
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxprofbrunogeo95
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfAndersonW5
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leiteprofesfrancleite
 
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.pptnocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.pptElifabio Sobreira Pereira
 

Último (20)

QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................
 
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da CapivaraPré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
 
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaApresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxSlides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
 
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptx
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptxSão Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptx
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptx
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.pptnocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
nocoes-basicas-de-hereditariedade 9º ano.ppt
 

Roma Antiga

  • 2. 1. Localização Roma se localiza na Península Itálica (uma longa faixa de terra em forma de uma bota), na qual o rio Tibre é o seu segundo rio mais largo e atravessa toda a cidade de Roma indo desaguar no mar Tirreno.
  • 3. 2. Origem de Roma Existem duas teorias sobre a origem da cidade de Roma: Origem histórica Origem mitológica
  • 4. Origem Histórica Segundo a maioria dos historiadores, Roma se originou de uma fortaleza fundada pelos latinos para defendê- los da ameaça dos etruscos.
  • 5.
  • 6. Origem Mitológica Para os romanos antigos, Roma teria sido fundada por dois irmãos gêmeos, Rômulo e Remo que teriam sido abandonados e amamentados por uma loba.
  • 7.
  • 8.
  • 9. 3. A Sociedade Romana A sociedade romana era dividida em três classes: Patrícios ou nobres: Eram descendentes das famílias que promoveram a ocupação inicial de Roma. Eram grandes proprietários de terras e de gado. Plebeus: Eram pequenos agricultores, comerciantes, pastores e artesãos. Constituía a maioria da população e não tinham direito político. Escravos: Eram plebeus endividados e principalmente prisioneiros de guerra. Realizavam todo tipo de trabalho e eram considerados bens materiais. Não tinham nenhum direito civil e político.
  • 10. 4. Divisão Histórica A história de Roma é dividida em três grandes períodos: Monarquia (753 - 509 a.C) República (509 - 27 a.C) Império (27 a.C - 476 d.C)
  • 11. Monarquia Neste período, Roma foi governada por sete reis, sendo os quatro primeiros romanos e os três últimos etruscos. Foi neste período que Roma adquiriu o aspecto de cidade. O último rei estrusco foi Tarquínio, o Soberbo. Ele foi deposto em 509 a.C. No seu lugar ficaram no poder dois magistrados chamados cônsules. Com isso, terminava o período Monárquico e se tinha início o período Republicano.
  • 12. República Período onde os patrícios tinham o poder e controlavam as instituições políticas, exercendo o governo em benefício próprio. Época em que teve início a expansão de Roma pela península Itálica.
  • 13. A estrutura de poderes na República Romana
  • 14.
  • 15. A Expansão Romana na República Principais Guerras Guerras Púnicas – Guerra entre Roma e Cartago (séculos III e II a.C) Guerras Helenísticas – Guerra entre Roma e as potências helenísticas (Macedônia, Grécia, Síria e Egito)
  • 16. A Expansão Romana na República As terras conquistadas pertenciam ao Estado, que as transformava em terras públicas (ager publicus) para distribuí-las depois entre os cidadãos. A expansão romana intensificou ainda o trabalho escravo, devido ao grande aumento de prisioneiros de guerra. Os plebeus estavam cada dia mais insatisfeitos e predispostos a revoltas. Tibério e Caio Graco tentaram, sem sucesso, reverter as situação. Para conter a queixa dos cidadãos pobres, o governo romano passou a distribuir trigo e oferecer espetáculos gratuitos. Era a política do Pão e Circo.
  • 17.
  • 18. O Fim da República As inúmeras vitórias militares deram prestígio e popularidade aos generais romanos. Eles já não aceitavam mais as ordens dos cônsules nem as dos Senado. Em 46 a.C, Júlio César, um político de origem nobre, estabeleceu uma ditadura pessoal, concentrando em suas mãos os poderes político, militar e religioso. Dois anos depois foi assassinado em pleno Senado. Outros militares disputaram o poder. Caio Otávio, impôs seu domínio sobre as províncias romanas na África, que estavam sob o comando de Lépido, e, em 31 a.C., venceu seu rival Marco Antonio. Era o fim da República.
  • 19. O Império No Império, as instituições republicanas, como o Senado e as magistraturas foram mantidas, mas tiveram seus poderes reduzidos, sendo o Imperador a autoridade máxima concentrando em suas mãos todos os poderes. A sucessão imperial não obedecia a nenhuma regra fixa. O poder era de origem militar e o próprio imperador escolhia seu sucessor. O Senado somente confirmava sua decisão.
  • 21. Caio Otávio (30 a.C a 14 d.C) Membro do último triunvirato da República, foi o primeiro imperador de Roma. Com o título de “Augusto” – que significa magnífico ou venerado – reinou sozinho por mais de quarenta anos.
  • 22. Tibério (14 a 37 d.C) Segundo imperador romano, foi um administrador eficiente, que impôs respeito e seriedade no desempenho dos cargos públicos. Durante seu governo, Jesus Cristo foi crucificado na Palestina.
  • 23. Calígula (37 a 41 d.C) Imperador despótico. Colocou-se como monarca absoluto e exigiu que lhe prestassem honras divinas. É lembrado na história por sua crueldade e insanidade.
  • 24. Nero (54 a 68 d.C) Último imperador da dinastia inaugurada por Augusto, assumiu o poder e nele se conservou recorrendo a diversos crimes – inclusive o assassinato de seu meio- irmão, de sua mãe e de sua primeira esposa. Em 64 acusado de incendiar Roma, culpou os cristãos e mandou persegui-los. Acabou-se por suicidar-se em 68.
  • 25. Trajano (98 a 117 d.C) Era de origem espanhola. Estendeu os limites do Império Romano ao seu ponto máximo. Distribuiu gratuitamente trigo aos pobres, e os ingressos para circos e teatros deixaram de ser cobrados.
  • 26. Marco Aurélio (161 a 180 d.C) Conhecido como o “imperador filosófico”, foi um sábio administrador, um hábil general e um grande escritor e filósofo. Se livro “meditações” é considerado uma obra importante dentro do estoicismo.
  • 27. Teodósio (379 a 394 d.C) Em 395 dividiu o Império Romano em duas partes: Império Romano Ocidental com capital em Roma e Império Romano Oriental com capital em Constantinopla.
  • 28. 6. A cidade de Roma
  • 29.
  • 30. 7. A vida nas províncias O Império Romano estava dividido em províncias, administradas por governadores nomeados pelo Imperador. O latim, a língua falada pelos romanos, era o idioma oficial do Império.
  • 31. 8. O fim do Império Romano Causas O crescimento do cristianismo culminando com o Edito de Milão em 313 assinado por Constantino. Invasões bárbaras; Falta de mão-de-obra escrava.
  • 33. 10. Sugestões “Gladiador” – Filme épico que narra a história do gladiador Maximus.