SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 40
História 2º Bimestre
A Civilização Grega
O Império de Alexandre
A Fusão Cultural do Oriente e Ocidente
A Civilização Grega
 A civilização grega surgiu entre os mares
Egeu, Jônico e Mediterrâneo, por volta de
2000 AC.
 Formou-se após a migração de tribos
nômades de origem indo-européia, como, por
exemplo, aqueus, jônios, eólios e dórios.
 As pólis (cidades-estado), forma que
caracteriza a vida política dos gregos,
surgiram por volta do século VIII a.C. As
duas pólis mais importantes da Grécia foram:
Esparta e Atenas.
A Civilização Grega
 Por volta dos séculos VII a.C e V a.C. acontecem várias
migrações de povos gregos a vários pontos do Mar
Mediterrâneo, como consequência do grande
crescimento populacional, dos conflitos internos e da
necessidade de novos territórios para a prática da
agricultura. Na região da Trácia, os gregos fundam
colônias, na parte sul da Península Itálica e na região da
Ásia Menor (Turquia atual). Os conflitos e
desentendimentos entre as colônias da Ásia Menor e o
Império Persa ocasiona as famosas Guerras Médicas
(492 a.C. a 448 a.C.), onde os gregos saem vitoriosos.
 Esparta e Atenas envolvem-se na Guerra do Peloponeso
(431 a.C. a 404 a.C.), vencida por Esparta. No ano de
359 a.C., as pólis gregas são dominadas e controladas
pelos Macedônios.
A Civilização Grega
 A economia dos gregos baseava-se no cultivo de
oliveiras, trigo e vinhedos. O artesanato
grego, com destaque para a cerâmica, teve
grande a aceitação no Mar Mediterrâneo. As
ânforas gregas transportavam vinhos, azeites e
perfumes para os quatro cantos da península.
Com o comércio marítimo os gregos alcançaram
grande desenvolvimento, chegando até mesmo a
cunhar moedas de metal. Os
escravos, devedores ou prisioneiros de guerras
foram utilizados como mão-de-obra na Grécia.
Cada cidade-estado tinha sua própria forma
político-administrativa, organização social e
deuses protetores.
A Civilização Grega
 Foi na Grécia Antiga, na cidade de Olímpia, que
surgiram os Jogos Olímpicos em homenagem aos
deuses. Os gregos também desenvolveram uma rica
mitologia. Até os dias de hoje a mitologia grega é
referência para estudos e livros. A filosofia também
atingiu um desenvolvimento surpreendente,
principalmente em Atenas, no século V (Período Clássico
da Grécia). Platão e Sócrates são os filósofos mais
conhecidos deste período.
 A dramaturgia grega também pode ser destacada.
Quase todas as cidades gregas possuíam anfiteatros,
onde os atores apresentavam peças dramáticas ou
comédias, usando máscaras. Poesia, a história , artes
plásticas e a arquitetura foram muito importantes na
cultura grega.
A Civilização Grega
 A religião politeísta grega era marcada por uma forte
marca humanista. Os deuses possuíam características
humanas e de deuses. Os heróis gregos (semideuses)
eram os filhos de deuses com mortais. Zeus, deus
dos deuses, comandava todos os demais do topo do
monte Olímpio. Podemos destacar outros deuses
gregos : Atena (deusa das artes), Apolo (deus do
Sol), Ártemis (deusa da caça e protetora das
cidades), Afrodite (deusa do amor, do sexo e da
beleza corporal), Deméter (deusa das colheitas),
Hermes (mensageiro dos deuses) entre outros. A
mitologia grega também era muito importante na
vida desta civilização, pois através dos mitos
e lendas os gregos transmitiam mensagens e
ensinamentos importantes.
A Civilização Grega
 Na arquitetura, os gregos ergueram palácios, templos e
acrópoles de mármore no topo de montanhas. As decisões
políticas, principalmente em Atenas, cidade onde surgiu
a democracia grega, eram tomadas na Ágora (espaço
público de debate político).
 A palavra democracia tem sua origem na Grécia Antiga
(demo=povo e kracia=governo). Este sistema de governo
foi desenvolvido em Atenas. Embora tenha sido o berço da
democracia, nem todos podiam participar nesta cidade.
Mulheres, estrangeiros, escravos e crianças não
participavam das decisões políticas da cidade. Portanto,
esta forma antiga de democracia era bem limitada.
 Atualmente a democracia é exercida, na maioria dos
países, de forma mais participativa. É uma forma de
governo do povo e para o povo.
Cidade Grega Antiga
Partemon
Arte da Grécia Antiga
Praia de Atenas
Arte representando os jogos Olímpicos
Sócrates – Filósofo da Grécia Antiga
Pintura Representando a morte de Sócrates
Platão – Filósofo da Grécia Antiga
Aristóteles – Filósofo da Grécia Antiga
Teatro Grego
Esparta
Símbolo do Exército Espartano
Atenas
Monumento Representando a Deusa Atenas
Deusa Atenas – Deusa da Sabedoria
Zeus
O Império de Alexandre
 Alexandre, o Grande (ou Magno), foi filho do
imperador Fellipe II da Macedônia. Nasceu entre 20 e
30 de julho de 356 a.C, na região de Pella na
Babilônia.
 Durante toda sua infância recebeu influência da
cultura grega, pois seu professor foi o importante
filósofo grego Aristoteles. Desde a infância
apresentava uma grande vocação para governar,
sendo que desde os 16 anos de idade ajudava o pai
nas tarefas administrativas do império macedônico.
Quando tinha 20 anos, aproximadamente, perdeu o
pai, vítima de assassinato. Alexandre, a partir deste
momento, assume o trono do império.
O Império de Alexandre
 Durante seu reinado, Fellipe II havia conquistado
algumas cidades da Grécia, porém, foi sob o comando
do filho, que este domínio se ampliou sob as cidades
gregas. Até mesmo a poderosa cidade de Tebas caiu
sob domínio do grande imperador. Alexandre começa
então a ampliar o império, através de conquistas e
acordos diplomáticos.
 No ano de 333 a.C, conquistou a Pérsia (região do
atual Irã) de Dario III , utilizando um exército
formado por trinta mil soldados muito bem
preparados. Transferiu para a Babilônia toda a corte,
passando a comandar o império desta região. Logo
em seguida partiu para conquistar a Síria e a Fenicia.
O Império de Alexandre
 Dando continuidade às conquistas, os macedônicos
dominaram a região de Gaza e o Egito. Nesta região
aplicou uma conquista amigável e diplomática, pois os
egípcios não resistiram com violência ao exército
macedônico. Em contrapartida, Alexandre respeitou a
cultura e deu liberdade de culto aos egípcios. Fundou no
Egito a importante cidade de Alexandria, com a construção
do monumental Farol de Alexandria (uma das Sete
Maravilhas dos Mundo).
 Durante uma longa viagem para a região da Índia, alvo de
sua próxima conquista, seu exército recusou
prosseguir, pois os combatentes estavam muito cansados.
Voltaram para a Babilônia, planejando invadir a Arábia.
Porém, contraiu uma febre (causa provável) e faleceu aos
33 anos de idade.
O Império de Alexandre
 A importância de Alexandre para o mundo
antigo foi enorme, principalmente do ponto
de vista cultural. Foi ele o responsável por
divulgar a língua e a cultura grega pelas
regiões conquistadas. A fusão da cultura
oriental com a grega criou no mundo antigo o
helenismo.
 Curiosidade: Em 2004, o diretor de cinema
Oliver Stone lançou o filme Alexandre,
contando a biografia deste grande imperador
da antiguidade.
Alexandre
Império de Alexandre
Mapa Mundi
Mapa Mundi
A Fusão Cultural do Oriente e
Ocidente
 Após de ter conquistado terras de três
continentes - Europa, África e Ásia - fundou
17 cidades e alcançou as terras do
subcontinente indiano.
 Uma das estratégias que Alexandre usava
após conquistar uma região era a de dar
liberdade aos conquistados para que
pudessem praticar sua cultura, isso favorecia
seu governo. Chegava a estimular a união de
seus comandantes com mulheres asiáticas e
o próprio chegou a se casar com uma nobre
iraniana.
A Fusão Cultural do Oriente e
Ocidente
 As culturas orientais também exerceram
um grande fascínio sobre ele, com isso
Alexandre também teve facilidade de
reconhecer e respeitar os costumes e a
coragem de seus inimigos.
 Na verdade havia uma tática implícita que
visava fundar os alicerces de um grande
império. Pois com isso ele pretendia evitar
a fragmentação.
A Fusão Cultural do Oriente e
Ocidente
 Quando o império de Alexandre se desfez
(321 a.C) a cultura oriental influenciava e
encontrava-se miscigenada à cultura
macedônia européia.
 O helenismo se rendeu a deuses como
Ísis e Serápis do Egito, incorporam cultos
à imortalidade. "Surgia, assim, o caldo
heterogêneo no qual nasceria o
cristianismo."
Basílica de Santa Sofia
Taj Mahal
Santuário de Nossa Senhora de Aparecida
Domo da Rocha em Jerusalém, construída pelo califa Abd al-Malik
História 2º bimestre   1º ano
História 2º bimestre   1º ano

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

História - Mundo Grego
História - Mundo GregoHistória - Mundo Grego
História - Mundo Grego
Carson Souza
 
Civilização grega ii
Civilização grega iiCivilização grega ii
Civilização grega ii
Vagner22005
 
PPT - Civilização Grega
PPT - Civilização GregaPPT - Civilização Grega
PPT - Civilização Grega
josafaslima
 

Mais procurados (20)

História - Mundo Grego
História - Mundo GregoHistória - Mundo Grego
História - Mundo Grego
 
Civilização grega ii
Civilização grega iiCivilização grega ii
Civilização grega ii
 
Grecia antiga
Grecia antigaGrecia antiga
Grecia antiga
 
Grécia antiga 1
Grécia antiga 1Grécia antiga 1
Grécia antiga 1
 
A Grécia Antiga - Parte 1
A Grécia Antiga - Parte 1A Grécia Antiga - Parte 1
A Grécia Antiga - Parte 1
 
Grécia Antiga - PAS
Grécia Antiga - PASGrécia Antiga - PAS
Grécia Antiga - PAS
 
Grécia
GréciaGrécia
Grécia
 
Grécia
GréciaGrécia
Grécia
 
Grécia antiga
Grécia antigaGrécia antiga
Grécia antiga
 
A civilização grega
A civilização gregaA civilização grega
A civilização grega
 
PPT - Civilização Grega
PPT - Civilização GregaPPT - Civilização Grega
PPT - Civilização Grega
 
Atenas
AtenasAtenas
Atenas
 
A Grécia Antiga
A Grécia AntigaA Grécia Antiga
A Grécia Antiga
 
Civilização grega
Civilização gregaCivilização grega
Civilização grega
 
Grécia Antiga
Grécia AntigaGrécia Antiga
Grécia Antiga
 
Grécia antiga
Grécia antigaGrécia antiga
Grécia antiga
 
Grecia antiga
Grecia antigaGrecia antiga
Grecia antiga
 
Grecia Antiga
Grecia Antiga Grecia Antiga
Grecia Antiga
 
Grecia antiga
Grecia antigaGrecia antiga
Grecia antiga
 
Capítulos 7-8 - Grécia Antiga
Capítulos 7-8 - Grécia AntigaCapítulos 7-8 - Grécia Antiga
Capítulos 7-8 - Grécia Antiga
 

Destaque (8)

CCS aula 14
CCS aula 14CCS aula 14
CCS aula 14
 
A grécia das cidades
A grécia das cidadesA grécia das cidades
A grécia das cidades
 
Anos 20
Anos 20Anos 20
Anos 20
 
A Grécia Antiga
A Grécia AntigaA Grécia Antiga
A Grécia Antiga
 
A Grécia Antiga
A Grécia AntigaA Grécia Antiga
A Grécia Antiga
 
Civilização Grega
Civilização GregaCivilização Grega
Civilização Grega
 
09 civilização grega
09   civilização grega09   civilização grega
09 civilização grega
 
A grécia
A gréciaA grécia
A grécia
 

Semelhante a História 2º bimestre 1º ano

Revisão hist. 1º ano
Revisão hist. 1º anoRevisão hist. 1º ano
Revisão hist. 1º ano
eunamahcado
 
História da grécia antiga
História da grécia antigaHistória da grécia antiga
História da grécia antiga
guiurey
 
Revisão de história 3º ano
Revisão de história 3º anoRevisão de história 3º ano
Revisão de história 3º ano
eunamahcado
 

Semelhante a História 2º bimestre 1º ano (20)

Revisão hist. 1º ano
Revisão hist. 1º anoRevisão hist. 1º ano
Revisão hist. 1º ano
 
O Mundo HeléNico No SéC
O Mundo HeléNico No SéCO Mundo HeléNico No SéC
O Mundo HeléNico No SéC
 
Grecia antig2
Grecia antig2Grecia antig2
Grecia antig2
 
História da grécia antiga
História da grécia antigaHistória da grécia antiga
História da grécia antiga
 
Histórico resumido da grécia antiga
Histórico resumido da grécia antigaHistórico resumido da grécia antiga
Histórico resumido da grécia antiga
 
Continuação do Período Clássico
Continuação do Período Clássico Continuação do Período Clássico
Continuação do Período Clássico
 
GRÉCIA ANTIGA.pptx
GRÉCIA ANTIGA.pptxGRÉCIA ANTIGA.pptx
GRÉCIA ANTIGA.pptx
 
Grécia antiga
Grécia antigaGrécia antiga
Grécia antiga
 
Módulo 1 – a cultura da ágora
Módulo 1 – a cultura da ágoraMódulo 1 – a cultura da ágora
Módulo 1 – a cultura da ágora
 
Grecia Antiga: Atenas e Esparta
Grecia Antiga: Atenas e EspartaGrecia Antiga: Atenas e Esparta
Grecia Antiga: Atenas e Esparta
 
Cidadania e democracia na antiguidade grecia
Cidadania e democracia na antiguidade greciaCidadania e democracia na antiguidade grecia
Cidadania e democracia na antiguidade grecia
 
Sit 4 vol 2 o império de alexandre e a fusão cultural
Sit 4 vol 2 o império de alexandre e  a fusão culturalSit 4 vol 2 o império de alexandre e  a fusão cultural
Sit 4 vol 2 o império de alexandre e a fusão cultural
 
Grécia Antiga
Grécia AntigaGrécia Antiga
Grécia Antiga
 
Revisão de história 3º ano
Revisão de história 3º anoRevisão de história 3º ano
Revisão de história 3º ano
 
industr
industrindustr
industr
 
HISTÓRIA DA GRÉCIA.pptx
HISTÓRIA DA GRÉCIA.pptxHISTÓRIA DA GRÉCIA.pptx
HISTÓRIA DA GRÉCIA.pptx
 
A Cultura da Ágora
A Cultura da ÁgoraA Cultura da Ágora
A Cultura da Ágora
 
Resumo grécia antiga
Resumo  grécia antigaResumo  grécia antiga
Resumo grécia antiga
 
Apostila 1
Apostila 1Apostila 1
Apostila 1
 
Civilizações do Mundo
Civilizações do MundoCivilizações do Mundo
Civilizações do Mundo
 

Mais de dinicmax

Símbolos blog
Símbolos   blogSímbolos   blog
Símbolos blog
dinicmax
 
O que nos une blog
O que nos une   blogO que nos une   blog
O que nos une blog
dinicmax
 
Estado e governo blog
Estado e governo   blogEstado e governo   blog
Estado e governo blog
dinicmax
 
O trabalho nas nossas vidas blog
O trabalho nas nossas vidas   blogO trabalho nas nossas vidas   blog
O trabalho nas nossas vidas blog
dinicmax
 
O povo e suas manifestações
O povo e suas manifestaçõesO povo e suas manifestações
O povo e suas manifestações
dinicmax
 
A cultura do homem
A cultura do homemA cultura do homem
A cultura do homem
dinicmax
 
O jovem na sociedade
O jovem na sociedadeO jovem na sociedade
O jovem na sociedade
dinicmax
 
A sociologia e a sociedade
A sociologia e a sociedadeA sociologia e a sociedade
A sociologia e a sociedade
dinicmax
 
Cidadão e cidadania
Cidadão e cidadaniaCidadão e cidadania
Cidadão e cidadania
dinicmax
 
Diversidades no brasil
Diversidades no brasilDiversidades no brasil
Diversidades no brasil
dinicmax
 
Redemocratização e neoliberalismo
Redemocratização e  neoliberalismoRedemocratização e  neoliberalismo
Redemocratização e neoliberalismo
dinicmax
 
Reforma agrária no brasil
Reforma agrária no brasilReforma agrária no brasil
Reforma agrária no brasil
dinicmax
 
Redemocratização
RedemocratizaçãoRedemocratização
Redemocratização
dinicmax
 
Manifestações culturais no brasil durante a ditadura
Manifestações culturais no brasil durante a ditaduraManifestações culturais no brasil durante a ditadura
Manifestações culturais no brasil durante a ditadura
dinicmax
 
Direitos humanos
Direitos humanosDireitos humanos
Direitos humanos
dinicmax
 
Ditadura militar e direitos humanos
Ditadura militar e direitos humanosDitadura militar e direitos humanos
Ditadura militar e direitos humanos
dinicmax
 
Década de 60
Década de 60Década de 60
Década de 60
dinicmax
 
História 2º ano 3º
História   2º ano 3ºHistória   2º ano 3º
História 2º ano 3º
dinicmax
 
Independencias
IndependenciasIndependencias
Independencias
dinicmax
 

Mais de dinicmax (20)

Símbolos blog
Símbolos   blogSímbolos   blog
Símbolos blog
 
O que nos une blog
O que nos une   blogO que nos une   blog
O que nos une blog
 
Estado e governo blog
Estado e governo   blogEstado e governo   blog
Estado e governo blog
 
O trabalho nas nossas vidas blog
O trabalho nas nossas vidas   blogO trabalho nas nossas vidas   blog
O trabalho nas nossas vidas blog
 
O povo e suas manifestações
O povo e suas manifestaçõesO povo e suas manifestações
O povo e suas manifestações
 
A cultura do homem
A cultura do homemA cultura do homem
A cultura do homem
 
O jovem na sociedade
O jovem na sociedadeO jovem na sociedade
O jovem na sociedade
 
A sociologia e a sociedade
A sociologia e a sociedadeA sociologia e a sociedade
A sociologia e a sociedade
 
Cidadão e cidadania
Cidadão e cidadaniaCidadão e cidadania
Cidadão e cidadania
 
Diversidades no brasil
Diversidades no brasilDiversidades no brasil
Diversidades no brasil
 
Redemocratização e neoliberalismo
Redemocratização e  neoliberalismoRedemocratização e  neoliberalismo
Redemocratização e neoliberalismo
 
Reforma agrária no brasil
Reforma agrária no brasilReforma agrária no brasil
Reforma agrária no brasil
 
Redemocratização
RedemocratizaçãoRedemocratização
Redemocratização
 
Manifestações culturais no brasil durante a ditadura
Manifestações culturais no brasil durante a ditaduraManifestações culturais no brasil durante a ditadura
Manifestações culturais no brasil durante a ditadura
 
Direitos humanos
Direitos humanosDireitos humanos
Direitos humanos
 
História
HistóriaHistória
História
 
Ditadura militar e direitos humanos
Ditadura militar e direitos humanosDitadura militar e direitos humanos
Ditadura militar e direitos humanos
 
Década de 60
Década de 60Década de 60
Década de 60
 
História 2º ano 3º
História   2º ano 3ºHistória   2º ano 3º
História 2º ano 3º
 
Independencias
IndependenciasIndependencias
Independencias
 

História 2º bimestre 1º ano

  • 1. História 2º Bimestre A Civilização Grega O Império de Alexandre A Fusão Cultural do Oriente e Ocidente
  • 2. A Civilização Grega  A civilização grega surgiu entre os mares Egeu, Jônico e Mediterrâneo, por volta de 2000 AC.  Formou-se após a migração de tribos nômades de origem indo-européia, como, por exemplo, aqueus, jônios, eólios e dórios.  As pólis (cidades-estado), forma que caracteriza a vida política dos gregos, surgiram por volta do século VIII a.C. As duas pólis mais importantes da Grécia foram: Esparta e Atenas.
  • 3. A Civilização Grega  Por volta dos séculos VII a.C e V a.C. acontecem várias migrações de povos gregos a vários pontos do Mar Mediterrâneo, como consequência do grande crescimento populacional, dos conflitos internos e da necessidade de novos territórios para a prática da agricultura. Na região da Trácia, os gregos fundam colônias, na parte sul da Península Itálica e na região da Ásia Menor (Turquia atual). Os conflitos e desentendimentos entre as colônias da Ásia Menor e o Império Persa ocasiona as famosas Guerras Médicas (492 a.C. a 448 a.C.), onde os gregos saem vitoriosos.  Esparta e Atenas envolvem-se na Guerra do Peloponeso (431 a.C. a 404 a.C.), vencida por Esparta. No ano de 359 a.C., as pólis gregas são dominadas e controladas pelos Macedônios.
  • 4. A Civilização Grega  A economia dos gregos baseava-se no cultivo de oliveiras, trigo e vinhedos. O artesanato grego, com destaque para a cerâmica, teve grande a aceitação no Mar Mediterrâneo. As ânforas gregas transportavam vinhos, azeites e perfumes para os quatro cantos da península. Com o comércio marítimo os gregos alcançaram grande desenvolvimento, chegando até mesmo a cunhar moedas de metal. Os escravos, devedores ou prisioneiros de guerras foram utilizados como mão-de-obra na Grécia. Cada cidade-estado tinha sua própria forma político-administrativa, organização social e deuses protetores.
  • 5. A Civilização Grega  Foi na Grécia Antiga, na cidade de Olímpia, que surgiram os Jogos Olímpicos em homenagem aos deuses. Os gregos também desenvolveram uma rica mitologia. Até os dias de hoje a mitologia grega é referência para estudos e livros. A filosofia também atingiu um desenvolvimento surpreendente, principalmente em Atenas, no século V (Período Clássico da Grécia). Platão e Sócrates são os filósofos mais conhecidos deste período.  A dramaturgia grega também pode ser destacada. Quase todas as cidades gregas possuíam anfiteatros, onde os atores apresentavam peças dramáticas ou comédias, usando máscaras. Poesia, a história , artes plásticas e a arquitetura foram muito importantes na cultura grega.
  • 6. A Civilização Grega  A religião politeísta grega era marcada por uma forte marca humanista. Os deuses possuíam características humanas e de deuses. Os heróis gregos (semideuses) eram os filhos de deuses com mortais. Zeus, deus dos deuses, comandava todos os demais do topo do monte Olímpio. Podemos destacar outros deuses gregos : Atena (deusa das artes), Apolo (deus do Sol), Ártemis (deusa da caça e protetora das cidades), Afrodite (deusa do amor, do sexo e da beleza corporal), Deméter (deusa das colheitas), Hermes (mensageiro dos deuses) entre outros. A mitologia grega também era muito importante na vida desta civilização, pois através dos mitos e lendas os gregos transmitiam mensagens e ensinamentos importantes.
  • 7. A Civilização Grega  Na arquitetura, os gregos ergueram palácios, templos e acrópoles de mármore no topo de montanhas. As decisões políticas, principalmente em Atenas, cidade onde surgiu a democracia grega, eram tomadas na Ágora (espaço público de debate político).  A palavra democracia tem sua origem na Grécia Antiga (demo=povo e kracia=governo). Este sistema de governo foi desenvolvido em Atenas. Embora tenha sido o berço da democracia, nem todos podiam participar nesta cidade. Mulheres, estrangeiros, escravos e crianças não participavam das decisões políticas da cidade. Portanto, esta forma antiga de democracia era bem limitada.  Atualmente a democracia é exercida, na maioria dos países, de forma mais participativa. É uma forma de governo do povo e para o povo.
  • 10. Arte da Grécia Antiga
  • 12. Arte representando os jogos Olímpicos
  • 13. Sócrates – Filósofo da Grécia Antiga
  • 14. Pintura Representando a morte de Sócrates
  • 15. Platão – Filósofo da Grécia Antiga
  • 16. Aristóteles – Filósofo da Grécia Antiga
  • 22. Deusa Atenas – Deusa da Sabedoria
  • 23. Zeus
  • 24. O Império de Alexandre  Alexandre, o Grande (ou Magno), foi filho do imperador Fellipe II da Macedônia. Nasceu entre 20 e 30 de julho de 356 a.C, na região de Pella na Babilônia.  Durante toda sua infância recebeu influência da cultura grega, pois seu professor foi o importante filósofo grego Aristoteles. Desde a infância apresentava uma grande vocação para governar, sendo que desde os 16 anos de idade ajudava o pai nas tarefas administrativas do império macedônico. Quando tinha 20 anos, aproximadamente, perdeu o pai, vítima de assassinato. Alexandre, a partir deste momento, assume o trono do império.
  • 25. O Império de Alexandre  Durante seu reinado, Fellipe II havia conquistado algumas cidades da Grécia, porém, foi sob o comando do filho, que este domínio se ampliou sob as cidades gregas. Até mesmo a poderosa cidade de Tebas caiu sob domínio do grande imperador. Alexandre começa então a ampliar o império, através de conquistas e acordos diplomáticos.  No ano de 333 a.C, conquistou a Pérsia (região do atual Irã) de Dario III , utilizando um exército formado por trinta mil soldados muito bem preparados. Transferiu para a Babilônia toda a corte, passando a comandar o império desta região. Logo em seguida partiu para conquistar a Síria e a Fenicia.
  • 26. O Império de Alexandre  Dando continuidade às conquistas, os macedônicos dominaram a região de Gaza e o Egito. Nesta região aplicou uma conquista amigável e diplomática, pois os egípcios não resistiram com violência ao exército macedônico. Em contrapartida, Alexandre respeitou a cultura e deu liberdade de culto aos egípcios. Fundou no Egito a importante cidade de Alexandria, com a construção do monumental Farol de Alexandria (uma das Sete Maravilhas dos Mundo).  Durante uma longa viagem para a região da Índia, alvo de sua próxima conquista, seu exército recusou prosseguir, pois os combatentes estavam muito cansados. Voltaram para a Babilônia, planejando invadir a Arábia. Porém, contraiu uma febre (causa provável) e faleceu aos 33 anos de idade.
  • 27. O Império de Alexandre  A importância de Alexandre para o mundo antigo foi enorme, principalmente do ponto de vista cultural. Foi ele o responsável por divulgar a língua e a cultura grega pelas regiões conquistadas. A fusão da cultura oriental com a grega criou no mundo antigo o helenismo.  Curiosidade: Em 2004, o diretor de cinema Oliver Stone lançou o filme Alexandre, contando a biografia deste grande imperador da antiguidade.
  • 32. A Fusão Cultural do Oriente e Ocidente  Após de ter conquistado terras de três continentes - Europa, África e Ásia - fundou 17 cidades e alcançou as terras do subcontinente indiano.  Uma das estratégias que Alexandre usava após conquistar uma região era a de dar liberdade aos conquistados para que pudessem praticar sua cultura, isso favorecia seu governo. Chegava a estimular a união de seus comandantes com mulheres asiáticas e o próprio chegou a se casar com uma nobre iraniana.
  • 33. A Fusão Cultural do Oriente e Ocidente  As culturas orientais também exerceram um grande fascínio sobre ele, com isso Alexandre também teve facilidade de reconhecer e respeitar os costumes e a coragem de seus inimigos.  Na verdade havia uma tática implícita que visava fundar os alicerces de um grande império. Pois com isso ele pretendia evitar a fragmentação.
  • 34. A Fusão Cultural do Oriente e Ocidente  Quando o império de Alexandre se desfez (321 a.C) a cultura oriental influenciava e encontrava-se miscigenada à cultura macedônia européia.  O helenismo se rendeu a deuses como Ísis e Serápis do Egito, incorporam cultos à imortalidade. "Surgia, assim, o caldo heterogêneo no qual nasceria o cristianismo."
  • 37. Santuário de Nossa Senhora de Aparecida
  • 38. Domo da Rocha em Jerusalém, construída pelo califa Abd al-Malik