Metodos

4.225 visualizações

Publicada em

0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.225
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Metodos

  1. 1. MÉTODOS E PROCESSOSDE ALFABETIZAÇÃOSECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS
  2. 2. Caminho para se chegar a um fim;Modo ordenado de fazer as coisas;Conjunto de procedimentos técnicos ecientíficos.MÉTODOS
  3. 3. MÉTODOS DE ALFABETIZAÇÃOUm conjunto de princípios teórico-procedimentais queorganizam o trabalho pedagógico em torno daalfabetização.Um conjunto de saberes práticos ou de princípiosorganizadores do processo de alfabetização,(re)criados pelo professor em seu trabalho pedagógico.
  4. 4. .“É difícil comprovar a superioridade absolutade um método sobre outro.(..) uma turma x pode obter maiores ou menoresresultados dependendo do que se considera como“bons resultados” em matéria de leitura: capacidadede decodificar quaisquer novas combinações deletras? Leitura oral ou fluente? Interpretação dosignificado?”CARVALHO, Marlene. Guia Prático do Alfabetizador.4.ed.São Paulo: Ática, p.35-42Qual é o melhor métodopara ensinar a ler?
  5. 5. Se todos os métodos servem para aprender aler, tanto faz escolher um ou outro?“Não, absolutamente. (...) Exemplo: pessoasrecém-alfabetizadas por métodos sintéticos sãoem geral mais atentas à decodificação integraldo texto, que é lido palavra por palavra, semomissões ou substituições. Contudo, sãomenos preparadas para a tarefa deinterpretação”.CARVALHO, Marlene. Guia Prático do Alfabetizador.4.ed. São Paulo:Ática, p.35-42.
  6. 6. O que deve ser levado em conta nomomento de escolher um método?“Simples: estude o método antes de aplicá-lo. É melhorrefletir antes do que corrigir depois.Recomendações:considere os fundamentos teóricos (...),as etapas de aplicação (...),o material necessário (...),os resultados previsíveis (...)”.CARVALHO, Marlene. Guia Prático do Alfabetizador.4.ed. São Paulo: Ática, p.35-42.
  7. 7. SINTÉTICOSMétodo Alfabético(Soletração)Método FônicoMétodo SilábicoANALÍTICOSPalavraçãoSentenciaçãoGlobal de Contos/TextosMÉTODOS DE ALFABETIZAÇÃO
  8. 8. MÉTODOS SINTÉTICOS(alfabético, silábico, fônico)(Orientações da SEE, cad. 3, pg.36)PROPOSTA ENFOQUE VANTAGENS LIMITAÇÕESProgressão deunidadesmenores (letra,fonema, sílaba) aunidades maiscomplexas(palavra, frase,texto).Processos dedecodificação,análisefonológica,relações entrefonemas (sons) egrafemas (letras)Possibilita a análisedas relações entrefonemas (sons ouunidades sonoras) egrafemas (letras ougrupo de letras)Promove odesenvolvimento daconsciência fonológicae os processos decodificação edecodificação.Desconsidera os usos efunções sociais daescrita.Em algum momento, oaprendiz tem que sedesvincular da fala paracodificar (escrever) edecodificar (ler)palavras, frases e textos,já que em alguns casosa escrita não representaos sons da fala.
  9. 9. MÉTODOS ANALÍTICOS (cad.3)(palavração, sentenciação, global contos/textos)(Orientações da SEE, cad. 3, pg.36)PROPOSTAENFOQUE VANTAGENSLIMITAÇÕESProgressão deunidades desentido maisamplas (palavra,frase, texto) aunidadesmenores (sílabase suadecomposiçãoem grafemas efonemas).Compreensãode sentidos eaprendizagemideovisual(reconheci-mento globalpela silhuetada palavra,frase ou texto).Reconhecimentoglobal e maisrápido daspalavras,possibilitando aleitura deunidades comsentido desde oinício daescolarização.Se não houver uma corretaorientação do professor:Pode dificultar a leitura comsentido quando o texto apre-sentar palavras completamentenovas.Se não houver uma orientaçãocorreta para a decodificação,corre-se o risco do aluno utilizardo recurso da memorização semobservar que as palavras sãocompostas de unidades menores.
  10. 10. MARCHA1º Passo: Memorização do nome das letras;2º Passo: Representação gráfica;3º Passo: Representação famílias silábicas (b+a=ba; b+e=be, b+i=bi)4º Passo: Monossílabos, dissílabos, trissílabos e sílabas não canônicas.5º Passo: Textos segmentados (a ca sa a ma re la na flo res ta)MÉTODO ALFABÉTICO (SOLETRAÇÃO)(SINTÉTICO)
  11. 11. MARCHA1º passo: Vogais: nome e som das letras são iguais2º passo: palavras formadas apenas por vogais3º passo: apresentação dos fonemas regulares (d, b, f, j,m,n...) deforma isolada e processualmente os irregulares4º passo: junção dos fonemas regulares e, processualmente osirregulares, com as vogais, formando sílabas5º passo: formação de palavras6º passo: formação de frases7º passo: formação de textosMÉTODO FÔNICO(SINTÉTICO)
  12. 12. MARCHA1º passo: Apresenta-se as vogais, com ajuda de ilustrações e palavras como“o” de OVO; “e” de ELEFANTE;2º passo: Apresentam-se as sílabas canônicas, utilizando palavras e ilustraçõese destacando a sílaba na palavra: ma de macaco, na de navio, pa depanela, e as não canônicas, de forma processual;3º passo: Famílias silábicas da sílaba em destaque na palavra;4º passo: Formação de palavras;5º passo: Formação de frases;6º passo: Formação de pequenos textos.MÉTODO SILÁBICO(SINTÉTICO)
  13. 13. MARCHA1º passo: Apresentação de palavras ilustradas que fazem parte do universoinfantil;2º passo: Memorização (leitura e escrita da palavra)3º passo: divisão silábica das palavras4º passo: formação de novas palavras com as sílabas estudadas;5º passo: estudo e análise de grafemas/fonemas6º passo: formação de frases7º passo: formação de textosPALAVRAÇÃO(ANALÍTICO)
  14. 14. MARCHA1º passo: Apresentação de frases que fazem parte do universoinfantil;2º passo: Memorização (leitura e escrita da frase);3º passo: Observação de palavras semelhantes dentro da sentença;4º passo: Formação de grupo de palavras;5º passo: Isolamento de elementos conhecidos dentro da palavra(sílaba);6º passo: Estudo e análise de grafemas/fonemasSENTENCIAÇÃO(ANALÍTICO)
  15. 15. MARCHA1º passo: Apresentação de partes do texto com sentido completo,em cartazes;2º passo: Memorização - leitura e escrita do texto;3º passo: Decomposição do texto estudado em frases, (iniciando-se o estudo do 2º cartaz)‫;‏‬4º passo: Decomposição das frases em palavras;5º passo: Decomposição das palavras em sílabas;6º passo: Formação de novas palavras com as sílabas estudadas;7º passo: Estudo e análise de grafemas/fonemas.GLOBAL DE TEXTOS/CONTOS(ANALÍTICO)
  16. 16. MÉTODOS DE ALFABETIZAÇÃO(equilíbrio e articulação)• princípios de decodificação e de organizaçãodo sistema alfabético-ortográfico da escrita;• princípios de compreensão, reconhecimentoglobal e construção de sentidos em contextosde usos sociais da escrita e da leitura;• princípios pertinentes à progressão dascapacidades das crianças, com ênfase emintervenções para avanços.Caderno 3 SEE/MG
  17. 17. E hoje, que critérios observar na escolhados métodos de alfabetização?- Qualquer que seja o método escolhido,deve ser observado um envolvimentosistemático dos alunos com a escrita emmuitas situações sociais.- Qualquer que seja o método, oreconhecimento da dimensão fonológicada língua é indispensável para a aquisiçãoda base alfabética.
  18. 18. Orientações para a Organização doCiclo Inicial de Alfabetização(Caderno 1 – p.22)“As metodologias de ensino, por simesmas, não são suficientes paraassegurar resultados positivos, poisdependem sempre do professor, de suasensibilidade para interpretar asnecessidades dos alunos –particularmente daqueles queparticularmente daqueles queapresentam dificuldades no processoapresentam dificuldades no processode aprendizagem”.de aprendizagem”. (grifo nosso)(grifo nosso)
  19. 19. “Mais do que pensar em métodos, é precisocompreender os processos de aprendizagemda criança ao tentar reconstruir arepresentação do sistema alfabético”.EMÍLIA FERREIRO
  20. 20. TEORIA X MÉTODOCaminho para chegar a um fim;Modo ordenado de fazer ascoisas;Conjunto de procedimentostécnicos e científicos.Forma de pensar eentender algumfenômeno.MÉTODOTEORIA
  21. 21. ALFABETIZAÇÃO ELETRAMENTO (Magda Soares,1998)O PAPEL DO PROFESSOR É ENSINAR A LER EESCREVER NO CONTEXTO DAS PRÁTICASSOCIAIS DE LEITURA E ESCRITA, DE MODOQUE O INDIVÍDUO SE TORNE, AO MESMOTEMPO, ALFABETIZADO E LETRADO.
  22. 22. MÉTODOS DEALFABETIZAÇÃOLonge de estarem aqui para nosconfundir, para determinar nossapersonalidade ou nossa práticacomo professores,estão aqui paranos darem suporte e nos ajudar aalcançar nossas metas!
  23. 23. Eu educo hoje,Com os valores que eu recebi ontemPara as pessoas que são o amanhã.Os valores de ontem eu conheço,Os de hoje, percebo algunsDos de amanhã, não sei.Se só uso os de hoje,não educo: complicoSe só uso os de ontem, não educo: condiciono.Se só uso os de amanhã, não educoFaço experiências as custas das criançasEDUCAR EM TRÊS TEMPOS
  24. 24. Se uso os três, sofro, mas educoPor isto educar é perder sempre, sem perder-se.Educa quem fundi ontens, hojes e amanhãsTransformando-os num presenteOnde o amor e o livre arbítrioSejam as bases.Terezinha Matheus Andrade
  25. 25. Para saber mais sobre métodos...Orientações para a Organização doCiclo Inicial de AlfabetizaçãoCaderno 1, p.22 - Um problema de método?Caderno 2, p.11 – Concepção de alfabetização e letramentoCaderno 3, p.35 – O lugar da discussão metodológica noconjunto de decisões relacionadas à alfabetizaçãoCantalelêCaderno do Professor, p.2 – A disputa entre os métodos dealfabetização.
  26. 26. REFERÊNCIAS ESUGESTÕES BIBLIOGRÁFICAS CARVALHO, Marlene. Guia prático do alfabetizador. São Paulo: Ática, 1999. 95p. Centro de Alfabetização, Leitura e Escrita. Orientações para a organização dociclo inicial de alfabetização. Belo Horizonte: Secretaria de Estado da Educaçãode Minas Gerais, 2003. 6 vol. ELIAS, Marisa Del Cioppo. De Emilio a Emilia: a trajetória de alfabetização. FERREIRO, Emília. Reflexões sobre alfabetização. São Paulo: Cortez,1991.103p. FONTANA, Roseli; CRUZ, Nazaré. Psicologia e trabalho pedagógico. São Paulo:Atual, 1997. 231p. FRADE, Isabel Cristina Alves da Silva. METODOLOGIA e didáticas dealfabetização: história, características e modos de fazer de professores. BeloHorizonte: CEALE, 2005. Guia do Alfabetizador. Belo Horizonte: 2008. MADI, Sônia. Cantalelê. LEMLE, Miriam. Guia teórico do alfabetizador. São Paulo: Ática, 2000. 70p. LUCK, Heloísa. Pedagogia interdisciplinar: fundamentos teórico-metodológicos.São Paulo: Vozes, 1994. 90p.
  27. 27. REFERÊNCIAS ESUGESTÕES BIBLIOGRÁFICAS MENDONÇA, Onaide Schwartz; MENDONÇA, Olympio Correa. Alfabetização:método sociolinguístico: consciência social, silábica e alfabética em PauloFreire. São Paulo: Cortez, 2007.150p. OLIVEIRA, Marta Kohl de. Vygotsky: aprendizado e desenvolvimento: umprocesso sócio-histórico. São Paulo: Scipione 1997. 111p. Parâmetros Curriculares Nacionais: introdução aos parâmetros curricularesnacionais/Secretaria de Educação Fundamental. Rio de Janeiro: DP&A, 2000.126p. RIZZO, Gilda. Alfabetização natural. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1998, 336p SEE. Resolução 1086/2008. Belo Horizonte: 16/04/2008. SOARES, Magda. Letramento: um tema em três gêneros. Belo Horizonte:Autêntica, 1999.124p. VEREDAS, Coleção. Formação Superior de Professores. Módulo 5, vol. 1,SEE/MG, pg. 27. www.google.com.br, pesquisa baseada nos termos: História dos Métodos deAlfabetização, Vygotsky, Métodos de Alfabetização, Piaget, Construtivismo,Comenius, Paulo Freire,entre outros.portal.mec.gov.br, em História dos Métodos de Alfabetização no Brasil, de Mariado Rosário Longo Mortatti

×