O PMO e a aferição de Benefícios e Valor dos Projetos

1.603 visualizações

Publicada em

Nesta palestra venho manifestar uma inquietação acerca do reconhecimento comum (canônico) de que a fronteira de atuação do gerenciamento de projetos está limitada pelas entregas combinadas. Será que é mesmo isso? O executivo que autoriza um projeto valoriza mais o resultado tangível (produto) desse projeto ou os benefícios posteriores que ele possa produzir/influenciar na organização? Qual a relação de valor (Beneficio/Custo ou ROI) desse projeto então, considerando a quantificação dos benefícios posteriores?

Além disso, pretendo trazer à discussão também o papel do PMO nessa fronteira. Será que não deveríamos rever e ampliar a abrangência do suporte que é prestado pelo PMO ao monitoramento da realização de benefícios e de valor?
Palestrante: Prof. Alonso Mazini Soler
Assista ao vídeo desta palestra: http://goo.gl/YwHFSS

Publicada em: Educação

O PMO e a aferição de Benefícios e Valor dos Projetos

  1. 1. O PMO e a aferição de benefíciosO PMO e a aferição de benefícios e valor dos projetose valor dos projetos Alonso Mazini SolerAlonso Mazini Soler, D.Eng, PMP amsol@j2da.com.br www.j2da.com.br 1
  2. 2. Motivação:Motivação: Manifestar uma inquietação acerca doManifestar uma inquietação acerca do reconhecimento comum (canônico) sobre asreconhecimento comum (canônico) sobre as fronteiras de abrangência do gerenciamentofronteiras de abrangência do gerenciamento de projetos limitadas pelas entregasde projetos limitadas pelas entregas 2
  3. 3. Projetos sãoProjetos são propulsores daspropulsores das mudançasmudanças … e como tal, estão “umbilicalmente” atrelados aos benefícios proporcionados por suas entregas 3
  4. 4. a história começaa história começa pelo fim ...pelo fim ... Projeto Realização do Retorno Recursos Gastos Tempo Produto do Projeto LEGADOS NO GO GO Data Término Decisão de Autorização Concepção do Projeto Benefícios 4 Fonte: Cohen & Graham. Gestão de Projetos – MBA Executivo. Como transformar projetos em negócios de sucesso Administrar o negócioMudar o negócio
  5. 5. ““O valor para os stakeholders talvez não seO valor para os stakeholders talvez não se limite ao lucro financeiro, mas implicalimite ao lucro financeiro, mas implica necessariamente na produção de resultadosnecessariamente na produção de resultados que, de algum modo, recuperem o custoque, de algum modo, recuperem o custo explícito ou implícito do capital consumidoexplícito ou implícito do capital consumido pelo projetopelo projeto”” 5 Fonte: Cohen & Graham. Gestão de Projetos – MBA Executivo. Como transformar projetos em negócios de sucesso
  6. 6. Projeto Realização do Retorno Recursos Tempo Produto do Projeto NO GO GO Data Término Decisão de Autorização Concepção do Projeto Benefícios EficáciaEficácia 6 EficiênciaEficiência Produzir entregas do melhor modo possível
  7. 7. ESTRATÉGIAS OBJETIVOS INDICADORES METAS INICIATIVAS: PROJETOS / PROGRAMAS RESULTADOS - BENEFÍCIOS & VALOR Financeira Clientes / Beneficiários Processos Internos Aprendizado e Crescimento Mapa estratégico BSC: cadeia de relações de causa-e-efeito Quais iniciativas devem ser selecionadas ? O que esperar de cada iniciativa selecionada? O sucesso individual/coletivo das iniciativas selecionadas garante o alcance das metas estratégicas? Entregas de projetos Resultado percebido Benefícios 7
  8. 8. OBJETIVOS INDICADORES METAS INICIATIVAS ESTRATÉGIA: Garantir a eficácia da operação FOCO DE AÇÃO (Benefícios Esperados): Aumentar a retenção de alunos e, consequentemente, reduzir a evasão Percentual de evasão de alunos Reduzir para menos de 10% a evasão de alunos em 2014 1. Implantar sistema eletrônico de acesso de alunos em todas as unidades de ensino 2. Implantar política regional de relacionamento com empresas visando a colocação de formandos no mercado de trabalho 3. Implantar crédito educativo 4. ... 8 Seleção de Iniciativas Realização dos Benefícios – não necessariamente de modo direto
  9. 9. Qualidade dos serviços internos Satisfação dos Funcionários Percepção de Valor aos Clientes Satisfação dos Clientes Lealdade dos Clientes Receita Lucro Retenção de Funcionários Produtividade de Funcionários Investimentos (Iniciativas) 9 Lógica (cadeia) de impacto na realização dos benefícios
  10. 10. Árvore de desafios (árvore de problemas) Árvore de desafios (árvore de objetivos) Fonte: May H. Campos da Paz. Cadernos Bunge de Cidadania: Elaboração de Projetos Sociais 10
  11. 11. 11 Aprimoramento da formação de Professores Aumento do profissionalismo dos professores Aumento da motivação dos professores Melhor aprendizado pelos alunos Melhoria das aulas Melhor pagamento aos professores Aumento da retenção dos professores Promoção de carreira para professores Mais professores Menor evasão de alunos A Árvore dos Objetivos serve, também, para definir as alternativas de intervenção no projeto. As causas são, então, transformadas em meios e os efeitos em fins.
  12. 12. Benefícios - Impactos positivos e mensuráveis provocado por uma mudança de desempenho na organização que contribui para o alcance de um ou mais objetivos estratégicos P.Ex: Economia de dinheiro, melhoria da satisfação do cliente, aumento da receita, redução do risco, etc Gerenciamento de Benefícios – Identificação, definição, acompanhamento, realização e otimização dos benefícios • Benefícios são resultados mensuráveis • Benefícios contribuem para o alcance dos objetivos estratégicos • O Gerenciamento de Benefícios diz respeito ao respaldo às decisões de investimento e à otimização de sua realização 12 Fonte: Steve Jenner. APMG – Managing Benefits
  13. 13. VALOR Satisfação das necessidades (BENEFÍCIOS) (Retornos Monetários e não monetários) Uso de Recursos (Gastos) (dinheiro, pessoas, tempo, energia e materiais) 13 Fonte: OGC – Management of Value
  14. 14. O ROI é avaliado no contexto da CADEIA DE IMPACTO que ocorre com os participantes (agentes e clientes) que atendem a um programa (projeto), aprendem o modo novo de fazer as coisas, aplicam adequadamente o que aprenderam e, como consequência, geram benefícios para a empresa. O “dinheiro” é revelado através da conversão dos benefícios observados do programa em valor monetário e de sua comparação com os custos do programa (projeto). 1. Reação 2. Aprendizado 3. Implementação e Aplicação 4. Benefícios 5. Valor (ROI) Isolar os efeitos do programa 14 Fonte: Jack Phillips – Show Me The Money
  15. 15. 15
  16. 16. 1. O período de tempo (geralmente longo) entre a decisão de autorização (investimento) de um projeto e a realização do benefício Principais dificuldades da realização dos benefícios: 16 2. O desejo (otimista) do executivo autorizador de iniciar o projeto, à revelia de analises que apontam o contrário 3. A exposição pessoal do executivo autorizador diante da evidência de uma decisão errada 4. A dificuldade do estabelecimento de uma lógica de causa-e- efeito que vincule as entregas do projetos aos benefícios desejados 5. Os resultados alcançados não são, necessariamente, atribuíveis à execução do projeto (confundimento das causas) 6. A perda de aprendizado e comprometimento devido aos movimentos organizacionais das pessoas envolvidas com o projeto 7. A relação subjetiva entre a contabilização do benefício e do valor (intangibilidade)
  17. 17. Papéis Principais e Responsabilidades: 1.Diretor do Programa 2.Gerente do Programa 3.Gerente de Mudanças 4.Responsável pelo Benefício Fonte: Steve Jenner. APMG – Managing Benefits 17
  18. 18. Entidade que já se ocupa da organização do portfólio de iniciativas (projetos e processos), da potencialização do desempenho de cada uma delas (eficiência) e do alcance dos objetivos estratégicos 18 Ampliação da abrangência do suporte à gestão do projeto para além da fronteira das entregas - realização de benefícios e de valor
  19. 19. Alonso Mazini SolerAlonso Mazini Soler, D.Eng, PMP amsol@j2da.com.br www.j2da.com.br Cel: (11) 99626-8221 19 PERGUNTAS ???PERGUNTAS ???
  20. 20. Liderança, Comunicação eLiderança, Comunicação e Integração como fatores chaveIntegração como fatores chave para a Gestão Estratégica dospara a Gestão Estratégica dos StakeholdersStakeholders Mauro TononMauro Tonon, PMP 13-08 às 20h 20 Próximo Webinar
  21. 21. 21 www.youwilldobetter.com Facebook: FIXE.CeT / mangelica.cast Twitter: @FixeConsulting / @mangelicacast A FIXE Consulting & Training e a Projetos e TI agradecem sua participação!!

×