10/11/2012           Flávia Nunes da Silva                                                       Diagnóstico do pênfigo  ...
10/11/2012Exames para Diagnóstico                                                                         Diagnóstico    ...
10/11/2012            ConclusãoO Cirurgião-Dentista tem aresponsabilidade no diagnóstico precocedesta enfermidade, de mod...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Pênfigo Vulgar e Lesões Bucais

2.756 visualizações

Publicada em

Apresentação TCC UMESP

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.756
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
20
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pênfigo Vulgar e Lesões Bucais

  1. 1. 10/11/2012 Flávia Nunes da Silva Diagnóstico do pênfigo vulgar através de lesões Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação apresentado à bucais Faculdade de Odontologia da Universidade Metodista de São Orientador: Prof. André Passarelli Neto Paulo, para a obtenção do grau Co-orientadora: Profª. Dulce Cabelho Passarelli de Cirurgiã-Dentista Objetivo Resumo Estudo das características clínicas do O pênfigo vulgar é uma doença auto-imune, pênfigo vulgar, outorgando o Cirurgião- que se caracteriza pela formação de bolhas Dentista sua parcela de responsabilidade no intra-epiteliais na pele e na mucosa. Nessas diagnóstico precoce desta enfermidade, de condições são capazes de provocar sinais e modo à melhorar o prognóstico e tratamento. sintomas que variam de leve a moderados, podendo muitas vezes, exigir controles terapêuticos prolongados por toda vida do paciente. Revisão Introdução 1.1Diagnóstico Para o diagnóstico, os achados clínicos Pênfigo Vulgar correlacionados com os aspectos microscópicos são normalmente suficientes. No entanto, em alguns casos, os exames deDoença Auto- Vesículo-bolhosa Crônica e Grave imunofluorescência direta e indireta das imune lesões e do soro dos pacientes podem ser utilizados para a confirmação. Pires(1999) Acomete pele e mucosa 1
  2. 2. 10/11/2012Exames para Diagnóstico Diagnóstico Biópsia Manobras de semiotécnica Citologia Esfoliativa Imunofluorescência Teste de Inspeção Palpação Nikolsky Direta Indireta Revisão Discussão 1.2 Tratamento 1.1Diagnóstico O tratamento deve ser feito com corticóides, O diagnóstico precoce do pênfigo vulgar imunossupressores, antibióticos e antifúngicos e o início rápido da terapia com para as complicações infecciosas. Boraks corticosteróide associada ou não, com (1999) outros agentes imunossupressores previne bolhas e ulcerações. Gorsky Entretanto diversas terapias adjuvantes têm sido (1994) utilizadas visando efetividade semelhante, diminuindo a dose esteroidal e, conseqüentemente, seus efeitos colaterais. Segundo Davenport (2001)o diagnóstico Pires(1999) diferencial do pênfigo vulgar torna-se difícil por existir uma semelhança com diversas doenças vésico-bolhosas. Discussão Discussão 1.2 Tratamento 1.2 Tratamento A primeira escolha de tratamento para o pênfigo vulgar é o uso de corticóides, mais O pênfigo vulgar apresentava, antes do precisamente a prednisona. Entretanto, existem algumas alternativas a esse surgimento dos corticosteróides, medicamento como ciclosporina, ou mortalidade em torno de 90%. Com os terapia intravenosa com imunoglobulinas avanços nas opções terapêuticas, este para pacientes que não suportam o uso índice encontra-se atualmente abaixo dos de corticóides ou não respondem a essa 20%. Miziara (2003) terapia ou, ainda, como terapia adjuvante. Faria (2004) 2
  3. 3. 10/11/2012 ConclusãoO Cirurgião-Dentista tem aresponsabilidade no diagnóstico precocedesta enfermidade, de modo à melhorar odiagnóstico e tratamento, pois lesõesbucais precedem as lesões sistêmicas. 3

×