SlideShare uma empresa Scribd logo
Zoologia Geral
Reino ANIMALIA    Metazoa


                                               Essa filogenia não inclui os vírus




                                       Reino PROTISTA


                                                       Protozoa

                                         tem muitos Filos, arranjo artificial
    Tipo de células                      Segundo Barnes: 17 Filos
                                                  Outros: até 45 Filos
Procariotos: células anucleadas
                                     Corliss, J. O. 1979. The Ciliated Protozoa:
Eucariotos: núcleo celular           Characterization,classification, and guide
                                     to the literature. Pergamon Press, 455pp.
Zoologia
               do Grego: zoon: animal e logos: estudo

 Protozoa “primeiros animais”
  unicelulares, eucariotos, heterótrofos, com movimento ou imóveis
  locomoção através de cílios, flagelos ou pseudópodes        amebóide
  vivem em ambiente aquático (todos)
  micropredadores, saprofíticos, parasitas

 Parazoa “esponjas”
              pluricelulares,                     ciliado
              mas sem tecidos organizados
              digestão intracelular
                                                            flagelado



 Metazoa “animais superiores”
  Pluricelulares,eucariotos, heterótrofos
Sistemática Zoologica
1. INVERTEBRADOS
   Protozoa (do Reino Protista)
   Parazoa poríferos
   Metazoa platelmintos até equinodermos

2. CORDADOS        animais com notocorda


3. VERTEBRADOS         animais com notocorda seguida
                       por coluna vertebral
Sistemática Zoológica




Invertebrados
Cordados
Vertebrados
Conceitos básicos
em zoologia para
diferenciar os filos
      animais
Organização celular
Eucariotos- Todo animal têm organização celular e esta
  célula possui núcleo individualizado do citoplasma pela
  membrana nuclear (carioteca).
Unicelular- corpo formado por apenas uma célula.

                     Ausência de tecidos diferenciados, as
                     células realizam todas as funções individual/te
Pluricelulares
                     Tecidos diferenciados, divisão de
                     funções, órgãos verdadeiros
Organização do corpo
• Parazoários: não possuem tecidos organizados, por isso
não possuem cavidade digestiva.


      Poríferos (ex. ascídeas)

• Enterozoários: possuem cavidade digestiva, sistema
completo (boca e ânus).

•Enterozoários incompletos: cnidários (apenas uma
abertura)

                      Pólipo e água-viva
Simetria: É a divisão imaginária do corpo de um animal
em metades opostas que devem ser semelhantes.
            • assimétricos

            • simétricos radiais
            • bilatérios




                       radial
Metameria
Corpo dividido em segmentos ao longo do seu eixo antero-posterior.
            Aumenta a capacidade de locomoção
            Geralmente está associada com a simetria bilateral.

Metameria homônoma: metâmeros identicos (minhoca)




Metameria heterônoma: metâmeros diferentes
ao longo do corpo
Cefalização:
surgiu pela diferenciação metamérica do corpo



Ametaméricos: possuem simetria bilateral,
mas não metameria (moluscos)
Tipos de clivagem dos ovos
Embriologia
            Número de folhetos embrionários:

Diblásticos: apresentam
2 folhetos embrionários –
ectoderme e endoderme.



Triblásticos: apresentam 3 folhetos embrionários –
ectoderme, mesoderme e endoderme.
Presença do Celoma
• CELOMA – É a cavidade do corpo formada pela separação das
  camadas somáticas e esplancnica do mesoderme.

• ACELOMADOS - São metazoários inferiores onde o corpo é um
  saco de paredes duplas que rodeiam uma cavidade única.

• PSEUDOCELOMADOS - Existe uma cavidade entre a
  ectoderme e a endoderme, porém não é forrada.

• CELOMADOS - Possuem duas cavidades; nestes animais o
  corpo lembra um tubo dentro do outro. O interno é o
  digestório, e é aberto nas duas extremidades (boca e ânus). O
  tubo externo é constituído pela ectoderme (parede do corpo);
  entre eles está o celoma (cavidade) o qual é forrado pela
  mesoderme.
ACELOMADOS
São metazoários inferiores onde o corpo é um saco de paredes
duplas que rodeiam uma cavidade única.

              PLATELMINTOS (VERMES CHATOS)
PSEUDOCELOMADOS
Existe uma cavidade entre a ectoderme e a endoderme, porém não é
forrada.

 NEMATELMINTES (VERMES CILÍNDRICOS NÃO SEGMENTADOS)
CELOMADOS
Possuem duas cavidades; o corpo lembra um tubo dentro do outro.
O tubo externo é constituído pela ectoderme (parede do corpo);
O tubo interno é cavidade digenstiva (endoderme)
entre eles está o celoma (cavidade) o qual é forrado pela mesoderme.

MOLUSCOS, ANELÍDEOS, ARTRÓPODES, EQUINODERMOS E CORDADOS
         PROTOSTÔMIOS                            DEUTEROSTÔMIOS
Entre os celomados, destino do blastóporo
  Protostômios: blastóporo dá origem à boca.
  Deuterostômios: blastóporo dá origem ao ânus.
                                           celoma

Formação
do celoma                             arquêntero


                                 celoma
                      boca                                ânus
                 Esquizocelia:
                                                   Enterocelia:
              Formação do celoma
                                                   Formação do celoma
              A partir da frente do
                                                   Por evaginação da
                  mesoderme
                                                   Parede do arquêntero


            Blastóporo: abertura do arquêntero.
Protostômios
              blastóporo dá origem à boca
                   ectoderme
                    Invaginação no
                    Início do desenvolvimento




 endoderme
    Células
    Mesodérmicas

                     blastoporo
                               boca



SEMPRE ESQUIZOCÉLICOS, ENDODERME PRÓXIMA AO BLASTÓPORO
Deuterostômios
                        blastóporo dá origem ao ânus
                             ectoderme
                            mesoderme
                             endoderme


                                                  boca

Invaginação no
Início do desenvolvimento


                            blastóporo




    SEMPRE ENTEROCÉLICOS, ENDODERME OPOSTA AO BLASTÓPORO
Celomados
           Protostômios                          Deuterostômios
do grego proto, primeiro e stoma, boca   do grego deuteros, posterior e stoma, boca



                                                  Echinodermata
             Filo Nemertea
             Filo Mollusca
                                                       Chordata
             Filo Annelida
            FiloArthropoda
            Filo Nematoda                                 Vertebrata
              Filo Rotifera
          Filo Aschelminthes
            Filo Nematoda
Filogenia
• Segundo as semelhanças compartilhadas pelo grupo
HOMOLOGIA: estrutura com a mesma origem embrionária




SINAPOMORFIAS: homologias compartilhadas apenas
                pelo grupo
Ex: mamas nos mamíferos; vértebras nos cordados; etc
Hipótese
Filogenética
notocorda e
cordão nervoso
só na larva

 Notocorda

 Crânio

 Mandíbula


 Esqueleto
 ósseo

 2 pares de
 membros
Zoologia geral aulas 1

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Classificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres VivosClassificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres Vivos
Juliana Mendes
 
Aula de Zoologia - Invertebrados (Power Point)
Aula de Zoologia - Invertebrados (Power Point)Aula de Zoologia - Invertebrados (Power Point)
Aula de Zoologia - Invertebrados (Power Point)
Bio
 

Mais procurados (20)

Reino Animal
Reino AnimalReino Animal
Reino Animal
 
Fungos 2º ano
Fungos 2º anoFungos 2º ano
Fungos 2º ano
 
2EM #11 Anelídeos
2EM #11 Anelídeos2EM #11 Anelídeos
2EM #11 Anelídeos
 
Reino animalia
Reino animaliaReino animalia
Reino animalia
 
Reino protista algas
Reino protista   algasReino protista   algas
Reino protista algas
 
Moluscos
MoluscosMoluscos
Moluscos
 
Algas
AlgasAlgas
Algas
 
Classificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres VivosClassificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres Vivos
 
Aula de ecologia curso completo
Aula de ecologia   curso completoAula de ecologia   curso completo
Aula de ecologia curso completo
 
As Algas
As AlgasAs Algas
As Algas
 
Filo dos moluscos 7º ano
Filo dos moluscos   7º anoFilo dos moluscos   7º ano
Filo dos moluscos 7º ano
 
Artrópodes
ArtrópodesArtrópodes
Artrópodes
 
Reino Plantae Power Point
Reino Plantae Power PointReino Plantae Power Point
Reino Plantae Power Point
 
Poriferos
PoriferosPoriferos
Poriferos
 
V.3 Gimnospermas
V.3 GimnospermasV.3 Gimnospermas
V.3 Gimnospermas
 
Mollusca
MolluscaMollusca
Mollusca
 
Reino Protista
Reino ProtistaReino Protista
Reino Protista
 
Protozoarios
ProtozoariosProtozoarios
Protozoarios
 
Reino Protista
Reino ProtistaReino Protista
Reino Protista
 
Aula de Zoologia - Invertebrados (Power Point)
Aula de Zoologia - Invertebrados (Power Point)Aula de Zoologia - Invertebrados (Power Point)
Aula de Zoologia - Invertebrados (Power Point)
 

Destaque (20)

Zoologia
ZoologiaZoologia
Zoologia
 
Zoologia 1
Zoologia 1Zoologia 1
Zoologia 1
 
Zoología
ZoologíaZoología
Zoología
 
Historia de la zoologia y sus ramas
Historia de la zoologia y sus ramasHistoria de la zoologia y sus ramas
Historia de la zoologia y sus ramas
 
Zoologia
ZoologiaZoologia
Zoologia
 
Zoologia 01
Zoologia 01Zoologia 01
Zoologia 01
 
Zoología general presentación del curso
Zoología general presentación del cursoZoología general presentación del curso
Zoología general presentación del curso
 
Zoologia
ZoologiaZoologia
Zoologia
 
Zoologia dos invertebrados
Zoologia dos invertebradosZoologia dos invertebrados
Zoologia dos invertebrados
 
Historia de la zoologia
Historia de la zoologia Historia de la zoologia
Historia de la zoologia
 
Resumo de Zoologia
Resumo de ZoologiaResumo de Zoologia
Resumo de Zoologia
 
Zoologia pronto tassi e paula
Zoologia  pronto tassi e paulaZoologia  pronto tassi e paula
Zoologia pronto tassi e paula
 
Zoologia
ZoologiaZoologia
Zoologia
 
Diapositivas de zoologia
Diapositivas de zoologiaDiapositivas de zoologia
Diapositivas de zoologia
 
Zoologia dos invertebrados-resumo
Zoologia dos invertebrados-resumoZoologia dos invertebrados-resumo
Zoologia dos invertebrados-resumo
 
Introdução a zoologia invertebrados
Introdução a zoologia   invertebradosIntrodução a zoologia   invertebrados
Introdução a zoologia invertebrados
 
Introduccion a la zoologia 2013
Introduccion a la zoologia 2013Introduccion a la zoologia 2013
Introduccion a la zoologia 2013
 
A historia da biologia
A historia da biologiaA historia da biologia
A historia da biologia
 
Zoologìa
ZoologìaZoologìa
Zoologìa
 
Introducao zoologia licenciatura
Introducao zoologia licenciaturaIntroducao zoologia licenciatura
Introducao zoologia licenciatura
 

Semelhante a Zoologia geral aulas 1

Gastrulacao eneurulacao
Gastrulacao eneurulacaoGastrulacao eneurulacao
Gastrulacao eneurulacao
arturvalgas
 
Reino animalia
Reino animaliaReino animalia
Reino animalia
Pelo Siro
 
Embriologia - Super Super Med
Embriologia - Super Super MedEmbriologia - Super Super Med
Embriologia - Super Super Med
emanuel
 
Desenvolvimento embrionário ii 1 em
Desenvolvimento embrionário ii 1 emDesenvolvimento embrionário ii 1 em
Desenvolvimento embrionário ii 1 em
ANA LUCIA FARIAS
 
Reprodução e Embriologia (Aula em Power Point)
Reprodução e Embriologia (Aula em Power Point)Reprodução e Embriologia (Aula em Power Point)
Reprodução e Embriologia (Aula em Power Point)
Bio
 
Aula 1 e 2 sabado (1)
Aula 1 e 2 sabado (1)Aula 1 e 2 sabado (1)
Aula 1 e 2 sabado (1)
cursinhoembu
 
desenvolvimentoembrionriodosanimais2-110117092527-phpapp02.pdf
desenvolvimentoembrionriodosanimais2-110117092527-phpapp02.pdfdesenvolvimentoembrionriodosanimais2-110117092527-phpapp02.pdf
desenvolvimentoembrionriodosanimais2-110117092527-phpapp02.pdf
RhuanPablo26
 

Semelhante a Zoologia geral aulas 1 (20)

Embriologia
EmbriologiaEmbriologia
Embriologia
 
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Biologia - Características Gerais dos Animais
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Biologia -  Características Gerais dos Animaiswww.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Biologia -  Características Gerais dos Animais
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Biologia - Características Gerais dos Animais
 
Embriologia
EmbriologiaEmbriologia
Embriologia
 
Introducao
IntroducaoIntroducao
Introducao
 
PARA 2S Metazoa1 12102012 embrio- Para prova do 4°bim.
PARA 2S Metazoa1 12102012 embrio- Para prova do 4°bim.PARA 2S Metazoa1 12102012 embrio- Para prova do 4°bim.
PARA 2S Metazoa1 12102012 embrio- Para prova do 4°bim.
 
Invertebrados
InvertebradosInvertebrados
Invertebrados
 
Embriogênese
EmbriogêneseEmbriogênese
Embriogênese
 
Embriologia
EmbriologiaEmbriologia
Embriologia
 
Gastrulacao eneurulacao
Gastrulacao eneurulacaoGastrulacao eneurulacao
Gastrulacao eneurulacao
 
Reino animalia
Reino animaliaReino animalia
Reino animalia
 
Embriologia - Super Super Med
Embriologia - Super Super MedEmbriologia - Super Super Med
Embriologia - Super Super Med
 
Zoologia: Nematelmintos
Zoologia: NematelmintosZoologia: Nematelmintos
Zoologia: Nematelmintos
 
Embriogenese
EmbriogeneseEmbriogenese
Embriogenese
 
Desenvolvimento embrionário ii 1 em
Desenvolvimento embrionário ii 1 emDesenvolvimento embrionário ii 1 em
Desenvolvimento embrionário ii 1 em
 
Reprodução e Embriologia (Aula em Power Point)
Reprodução e Embriologia (Aula em Power Point)Reprodução e Embriologia (Aula em Power Point)
Reprodução e Embriologia (Aula em Power Point)
 
Embriologia
EmbriologiaEmbriologia
Embriologia
 
Aula 1 e 2 sabado (1)
Aula 1 e 2 sabado (1)Aula 1 e 2 sabado (1)
Aula 1 e 2 sabado (1)
 
Cnidárioso1
Cnidárioso1Cnidárioso1
Cnidárioso1
 
desenvolvimentoembrionriodosanimais2-110117092527-phpapp02.pdf
desenvolvimentoembrionriodosanimais2-110117092527-phpapp02.pdfdesenvolvimentoembrionriodosanimais2-110117092527-phpapp02.pdf
desenvolvimentoembrionriodosanimais2-110117092527-phpapp02.pdf
 
Reino metazoa
Reino metazoaReino metazoa
Reino metazoa
 

Mais de Henrique Zini

Morfologia da flor agronomia
Morfologia da flor agronomiaMorfologia da flor agronomia
Morfologia da flor agronomia
Henrique Zini
 
Nomenclatura dos compostos_org_nicos
Nomenclatura dos compostos_org_nicosNomenclatura dos compostos_org_nicos
Nomenclatura dos compostos_org_nicos
Henrique Zini
 
Artropodes agronomia
Artropodes agronomiaArtropodes agronomia
Artropodes agronomia
Henrique Zini
 
Filo annelida Aula 4
Filo annelida Aula 4Filo annelida Aula 4
Filo annelida Aula 4
Henrique Zini
 
Nomenclatura zoológica Aula 2
Nomenclatura zoológica Aula 2Nomenclatura zoológica Aula 2
Nomenclatura zoológica Aula 2
Henrique Zini
 

Mais de Henrique Zini (11)

Família malvaceae
Família malvaceaeFamília malvaceae
Família malvaceae
 
Morfologia da flor agronomia
Morfologia da flor agronomiaMorfologia da flor agronomia
Morfologia da flor agronomia
 
Folha agronomia
Folha  agronomiaFolha  agronomia
Folha agronomia
 
Dados hantavirose
Dados hantaviroseDados hantavirose
Dados hantavirose
 
Bromeeliaceae
BromeeliaceaeBromeeliaceae
Bromeeliaceae
 
Nomenclatura dos compostos_org_nicos
Nomenclatura dos compostos_org_nicosNomenclatura dos compostos_org_nicos
Nomenclatura dos compostos_org_nicos
 
morfologia Aula 1
morfologia Aula 1morfologia Aula 1
morfologia Aula 1
 
Artropodes agronomia
Artropodes agronomiaArtropodes agronomia
Artropodes agronomia
 
Filo annelida Aula 4
Filo annelida Aula 4Filo annelida Aula 4
Filo annelida Aula 4
 
Nemathelminthes
NemathelminthesNemathelminthes
Nemathelminthes
 
Nomenclatura zoológica Aula 2
Nomenclatura zoológica Aula 2Nomenclatura zoológica Aula 2
Nomenclatura zoológica Aula 2
 

Último

PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
carlaOliveira438
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Pastor Robson Colaço
 
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
edjailmax
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
ssuserbb4ac2
 

Último (20)

AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptxAULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
 
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docxAtividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
 
ATPCG 27.05 - Recomposição de aprendizagem.pptx
ATPCG 27.05 - Recomposição de aprendizagem.pptxATPCG 27.05 - Recomposição de aprendizagem.pptx
ATPCG 27.05 - Recomposição de aprendizagem.pptx
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
 
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimentoApresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
 
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/AcumuladorRecurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
Recurso da Casa das Ciências: Bateria/Acumulador
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
 
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
 
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
 
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anosFotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
00Certificado - MBA - Gestão de projetos
00Certificado - MBA - Gestão de projetos00Certificado - MBA - Gestão de projetos
00Certificado - MBA - Gestão de projetos
 

Zoologia geral aulas 1

  • 2. Reino ANIMALIA Metazoa Essa filogenia não inclui os vírus Reino PROTISTA Protozoa tem muitos Filos, arranjo artificial Tipo de células Segundo Barnes: 17 Filos Outros: até 45 Filos Procariotos: células anucleadas Corliss, J. O. 1979. The Ciliated Protozoa: Eucariotos: núcleo celular Characterization,classification, and guide to the literature. Pergamon Press, 455pp.
  • 3. Zoologia do Grego: zoon: animal e logos: estudo  Protozoa “primeiros animais” unicelulares, eucariotos, heterótrofos, com movimento ou imóveis locomoção através de cílios, flagelos ou pseudópodes amebóide vivem em ambiente aquático (todos) micropredadores, saprofíticos, parasitas  Parazoa “esponjas” pluricelulares, ciliado mas sem tecidos organizados digestão intracelular flagelado  Metazoa “animais superiores” Pluricelulares,eucariotos, heterótrofos
  • 4. Sistemática Zoologica 1. INVERTEBRADOS Protozoa (do Reino Protista) Parazoa poríferos Metazoa platelmintos até equinodermos 2. CORDADOS animais com notocorda 3. VERTEBRADOS animais com notocorda seguida por coluna vertebral
  • 6. Conceitos básicos em zoologia para diferenciar os filos animais
  • 7. Organização celular Eucariotos- Todo animal têm organização celular e esta célula possui núcleo individualizado do citoplasma pela membrana nuclear (carioteca). Unicelular- corpo formado por apenas uma célula. Ausência de tecidos diferenciados, as células realizam todas as funções individual/te Pluricelulares Tecidos diferenciados, divisão de funções, órgãos verdadeiros
  • 8. Organização do corpo • Parazoários: não possuem tecidos organizados, por isso não possuem cavidade digestiva. Poríferos (ex. ascídeas) • Enterozoários: possuem cavidade digestiva, sistema completo (boca e ânus). •Enterozoários incompletos: cnidários (apenas uma abertura) Pólipo e água-viva
  • 9. Simetria: É a divisão imaginária do corpo de um animal em metades opostas que devem ser semelhantes. • assimétricos • simétricos radiais • bilatérios radial
  • 10. Metameria Corpo dividido em segmentos ao longo do seu eixo antero-posterior. Aumenta a capacidade de locomoção Geralmente está associada com a simetria bilateral. Metameria homônoma: metâmeros identicos (minhoca) Metameria heterônoma: metâmeros diferentes ao longo do corpo Cefalização: surgiu pela diferenciação metamérica do corpo Ametaméricos: possuem simetria bilateral, mas não metameria (moluscos)
  • 11. Tipos de clivagem dos ovos
  • 12. Embriologia Número de folhetos embrionários: Diblásticos: apresentam 2 folhetos embrionários – ectoderme e endoderme. Triblásticos: apresentam 3 folhetos embrionários – ectoderme, mesoderme e endoderme.
  • 13. Presença do Celoma • CELOMA – É a cavidade do corpo formada pela separação das camadas somáticas e esplancnica do mesoderme. • ACELOMADOS - São metazoários inferiores onde o corpo é um saco de paredes duplas que rodeiam uma cavidade única. • PSEUDOCELOMADOS - Existe uma cavidade entre a ectoderme e a endoderme, porém não é forrada. • CELOMADOS - Possuem duas cavidades; nestes animais o corpo lembra um tubo dentro do outro. O interno é o digestório, e é aberto nas duas extremidades (boca e ânus). O tubo externo é constituído pela ectoderme (parede do corpo); entre eles está o celoma (cavidade) o qual é forrado pela mesoderme.
  • 14. ACELOMADOS São metazoários inferiores onde o corpo é um saco de paredes duplas que rodeiam uma cavidade única. PLATELMINTOS (VERMES CHATOS)
  • 15. PSEUDOCELOMADOS Existe uma cavidade entre a ectoderme e a endoderme, porém não é forrada. NEMATELMINTES (VERMES CILÍNDRICOS NÃO SEGMENTADOS)
  • 16. CELOMADOS Possuem duas cavidades; o corpo lembra um tubo dentro do outro. O tubo externo é constituído pela ectoderme (parede do corpo); O tubo interno é cavidade digenstiva (endoderme) entre eles está o celoma (cavidade) o qual é forrado pela mesoderme. MOLUSCOS, ANELÍDEOS, ARTRÓPODES, EQUINODERMOS E CORDADOS PROTOSTÔMIOS DEUTEROSTÔMIOS
  • 17. Entre os celomados, destino do blastóporo Protostômios: blastóporo dá origem à boca. Deuterostômios: blastóporo dá origem ao ânus. celoma Formação do celoma arquêntero celoma boca ânus Esquizocelia: Enterocelia: Formação do celoma Formação do celoma A partir da frente do Por evaginação da mesoderme Parede do arquêntero Blastóporo: abertura do arquêntero.
  • 18. Protostômios blastóporo dá origem à boca ectoderme Invaginação no Início do desenvolvimento endoderme Células Mesodérmicas blastoporo boca SEMPRE ESQUIZOCÉLICOS, ENDODERME PRÓXIMA AO BLASTÓPORO
  • 19. Deuterostômios blastóporo dá origem ao ânus ectoderme mesoderme endoderme boca Invaginação no Início do desenvolvimento blastóporo SEMPRE ENTEROCÉLICOS, ENDODERME OPOSTA AO BLASTÓPORO
  • 20. Celomados Protostômios Deuterostômios do grego proto, primeiro e stoma, boca do grego deuteros, posterior e stoma, boca Echinodermata Filo Nemertea Filo Mollusca Chordata Filo Annelida FiloArthropoda Filo Nematoda Vertebrata Filo Rotifera Filo Aschelminthes Filo Nematoda
  • 21. Filogenia • Segundo as semelhanças compartilhadas pelo grupo HOMOLOGIA: estrutura com a mesma origem embrionária SINAPOMORFIAS: homologias compartilhadas apenas pelo grupo Ex: mamas nos mamíferos; vértebras nos cordados; etc
  • 23.
  • 24. notocorda e cordão nervoso só na larva Notocorda Crânio Mandíbula Esqueleto ósseo 2 pares de membros