SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 11
INTRODUÇÃO AO REINO ANIMALIA


35 Filos, aproximadamente 1 milhão de espécies catalogadas. São:


 o   Eucarióticos
 o   Multicelulares
 o   Heterótrofos
 o   *Possuem tecidos nervosos e musculares (nem todos!), o que garante movimentação rápida e precisa, a

     característica que melhor distingue os animais dos outros grupos de seres vivos, como as plantas.


Os principais Filos são:


 o   Porifera: Esponjas.
 o   Cnidaria: Águas-vivas, corais…
 o   Platyhelminthes: Vermes de corpo achatado. Planárias, tênias…
 o   Nematoda: Vermes de corpo cilíndrico. Lombrigas, ancilóstomos, filarias…
 o   Mollusca: Animais de corpo mole e parcialmente revestido por um exoesqueleto calcáreo, a concha. Ostras,

     caramujos, polvos…
 o   Anellida: Animais de corpo cilíndrico dividido em segmentos transversais. Minhocas, sanguessugas, poliquetos…
 o   Arthropoda: Animais com o corpo completamente revestido por um exoesqueleto de quitina, e que possuem

     membros articulados. Moscas, siris, aranhas… é o filo animal com o maior número de espécies.
 o   Echinodermata: Animais mainhos de simetria radial, com um esqueleto interno ao qual se ligam espinhos (daí

     o nome do filo – echinos: espinho). Estrelas-do-mar, ouriços-do-mar…
 o   Chordata: é O Filo ao qual pertencem os animais vertebrados. Cachorro, peixes, homem…


Reprodução:
 o   Assexuada. Alguns animais mais simples podem se reproduzir via brotamento ou fragmentação.
 o   Sexuada / gamética, tipo mais comum.


Desenvolvimento (fases do desenvolvimento embrionário).

http://187.61.17.10/main.jsp?
lumPageId=4028818B2EDA1AEA012EE0C569E43537&lumI=Moderna.Digital.Indice
Digital.detIndiceDigitalPNLD&itemId=3BBD918A2C5B6A3E012C5BB0E5DA5276#
Zigoto > Mórula > Blástula (apomorfia do grupo) > Gástrula > Nêurula.


A blástula é a apomorfia do grupo: É basicamente uma bola oca de células, contém uma cavidade interior, a blastocela, delimitada
por uma camada celular, a blastoderma.


Folhetos germinativos: Tecidos embrionários básicos, que dão origem aos diversos tecidos e órgãos do animal adulto
(Os poríferos não apresentam!):


 o   Endoderma: Camada celular que reveste a cavidade digestória, o arquêntero, dos embriões.
 o   Mesoderma: Folheto situado entre o endoderma e o ectoderma. (Presente apenas nos animais triblásticos)
 o   Ectoderma: Folheto germinativo mais externo do embrião.


O endoderma e o ectoderma são formados durante a gastrulação, e a mesoderme durante a neurulação.
No que diz respeito ao número de folhetos que apresentam, os animais podem ser:


 o   Diploblásticos: Formam 2 folhetos, o endoderma e o ectoderma. Cnidários.
 o   Triploblásticos: Formam os 3 folhetos, endoderma, ectoderma e mesoderma. Platelmintos, Nematódeos,

     Anelídeos, Moluscos, Artrópodes, Equinodermos e Cordados.
 o   *Os Poríferos não formam folhetos germinativos, então não formam tecidos verdadeiros.



Celoma                : Cavidade corporal completamente revestida por mesoderma. No que diz respeito ao celoma, os animais

podem ser:


 o   Acelomados: Sem celoma, apresentam mesoderma maciço. A única cavidade corporal que possuem é o tubo

     digestório. Platelmintos.
 o   Pseudocelomados: A cavidade corporal é parcialmente revestida por mesoderma. O mesoderma reveste o

     ectoderma por dentro, mas não reveste o endoderma. O espaço entre o mesoderma e o endoderma é o
     pseudoceloma. Pode se imaginar um animal pseudocelomado como um tubo dentro de outro tubo.
     Nematódeos.
 o   Celomados: Apresentam celoma verdadeiro (cavidade corporal completamente revestida por mesoderma).

     Anelídeos, Moluscos, Artrópodes, Equinodermos e Cordados.


No que diz respeito ao desenvolvimento do sistema digestório os animais podem ser:


 o   Protostômios (“Boca Primeiro”): O blastóporo origina a boca. Cnidários, Platelmintos, Nematódeos, Anelídeos,

     Moluscos e Artrópodes.
 o   Deuterostômios (“Boca Depois”): O blastóporo origina o ânus. Equinodermos e Cordados. Graças a essa

     característica (e também ao tipo de processo de formação do celoma), agrupa-se os Cordados (animais
     vertebrados) mais proximamente aos Equinodermos do que a qualquer outro Filo de animais invertebrados.
 o   *Blastóporo é o orifício da gástrula que comunica o arquêntero com o meio exterior.


O corpo dos animais, exceto os Poríferos, apresenta simetria, ou seja: Caso cortemos seu corpo com um plano que passa pelo seu
centro, o plano de simetria, obtemos duas metades equivalentes. Em outras palavras: É a divisão imaginária do corpo do
organismo em metades especulares/equivalentes.


No que diz respeito aos planos de simetria do corpo, os animais podem ser classificados em:


 o   Simetria Radial: Pode se obter metades simétricas com diversos planos de corte longitudinais, orientados como

     os raios de uma circunferência. Apresentam duas faces, a oral (boca) e a aboral (oposta à boca). Cnidários e
     Equinodermos adultos (as larvas dos Equinodermos apresentam simetria bilateral!).
 o   Simetria Bilateral: Há apenas um único plano que divide o corpo do animal em duas metades simétricas.

     Apresentam faces ventral e dorsal, lados direito e esquerdo, e extremidades anterior e posterior.
     Platelmintos, Nematódeos, Anelídeos, Moluscos, Artrópodes e Cordados.
 o   Assimétricos: Não apresentam simetria. Poríferos.
Cefalização: Ao longo do processo de evolução dos animais de simetria bilateral, houve uma tendência à concentração dos
principais órgãos dos sentidos e do sistema nervoso (processamento de informações sensoriais) na extremidade anterior do corpo,
a primeira a entrar em contato com os estímulos do meio. Esse processo é conhecido como cefalização, e levou à diferenciação da
cabeça.


Metameria: Organização do corpo em uma série de segmentos iguais ou semelhantes, os metâmeros, que se repetem ao longo do
seu comprimento. O mesoderma de cada metâmero origina estruturas que se repetem ao longo do corpo do animal, como a
musculatura. Isso apresenta uma grande vantagem, pois se cada bloco de musculatura pode se contrair de forma independente,
podem propiciar maior flexibilidade corporal e maior variedade de movimentos. Apesar da metameria não ser tão evidente nos
Cordados (pelo menos em comparação com os anelídeos por exemplo), podemos vê-la de forma evidente na musculatura do
abdome de alguns seres humanos, a chamada barriga de tanquinho:


                    RESUMO DOS PRINCIPAIS FILOS DE ANIMAIS

Filo Porifera: São as esponjas, animais filtradores, desprovidos de órgãos ou sistemas corporais, pois não formam gástrula (só
formam blástula, portanto, não formam folhetos germinativos).


Hábitat: Ambientes aquáticos, sendo a maioria marinha.


Exemplos: Poríferos utilizados como esponjas de banho (Gênero Spongia).


Anatomia e Fisiologia:
o   Sistema digestório: Ausente, o alimento é fagocitado por células chamadas coanócitos.
 o   Sistema circulatório: Ausente, o transporte de nutrientes é feito por difusão entre as células.
 o   Sistema respiratório: Ausente. As trocas gasosas se dão diretamente entre as células e o ambiente (difusão).
 o   Sistema excretor: Ausente, as células lançam as excreções diretamente no ambiente.
 o   Sistema nervoso: Ausente.


Reprodução:


 o   Assexuada, por fragmentação e brotamento.
 o   Sexuada (gamética), com desenvolvimento indireto (larva anfiblástula).
      o    A fecundação é interna e o desenvolvimento pode ser direto ou indireto.


PROTOSTÔMIOS:


Filo Cnidaria: Animais com forma de pólipo ou de medusa, diploblásticos, portadores de células urticantes chamadas
cnidoblastos.


Hábitat: Ambientes aquáticos, sendo a maioria marinha.


Exemplos: Águas vivas, anêmonas, hidras e corais.




Anatomia e Fisiologia:


 o   Sistema digestório: Incompleto, não existe ânus. A digestão é extra e intracelular.
 o   Sistema circulatório: Ausente, os nutrientes são distribuídos diretamente, a partir da cavidade gastrovascular.
 o   Sistema respiratório: Ausente. As trocas gasosas se dão diretamente entre a superfície do corpo e o ambiente

     (cutânea).
 o   Sistema excretor: Ausente, as células lançam as excreções diretamente no ambiente.
 o   Sistema nervoso: Presente, do tipo difuso. As células nervosas formam uma rede ou malha difusa no corpo.


Reprodução:


SEXUADA – ASSEXUADA = METAGÊNESE(OU ALTERNANCIA DE GERAÇÕES)


ÁGUA VIVA
HIDRA




o   Assexuada, alguns pólipos se reproduzem por brotamento.
o   Sexuada (gamética), algumas espécies têm um ciclo de vida com alternância de gerações apresentando formas

    corporais assexuadas (pólipos) e sexuadas (medusas).
     o   A fecundação pode ser interna ou externa, e o desenvolvimento pode ser direto ou indireto.




FORMAS DOS CNIDÁRIOS: pólipo(séssil= fixo) ou medusa(vida livre)
Filo Platyhelminthes:
Animais de corpo achatado dorsoventralmente, triblásticos, acelomados e de simetria bilateral.


Hábitat: Terrestres úmidos ou aquáticos. Algumas espécies são parasitas.


Exemplos: Planária (Dugesia tigrina), Esquistossomo (Schistosoma mansoni) e Tênias (Taenia solium e Taenia saginata).


PLANÁRIA




Anatomia e Fisiologia:


 o   Sistema digestório: Presente, tubo digestório incompleto, bastante ramificado. A digestão pode ser intra ou

     extracelular.
 o   Sistema circulatório: Ausente, os nutrientes absorvidos pelo sistema digestório são distribuídos para o restante

     do corpo por difusão a partir da cavidade gastrovascular.
 o   Sistema respiratório: Ausente, apresentam respiração cutânea (as trocas gasosas se dão diretamente entre o

     ambiente e as células da superfície do corpo).
 o   Sistema excretor: Presente, constituído por um sistema de túbulos ramificados denominado protonefrídio.

     Também eliminam excretas pela superfície do corpo.
 o   Sistema nervoso: Presente, do tipo ganglionar. Apresentam dois gânglios cerebrais de onde partem dois

     cordões nervosos longitudinais.


Reprodução :


 o   Assexuada, por fragmentação.
 o   Sexuada (gamética).
      o    Com fecundação interna e desenvolvimento direto ou indireto.


Filo Nematelminthes:
Animais de corpo fino e tubular (cilíndrico), triblásticos, pseudocelomados e com simetria bilateral.
Hábitat: Terrestres úmidos ou aquáticos. Algumas espécies são parasitas.


Exemplos: Lombriga (Ascaris lumbricoides), e os vermes causadores do amarelão (Ancylostoma duodenale e Necator
americanus).


Anatomia e Fisiologia:


 o   Sistema digestório: Presente, tubo digestório completo, A digestão pode ser intra ou extracelular.
 o   Sistema circulatório: Ausente, após a absorção no tubo digestório, os nutrientes são distribuídos para o

     restante do corpo via difusão a partir da cavidade pseudocelomática.
 o   Sistema respiratório: Ausente, apresentam respiração cutânea (as trocas gasosas se dão diretamente entre o

     ambiente e as células da superfície do corpo).
 o   Sistema excretor: Presente, constituído pelos renetes. O tipo de renete mais comum é uma célula tubular que

     se estende pelo corpo do animal e tem o formato semelhante ao da letra H.
 o   Sistema nervoso: Presente, apresentam um anel nervoso em volta da faringe, de onde partem dois cordões

     nervosos longitudinais.


Reprodução: Sexuada (gamética). Com fecundação interna.


Filo Mollusca:




Animais de corpo mole possuidores de um exoesqueleto calcário, a concha que recobre o corpo parcialmente (alguns não têm
concha). Triblásticos, celomados e de simetria bilateral.


Hábitat: Terrestres úmidos ou aquáticos.


Exemplos: Caracóis (Classe Gastropoda), polvos (Classe Cephalopoda), ostras (Classe bivalvia)…


Anatomia e Fisiologia:


 o   Sistema digestório: Presente, tubo digestório completo, com regiões diferenciadas e glândulas associadas. A

     digestão é predominantemente extracelular, e possuem uma língua raspadora chamada rádula.
 o   Sistema circulatório: Presente, do tipo aberto. OBS: Os moluscos da Classe Cephalopoda possuem sistema

     circulatório fechado.
o   Sistema respiratório: Presente, podem possuir pulmões ou brânquias, e este sistema está associado ao

     circulatório. Alguns não possuem sistema respiratório, e apresentam respiração cutânea.
 o   Sistema excretor: Presente, excreção via metanefrídios.
 o   Sistema nervoso: Presente, do tipo ganglionar.


Reprodução: Sexuada (gamética), com fecundação geralmente externa, podem ser monóicos ou dióicos, e o desenvolvimento
pode ser direto ou indireto.


Filo Annelida: Animais de corpo alongado, triblásticos, celomados, de simetria bilateral, e segmentados. Os segmentos
(metâmeros) têm o formato de anéis.


Hábitat: Terrestres úmidos ou aquáticos. Sanguessugas (Classe Hirudinea ou Achaeta) são ectoparasitas.


Exemplos: Minhocas (Classe Oligochaeta), sanguessugas (Classe Achaeta) e poliquetos (Anelídeos marinhos, Classe Polychaeta).


Anatomia e Fisiologia:


 o   Sistema digestório: Completo, com regiões diferenciadas e glândulas associadas. A digestão é extracelular.
 o   Sistema circulatório: Do tipo fechado. Apresentam pigmentos transportadores de gases respiratórios

     (Hemoglobina).
 o   Sistema respiratório: Ausente/cutânea (minhocas) ou branquial (poliquetos).
 o   Sistema excretor: Excreção via metanefrídios.
 o   Sistema nervoso: Do tipo ganglionar.


Reprodução: Sexuada (gamética), com fecundação externa, podem ser monóicos ou dióicos, e o desenvolvimento pode ser direto
ou indireto.


Filo Arthropoda: Animais possuidores de apêndices articulados, completamente recobertos por um exoesqueleto quitinoso. São
triblásticos, celomados, de simetria bilateral e possuem o corpo segmentado (alguns segmentos podem se fundir formando tagmas,
como o abdome).


Principais subfilos:


 o   Crustacea:
       o   Animais com o corpo formado por um cefalotórax e um abdome, com dois pares de antenas e cinco pares

           de pernas locomotoras no cefalotórax, mas também possuem apêndices abdominais.
       o   Hábitat: Maioria de ambientes aquáticos. Existem formas terrestres (tatuzinho de jardim).
       o   Exemplos: Camarão, siri, caranguejo, lagosta…
 o   Chelicerata:
       o   Animais com o corpo formado por um cefalotórax e um abdome, sem antenas, e quatro pares de pernas

           locomotoras no cefalotórax.
       o   Hábitat: Maioria terrestres (Os caranguejos pata-de-cavalo são marinhos).
o   Exemplos: Aranhas, escorpiões, carrapatos e ácaros.
 o   Uniramia:
       o   Animais com o corpo geralmente formado por cabeça, tórax e abdome, com um par de antenas, 3 pares

           de pernas locomotoras no cefalotórax, e podem ou não apresentar um ou dois pares de asas.
       o   Hábitat: Todos, exceto os de água salgada.
       o   Exemplos: Moscas, formigas (Classe Insecta), Lacraias (Classe Chilopoda – estes possuem o corpo formado

           por cabeça e tórax) e piolhos de cobra (Classe Diplopoda).


Anatomia e Fisiologia:


 o   Sistema digestório: Completo, com regiões diferenciadas e glândulas associadas. A digestão é extracelular.
 o   Sistema circulatório: Do tipo aberto.
 o   Sistema respiratório: Branquial (Crustáceos), Traqueal (Insetos e Aracnídeos) e Filotraqueal (Aracnídeos).
 o   Sistema excretor: Glândulas antenais (Crustáceos), Túbulos de Malpighi (Insetos e Aracnídeos), e Glândulas

     Coxais (Aracnídeos).
 o   Sistema nervoso: Ganglionar. Na verdade, possuem um “cérebro”, resultante da fusão de vários gânglios.
 o   Sistema Sensorial: Possuem olhos, simples ou compostos, e órgãos de equilíbrio (estatocisto), e sensoriais

     (antenas).


Reprodução: Sexuada (gamética), a maioria das espécies é dióica, a fecundação pode ser interna ou externa, e o desenvolvimento
pode ser direto ou indireto.


DEUTEROSTÔMIOS:


Filo Echinodermata: Animais marinhos possuidores de espinhos na superfície do corpo, e de um sistema ambulacrário ou
hidrovascular, exclusivo deste filo. São dotados de simetria radial (quando adultos, as larvas possuem simetria bilateral),
celomados, com esqueleto interno e não segmentados. Apresentam grande poder de regeneração.


Hábitat: Exclusivamente marinhos.


Exemplos: Estrelas do mar (Classe Asteroidea), Ouriços do mar (Classe Echinoidea), Pepinos do mar (Classe Holoturoidea)…


Anatomia e Fisiologia:


 o   Sistema ambulacrário ou hidrovascular: Sistema exclusivo dos equinodermos, constituído de tubos e bolsas

     cheios de água do mar, que se comunicam com apêndices externos, os pés ambulacrais. Desempenha as
     funções de locomoção, além de contribuir na respiração e excreção.
 o   Sistema digestório: Completo, com digestão extracelular.
 o   Sistema circulatório: Ausente ou muito reduzido, a distribuição de substâncias se dá a partir do fluido

     celômico.
 o   Sistema respiratório: Brânquias, que também atuam na eliminação de excretas.
 o   Sistema excretor: Ausente, os excretas são eliminados na água que circula no sistema hidrovascular.
o   Sistema nervoso: Consiste de um anel nervoso em volta da boca, de onde partem nervos radiais.


Reprodução: Sexuada, as espécies são dióicas, a fecundação é externa e o desenvolvimento é indireto. Também pode haver
reprodução assexuada.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Tabela comparativa reino animal
Tabela comparativa reino animalTabela comparativa reino animal
Tabela comparativa reino animal
eebniltonkucker
 
Zoologia geral aulas 1
Zoologia geral aulas 1Zoologia geral aulas 1
Zoologia geral aulas 1
Henrique Zini
 
Zoologia pronto tassi e paula
Zoologia  pronto tassi e paulaZoologia  pronto tassi e paula
Zoologia pronto tassi e paula
familiaestagio
 
Aula 1 caracteristicas gerais dos animais
Aula 1   caracteristicas gerais dos animaisAula 1   caracteristicas gerais dos animais
Aula 1 caracteristicas gerais dos animais
Grupo UNIASSELVI
 
Moluscos, anelídeos e nematelmintos
Moluscos, anelídeos e nematelmintosMoluscos, anelídeos e nematelmintos
Moluscos, anelídeos e nematelmintos
supertrabalhos4
 
Zoo 1 de poríferos a nematelmintos
Zoo 1    de poríferos a nematelmintosZoo 1    de poríferos a nematelmintos
Zoo 1 de poríferos a nematelmintos
aulasdotubao
 
Resumo de Zoologia
Resumo de ZoologiaResumo de Zoologia
Resumo de Zoologia
BIOGERALDO
 

Mais procurados (20)

Zoologia dos invertebrados
Zoologia dos invertebradosZoologia dos invertebrados
Zoologia dos invertebrados
 
Características gerais dos animais
Características gerais dos animaisCaracterísticas gerais dos animais
Características gerais dos animais
 
Tabela comparativa reino animal
Tabela comparativa reino animalTabela comparativa reino animal
Tabela comparativa reino animal
 
Zoologia geral aulas 1
Zoologia geral aulas 1Zoologia geral aulas 1
Zoologia geral aulas 1
 
Zoologia pronto tassi e paula
Zoologia  pronto tassi e paulaZoologia  pronto tassi e paula
Zoologia pronto tassi e paula
 
Aula 1 caracteristicas gerais dos animais
Aula 1   caracteristicas gerais dos animaisAula 1   caracteristicas gerais dos animais
Aula 1 caracteristicas gerais dos animais
 
Moluscos e anelideos
Moluscos e anelideosMoluscos e anelideos
Moluscos e anelideos
 
Tabela comparativa invertebrados
Tabela comparativa invertebradosTabela comparativa invertebrados
Tabela comparativa invertebrados
 
Zoologiainvertebrados 131019203941-phpapp02
Zoologiainvertebrados 131019203941-phpapp02Zoologiainvertebrados 131019203941-phpapp02
Zoologiainvertebrados 131019203941-phpapp02
 
Moluscos, anelídeos e nematelmintos
Moluscos, anelídeos e nematelmintosMoluscos, anelídeos e nematelmintos
Moluscos, anelídeos e nematelmintos
 
APOSTILA ZOOLOGIA DOS VERTEBRADOS
APOSTILA ZOOLOGIA DOS  VERTEBRADOSAPOSTILA ZOOLOGIA DOS  VERTEBRADOS
APOSTILA ZOOLOGIA DOS VERTEBRADOS
 
O planctôn marinho
O planctôn marinhoO planctôn marinho
O planctôn marinho
 
Anatomia comparada (evolução dos invertebrados)
Anatomia comparada (evolução dos invertebrados)Anatomia comparada (evolução dos invertebrados)
Anatomia comparada (evolução dos invertebrados)
 
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Zoologia dos Invertebrados
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Zoologia dos InvertebradosSlides da aula de Biologia (Renato) sobre Zoologia dos Invertebrados
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Zoologia dos Invertebrados
 
Zoo 1 de poríferos a nematelmintos
Zoo 1    de poríferos a nematelmintosZoo 1    de poríferos a nematelmintos
Zoo 1 de poríferos a nematelmintos
 
Animais Invertebrados
Animais InvertebradosAnimais Invertebrados
Animais Invertebrados
 
Répteis
RépteisRépteis
Répteis
 
APOSTILA ZOOLOGIA PARTE 2
APOSTILA ZOOLOGIA PARTE 2APOSTILA ZOOLOGIA PARTE 2
APOSTILA ZOOLOGIA PARTE 2
 
Resumo de Zoologia
Resumo de ZoologiaResumo de Zoologia
Resumo de Zoologia
 
2EM #04 Artrópodes: fisio
2EM #04 Artrópodes: fisio2EM #04 Artrópodes: fisio
2EM #04 Artrópodes: fisio
 

Semelhante a Introducao

Trabalho de ciências de Marcos Fraga e Iago Souza
Trabalho de ciências de Marcos Fraga e Iago SouzaTrabalho de ciências de Marcos Fraga e Iago Souza
Trabalho de ciências de Marcos Fraga e Iago Souza
Janaina Luciane Fraga
 
Invertebrados - por Fabia Mello
Invertebrados - por Fabia MelloInvertebrados - por Fabia Mello
Invertebrados - por Fabia Mello
Thiago Vieira
 
Reino animal
Reino animalReino animal
Reino animal
EEEMAT
 

Semelhante a Introducao (20)

Características Gerais dos Animais - Estudo Nerd
Características Gerais dos Animais - Estudo NerdCaracterísticas Gerais dos Animais - Estudo Nerd
Características Gerais dos Animais - Estudo Nerd
 
Apostila nematoda
Apostila nematodaApostila nematoda
Apostila nematoda
 
Trabalho de biologia
Trabalho de biologiaTrabalho de biologia
Trabalho de biologia
 
Trabalho de ciências de Marcos Fraga e Iago Souza
Trabalho de ciências de Marcos Fraga e Iago SouzaTrabalho de ciências de Marcos Fraga e Iago Souza
Trabalho de ciências de Marcos Fraga e Iago Souza
 
Cnidárioso1
Cnidárioso1Cnidárioso1
Cnidárioso1
 
Platyhelminthes, nematodos e nematomorfha
Platyhelminthes, nematodos e nematomorfhaPlatyhelminthes, nematodos e nematomorfha
Platyhelminthes, nematodos e nematomorfha
 
Platelmintos
PlatelmintosPlatelmintos
Platelmintos
 
1
11
1
 
Embriologia revisão
Embriologia revisãoEmbriologia revisão
Embriologia revisão
 
Invertebrados - por Fabia Mello
Invertebrados - por Fabia MelloInvertebrados - por Fabia Mello
Invertebrados - por Fabia Mello
 
Reino animal
Reino animalReino animal
Reino animal
 
Ecdizoários
EcdizoáriosEcdizoários
Ecdizoários
 
1 caract. gerais dos cordados
1  caract. gerais dos cordados1  caract. gerais dos cordados
1 caract. gerais dos cordados
 
Artropodes
ArtropodesArtropodes
Artropodes
 
Reino animal invertebrados
Reino animal   invertebradosReino animal   invertebrados
Reino animal invertebrados
 
Artropodes
ArtropodesArtropodes
Artropodes
 
Platelmintos
PlatelmintosPlatelmintos
Platelmintos
 
Reino Animal
Reino AnimalReino Animal
Reino Animal
 
Reino animalia pdf
Reino animalia pdfReino animalia pdf
Reino animalia pdf
 
Apostila Zoologia - de Porífera a Mollusca
Apostila Zoologia - de Porífera a MolluscaApostila Zoologia - de Porífera a Mollusca
Apostila Zoologia - de Porífera a Mollusca
 

Mais de eebniltonkucker (14)

Comunicação
ComunicaçãoComunicação
Comunicação
 
Hábitos alimentares e qualidade de vida
Hábitos alimentares e qualidade de vidaHábitos alimentares e qualidade de vida
Hábitos alimentares e qualidade de vida
 
Diet x light
Diet x lightDiet x light
Diet x light
 
Conhecimento geral das diversas lutas
Conhecimento geral das diversas lutasConhecimento geral das diversas lutas
Conhecimento geral das diversas lutas
 
Educaçãofisica
EducaçãofisicaEducaçãofisica
Educaçãofisica
 
Ecologia
EcologiaEcologia
Ecologia
 
Ciclos
CiclosCiclos
Ciclos
 
Anelídeos
AnelídeosAnelídeos
Anelídeos
 
Poriferos
PoriferosPoriferos
Poriferos
 
Bases cromossomicas da hereditariedade
Bases cromossomicas da hereditariedadeBases cromossomicas da hereditariedade
Bases cromossomicas da hereditariedade
 
Reino fungi
Reino fungiReino fungi
Reino fungi
 
Atividade
AtividadeAtividade
Atividade
 
Atividades 2011
Atividades 2011Atividades 2011
Atividades 2011
 
Linux Educacional - Nilton Kucker
Linux Educacional - Nilton KuckerLinux Educacional - Nilton Kucker
Linux Educacional - Nilton Kucker
 

Introducao

  • 1. INTRODUÇÃO AO REINO ANIMALIA 35 Filos, aproximadamente 1 milhão de espécies catalogadas. São: o Eucarióticos o Multicelulares o Heterótrofos o *Possuem tecidos nervosos e musculares (nem todos!), o que garante movimentação rápida e precisa, a característica que melhor distingue os animais dos outros grupos de seres vivos, como as plantas. Os principais Filos são: o Porifera: Esponjas. o Cnidaria: Águas-vivas, corais… o Platyhelminthes: Vermes de corpo achatado. Planárias, tênias… o Nematoda: Vermes de corpo cilíndrico. Lombrigas, ancilóstomos, filarias… o Mollusca: Animais de corpo mole e parcialmente revestido por um exoesqueleto calcáreo, a concha. Ostras, caramujos, polvos… o Anellida: Animais de corpo cilíndrico dividido em segmentos transversais. Minhocas, sanguessugas, poliquetos… o Arthropoda: Animais com o corpo completamente revestido por um exoesqueleto de quitina, e que possuem membros articulados. Moscas, siris, aranhas… é o filo animal com o maior número de espécies. o Echinodermata: Animais mainhos de simetria radial, com um esqueleto interno ao qual se ligam espinhos (daí o nome do filo – echinos: espinho). Estrelas-do-mar, ouriços-do-mar… o Chordata: é O Filo ao qual pertencem os animais vertebrados. Cachorro, peixes, homem… Reprodução: o Assexuada. Alguns animais mais simples podem se reproduzir via brotamento ou fragmentação. o Sexuada / gamética, tipo mais comum. Desenvolvimento (fases do desenvolvimento embrionário). http://187.61.17.10/main.jsp? lumPageId=4028818B2EDA1AEA012EE0C569E43537&lumI=Moderna.Digital.Indice Digital.detIndiceDigitalPNLD&itemId=3BBD918A2C5B6A3E012C5BB0E5DA5276#
  • 2. Zigoto > Mórula > Blástula (apomorfia do grupo) > Gástrula > Nêurula. A blástula é a apomorfia do grupo: É basicamente uma bola oca de células, contém uma cavidade interior, a blastocela, delimitada por uma camada celular, a blastoderma. Folhetos germinativos: Tecidos embrionários básicos, que dão origem aos diversos tecidos e órgãos do animal adulto (Os poríferos não apresentam!): o Endoderma: Camada celular que reveste a cavidade digestória, o arquêntero, dos embriões. o Mesoderma: Folheto situado entre o endoderma e o ectoderma. (Presente apenas nos animais triblásticos) o Ectoderma: Folheto germinativo mais externo do embrião. O endoderma e o ectoderma são formados durante a gastrulação, e a mesoderme durante a neurulação.
  • 3. No que diz respeito ao número de folhetos que apresentam, os animais podem ser: o Diploblásticos: Formam 2 folhetos, o endoderma e o ectoderma. Cnidários. o Triploblásticos: Formam os 3 folhetos, endoderma, ectoderma e mesoderma. Platelmintos, Nematódeos, Anelídeos, Moluscos, Artrópodes, Equinodermos e Cordados. o *Os Poríferos não formam folhetos germinativos, então não formam tecidos verdadeiros. Celoma : Cavidade corporal completamente revestida por mesoderma. No que diz respeito ao celoma, os animais podem ser: o Acelomados: Sem celoma, apresentam mesoderma maciço. A única cavidade corporal que possuem é o tubo digestório. Platelmintos. o Pseudocelomados: A cavidade corporal é parcialmente revestida por mesoderma. O mesoderma reveste o ectoderma por dentro, mas não reveste o endoderma. O espaço entre o mesoderma e o endoderma é o pseudoceloma. Pode se imaginar um animal pseudocelomado como um tubo dentro de outro tubo. Nematódeos. o Celomados: Apresentam celoma verdadeiro (cavidade corporal completamente revestida por mesoderma). Anelídeos, Moluscos, Artrópodes, Equinodermos e Cordados. No que diz respeito ao desenvolvimento do sistema digestório os animais podem ser: o Protostômios (“Boca Primeiro”): O blastóporo origina a boca. Cnidários, Platelmintos, Nematódeos, Anelídeos, Moluscos e Artrópodes. o Deuterostômios (“Boca Depois”): O blastóporo origina o ânus. Equinodermos e Cordados. Graças a essa característica (e também ao tipo de processo de formação do celoma), agrupa-se os Cordados (animais vertebrados) mais proximamente aos Equinodermos do que a qualquer outro Filo de animais invertebrados. o *Blastóporo é o orifício da gástrula que comunica o arquêntero com o meio exterior. O corpo dos animais, exceto os Poríferos, apresenta simetria, ou seja: Caso cortemos seu corpo com um plano que passa pelo seu centro, o plano de simetria, obtemos duas metades equivalentes. Em outras palavras: É a divisão imaginária do corpo do organismo em metades especulares/equivalentes. No que diz respeito aos planos de simetria do corpo, os animais podem ser classificados em: o Simetria Radial: Pode se obter metades simétricas com diversos planos de corte longitudinais, orientados como os raios de uma circunferência. Apresentam duas faces, a oral (boca) e a aboral (oposta à boca). Cnidários e Equinodermos adultos (as larvas dos Equinodermos apresentam simetria bilateral!). o Simetria Bilateral: Há apenas um único plano que divide o corpo do animal em duas metades simétricas. Apresentam faces ventral e dorsal, lados direito e esquerdo, e extremidades anterior e posterior. Platelmintos, Nematódeos, Anelídeos, Moluscos, Artrópodes e Cordados. o Assimétricos: Não apresentam simetria. Poríferos.
  • 4. Cefalização: Ao longo do processo de evolução dos animais de simetria bilateral, houve uma tendência à concentração dos principais órgãos dos sentidos e do sistema nervoso (processamento de informações sensoriais) na extremidade anterior do corpo, a primeira a entrar em contato com os estímulos do meio. Esse processo é conhecido como cefalização, e levou à diferenciação da cabeça. Metameria: Organização do corpo em uma série de segmentos iguais ou semelhantes, os metâmeros, que se repetem ao longo do seu comprimento. O mesoderma de cada metâmero origina estruturas que se repetem ao longo do corpo do animal, como a musculatura. Isso apresenta uma grande vantagem, pois se cada bloco de musculatura pode se contrair de forma independente, podem propiciar maior flexibilidade corporal e maior variedade de movimentos. Apesar da metameria não ser tão evidente nos Cordados (pelo menos em comparação com os anelídeos por exemplo), podemos vê-la de forma evidente na musculatura do abdome de alguns seres humanos, a chamada barriga de tanquinho: RESUMO DOS PRINCIPAIS FILOS DE ANIMAIS Filo Porifera: São as esponjas, animais filtradores, desprovidos de órgãos ou sistemas corporais, pois não formam gástrula (só formam blástula, portanto, não formam folhetos germinativos). Hábitat: Ambientes aquáticos, sendo a maioria marinha. Exemplos: Poríferos utilizados como esponjas de banho (Gênero Spongia). Anatomia e Fisiologia:
  • 5. o Sistema digestório: Ausente, o alimento é fagocitado por células chamadas coanócitos. o Sistema circulatório: Ausente, o transporte de nutrientes é feito por difusão entre as células. o Sistema respiratório: Ausente. As trocas gasosas se dão diretamente entre as células e o ambiente (difusão). o Sistema excretor: Ausente, as células lançam as excreções diretamente no ambiente. o Sistema nervoso: Ausente. Reprodução: o Assexuada, por fragmentação e brotamento. o Sexuada (gamética), com desenvolvimento indireto (larva anfiblástula). o A fecundação é interna e o desenvolvimento pode ser direto ou indireto. PROTOSTÔMIOS: Filo Cnidaria: Animais com forma de pólipo ou de medusa, diploblásticos, portadores de células urticantes chamadas cnidoblastos. Hábitat: Ambientes aquáticos, sendo a maioria marinha. Exemplos: Águas vivas, anêmonas, hidras e corais. Anatomia e Fisiologia: o Sistema digestório: Incompleto, não existe ânus. A digestão é extra e intracelular. o Sistema circulatório: Ausente, os nutrientes são distribuídos diretamente, a partir da cavidade gastrovascular. o Sistema respiratório: Ausente. As trocas gasosas se dão diretamente entre a superfície do corpo e o ambiente (cutânea). o Sistema excretor: Ausente, as células lançam as excreções diretamente no ambiente. o Sistema nervoso: Presente, do tipo difuso. As células nervosas formam uma rede ou malha difusa no corpo. Reprodução: SEXUADA – ASSEXUADA = METAGÊNESE(OU ALTERNANCIA DE GERAÇÕES) ÁGUA VIVA
  • 6. HIDRA o Assexuada, alguns pólipos se reproduzem por brotamento. o Sexuada (gamética), algumas espécies têm um ciclo de vida com alternância de gerações apresentando formas corporais assexuadas (pólipos) e sexuadas (medusas). o A fecundação pode ser interna ou externa, e o desenvolvimento pode ser direto ou indireto. FORMAS DOS CNIDÁRIOS: pólipo(séssil= fixo) ou medusa(vida livre)
  • 7. Filo Platyhelminthes: Animais de corpo achatado dorsoventralmente, triblásticos, acelomados e de simetria bilateral. Hábitat: Terrestres úmidos ou aquáticos. Algumas espécies são parasitas. Exemplos: Planária (Dugesia tigrina), Esquistossomo (Schistosoma mansoni) e Tênias (Taenia solium e Taenia saginata). PLANÁRIA Anatomia e Fisiologia: o Sistema digestório: Presente, tubo digestório incompleto, bastante ramificado. A digestão pode ser intra ou extracelular. o Sistema circulatório: Ausente, os nutrientes absorvidos pelo sistema digestório são distribuídos para o restante do corpo por difusão a partir da cavidade gastrovascular. o Sistema respiratório: Ausente, apresentam respiração cutânea (as trocas gasosas se dão diretamente entre o ambiente e as células da superfície do corpo). o Sistema excretor: Presente, constituído por um sistema de túbulos ramificados denominado protonefrídio. Também eliminam excretas pela superfície do corpo. o Sistema nervoso: Presente, do tipo ganglionar. Apresentam dois gânglios cerebrais de onde partem dois cordões nervosos longitudinais. Reprodução : o Assexuada, por fragmentação. o Sexuada (gamética). o Com fecundação interna e desenvolvimento direto ou indireto. Filo Nematelminthes: Animais de corpo fino e tubular (cilíndrico), triblásticos, pseudocelomados e com simetria bilateral.
  • 8. Hábitat: Terrestres úmidos ou aquáticos. Algumas espécies são parasitas. Exemplos: Lombriga (Ascaris lumbricoides), e os vermes causadores do amarelão (Ancylostoma duodenale e Necator americanus). Anatomia e Fisiologia: o Sistema digestório: Presente, tubo digestório completo, A digestão pode ser intra ou extracelular. o Sistema circulatório: Ausente, após a absorção no tubo digestório, os nutrientes são distribuídos para o restante do corpo via difusão a partir da cavidade pseudocelomática. o Sistema respiratório: Ausente, apresentam respiração cutânea (as trocas gasosas se dão diretamente entre o ambiente e as células da superfície do corpo). o Sistema excretor: Presente, constituído pelos renetes. O tipo de renete mais comum é uma célula tubular que se estende pelo corpo do animal e tem o formato semelhante ao da letra H. o Sistema nervoso: Presente, apresentam um anel nervoso em volta da faringe, de onde partem dois cordões nervosos longitudinais. Reprodução: Sexuada (gamética). Com fecundação interna. Filo Mollusca: Animais de corpo mole possuidores de um exoesqueleto calcário, a concha que recobre o corpo parcialmente (alguns não têm concha). Triblásticos, celomados e de simetria bilateral. Hábitat: Terrestres úmidos ou aquáticos. Exemplos: Caracóis (Classe Gastropoda), polvos (Classe Cephalopoda), ostras (Classe bivalvia)… Anatomia e Fisiologia: o Sistema digestório: Presente, tubo digestório completo, com regiões diferenciadas e glândulas associadas. A digestão é predominantemente extracelular, e possuem uma língua raspadora chamada rádula. o Sistema circulatório: Presente, do tipo aberto. OBS: Os moluscos da Classe Cephalopoda possuem sistema circulatório fechado.
  • 9. o Sistema respiratório: Presente, podem possuir pulmões ou brânquias, e este sistema está associado ao circulatório. Alguns não possuem sistema respiratório, e apresentam respiração cutânea. o Sistema excretor: Presente, excreção via metanefrídios. o Sistema nervoso: Presente, do tipo ganglionar. Reprodução: Sexuada (gamética), com fecundação geralmente externa, podem ser monóicos ou dióicos, e o desenvolvimento pode ser direto ou indireto. Filo Annelida: Animais de corpo alongado, triblásticos, celomados, de simetria bilateral, e segmentados. Os segmentos (metâmeros) têm o formato de anéis. Hábitat: Terrestres úmidos ou aquáticos. Sanguessugas (Classe Hirudinea ou Achaeta) são ectoparasitas. Exemplos: Minhocas (Classe Oligochaeta), sanguessugas (Classe Achaeta) e poliquetos (Anelídeos marinhos, Classe Polychaeta). Anatomia e Fisiologia: o Sistema digestório: Completo, com regiões diferenciadas e glândulas associadas. A digestão é extracelular. o Sistema circulatório: Do tipo fechado. Apresentam pigmentos transportadores de gases respiratórios (Hemoglobina). o Sistema respiratório: Ausente/cutânea (minhocas) ou branquial (poliquetos). o Sistema excretor: Excreção via metanefrídios. o Sistema nervoso: Do tipo ganglionar. Reprodução: Sexuada (gamética), com fecundação externa, podem ser monóicos ou dióicos, e o desenvolvimento pode ser direto ou indireto. Filo Arthropoda: Animais possuidores de apêndices articulados, completamente recobertos por um exoesqueleto quitinoso. São triblásticos, celomados, de simetria bilateral e possuem o corpo segmentado (alguns segmentos podem se fundir formando tagmas, como o abdome). Principais subfilos: o Crustacea: o Animais com o corpo formado por um cefalotórax e um abdome, com dois pares de antenas e cinco pares de pernas locomotoras no cefalotórax, mas também possuem apêndices abdominais. o Hábitat: Maioria de ambientes aquáticos. Existem formas terrestres (tatuzinho de jardim). o Exemplos: Camarão, siri, caranguejo, lagosta… o Chelicerata: o Animais com o corpo formado por um cefalotórax e um abdome, sem antenas, e quatro pares de pernas locomotoras no cefalotórax. o Hábitat: Maioria terrestres (Os caranguejos pata-de-cavalo são marinhos).
  • 10. o Exemplos: Aranhas, escorpiões, carrapatos e ácaros. o Uniramia: o Animais com o corpo geralmente formado por cabeça, tórax e abdome, com um par de antenas, 3 pares de pernas locomotoras no cefalotórax, e podem ou não apresentar um ou dois pares de asas. o Hábitat: Todos, exceto os de água salgada. o Exemplos: Moscas, formigas (Classe Insecta), Lacraias (Classe Chilopoda – estes possuem o corpo formado por cabeça e tórax) e piolhos de cobra (Classe Diplopoda). Anatomia e Fisiologia: o Sistema digestório: Completo, com regiões diferenciadas e glândulas associadas. A digestão é extracelular. o Sistema circulatório: Do tipo aberto. o Sistema respiratório: Branquial (Crustáceos), Traqueal (Insetos e Aracnídeos) e Filotraqueal (Aracnídeos). o Sistema excretor: Glândulas antenais (Crustáceos), Túbulos de Malpighi (Insetos e Aracnídeos), e Glândulas Coxais (Aracnídeos). o Sistema nervoso: Ganglionar. Na verdade, possuem um “cérebro”, resultante da fusão de vários gânglios. o Sistema Sensorial: Possuem olhos, simples ou compostos, e órgãos de equilíbrio (estatocisto), e sensoriais (antenas). Reprodução: Sexuada (gamética), a maioria das espécies é dióica, a fecundação pode ser interna ou externa, e o desenvolvimento pode ser direto ou indireto. DEUTEROSTÔMIOS: Filo Echinodermata: Animais marinhos possuidores de espinhos na superfície do corpo, e de um sistema ambulacrário ou hidrovascular, exclusivo deste filo. São dotados de simetria radial (quando adultos, as larvas possuem simetria bilateral), celomados, com esqueleto interno e não segmentados. Apresentam grande poder de regeneração. Hábitat: Exclusivamente marinhos. Exemplos: Estrelas do mar (Classe Asteroidea), Ouriços do mar (Classe Echinoidea), Pepinos do mar (Classe Holoturoidea)… Anatomia e Fisiologia: o Sistema ambulacrário ou hidrovascular: Sistema exclusivo dos equinodermos, constituído de tubos e bolsas cheios de água do mar, que se comunicam com apêndices externos, os pés ambulacrais. Desempenha as funções de locomoção, além de contribuir na respiração e excreção. o Sistema digestório: Completo, com digestão extracelular. o Sistema circulatório: Ausente ou muito reduzido, a distribuição de substâncias se dá a partir do fluido celômico. o Sistema respiratório: Brânquias, que também atuam na eliminação de excretas. o Sistema excretor: Ausente, os excretas são eliminados na água que circula no sistema hidrovascular.
  • 11. o Sistema nervoso: Consiste de um anel nervoso em volta da boca, de onde partem nervos radiais. Reprodução: Sexuada, as espécies são dióicas, a fecundação é externa e o desenvolvimento é indireto. Também pode haver reprodução assexuada.