SlideShare uma empresa Scribd logo
REPRODUÇÃO ASSEXUADA Processo que ocorre sem a participação de gametas.Não há portanto, troca de material genético entre os organismos.
REPRODUÇÃO ASSEXUADA Processo que ocorre sem a participação de gametas.Não há portanto, troca de material genético entre os organismos.
REPRODUÇÃO ASSEXUADA Vantagens: Maior rapidez Requer menos energia e recursos nutricionais Maior número de descendentes (duplo custo do sexo) Um só indivíduo pode colonizar habitats de condições semelhantes, sem a intervenção de um segundo indivíduo.  Produz réplicas exatas do progenitor (clones)
REPRODUÇÃO ASSEXUADA Desvantagens : A diversidade dos mesmos é praticamente nula e, assim, não favorece a evolução das espécies, tendo como uma difícil adaptação dos novos indivíduos ao meio como conseqüência .
REPRODUÇÃO ASSEXUADA TIPOS: Divisão binária O organismo unicelular primeiro duplica todos os genes e depois se divide, formando duas células geneticamente idênticas
Divisão binária
REPRODUÇÃO ASSEXUADA Fragmentação  - o organismo fragmenta-se espontaneamente ou por acidente e cada fragmento desenvolve-se originando um novo ser vivo. (ex:  algas , estrela-do-mar)
Fragmentação
REPRODUÇÃO ASSEXUADA Divisão múltipla  – O  núcleo  da célula-mãe divide-se em vários núcleos. Cada núcleo rodeia-se de uma porção de  citoplasma  e de uma  membrana , dando origem às células-filhas que são libertadas quando a membrana da célula-mãe se rompe.  Plasmodium  sp
Divisão múltipla
REPRODUÇÃO ASSEXUADA   Reprodução vegetativa  . Se dá pela simples cisão de algum órgão vegetativo e posterior brotamento da parte seccionada, transformando-se em outro indivíduo. Também é conhecida como  reprodução clonal .
Reprodução vegetativa- mudas ou estacas
Reprodução vegetativa- mergulhia ou alporquia
REPRODUÇÃO ASSEXUADA Partenogênese Tipo de reprodução assexuada de animais em que o embrião se desenvolve de um óvulo sem ocorrência da fecundação.
Tipos de partenogênese Deuterótoca  : tipo de partenogênese que origina machos e fêmeas. Exemplos: pulgões Arrenótoca : tipo de partenogênese que origina machos  Exemplos: zangões, formigas e abelhas Telítoca : tipo de partenogênese que origina fêmeas  Exemplos: escorpiões  Tytius serrulatus
Partenogênese
REPRODUÇÃO ASSEXUADA Pedogênese: Forma especial de partenogênese na qual o indivíduo ainda na fase larval (imaturo) reproduz e origina outras larvas. Exemplos: Larva miracídio origina cercárias (verme  Shistosoma mansoni )
REPRODUÇÃO ASSEXUADA  Esporulação A  esporulação  consiste na formação de células especiais denominadas esporos, que originam novos seres vivos. Nos esporos das plantas existe uma camada protetora muito espessa, pelo que são muito resistentes, mesmo em ambientes desfavoráveis.  Exemplos: fungos, algas  e plantas .
Esporulação
REPRODUÇÃO SEXUADA
REPRODUÇÃO SEXUADA Processo no qual ocorre troca de material genético entre os indivíduos e na maioria das vezes com união de células reprodutoras denominadas gametas.
REPRODUÇÃO SEXUADA Vantagens: Produção de diversidade genética nos indivíduos ( crossing-over e segregação independente dos genes)
Crossing-over
Segregação independente dos genes
REPRODUÇÃO SEXUADA Desvantagens Os indivíduos tem maior gasto energético Maior tempo para realizar o processo o que diminui o tempo para outras atividades Durante a reprodução os indivíduos ficam mais expostos a ação de predadores.
REPRODUÇÃO SEXUADA Classificação: Quanto ao sexo: Monóicos ou dióicos Quanto à fecundação: Interna ou externa Quanto ao desenvolvimento: interno ou externo Quanto ao desenvolvimento: direto ou indireto.
Mecanismos para evitar autofecundação Heterostilia : Desigualdade que certas plantas, nos seus dois ou três tipos de flores, apresentam na proporção entre o comprimento dos estames e respectivo estilete
Mecanismos para evitar autofecundação Dicogamia: Impossibilidade fisiológica de autofecundação por haver maturação dos gametas em épocas diferentes.
Mecanismos para evitar autofecundação Hercogamia :Conjunto de mecanismos de separação espacial que evitam a autopolinização pela existência de barreira física.
REPRODUÇÃO SEXUADA Classificação quanto aos tipos de gametas :
TIPOS DE CICLOS DE VIDA HAPLONTE
TIPOS DE CICLOS DE VIDA DIPLONTE
TIPOS DE CICLOS DE VIDA HAPLODIPLONTE

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Reprodução plantas
Reprodução plantasReprodução plantas
Reprodução plantas
Sofia Mendes
 
9 ano propriedades da matéria
9 ano propriedades da matéria9 ano propriedades da matéria
9 ano propriedades da matéria
crisbassanimedeiros
 
2 - Teorias evolucionistas
2 - Teorias evolucionistas2 - Teorias evolucionistas
2 - Teorias evolucionistas
Ana Castro
 
Genética: Noções de Hereditariedade
Genética: Noções de HereditariedadeGenética: Noções de Hereditariedade
Genética: Noções de Hereditariedade
Governo do Estado do Rio Grande do Sul
 
Reino Plantas
Reino PlantasReino Plantas
Reino Plantas
infoeducp2
 
Reino Monera
Reino MoneraReino Monera
Reino Monera
profatatiana
 
Aula relações ecológicas
Aula relações ecológicasAula relações ecológicas
Aula relações ecológicas
Gabriela de Lima
 
As rochas (Ciências 6º ano)
As rochas (Ciências 6º ano)As rochas (Ciências 6º ano)
As rochas (Ciências 6º ano)
Ewerton Marinho
 
Reprodução
ReproduçãoReprodução
Reprodução
Fatima Comiotto
 
2ª lei de mendel
2ª lei de mendel2ª lei de mendel
2ª lei de mendel
Iuri Fretta Wiggers
 
Evolução ( Lamarck e darwin)
Evolução ( Lamarck e darwin)Evolução ( Lamarck e darwin)
Evolução ( Lamarck e darwin)
Gisele A. Barbosa
 
Introdução a genetica
Introdução a geneticaIntrodução a genetica
Introdução a genetica
UERGS
 
Níveis de organização - 2014 - 1º ano
Níveis de organização - 2014 - 1º anoNíveis de organização - 2014 - 1º ano
Níveis de organização - 2014 - 1º ano
Marcia Bantim
 
Níveis de organização dos seres vivos
Níveis de organização dos seres vivosNíveis de organização dos seres vivos
Níveis de organização dos seres vivos
Fatima Comiotto
 
Fontes de Energia [8 ano]
Fontes de Energia [8 ano] Fontes de Energia [8 ano]
Fontes de Energia [8 ano]
Vivian Reis
 
Ciclos Biogeoquímicos
Ciclos BiogeoquímicosCiclos Biogeoquímicos
Ciclos Biogeoquímicos
profatatiana
 
Modelos atômicos ( 9 ano)
Modelos atômicos ( 9 ano)Modelos atômicos ( 9 ano)
Modelos atômicos ( 9 ano)
Karol Maia
 
Ecossistemas brasileiros
Ecossistemas brasileirosEcossistemas brasileiros
Ecossistemas brasileiros
Edna Uliana
 
Biologia (lamarckismo e darwinismo)
Biologia  (lamarckismo e darwinismo)Biologia  (lamarckismo e darwinismo)
Biologia (lamarckismo e darwinismo)
Vanessa Anzolin
 
Os cinco Grandes Reinos- classificação dos seres vivos.
Os cinco Grandes Reinos- classificação dos seres vivos. Os cinco Grandes Reinos- classificação dos seres vivos.
Os cinco Grandes Reinos- classificação dos seres vivos.
Silvana Sanches
 

Mais procurados (20)

Reprodução plantas
Reprodução plantasReprodução plantas
Reprodução plantas
 
9 ano propriedades da matéria
9 ano propriedades da matéria9 ano propriedades da matéria
9 ano propriedades da matéria
 
2 - Teorias evolucionistas
2 - Teorias evolucionistas2 - Teorias evolucionistas
2 - Teorias evolucionistas
 
Genética: Noções de Hereditariedade
Genética: Noções de HereditariedadeGenética: Noções de Hereditariedade
Genética: Noções de Hereditariedade
 
Reino Plantas
Reino PlantasReino Plantas
Reino Plantas
 
Reino Monera
Reino MoneraReino Monera
Reino Monera
 
Aula relações ecológicas
Aula relações ecológicasAula relações ecológicas
Aula relações ecológicas
 
As rochas (Ciências 6º ano)
As rochas (Ciências 6º ano)As rochas (Ciências 6º ano)
As rochas (Ciências 6º ano)
 
Reprodução
ReproduçãoReprodução
Reprodução
 
2ª lei de mendel
2ª lei de mendel2ª lei de mendel
2ª lei de mendel
 
Evolução ( Lamarck e darwin)
Evolução ( Lamarck e darwin)Evolução ( Lamarck e darwin)
Evolução ( Lamarck e darwin)
 
Introdução a genetica
Introdução a geneticaIntrodução a genetica
Introdução a genetica
 
Níveis de organização - 2014 - 1º ano
Níveis de organização - 2014 - 1º anoNíveis de organização - 2014 - 1º ano
Níveis de organização - 2014 - 1º ano
 
Níveis de organização dos seres vivos
Níveis de organização dos seres vivosNíveis de organização dos seres vivos
Níveis de organização dos seres vivos
 
Fontes de Energia [8 ano]
Fontes de Energia [8 ano] Fontes de Energia [8 ano]
Fontes de Energia [8 ano]
 
Ciclos Biogeoquímicos
Ciclos BiogeoquímicosCiclos Biogeoquímicos
Ciclos Biogeoquímicos
 
Modelos atômicos ( 9 ano)
Modelos atômicos ( 9 ano)Modelos atômicos ( 9 ano)
Modelos atômicos ( 9 ano)
 
Ecossistemas brasileiros
Ecossistemas brasileirosEcossistemas brasileiros
Ecossistemas brasileiros
 
Biologia (lamarckismo e darwinismo)
Biologia  (lamarckismo e darwinismo)Biologia  (lamarckismo e darwinismo)
Biologia (lamarckismo e darwinismo)
 
Os cinco Grandes Reinos- classificação dos seres vivos.
Os cinco Grandes Reinos- classificação dos seres vivos. Os cinco Grandes Reinos- classificação dos seres vivos.
Os cinco Grandes Reinos- classificação dos seres vivos.
 

Destaque

Reprodução Assexuada
Reprodução AssexuadaReprodução Assexuada
Reprodução Assexuada
Catir
 
Reprodução sexuada e meiose - parte I
Reprodução sexuada e meiose - parte IReprodução sexuada e meiose - parte I
Reprodução sexuada e meiose - parte I
Ana Castro
 
Biologia 11 reprodução assexuada
Biologia 11   reprodução assexuadaBiologia 11   reprodução assexuada
Biologia 11 reprodução assexuada
Nuno Correia
 
Biologia 11 reprodução sexuada
Biologia 11   reprodução sexuadaBiologia 11   reprodução sexuada
Biologia 11 reprodução sexuada
Nuno Correia
 
Reprodução - Biologia
Reprodução - BiologiaReprodução - Biologia
Reprodução - Biologia
jefersondutra08
 
Bases da reprodução aula 01 - assexuada, sexuada, ap. reprodutor masculino ...
Bases da reprodução   aula 01 - assexuada, sexuada, ap. reprodutor masculino ...Bases da reprodução   aula 01 - assexuada, sexuada, ap. reprodutor masculino ...
Bases da reprodução aula 01 - assexuada, sexuada, ap. reprodutor masculino ...
André Garrido
 
Reprodução sexuada e assexuada
Reprodução sexuada e assexuadaReprodução sexuada e assexuada
Reprodução sexuada e assexuada
Jocimar Araujo
 
Reprodução das plantas
Reprodução das plantasReprodução das plantas
Reprodução das plantas
Lilian Larroca
 
Biografia de anne frank
Biografia de anne frankBiografia de anne frank
Biografia de anne frank
Diogo Cruz
 
Reprodução sexuada
Reprodução sexuadaReprodução sexuada
Reprodução sexuada
andreepinto
 
Reprodução sexuada e meiose (parte II)
Reprodução sexuada e meiose (parte II)Reprodução sexuada e meiose (parte II)
Reprodução sexuada e meiose (parte II)
Ana Castro
 
Ciclos de vida geral
Ciclos de vida geralCiclos de vida geral
Ciclos de vida geral
Ana Castro
 
Biomoléculas
BiomoléculasBiomoléculas
Biomoléculas
Ana Castro
 
Reprodução das plantas
Reprodução das plantasReprodução das plantas
Reprodução das plantas
Andrea Lemos
 
Mitose
MitoseMitose
Descoberta do dna - parte I
Descoberta do dna - parte IDescoberta do dna - parte I
Descoberta do dna - parte I
Ana Castro
 
Biologia 11 ciclos de vida
Biologia 11   ciclos de vidaBiologia 11   ciclos de vida
Biologia 11 ciclos de vida
Nuno Correia
 
Técnicas de Propagação Vegetativa
Técnicas de Propagação Vegetativa Técnicas de Propagação Vegetativa
Técnicas de Propagação Vegetativa
Leandro A. Machado de Moura
 
Reprodução sexuada e meiose - parte II
Reprodução sexuada e meiose - parte IIReprodução sexuada e meiose - parte II
Reprodução sexuada e meiose - parte II
Ana Castro
 
Biologia 10º transporte nas plantas
Biologia 10º   transporte nas plantasBiologia 10º   transporte nas plantas
Biologia 10º transporte nas plantas
Nuno Correia
 

Destaque (20)

Reprodução Assexuada
Reprodução AssexuadaReprodução Assexuada
Reprodução Assexuada
 
Reprodução sexuada e meiose - parte I
Reprodução sexuada e meiose - parte IReprodução sexuada e meiose - parte I
Reprodução sexuada e meiose - parte I
 
Biologia 11 reprodução assexuada
Biologia 11   reprodução assexuadaBiologia 11   reprodução assexuada
Biologia 11 reprodução assexuada
 
Biologia 11 reprodução sexuada
Biologia 11   reprodução sexuadaBiologia 11   reprodução sexuada
Biologia 11 reprodução sexuada
 
Reprodução - Biologia
Reprodução - BiologiaReprodução - Biologia
Reprodução - Biologia
 
Bases da reprodução aula 01 - assexuada, sexuada, ap. reprodutor masculino ...
Bases da reprodução   aula 01 - assexuada, sexuada, ap. reprodutor masculino ...Bases da reprodução   aula 01 - assexuada, sexuada, ap. reprodutor masculino ...
Bases da reprodução aula 01 - assexuada, sexuada, ap. reprodutor masculino ...
 
Reprodução sexuada e assexuada
Reprodução sexuada e assexuadaReprodução sexuada e assexuada
Reprodução sexuada e assexuada
 
Reprodução das plantas
Reprodução das plantasReprodução das plantas
Reprodução das plantas
 
Biografia de anne frank
Biografia de anne frankBiografia de anne frank
Biografia de anne frank
 
Reprodução sexuada
Reprodução sexuadaReprodução sexuada
Reprodução sexuada
 
Reprodução sexuada e meiose (parte II)
Reprodução sexuada e meiose (parte II)Reprodução sexuada e meiose (parte II)
Reprodução sexuada e meiose (parte II)
 
Ciclos de vida geral
Ciclos de vida geralCiclos de vida geral
Ciclos de vida geral
 
Biomoléculas
BiomoléculasBiomoléculas
Biomoléculas
 
Reprodução das plantas
Reprodução das plantasReprodução das plantas
Reprodução das plantas
 
Mitose
MitoseMitose
Mitose
 
Descoberta do dna - parte I
Descoberta do dna - parte IDescoberta do dna - parte I
Descoberta do dna - parte I
 
Biologia 11 ciclos de vida
Biologia 11   ciclos de vidaBiologia 11   ciclos de vida
Biologia 11 ciclos de vida
 
Técnicas de Propagação Vegetativa
Técnicas de Propagação Vegetativa Técnicas de Propagação Vegetativa
Técnicas de Propagação Vegetativa
 
Reprodução sexuada e meiose - parte II
Reprodução sexuada e meiose - parte IIReprodução sexuada e meiose - parte II
Reprodução sexuada e meiose - parte II
 
Biologia 10º transporte nas plantas
Biologia 10º   transporte nas plantasBiologia 10º   transporte nas plantas
Biologia 10º transporte nas plantas
 

Semelhante a Reprodução assexuada e sexuada

Reproduoassexuadaesexuada 101019201814-phpapp01
Reproduoassexuadaesexuada 101019201814-phpapp01Reproduoassexuadaesexuada 101019201814-phpapp01
Reproduoassexuadaesexuada 101019201814-phpapp01
Ivonaldo Cícero dos Santos
 
reproduoassexuadaesexuada-101019201814-phpapp01.pptx
reproduoassexuadaesexuada-101019201814-phpapp01.pptxreproduoassexuadaesexuada-101019201814-phpapp01.pptx
reproduoassexuadaesexuada-101019201814-phpapp01.pptx
RonaldoAlves313237
 
reproduoassexuadaesexuada-101019201814-phpapp01.ppt
reproduoassexuadaesexuada-101019201814-phpapp01.pptreproduoassexuadaesexuada-101019201814-phpapp01.ppt
reproduoassexuadaesexuada-101019201814-phpapp01.ppt
juniorjardim281
 
reproduoassexuadaesexuada.
reproduoassexuadaesexuada.reproduoassexuadaesexuada.
reproduoassexuadaesexuada.
AlexAnjos11
 
Reprodução Assexuada
Reprodução AssexuadaReprodução Assexuada
Reprodução Assexuada
João Leitão
 
Aula sexo
Aula sexoAula sexo
Aula sexo
unesp
 
Tipos de reprodução
Tipos de reproduçãoTipos de reprodução
Tipos de reprodução
URCA
 
segundo W Inglesh trablho Sifa.docx
segundo  W Inglesh trablho Sifa.docxsegundo  W Inglesh trablho Sifa.docx
segundo W Inglesh trablho Sifa.docx
abondio
 
REPRODUÇÃO DOS SERES VIVOS .pptx
REPRODUÇÃO DOS SERES VIVOS .pptxREPRODUÇÃO DOS SERES VIVOS .pptx
REPRODUÇÃO DOS SERES VIVOS .pptx
RonaldoAlves313237
 
59212842 texto-fecundacao
59212842 texto-fecundacao59212842 texto-fecundacao
59212842 texto-fecundacao
Maria Jaqueline Mesquita
 
Reprodução e desenvolvimento
Reprodução e desenvolvimentoReprodução e desenvolvimento
Reprodução dos deres vivos
Reprodução dos deres vivosReprodução dos deres vivos
Reprodução dos deres vivos
Andreza Campos
 
Sexo
SexoSexo
Sexo
unesp
 
Aula 3- ZG.pptx55555555555555675&6&&&&'-
Aula 3- ZG.pptx55555555555555675&6&&&&'-Aula 3- ZG.pptx55555555555555675&6&&&&'-
Aula 3- ZG.pptx55555555555555675&6&&&&'-
agrapacanatejuga
 
Reprodução e desenvolvimento2
Reprodução e desenvolvimento2Reprodução e desenvolvimento2
Reprodução e desenvolvimento2
César Milani
 
Reprodução e desenvolvimento
Reprodução e desenvolvimentoReprodução e desenvolvimento
Reprodução e desenvolvimento
César Milani
 
Apresentação reprodução
Apresentação reproduçãoApresentação reprodução
Apresentação reprodução
Flavia Landgraf
 
O que é reprodução assexuada
O que é reprodução assexuadaO que é reprodução assexuada
O que é reprodução assexuada
Mágico Julian
 
Reprodução
ReproduçãoReprodução
Reprodução
Werner Mendoza Blanco
 
Fisiologia XI_ reproducao
Fisiologia XI_ reproducaoFisiologia XI_ reproducao
Fisiologia XI_ reproducao
Rodrigo Marques
 

Semelhante a Reprodução assexuada e sexuada (20)

Reproduoassexuadaesexuada 101019201814-phpapp01
Reproduoassexuadaesexuada 101019201814-phpapp01Reproduoassexuadaesexuada 101019201814-phpapp01
Reproduoassexuadaesexuada 101019201814-phpapp01
 
reproduoassexuadaesexuada-101019201814-phpapp01.pptx
reproduoassexuadaesexuada-101019201814-phpapp01.pptxreproduoassexuadaesexuada-101019201814-phpapp01.pptx
reproduoassexuadaesexuada-101019201814-phpapp01.pptx
 
reproduoassexuadaesexuada-101019201814-phpapp01.ppt
reproduoassexuadaesexuada-101019201814-phpapp01.pptreproduoassexuadaesexuada-101019201814-phpapp01.ppt
reproduoassexuadaesexuada-101019201814-phpapp01.ppt
 
reproduoassexuadaesexuada.
reproduoassexuadaesexuada.reproduoassexuadaesexuada.
reproduoassexuadaesexuada.
 
Reprodução Assexuada
Reprodução AssexuadaReprodução Assexuada
Reprodução Assexuada
 
Aula sexo
Aula sexoAula sexo
Aula sexo
 
Tipos de reprodução
Tipos de reproduçãoTipos de reprodução
Tipos de reprodução
 
segundo W Inglesh trablho Sifa.docx
segundo  W Inglesh trablho Sifa.docxsegundo  W Inglesh trablho Sifa.docx
segundo W Inglesh trablho Sifa.docx
 
REPRODUÇÃO DOS SERES VIVOS .pptx
REPRODUÇÃO DOS SERES VIVOS .pptxREPRODUÇÃO DOS SERES VIVOS .pptx
REPRODUÇÃO DOS SERES VIVOS .pptx
 
59212842 texto-fecundacao
59212842 texto-fecundacao59212842 texto-fecundacao
59212842 texto-fecundacao
 
Reprodução e desenvolvimento
Reprodução e desenvolvimentoReprodução e desenvolvimento
Reprodução e desenvolvimento
 
Reprodução dos deres vivos
Reprodução dos deres vivosReprodução dos deres vivos
Reprodução dos deres vivos
 
Sexo
SexoSexo
Sexo
 
Aula 3- ZG.pptx55555555555555675&6&&&&'-
Aula 3- ZG.pptx55555555555555675&6&&&&'-Aula 3- ZG.pptx55555555555555675&6&&&&'-
Aula 3- ZG.pptx55555555555555675&6&&&&'-
 
Reprodução e desenvolvimento2
Reprodução e desenvolvimento2Reprodução e desenvolvimento2
Reprodução e desenvolvimento2
 
Reprodução e desenvolvimento
Reprodução e desenvolvimentoReprodução e desenvolvimento
Reprodução e desenvolvimento
 
Apresentação reprodução
Apresentação reproduçãoApresentação reprodução
Apresentação reprodução
 
O que é reprodução assexuada
O que é reprodução assexuadaO que é reprodução assexuada
O que é reprodução assexuada
 
Reprodução
ReproduçãoReprodução
Reprodução
 
Fisiologia XI_ reproducao
Fisiologia XI_ reproducaoFisiologia XI_ reproducao
Fisiologia XI_ reproducao
 

Reprodução assexuada e sexuada

  • 1. REPRODUÇÃO ASSEXUADA Processo que ocorre sem a participação de gametas.Não há portanto, troca de material genético entre os organismos.
  • 2. REPRODUÇÃO ASSEXUADA Processo que ocorre sem a participação de gametas.Não há portanto, troca de material genético entre os organismos.
  • 3. REPRODUÇÃO ASSEXUADA Vantagens: Maior rapidez Requer menos energia e recursos nutricionais Maior número de descendentes (duplo custo do sexo) Um só indivíduo pode colonizar habitats de condições semelhantes, sem a intervenção de um segundo indivíduo. Produz réplicas exatas do progenitor (clones)
  • 4. REPRODUÇÃO ASSEXUADA Desvantagens : A diversidade dos mesmos é praticamente nula e, assim, não favorece a evolução das espécies, tendo como uma difícil adaptação dos novos indivíduos ao meio como conseqüência .
  • 5. REPRODUÇÃO ASSEXUADA TIPOS: Divisão binária O organismo unicelular primeiro duplica todos os genes e depois se divide, formando duas células geneticamente idênticas
  • 7. REPRODUÇÃO ASSEXUADA Fragmentação - o organismo fragmenta-se espontaneamente ou por acidente e cada fragmento desenvolve-se originando um novo ser vivo. (ex: algas , estrela-do-mar)
  • 9. REPRODUÇÃO ASSEXUADA Divisão múltipla – O núcleo da célula-mãe divide-se em vários núcleos. Cada núcleo rodeia-se de uma porção de citoplasma e de uma membrana , dando origem às células-filhas que são libertadas quando a membrana da célula-mãe se rompe. Plasmodium sp
  • 11. REPRODUÇÃO ASSEXUADA Reprodução vegetativa . Se dá pela simples cisão de algum órgão vegetativo e posterior brotamento da parte seccionada, transformando-se em outro indivíduo. Também é conhecida como reprodução clonal .
  • 14. REPRODUÇÃO ASSEXUADA Partenogênese Tipo de reprodução assexuada de animais em que o embrião se desenvolve de um óvulo sem ocorrência da fecundação.
  • 15. Tipos de partenogênese Deuterótoca : tipo de partenogênese que origina machos e fêmeas. Exemplos: pulgões Arrenótoca : tipo de partenogênese que origina machos Exemplos: zangões, formigas e abelhas Telítoca : tipo de partenogênese que origina fêmeas Exemplos: escorpiões Tytius serrulatus
  • 17. REPRODUÇÃO ASSEXUADA Pedogênese: Forma especial de partenogênese na qual o indivíduo ainda na fase larval (imaturo) reproduz e origina outras larvas. Exemplos: Larva miracídio origina cercárias (verme Shistosoma mansoni )
  • 18. REPRODUÇÃO ASSEXUADA Esporulação A esporulação consiste na formação de células especiais denominadas esporos, que originam novos seres vivos. Nos esporos das plantas existe uma camada protetora muito espessa, pelo que são muito resistentes, mesmo em ambientes desfavoráveis. Exemplos: fungos, algas e plantas .
  • 21. REPRODUÇÃO SEXUADA Processo no qual ocorre troca de material genético entre os indivíduos e na maioria das vezes com união de células reprodutoras denominadas gametas.
  • 22. REPRODUÇÃO SEXUADA Vantagens: Produção de diversidade genética nos indivíduos ( crossing-over e segregação independente dos genes)
  • 25. REPRODUÇÃO SEXUADA Desvantagens Os indivíduos tem maior gasto energético Maior tempo para realizar o processo o que diminui o tempo para outras atividades Durante a reprodução os indivíduos ficam mais expostos a ação de predadores.
  • 26. REPRODUÇÃO SEXUADA Classificação: Quanto ao sexo: Monóicos ou dióicos Quanto à fecundação: Interna ou externa Quanto ao desenvolvimento: interno ou externo Quanto ao desenvolvimento: direto ou indireto.
  • 27. Mecanismos para evitar autofecundação Heterostilia : Desigualdade que certas plantas, nos seus dois ou três tipos de flores, apresentam na proporção entre o comprimento dos estames e respectivo estilete
  • 28. Mecanismos para evitar autofecundação Dicogamia: Impossibilidade fisiológica de autofecundação por haver maturação dos gametas em épocas diferentes.
  • 29. Mecanismos para evitar autofecundação Hercogamia :Conjunto de mecanismos de separação espacial que evitam a autopolinização pela existência de barreira física.
  • 30. REPRODUÇÃO SEXUADA Classificação quanto aos tipos de gametas :
  • 31. TIPOS DE CICLOS DE VIDA HAPLONTE
  • 32. TIPOS DE CICLOS DE VIDA DIPLONTE
  • 33. TIPOS DE CICLOS DE VIDA HAPLODIPLONTE