SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 73
Uma	discussão	do	impacte	do	digital	
(dos	computadores	aos	fluxos	de	informação	em	rede)	
Luis	Borges	Gouveia	
lmbg@ufp.edu.pt	
Aula	aberta	
PÓS	GRADUÇÃO	EM	JORNALISMO	ESPECIALIZADO,	UFP/LUSA	
Universidade	Fernando	Pessoa,	23	de	Abril	de	2016
Sinopse	
•  Discussão	do	digital,	enquanto	transformador	da	
informação	(meio,	conteúdo	e	mensagem)	
•  Breve	apresentação	de	conceitos	da	sociedade	em	
rede	e	do	seu	enquadramento	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
Nota	prévia…	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
DOS	MASS	MEDIA	AOS	N-MEDIA	
Dos	computadores	ao	uso	e	exploração	da	informação	digital
A	escola	agora…	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
…E	fora	da	escola?	
Estudo	sobre	o	tempo	
gasto	diariamente	em	
aQvidades	de	trabalho	
não	renumerado	e	em	
lazer	
	
Valores	em		
Minutos	por	dia	
	
Source:		
OECD	based	on	data	
from	NaDonal	Time	Use	
Surveys.	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
Alteração	de	hábitos	entre	gerações	
hIp://searchengineland.com/pew-internet-diving-into-how-we-access-local-news-94264	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
A	importância	da	imprensa	local	(EUA)	
hIp://searchengineland.com/pew-internet-diving-into-how-we-access-local-news-94264	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
A	penetração	da	Internet	na	obtenção	
de	informação	local	
hIp://searchengineland.com/pew-internet-diving-into-how-we-access-local-news-94264	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
Dos	mass	media	aos	n-media	
The	2013	Edelman	Trust	Barometer	is	the	PR	firm’s	13th	annual	trust	and	credibility	
survey	of	26,000	ordinary	people	with	an	oversample	of	5,800	informed	publics	ages	
25-64	across	26	countries		 Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
As	no[cias	da	morte	do	jornalismo	são	
manifestamente	exageradas…	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
…sim,	mas	o	digital	tem	impacte	
Na	tecnologia	uDlizada	e	na	economia	associada…	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
O	^sico	versus	o	digital		
(dos	átomos	aos	bits)	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
O	fim	(anunciado)	do	papel	para	os	
jornais	de	no[cias	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
E	tem	os	seus	riscos…	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
Novos	modelos	de	negócio	precisam-se	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
Dados	EUA	
DisposiDvos	
móveis	alteram	a	
relação	com	as	
no^cias	
	
A	qualquer	hora	
Em	qualquer	lugar	
	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
Mudou	o	meio…	
•  Mas	não	o	local	
•  Hábitos	de	gerir	
tempo	e	ocupar	o	
espaço,	não	
parecem	ser	função	
da	tecnologia	ou	
mudar	tão		
facilmente	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
Do	um	para	muitos,		
para	o	muitos	para	muitos	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
Cidadania	é	apenas	limitada	por	cidania	(ou	como	os	
conceitos	tem	de	ser	colocados	em	contexto)	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
SOCIEDADE	DA	INFORMAÇÃO	
Dos	computadores	ao	uso	e	exploração	da	informação	digital
Sociedade	da	Informação	
Uma	sociedade	que	
predominantemente	uQliza	o	
recurso	às	tecnologias	da	
informação	e	comunicação	
para	a	troca	de	informação	
em	formato	digital	e	que	
suporta	a	interação	entre	
indivíduos	com	recurso	a	
práQcas	e	métodos	em	
construção	permanente	
(Gouveia	e	Gaio,	2004)	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
Sociedade	da	Informação	
Uso	intensivo	de	tecnologias	de	
informação	e	comunicação	
	
	
	
Uso	crescente	do	digital	
	
	
	
	
Organização	em	rede	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
Sociedade	da	Informação	
Uso	intensivo	de	tecnologias	de	
informação	e	comunicação	
	
	
	
Uso	crescente	do	digital	
	
	
Organização	em	rede	
infra-estruturas	
&	acesso	
	
	
processos	
&	formação	
	
de		
comando	&	controlo	
para	
parMlha	&	regulação	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
Uma	ideia	de	mundo		
Agora…	
Sociedade	da	Informação		
•  Uso	intensivo	de	computadores	e	redes	
(do	saber	usar	ao	saber	o	que	fazer	com	eles…)	
•  A	informação	que	conta	é	digital	
(a	informação	já	não	é	o	que	era	e	vale	pouco…)	
•  A	organização	que	conta	é	a	rede	
(as	hierarquias	são	uma	simplificação	num	momento…)	
	
O	que	significa?	
	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
Dois	aspetos	essenciais	
• Sustentabilidade	
Como	garanto	a	minha	liberdade	ou	como	o	valor	
gerado	cobre	o	valor*	absorvido		
*(valor:	económico,	social,	políDco	e	saDsfação)	
• Soberania	
Como	garanto	a	minha	idenDdade**	ou	como	
posso	ser	reconhecido	como	eu	próprio	e	ser	o	que	
quero/posso	ser		
**(marca:	pessoa,	empresa,	nação)		
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
Tempo	e	espaço	
•  Tempo	
24/7	sempre	ligado,	sempre	presente	
MAS	disponibilidade	inteligente	e	bem	gerida	
AFINAL	o	tempo	humano	é	limitado	
•  Espaço	
em	qualquer	lugar,	de	qualquer	forma	
MAS	como	estar	presente?	
AFINAL	a	experiência	é	o	memorável	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
Estratégias	facilitadas	pelo	digital	
•  Capacidade	de	projeção	
– Chegar	aos	outros	e	exposição	global	
•  Diferente	e	dinâmico	
– Ter	capacidade	de	capturar	a	atenção	
•  CriaQvo	e	inovador	
– Ter	capacidade	de	concreQzar	valor	
•  Inclusivo	e	cumplice		
– Perceber	que	a	colaboração	e	a	rede	são	
essenciais	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
O	Contexto	actual	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
O	mundo	em	que	vivemos	
Queda do
muro de Berlin
Ataque às
Torres Gémeas
Crise
financeira
Crise económica
e social
fronteiras
físicas
segurança
e defesa
economia
qualidade
de vida
Nov, 1989 Set, 2001 Set, 2008 (?)Set, 2009/11
?
Imagem retirada do
Estudo sobre Governação, Abril de 2009 – APDSI (Gouveia et al., 2009)
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
Digital:	“	O	rolo	compressor	”	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
•  O	mundo	está	mudado	
–  Mais	digital	
–  Mais	compeQQvo	
mas	também:	
–  Menos	previsível	
–  Com	mais	gente	que	conta	
–  Com	mais	necessidade	de	errar	e	menos	tempo	para	o	fazer	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
As	promessas	do	digital	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
o	DIGITAL		
está		a	ser…	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
Uma	viagem	coleDva	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
Internet	como	um	admirável	mundo	novo	
•  Aldous	Huxley	(1894-1963)	defendeu	que	um	mundo	
de	paraíso	construído	em	torno	da	tecnologia	não	
pode	consQtuir	uma	alternaQva	válida	para	as	pessoas	
e	as	suas	ligações	emocionais	(ele	é	a	favor	da	
felicidade	universal	e	não	de	uma	verdade	perfeita	e	
pura)	–	hIp://www.huxley.net/		
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
Algumas	ideias	deste	mundo	novo…	
•  Altamente	conetado	
•  Opera	em	ritmo	acelerado	
•  Em	constante	mudança	
•  Espaços	de	trabalho	em	mutação	constante	(de	recreio	
também?...)	
•  Fazer	agora,	em	qualquer	local,	com	a	tecnologia	
disponível,	sem	tomar	tempo	e	com	eficiência	de	recursos	
•  Ação	tem	de	ser:		
–  Orientada	à	colaboração	
–  Aprendizagem	ao	longo	da	vida	
–  Auto	aprendizagem	
•  Estar	preparado	para:	
–  ParQlhar,	cocriar,	ser	criaQvo,	reuQlizar	e	estar	sempre	ligado	e	
com	alta	mobilidade,	descartar	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
Desafios	Digitais	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
Menos	computadores,	mais	gadgets	
esforço /
aprendizagem
objectos
inteligentes
dispositivos
móveis
microcomputadores
desktop, servidores
portáteis
minicomputadores
mainframes
computadores
de médio porte
supercomputadores
custo / complexidade
TEMPO
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
Onde	está	o	computador!	
Escondido	na(s)	rede(s)	
	e	
Conetado	por	transações	
e	
Fluxos	de	dados	
		
“algures	no	meio	de	nós”	
Uma	ubiquidade	quase	
religiosa	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
Implicações…	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
Do	mundo	analógico	para	o	mundo	digital	
•  Aprender	
– analógico:	memorizar	para	aprender	
– digital:	esquecer	para	aprender	
•  Trabalhar	
– analógico:	tomar	tempo	para	trabalhar	
– digital:	trabalhar	sem	tomar	tempo	
•  Ensinar	
– analógico:	organizar,	estruturar	e	transmiQr	
– digital:		curar,	contar	e	animar	
	 Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
Vários	desafios	
PRIVACIDADE	e	SEGURANÇA	
	
Proteção	de	dados	
Transparência		
Domínio	público	
Domínio	privado	
	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
Vários	desafios	
PRIVACIDADE	(e/ou)	SEGURANÇA	
	
Proteção	de	dados	
Transparência		
Domínio	público	
Domínio	privado	
	
ONDE	ESTÁ	O	VALOR?	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
hIp://baylorbarbee.com/blog/how-to-change-the-world/
SOCIEDADE	EM	REDE	
A	rede	como	elemento	fulcral	da	aQvidade	humana	no	digital
Sociedade	em	rede	
•  O	conceito	de	sociedade	em	rede	contempla	um	leque	
alargado	de	fenómenos	que	tem	ocorrido	a	parQr	da	segunda	
metade	do	século	XX	e	à	escala	global	
–  sucessor	da	pós	industrialização,	da	sociedade	da	informação,	do	
pós	Fordismo,	da	pós-modernidade	e/ou	globalização	
•  Defende	a	prevalência	da	rede,	em	subsQtuição	da	hierarquia	
como	o	modo	de	organização	mais	comum,	de	os	seres	
humanos	interagirem	em	sociedade	
•  Defende	o	crescente	uso	do	digital	e	da	mediação	de	
tecnologias	que	o	proporcionam	(tecnologias	de	informação	e	
comunicação),	que	consQtuem	a	infraestrutura	básica	que	
serve	de	mediação	quase	que	exclusiva,	a	um	leque	alargado	
de	práQcas	sociais,	políQcas	e	económicas.	
	
Ver	texto	em	hIp://www.slideshare.net/lmbg/memo-networkedsociety-lmbg		
1	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
Sociedade	em	rede	
•  Segundo	a	formulação	de	Castells	de	1998,	a	sociedade	em	
rede	é	formada	por	redes	de	produção,	poder	e	experiência,	
construindo	uma	cultura	de	virtualização	nos	fluxos	globais	
que	transcende	o	tempo	e	o	espaço	
•  As	insQtuições,	pilares	da	sociedade,	necessitam	de	se	
reorganizar	de	forma	a	dar	resposta	à	expansão	dos	
conceitos	de	tempo	e	espaço,	de	acordo	com	o	digital	que	
torna	estes	conceitos	mais	elásQcos	e	os	transforma	e	
mulQplica	em	diversas	modalidades,	muitas	delas	ainda	em	
evolução	
Ver	texto	em	hIp://www.slideshare.net/lmbg/memo-networkedsociety-lmbg		
2	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
Sociedade	em	rede	
•  Conforme	Castells	defendeu	em	1998,	numa	sociedade	em	
rede,	o	poder	e	a	falta	de	poder	são	função	do	acesso	a	redes	
e	do	controle	dos	seus	fluxos	(recursos,	informacionais	e	
financeiros)	
•  As	redes	consQtuem-se	como	portas	de	acesso	onde	se	
sucedem	oportunidades	sendo	que,	fora	das	redes,	a	
sobrevivência	é	cada	vez	mais	di^cil	(ameaça)	
–  crise	é	precisamente	a	dupla	conjugação	das	ameaças	e	
oportunidades	(pelo	menos	para	os	Orientais…)	
Ver	texto	em	hIp://www.slideshare.net/lmbg/memo-networkedsociety-lmbg		
3	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
Sociedade	em	rede	
•  Castells	propôs	em	1996	o	espírito	do	informacionalismo	
enquanto	éQca	fundadora	da	empresa	em	rede	
–  resultado	de	muitas	culturas	e	projetos,	produto	dos	diversos	
intervenientes	nas	redes	que	a	informam	e	são	influenciados	por	
ela,	resultando	em	transformações	organizacionais	e	culturais	
aceleradas	
•  Esta	dinâmica	consegue	consQtuir	uma	força	(com	impacte)	
material	na	medida	em	que	informa,	força	e	molda	as	
decisões	económicas	e	até	estratégicas	da	(vida)	da	rede	
•  Este	espírito	consQtui	a	forma	de	destruição	criaMva	acelerada	
por	via	dos	disposiQvos	eletrónicos	e	do	digital	
Ver	texto	em	hIp://www.slideshare.net/lmbg/memo-networkedsociety-lmbg		
4	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
TRANSFORMAÇÃO	DIGITAL	
O	novo	Novo	e	o	uso	e	exploração	do	digital
Os	“novos”	tempos	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
Governo	e	governação	
•  Governação	(conceito	empírico,	1995)	e	posteriormente	
teórico…	
•  A	direção	do	governo	já	não	é	suficiente	
–  Necessário	um	outro	modo	de	governar	
•  Processo	de	direção	estruturado	(insQtucional/técnico)	
orientado	à	ação	coleQva	por	via	da	cooperação	
–  Produto	da	parQcipação,	da	sociedade	e	governo	(que	é	dinâmico	e	
negociado	entre	os	seus	atores)	
–  Na	governação	já	não	existe	um	actor	central	(processo	de	direção	da	
sociedade	em	que	interdependência,	integração,	coprodução	e	
coresponsabilidade	são	aspetos	constantes	na	ação)	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
A	nova	realidade	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
Qual	a	força	do	digital	para	a	mudança?	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt	
Quarta	vaga?	(era	2.0	ou	indústria	4.0)
Transformação	digital	
•  Mudanças	associadas	com	a	aplicação	de	
tecnologia	digital	em	todos	os	aspetos	da	
aQvidade	humana		
•  A	transformação	digital	pode	ser	encarada	como	a	
terceira	fase	de	adoção	do	digital:		
–  Competências	digitais	
–  Literacia	digital		
–  Transformação	digital	
•  O	uso	e	exploração	do	digital	possibilita	novos	
Qpos	de	inovação	e	criaQvidade	que	alavancam	os	
metodos	tradicionais	de	aQvidade	humana	
•  A	força	de	trabalho	tem	de	sofrer	uma	
transformação	do	modo	analógico	para	o	digital	
•  Exige	uma	abordagem	do	responsável	na	
organização	pela	informação	(dos	dados	ao	
conhecimento)	do	estado	modo	de	sobrevivência,	
para	o	estado	de	produtor	de	valor	 hIp://tarrysingh.com/2014/03/digital-
transformaDon-simply-explained/	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
A	transformação	digital	como	uma	
segunda	vaga	de	digitalização,	após	a	
Internet	
hIp://4-advice.net/digital-transformaDon/		
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
A	situação	em	Portugal	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
E	o	resto	do	mundo?	
•  Suficientemente		
–  Rápido	
–  Cómodo	
–  Próximo	
–  Eficiente	
–  Confiável	
•  Valor	acrescentado	
–  O	que	resulta	de	
fatores	compeQQvos?	
–  O	que	resulta	de	
desconhecimento?	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
Transformação	digital	
•  Cinco	tópicos		a	merecer	a	atenção	
1.  Uma	estratégia	e	direções	claras:	que	produtos	/	que	
preços	e	que	modelo	de	operação	
2.  Uma	visão	clara	do	que	os	clientes	pretendem:	quais	os	
canais	a	uQlizar	/	como	tratar	diferentes	clientes	/	integrar	
as	experiências	analógicas	e	digitais	
3.  As	pequenas	coisas	e	os	pequenos	detalhes	contam:	estão	
os	dados	à	altura	/	existe	infraestrutura	para	suportar	o	
esforço	/	quais	os	requisitos	não	funcionais	
4.  Vital	a	gestão	dos	requisitos:	foram	capturados	todos	os	
requisitos	/	está	a	tomada	de	decisão	contemplada	nos	
requisitos	/	quem	é	dono,	documenta	e	testa	os	requisitos	
5.  Envolvimento	e	adoção	pelos	stakeholders:	estão	
envolvidas	as	pessoas	certas	/	sabem	as	pessoas	o	que	vão	
obter	/	gestão	da	mudança	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
Impacto	da	transformação	digital:	
transformação	do	negócio	
hIp://rossdawson.com/frameworks/transformaDon-of-business/	 Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
Intensidade	e	transformação	digital	
hIp://www.frankwatching.com/archive/2013/10/16/digital-transformaDon-welke-bedrijven-vallen-van-de-markt/	
Luís		Borges	Gouveia,	lmbg@ufp.edu.pt
EPÍLOGO	PARA	O	USO	DE	REDES	E	
SISTEMAS	COMPLEXOS	
Uma	úlQma	nota	para	enaltecer	o	papel	de	uma	ordem	diferente
•  Lidar	com	redes	e	o		
digital	
•  Não	é	
– Bloquear	
– Ignorar	
– Conter	
•  Do	comando	e	controle	
à	governança
Questão:	quem	comanda	e	controla?	
As	TICs	tem	facilitado	a	preguiça	de	não	pensar	em	soluções
LEITURAS
Negócio	Electrónico,	Dez	2006.	SPI	–	Principia.	160	pp.	ISBN:	972	8589	62	X	
PDF	em	acesso	livre	
hIp://www.spi.pt/negocio_electronico/documentos/manuais_PDF/Manual_I.pdf	
Gouveia,	L.	(2012).	O	Conceito	de	
Rede	face	ao	Digital	e	aos	Media	
Sociais.	MulDmed	Revista	do	Reseau	
Mediterraneen	de	Centres	D'Etudes	
et	de	FormaDon.	Nº	1.	Edições	
Universidade	Fernando	Pessoa,	pp	
85-103.	ISSN:	2182-6552.	
	
PDF	em	acesso	livre	
hIp://bdigital.ufp.pt/bitstream/
10284/3371/1/gouveia_87-105.pdf
E	ainda…	
•  Gouveia,	L.	e	Neves,	J.	(2014).	O	Digital	e	a	Sociedade	em	Rede:	
contribuições	para	a	importância	de	considerar	a	questão	da	
(ciber)defesa.	Revista	do	Departamento	de	Inovação,	Ciência	e	
Tecnologia	(DICT).	N.	5.	Universidade	Portucalense.	Dezembro,	pp	34-40.	
ISSN	1647-4023.		
texto	disponível	em	hzp://bdigital.ufp.pt/handle/10284/4605	
•  Gouveia,	L.	(coord).	(2009).	Modelos	de	Governação	na	Sociedade	da	
Informação	e	do	Conhecimento.	Apresentação	de	Estudo	APDSI.	
Associação	para	a	Promoção	e	Desenvolvimento	da	Sociedade	da	
Informação.		
Texto	disponível	em	
hzp://www.apdsi.pt/uploads/news/id255/modelos%20de%20governa
%C3%A7%C3%A3o_1047_20090421.pdf		
•  Gouveia,	L.	(2014).	Texto	sobre	a	Sociedade	em	Rede.	1º	mensagens	
baseadas	na	leitura	parcial	do	livro	Castells,	M.	e	Cardoso,	G.	(2005).	The	
Networked	Society:	From	Knowledge	to	Policy,	Johns	Hopkins	University.	
hzp://www.slideshare.net/lmbg/memo-networkedsociety-lmbg
Possui	presença	digital	em		
hIp://homepage.ufp.pt/lmbg/		onde	estão	
disponibilizadas	diferentes	formas	de	contato	
Luis	Borges	Gouveia		
Professor	Associado	com	Agregação	da	Faculdade	de	Ciências	e	
Tecnologia	na	Universidade	Fernando	Pessoa	(Porto,	Portugal)	
	Agregado	em	Engenharia	e	Gestão	Industrial	pela	Universidade	de	
Aveiro	e	Doutorado	em	Ciências	da	Computação	pela	Universidade	
de	Lancaster,	Reino	Unido.	
	Autor	de	15	livros	e	cerca	de	três	centenas	de	trabalhos	cien^ficos	
publicados	nas	suas	áreas	de	especialidade	
	Os	seus	interesses	estão	concentrados	em	como	Drar	parDdo	do	
digital,	dos	computadores	e	das	redes	para	melhorar	a	qualidade	de	
vida	das	pessoas	e	organizações

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Informação digital e segurança
Informação digital e segurançaInformação digital e segurança
Informação digital e segurançaLuis Borges Gouveia
 
Da transmissão à partilha e do desempenho à interação
Da transmissão à partilha e do desempenho à interaçãoDa transmissão à partilha e do desempenho à interação
Da transmissão à partilha e do desempenho à interaçãoLuis Borges Gouveia
 
A oportunidade de um novo normal no ensino superior
A oportunidade de um novo normal no ensino superiorA oportunidade de um novo normal no ensino superior
A oportunidade de um novo normal no ensino superiorLuis Borges Gouveia
 
Grupo de reflexão eSkills (Fórum da Arrábida - APDSI)
Grupo de reflexão eSkills (Fórum da Arrábida - APDSI)Grupo de reflexão eSkills (Fórum da Arrábida - APDSI)
Grupo de reflexão eSkills (Fórum da Arrábida - APDSI)Luis Borges Gouveia
 
Ponto prévio ao grupo de reflexão eSkills
Ponto prévio ao grupo de reflexão eSkillsPonto prévio ao grupo de reflexão eSkills
Ponto prévio ao grupo de reflexão eSkills Luis Borges Gouveia
 
As questões associadas com a proteção do espaço digital
As questões associadas com a proteção do espaço digitalAs questões associadas com a proteção do espaço digital
As questões associadas com a proteção do espaço digitalLuis Borges Gouveia
 
O Papel do Mobile Learning na Educação
O Papel do Mobile Learning na EducaçãoO Papel do Mobile Learning na Educação
O Papel do Mobile Learning na EducaçãoJosé Bidarra
 
Modelos Pedagogicos para a Aprendizagem Online
Modelos Pedagogicos para a Aprendizagem OnlineModelos Pedagogicos para a Aprendizagem Online
Modelos Pedagogicos para a Aprendizagem OnlineJosé Bidarra
 
O Digital e um espaço de oportunidades num oceano de desafios
O Digital e um espaço de oportunidades num oceano de desafiosO Digital e um espaço de oportunidades num oceano de desafios
O Digital e um espaço de oportunidades num oceano de desafiosLuis Borges Gouveia
 
Reflexões sobre o terceiro ciclo dirigidas para alunos de doutoramento
Reflexões sobre o terceiro ciclo dirigidas para alunos de doutoramentoReflexões sobre o terceiro ciclo dirigidas para alunos de doutoramento
Reflexões sobre o terceiro ciclo dirigidas para alunos de doutoramentoLuis Borges Gouveia
 
Virtual Educa 2021 - Pandemia, o legado para a educação
Virtual Educa 2021 - Pandemia, o legado para a educaçãoVirtual Educa 2021 - Pandemia, o legado para a educação
Virtual Educa 2021 - Pandemia, o legado para a educaçãoFábio Zsigmond
 
Laboratório Audivisual Hipermedia Aula4 22 03
Laboratório Audivisual Hipermedia Aula4 22 03Laboratório Audivisual Hipermedia Aula4 22 03
Laboratório Audivisual Hipermedia Aula4 22 03Pedro Tavares
 
Desafios da Gestão da Informação e a questão da soberania no digital: da esco...
Desafios da Gestão da Informação e a questão da soberania no digital: da esco...Desafios da Gestão da Informação e a questão da soberania no digital: da esco...
Desafios da Gestão da Informação e a questão da soberania no digital: da esco...Luis Borges Gouveia
 
Aprendizagem ativa e novas pedagogias no âmbito do projeto MILAGE
Aprendizagem ativa e novas pedagogias no âmbito do projeto MILAGEAprendizagem ativa e novas pedagogias no âmbito do projeto MILAGE
Aprendizagem ativa e novas pedagogias no âmbito do projeto MILAGEJosé Bidarra
 
Relatório crítico tema 2.maria fatima sousa
Relatório crítico tema 2.maria fatima sousaRelatório crítico tema 2.maria fatima sousa
Relatório crítico tema 2.maria fatima sousaFátima Sousa
 
Cibercultura e Educação - Desafios
Cibercultura e Educação - DesafiosCibercultura e Educação - Desafios
Cibercultura e Educação - DesafiosMAURILIO LUIELE
 
A ESCOLA E OS NOVOS DESAFIOS: A Escola, o Digital e o Professor
A ESCOLA E OS NOVOS DESAFIOS: A Escola, o Digital e o ProfessorA ESCOLA E OS NOVOS DESAFIOS: A Escola, o Digital e o Professor
A ESCOLA E OS NOVOS DESAFIOS: A Escola, o Digital e o ProfessorLuis Borges Gouveia
 

Mais procurados (20)

Informação digital e segurança
Informação digital e segurançaInformação digital e segurança
Informação digital e segurança
 
Da transmissão à partilha e do desempenho à interação
Da transmissão à partilha e do desempenho à interaçãoDa transmissão à partilha e do desempenho à interação
Da transmissão à partilha e do desempenho à interação
 
A oportunidade de um novo normal no ensino superior
A oportunidade de um novo normal no ensino superiorA oportunidade de um novo normal no ensino superior
A oportunidade de um novo normal no ensino superior
 
Grupo de reflexão eSkills (Fórum da Arrábida - APDSI)
Grupo de reflexão eSkills (Fórum da Arrábida - APDSI)Grupo de reflexão eSkills (Fórum da Arrábida - APDSI)
Grupo de reflexão eSkills (Fórum da Arrábida - APDSI)
 
Ponto prévio ao grupo de reflexão eSkills
Ponto prévio ao grupo de reflexão eSkillsPonto prévio ao grupo de reflexão eSkills
Ponto prévio ao grupo de reflexão eSkills
 
Sociedade da Informação
Sociedade da InformaçãoSociedade da Informação
Sociedade da Informação
 
As questões associadas com a proteção do espaço digital
As questões associadas com a proteção do espaço digitalAs questões associadas com a proteção do espaço digital
As questões associadas com a proteção do espaço digital
 
O Papel do Mobile Learning na Educação
O Papel do Mobile Learning na EducaçãoO Papel do Mobile Learning na Educação
O Papel do Mobile Learning na Educação
 
Modelos Pedagogicos para a Aprendizagem Online
Modelos Pedagogicos para a Aprendizagem OnlineModelos Pedagogicos para a Aprendizagem Online
Modelos Pedagogicos para a Aprendizagem Online
 
O Digital e um espaço de oportunidades num oceano de desafios
O Digital e um espaço de oportunidades num oceano de desafiosO Digital e um espaço de oportunidades num oceano de desafios
O Digital e um espaço de oportunidades num oceano de desafios
 
Reflexões sobre o terceiro ciclo dirigidas para alunos de doutoramento
Reflexões sobre o terceiro ciclo dirigidas para alunos de doutoramentoReflexões sobre o terceiro ciclo dirigidas para alunos de doutoramento
Reflexões sobre o terceiro ciclo dirigidas para alunos de doutoramento
 
Virtual Educa 2021 - Pandemia, o legado para a educação
Virtual Educa 2021 - Pandemia, o legado para a educaçãoVirtual Educa 2021 - Pandemia, o legado para a educação
Virtual Educa 2021 - Pandemia, o legado para a educação
 
Laboratório Audivisual Hipermedia Aula4 22 03
Laboratório Audivisual Hipermedia Aula4 22 03Laboratório Audivisual Hipermedia Aula4 22 03
Laboratório Audivisual Hipermedia Aula4 22 03
 
Desafios da Gestão da Informação e a questão da soberania no digital: da esco...
Desafios da Gestão da Informação e a questão da soberania no digital: da esco...Desafios da Gestão da Informação e a questão da soberania no digital: da esco...
Desafios da Gestão da Informação e a questão da soberania no digital: da esco...
 
cv_hd_2015_01
cv_hd_2015_01cv_hd_2015_01
cv_hd_2015_01
 
Técnicas de produção e estratégias de conteúdo digital - aula 01 - 08 e 09-07...
Técnicas de produção e estratégias de conteúdo digital - aula 01 - 08 e 09-07...Técnicas de produção e estratégias de conteúdo digital - aula 01 - 08 e 09-07...
Técnicas de produção e estratégias de conteúdo digital - aula 01 - 08 e 09-07...
 
Aprendizagem ativa e novas pedagogias no âmbito do projeto MILAGE
Aprendizagem ativa e novas pedagogias no âmbito do projeto MILAGEAprendizagem ativa e novas pedagogias no âmbito do projeto MILAGE
Aprendizagem ativa e novas pedagogias no âmbito do projeto MILAGE
 
Relatório crítico tema 2.maria fatima sousa
Relatório crítico tema 2.maria fatima sousaRelatório crítico tema 2.maria fatima sousa
Relatório crítico tema 2.maria fatima sousa
 
Cibercultura e Educação - Desafios
Cibercultura e Educação - DesafiosCibercultura e Educação - Desafios
Cibercultura e Educação - Desafios
 
A ESCOLA E OS NOVOS DESAFIOS: A Escola, o Digital e o Professor
A ESCOLA E OS NOVOS DESAFIOS: A Escola, o Digital e o ProfessorA ESCOLA E OS NOVOS DESAFIOS: A Escola, o Digital e o Professor
A ESCOLA E OS NOVOS DESAFIOS: A Escola, o Digital e o Professor
 

Destaque

USUÁRIOS, CONTEXTOS E USOS DA INFORMAÇÃO DIGITAL
USUÁRIOS, CONTEXTOS E USOS DA INFORMAÇÃO DIGITAL USUÁRIOS, CONTEXTOS E USOS DA INFORMAÇÃO DIGITAL
USUÁRIOS, CONTEXTOS E USOS DA INFORMAÇÃO DIGITAL Charlley Luz
 
Aritmetica binaria complemento
Aritmetica binaria complementoAritmetica binaria complemento
Aritmetica binaria complementoPaulo Henrique
 
Conceitos básicos tic
Conceitos básicos ticConceitos básicos tic
Conceitos básicos ticcmtb31
 
Organização de Computadores - Aula 03
Organização de Computadores - Aula 03Organização de Computadores - Aula 03
Organização de Computadores - Aula 03thomasdacosta
 
O futuro é hoje: perfis e competências dos profissionais da informação na cur...
O futuro é hoje: perfis e competências dos profissionais da informação na cur...O futuro é hoje: perfis e competências dos profissionais da informação na cur...
O futuro é hoje: perfis e competências dos profissionais da informação na cur...Cristiana Freitas
 
TIC Unidade 1.1. informacao e informatica a
TIC Unidade 1.1.   informacao e informatica aTIC Unidade 1.1.   informacao e informatica a
TIC Unidade 1.1. informacao e informatica afilipereira
 
Tratamento da informacao
Tratamento da informacaoTratamento da informacao
Tratamento da informacaoJoão Alberto
 
Tratamento da informação
Tratamento da informaçãoTratamento da informação
Tratamento da informaçãoleilamaluf
 
1ª aula introdução a informática
1ª aula introdução a informática1ª aula introdução a informática
1ª aula introdução a informáticasocrahn
 
Dados, Informação e Conhecimento
Dados, Informação e ConhecimentoDados, Informação e Conhecimento
Dados, Informação e ConhecimentoRobson Santos
 

Destaque (12)

1130
11301130
1130
 
USUÁRIOS, CONTEXTOS E USOS DA INFORMAÇÃO DIGITAL
USUÁRIOS, CONTEXTOS E USOS DA INFORMAÇÃO DIGITAL USUÁRIOS, CONTEXTOS E USOS DA INFORMAÇÃO DIGITAL
USUÁRIOS, CONTEXTOS E USOS DA INFORMAÇÃO DIGITAL
 
Aritmetica binaria complemento
Aritmetica binaria complementoAritmetica binaria complemento
Aritmetica binaria complemento
 
Conceitos básicos tic
Conceitos básicos ticConceitos básicos tic
Conceitos básicos tic
 
Organização de Computadores - Aula 03
Organização de Computadores - Aula 03Organização de Computadores - Aula 03
Organização de Computadores - Aula 03
 
Aula 04
Aula 04Aula 04
Aula 04
 
O futuro é hoje: perfis e competências dos profissionais da informação na cur...
O futuro é hoje: perfis e competências dos profissionais da informação na cur...O futuro é hoje: perfis e competências dos profissionais da informação na cur...
O futuro é hoje: perfis e competências dos profissionais da informação na cur...
 
TIC Unidade 1.1. informacao e informatica a
TIC Unidade 1.1.   informacao e informatica aTIC Unidade 1.1.   informacao e informatica a
TIC Unidade 1.1. informacao e informatica a
 
Tratamento da informacao
Tratamento da informacaoTratamento da informacao
Tratamento da informacao
 
Tratamento da informação
Tratamento da informaçãoTratamento da informação
Tratamento da informação
 
1ª aula introdução a informática
1ª aula introdução a informática1ª aula introdução a informática
1ª aula introdução a informática
 
Dados, Informação e Conhecimento
Dados, Informação e ConhecimentoDados, Informação e Conhecimento
Dados, Informação e Conhecimento
 

Semelhante a Uma discussão do impacte do digital (dos computadores aos fluxos de informação em rede)

O Conceito de rede no digital face aos media social
O Conceito de rede no digital face aos media socialO Conceito de rede no digital face aos media social
O Conceito de rede no digital face aos media socialLuis Borges Gouveia
 
Tecnologias de ensino no “Saber Fazer” - Luis Borges Gouveia
Tecnologias de ensino no “Saber Fazer” - Luis Borges GouveiaTecnologias de ensino no “Saber Fazer” - Luis Borges Gouveia
Tecnologias de ensino no “Saber Fazer” - Luis Borges GouveiaCiteforma
 
Uma reflexão sobre o digital e o impacte no trabalho
Uma reflexão sobre o digital e o impacte no trabalhoUma reflexão sobre o digital e o impacte no trabalho
Uma reflexão sobre o digital e o impacte no trabalhoLuis Borges Gouveia
 
Ousar e fazer nas (e com) redes sociais
Ousar e fazer nas (e com) redes sociaisOusar e fazer nas (e com) redes sociais
Ousar e fazer nas (e com) redes sociaisLuis Borges Gouveia
 
Tecnologias educativas
Tecnologias educativasTecnologias educativas
Tecnologias educativasCarla Torres
 
Comunicação educacional
Comunicação educacionalComunicação educacional
Comunicação educacionalAbiud46101
 
A informática educativa no aprendizado digital infantil e na prática cidadã
A informática educativa no aprendizado digital infantil e na prática cidadãA informática educativa no aprendizado digital infantil e na prática cidadã
A informática educativa no aprendizado digital infantil e na prática cidadãGlaucia Almeida Reis
 
VI encontro de SABE A Biblioteca e as Literacias do Século XXI em Famalicão ...
VI  encontro de SABE A Biblioteca e as Literacias do Século XXI em Famalicão ...VI  encontro de SABE A Biblioteca e as Literacias do Século XXI em Famalicão ...
VI encontro de SABE A Biblioteca e as Literacias do Século XXI em Famalicão ...João Paulo Proença
 
Apresentacao GRUPAR (2009-2019)
Apresentacao   GRUPAR (2009-2019)Apresentacao   GRUPAR (2009-2019)
Apresentacao GRUPAR (2009-2019)AdrianaBruno9
 
A Sala de Aula como um espaço de oportunidade num tempo pós pandémico
A Sala de Aula como um espaço de oportunidade num tempo pós pandémicoA Sala de Aula como um espaço de oportunidade num tempo pós pandémico
A Sala de Aula como um espaço de oportunidade num tempo pós pandémicoLuis Borges Gouveia
 
Apresentação no Gisday 2006 - UAlgarve
Apresentação no Gisday 2006 - UAlgarveApresentação no Gisday 2006 - UAlgarve
Apresentação no Gisday 2006 - UAlgarveLuis Borges Gouveia
 
Agudo - Carla Medianeira Costa Domingues
Agudo - Carla Medianeira Costa DominguesAgudo - Carla Medianeira Costa Domingues
Agudo - Carla Medianeira Costa DominguesCursoTICs
 
O Digital e a Universidade: uma reflexão para um tempo novo
O Digital e a Universidade: uma reflexão para um tempo novoO Digital e a Universidade: uma reflexão para um tempo novo
O Digital e a Universidade: uma reflexão para um tempo novoLuis Borges Gouveia
 
Debate Teaching informatics: Teach what? To whom?
Debate Teaching informatics: Teach what? To whom?Debate Teaching informatics: Teach what? To whom?
Debate Teaching informatics: Teach what? To whom?Luis Borges Gouveia
 
Observatório da Cultura Digital - Conexões Científicas 2012: "Tecnologia e Cr...
Observatório da Cultura Digital - Conexões Científicas 2012: "Tecnologia e Cr...Observatório da Cultura Digital - Conexões Científicas 2012: "Tecnologia e Cr...
Observatório da Cultura Digital - Conexões Científicas 2012: "Tecnologia e Cr...AcessaSP
 
Thiago torbes prates
Thiago torbes pratesThiago torbes prates
Thiago torbes pratesequipetics
 

Semelhante a Uma discussão do impacte do digital (dos computadores aos fluxos de informação em rede) (20)

O Conceito de rede no digital face aos media social
O Conceito de rede no digital face aos media socialO Conceito de rede no digital face aos media social
O Conceito de rede no digital face aos media social
 
Tecnologias de ensino no “Saber Fazer” - Luis Borges Gouveia
Tecnologias de ensino no “Saber Fazer” - Luis Borges GouveiaTecnologias de ensino no “Saber Fazer” - Luis Borges Gouveia
Tecnologias de ensino no “Saber Fazer” - Luis Borges Gouveia
 
Uma reflexão sobre o digital e o impacte no trabalho
Uma reflexão sobre o digital e o impacte no trabalhoUma reflexão sobre o digital e o impacte no trabalho
Uma reflexão sobre o digital e o impacte no trabalho
 
Ousar e fazer nas (e com) redes sociais
Ousar e fazer nas (e com) redes sociaisOusar e fazer nas (e com) redes sociais
Ousar e fazer nas (e com) redes sociais
 
Tecnologias educativas
Tecnologias educativasTecnologias educativas
Tecnologias educativas
 
Comunicação educacional
Comunicação educacionalComunicação educacional
Comunicação educacional
 
Pacto e Jornada
Pacto e JornadaPacto e Jornada
Pacto e Jornada
 
A informática educativa no aprendizado digital infantil e na prática cidadã
A informática educativa no aprendizado digital infantil e na prática cidadãA informática educativa no aprendizado digital infantil e na prática cidadã
A informática educativa no aprendizado digital infantil e na prática cidadã
 
VI encontro de SABE A Biblioteca e as Literacias do Século XXI em Famalicão ...
VI  encontro de SABE A Biblioteca e as Literacias do Século XXI em Famalicão ...VI  encontro de SABE A Biblioteca e as Literacias do Século XXI em Famalicão ...
VI encontro de SABE A Biblioteca e as Literacias do Século XXI em Famalicão ...
 
Apresentacao GRUPAR (2009-2019)
Apresentacao   GRUPAR (2009-2019)Apresentacao   GRUPAR (2009-2019)
Apresentacao GRUPAR (2009-2019)
 
A Sala de Aula como um espaço de oportunidade num tempo pós pandémico
A Sala de Aula como um espaço de oportunidade num tempo pós pandémicoA Sala de Aula como um espaço de oportunidade num tempo pós pandémico
A Sala de Aula como um espaço de oportunidade num tempo pós pandémico
 
Apresentação no Gisday 2006 - UAlgarve
Apresentação no Gisday 2006 - UAlgarveApresentação no Gisday 2006 - UAlgarve
Apresentação no Gisday 2006 - UAlgarve
 
Portifolio Digital Aniele
Portifolio Digital AnielePortifolio Digital Aniele
Portifolio Digital Aniele
 
Agudo - Carla Medianeira Costa Domingues
Agudo - Carla Medianeira Costa DominguesAgudo - Carla Medianeira Costa Domingues
Agudo - Carla Medianeira Costa Domingues
 
Redes Sociais na Internet e Educação
Redes Sociais na Internet e EducaçãoRedes Sociais na Internet e Educação
Redes Sociais na Internet e Educação
 
O Digital e a Universidade: uma reflexão para um tempo novo
O Digital e a Universidade: uma reflexão para um tempo novoO Digital e a Universidade: uma reflexão para um tempo novo
O Digital e a Universidade: uma reflexão para um tempo novo
 
Debate Teaching informatics: Teach what? To whom?
Debate Teaching informatics: Teach what? To whom?Debate Teaching informatics: Teach what? To whom?
Debate Teaching informatics: Teach what? To whom?
 
Observatório da Cultura Digital - Conexões Científicas 2012: "Tecnologia e Cr...
Observatório da Cultura Digital - Conexões Científicas 2012: "Tecnologia e Cr...Observatório da Cultura Digital - Conexões Científicas 2012: "Tecnologia e Cr...
Observatório da Cultura Digital - Conexões Científicas 2012: "Tecnologia e Cr...
 
ijid
ijidijid
ijid
 
Thiago torbes prates
Thiago torbes pratesThiago torbes prates
Thiago torbes prates
 

Mais de Luis Borges Gouveia

Sharing ongoing research from *TRS group on ICT for teaching and learning
Sharing ongoing research from *TRS group on ICT for teaching and learningSharing ongoing research from *TRS group on ICT for teaching and learning
Sharing ongoing research from *TRS group on ICT for teaching and learningLuis Borges Gouveia
 
Casos de Estudo e Estudos de Caso. Práticas e Operacionalização: como resolve...
Casos de Estudo e Estudos de Caso. Práticas e Operacionalização: como resolve...Casos de Estudo e Estudos de Caso. Práticas e Operacionalização: como resolve...
Casos de Estudo e Estudos de Caso. Práticas e Operacionalização: como resolve...Luis Borges Gouveia
 
Contribuições para o uso da MVR - Matriz de Valor e Relevância - Indicadores ...
Contribuições para o uso da MVR - Matriz de Valor e Relevância - Indicadores ...Contribuições para o uso da MVR - Matriz de Valor e Relevância - Indicadores ...
Contribuições para o uso da MVR - Matriz de Valor e Relevância - Indicadores ...Luis Borges Gouveia
 
Inteligência Artificial e o seu uso em contexto militar
Inteligência Artificial e o seu uso em contexto militarInteligência Artificial e o seu uso em contexto militar
Inteligência Artificial e o seu uso em contexto militarLuis Borges Gouveia
 
Curadoria Digital de Conteúdo para Educação a Distância
Curadoria Digital de Conteúdo para Educação a DistânciaCuradoria Digital de Conteúdo para Educação a Distância
Curadoria Digital de Conteúdo para Educação a DistânciaLuis Borges Gouveia
 
Proposta de um Modelo de Matriz de Correlação e Relevância – ODS e indicadore...
Proposta de um Modelo de Matriz de Correlação e Relevância – ODS e indicadore...Proposta de um Modelo de Matriz de Correlação e Relevância – ODS e indicadore...
Proposta de um Modelo de Matriz de Correlação e Relevância – ODS e indicadore...Luis Borges Gouveia
 
Livro de Resumos do Seminário PhD CI - SiTEGI 2020
Livro de Resumos do Seminário PhD CI - SiTEGI 2020Livro de Resumos do Seminário PhD CI - SiTEGI 2020
Livro de Resumos do Seminário PhD CI - SiTEGI 2020Luis Borges Gouveia
 
Uma análise prévia do ensino de emergência em tempos de pandemia e o impacto ...
Uma análise prévia do ensino de emergência em tempos de pandemia e o impacto ...Uma análise prévia do ensino de emergência em tempos de pandemia e o impacto ...
Uma análise prévia do ensino de emergência em tempos de pandemia e o impacto ...Luis Borges Gouveia
 
Emerging alternatives to leadership and governance in a digital ecosystem
Emerging alternatives to leadership and governance in a digital ecosystemEmerging alternatives to leadership and governance in a digital ecosystem
Emerging alternatives to leadership and governance in a digital ecosystemLuis Borges Gouveia
 
O lugar da leitura como espaço de convergência entre o real e o digital
O lugar da leitura como espaço de convergência entre o real e o digitalO lugar da leitura como espaço de convergência entre o real e o digital
O lugar da leitura como espaço de convergência entre o real e o digitalLuis Borges Gouveia
 
Responder a um contexto digital nas IES
Responder a um contexto digital nas IESResponder a um contexto digital nas IES
Responder a um contexto digital nas IES Luis Borges Gouveia
 
Reviewing Power-Saving Approaches Used During the Actual End-User Usage of an...
Reviewing Power-Saving Approaches Used During the Actual End-User Usage of an...Reviewing Power-Saving Approaches Used During the Actual End-User Usage of an...
Reviewing Power-Saving Approaches Used During the Actual End-User Usage of an...Luis Borges Gouveia
 
Reviewing Power-Saving Approaches Used During the Actual End-User Usage of an...
Reviewing Power-Saving Approaches Used During the Actual End-User Usage of an...Reviewing Power-Saving Approaches Used During the Actual End-User Usage of an...
Reviewing Power-Saving Approaches Used During the Actual End-User Usage of an...Luis Borges Gouveia
 
Programa painel 2: a dimensão tecnológica na educação especial
Programa painel 2: a dimensão tecnológica na educação especialPrograma painel 2: a dimensão tecnológica na educação especial
Programa painel 2: a dimensão tecnológica na educação especialLuis Borges Gouveia
 
Plataformas digitais de serviço público e a prova digital
Plataformas digitais de serviço público e a prova digitalPlataformas digitais de serviço público e a prova digital
Plataformas digitais de serviço público e a prova digitalLuis Borges Gouveia
 
Getting Mobile: a critical challenge for the higher education classroom
Getting Mobile: a critical challenge for the higher education classroomGetting Mobile: a critical challenge for the higher education classroom
Getting Mobile: a critical challenge for the higher education classroomLuis Borges Gouveia
 
Open access and social media: challenges and opportunities for information ma...
Open access and social media: challenges and opportunities for information ma...Open access and social media: challenges and opportunities for information ma...
Open access and social media: challenges and opportunities for information ma...Luis Borges Gouveia
 
Challenges in Higher Education as a transformative Ecosystem for Students and...
Challenges in Higher Education as a transformative Ecosystem for Students and...Challenges in Higher Education as a transformative Ecosystem for Students and...
Challenges in Higher Education as a transformative Ecosystem for Students and...Luis Borges Gouveia
 

Mais de Luis Borges Gouveia (20)

Sharing ongoing research from *TRS group on ICT for teaching and learning
Sharing ongoing research from *TRS group on ICT for teaching and learningSharing ongoing research from *TRS group on ICT for teaching and learning
Sharing ongoing research from *TRS group on ICT for teaching and learning
 
Casos de Estudo e Estudos de Caso. Práticas e Operacionalização: como resolve...
Casos de Estudo e Estudos de Caso. Práticas e Operacionalização: como resolve...Casos de Estudo e Estudos de Caso. Práticas e Operacionalização: como resolve...
Casos de Estudo e Estudos de Caso. Práticas e Operacionalização: como resolve...
 
Contribuições para o uso da MVR - Matriz de Valor e Relevância - Indicadores ...
Contribuições para o uso da MVR - Matriz de Valor e Relevância - Indicadores ...Contribuições para o uso da MVR - Matriz de Valor e Relevância - Indicadores ...
Contribuições para o uso da MVR - Matriz de Valor e Relevância - Indicadores ...
 
Inteligência Artificial e o seu uso em contexto militar
Inteligência Artificial e o seu uso em contexto militarInteligência Artificial e o seu uso em contexto militar
Inteligência Artificial e o seu uso em contexto militar
 
Eventos PhD CI SiTEGI UFP
Eventos PhD CI SiTEGI UFPEventos PhD CI SiTEGI UFP
Eventos PhD CI SiTEGI UFP
 
Information Science PhD event
Information Science PhD eventInformation Science PhD event
Information Science PhD event
 
Curadoria Digital de Conteúdo para Educação a Distância
Curadoria Digital de Conteúdo para Educação a DistânciaCuradoria Digital de Conteúdo para Educação a Distância
Curadoria Digital de Conteúdo para Educação a Distância
 
Proposta de um Modelo de Matriz de Correlação e Relevância – ODS e indicadore...
Proposta de um Modelo de Matriz de Correlação e Relevância – ODS e indicadore...Proposta de um Modelo de Matriz de Correlação e Relevância – ODS e indicadore...
Proposta de um Modelo de Matriz de Correlação e Relevância – ODS e indicadore...
 
Livro de Resumos do Seminário PhD CI - SiTEGI 2020
Livro de Resumos do Seminário PhD CI - SiTEGI 2020Livro de Resumos do Seminário PhD CI - SiTEGI 2020
Livro de Resumos do Seminário PhD CI - SiTEGI 2020
 
Uma análise prévia do ensino de emergência em tempos de pandemia e o impacto ...
Uma análise prévia do ensino de emergência em tempos de pandemia e o impacto ...Uma análise prévia do ensino de emergência em tempos de pandemia e o impacto ...
Uma análise prévia do ensino de emergência em tempos de pandemia e o impacto ...
 
Emerging alternatives to leadership and governance in a digital ecosystem
Emerging alternatives to leadership and governance in a digital ecosystemEmerging alternatives to leadership and governance in a digital ecosystem
Emerging alternatives to leadership and governance in a digital ecosystem
 
O lugar da leitura como espaço de convergência entre o real e o digital
O lugar da leitura como espaço de convergência entre o real e o digitalO lugar da leitura como espaço de convergência entre o real e o digital
O lugar da leitura como espaço de convergência entre o real e o digital
 
Responder a um contexto digital nas IES
Responder a um contexto digital nas IESResponder a um contexto digital nas IES
Responder a um contexto digital nas IES
 
Reviewing Power-Saving Approaches Used During the Actual End-User Usage of an...
Reviewing Power-Saving Approaches Used During the Actual End-User Usage of an...Reviewing Power-Saving Approaches Used During the Actual End-User Usage of an...
Reviewing Power-Saving Approaches Used During the Actual End-User Usage of an...
 
Reviewing Power-Saving Approaches Used During the Actual End-User Usage of an...
Reviewing Power-Saving Approaches Used During the Actual End-User Usage of an...Reviewing Power-Saving Approaches Used During the Actual End-User Usage of an...
Reviewing Power-Saving Approaches Used During the Actual End-User Usage of an...
 
Programa painel 2: a dimensão tecnológica na educação especial
Programa painel 2: a dimensão tecnológica na educação especialPrograma painel 2: a dimensão tecnológica na educação especial
Programa painel 2: a dimensão tecnológica na educação especial
 
Plataformas digitais de serviço público e a prova digital
Plataformas digitais de serviço público e a prova digitalPlataformas digitais de serviço público e a prova digital
Plataformas digitais de serviço público e a prova digital
 
Getting Mobile: a critical challenge for the higher education classroom
Getting Mobile: a critical challenge for the higher education classroomGetting Mobile: a critical challenge for the higher education classroom
Getting Mobile: a critical challenge for the higher education classroom
 
Open access and social media: challenges and opportunities for information ma...
Open access and social media: challenges and opportunities for information ma...Open access and social media: challenges and opportunities for information ma...
Open access and social media: challenges and opportunities for information ma...
 
Challenges in Higher Education as a transformative Ecosystem for Students and...
Challenges in Higher Education as a transformative Ecosystem for Students and...Challenges in Higher Education as a transformative Ecosystem for Students and...
Challenges in Higher Education as a transformative Ecosystem for Students and...
 

Último

EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfCarolineNunes80
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAElianeAlves383563
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaIlda Bicacro
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...Manuais Formação
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfmaria794949
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfMaiteFerreira4
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...LuizHenriquedeAlmeid6
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalcarlaOliveira438
 
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxlucivaniaholanda
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxRaquelMartins389880
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfPastor Robson Colaço
 
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptxTIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptxMarceloMonteiro213738
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 

Último (20)

EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptxTIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
 

Uma discussão do impacte do digital (dos computadores aos fluxos de informação em rede)