SlideShare uma empresa Scribd logo
1
MARIANTES DO RIO DOURO
A Tragédia
do Vapor ”Porto”
História da Cidade
E dos Monumentos
Portuenses
Artur Filipe dos Santos
• Artur Filipe dos Santos
• Doutorado em Comunicação, Publicidade, Relações Públicas e Protocolo pela Faculdade de
Ciências Sociais e da Comunicação da Universidade de Vigo, é atualmente professor adjunto
no ISLA Instituto Politécnico de Gestão e Tecnologia, coordenador da licenciatura de
Comunicação e Tecnologia Digital e do CTesP de Comunicação Digital, e docente na
Universidade Lusófona do Porto. Atua como docente e investigador nas área(s de Ciências
Sociais com ênfase em Ciências da Comunicação, Comunicação e Divulgação do Património.
Perito em Protocolo (de Estado, Universitário, Multicultural e Empresarial) é membro da
Associação Portuguesa de Estudos de Protocolo (APOREP), membro da Sociedad de Estudios
Institucionales, UNED, Espanha, investigador e membro da Direção do Observatório
Iberoamericano de Investigação e Desenvolvimento em Comunicação (OIDECOM-
Iberoamérica), Espanha, membro do Centro de Investigação em Comunicação (ICOM-X1) da
Universidade de Vigo, Espanha, membro da Associação Portuguesa de Ciências da
Comunicação (SOPCOM). É ainda divulgador dos Caminhos Portugueses a Santiago de
Compostela. É membro do ICOMOS (INTERNATIONAL COUNCIL OF MONUMENTS AND SITES),
organismo pertencente à UNESCO, responsável pela avaliação das candidaturas dos bens
culturais universais a Património Mundial Como jornalista fez parte da TV Galiza, jornal A Bola,
Rádio Sim (grupo Renascença), O Primeiro de Janeiro, Matosinhos Hoje, Jornal da Maia.
2
Artur Filipe dos Santos – artursantos.com.pt@gmail.com
•https://omeucaminhodesantiago.wordpress.com/ (Blogue)
•https://politicsandflags.wordpress.com/about/ (Blogue)
•https://arturfilipesantos.wixsite.com/arturfilipesantos (Académico)
•https://comunicacionpatrimoniomundial.blogia.com/ (Académico)
•Email: artursantos.com.pt@gmail.com
• Em Março de 2022
completam 170 anos
desde a tragédia do
navio a vapor “Porto”,
que naufragou na barra
da cidade Invicta,
causando a morte a
mais de 50 pessoas,
entre passageiros e
tripulantes.
3
Cadeira de História do Porto
Centenário da Tragédia do Vapor “Porto” – Artur Filipe dos Santos
4
Cadeira de História do Porto
Centenário da Tragédia do Vapor “Porto” – Artur Filipe dos Santos
• Depois do desastre da
Ponte das Barcas,
aquando das Invasões
Francesas, em 29 de
março de 1809, onde
terão perecido mais de
10 mil pessoas, o
naufrágio do “Porto” foi o
segundo pior desastre da
história do rio Douro,
ocorrido, por
coincidência, também a
29 de março mas de
1852.
As Alminhas da Ponte são umas alminhas localizadas na Ribeira, na
cidade do Porto, em Portugal. Trata-se de um baixo relevo em bronze
realizado em 1897 pelo escultor Teixeira Lopes, pai e que eternizou o
dia 29 de Março de 1809 no qual centenas de pessoas, fugindo das
tropas do Marechal Soult que atacavam a cidade sob ordens de
Napoleão, faleceram na travessia da Ponte das Barcas. O peso e a
aflição da população em fuga originou o afundamento da ponte que
ligava as duas margens do rio Douro. Hoje em dia, os cidadãos
depositam velas acesas e flores nas Alminhas da Ponte para lembrar a
tragédia.
5
Cadeira de História do Porto
Centenário da Tragédia do Vapor “Porto” – Artur Filipe dos Santos
• A 28 de março o vapor
“Porto” saiu da barra da
Foz com destino a Lisboa.
Era uma das muitas
viagens entre as das
cidades, desde que em
1821 as ligações se
iniciaram com o navio
Lusitânia, o primeiro
navio a vapor português,
que viria a naufragar
junto à Ericeira, em 1823.
• As ligações foram
interrompidas e
retomadas em 1825
com o vapor
“Lusitano”, que viria a
naufragar no período
das Guerras Liberais,
em 1825
6
Cadeira de História do Porto
Centenário da Tragédia do Vapor “Porto” – Artur Filipe dos Santos
7
Cadeira de História do Porto
Centenário da Tragédia do Vapor “Porto” – Artur Filipe dos Santos
• Apesar da ameaça de
mau tempo, o vapor
“Porto” partiu do Cais
da Estiva, até que o
capitão, rendido à
intempérie decidiu
rumar a Vigo.
8
Cadeira de História do Porto
Centenário da Tragédia do Vapor “Porto” – Artur Filipe dos Santos
• No dia seguinte, logo
de manhã, o capitão do
navio teve ordem para
se fazer ao largo, pois o
tempo estava cada vez
pior. Contudo, a
preocupação crescia
nos passageiros, que
obrigaram o capitão a
regressar à cidade de
onde partiu
inicialmente.
9
Cadeira de História do Porto
Centenário da Tragédia do Vapor “Porto” – Artur Filipe dos Santos
• Autorizado pelo piloto-
mor a entrar na barra, o
vapor viria a encalhar
na Rocha do Touro (nº
11 do mapa de Teodoro
de Sousa Maldonado,
ode se pode ver o farol
de S. Miguel-o-Anjo.
10
11
Cadeira de História do Porto
Centenário da Tragédia do Vapor “Porto” – Artur Filipe dos Santos
12
Cadeira de História do Porto
Centenário da Tragédia do Vapor “Porto” – Artur Filipe dos Santos
• Os passageiros e
tripulantes gritaram por
socorro, porém nada
podia ser feito para os
salvar dado não haver
quaisquer meios de
salvamento em terra. Foi
então que Ricardo
Clamouse Brown e
António Ribeiro da Costa
e Almeida saltaram para
o interior de uma catraia
e fizeram-se ao mar, mas
a força das ondas
arrastou-os para a praia.
Ricardo	Clamouse Brown	por	Augusto	
Roquemont,	c.	1852,	óleo	sobre	papel	-
Museu	Nacional	de	Soares	dos	Reis
• A crueldade das ondas
levariam o “Porto” a
embater na pedra da
Laje, com barco a
partir-se em dois.
13
Cadeira de História do Porto
Centenário da Tragédia do Vapor “Porto” – Artur Filipe dos Santos
14
Cadeira de História do Porto
Centenário da Tragédia do Vapor “Porto” – Artur Filipe dos Santos
• Salvaram-se apenas
sete dos sessenta e um
tripulantes e
passageiros, entre os
quais algumas crianças.
• A administração da
empresa do navio foi
considerada culpada e
condenada, pois esta
sabia que o mar estava
em péssimo estado de
navegabilidade.
15
Cadeira de História do Porto
Centenário da Tragédia do Vapor “Porto” – Artur Filipe dos Santos
16
Cadeira de História do Porto
Centenário da Tragédia do Vapor “Porto” – Artur Filipe dos Santos
• O naufrágio do vapor Porto
representou um choque
para as gentes da “Invica”,
pois na tragédia perderam a
vida pereceram foguras
ilustres, entre eles, José
Allen, irmão do Visconde de
Vilar d’Allen e as suas duas
filhas, e ainda o Cônsul de
França, António José
Plácido Braga, pai de Ana
Plácido, amante de Camilo,
entre outros.
17
Cadeira de História do Porto
Centenário da Tragédia do Vapor “Porto” – Artur Filipe dos Santos
• Estava dado o mote
para que o governo
tomasse medidas para
melhorar a segurança
da barra do Douro:
“Mappa da barra e rio da cidade do Porto, com todas as pedras que tem o dito rio
na baixa-mar. Feito por José Monteiro Salazar mestre piloto, aprovado e lente da
aula náutica, na dita cidade em 1779. Copiado por António Martins Alvares de
Almeida, no Porto, aos 30 de novembro de 1774”. In O Tripeiro – volume 2
18
Cadeira de História do Porto
Centenário da Tragédia do Vapor “Porto” – Artur Filipe dos Santos
• 1854 – o engenheiro francês
Gayffier propõe um cais do
Passeio Alegre até aos
penedos das Felgueiras;
• 1854 – é contratado o
engenheiro londrino William
Jates Freebody para vir
examinar a barra do Douro e
elaborar um relatório com
soluções;
• 1855 – um outro inglês, o
engenheiro hidráulico sir John
Rennie, apresenta um
relatório onde defende a
destruição de uma série de
rochedos;
Projecto de Reynaldo Oudinot e por si
indicado: “Estes são os próprios mapas
approvados por Sua Alteza Real o Príncipe
Regente, Nosso Senhor, quando os apresentei
em Mafra ao mesmo Senhor no dia 23 de
Setembro de 1791”.
• 1858 – o engenheiro inglês,
Knox, apresenta um
projecto que previa o
aterro da foz do rio,
abrindo-se no Cabedelo um
canal com eclusa que
desembocaria num porto
de abrigo construído no
mar e formado por molhes
marítimos;
• 1859 – projectos do
engenheiro Joaquim Nunes
de Aguiar e do inspector de
Obras Públicas José Carlos
Chelmiki;
19
Cadeira de História do Porto
Centenário da Tragédia do Vapor “Porto” – Artur Filipe dos Santos
Projeto da regularização da barra do séc. XVIII
– original no Hotel da Boa-vista, da Foz – um
dos muitos que foram estudados e não
executados.
20
Cadeira de História do Porto
Centenário da Tragédia do Vapor “Porto” – Artur Filipe dos Santos
• 1859 a 1862 – pormenorizados
estudos hidrográficos dirigidos pelo
engenheiro Caetano Maria Batalha
que conclui, igualmente, pela
necessidade de destruição de
inúmeros penedos, muitos dos quais
até profundidades que deveriam
atingir os seis metros;
• Fonte:
http://portoarc.blogspot.com/
21
Cadeira de História do Porto
Centenário da Tragédia do Vapor “Porto” – Artur Filipe dos Santos
• 1863 – o engenheiro
francês, H. Luzeu,
defende que a melhor
solução é mudar a
orientação da entrada
do Douro, sugerindo
para tal a construção de
dois molhes curvilíneos a
sair do Cabedelo e de S.
João da Foz alterando,
efectivamente, o rumo
das águas do Douro no
seu contacto com o mar.
• No final de todo o
processo está a criação
dos planos para um
novo porto artificial,
desta feita com
localização em
Matosinhos: o porto de
Leixões.
22
Cadeira de História do Porto
Centenário da Tragédia do Vapor “Porto” – Artur Filipe dos Santos
Bibliografia
• https://radioportuense.com/2019/03/28/o-
naufragio-do-vapor-porto-na-foz-do-rio-douro/
• http://gisaweb.cm-
porto.pt/topics/10580/documents/
• http://portoarc.blogspot.com/search/label/Trag%C
3%A9dia%20do%20vapor%20Porto
• http://portoarc.blogspot.com/
23
Cadeira de Património Cultural e Paisagístico português
O Paço das Escolas – Universidade de Coimbra
Bibliografia
• https://www.igeoe.pt/index.php?id=5
24
Cadeira de Património Mundial e Turismo Cultural
Património Mundial Natural de África

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A romanização em portugal helena 5_c (3)
A romanização em portugal helena 5_c (3)A romanização em portugal helena 5_c (3)
A romanização em portugal helena 5_c (3)
Mariajosesantos57
 
D. Manuel I - dia do Agrupamento
D. Manuel I - dia do AgrupamentoD. Manuel I - dia do Agrupamento
D. Manuel I - dia do Agrupamento
Deolinda Lemos
 
Património Cultural - As Catedrais de Portugal - Sé Velha de Coimbra- Artur F...
Património Cultural - As Catedrais de Portugal - Sé Velha de Coimbra- Artur F...Património Cultural - As Catedrais de Portugal - Sé Velha de Coimbra- Artur F...
Património Cultural - As Catedrais de Portugal - Sé Velha de Coimbra- Artur F...
Artur Filipe dos Santos
 
Marques de pombal
Marques de pombalMarques de pombal
Marques de pombal
sylvialuzo
 
6. cidade barroca e industrial
6. cidade barroca e industrial6. cidade barroca e industrial
6. cidade barroca e industrial
Ana Cunha
 
hca10_m3_s_pedro_de_rates.pptx
hca10_m3_s_pedro_de_rates.pptxhca10_m3_s_pedro_de_rates.pptx
hca10_m3_s_pedro_de_rates.pptx
AndreiaSimes26
 
Marquês de pombal power-point
Marquês de pombal  power-pointMarquês de pombal  power-point
Marquês de pombal power-point
PAFB
 
História do Porto - O Caminho Português de Santiago - do Porto a Compostela -...
História do Porto - O Caminho Português de Santiago - do Porto a Compostela -...História do Porto - O Caminho Português de Santiago - do Porto a Compostela -...
História do Porto - O Caminho Português de Santiago - do Porto a Compostela -...
Universidade Sénior Contemporânea do Porto
 
Reino do congo
Reino do congoReino do congo
Reino do congo
2dot4
 

Mais procurados (20)

A romanização em portugal helena 5_c (3)
A romanização em portugal helena 5_c (3)A romanização em portugal helena 5_c (3)
A romanização em portugal helena 5_c (3)
 
Expansão marítima
Expansão marítimaExpansão marítima
Expansão marítima
 
D. Manuel I - dia do Agrupamento
D. Manuel I - dia do AgrupamentoD. Manuel I - dia do Agrupamento
D. Manuel I - dia do Agrupamento
 
Arte do Renascimento em Portugal
Arte do Renascimento em PortugalArte do Renascimento em Portugal
Arte do Renascimento em Portugal
 
Património Cultural - As Catedrais de Portugal - Sé Velha de Coimbra- Artur F...
Património Cultural - As Catedrais de Portugal - Sé Velha de Coimbra- Artur F...Património Cultural - As Catedrais de Portugal - Sé Velha de Coimbra- Artur F...
Património Cultural - As Catedrais de Portugal - Sé Velha de Coimbra- Artur F...
 
Arte romana
Arte romanaArte romana
Arte romana
 
Marquês de Pombal
Marquês de PombalMarquês de Pombal
Marquês de Pombal
 
Marques de pombal
Marques de pombalMarques de pombal
Marques de pombal
 
Reformas pombalinas urbanismo1
Reformas pombalinas urbanismo1Reformas pombalinas urbanismo1
Reformas pombalinas urbanismo1
 
Neoclássico
NeoclássicoNeoclássico
Neoclássico
 
Manuelino
ManuelinoManuelino
Manuelino
 
6. cidade barroca e industrial
6. cidade barroca e industrial6. cidade barroca e industrial
6. cidade barroca e industrial
 
F3 - Marquês de Pombal
F3  -  Marquês de PombalF3  -  Marquês de Pombal
F3 - Marquês de Pombal
 
hca10_m3_s_pedro_de_rates.pptx
hca10_m3_s_pedro_de_rates.pptxhca10_m3_s_pedro_de_rates.pptx
hca10_m3_s_pedro_de_rates.pptx
 
Arte Gótica
Arte GóticaArte Gótica
Arte Gótica
 
Marquês de pombal power-point
Marquês de pombal  power-pointMarquês de pombal  power-point
Marquês de pombal power-point
 
História do Porto - O Caminho Português de Santiago - do Porto a Compostela -...
História do Porto - O Caminho Português de Santiago - do Porto a Compostela -...História do Porto - O Caminho Português de Santiago - do Porto a Compostela -...
História do Porto - O Caminho Português de Santiago - do Porto a Compostela -...
 
2. 3 a romanização da península ibérica
2. 3   a romanização da península ibérica2. 3   a romanização da península ibérica
2. 3 a romanização da península ibérica
 
A Sé do Porto - Artur Filipe dos Santos - História do Porto
A Sé do Porto - Artur Filipe dos Santos - História do PortoA Sé do Porto - Artur Filipe dos Santos - História do Porto
A Sé do Porto - Artur Filipe dos Santos - História do Porto
 
Reino do congo
Reino do congoReino do congo
Reino do congo
 

Semelhante a Tragédia do vapor "Porto" - Artur Filipe dos Santos - História do Porto

História do porto as pontes da cidade do porto - Ponte D. Maria Pia
História do porto   as pontes da cidade do porto - Ponte D. Maria PiaHistória do porto   as pontes da cidade do porto - Ponte D. Maria Pia
História do porto as pontes da cidade do porto - Ponte D. Maria Pia
Universidade Sénior Contemporânea do Porto
 
História do porto praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de água
História do porto   praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de águaHistória do porto   praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de água
História do porto praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de água
Universidade Sénior Contemporânea do Porto
 
Artur Filipe dos Santos - história dos Transportes do Porto.pdf
Artur Filipe dos Santos - história dos Transportes do Porto.pdfArtur Filipe dos Santos - história dos Transportes do Porto.pdf
Artur Filipe dos Santos - história dos Transportes do Porto.pdf
Artur Filipe dos Santos
 
história do Porto - As Pontes da cidade do Porto - Ponte D. Luis (Luiz I) - A...
história do Porto - As Pontes da cidade do Porto - Ponte D. Luis (Luiz I) - A...história do Porto - As Pontes da cidade do Porto - Ponte D. Luis (Luiz I) - A...
história do Porto - As Pontes da cidade do Porto - Ponte D. Luis (Luiz I) - A...
Universidade Sénior Contemporânea do Porto
 
Praça da Batalha - Artur Filipe dos Santos - História do Porto
Praça da Batalha - Artur Filipe dos Santos - História do PortoPraça da Batalha - Artur Filipe dos Santos - História do Porto
Praça da Batalha - Artur Filipe dos Santos - História do Porto
Artur Filipe dos Santos
 
Praça dos Poveiros - Artur Filipe dos Santos - História do Porto
Praça dos Poveiros - Artur Filipe dos Santos - História do PortoPraça dos Poveiros - Artur Filipe dos Santos - História do Porto
Praça dos Poveiros - Artur Filipe dos Santos - História do Porto
Artur Filipe dos Santos
 
Património cultural patrimonio industrial português -Aqueduto das Águas Liv...
Património cultural   patrimonio industrial português -Aqueduto das Águas Liv...Património cultural   patrimonio industrial português -Aqueduto das Águas Liv...
Património cultural patrimonio industrial português -Aqueduto das Águas Liv...
Artur Filipe dos Santos
 
HISTÓRIA DA CIDADE E DOS MONUMENTOS PORTUENSES - Rua de Costa Cabral - Artur ...
HISTÓRIA DA CIDADE E DOS MONUMENTOS PORTUENSES - Rua de Costa Cabral - Artur ...HISTÓRIA DA CIDADE E DOS MONUMENTOS PORTUENSES - Rua de Costa Cabral - Artur ...
HISTÓRIA DA CIDADE E DOS MONUMENTOS PORTUENSES - Rua de Costa Cabral - Artur ...
Artur Filipe dos Santos
 
História do Porto - Jardins e Praças do Porto PRAÇA DA REPÚBLICA (Jardim Teóf...
História do Porto - Jardins e Praças do PortoPRAÇA DA REPÚBLICA(Jardim Teóf...História do Porto - Jardins e Praças do PortoPRAÇA DA REPÚBLICA(Jardim Teóf...
História do Porto - Jardins e Praças do Porto PRAÇA DA REPÚBLICA (Jardim Teóf...
Universidade Sénior Contemporânea do Porto
 
História do Porto - Jardim João Chagas - Professor Doutor Artur Filipe dos Sa...
História do Porto - Jardim João Chagas - Professor Doutor Artur Filipe dos Sa...História do Porto - Jardim João Chagas - Professor Doutor Artur Filipe dos Sa...
História do Porto - Jardim João Chagas - Professor Doutor Artur Filipe dos Sa...
Artur Filipe dos Santos
 
História do Porto - Jardins e Praças do Porto : JARDIM DE JOÃO CHAGAS - Artur...
História do Porto - Jardins e Praças do Porto: JARDIM DE JOÃO CHAGAS - Artur...História do Porto - Jardins e Praças do Porto: JARDIM DE JOÃO CHAGAS - Artur...
História do Porto - Jardins e Praças do Porto : JARDIM DE JOÃO CHAGAS - Artur...
Universidade Sénior Contemporânea do Porto
 
História do Porto Os miradouros da cidade do Porto - Artur Filipe dos Santos ...
História do Porto Os miradouros da cidade do Porto - Artur Filipe dos Santos ...História do Porto Os miradouros da cidade do Porto - Artur Filipe dos Santos ...
História do Porto Os miradouros da cidade do Porto - Artur Filipe dos Santos ...
Universidade Sénior Contemporânea do Porto
 
HISTÓRIA DA CIDADE E DOS MONUMENTOS PORTUENSES - A Comunidade Britânica do Po...
HISTÓRIA DA CIDADE E DOS MONUMENTOS PORTUENSES - A Comunidade Britânica do Po...HISTÓRIA DA CIDADE E DOS MONUMENTOS PORTUENSES - A Comunidade Britânica do Po...
HISTÓRIA DA CIDADE E DOS MONUMENTOS PORTUENSES - A Comunidade Britânica do Po...
Artur Filipe dos Santos
 
Francisco de Almada e Mendonça - as personalidades do Porto- os Simbolos do m...
Francisco de Almada e Mendonça - as personalidades do Porto- os Simbolos do m...Francisco de Almada e Mendonça - as personalidades do Porto- os Simbolos do m...
Francisco de Almada e Mendonça - as personalidades do Porto- os Simbolos do m...
Artur Filipe dos Santos
 

Semelhante a Tragédia do vapor "Porto" - Artur Filipe dos Santos - História do Porto (20)

História do porto as pontes da cidade do porto - Ponte D. Maria Pia
História do porto   as pontes da cidade do porto - Ponte D. Maria PiaHistória do porto   as pontes da cidade do porto - Ponte D. Maria Pia
História do porto as pontes da cidade do porto - Ponte D. Maria Pia
 
História do porto praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de água
História do porto   praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de águaHistória do porto   praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de água
História do porto praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de água
 
História do porto praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de água
História do porto   praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de águaHistória do porto   praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de água
História do porto praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de água
 
História do porto praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de água
História do porto   praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de águaHistória do porto   praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de água
História do porto praças e jardins - praça 9 de abril jardim de arca de água
 
Artur Filipe dos Santos - história dos Transportes do Porto.pdf
Artur Filipe dos Santos - história dos Transportes do Porto.pdfArtur Filipe dos Santos - história dos Transportes do Porto.pdf
Artur Filipe dos Santos - história dos Transportes do Porto.pdf
 
História do porto palacete conde silva monteiro - artur filipe dos santos
História do porto   palacete conde silva monteiro - artur filipe dos santosHistória do porto   palacete conde silva monteiro - artur filipe dos santos
História do porto palacete conde silva monteiro - artur filipe dos santos
 
história do Porto - As Pontes da cidade do Porto - Ponte D. Luis (Luiz I) - A...
história do Porto - As Pontes da cidade do Porto - Ponte D. Luis (Luiz I) - A...história do Porto - As Pontes da cidade do Porto - Ponte D. Luis (Luiz I) - A...
história do Porto - As Pontes da cidade do Porto - Ponte D. Luis (Luiz I) - A...
 
Praça da Batalha - Artur Filipe dos Santos - História do Porto
Praça da Batalha - Artur Filipe dos Santos - História do PortoPraça da Batalha - Artur Filipe dos Santos - História do Porto
Praça da Batalha - Artur Filipe dos Santos - História do Porto
 
Praça dos Poveiros - Artur Filipe dos Santos - História do Porto
Praça dos Poveiros - Artur Filipe dos Santos - História do PortoPraça dos Poveiros - Artur Filipe dos Santos - História do Porto
Praça dos Poveiros - Artur Filipe dos Santos - História do Porto
 
Património cultural patrimonio industrial português -Aqueduto das Águas Liv...
Património cultural   patrimonio industrial português -Aqueduto das Águas Liv...Património cultural   patrimonio industrial português -Aqueduto das Águas Liv...
Património cultural patrimonio industrial português -Aqueduto das Águas Liv...
 
História do porto jardins do porto - jardim teófilo braga - artur filipe do...
História do porto   jardins do porto - jardim teófilo braga - artur filipe do...História do porto   jardins do porto - jardim teófilo braga - artur filipe do...
História do porto jardins do porto - jardim teófilo braga - artur filipe do...
 
História do porto jardins do porto - jardim teófilo braga - artur filipe do...
História do porto   jardins do porto - jardim teófilo braga - artur filipe do...História do porto   jardins do porto - jardim teófilo braga - artur filipe do...
História do porto jardins do porto - jardim teófilo braga - artur filipe do...
 
HISTÓRIA DA CIDADE E DOS MONUMENTOS PORTUENSES - Rua de Costa Cabral - Artur ...
HISTÓRIA DA CIDADE E DOS MONUMENTOS PORTUENSES - Rua de Costa Cabral - Artur ...HISTÓRIA DA CIDADE E DOS MONUMENTOS PORTUENSES - Rua de Costa Cabral - Artur ...
HISTÓRIA DA CIDADE E DOS MONUMENTOS PORTUENSES - Rua de Costa Cabral - Artur ...
 
História do Porto - Jardins e Praças do Porto PRAÇA DA REPÚBLICA (Jardim Teóf...
História do Porto - Jardins e Praças do PortoPRAÇA DA REPÚBLICA(Jardim Teóf...História do Porto - Jardins e Praças do PortoPRAÇA DA REPÚBLICA(Jardim Teóf...
História do Porto - Jardins e Praças do Porto PRAÇA DA REPÚBLICA (Jardim Teóf...
 
História do Porto - Jardim João Chagas - Professor Doutor Artur Filipe dos Sa...
História do Porto - Jardim João Chagas - Professor Doutor Artur Filipe dos Sa...História do Porto - Jardim João Chagas - Professor Doutor Artur Filipe dos Sa...
História do Porto - Jardim João Chagas - Professor Doutor Artur Filipe dos Sa...
 
História do Porto - Jardins e Praças do Porto : JARDIM DE JOÃO CHAGAS - Artur...
História do Porto - Jardins e Praças do Porto: JARDIM DE JOÃO CHAGAS - Artur...História do Porto - Jardins e Praças do Porto: JARDIM DE JOÃO CHAGAS - Artur...
História do Porto - Jardins e Praças do Porto : JARDIM DE JOÃO CHAGAS - Artur...
 
História do Porto Os miradouros da cidade do Porto - Artur Filipe dos Santos ...
História do Porto Os miradouros da cidade do Porto - Artur Filipe dos Santos ...História do Porto Os miradouros da cidade do Porto - Artur Filipe dos Santos ...
História do Porto Os miradouros da cidade do Porto - Artur Filipe dos Santos ...
 
HISTÓRIA DA CIDADE E DOS MONUMENTOS PORTUENSES - A Comunidade Britânica do Po...
HISTÓRIA DA CIDADE E DOS MONUMENTOS PORTUENSES - A Comunidade Britânica do Po...HISTÓRIA DA CIDADE E DOS MONUMENTOS PORTUENSES - A Comunidade Britânica do Po...
HISTÓRIA DA CIDADE E DOS MONUMENTOS PORTUENSES - A Comunidade Britânica do Po...
 
Visita de estudo ribeira do porto com fotos
Visita de estudo   ribeira do porto com fotosVisita de estudo   ribeira do porto com fotos
Visita de estudo ribeira do porto com fotos
 
Francisco de Almada e Mendonça - as personalidades do Porto- os Simbolos do m...
Francisco de Almada e Mendonça - as personalidades do Porto- os Simbolos do m...Francisco de Almada e Mendonça - as personalidades do Porto- os Simbolos do m...
Francisco de Almada e Mendonça - as personalidades do Porto- os Simbolos do m...
 

Mais de Artur Filipe dos Santos

Artur Filipe dos Santos - A Capela dos Reis Magos ou dos Gaiteiros
Artur Filipe dos Santos - A Capela dos Reis Magos ou dos GaiteirosArtur Filipe dos Santos - A Capela dos Reis Magos ou dos Gaiteiros
Artur Filipe dos Santos - A Capela dos Reis Magos ou dos Gaiteiros
Artur Filipe dos Santos
 
A Itália Romana e Pontifícia - Aual 1 - Artur Filipe dos Santos .pptx
A Itália Romana e Pontifícia - Aual 1 - Artur Filipe dos Santos .pptxA Itália Romana e Pontifícia - Aual 1 - Artur Filipe dos Santos .pptx
A Itália Romana e Pontifícia - Aual 1 - Artur Filipe dos Santos .pptx
Artur Filipe dos Santos
 
A Itália Romana e Pontifícia - aula 3 - Artur Filipe dos Santos.pptx
A Itália Romana e Pontifícia - aula 3 - Artur Filipe dos Santos.pptxA Itália Romana e Pontifícia - aula 3 - Artur Filipe dos Santos.pptx
A Itália Romana e Pontifícia - aula 3 - Artur Filipe dos Santos.pptx
Artur Filipe dos Santos
 
Património Cultural Português -Origem das Festas de Santo António de Lisbo...
Património Cultural Português -Origem das Festas de Santo António de Lisbo...Património Cultural Português -Origem das Festas de Santo António de Lisbo...
Património Cultural Português -Origem das Festas de Santo António de Lisbo...
Artur Filipe dos Santos
 
Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - a paisagem natural e cultural...
Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - a paisagem natural e cultural...Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - a paisagem natural e cultural...
Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - a paisagem natural e cultural...
Artur Filipe dos Santos
 
Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - o Património de Vila do Cond...
Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - o Património de Vila do Cond...Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - o Património de Vila do Cond...
Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - o Património de Vila do Cond...
Artur Filipe dos Santos
 

Mais de Artur Filipe dos Santos (20)

Artur Filipe dos Santos - A Capela dos Reis Magos ou dos Gaiteiros
Artur Filipe dos Santos - A Capela dos Reis Magos ou dos GaiteirosArtur Filipe dos Santos - A Capela dos Reis Magos ou dos Gaiteiros
Artur Filipe dos Santos - A Capela dos Reis Magos ou dos Gaiteiros
 
A Itália Romana e Pontifícia - aula 2 - Artur Filipe dos Santos.pptx
A Itália Romana e Pontifícia - aula 2 - Artur Filipe dos Santos.pptxA Itália Romana e Pontifícia - aula 2 - Artur Filipe dos Santos.pptx
A Itália Romana e Pontifícia - aula 2 - Artur Filipe dos Santos.pptx
 
A Itália Romana e Pontifícia - Aual 1 - Artur Filipe dos Santos .pptx
A Itália Romana e Pontifícia - Aual 1 - Artur Filipe dos Santos .pptxA Itália Romana e Pontifícia - Aual 1 - Artur Filipe dos Santos .pptx
A Itália Romana e Pontifícia - Aual 1 - Artur Filipe dos Santos .pptx
 
A Itália Romana e Pontifícia - aula 3 - Artur Filipe dos Santos.pptx
A Itália Romana e Pontifícia - aula 3 - Artur Filipe dos Santos.pptxA Itália Romana e Pontifícia - aula 3 - Artur Filipe dos Santos.pptx
A Itália Romana e Pontifícia - aula 3 - Artur Filipe dos Santos.pptx
 
À descoberta do património dos Alpes Orientais1
À descoberta do património dos Alpes Orientais1À descoberta do património dos Alpes Orientais1
À descoberta do património dos Alpes Orientais1
 
Património Cultural Português -O Património Cultural das Romarias Portugu...
 Património Cultural Português -O Património Cultural das Romarias Portugu... Património Cultural Português -O Património Cultural das Romarias Portugu...
Património Cultural Português -O Património Cultural das Romarias Portugu...
 
Património Cultural Português -Origem das Festas de Santo António de Lisbo...
Património Cultural Português -Origem das Festas de Santo António de Lisbo...Património Cultural Português -Origem das Festas de Santo António de Lisbo...
Património Cultural Português -Origem das Festas de Santo António de Lisbo...
 
Património Cultural Português -Festa das Cruzes- Artur Filipe dos Santos.pdf
Património Cultural Português -Festa das Cruzes-  Artur Filipe dos Santos.pdfPatrimónio Cultural Português -Festa das Cruzes-  Artur Filipe dos Santos.pdf
Património Cultural Português -Festa das Cruzes- Artur Filipe dos Santos.pdf
 
Os mais incriveis castelos do mundo-Artur Filipe dos Santos.pdf
Os mais incriveis castelos do mundo-Artur Filipe dos Santos.pdfOs mais incriveis castelos do mundo-Artur Filipe dos Santos.pdf
Os mais incriveis castelos do mundo-Artur Filipe dos Santos.pdf
 
Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - Arte Chapeleira.pdf
Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - Arte Chapeleira.pdfArtur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - Arte Chapeleira.pdf
Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - Arte Chapeleira.pdf
 
Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - a paisagem natural e cultural...
Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - a paisagem natural e cultural...Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - a paisagem natural e cultural...
Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - a paisagem natural e cultural...
 
Artur Filipe dos Santos - Património cultural - a paisagem natural e cultural...
Artur Filipe dos Santos - Património cultural - a paisagem natural e cultural...Artur Filipe dos Santos - Património cultural - a paisagem natural e cultural...
Artur Filipe dos Santos - Património cultural - a paisagem natural e cultural...
 
Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - o Património de Vila do Cond...
Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - o Património de Vila do Cond...Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - o Património de Vila do Cond...
Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - o Património de Vila do Cond...
 
Artur Filipe dos Santos - Património Cultural - Danças Guerreiras Portuguesa...
Artur Filipe dos Santos - Património Cultural - Danças Guerreiras Portuguesa...Artur Filipe dos Santos - Património Cultural - Danças Guerreiras Portuguesa...
Artur Filipe dos Santos - Património Cultural - Danças Guerreiras Portuguesa...
 
Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - paisagens outonais de Portuga...
Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - paisagens outonais de Portuga...Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - paisagens outonais de Portuga...
Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - paisagens outonais de Portuga...
 
Património Cultural da Occitânia-Avignon - Artur Filipe dos Santos .pdf
Património Cultural da Occitânia-Avignon - Artur Filipe dos Santos .pdfPatrimónio Cultural da Occitânia-Avignon - Artur Filipe dos Santos .pdf
Património Cultural da Occitânia-Avignon - Artur Filipe dos Santos .pdf
 
Partrimónio Cultural da Occitânia-Carcassonne - Artur Filipe dos Santos .pdf
Partrimónio Cultural da Occitânia-Carcassonne - Artur Filipe dos Santos .pdfPartrimónio Cultural da Occitânia-Carcassonne - Artur Filipe dos Santos .pdf
Partrimónio Cultural da Occitânia-Carcassonne - Artur Filipe dos Santos .pdf
 
Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - GUIMARÃES - Senhora da Penha...
Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - GUIMARÃES - Senhora da Penha...Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - GUIMARÃES - Senhora da Penha...
Artur Filipe dos Santos - patrimonio cultural - GUIMARÃES - Senhora da Penha...
 
Património Cultural da Occitânia-Toulouse - Artur Filipe dos Santos .pdf
Património Cultural da Occitânia-Toulouse - Artur Filipe dos Santos .pdfPatrimónio Cultural da Occitânia-Toulouse - Artur Filipe dos Santos .pdf
Património Cultural da Occitânia-Toulouse - Artur Filipe dos Santos .pdf
 
Guimarães Museu Alberto Sampaio e Fundação Martins Sarmento - Artur Filipe ...
Guimarães  Museu Alberto Sampaio e  Fundação Martins Sarmento - Artur Filipe ...Guimarães  Museu Alberto Sampaio e  Fundação Martins Sarmento - Artur Filipe ...
Guimarães Museu Alberto Sampaio e Fundação Martins Sarmento - Artur Filipe ...
 

Último

clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importânciaclubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
LuanaAlves940822
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
carlaOliveira438
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
rarakey779
 

Último (20)

clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importânciaclubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
 
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anosFotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
 
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
 
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
 
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é preciso
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
Atividade com a música Xote  da  Alegria    -   FalamansaAtividade com a música Xote  da  Alegria    -   Falamansa
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
 
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdfLabor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
 

Tragédia do vapor "Porto" - Artur Filipe dos Santos - História do Porto

  • 1. 1 MARIANTES DO RIO DOURO A Tragédia do Vapor ”Porto” História da Cidade E dos Monumentos Portuenses Artur Filipe dos Santos
  • 2. • Artur Filipe dos Santos • Doutorado em Comunicação, Publicidade, Relações Públicas e Protocolo pela Faculdade de Ciências Sociais e da Comunicação da Universidade de Vigo, é atualmente professor adjunto no ISLA Instituto Politécnico de Gestão e Tecnologia, coordenador da licenciatura de Comunicação e Tecnologia Digital e do CTesP de Comunicação Digital, e docente na Universidade Lusófona do Porto. Atua como docente e investigador nas área(s de Ciências Sociais com ênfase em Ciências da Comunicação, Comunicação e Divulgação do Património. Perito em Protocolo (de Estado, Universitário, Multicultural e Empresarial) é membro da Associação Portuguesa de Estudos de Protocolo (APOREP), membro da Sociedad de Estudios Institucionales, UNED, Espanha, investigador e membro da Direção do Observatório Iberoamericano de Investigação e Desenvolvimento em Comunicação (OIDECOM- Iberoamérica), Espanha, membro do Centro de Investigação em Comunicação (ICOM-X1) da Universidade de Vigo, Espanha, membro da Associação Portuguesa de Ciências da Comunicação (SOPCOM). É ainda divulgador dos Caminhos Portugueses a Santiago de Compostela. É membro do ICOMOS (INTERNATIONAL COUNCIL OF MONUMENTS AND SITES), organismo pertencente à UNESCO, responsável pela avaliação das candidaturas dos bens culturais universais a Património Mundial Como jornalista fez parte da TV Galiza, jornal A Bola, Rádio Sim (grupo Renascença), O Primeiro de Janeiro, Matosinhos Hoje, Jornal da Maia. 2 Artur Filipe dos Santos – artursantos.com.pt@gmail.com •https://omeucaminhodesantiago.wordpress.com/ (Blogue) •https://politicsandflags.wordpress.com/about/ (Blogue) •https://arturfilipesantos.wixsite.com/arturfilipesantos (Académico) •https://comunicacionpatrimoniomundial.blogia.com/ (Académico) •Email: artursantos.com.pt@gmail.com
  • 3. • Em Março de 2022 completam 170 anos desde a tragédia do navio a vapor “Porto”, que naufragou na barra da cidade Invicta, causando a morte a mais de 50 pessoas, entre passageiros e tripulantes. 3 Cadeira de História do Porto Centenário da Tragédia do Vapor “Porto” – Artur Filipe dos Santos
  • 4. 4 Cadeira de História do Porto Centenário da Tragédia do Vapor “Porto” – Artur Filipe dos Santos • Depois do desastre da Ponte das Barcas, aquando das Invasões Francesas, em 29 de março de 1809, onde terão perecido mais de 10 mil pessoas, o naufrágio do “Porto” foi o segundo pior desastre da história do rio Douro, ocorrido, por coincidência, também a 29 de março mas de 1852. As Alminhas da Ponte são umas alminhas localizadas na Ribeira, na cidade do Porto, em Portugal. Trata-se de um baixo relevo em bronze realizado em 1897 pelo escultor Teixeira Lopes, pai e que eternizou o dia 29 de Março de 1809 no qual centenas de pessoas, fugindo das tropas do Marechal Soult que atacavam a cidade sob ordens de Napoleão, faleceram na travessia da Ponte das Barcas. O peso e a aflição da população em fuga originou o afundamento da ponte que ligava as duas margens do rio Douro. Hoje em dia, os cidadãos depositam velas acesas e flores nas Alminhas da Ponte para lembrar a tragédia.
  • 5. 5 Cadeira de História do Porto Centenário da Tragédia do Vapor “Porto” – Artur Filipe dos Santos • A 28 de março o vapor “Porto” saiu da barra da Foz com destino a Lisboa. Era uma das muitas viagens entre as das cidades, desde que em 1821 as ligações se iniciaram com o navio Lusitânia, o primeiro navio a vapor português, que viria a naufragar junto à Ericeira, em 1823.
  • 6. • As ligações foram interrompidas e retomadas em 1825 com o vapor “Lusitano”, que viria a naufragar no período das Guerras Liberais, em 1825 6 Cadeira de História do Porto Centenário da Tragédia do Vapor “Porto” – Artur Filipe dos Santos
  • 7. 7 Cadeira de História do Porto Centenário da Tragédia do Vapor “Porto” – Artur Filipe dos Santos • Apesar da ameaça de mau tempo, o vapor “Porto” partiu do Cais da Estiva, até que o capitão, rendido à intempérie decidiu rumar a Vigo.
  • 8. 8 Cadeira de História do Porto Centenário da Tragédia do Vapor “Porto” – Artur Filipe dos Santos • No dia seguinte, logo de manhã, o capitão do navio teve ordem para se fazer ao largo, pois o tempo estava cada vez pior. Contudo, a preocupação crescia nos passageiros, que obrigaram o capitão a regressar à cidade de onde partiu inicialmente.
  • 9. 9 Cadeira de História do Porto Centenário da Tragédia do Vapor “Porto” – Artur Filipe dos Santos • Autorizado pelo piloto- mor a entrar na barra, o vapor viria a encalhar na Rocha do Touro (nº 11 do mapa de Teodoro de Sousa Maldonado, ode se pode ver o farol de S. Miguel-o-Anjo.
  • 10. 10
  • 11. 11 Cadeira de História do Porto Centenário da Tragédia do Vapor “Porto” – Artur Filipe dos Santos
  • 12. 12 Cadeira de História do Porto Centenário da Tragédia do Vapor “Porto” – Artur Filipe dos Santos • Os passageiros e tripulantes gritaram por socorro, porém nada podia ser feito para os salvar dado não haver quaisquer meios de salvamento em terra. Foi então que Ricardo Clamouse Brown e António Ribeiro da Costa e Almeida saltaram para o interior de uma catraia e fizeram-se ao mar, mas a força das ondas arrastou-os para a praia. Ricardo Clamouse Brown por Augusto Roquemont, c. 1852, óleo sobre papel - Museu Nacional de Soares dos Reis
  • 13. • A crueldade das ondas levariam o “Porto” a embater na pedra da Laje, com barco a partir-se em dois. 13 Cadeira de História do Porto Centenário da Tragédia do Vapor “Porto” – Artur Filipe dos Santos
  • 14. 14 Cadeira de História do Porto Centenário da Tragédia do Vapor “Porto” – Artur Filipe dos Santos • Salvaram-se apenas sete dos sessenta e um tripulantes e passageiros, entre os quais algumas crianças.
  • 15. • A administração da empresa do navio foi considerada culpada e condenada, pois esta sabia que o mar estava em péssimo estado de navegabilidade. 15 Cadeira de História do Porto Centenário da Tragédia do Vapor “Porto” – Artur Filipe dos Santos
  • 16. 16 Cadeira de História do Porto Centenário da Tragédia do Vapor “Porto” – Artur Filipe dos Santos • O naufrágio do vapor Porto representou um choque para as gentes da “Invica”, pois na tragédia perderam a vida pereceram foguras ilustres, entre eles, José Allen, irmão do Visconde de Vilar d’Allen e as suas duas filhas, e ainda o Cônsul de França, António José Plácido Braga, pai de Ana Plácido, amante de Camilo, entre outros.
  • 17. 17 Cadeira de História do Porto Centenário da Tragédia do Vapor “Porto” – Artur Filipe dos Santos • Estava dado o mote para que o governo tomasse medidas para melhorar a segurança da barra do Douro: “Mappa da barra e rio da cidade do Porto, com todas as pedras que tem o dito rio na baixa-mar. Feito por José Monteiro Salazar mestre piloto, aprovado e lente da aula náutica, na dita cidade em 1779. Copiado por António Martins Alvares de Almeida, no Porto, aos 30 de novembro de 1774”. In O Tripeiro – volume 2
  • 18. 18 Cadeira de História do Porto Centenário da Tragédia do Vapor “Porto” – Artur Filipe dos Santos • 1854 – o engenheiro francês Gayffier propõe um cais do Passeio Alegre até aos penedos das Felgueiras; • 1854 – é contratado o engenheiro londrino William Jates Freebody para vir examinar a barra do Douro e elaborar um relatório com soluções; • 1855 – um outro inglês, o engenheiro hidráulico sir John Rennie, apresenta um relatório onde defende a destruição de uma série de rochedos; Projecto de Reynaldo Oudinot e por si indicado: “Estes são os próprios mapas approvados por Sua Alteza Real o Príncipe Regente, Nosso Senhor, quando os apresentei em Mafra ao mesmo Senhor no dia 23 de Setembro de 1791”.
  • 19. • 1858 – o engenheiro inglês, Knox, apresenta um projecto que previa o aterro da foz do rio, abrindo-se no Cabedelo um canal com eclusa que desembocaria num porto de abrigo construído no mar e formado por molhes marítimos; • 1859 – projectos do engenheiro Joaquim Nunes de Aguiar e do inspector de Obras Públicas José Carlos Chelmiki; 19 Cadeira de História do Porto Centenário da Tragédia do Vapor “Porto” – Artur Filipe dos Santos Projeto da regularização da barra do séc. XVIII – original no Hotel da Boa-vista, da Foz – um dos muitos que foram estudados e não executados.
  • 20. 20 Cadeira de História do Porto Centenário da Tragédia do Vapor “Porto” – Artur Filipe dos Santos • 1859 a 1862 – pormenorizados estudos hidrográficos dirigidos pelo engenheiro Caetano Maria Batalha que conclui, igualmente, pela necessidade de destruição de inúmeros penedos, muitos dos quais até profundidades que deveriam atingir os seis metros;
  • 21. • Fonte: http://portoarc.blogspot.com/ 21 Cadeira de História do Porto Centenário da Tragédia do Vapor “Porto” – Artur Filipe dos Santos • 1863 – o engenheiro francês, H. Luzeu, defende que a melhor solução é mudar a orientação da entrada do Douro, sugerindo para tal a construção de dois molhes curvilíneos a sair do Cabedelo e de S. João da Foz alterando, efectivamente, o rumo das águas do Douro no seu contacto com o mar.
  • 22. • No final de todo o processo está a criação dos planos para um novo porto artificial, desta feita com localização em Matosinhos: o porto de Leixões. 22 Cadeira de História do Porto Centenário da Tragédia do Vapor “Porto” – Artur Filipe dos Santos
  • 23. Bibliografia • https://radioportuense.com/2019/03/28/o- naufragio-do-vapor-porto-na-foz-do-rio-douro/ • http://gisaweb.cm- porto.pt/topics/10580/documents/ • http://portoarc.blogspot.com/search/label/Trag%C 3%A9dia%20do%20vapor%20Porto • http://portoarc.blogspot.com/ 23 Cadeira de Património Cultural e Paisagístico português O Paço das Escolas – Universidade de Coimbra
  • 24. Bibliografia • https://www.igeoe.pt/index.php?id=5 24 Cadeira de Património Mundial e Turismo Cultural Património Mundial Natural de África