SlideShare uma empresa Scribd logo

Os Romanos na Península Ibérica

Os Romanos na Península Ibérica

1 de 21
Baixar para ler offline
Era uma vez… 5 – História e Geografia de Portugal – 5.º ano
Era uma vez…
Os Romanos na
Península Ibérica
Era uma vez… 5 – História e Geografia de Portugal – 5.º ano
o povo romano que ao longo dos séculos
conquistou vários territórios…
Os Romanos:
• Fundação de Roma, no século VIII a. C.
• Expansão do território alargando o seu espaço à volta do mar Mediterrâneo – Mare
Nostrum.
• Construção de um grande império, graças a um exército forte e disciplinado.
Império romano no século II.
Era uma vez… 5 – História e Geografia de Portugal – 5.º ano
o povo romano que ao longo dos séculos
conquistou vários territórios…
Por que motivo os
Romanos demoraram
tanto tempo a dominar
a Península Ibérica?
Os Romanos na Península Ibérica:
• Interesse nas riquezas da Península Ibérica
• Iniciaram a conquista – ano 218 a. C.
• Domínio do território – 19 a. C.
Romanos na Península Ibérica.
Era uma vez… 5 – História e Geografia de Portugal – 5.º ano
o povo romano que teve dificuldades em
dominar a Península Ibérica…
Destacaram-se os Lusitanos:
• Hábeis guerreiros.
• Uso de técnicas de guerrilha: armadilhas e emboscadas.
• Viriato: um dos chefes lusitanos que se destacou pela sua capacidade de liderança.
Viriato, chefe guerreiro
dos Lusitanos.
Os Lusitanos
Dizem que os Lusitanos são hábeis em armar
emboscadas e descobrir pistas; são ágeis, rápidos e
de grande destreza. Usam um pequeno escudo que é
preso ao corpo por correias de couro, porque não tem
braçadeiras nem asa. Usam também um punhal. A
maior parte dos guerreiros veste couraças de linho, e
apenas alguns cotas de malha e capacete. Os peões
calçam polainas de couro e estão armados com
lanças de ponta de bronze.
Estrabão, século I a. C., Geografia (adaptado)
• Os povos do centro e do sul resistiram.
• As regiões montanhosas dificultavam o avanço das legiões do exército romano.
Era uma vez… 5 – História e Geografia de Portugal – 5.º ano
o povo romano que influenciou o modo
de vida, os costumes, as tradições
e os conhecimentos…
O que é a romanização?
• Processo lento no qual se assiste à adoção da cultura romana por parte
dos povos que integravam o Império Romano.
Quais os principais agentes da romanização?
• Soldados romanos; comerciantes e funcionários do Império que se fixavam
e construíam as cidades à semelhança de Roma.
A romanização
O processo de criação de uma rede de cidades na Península Ibérica pelos Romanos foi
gradual (…). A romanização foi a adoção de hábitos e instituições (…). Não faltavam nas
cidades os banhos públicos, as termas e os centros de lazer: teatro, anfiteatro (…). A água
necessária era captada e conduzida por meio de aquedutos.
José Mattoso (coord.), História de Portugal, 1997 (adaptado)
Era uma vez… 5 – História e Geografia de Portugal – 5.º ano
o povo romano que graças aos seus
conhecimentos de arquitetura e engenharia
nos deixaram vários vestígios…
Via romana, em Santiago do
Cacém.
Cetárias (tanques) de fabrico
de garum (conserva de peixe),
em Troia.
Termas romanas em Conímbriga.
Aqueduto, em Vila do Conde. Ponte romana sobre o rio Tâmega,
em Chaves.
Templo romano, em Évora.

Recomendados

Os Descobrimentos Portugueses
Os Descobrimentos PortuguesesOs Descobrimentos Portugueses
Os Descobrimentos PortuguesesZé Mário
 
A Expansão marítima
A Expansão marítimaA Expansão marítima
A Expansão marítimacattonia
 
A Integração Dos Povos No Império Romano
A Integração Dos Povos No Império RomanoA Integração Dos Povos No Império Romano
A Integração Dos Povos No Império RomanoMariana Neves
 
Os romanos e a romanização
Os romanos e a romanizaçãoOs romanos e a romanização
Os romanos e a romanizaçãoIsabel Mendinhos
 
Romanos na Península Ibérica
Romanos na Península IbéricaRomanos na Península Ibérica
Romanos na Península IbéricaIsabel Mendinhos
 
Os celtas, iberos e lusitanos- hgp- 5ºano
Os celtas, iberos e lusitanos- hgp- 5ºanoOs celtas, iberos e lusitanos- hgp- 5ºano
Os celtas, iberos e lusitanos- hgp- 5ºanodmj11122009
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Poder Senhorial
Poder SenhorialPoder Senhorial
Poder Senhorialjorgina8
 
A formação e alargamento do território português
A formação e alargamento do território portuguêsA formação e alargamento do território português
A formação e alargamento do território portuguêsAnabela Sobral
 
Povos da Península Ibérica
Povos da Península IbéricaPovos da Península Ibérica
Povos da Península IbéricaHelena Rocha
 
Os Romanos na Península Ibérica
Os Romanos na Península IbéricaOs Romanos na Península Ibérica
Os Romanos na Península Ibéricamartamariafonseca
 
A morte de D. Sebastião e a crise de sucessão, a união ibérica e a restauração
A morte de D. Sebastião e a crise de sucessão, a união ibérica e a restauraçãoA morte de D. Sebastião e a crise de sucessão, a união ibérica e a restauração
A morte de D. Sebastião e a crise de sucessão, a união ibérica e a restauraçãoAnabela Sobral
 
Unidade 1 o expansionismo europeu
Unidade 1 o expansionismo europeuUnidade 1 o expansionismo europeu
Unidade 1 o expansionismo europeuVítor Santos
 
Romanização da Península Ibérica
Romanização da Península IbéricaRomanização da Península Ibérica
Romanização da Península IbéricaPatricia .
 
Desenvolvimento comercial parte 3
Desenvolvimento comercial parte 3Desenvolvimento comercial parte 3
Desenvolvimento comercial parte 3Carla Teixeira
 
Atividades económicas nos séculos XIII e XIV
Atividades económicas nos séculos XIII e XIVAtividades económicas nos séculos XIII e XIV
Atividades económicas nos séculos XIII e XIVCátia Botelho
 
Os primeiros povos a habitar a península ibérica
Os primeiros povos a habitar a península ibéricaOs primeiros povos a habitar a península ibérica
Os primeiros povos a habitar a península ibéricapaulasalvador
 
Embarcações portuguesas dos descobrimentos 5º ano
Embarcações portuguesas dos descobrimentos 5º anoEmbarcações portuguesas dos descobrimentos 5º ano
Embarcações portuguesas dos descobrimentos 5º anoGlória Ferreira
 
Invasoes barbaras
Invasoes barbarasInvasoes barbaras
Invasoes barbarascattonia
 
As condições da expansão portuguesa
As condições da expansão portuguesaAs condições da expansão portuguesa
As condições da expansão portuguesaMaria Gomes
 
Portugal no século XIII
Portugal no século XIIIPortugal no século XIII
Portugal no século XIIIcruchinho
 
Exercito romano ricardo_carlos_5_c (1)
Exercito romano ricardo_carlos_5_c (1)Exercito romano ricardo_carlos_5_c (1)
Exercito romano ricardo_carlos_5_c (1)Mariajosesantos57
 
25 - Comércio à escala mundial
25 - Comércio à escala mundial25 - Comércio à escala mundial
25 - Comércio à escala mundialCarla Freitas
 
Descobrimentos Portugueses
Descobrimentos PortuguesesDescobrimentos Portugueses
Descobrimentos PortuguesesJoão Fernandes
 
2. 3 a romanização da península ibérica
2. 3   a romanização da península ibérica2. 3   a romanização da península ibérica
2. 3 a romanização da península ibéricaMaria Cristina Ribeiro
 

Mais procurados (20)

Poder Senhorial
Poder SenhorialPoder Senhorial
Poder Senhorial
 
Primeiros povos
Primeiros povosPrimeiros povos
Primeiros povos
 
A formação e alargamento do território português
A formação e alargamento do território portuguêsA formação e alargamento do território português
A formação e alargamento do território português
 
Povos da Península Ibérica
Povos da Península IbéricaPovos da Península Ibérica
Povos da Península Ibérica
 
Os Romanos na Península Ibérica
Os Romanos na Península IbéricaOs Romanos na Península Ibérica
Os Romanos na Península Ibérica
 
Império romano
Império romanoImpério romano
Império romano
 
A morte de D. Sebastião e a crise de sucessão, a união ibérica e a restauração
A morte de D. Sebastião e a crise de sucessão, a união ibérica e a restauraçãoA morte de D. Sebastião e a crise de sucessão, a união ibérica e a restauração
A morte de D. Sebastião e a crise de sucessão, a união ibérica e a restauração
 
Unidade 1 o expansionismo europeu
Unidade 1 o expansionismo europeuUnidade 1 o expansionismo europeu
Unidade 1 o expansionismo europeu
 
Romanização da Península Ibérica
Romanização da Península IbéricaRomanização da Península Ibérica
Romanização da Península Ibérica
 
Desenvolvimento comercial parte 3
Desenvolvimento comercial parte 3Desenvolvimento comercial parte 3
Desenvolvimento comercial parte 3
 
Atividades económicas nos séculos XIII e XIV
Atividades económicas nos séculos XIII e XIVAtividades económicas nos séculos XIII e XIV
Atividades económicas nos séculos XIII e XIV
 
Os primeiros povos a habitar a península ibérica
Os primeiros povos a habitar a península ibéricaOs primeiros povos a habitar a península ibérica
Os primeiros povos a habitar a península ibérica
 
Embarcações portuguesas dos descobrimentos 5º ano
Embarcações portuguesas dos descobrimentos 5º anoEmbarcações portuguesas dos descobrimentos 5º ano
Embarcações portuguesas dos descobrimentos 5º ano
 
Invasoes barbaras
Invasoes barbarasInvasoes barbaras
Invasoes barbaras
 
As condições da expansão portuguesa
As condições da expansão portuguesaAs condições da expansão portuguesa
As condições da expansão portuguesa
 
Portugal no século XIII
Portugal no século XIIIPortugal no século XIII
Portugal no século XIII
 
Exercito romano ricardo_carlos_5_c (1)
Exercito romano ricardo_carlos_5_c (1)Exercito romano ricardo_carlos_5_c (1)
Exercito romano ricardo_carlos_5_c (1)
 
25 - Comércio à escala mundial
25 - Comércio à escala mundial25 - Comércio à escala mundial
25 - Comércio à escala mundial
 
Descobrimentos Portugueses
Descobrimentos PortuguesesDescobrimentos Portugueses
Descobrimentos Portugueses
 
2. 3 a romanização da península ibérica
2. 3   a romanização da península ibérica2. 3   a romanização da península ibérica
2. 3 a romanização da península ibérica
 

Semelhante a Os Romanos na Península Ibérica

Semelhante a Os Romanos na Península Ibérica (20)

Roma antiga fundação e monarquia
Roma antiga   fundação e monarquiaRoma antiga   fundação e monarquia
Roma antiga fundação e monarquia
 
Roma Antiga.pptx
Roma Antiga.pptxRoma Antiga.pptx
Roma Antiga.pptx
 
Romanos
RomanosRomanos
Romanos
 
Império Romano
Império RomanoImpério Romano
Império Romano
 
Roma Antiga
Roma  Antiga Roma  Antiga
Roma Antiga
 
Roma
RomaRoma
Roma
 
Roma
RomaRoma
Roma
 
História de roma antiga e o império romano/Dica Enem!
História de roma antiga e o império romano/Dica Enem!História de roma antiga e o império romano/Dica Enem!
História de roma antiga e o império romano/Dica Enem!
 
Roma
RomaRoma
Roma
 
ROMANOS.pptx
ROMANOS.pptxROMANOS.pptx
ROMANOS.pptx
 
_ROMA ANTIGA (1).ppt
_ROMA ANTIGA (1).ppt_ROMA ANTIGA (1).ppt
_ROMA ANTIGA (1).ppt
 
IMPÉRIO ROMANO NO SEU APOGEU.pptx
IMPÉRIO ROMANO NO SEU APOGEU.pptxIMPÉRIO ROMANO NO SEU APOGEU.pptx
IMPÉRIO ROMANO NO SEU APOGEU.pptx
 
Os Romanos
Os RomanosOs Romanos
Os Romanos
 
Os Romanos
Os RomanosOs Romanos
Os Romanos
 
Os Romanos
Os RomanosOs Romanos
Os Romanos
 
12 formação do império romano
12   formação do império romano12   formação do império romano
12 formação do império romano
 
Teste_historia_5_ano_os_romanos_na_peninsula_iberica.docx
Teste_historia_5_ano_os_romanos_na_peninsula_iberica.docxTeste_historia_5_ano_os_romanos_na_peninsula_iberica.docx
Teste_historia_5_ano_os_romanos_na_peninsula_iberica.docx
 
Roma 2013
Roma 2013Roma 2013
Roma 2013
 
Os romanos
Os romanosOs romanos
Os romanos
 
civilização romana.pdf
civilização romana.pdfcivilização romana.pdf
civilização romana.pdf
 

Mais de martamariafonseca

Da Revolução Republicana à Ditadura militar
Da Revolução Republicana à Ditadura militarDa Revolução Republicana à Ditadura militar
Da Revolução Republicana à Ditadura militarmartamariafonseca
 
Portugal nos séculos XIII e XIV
Portugal nos séculos XIII e XIVPortugal nos séculos XIII e XIV
Portugal nos séculos XIII e XIVmartamariafonseca
 
Da Revolução republicana de 1910 à ditadura militar de 1926
Da Revolução republicana de 1910 à ditadura militar de 1926Da Revolução republicana de 1910 à ditadura militar de 1926
Da Revolução republicana de 1910 à ditadura militar de 1926martamariafonseca
 
Portugal na 2ª metade do século XIX
Portugal na 2ª metade do século XIXPortugal na 2ª metade do século XIX
Portugal na 2ª metade do século XIXmartamariafonseca
 
Portugal na 2ª metade do século XIX.
 Portugal na 2ª metade do século XIX. Portugal na 2ª metade do século XIX.
Portugal na 2ª metade do século XIX.martamariafonseca
 
As Invasões francesas e suas consequências em Portugal
As Invasões francesas e suas consequências em PortugalAs Invasões francesas e suas consequências em Portugal
As Invasões francesas e suas consequências em Portugalmartamariafonseca
 
Portugal nos séculos XIII e XIV
Portugal nos séculos XIII e XIVPortugal nos séculos XIII e XIV
Portugal nos séculos XIII e XIVmartamariafonseca
 
A formação do Reino de Portugal
A formação do Reino de PortugalA formação do Reino de Portugal
A formação do Reino de Portugalmartamariafonseca
 
A Reconquista na Península Ibérica
 A Reconquista na Península Ibérica A Reconquista na Península Ibérica
A Reconquista na Península Ibéricamartamariafonseca
 
Os Muçulmanos na Península Ibérica
Os Muçulmanos na Península Ibérica Os Muçulmanos na Península Ibérica
Os Muçulmanos na Península Ibérica martamariafonseca
 
A Queda da Monarquia e a implantação da Monarquia
A Queda da Monarquia e a implantação da MonarquiaA Queda da Monarquia e a implantação da Monarquia
A Queda da Monarquia e a implantação da Monarquiamartamariafonseca
 
A Revolução Republicana de 1910 e a ditadura militar de 1926
A Revolução Republicana de 1910 e a  ditadura militar de 1926 A Revolução Republicana de 1910 e a  ditadura militar de 1926
A Revolução Republicana de 1910 e a ditadura militar de 1926 martamariafonseca
 
Os Romanos na Península Ibérica
Os Romanos na Península IbéricaOs Romanos na Península Ibérica
Os Romanos na Península Ibéricamartamariafonseca
 
Os Romanos na Península Ibérica
Os Romanos na Península IbéricaOs Romanos na Península Ibérica
Os Romanos na Península Ibéricamartamariafonseca
 
A vida quotidiana na cidade na 2ª metade do século XIX
A vida quotidiana na cidade na 2ª metade do século XIXA vida quotidiana na cidade na 2ª metade do século XIX
A vida quotidiana na cidade na 2ª metade do século XIXmartamariafonseca
 

Mais de martamariafonseca (20)

O 25 de Abril
O 25 de AbrilO 25 de Abril
O 25 de Abril
 
A expansão marítima
 A expansão marítima A expansão marítima
A expansão marítima
 
O 25 de Abril
O 25 de AbrilO 25 de Abril
O 25 de Abril
 
O Estado Novo
O Estado NovoO Estado Novo
O Estado Novo
 
Da Revolução Republicana à Ditadura militar
Da Revolução Republicana à Ditadura militarDa Revolução Republicana à Ditadura militar
Da Revolução Republicana à Ditadura militar
 
O Estado Novo
O Estado NovoO Estado Novo
O Estado Novo
 
Portugal nos séculos XIII e XIV
Portugal nos séculos XIII e XIVPortugal nos séculos XIII e XIV
Portugal nos séculos XIII e XIV
 
Da Revolução republicana de 1910 à ditadura militar de 1926
Da Revolução republicana de 1910 à ditadura militar de 1926Da Revolução republicana de 1910 à ditadura militar de 1926
Da Revolução republicana de 1910 à ditadura militar de 1926
 
Portugal na 2ª metade do século XIX
Portugal na 2ª metade do século XIXPortugal na 2ª metade do século XIX
Portugal na 2ª metade do século XIX
 
Portugal na 2ª metade do século XIX.
 Portugal na 2ª metade do século XIX. Portugal na 2ª metade do século XIX.
Portugal na 2ª metade do século XIX.
 
As Invasões francesas e suas consequências em Portugal
As Invasões francesas e suas consequências em PortugalAs Invasões francesas e suas consequências em Portugal
As Invasões francesas e suas consequências em Portugal
 
Portugal nos séculos XIII e XIV
Portugal nos séculos XIII e XIVPortugal nos séculos XIII e XIV
Portugal nos séculos XIII e XIV
 
A formação do Reino de Portugal
A formação do Reino de PortugalA formação do Reino de Portugal
A formação do Reino de Portugal
 
A Reconquista na Península Ibérica
 A Reconquista na Península Ibérica A Reconquista na Península Ibérica
A Reconquista na Península Ibérica
 
Os Muçulmanos na Península Ibérica
Os Muçulmanos na Península Ibérica Os Muçulmanos na Península Ibérica
Os Muçulmanos na Península Ibérica
 
A Queda da Monarquia e a implantação da Monarquia
A Queda da Monarquia e a implantação da MonarquiaA Queda da Monarquia e a implantação da Monarquia
A Queda da Monarquia e a implantação da Monarquia
 
A Revolução Republicana de 1910 e a ditadura militar de 1926
A Revolução Republicana de 1910 e a  ditadura militar de 1926 A Revolução Republicana de 1910 e a  ditadura militar de 1926
A Revolução Republicana de 1910 e a ditadura militar de 1926
 
Os Romanos na Península Ibérica
Os Romanos na Península IbéricaOs Romanos na Península Ibérica
Os Romanos na Península Ibérica
 
Os Romanos na Península Ibérica
Os Romanos na Península IbéricaOs Romanos na Península Ibérica
Os Romanos na Península Ibérica
 
A vida quotidiana na cidade na 2ª metade do século XIX
A vida quotidiana na cidade na 2ª metade do século XIXA vida quotidiana na cidade na 2ª metade do século XIX
A vida quotidiana na cidade na 2ª metade do século XIX
 

Último

Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfAtividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfRuannSolza
 
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxCRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxJean Carlos Nunes Paixão
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...azulassessoriaacadem3
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...azulassessoriaacadem3
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...excellenceeducaciona
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...azulassessoriaacadem3
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...excellenceeducaciona
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...azulassessoriaacadem3
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...AaAssessoriadll
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...apoioacademicoead
 
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...azulassessoriaacadem3
 
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba InicialDomínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba InicialTeresaCosta92
 
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...azulassessoriaacadem3
 
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...azulassessoriaacadem3
 
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...manoelaarmani
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...azulassessoriaacadem3
 
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e QuinhentismoTrovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e QuinhentismoPaula Meyer Piagentini
 
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfddddddddddddddddddddddddddddddddddddRenandantas16
 

Último (20)

Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfAtividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
 
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxCRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
 
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docxGABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
 
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
 
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba InicialDomínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
 
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
 
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
 
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxSlides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
 
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
 
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e QuinhentismoTrovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
 
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
 

Os Romanos na Península Ibérica

  • 1. Era uma vez… 5 – História e Geografia de Portugal – 5.º ano Era uma vez… Os Romanos na Península Ibérica
  • 2. Era uma vez… 5 – História e Geografia de Portugal – 5.º ano o povo romano que ao longo dos séculos conquistou vários territórios… Os Romanos: • Fundação de Roma, no século VIII a. C. • Expansão do território alargando o seu espaço à volta do mar Mediterrâneo – Mare Nostrum. • Construção de um grande império, graças a um exército forte e disciplinado. Império romano no século II.
  • 3. Era uma vez… 5 – História e Geografia de Portugal – 5.º ano o povo romano que ao longo dos séculos conquistou vários territórios… Por que motivo os Romanos demoraram tanto tempo a dominar a Península Ibérica? Os Romanos na Península Ibérica: • Interesse nas riquezas da Península Ibérica • Iniciaram a conquista – ano 218 a. C. • Domínio do território – 19 a. C. Romanos na Península Ibérica.
  • 4. Era uma vez… 5 – História e Geografia de Portugal – 5.º ano o povo romano que teve dificuldades em dominar a Península Ibérica… Destacaram-se os Lusitanos: • Hábeis guerreiros. • Uso de técnicas de guerrilha: armadilhas e emboscadas. • Viriato: um dos chefes lusitanos que se destacou pela sua capacidade de liderança. Viriato, chefe guerreiro dos Lusitanos. Os Lusitanos Dizem que os Lusitanos são hábeis em armar emboscadas e descobrir pistas; são ágeis, rápidos e de grande destreza. Usam um pequeno escudo que é preso ao corpo por correias de couro, porque não tem braçadeiras nem asa. Usam também um punhal. A maior parte dos guerreiros veste couraças de linho, e apenas alguns cotas de malha e capacete. Os peões calçam polainas de couro e estão armados com lanças de ponta de bronze. Estrabão, século I a. C., Geografia (adaptado) • Os povos do centro e do sul resistiram. • As regiões montanhosas dificultavam o avanço das legiões do exército romano.
  • 5. Era uma vez… 5 – História e Geografia de Portugal – 5.º ano o povo romano que influenciou o modo de vida, os costumes, as tradições e os conhecimentos… O que é a romanização? • Processo lento no qual se assiste à adoção da cultura romana por parte dos povos que integravam o Império Romano. Quais os principais agentes da romanização? • Soldados romanos; comerciantes e funcionários do Império que se fixavam e construíam as cidades à semelhança de Roma. A romanização O processo de criação de uma rede de cidades na Península Ibérica pelos Romanos foi gradual (…). A romanização foi a adoção de hábitos e instituições (…). Não faltavam nas cidades os banhos públicos, as termas e os centros de lazer: teatro, anfiteatro (…). A água necessária era captada e conduzida por meio de aquedutos. José Mattoso (coord.), História de Portugal, 1997 (adaptado)
  • 6. Era uma vez… 5 – História e Geografia de Portugal – 5.º ano o povo romano que graças aos seus conhecimentos de arquitetura e engenharia nos deixaram vários vestígios… Via romana, em Santiago do Cacém. Cetárias (tanques) de fabrico de garum (conserva de peixe), em Troia. Termas romanas em Conímbriga. Aqueduto, em Vila do Conde. Ponte romana sobre o rio Tâmega, em Chaves. Templo romano, em Évora.
  • 7. Era uma vez… 5 – História e Geografia de Portugal – 5.º ano o povo romano que graças aos seus conhecimentos de arquitetura e engenharia nos deixaram vários vestígios… Domus da Escola Velha da Sé, em Braga. Mosaico romano, em Conímbriga. Vestígios romanos na Península Ibérica: • Rede de estradas • Termas romanas • Aquedutos • Pontes • Templos • Casas Novos materiais de construção como a telha (que substituiu o colmo) e o mosaico para revestimento de pavimentos. Telha romana, em Manteigas.
  • 8. Era uma vez… 5 – História e Geografia de Portugal – 5.º ano a influência do povo romano nas atividades dos povos… Agricultura: • Trigo • Vinha • Oliveira • Árvores de fruto Campos de vinha. Campo de oliveiras.
  • 9. Era uma vez… 5 – História e Geografia de Portugal – 5.º ano a influência do povo romano nas atividades dos povos… Artesanato: • Tecelagem • Olaria • Salga de peixe • Exploração mineira Olaria. Minas de ouro exploradas pelos Romanos na serra de Santa Justa, em Valongo.
  • 10. Era uma vez… 5 – História e Geografia de Portugal – 5.º ano a influência do povo romano nas atividades dos povos… Comércio: • Generalizou-se o uso da moeda Marco miliário, em Terras de Bouro. Moedas romanas.
  • 11. Era uma vez… 5 – História e Geografia de Portugal – 5.º ano a mudança das vida dos povos que integraram o Império Romano. Latim: • Para facilitar a comunicação os povos conquistados falavam Latim. • Línguas latinas (Espanhol, Francês, Italiano, Romeno e, claro, o Português. Direito: • Para a união do Império a lei era igual em todos os territórios. Heranças da civilização romana Palavras portuguesas e sua origem latina. O Direito romano O Direito romano começa (…) com a Lei das Doze Tábuas (…), conjunto de leis que, segundo a tradição antiga, teria sido redigida em meados do século V a. C. (…). As Doze Tábuas eram consideradas (…) fonte de todo o Direito Civil. (…) A lei deve ter um caráter universal – o que constitui o próprio fundamento da liberdade e da igualdade jurídica. Pierre Grimal, A civilização romana, 1984 (adaptado)
  • 12. Era uma vez… 5 – História e Geografia de Portugal – 5.º ano o Cristianismo que influenciou o povo romano. Os Romanos eram politeístas, ou seja, acreditavam em vários deuses, e até prestavam culto ao Imperador. Imperador Octaviano César Augusto, considerado um deus romano. Diana, deusa romana da Lua e da caça. Júpiter, deus romano do céu e das tempestades.
  • 13. Era uma vez… 5 – História e Geografia de Portugal – 5.º ano Qual foi a religião que surgiu no Império Romano? o Cristianismo que influenciou o povo romano. Diferentes religiões no Império Romano.
  • 14. Era uma vez… 5 – História e Geografia de Portugal – 5.º ano Cristianismo: • Aparece uma nova religião com Jesus Cristo. • Jesus, com cerca de 30 anos, pregou uma nova religião que defende:  a existência de um só Deus, único criador;  o amor, a bondade e a igualdade entre todos os Homens;  a crença na vida eterna. O Cristianismo irá despertar sentimentos opostos no Império Romano porque não havia igualdade mas profundas desigualdades sociais. Muitos acreditaram no Cristianismo, deixaram de adorar os deuses romanos e o Imperador. Foram perseguidos, torturados e crucificados e esconderam-se nas catacumbas. o Cristianismo que influenciou o povo romano. Catacumbas na cidade de Roma.
  • 15. Era uma vez… 5 – História e Geografia de Portugal – 5.º ano o Cristianismo que apesar das contrariedades foi tendo mais seguidores. Ano 313 – Édito de Milão: O imperador Constantino deu liberdade de culto aos Cristãos. Ano 380 – Édito de Tessalónica: O imperador Teodósio declarou o Cristianismo como religião oficial do Império. Atualmente o Cristianismo é uma das religiões com mais seguidores. O imperador Constantino deu liberdade de culto aos Cristãos. Principais religiões no mundo atual.
  • 16. Era uma vez… 5 – História e Geografia de Portugal – 5.º ano a Era Cristã, que usa como contagem do tempo o nascimento de Jesus Cristo. Unidades de datação: Milénio – 1000 anos Século – 100 anos Década – 10 anos Ano – 365 dias Nascimento de Jesus Cristo I a. C.II a. C. I d. C. II d. C. a. C. – anos contados de forma decrescente d. C. – anos contados de forma crescente
  • 17. Era uma vez… 5 – História e Geografia de Portugal – 5.º ano o tempo dividido entre a. C (antes de Cristo) e d. C. (depois de Cristo). Conversão de séculos em anos: Século VI a. C. – ano 600 a 501 a. C. Século II a. C. – ano 200 a 101 a. C. Século I – ano 1 a 100 Século IX – ano 801 a 900 Século XVII – ano 1601 a 1700 Século XIX – ano 1801 a 1900 Conversão de anos em séculos: 1293 = 12 + 1 = 13 – século XIII 298 = 2 + 1 = 3 – século III 432 a. C. = 4 + 1 = 5 – século V a. C. Mas, 1300 = 13 + 0 = 13 – século XIII 500 a. C. = 5 + 0 = 5 – século V a. C.
  • 18. Era uma vez… 5 – História e Geografia de Portugal – 5.º ano o Império Romano que no século V foi invadido por vários povos bárbaros. Enumera os povos que invadiram o Império Romano no século V. Invasões dos povos bárbaros do Império Romano.
  • 19. Era uma vez… 5 – História e Geografia de Portugal – 5.º ano Indica os povos que se localizaram na Península Ibérica? o Império Romano que no século V foi invadido por vários povos bárbaros. Povos bárbaros na Península Ibérica.
  • 20. Era uma vez… 5 – História e Geografia de Portugal – 5.º ano o povo visigótico que marcou a sua presença na Península Ibérica. Herança dos Visigodos na Península Ibérica: • Arquitetura • Joalharia • Língua • Leis Capela visigótica de San Pedro de la Nave, em Zamora, Espanha. Coroa do rei visigodo Recesvinto em ouro e pedras preciosas, do século VII. Documento escrito visigodo.
  • 21. Era uma vez… 5 – História e Geografia de Portugal – 5.º ano como continua a História?