SlideShare uma empresa Scribd logo
A dimensão ético-política – análise
  e compreensão da experiência
          convivencial

                     Escola Secundária de Bocage
                          Júlia Martins, 2010|2011
Dimensão ética: o que é?


                   Dimensão ética
             O domínio da acção voluntária e
           intencional orientada por princípios,
       visando a dignificação e o aperfeiçoamento
                   dos seres humanos



      Eu           Outros              Instituições




       Dimensão                   Dimensão
        pessoal                     social
O que é a ética?


Por que razão devemos agir moralmente?


Ética e moral são sinónimos?




Quais os critérios que permitem avaliar
uma acção como boa?


O que distingue Ética, Moral e Direito?


Como é possível uma sociedade justa?
O que é a ética?


A Ética ocupa-se do que a própria pessoa ( tu, eu ou
qualquer outra pessoa) faz com a sua liberdade ( )
Em Ética, o importante é querer bem, porque se trata
somente daquilo que cada um faz porque quer ( e não
do que acontece a alguém, queira-o ou não, nem do
que é levado a fazer pela força).
                              Fernando Savater, Ética para um jovem
Ética




  http://www.youtube.com/watch?v=PHChil-zn10&feature=related
Quadro analítico do texto de apoio A


                     Quadro analítico do texto de apoio A


                Que diferenças entre a ética e moral poderemos registar?


             Ética                                                  Moral




                         Que outras ideias se podem registar?
Ética é



    É a reflexão filosófica sobre a realidade moral;



   Estuda, reflecte as normas e os códigos existentes;



  O objecto da ética não é tanto a acção, mas aquilo que guia a acção,
  os princípios ou máximas a que ele deve obedecer;
Moral: o que é?


   É um conjunto de regras ou normas que regulam a conduta do
   homem;

   A moral tem um carácter prático imediato, visto que faz parte
   integrante da vida quotidiana das sociedades e dos indivíduos;


  É o código de conduta próprio de cada individuo ou comunidade: tem,
  portanto um carácter restrito;


   Tem um carácter histórico: a moral evolui e modifica-se ao longo
   do tempo e do espaço.

  A moral tem um carácter relativo, uma vez que algo só é
  considerado moral ou imoral segundo um determinado código
  moral.
Relação ética e moral
Relação ética e moral


        Ética                                Moral

Como havemos de viver?                O que devemos fazer?

   Visa         estabelecer
princípios ou critérios que        Conjunto de normas        que
permitam    a    justificação      regem os comportamentos
racional das condutas e            dos indivíduos de modo a que
normas que orientam os             estes em harmonia com o que
comportamentos humanos             na sua sociedade é tido como
numa           determinada         dever ou bem.
sociedade.


          Intenção                         Norma Moral
  ( o motivo, o fim dos actos do         (o bom ou o desejável)
             homem)
Intenção ética e Norma moral


 A reflexão ética    possibilita o aperfeiçoamento humano –
 dimensão universal.




       Norma Moral                           Intenção Ética




     É a regra da acção - dependente da sociedade, da cultura e
 regras jurídicas.
Conceitos   .



      Ética           Intenção Ética

      Moral           Norma Moral



A próxima aula .


                     Outro               Pessoa

                Consciência moral      Instituições
Revisão de Conceitos .


Completa os espaços em branco com as seguintes expressões: Ética,
  intenção ética, complementaridade, norma moral, moral, projecto
  reflexivo
a) Entre a ética e a moral existe uma relação de
   ____________________. Neste sentido, a ____________ fornece
   as normas da acção e a ______________ as intenções da a
   acção.


b) Por _________________ entendemos uma regra de acção que
   possui carácter de universalidade e que permite fundamentar os
   nossos juízos morais; por _____________________ entendemos
   o ________________ que acompanha a acção e visa a vida boa,
   edificando e promovendo a solicitude intersubjectiva,
   concretizando e instaurando instituições justas.
Conceitos    .



     Outro           Instituições

            Pessoa       Consciência moral
Outro




“O Outro – no âmbito da vida privada tudo é
permitido, não há normas, salvo a de respeitar e
reconhecer a dignidade do outro, com todas as
suas consequências.”
                               Victoria Camps, Virtudes Públicas
Instituições


       Por instituição, entendemos, a estrutura do viver-conjunto de
  uma comunidade histórica – povo nação, religião, etc. - estrutura
  irredutível às relações interpessoais e todavia ligada a elas [ ].É
  pelos costumes comuns e não pelas regras constrangimentos
  que fundamentalmente se caracteriza a ideia de instituição.

                                            Paul Ricouer, si-mesmo como outro




Ainda podemos afirmar que .


Promovem a existência dos            São guardiãs da moral e bons
indivíduos num mundo estruturado     costumes, exercendo uma acção
                                     modeladora;
Consciência moral
Consciência moral




Após a leitura do texto de F. Heinemann responde
  às seguintes questões:


1. Que significa a expressão: “Actua [a consciência moral]
   como uma bússola que nos possibilita encontrar o
   caminho nas tempestades da vida.


2. Refira as principais funções da consciência moral.
Consciência moral


                              Funções da
                       Consciência moral



  A consciência moral apela           A consciência moral julga
     – nos a exprimir um              isto é formula um juízo de
    conjunto de valores e               valor relativamente aos
            ideais.                        actos praticados


   A consciência moral não              A consciência moral
  só ordena, mas induz-nos           sanciona - recompensa ou
     a agir de determinada              castiga mediante um
    forma, por isso agimos            conjunto de sentimentos
     segundo imperativos.             agradáveis ou dolorosos.
Pessoa


      A pessoa surge-nos como uma presença voltada para o
mundo e para as outras pessoas: estas não a limitam, fazem-na
ser e crescer. Ela não existe senão para os outros, não se conhece
senão pelos outros, não se encontra senão nos outros.
      A experiência primitiva da pessoa é a experiência da segunda
pessoa. O tu, e dentro dele o nós, precede o eu, ou pelo menos
acompanha-o. ( )
    Mas a pessoa, no mesmo movimento que a faz ser, expõe-se.
Por isso ela é por natureza comunicável, e até mesmo só ela o é.
Quase se poderia dizer que só existo na medida em que existo
para os outros, ou, numa frase limite: ser (pessoa) é amar.


1. Qual a ideia principal defendida pelo autor?
2. Ser [pessoa] é amar. Que significa? Concordas? Justifica.
Pessoa




É um ser racional, livre e responsável, isto é, projecta-se e decide
os seus actos, assume-os e compromete-se com eles.



É um ser singular, único e irrepetível



É um ser aberto ao mundo .
éTica e moral

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula Cidadania
Aula CidadaniaAula Cidadania
Aula Cidadania
Ana Márcia
 
Ética e Moral - Grupo 03 (Saianne Strada, Roberta Vicari, Jonatan Piazzetta...
Ética e Moral - Grupo 03 (Saianne Strada,  Roberta Vicari,  Jonatan Piazzetta...Ética e Moral - Grupo 03 (Saianne Strada,  Roberta Vicari,  Jonatan Piazzetta...
Ética e Moral - Grupo 03 (Saianne Strada, Roberta Vicari, Jonatan Piazzetta...
Trezetepe
 
apresentação sobre ética
apresentação sobre ética apresentação sobre ética
apresentação sobre ética
Silvio Mmax
 
éTica, moral e valores
éTica, moral e valoreséTica, moral e valores
éTica, moral e valores
Over Lane
 
Etica
EticaEtica
Etica profissional
Etica profissionalEtica profissional
Etica profissional
Cassia Farias
 
A Dimensão Ética
A Dimensão ÉticaA Dimensão Ética
A Dimensão Ética
AnaKlein1
 
Etica e valores
Etica e valoresEtica e valores
Etica e valores
Márcia Corrêa
 
Ética, moral e direito
Ética, moral e direitoÉtica, moral e direito
Ética, moral e direito
Daniel Barral
 
Kant e a Ética do Dever
Kant e a Ética do DeverKant e a Ética do Dever
Kant e a Ética do Dever
Eder Nogueira
 
PALESTRA - ÉTICA
PALESTRA - ÉTICA PALESTRA - ÉTICA
PALESTRA - ÉTICA
Fatinha Bretas
 
Seminário A ética na sociedade
Seminário A ética na sociedadeSeminário A ética na sociedade
Seminário A ética na sociedade
Jorge Prado
 
Moral e ética
Moral e éticaMoral e ética
Moral e ética
Marcela Marangon Ribeiro
 
Ética Moral e Valores.
Ética Moral e Valores.Ética Moral e Valores.
Ética Moral e Valores.
Secretaria da Educação
 
Relativismo Cultural
Relativismo CulturalRelativismo Cultural
Relativismo Cultural
Bruno Pedro
 
Diferença entre moral e ética
Diferença entre moral e éticaDiferença entre moral e ética
Diferença entre moral e ética
Karla Carioca
 
Etica e Educacao
Etica e EducacaoEtica e Educacao
Etica e Educacao
Alfredo Garcia
 
ETICA
ETICAETICA
AULA - O QUE É FELICIDADE - ARISTÓTELES- Prof. noe Assunção
AULA - O QUE É FELICIDADE - ARISTÓTELES- Prof. noe AssunçãoAULA - O QUE É FELICIDADE - ARISTÓTELES- Prof. noe Assunção
AULA - O QUE É FELICIDADE - ARISTÓTELES- Prof. noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Filosofia
Filosofia Filosofia
Filosofia
Erica Frau
 

Mais procurados (20)

Aula Cidadania
Aula CidadaniaAula Cidadania
Aula Cidadania
 
Ética e Moral - Grupo 03 (Saianne Strada, Roberta Vicari, Jonatan Piazzetta...
Ética e Moral - Grupo 03 (Saianne Strada,  Roberta Vicari,  Jonatan Piazzetta...Ética e Moral - Grupo 03 (Saianne Strada,  Roberta Vicari,  Jonatan Piazzetta...
Ética e Moral - Grupo 03 (Saianne Strada, Roberta Vicari, Jonatan Piazzetta...
 
apresentação sobre ética
apresentação sobre ética apresentação sobre ética
apresentação sobre ética
 
éTica, moral e valores
éTica, moral e valoreséTica, moral e valores
éTica, moral e valores
 
Etica
EticaEtica
Etica
 
Etica profissional
Etica profissionalEtica profissional
Etica profissional
 
A Dimensão Ética
A Dimensão ÉticaA Dimensão Ética
A Dimensão Ética
 
Etica e valores
Etica e valoresEtica e valores
Etica e valores
 
Ética, moral e direito
Ética, moral e direitoÉtica, moral e direito
Ética, moral e direito
 
Kant e a Ética do Dever
Kant e a Ética do DeverKant e a Ética do Dever
Kant e a Ética do Dever
 
PALESTRA - ÉTICA
PALESTRA - ÉTICA PALESTRA - ÉTICA
PALESTRA - ÉTICA
 
Seminário A ética na sociedade
Seminário A ética na sociedadeSeminário A ética na sociedade
Seminário A ética na sociedade
 
Moral e ética
Moral e éticaMoral e ética
Moral e ética
 
Ética Moral e Valores.
Ética Moral e Valores.Ética Moral e Valores.
Ética Moral e Valores.
 
Relativismo Cultural
Relativismo CulturalRelativismo Cultural
Relativismo Cultural
 
Diferença entre moral e ética
Diferença entre moral e éticaDiferença entre moral e ética
Diferença entre moral e ética
 
Etica e Educacao
Etica e EducacaoEtica e Educacao
Etica e Educacao
 
ETICA
ETICAETICA
ETICA
 
AULA - O QUE É FELICIDADE - ARISTÓTELES- Prof. noe Assunção
AULA - O QUE É FELICIDADE - ARISTÓTELES- Prof. noe AssunçãoAULA - O QUE É FELICIDADE - ARISTÓTELES- Prof. noe Assunção
AULA - O QUE É FELICIDADE - ARISTÓTELES- Prof. noe Assunção
 
Filosofia
Filosofia Filosofia
Filosofia
 

Destaque

Esquema conteúdos norma moral e intenção ética
Esquema conteúdos norma moral e intenção éticaEsquema conteúdos norma moral e intenção ética
Esquema conteúdos norma moral e intenção ética
Filazambuja
 
Filosofia 4
Filosofia 4Filosofia 4
Moral e ética
Moral e éticaMoral e ética
Moral e ética
Over Lane
 
Dimensão Ético-Politica
Dimensão Ético-PoliticaDimensão Ético-Politica
Dimensão Ético-Politica
Jorge Barbosa
 
Ética deontológia versus ética utilitarista
Ética deontológia versus ética utilitaristaÉtica deontológia versus ética utilitarista
Ética deontológia versus ética utilitarista
Helena Serrão
 
Os fundamentos da moral segundo a doutrina utilitarista de Stuart Mill
Os fundamentos da moral segundo a doutrina utilitarista de Stuart MillOs fundamentos da moral segundo a doutrina utilitarista de Stuart Mill
Os fundamentos da moral segundo a doutrina utilitarista de Stuart Mill
Helena Serrão
 
A teoria ética de kant
A teoria ética de kantA teoria ética de kant
A teoria ética de kant
Luis De Sousa Rodrigues
 
Teoria Deontológica de Kant
Teoria Deontológica de KantTeoria Deontológica de Kant
Teoria Deontológica de Kant
Jorge Lopes
 
Revisões 10 ¦ ano
Revisões 10 ¦ anoRevisões 10 ¦ ano
Revisões 10 ¦ ano
Rosana Sousa
 
Comparação entre as éticas de kant e de mill
Comparação entre as éticas de kant e de millComparação entre as éticas de kant e de mill
Comparação entre as éticas de kant e de mill
Luis De Sousa Rodrigues
 
A teoria ética utilitarista de mill
A teoria ética utilitarista de millA teoria ética utilitarista de mill
A teoria ética utilitarista de mill
Luis De Sousa Rodrigues
 
As éticas de stuart mill e de kant
As éticas de stuart mill e de kantAs éticas de stuart mill e de kant
As éticas de stuart mill e de kant
Filipe Prado
 
Ètica x Moral
Ètica x MoralÈtica x Moral
Ètica x Moral
JosianeBergund
 
Apontamentos de filosofia 10ºano
Apontamentos de filosofia 10ºanoApontamentos de filosofia 10ºano
Apontamentos de filosofia 10ºano
Escola Básica e Secundária Tomás de Borba
 
A necessidade de fundamentação da moral introdução
A necessidade de fundamentação da moral   introduçãoA necessidade de fundamentação da moral   introdução
A necessidade de fundamentação da moral introdução
Luis De Sousa Rodrigues
 
Acção humana - Filosofia
Acção humana -  FilosofiaAcção humana -  Filosofia
Acção humana - Filosofia
Isaque Tomé
 
A filosofia moral de kant
A filosofia moral de kantA filosofia moral de kant
A filosofia moral de kant
Filazambuja
 
1222978084 tica e_moral
1222978084 tica e_moral1222978084 tica e_moral
1222978084 tica e_moral
Ministério da Educação
 

Destaque (18)

Esquema conteúdos norma moral e intenção ética
Esquema conteúdos norma moral e intenção éticaEsquema conteúdos norma moral e intenção ética
Esquema conteúdos norma moral e intenção ética
 
Filosofia 4
Filosofia 4Filosofia 4
Filosofia 4
 
Moral e ética
Moral e éticaMoral e ética
Moral e ética
 
Dimensão Ético-Politica
Dimensão Ético-PoliticaDimensão Ético-Politica
Dimensão Ético-Politica
 
Ética deontológia versus ética utilitarista
Ética deontológia versus ética utilitaristaÉtica deontológia versus ética utilitarista
Ética deontológia versus ética utilitarista
 
Os fundamentos da moral segundo a doutrina utilitarista de Stuart Mill
Os fundamentos da moral segundo a doutrina utilitarista de Stuart MillOs fundamentos da moral segundo a doutrina utilitarista de Stuart Mill
Os fundamentos da moral segundo a doutrina utilitarista de Stuart Mill
 
A teoria ética de kant
A teoria ética de kantA teoria ética de kant
A teoria ética de kant
 
Teoria Deontológica de Kant
Teoria Deontológica de KantTeoria Deontológica de Kant
Teoria Deontológica de Kant
 
Revisões 10 ¦ ano
Revisões 10 ¦ anoRevisões 10 ¦ ano
Revisões 10 ¦ ano
 
Comparação entre as éticas de kant e de mill
Comparação entre as éticas de kant e de millComparação entre as éticas de kant e de mill
Comparação entre as éticas de kant e de mill
 
A teoria ética utilitarista de mill
A teoria ética utilitarista de millA teoria ética utilitarista de mill
A teoria ética utilitarista de mill
 
As éticas de stuart mill e de kant
As éticas de stuart mill e de kantAs éticas de stuart mill e de kant
As éticas de stuart mill e de kant
 
Ètica x Moral
Ètica x MoralÈtica x Moral
Ètica x Moral
 
Apontamentos de filosofia 10ºano
Apontamentos de filosofia 10ºanoApontamentos de filosofia 10ºano
Apontamentos de filosofia 10ºano
 
A necessidade de fundamentação da moral introdução
A necessidade de fundamentação da moral   introduçãoA necessidade de fundamentação da moral   introdução
A necessidade de fundamentação da moral introdução
 
Acção humana - Filosofia
Acção humana -  FilosofiaAcção humana -  Filosofia
Acção humana - Filosofia
 
A filosofia moral de kant
A filosofia moral de kantA filosofia moral de kant
A filosofia moral de kant
 
1222978084 tica e_moral
1222978084 tica e_moral1222978084 tica e_moral
1222978084 tica e_moral
 

Semelhante a éTica e moral

Apostila de etica
Apostila de eticaApostila de etica
Apostila de etica
Vivi Velozo
 
Aula 03. Ética e Moral no cenário at.pdf
Aula 03. Ética e Moral no cenário at.pdfAula 03. Ética e Moral no cenário at.pdf
Aula 03. Ética e Moral no cenário at.pdf
anailsonalves2017
 
Texto ética e moral - leitura básica
Texto    ética e moral - leitura básicaTexto    ética e moral - leitura básica
Texto ética e moral - leitura básica
Nilia Lacerda
 
Ética e Cidadania: Compromisso Social
Ética e Cidadania: Compromisso SocialÉtica e Cidadania: Compromisso Social
Ética e Cidadania: Compromisso Social
Maria Deuza dos Santos
 
Ética e Moral
Ética e Moral   Ética e Moral
Ética e Moral
Mary Alvarenga
 
18 - Áreas do filosofar - 53. Ética e moral..pptx
18 - Áreas do filosofar - 53. Ética e moral..pptx18 - Áreas do filosofar - 53. Ética e moral..pptx
18 - Áreas do filosofar - 53. Ética e moral..pptx
Rafael Monteiro Moyses
 
Filosofia 10 2015-16_-_a_dimensao_etico-politica_i_diapositivos_
Filosofia 10 2015-16_-_a_dimensao_etico-politica_i_diapositivos_Filosofia 10 2015-16_-_a_dimensao_etico-politica_i_diapositivos_
Filosofia 10 2015-16_-_a_dimensao_etico-politica_i_diapositivos_
1245669
 
Conteúdos Transversais – Ministério do Turismo
 Conteúdos Transversais – Ministério do Turismo Conteúdos Transversais – Ministério do Turismo
Conteúdos Transversais – Ministério do Turismo
Eveline do Rosário Santos
 
Objetivos Filosofia
Objetivos FilosofiaObjetivos Filosofia
Objetivos Filosofia
Maria Freitas
 
èTica profissional ii
èTica profissional iièTica profissional ii
èTica profissional ii
Sheila Cristino
 
éTica
éTicaéTica
éTica
John Fjv
 
Ogd mod 5_conteúdos _ aula 2
Ogd mod 5_conteúdos _ aula 2Ogd mod 5_conteúdos _ aula 2
Ogd mod 5_conteúdos _ aula 2
mitrablueaires
 
Aula ética na administração
Aula ética na administraçãoAula ética na administração
Aula ética na administração
Felipe Saraiva Nunes de Pinho
 
Ue 5 -_a_etica_e_seus_instrumentos_criticos
Ue 5 -_a_etica_e_seus_instrumentos_criticosUe 5 -_a_etica_e_seus_instrumentos_criticos
Ue 5 -_a_etica_e_seus_instrumentos_criticos
Di Bilizario
 
ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.
ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.
ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.
ANTONIO INACIO FERRAZ
 
fundamentos da ética.pptx
fundamentos da ética.pptxfundamentos da ética.pptx
fundamentos da ética.pptx
JessiellyGuimares
 
A Dimensão Ética
A Dimensão ÉticaA Dimensão Ética
A Dimensão Ética
AnaKlein1
 
etica_educ.pptx
etica_educ.pptxetica_educ.pptx
etica_educ.pptx
ssuser161715
 
AULA 05, 06, 07 - ÉTICA.pptx
AULA 05, 06, 07 - ÉTICA.pptxAULA 05, 06, 07 - ÉTICA.pptx
AULA 05, 06, 07 - ÉTICA.pptx
lucas106085
 
Conceitos fundamentais de ética para administração
Conceitos fundamentais de ética para administraçãoConceitos fundamentais de ética para administração
Conceitos fundamentais de ética para administração
paulocesarSilva47
 

Semelhante a éTica e moral (20)

Apostila de etica
Apostila de eticaApostila de etica
Apostila de etica
 
Aula 03. Ética e Moral no cenário at.pdf
Aula 03. Ética e Moral no cenário at.pdfAula 03. Ética e Moral no cenário at.pdf
Aula 03. Ética e Moral no cenário at.pdf
 
Texto ética e moral - leitura básica
Texto    ética e moral - leitura básicaTexto    ética e moral - leitura básica
Texto ética e moral - leitura básica
 
Ética e Cidadania: Compromisso Social
Ética e Cidadania: Compromisso SocialÉtica e Cidadania: Compromisso Social
Ética e Cidadania: Compromisso Social
 
Ética e Moral
Ética e Moral   Ética e Moral
Ética e Moral
 
18 - Áreas do filosofar - 53. Ética e moral..pptx
18 - Áreas do filosofar - 53. Ética e moral..pptx18 - Áreas do filosofar - 53. Ética e moral..pptx
18 - Áreas do filosofar - 53. Ética e moral..pptx
 
Filosofia 10 2015-16_-_a_dimensao_etico-politica_i_diapositivos_
Filosofia 10 2015-16_-_a_dimensao_etico-politica_i_diapositivos_Filosofia 10 2015-16_-_a_dimensao_etico-politica_i_diapositivos_
Filosofia 10 2015-16_-_a_dimensao_etico-politica_i_diapositivos_
 
Conteúdos Transversais – Ministério do Turismo
 Conteúdos Transversais – Ministério do Turismo Conteúdos Transversais – Ministério do Turismo
Conteúdos Transversais – Ministério do Turismo
 
Objetivos Filosofia
Objetivos FilosofiaObjetivos Filosofia
Objetivos Filosofia
 
èTica profissional ii
èTica profissional iièTica profissional ii
èTica profissional ii
 
éTica
éTicaéTica
éTica
 
Ogd mod 5_conteúdos _ aula 2
Ogd mod 5_conteúdos _ aula 2Ogd mod 5_conteúdos _ aula 2
Ogd mod 5_conteúdos _ aula 2
 
Aula ética na administração
Aula ética na administraçãoAula ética na administração
Aula ética na administração
 
Ue 5 -_a_etica_e_seus_instrumentos_criticos
Ue 5 -_a_etica_e_seus_instrumentos_criticosUe 5 -_a_etica_e_seus_instrumentos_criticos
Ue 5 -_a_etica_e_seus_instrumentos_criticos
 
ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.
ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.
ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.
 
fundamentos da ética.pptx
fundamentos da ética.pptxfundamentos da ética.pptx
fundamentos da ética.pptx
 
A Dimensão Ética
A Dimensão ÉticaA Dimensão Ética
A Dimensão Ética
 
etica_educ.pptx
etica_educ.pptxetica_educ.pptx
etica_educ.pptx
 
AULA 05, 06, 07 - ÉTICA.pptx
AULA 05, 06, 07 - ÉTICA.pptxAULA 05, 06, 07 - ÉTICA.pptx
AULA 05, 06, 07 - ÉTICA.pptx
 
Conceitos fundamentais de ética para administração
Conceitos fundamentais de ética para administraçãoConceitos fundamentais de ética para administração
Conceitos fundamentais de ética para administração
 

Mais de Julia Martins

A importância do papel da família no processo de desenvolvimento vocacional
A importância do papel da família no processo de desenvolvimento vocacionalA importância do papel da família no processo de desenvolvimento vocacional
A importância do papel da família no processo de desenvolvimento vocacional
Julia Martins
 
9º ano, e agora
9º ano, e agora9º ano, e agora
9º ano, e agora
Julia Martins
 
Pp dir. humanos
Pp dir. humanosPp dir. humanos
Pp dir. humanos
Julia Martins
 
Pp dir. humanos
Pp dir. humanosPp dir. humanos
Pp dir. humanos
Julia Martins
 
P.point anos 60 – inconformismo, rebeldia e mudança conferencia
P.point   anos 60 – inconformismo, rebeldia e mudança conferenciaP.point   anos 60 – inconformismo, rebeldia e mudança conferencia
P.point anos 60 – inconformismo, rebeldia e mudança conferencia
Julia Martins
 
Et 7 a
Et 7 aEt 7 a
Washing away of wrongs song ci
Washing away of wrongs song ciWashing away of wrongs song ci
Washing away of wrongs song ci
Julia Martins
 
Cf eb 2012_aq
Cf eb 2012_aqCf eb 2012_aq
Cf eb 2012_aq
Julia Martins
 
Mafalda pedro caferra
Mafalda pedro caferraMafalda pedro caferra
Mafalda pedro caferra
Julia Martins
 
Newton gostava de ler!
Newton gostava de ler!Newton gostava de ler!
Newton gostava de ler!
Julia Martins
 
Redescidadaniafernandafinaljulia
RedescidadaniafernandafinaljuliaRedescidadaniafernandafinaljulia
Redescidadaniafernandafinaljulia
Julia Martins
 
Estética conceito de arte e obra de arte
Estética conceito de arte e obra de arteEstética conceito de arte e obra de arte
Estética conceito de arte e obra de arte
Julia Martins
 
Experi%c3%a ancia%20est%c3%a9tica[1]
Experi%c3%a ancia%20est%c3%a9tica[1]Experi%c3%a ancia%20est%c3%a9tica[1]
Experi%c3%a ancia%20est%c3%a9tica[1]
Julia Martins
 
(Microsoft power point
(Microsoft power point  (Microsoft power point
(Microsoft power point
Julia Martins
 
Microsoft word carta internacional dos direitos humanos
Microsoft word   carta internacional dos direitos humanosMicrosoft word   carta internacional dos direitos humanos
Microsoft word carta internacional dos direitos humanos
Julia Martins
 
Trab grupo orientações
Trab grupo orientaçõesTrab grupo orientações
Trab grupo orientações
Julia Martins
 
(Microsoft word texto de apoio dilemas
(Microsoft word   texto de apoio dilemas(Microsoft word   texto de apoio dilemas
(Microsoft word texto de apoio dilemas
Julia Martins
 
Microsoft power point valores e cultura[1]
Microsoft power point   valores e cultura[1]Microsoft power point   valores e cultura[1]
Microsoft power point valores e cultura[1]
Julia Martins
 
(Microsoft power point os valores- an
(Microsoft power point   os valores- an(Microsoft power point   os valores- an
(Microsoft power point os valores- an
Julia Martins
 
Microsoft word texto de apoio os valores
Microsoft word   texto de apoio os valoresMicrosoft word   texto de apoio os valores
Microsoft word texto de apoio os valores
Julia Martins
 

Mais de Julia Martins (20)

A importância do papel da família no processo de desenvolvimento vocacional
A importância do papel da família no processo de desenvolvimento vocacionalA importância do papel da família no processo de desenvolvimento vocacional
A importância do papel da família no processo de desenvolvimento vocacional
 
9º ano, e agora
9º ano, e agora9º ano, e agora
9º ano, e agora
 
Pp dir. humanos
Pp dir. humanosPp dir. humanos
Pp dir. humanos
 
Pp dir. humanos
Pp dir. humanosPp dir. humanos
Pp dir. humanos
 
P.point anos 60 – inconformismo, rebeldia e mudança conferencia
P.point   anos 60 – inconformismo, rebeldia e mudança conferenciaP.point   anos 60 – inconformismo, rebeldia e mudança conferencia
P.point anos 60 – inconformismo, rebeldia e mudança conferencia
 
Et 7 a
Et 7 aEt 7 a
Et 7 a
 
Washing away of wrongs song ci
Washing away of wrongs song ciWashing away of wrongs song ci
Washing away of wrongs song ci
 
Cf eb 2012_aq
Cf eb 2012_aqCf eb 2012_aq
Cf eb 2012_aq
 
Mafalda pedro caferra
Mafalda pedro caferraMafalda pedro caferra
Mafalda pedro caferra
 
Newton gostava de ler!
Newton gostava de ler!Newton gostava de ler!
Newton gostava de ler!
 
Redescidadaniafernandafinaljulia
RedescidadaniafernandafinaljuliaRedescidadaniafernandafinaljulia
Redescidadaniafernandafinaljulia
 
Estética conceito de arte e obra de arte
Estética conceito de arte e obra de arteEstética conceito de arte e obra de arte
Estética conceito de arte e obra de arte
 
Experi%c3%a ancia%20est%c3%a9tica[1]
Experi%c3%a ancia%20est%c3%a9tica[1]Experi%c3%a ancia%20est%c3%a9tica[1]
Experi%c3%a ancia%20est%c3%a9tica[1]
 
(Microsoft power point
(Microsoft power point  (Microsoft power point
(Microsoft power point
 
Microsoft word carta internacional dos direitos humanos
Microsoft word   carta internacional dos direitos humanosMicrosoft word   carta internacional dos direitos humanos
Microsoft word carta internacional dos direitos humanos
 
Trab grupo orientações
Trab grupo orientaçõesTrab grupo orientações
Trab grupo orientações
 
(Microsoft word texto de apoio dilemas
(Microsoft word   texto de apoio dilemas(Microsoft word   texto de apoio dilemas
(Microsoft word texto de apoio dilemas
 
Microsoft power point valores e cultura[1]
Microsoft power point   valores e cultura[1]Microsoft power point   valores e cultura[1]
Microsoft power point valores e cultura[1]
 
(Microsoft power point os valores- an
(Microsoft power point   os valores- an(Microsoft power point   os valores- an
(Microsoft power point os valores- an
 
Microsoft word texto de apoio os valores
Microsoft word   texto de apoio os valoresMicrosoft word   texto de apoio os valores
Microsoft word texto de apoio os valores
 

éTica e moral

  • 1. A dimensão ético-política – análise e compreensão da experiência convivencial Escola Secundária de Bocage Júlia Martins, 2010|2011
  • 2. Dimensão ética: o que é? Dimensão ética O domínio da acção voluntária e intencional orientada por princípios, visando a dignificação e o aperfeiçoamento dos seres humanos Eu Outros Instituições Dimensão Dimensão pessoal social
  • 3. O que é a ética? Por que razão devemos agir moralmente? Ética e moral são sinónimos? Quais os critérios que permitem avaliar uma acção como boa? O que distingue Ética, Moral e Direito? Como é possível uma sociedade justa?
  • 4. O que é a ética? A Ética ocupa-se do que a própria pessoa ( tu, eu ou qualquer outra pessoa) faz com a sua liberdade ( ) Em Ética, o importante é querer bem, porque se trata somente daquilo que cada um faz porque quer ( e não do que acontece a alguém, queira-o ou não, nem do que é levado a fazer pela força). Fernando Savater, Ética para um jovem
  • 6.
  • 7. Quadro analítico do texto de apoio A Quadro analítico do texto de apoio A Que diferenças entre a ética e moral poderemos registar? Ética Moral Que outras ideias se podem registar?
  • 8. Ética é É a reflexão filosófica sobre a realidade moral; Estuda, reflecte as normas e os códigos existentes; O objecto da ética não é tanto a acção, mas aquilo que guia a acção, os princípios ou máximas a que ele deve obedecer;
  • 9. Moral: o que é? É um conjunto de regras ou normas que regulam a conduta do homem; A moral tem um carácter prático imediato, visto que faz parte integrante da vida quotidiana das sociedades e dos indivíduos; É o código de conduta próprio de cada individuo ou comunidade: tem, portanto um carácter restrito; Tem um carácter histórico: a moral evolui e modifica-se ao longo do tempo e do espaço. A moral tem um carácter relativo, uma vez que algo só é considerado moral ou imoral segundo um determinado código moral.
  • 11. Relação ética e moral Ética Moral Como havemos de viver? O que devemos fazer? Visa estabelecer princípios ou critérios que Conjunto de normas que permitam a justificação regem os comportamentos racional das condutas e dos indivíduos de modo a que normas que orientam os estes em harmonia com o que comportamentos humanos na sua sociedade é tido como numa determinada dever ou bem. sociedade. Intenção Norma Moral ( o motivo, o fim dos actos do (o bom ou o desejável) homem)
  • 12. Intenção ética e Norma moral A reflexão ética possibilita o aperfeiçoamento humano – dimensão universal. Norma Moral Intenção Ética É a regra da acção - dependente da sociedade, da cultura e regras jurídicas.
  • 13. Conceitos . Ética Intenção Ética Moral Norma Moral A próxima aula . Outro Pessoa Consciência moral Instituições
  • 14. Revisão de Conceitos . Completa os espaços em branco com as seguintes expressões: Ética, intenção ética, complementaridade, norma moral, moral, projecto reflexivo a) Entre a ética e a moral existe uma relação de ____________________. Neste sentido, a ____________ fornece as normas da acção e a ______________ as intenções da a acção. b) Por _________________ entendemos uma regra de acção que possui carácter de universalidade e que permite fundamentar os nossos juízos morais; por _____________________ entendemos o ________________ que acompanha a acção e visa a vida boa, edificando e promovendo a solicitude intersubjectiva, concretizando e instaurando instituições justas.
  • 15. Conceitos . Outro Instituições Pessoa Consciência moral
  • 16. Outro “O Outro – no âmbito da vida privada tudo é permitido, não há normas, salvo a de respeitar e reconhecer a dignidade do outro, com todas as suas consequências.” Victoria Camps, Virtudes Públicas
  • 17. Instituições Por instituição, entendemos, a estrutura do viver-conjunto de uma comunidade histórica – povo nação, religião, etc. - estrutura irredutível às relações interpessoais e todavia ligada a elas [ ].É pelos costumes comuns e não pelas regras constrangimentos que fundamentalmente se caracteriza a ideia de instituição. Paul Ricouer, si-mesmo como outro Ainda podemos afirmar que . Promovem a existência dos São guardiãs da moral e bons indivíduos num mundo estruturado costumes, exercendo uma acção modeladora;
  • 19. Consciência moral Após a leitura do texto de F. Heinemann responde às seguintes questões: 1. Que significa a expressão: “Actua [a consciência moral] como uma bússola que nos possibilita encontrar o caminho nas tempestades da vida. 2. Refira as principais funções da consciência moral.
  • 20. Consciência moral Funções da Consciência moral A consciência moral apela A consciência moral julga – nos a exprimir um isto é formula um juízo de conjunto de valores e valor relativamente aos ideais. actos praticados A consciência moral não A consciência moral só ordena, mas induz-nos sanciona - recompensa ou a agir de determinada castiga mediante um forma, por isso agimos conjunto de sentimentos segundo imperativos. agradáveis ou dolorosos.
  • 21. Pessoa A pessoa surge-nos como uma presença voltada para o mundo e para as outras pessoas: estas não a limitam, fazem-na ser e crescer. Ela não existe senão para os outros, não se conhece senão pelos outros, não se encontra senão nos outros. A experiência primitiva da pessoa é a experiência da segunda pessoa. O tu, e dentro dele o nós, precede o eu, ou pelo menos acompanha-o. ( ) Mas a pessoa, no mesmo movimento que a faz ser, expõe-se. Por isso ela é por natureza comunicável, e até mesmo só ela o é. Quase se poderia dizer que só existo na medida em que existo para os outros, ou, numa frase limite: ser (pessoa) é amar. 1. Qual a ideia principal defendida pelo autor? 2. Ser [pessoa] é amar. Que significa? Concordas? Justifica.
  • 22. Pessoa É um ser racional, livre e responsável, isto é, projecta-se e decide os seus actos, assume-os e compromete-se com eles. É um ser singular, único e irrepetível É um ser aberto ao mundo .